Réveillon

0
0
0
s2sdefault

Concentração em uma única entrada pode provocar tumultos e filas desnecessárias

Foram dois dias de Festival Virada Salvador e um total de 550 mil pessoas circulando pela Arena Daniela Mercury, na Boca do Rio. A organização da festa acredita que os próximos dias de apresentações sejam ainda mais movimentados e, por isso, recomenda que as pessoas utilizem as duas opções de acesso ao evento, evitando assim concentrações demasiadas em apenas um deles.

Para facilitar o acesso do público na arena, os dois acessos foram construídos com o aval dos órgãos de segurança pública, garantindo um maior conforto na hora da entrada e saída do espaço e ao mesmo tempo estabelecendo um maior controle por parte dos agentes de segurança. Todos que entram no festival são vistoriados pela Polícia Militar, que diariamente está presente no evento com um efetivo de 500 homens e mulheres.

Os dois acessos estão localizados na pista à beira-mar, os acessos Sul e Norte. Elas se encontram nos lados extremos da arena, um mais próximo à saída para a Boca do Rio e outro em direção ao Jardim de Alah, respectivamente.

“Viabilizamos acessos em pontos diferentes para evitar possíveis transtorno. Estamos observando, por exemplo, uma concentração bem maior de pessoas no acesso Sul, o da Boca do Rio, o que não há necessidade de ocorrer. Todos os acessos são supervisionados pela polícia e são essenciais para manter o controle e segurança do evento. Alem disso, todos os pontos estão sinalizados”, disse o presidente da Saltur, Isaac Edington.

0
0
0
s2sdefault
0
0
0
s2sdefault

Uma das atrações mais esperadas pelo público baiano no Festival Virada Salvador 2019, a cantora Anitta será a terceira a subir ao palco da Arena Daniela Mercury, neste domingo (30). “É com uma alegria imensa voltar a Salvador para mais uma apresentação no festival da virada. É um lugar especial, com uma energia linda. A galera é sempre tão animada, canta todas as músicas comigo, não tinha jeito melhor de encerrar o ano”, declarou a artista, uma das preferidas do público infanto-juvenil, em entrevista por telefone. 

Animada com a participação, Anitta revelou que está muito feliz em poder se apresentar para o público baiano mais uma vez. Conhecida por seus sucessos estourados, a cantora apresenta no festival o trabalho autoral lançado recentemente, o EP Solo. A cantora que roda o Brasil e o mundo encantado o público com canções nos mais diversos idiomas, revelou que tem um carinho especial pelo povo da capital baiana. “Salvador é incrível, me sinto feliz em participar dessa festa. Sou sempre muito bem recebida”. 

Antes dela, neste terceiro dia do festival, acontecem os shows do pagodeiro Igor Kannário e a banda La Furia, ambos conhecidos pelo batidão do “pagofunk”. O domingo ainda terá espaço para o clima de romance que promete tomar conta da Arena Daniela Mercury. Na sequência, duas duplas sertanejas, Matheus e Kauan e Jorge e Mateus, além do cantor de pagode romântico Ferrugem, prometem emocionar o público com as músicas que falam de amor. 

Confira a programação deste domingo (30): 

- Igor Kannário
- La Furia
- Anitta
- Matheus e Kauan
- Jorge e Mateus
- Ferrugem

 

0
0
0
s2sdefault
0
0
0
s2sdefault

O Festival Virada Salvador 2019, como todo espaço democrático, tem lugar para todo mundo curtir. Este ano, pessoas com deficiência contam com um local diferenciado na Arena Daniela Mercury, com vista privilegiada do palco e do mar. A área, projetada de acordo com a norma brasileira NBR 9050, que garante acessibilidade em edificações, foi erguida a uma altura de um metrô do chão, e conta com rampa para facilitar o acesso de todos.

Até agora, mais de 120 pessoas circularam no camarote acessível, que comporta até 20 cadeiras simultaneamente, além dos acompanhantes. A diretora da Unidade de Pessoas com Deficiência (UPCD), Risalva Telles, avaliou a primeira noite de funcionamento do espaço, elogiando o trabalho da Saltur na execução do camarote. “A festa está maravilhosa, a alegria contagiante e as pessoas com deficiência estavam super animadas. Dançaram nas cadeiras, participaram... Todos que chegam lá se surpreendem com a oportunidade de estar junto do palco, em um espaço ventilado, com sensação de segurança e tranquilidade, então eles todos ficam extasiados. É a oportunidade de igualdade para todos, dando dignidade e oportunidade às pessoas com deficiência”, afirmou. 

O juiz de direito Rilton Ribeiro, de 57 anos, aprovou o espaço onde curtiu os shows. Ele, que pela primeira vez esteve no evento, elogiou a inciativa de ter um espaço diferenciado e espera poder aproveitar as demais noites da festa. “O espaço está de parabéns. É uma ótima oportunidade participar pela primeira vez do Réveillon da cidade e a visão do palco está muito boa, dá para ver tudo. Tem um acesso melhor para nós cadeirantes e pessoas com mobilidade reduzida, e isso é excelente”, afirmou. 

O camarote acessível pode ser acessado à direita do palco, próximo à mesa de som. É permitida a entrada de acompanhante, e a área está sempre em funcionamento a partir do horário de abertura dos portões, às 16h.

0
0
0
s2sdefault
0
0
0
s2sdefault

A empolgação com a chegada do novo ano não pode ser maior do que a segurança durante a comemoração. Quem pretende curtir com a queima de fogos deve ficar atento aos cuidados no momento de euforia. "Principalmente para evitar queimaduras diretgas na pele, sobretudo na na face. Outro ponto é evitar inalação de fumaça, que pode trazer alguns danos às vias respiratórias e até levar à morte. Além disso, o terceiro risco é de explosão, que dependendo da potência pode causar danos traumáticos", explicou Ivan Paiva, gerente de Atenção da Secretaria Municipal de Saúde (SMS). 

Caso os envolvidos na festa entrem em contato com o fogo e sofram com queimaduras, a procura por atendimento deve ser imediata. "Primeira coisa se tiver queimadura e se for na roupa é retirar a vestimenta para parar o processo de queimadura e lavar o local queimado com água corrente abundante. A água vai tirar o efeito causado pela alta temperatura e produtos químicos", orientou Ivan. 

Caso a queimadura tenha sido mais grave, de cerca de 20% do corpo, por exemplo, é necessário que o doente procure o Hospital Geral do Estado (HGE), unidade referência no atendimento a queimados."O que nos preocupa são as queimaduras de face, que podem afetar o sistema respiratório, ou causar problemas diretos aos pulmões", afirmou o especialista. 

Caso a queimadura seja pequena, o equivalente a palma da mão, por exemplo, a vítima pode procurar um dos cinco Pronto-Atendimentos ou nove Unidades de Pronto-Atendimento (UPAs) que funcionam em regime de plantão durante o Réveillon. Já as unidades de saúde da família e básicas funcionam de segunda à sexta-feira, exceto feriados, das 8h às 17h. Portanto, essas unidades reabrem apenas na terça (1º). 

Alto mar - Se a curtição com os fogos for por cima de uma embarcação, saudando 2019 nas águas da Orla de Salvador, os cuidados também são imprescindíveis. "Deve evitar soltar de dentro da embarcação porque a maioria é feita de fibras, o que pode acarretar problemas, se entrar em contato com os fogos", explicou João Luiz, coordenador da Salvamar. 

Show pirotécnico - O Festival Virada Salvador vai contar com dois pontos de queima de fogos na orla da Boca do Rio. Em toda a cidade, outros 15 bairros também contarão com shows pirotécnicos. Serão 21 toneladas de fogos em toda a cidade para celebrar a chegada de 2019. Na orla da Boca do Rio, serão 15 toneladas. A duração do show será de 15 minutos. 

A Salvamar irá atuar com três bases elevadas no entorno do evento, na parte litoral, tendo 30 agentes e uma moto aquática à disposição para casos de emergência. 

Os participantes da festa também poderão contar com a ajuda da equipe da Defesa Civil de Salvador (Codesal), que atua em regime de plantão 24 horas nos cinco dias do Festival Virada Salvador 2019. Serão 15 profissionais, entre engenheiros, arquitetos e outros, que ficarão em dois postos, um no interior da estrutura da Arena Daniela Mercury, e um outro na área externa, funcionando em um trailer para atender a qualquer eventualidade. As solicitações também podem ser feitas gratuitamente pelo telefone 199.

 

0
0
0
s2sdefault
0
0
0
s2sdefault

A Coordenadoria de Salvamento Marítimo (Salvamar), vinculada à Secretaria Municipal de Ordem Pública (Semop), já registrou, nos dois primeiros dias de Festival Virada Salvador, duas ocorrências de afogamentos na orla da Boca do Rio, onde acontece o evento. Além disso, houve um atendimento por convulsão na areia da praia e outro por excesso de bebida alcoólica. Não há vítimas fatais, mas o órgão alerta para os cuidados que os banhistas precisam ter para evitar incidentes.  

A Salvamar mantém o efetivo de 30 agentes, atuando em três bases elevadas no entorno do festival, na parte da praia, com o apoio de uma moto aquática à disposição para casos de emergência. Uma placa instalada nos locais avisa que se trata de praia com risco para banhos. Para evitar incidentes, a dica é ficar atento às recomendações do chefe de treinamento da Salvamar, Rui Araújo. 

Orientação – A dica mais importante, segundo Rui Araújo, é procurar orientação de salva-vidas na praia, pois é quem pode informar sobre a situação do mar, existência de valas, buracos e correntes de retorno, por exemplo. 

Desgaste físico – O ideal é evitar tomar banho após ingerir alimentos de difícil digestão e bebida alcoólica porque dificultam o nado e aumentam o risco de afogamento. 

Crianças – É preciso tomar bastante cuidado com as crianças para que não se percam e se afoguem. Os pais e responsáveis devem mantê-las sempre por perto e não permitir que tomem banho sozinhas. 

Profundidade – Já diz o ditado: água acima do umbigo é sinal de perigo. A água deve estar até a linha da cintura. Após essa altura, o banhista tem capacidade de locomoção reduzida e o risco de afogamento aumenta. 

Correnteza – Evite utilizar objetos flutuantes, como boias e colchões infláveis, pois podem ser levados pela correnteza.

0
0
0
s2sdefault
0
0
0
s2sdefault

O Festival Virada Salvador segue superando todas as expectativas e acontece de forma tranquila e sem incidentes graves, apesar da quantidade de pessoas presentes na orla da Boca do Rio. Até agora, 550 mil pessoas já compareceram à Arena Daniela Mercury nos dois primeiros dias de festa, sendo 250 mil na sexta (28) e 300 mil no sábado (29). O evento registra índices baixos de ocorrências tanto na área da saúde quanto na segurança.  

"A avaliação que fazemos até aqui é que o festival é um sucesso absoluto de público, renda e de paz. Além da arena está lotada do público que compareceu nos dois primeiros dias, outras estruturas que montamos para o evento, como a roda-gigante e a tirolesa, que também são atrações gratuitas, estão lotadas de gente. Assim como toda a parte ligada à gastronomia, a exemplo da área de food trucks, que foram espaços ampliados por nós", ressaltou o presidente da Saltur, Isaac Edington.  

Para o presidente da Saltur, os dados ligados à área de segurança demonstram o clima de tranquilidade que dão ao festival o caráter familiar. A Guarda Civil Municipal, por exemplo, continuou registrando baixos índices de ocorrências no segundo dia de evento, somando apenas sete, contra 13 no mesmo período do ano passado, representando 46,2% de redução. A Guarda apontou apenas incidentes isolados, a exemplo de poucas brigas, mas nada que resultasse em ocorrências graves e que não fossem solucionadas rapidamente.    

No segundo dia de festival, foram registrados 139 atendimentos no módulo de saúde montado pela Prefeitura para o evento. Náuseas, cefaleias e intoxicação alcoólica continuam sendo as principais causas das admissões no posto, com 115 ocorrências, seguido dos procedimentos cirúrgicos (16) e traumas ortopédicos (08). Desse total, apenas seis pacientes necessitaram de transferência para unidades de saúde de retaguarda para realização de exames e consultas especializadas.  

Fiscalização - A Secretaria de Desenvolvimento e Urbanismo (Sedur) voltou a interditar mais um estacionamento irregular no segundo dia de evento, que estava funcionando em um posto de gasolina. Foram também aprendidos 150 panfletos com propaganda não permitida, assim como foram dadas 35 advertências verbais. 

Trânsito - A operação especial montada pelo órgão municipal de trânsito, a Transalvador, notificou, no segundo dia de festival,  94 motoristas e removeu 13 veículos. Não foi registrado nenhum acidente no perímetro da festa. Já em relação aos estacionamentos públicos, a Prefeitura disponibilizou 1,7 mil vagas de Zona Azul, sendo utilizadas 940. Dessas, 407 ao longo da Avenida Otávio Mangabeira e 533 no estacionamento do antigo Aeroclube.  

Transporte – A Secretaria de Mobilidade (Semob) registrou 220.580 que utilizaram ônibus, táxi ou mototáxi para chegar ao Festival Virada Salvador neste sábado (29). A maior parte (217.080) utilizou o ônibus para chegar até a Arena Daniela Mercury. Foram de táxis 2092 pessoas e de mototáxis 1.410.

0
0
0
s2sdefault
0
0
0
s2sdefault

Antes de subir ao palco do Festival Virada Salvador 2019, o sertanejo Luan não sabia, mas estava prestes a fazer um dos shows mais lembrados de sua carreira. Ele não resistiu à energia emanada pelos fãs da capital baiana. "Eu estou muito realizado. O que vivi hoje foi histórico", confessou, durante coletiva de imprensa realizada neste sábado (29), após se apresentar ao público. 

Durante a apresentação, o cantor revelou que o DVD anunciado para maio do próximo ano será gravado em terras soteropolitanas no dia 19 de maio, no Parque de Exposições. Ele contou que a energia dos fãs de Salvador, que iniciaram uma campanha para trazer o sertanejo para cá, motivou a escolha. "Estava faltando gravarmos no Nordeste. Vai ser incrível. Espero que seja o melhor da minha vida", afirmou. 

Luan ainda contou que já há uma participação confirmada no novo material: o DJ Alok. O novo DVD terá como tema um universo "cyber punk", onde, segundo o próprio artista, a tecnologia se desenvolveu de forma desordenada e suprimiu o amor. 

O sertanejo revelou que tem sangue baiano. "Sou um acararejeiro", definiu. No momento da produção do DVD, ele já declarou sua primeira exigência para sua equipe de assessores: providenciar 30 acarajés para o camarim. "Com muita pimenta", completou.

0
0
0
s2sdefault
0
0
0
s2sdefault

Apoiado em sucessos como “Quebra aê”, “Com Amor”, “Tô a toa” e “Qual é”, Durval Lélys levou o folião presente à Arena Daniela Mercury, neste segundo dia de Festival Virada Salvador 2019, a realizar uma viagem no tempo. “Ouvi dizer meu bem que o nosso amor nasceu no carrossel de flor adocicante...”, canta o ex-líder do Asa de Águia. 

“Este é, com toda certeza, o maior Réveillon do Brasil. Mais de 200 mil pessoas e todo mundo de pé até essa hora. Mas, que galera é essa, meu rei?”, perguntou o artista, com um de seus mais tradicionais bordões. “É o Réveillon que vai para o coração do mundo inteiro. Para trazer um ano de paz, luz e muita alegria”, finalizou.  

Durval foi a quarta atração da noite, que já contou com os shows de Devinho Novaes, Zezé Di Camargo e Luciano e Luan Santana. Em seguida apresentam-se o "Gigante" Léo Santana e o forrozeiro Mano Walter.

0
0
0
s2sdefault
0
0
0
s2sdefault

É preciso redobrar atenção na hora de atravessar as pistas nas imediações da Arena Daniela Mercury, na Boca do Rio, onde acontece o Festival Virada Salvador. A orientação é que pedestres façam a passagem apenas nos quatro pontos de travessia instalados pela Superintendência de Trânsito do Salvador (Translavador). Visando mais segurança para o público que tem ido ao evento, o órgão de trânsito municipal alerta para que o público seja mais cuidado na travessia.

Os quatro pontos para passagem segura são na Avenida Octávio Mangabeira: um na altura do restaurante Yemanjá, em ambos os sentidos; outro na altura do Posto de Combustível BR Armação, também nas duas pistas; o terceiro fica na entrada da arena, perto do palco; e o último nas proximidades da Praça Osório Vilas Boas. Para auxiliar na travessia, assim como na organização do fluxo de veículos, 55 agentes da Transalvador estão distribuídos em 13 pontos fixos atuando na operação especial montada para o Festival Virada.

Todos os dias de festival, sempre a partir das 14h, viaturas estão posicionadas em locais estratégicos para iniciar o acompanhamento e ordenamento do trânsito e pedestres na região. A operação é realizada de forma mais ostensiva a partir das 17h, horário previsto para o início do movimento de chegada do público para o começo dos shows, marcado para as 18h. A fiscalização tem sido intensificada no entorno do evento para evitar paradas e estacionamentos irregulares na Avenida Octávio Mangabeira.

 

0
0
0
s2sdefault

Fale Conosco

O seu canal de comunicação com o nosso site. Caso tenha dúvidas, sugestões ou solicitações de serviços, por favor, mande mensagem que teremos prazer em respondê-la.

Enviando...