Saúde

0
0
0
s2sdefault

É preciso adotar alguns cuidados importantes com a saúde para percorrer os oito quilômetros do cortejo da Lavagem do Bonfim, nesta quinta-feira (16). O sol forte durante as horas de caminhada pelo trajeto que vai da Igreja da Conceição da Praia, no Comércio, até a Colina Sagrada, no Bonfim, pode provocar transtornos. Para melhor assistir os fiéis, baianos e turistas, a Prefeitura, por meio da Secretaria de Saúde (SMS), montou uma operação para atendimento com um módulo assistencial que ficará ao lado da Colina Sagrada e funcionará das 7h às 21h, em caso de eventualidades.

Além disso, duas ambulâncias vão acompanhar todo o trajeto do cortejo. As Unidades de Pronto Atendimento (UPAs) Barris, San Martín e 16º Centro ficarão na retaguarda para dar suporte. Dicas de como se preparar para essa maratona foram preparadas pelo coordenador de Urgência e Emergência da SMS, Ivan Paiva.

Atenção redobrada - Segundo Paiva, pessoas portadoras de doenças crônicas precisam redobrar os cuidados. “É necessário consultar o médico e pegar uma autorização antes de participar de trajetos como esse. É preciso saber se tem condição física para participar da festa”, assinala, lembrando da importância de fazer uso das medicações, caso seja aquele paciente que toma remédios diariamente.

Sol e proteção à pele – Com as altas temperaturas do Verão, o recomendado pelo médico é garantir a proteção da pele dos raios ultravioleta com uso do protetor solar, chapéus, bonés e óculos. Paiva lembra que é preciso reforçar a aplicação do bloqueador, caso a pessoa permaneça por muitas horas exposta ao sol.

Beba bastante água - A caminhada vai exigir dos fiéis e turistas muita hidratação, afinal, para percorrer os oito quilômetros da festa, é necessário estar bem preparado e beber bastante água ao longo do percurso.

Selecione o que comer -  Antes de seguir para a lavagem, é fundamental uma alimentação balanceada. De acordo com o coordenador, uma dica é o consumo de alimentos leves e ricos em água. É recomendado evitar produtos ricos em sódio e refeições mais pesadas.

Use sapatos confortáveis e roupas leves - Devido ao longo percurso e ao forte calor, os fiéis que forem subir a Colina Sagrada precisam usar roupas e calçados confortáveis.

Beba com moderação – Alguns cuidados devem ser tomados em relação ao uso de bebida alcoólicas. Se for beber, é fundamental usar uma quantidade moderada para evitar alguns transtornos. Caso for dirigir, o recomendado é não beber para garantir a segurança de todos.

SAMU no percurso - O Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (SAMU), órgão vinculado à Secretaria de Saúde (SMS), estará com um posto móvel no Largo do Bonfim. As pessoas que necessitarem de assistência médica durante o trajeto devem ligar para o 192 e especificar a localização e a situação. Ambulâncias estarão disponíveis

 

0
0
0
s2sdefault
0
0
0
s2sdefault

Inaugurado em abril de 2018, o Hospital Municipal de Salvador (HMS) realizou 81.833 atendimentos no primeiro ano de funcionamento. Em 2019, esse número mais que dobrou, atingindo a marca de 192,5 mil acolhimentos. No total, até agora, mais de 277 mil cuidados foram proporcionados através do equipamento: uma média de 375 procedimentos por dia.

Os números consolidados demostram o crescimento do HMS e a importância da estrutura, localizada em Boca da Mata, região de Cajazeiras, para os moradores da capital baiana. Foram realizadas 7.049 cirurgias, 150.446 atendimentos de emergência e urgência, 16.994 internações e 180.193 exames de imagens.

Com 210 leitos disponíveis, a taxa de ocupação média do HMS subiu de 102% em 2018 para 115% em 2019. A média de paciente dia internado ascendeu de 143 para 240. No ano passado, foram concluídas 4.855 cirurgias; 561.471 exames de média e alta complexidade; média de 107 paciente/mês em atendimento domiciliar; e 5.174 exames de videoendoscopias. Em 2018, esses números foram de 2.032 cirurgias; 307.649 exames de média e alta complexidade; média de 62 pacientes/mês em atendimento domiciliar; e 1.626 videoendoscopias.

Investimentos - O secretário municipal de Saúde, Leo Prates, comemorou os números apresentados no relatório anual e atribuiu o crescimento do Hospital Municipal aos investimentos agregados ao longo do ano e às equipes de profissionais existentes.

“São números crescentes que nos dão a certeza de que estamos no caminho certo, trabalhando para oferecer o melhor para a população. Mostram que a capacidade de atendimentos está sendo ampliada e o equipamento de saúde vem se consolidando com um dos mais importantes e eficazes da Bahia e do Brasil. É um motivo de muito orgulho, pois sabemos quantas vidas puderam ser salvas e a quantidade de pessoas que já foram beneficiadas”, declara.

0
0
0
s2sdefault
0
0
0
s2sdefault

O Centro de Referência da Assistência Social (Cras) de Itapuã será inaugurado nesta sexta-feira (27), às 9h30, pelo vice-prefeito Bruno Reis e pela secretária de Promoção Social e Combate à Pobreza, Ana Paula Matos. A unidade fica localizada Rua da Cacimba, n⁰ 253, bairro de Itapuã e funcionará de segunda à sexta-feira, das 8h às 12h e das 13h às 17h.

O Cras contou com o investimento de R$459.971,68 entre equipamentos e obras e tem capacidade para realizar cerca de 450 atendimentos socioassistenciais por mês. Dentre os serviços oferecidos estão o cadastramento e atualização do Cadastro Único para programas sociais do governo federal, como o Bolsa Família, educação financeira, orientação jurídica, entre outros.

A secretária da Sempre, Ana Paula Matos, destacou que "investir em unidades como o Cras é fortalecer a construção de vínculos familiares e comunitários dos assistidos, além de potencializar a construção de autonomia, autoestima".

Com o Cras Itapuã, a Prefeitura passa a contar com 29 unidades espalhadas na cidade. 

0
0
0
s2sdefault
0
0
0
s2sdefault

A Prefeitura, através da Secretaria Municipal da Saúde (SMS), inaugurou nesta quinta-feira (26) a primeira Unidade Dispensadora de Medicamentos (UDM) da capital. O serviço, voltado para portadores de HVIAids do município, vai ampliar o acesso aos medicamentos antirretrovirais na capital. A UDM vai funcionar na Avenida Jequitaia, 40 - Edifício Conde dos Arcos, de segunda à sexta-feira (exceto feriado), das 8h às 17h.

Nos últimos 11 anos, mais de seis mil pessoas foram acometidas com HIV em Salvador, o que representa 30% dos casos do estado da Bahia. A estruturação da assistência deflagrada pela atua gestão resultou na redução de 13% no número de óbitos por Aids em Salvador nos últimos quatro anos.

Durante a solenidade de inauguração, o titular da SMS, Leo Prates, destacou os esforços da gestão em expandir o elenco de medicamentos ofertados gratuitamente aos beneficiários SUS da cidade. “Dos 325 tipos de medicamentos dispensados atualmente pela administração municipal, 85 itens não fazem parte do catálogo do SUS, ou seja, são custeados exclusivamente com recursos próprios porque entendemos a importância de garantir a saúde dos nossos munícipes”, destacou.

Estações - Leo Prates anunciou ainda a implantação de novas unidades farmacêuticas em estações de transbordo da cidade. A Estação da Lapa deve ser a primeira a receber o posto dessa modalidade ainda no primeiro trimestre do próximo ano.

“O projeto piloto será implantado na Estação da Lapa até o aniversário da cidade, em março, e, a partir daí, vamos estudar a expansão dessas farmácias em outras localidades da cidade. O objetivo prioritário é facilitar o acesso das pessoas ao medicamento e dar oportunidade à atenção contínua para o tratamento dos agravos em nosso município”, finalizou.

0
0
0
s2sdefault
0
0
0
s2sdefault

Os longos deslocamentos a pé ou por ônibus para levar o pequeno Samuel, de um ano, às consultas médicas vão ficar no passado da dona de casa Queliane Santos, de 37 anos. Residente no conjunto habitacional Lagoa da Paixão, ela era um dos moradores que comemoraram a inauguração da Unidade de Saúde da Família (USF) da localidade nesta quinta-feira (19). Construído pela Prefeitura na Rua Morada da Lagoa, s/n, o equipamento foi entregue com as presenças do prefeito ACM Neto e do secretário municipal da Saúde (SMS), Leo Prates, dentre outras autoridades, lideranças comunitárias e imprensa.

“Há muito tempo a gente estava esperando inaugurar, porque os outros postos existentes na região são muito distantes. A gente tem que andar no sol quente com criança, que fica doente constantemente, não pode atrasar vacina, às vezes não temos nem condição de ir a uma emergência. Por isso, esse posto aqui vai facilitar bastante, até mesmo pra quem tem dificuldade de locomoção ou é idoso”, relatou Queliane.

O prefeito ressaltou que o grande esforço da gestão municipal realizado hoje na área de saúde é na expansão da Atenção Básica. Em 2013, por exemplo, Salvador era a capital com a menor cobertura nessa área. Com a inauguração de hoje, já chega a 307 as equipes de Saúde da Família funcionando na cidade, aumentando em três vezes esse número em sete anos, e a cobertura da Atenção Primária à Saúde no Distrito Sanitário São Caetano/Valéria, área na qual o posto faz parte, salta para 69,66%. O índice de cobertura em 2012 era 13,8%.

“Como não havia como fazer essa expansão em todas as áreas ao mesmo tempo, foi tomada a decisão de focar a prioridade em dois distritos sanitários: o do Subúrbio e o de São Caetano/Valéria. Por esse motivo, está sendo inaugurada esta sétima unidade de saúde somente neste distrito sanitário (São Caetano/Valéria)”, afirmou ACM Neto.

O prefeito também aproveitou para lembrar que a comunidade da Lagoa da Paixão vem deixando, ao longo dos anos, a condição de um dos lugares mais pobres da cidade para um local mais estruturado, principalmente com a construção das 2.788 unidades do Minha Casa, Minha Vida e os serviços municipais que foram levados à região, a exemplo de transporte público, escola e, agora, um posto de saúde. “A intenção da Prefeitura é trabalhar para dar melhores condições à Lagoa da Paixão. É uma transformação que vem sendo feita em outras comunidades carentes do Subúrbio, a exemplo da Comunidade Guerreira Zeferina e Tubarão”, completou.

Estrutura – A unidade atenderá a comunidade local ofertando serviços de atenção integral à saúde, desde o recém-nascido ao idoso, através de atendimento médico, enfermagem e odontológico. O investimento na USF é de aproximadamente R$ 1 milhão.

O posto tem capacidade para atender cerca de 460 pessoas por dia, através da atuação de três equipes de saúde da família e mais três de saúde bucal. Também serão ofertados serviços de atenção integral nos programas de hipertensão, diabetes, controle da tuberculose, hanseníase e doença falciforme.

O equipamento ainda dispõe de serviços de curativo, vacinação, realização de visita domiciliar, marcação de consulta para outras especialidades e outros exames ofertados no distrito sanitário, dispensação de medicamentos básicos e confecção do cartão SUS (2ª via).

De acordo com o titular da SMS, a expansão dos investimentos municipais na área de saúde continuarão em um ritmo forte em 2020. Até janeiro, mais 24 residentes médicos e odontológicos vão passar a integrar a rede de atendimento, totalizando 104 profissionais egressos das instituições de ensino superior. Além disso, a Prefeitura está em fase de identificação de terreno para construção da Unidade de Pronto Atendimento (UPA) de Cajazeiras, assim como a entrega de mais unidades de saúde que estão em construção.

0
0
0
s2sdefault
0
0
0
s2sdefault

Salvador ganhou, nesta terça-feira (17), o primeiro Centro de Atenção Psicossocial (Caps) do tipo III, que terá funcionamento 24 horas na Rua Pedro Silva Ribeiro, em Armação. A inauguração da estrutura foi realizada em cerimônia que reuniu o prefeito ACM Neto e o governador Rui Costa, secretários municipal e estadual de saúde, respectivamente Léo Prates e Fábio Vilas-Boas, demais autoridades e imprensa.

Construído pelo governo do Estado, por meio do Programa de Fortalecimento do SUS, o equipamento, que ficará sob a gestão da Prefeitura, é uma unidade de saúde mental especializada no tratamento e reinserção social de pessoas com transtornos graves e persistentes. O novo serviço será implantado em etapas. Num primeiro momento, funcionará das 7h às 19h, de segunda a sexta-feira; a partir de fevereiro, o atendimento será ampliado para os sábados, domingos e feriados; e, a partir de março, atuará com capacidade máxima de forma ininterrupta, em regime 24 horas.

De acordo com o prefeito, a cidade ainda possui uma necessidade de expansão da rede de atendimento psicossocial em Salvador tanto para as pessoas que precisam de acompanhamento clínico permanente, quanto para o usuário de álcool e drogas. “A implantação dessa unidade, assim como a expansão de toda a rede psicossocial, vai acontecer gradativa e progressivamente para que a Prefeitura possa, a cada dia, ampliar a atenção a essas pessoas que necessitam de cuidados especiais, principalmente médicos, por parte do poder público. Essa é uma estrutura bem mais moderna, que vai dar um atendimento de alta qualidade à população”, afirmou ACM Neto.

No total, a Secretaria Municipal da Saúde (SMS) disponibilizará, no equipamento, cerca de 50 profissionais entre psiquiatras, psicólogos, assistentes sociais, enfermeiros, técnicos de enfermagem, terapeutas ocupacionais, educadores físicos e farmacêuticos. Serão feitos no Caps III 30 mil procedimentos por mês. O investimento anual do município para manutenção do centro será de, aproximadamente, R$10 milhões.

A unidade vai oferecer atendimentos individuais, visitas domiciliares, oficinas e grupos terapêuticos, bem como a entrega de medicamentos. Além disso, o serviço possui oito leitos para acolher pessoas que, por conta de sua situação de saúde, precisem de observação, tanto no período diurno quanto noturno.

Demais estruturas – Além do Caps III, mais estruturas de saúde em construção pelo governo estadual deverão ser gerenciadas pela Prefeitura. Uma delas é um outro Caps III, no bairro de Pau da Lima. As outras são Unidades Básicas de Saúde (UBS) localizadas em Itapuã, IAPI, Cajazeiras, Imbuí, San Martin e Pirajá.

É importante para a cidade que essa parceria aconteça. Sempre fui defensor de que governo e prefeitura pudessem trabalhar juntos, pensando no melhor interesse para a cidade e o cidadão. Espero que essa relação possa se estender para outras áreas, no sentido de que Salvador continue ganhando com os investimentos que façamos juntos”, salientou ACM Neto.

O governador destacou que a ação é faz parte de uma estratégia de fortalecimento de parceria com os municípios para expandir a atenção básica de saúde e, assim, desafogar as unidades de urgência e emergência. “Esses centros de atenção visam fazer o acompanhamento sistemático das pessoas que tenham algum distúrbio e, em casos agudos de crise, permanecer aqui alguns dias. Para o bem da população, Salvador não pode estar subordinado a algum conflito político-partidário, então é importante e nos alegra a concretização dessa parceria com a Prefeitura”, declarou Rui Costa.

Rede assistencial municipal – A Rede de Atenção Psicossocial (saúde mental) em Salvador é composta por Centros de Atenção Psicossocial (Caps), ambulatórios especializados em Saúde Mental, Pronto Atendimento Psiquiátrico (PAP), Unidade de Acolhimento e Serviços Residenciais Terapêuticos. As estruturas possuem equipes multidisciplinares formadas por psiquiatras, farmacêuticos, enfermeiros, psicólogos, assistentes sociais, terapeutas ocupacionais, educadores físicos, redutores de danos, técnicos de enfermagem, oficineiros e cuidadores prestam assistência ampliada aos portadores de transtornos mentais e pessoas que fazem uso abusivo/dependente de substâncias psicoativas.

Deste modo, a rede especializada é composta por 14 Caps II, que atendem pessoas com transtornos mentais graves e persistentes e/ou com necessidades decorrentes do uso de crack, álcool e outras drogas. Outros dois Caps infantis atendem crianças e adolescentes com transtornos mentais graves e persistentes. Além disso, um Caps Álcool e outras Drogas (AD) é voltado para adultos com necessidades decorrentes do uso de crack, álcool e outras drogas. As três estruturas funcionam das 8h às 17h, de segunda a sexta-feira, com acolhimento diário e demanda aberta.

Compõem também a Rede Especializada de Cuidados em Saúde Mental mais dois Caps, sendo um estadual e outro contratualizado, e três Ambulatórios Especializados em Saúde Mental que funcionam de segunda a sexta-feira, das 8h às 17h, com demanda aberta para atendimento de pessoas com transtornos mentais leves e moderados.

A Unidade de Acolhimento Casa da Ladeira, em Nazaré, também compõe a Rede de Atenção Psicossocial. É um ponto de atenção que oferece cuidados contínuos de saúde em ambiente residencial, com funcionamento 24 horas e dez vagas para o público infanto-juvenil (de 12 a 18 anos incompletos) com necessidades decorrentes do uso de crack, álcool e outras drogas, de ambos os sexos, que apresentem acentuada vulnerabilidade social e/ou familiar e demandem acompanhamento terapêutico e protetivo de caráter transitório. O tempo de permanência na unidade de acolhimento é de até seis meses.

As situações de urgência psiquiátrica são atendidas no Pronto Atendimento Psiquiátrico (PAP) onde o paciente pode permanecer em regime de observação até 72h, sendo posteriormente encaminhado ao CAPS do território onde reside, para continuidade de cuidado. Os Serviços Residenciais Terapêuticos são moradias inseridas em comunidades dos bairros de Salvador vinculadas ao Caps deste território, destinadas a acolher pessoas egressas de internação de longa permanência (dois anos ou mais, ininterruptos), egressas de hospitais psiquiátricos e hospitais de custódia, entre outros.

Já os casos de urgência/emergência, que são os quadros de intoxicação por qualquer tipo de substância psicoativa e síndrome de abstinência, nas quais as variações clínicas são prioritárias, devem ser tratadas nos prontos-atendimentos ou hospitais.

0
0
0
s2sdefault
0
0
0
s2sdefault

A Prefeitura convocou mais 187 aprovados no último concurso da Secretaria Municipal de Saúde (SMS). Os nomes dos selecionados foram publicados no Diário Oficial do Município (DOM) desta quarta-feira (11). No total, foram 28 profissionais nível médio para função administrativa, 34 para atuação em serviços gerais, 58 enfermeiros e 68 médicos, sendo 10 ginecologistas, 9 infectologistas e outros 49 socorristas para o SAMU 192.

Somente este ano, a SMS convocou cerca de 370 médicos tanto por concurso, chamamento público e Reda, além de outros 33 que foram incorporados através da residência médica.“Não temos notícia de nenhum outro município brasileiro que deflagrou tão amplo processo de convocação de profissionais na área da saúde, sobretudo com a contratação de médicos", afirmou Léo Prates, titular da pasta.

"Salvador já é a capital do país que mais avançou na estruturação da saúde básica e com esse ritmo acelerado de convocação de novos servidores nossa expectativa é atingir a marca histórica de 60% cobertura na atenção básica, entregando à população soteropolitana uma rede de postos requalificadas e com equipes 100% consistidas”, acrescentou o secretário.

Os convocados deverão se apresentar na sede da Secretaria Municipal de Gestão (Semge), nos Barris, no prazo de 30 dias corridos da data da publicação, das 8h30 às 11h30 e das 13h30 às 16h. Para assinatura dos contratos, os candidatos deverão apresentar carteira de identidade, CPF, Pis/Pasep, carteira de trabalho, título de eleitor, comprovante de votação na última eleição e comprovante de residência, dentre outros documentos cuja lista pode ser conferida no site www. dom. salvador. ba. gov. br.

0
0
0
s2sdefault
0
0
0
s2sdefault

Gaguejos, dificuldade de pronúncia das palavras, tom de voz muito alto ou muito baixo, fala acelerada ou trêmula, descompasso nas pausas, dificuldade na audição. Situações como essa já foram vividas ou presenciadas por muitas pessoas e podem provocar sentimentos de angústia, desatenção, retração ou até mesmo falta de confiança tanto para quem fala, quanto para quem escuta. Para resolver problemas como esses, existe um profissional responsável por trabalhar e cuidar com os diferentes aspectos da comunicação humana, com dia celebrado na segunda-feira (9): o fonoaudiólogo.

Capazes de diagnosticar e tratar problemas como gagueira, surdez e dicção incorreta, a fonoaudióloga da Secretaria Municipal de Saúde (SMS), Sheila Dias, explica que as atividades desenvolvidas pelos profissionais são voltadas à promoção, prevenção, orientação, avaliação, diagnóstico e terapia da saúde comunicacional. “O nosso objetivo principal é garantir a qualidade da saúde das pessoas, desde o bebê até o indivíduo na fase do envelhecimento. Atuamos em mais de dez áreas como audiologia (audição), linguagem (fala), disfagia (deglutição) e gerontologia (envelhecimento). Além disso, prestamos orientações e esclarecimentos a fim de prevenir, avaliar e tratar essas situações que afetam diretamente a comunicação”, afirma.

A comunicação do ser humano é um importante instrumento para o desenvolvimento das relações, e o cuidado com a mesma não pode ser deixado de lado. “A partir do momento que o ser humano sentir alguma necessidade de comunicação, tiver alguma dúvida e/ou precisar de esclarecimentos, é recomendado procurar um fonoaudiólogo. A prevenção sempre é o mais importante, para que não chegue a fase de ter que tratar alguma disfunção”, reforça.

Sheila lista alguns benefícios alcançados com o trabalho realizado junto ao paciente. “A melhora da dicção, perda de sotaque e o aperfeiçoamento, entonação e pronúncia correta das palavras são alguns dos resultados alcançados. Não temos um público específico. Estamos presentes na vida do ser humano desde a sua gestação. Trabalhamos para favorecer essa saúde comunicacional e isso independe de idade”, completa.

0
0
0
s2sdefault
0
0
0
s2sdefault

Cerca de 1.500 agentes de endemias do Centro de Controle de Zoonoses (CCZ), vinculado à Secretaria Municipal da Saúde (SMS), se espalharam por mais de 600 praças públicas da capital baiana nesta terça-feira (3), para realizar inspeções em potenciais criadouros dos Aedes, que é vetor das arboviroses dengue, zika, chikungunya e febre amarela. Um dos pontos visitados foi o Largo Dois de Julho, popularmente conhecido como a Praça do Campo Grande. A iniciativa faz parte da Semana Nacional de Combate ao Aedes aegypti, que acontecerá até a próxima sexta (6).

“Essa semana é proposta pelo Ministério da Saúde todo o ano. Trata-se de uma mobilização social para que a população entenda e faça parte do processo de inspeção de sua própria área. Além das vistorias em imóveis e espaços públicos, os agentes fazem sempre um trabalho de caráter educativo, passando orientações e distribuindo panfletos”, explica a coordenadora do CCZ, Andrea Salvador.

Durante a mobilização nacional, a Prefeitura intensificará as visitas domiciliares e mutirões de limpeza, além de realizar o despejo de larvicidas e distribuição de materiais informativos em toda a cidade. O objetivo da iniciativa é sensibilizar toda a população sobre a importância de combater, neste período que antecede o verão, os focos do mosquito. Portanto, serão alvos pontos estratégicos com grande circulação de pessoas, a exemplos de escolas públicas e privadas, praças, terreiros, hotéis, unidades de saúde, dentre outros locais.

Mutirão – Além disso, diversas comunidades carentes estão sendo beneficiadas com mutirões de limpeza que reúnem, além dos profissionais do CCZ, agentes da Empresa de Limpeza Urbana (Limpurb). Estes fazem roçagem em canteiros próximo a canais, além de remoção de entulho e de materiais descartados em via pública para eliminar potenciais depósitos de larvas do Aedes.

Os bairros contemplados serão São Cristóvão, Mussurunga, Curralinho, Ondina, Alto do Cabrito, Curuzu, Paripe e Coutos. A previsão é que mais de 70 mil imóveis sejam visitados durante a Semana Nacional de Combate ao Aedes aegypti.

“Estamos nos aproximando do período de maior risco de infestação das arboviroses, que é o verão. Os cuidado têm que ser redobrados, pois, é quando há pancadas de chuvas e elevação das temperaturas, ou seja, tudo o que o mosquito precisa para que os ovos eclodam”, reforça Andrea Salvador. No último dia da mobilização, na sexta (6), haverá um evento de encerramento na Praça Irmã Dulce, na Cidade Baixa, com estandes e atividades voltadas para crianças.

Índice de infestação – O último Levantamento de Índice Rápido para o Aedes aegypti (LIRAa), realizado pela Secretaria Municipal da Saúde (SMS), revelou que a capital baiana apontou ainda que o Índice de Infestação Predial (IIP) no município teve uma redução em relação ao levantamento anterior realizado em julho desse ano, onde de 2,7% para 2,2%. Ou seja, a cada 100 imóveis visitados, aproximadamente dois apresentaram focos do mosquito. Salvador reduziu também o número de bairros com alto risco endêmico, passando de 14 para nove localidades com indicador acima de 4%.

0
0
0
s2sdefault

Fale Conosco

O seu canal de comunicação com o nosso site. Caso tenha dúvidas, sugestões ou solicitações de serviços, por favor, mande mensagem que teremos prazer em respondê-la.

Enviando...