Saúde

0
0
0
s2sdefault

Para lembrar o Setembro Amarelo, mês da campanha brasileira de prevenção ao suicídio, a Prefeitura tem promovido eventos para discutir o assunto e chamar atenção da sociedade. Além do III Simpósio em Saúde Mental, que aconteceu no auditório do Ministério Público da Bahia, e da iluminação em cor amarela no Elevador Lacerda, está em curso uma programação interna nos Centros de Atenção Psicossocial (CAPS).

Atualmente, o atendimento às vítimas acometidas por problemas de saúde mental é ofertado pelos 18 CAPS espalhados pela cidade e também na emergência psiquiátrica do município, que funciona 24h no 5º Centro de Saúde Clementino Fraga, na Avenida Centenário.

Dados - Hoje é o Dia Mundial da Prevenção ao Suicídio. A Organização Mundial da Saúde (OMS), que considera o tema um grave e urgente problema de saúde pública, apontou, em seu relatório, que mais de 800 mil pessoas se matam todos os anos. O que significa que a cada 40 segundos alguém tira a própria vida.

O problema é apontado entre as dez maiores causas de morte mais frequentes no mundo, e a segunda principal entre os jovens de 15 a 29 anos. Segundo a OMS, nove de cada dez suicídios poderiam ser evitados, com a identificação e tratamento de vulnerabilidades, como distúrbios mentais, transtornos de personalidade, isolamento e depressão.

O coordenador da emergência psiquiátrica do município, o psiquiatra Ivan Araújo, ressalta a importância do trabalho feito pela Prefeitura, através de uma atuação integrada que envolve também os CAPS. Segundo ele, essa articulação é fundamental para melhor acolher os pacientes com problemas psíquicos, incluindo aqueles que atentam contra a própria vida.

“Somos unidade porta aberta, unidade referência para os casos de tentativas de suicídio, e funcionamos 24 horas. Somos como uma unidade de urgência e emergência, mas é importante, após o atendimento direcionarmos, que o paciente seja atendido em um dos CAPS. É fundamental essa rede integrada para cuidar do paciente”, assinala Araújo.

Programação - No CAPS Luís Meira Lessa, no Rio Vermelho, a programação teve início no dia 2, com uma vivência sobre prevenção ao suicídio, realizada em parceria com a equipe da Unidade de Saúde da Família (USF) Parque São Cristóvão.

Ainda como parte da programação do Setembro Amarelo, está prevista uma palestra educativa para os adolescentes no Colégio Ópera, nesta quinta-feira (12). No dia, será realizada uma oficina, na Faculdade FTC, com o tema “Notificação e manejo sobre os casos de violência interpessoal e autoprovocada”.

Já na unidade Adilson Sampaio, no Caminho de Areia, as atividades começam nesta sexta-feira (16), com um café da manhã da beleza. No dia 19, haverá uma roda de conversa com familiares e usuários sobre o mês de combate ao suicídio.

As atividades se estendem até o dia 26, com o evento “Cuca fresca”, que prevê a realização de dinâmicas de respiração e contemplação da natureza com usuários, familiares e demais pessoas da comunidade, na Ponta do Humaitá. Neste CAPS, a programação se encerra dia 27 com lanche, roda de conversa sobre as práticas integrativas e atendimentos de Reiki e auriculoterapia.

As atividades no CAPS Aristides Novis, no Engenho Velho de Brotas, também começaram no início do mês. As próximas ações incluem um bate-papo com psicólogos e assistentes sociais às 14h desta quarta (11). Na sexta (13), mais atividades estão previstas.

Até o final do mês, os CAPS Roberto Pelegrino (Nazaré), Rosa Garcia (Armação), Célia Rocha (Castelo Branco) e no Centro de Referência de Assistência Social (CRAS) de Paripe também desenvolvem atividades com os usuários, profissionais de saúde, familiares e comunidade.

 

 

 

0
0
0
s2sdefault
0
0
0
s2sdefault

Uma lista com a convocação de 18 novos profissionais aprovados em concurso público para atuarem na Secretaria Municipal da Saúde (SMS) foi divulgada no Diário Oficial do Município (DOM) desta terça-feira (10). Ao total, a lista convoca quatro enfermeiros, três farmacêuticos, um fisioterapeuta, dois odontólogos, um auxiliar de saúde bucal, um técnico de saúde bucal e seis técnicos de enfermagem.

A nova lista soma-se aos outros 41 convocados na edição de ontem do DOM, totalizando 59 novos profissionais em apenas dois dias para compor as equipes das unidades básicas e de saúde da família.

No mês passado, o prefeito ACM Neto homologou a convocação de 120 novos médicos concursados, número três vezes maior que o número ofertado inicialmente no concurso, que era de 40 vagas. O foco principal é a área de Saúde da Família. A iniciativa terá um impacto anual estimado no orçamento municipal de R$18,6 milhões.

Os convocados deverão se apresentar na sede da Secretaria Municipal de Gestão (Semge), nos Barris, no prazo de 15 dias corridos da data da publicação, das 8h30 às 11h30 e das 13h30 às 16h. Para assinatura dos contratos, os candidatos deverão apresentar carteira de identidade, CPF, Pis/Pasep, carteira de trabalho, título de eleitor, comprovante de votação na última eleição e comprovante de residência, dentre outros documentos cuja lista pode ser conferida no site www. dom. salvador. ba. gov. br.

0
0
0
s2sdefault
0
0
0
s2sdefault

A Prefeitura inaugurou na tarde de hoje (05) mais uma base descentralizada do SAMU, além de entregar 22 novas ambulâncias, renovando a frota de veículos do serviço em 100%. A base foi instalada na Praça Wilson Lins, na Pituba, no local onde há a Arena Aquática. A cerimônia contou com a presença do prefeito ACM Neto, do vice Bruno Reis e do secretário municipal de Saúde, Leo Prates, entre outras autoridades.

"Nós mais do que dobramos, nesta gestão, o número de bases do SAMU, com sete entregas. Isso tem significado preservação de vidas. Quanto mais próximo o SAMU estiver de uma ocorrência, melhores são as chances de se preservar aquela vida vitimada por um acidente, por exemplo. Por isso, nossas equipes têm conseguido prestar esse socorro com mais agilidade, com um tempo de resposta menor", discursou ACM Neto.

A nova base contará com duas ambulâncias, uma de suporte básico de vida, para atender os casos de menor gravidade, e outra avançada, para as ocorrências mais graves. As unidades de suporte básico são tripuladas por um técnico de enfermagem e um condutor. Já as avançadas possuem uma UTI móvel e contam com enfermeiro, médico e o condutor. A estrutura da base do SAMU também vai dispor de área administrativa, refeitório e dormitório e terá o apoio da Guarda Civil Municipal.

"Essa é uma política acertada da gestão, ampliando este que é um dos serviços de saúde mais elogiados da cidade. Ambulância também pega trânsito. Daí a importância de investirmos na descentralização do SAMU", avaliou o titular da secretaria de Saúde, Leo Prates. Ele ressaltou ainda que o local da nova base foi pensado estrategicamente pela Prefeitura, visando atender, com mais rapidez, bairros como Amaralina, Itaigara, Pituba, Stiep, Costa Azul e Santa Cruz, além de abranger avenidas de tráfego intenso, como a Manoel Dias da Silva e a ACM, que têm um histórico grande de ocorrências.

Renovação - Em complemento à nova base, a renovação da frota vai reduzir os custos com manutenção mecânica e aumentar a eficiência do serviço. O SAMU conta hoje com 41 ambulâncias, sendo que 19 delas foram renovadas em fevereiro desse ano, durante o Carnaval, e as outras 22 serão trocadas no evento desta quinta-feira. Com isso, os veículos terão menos de um ano de uso. Orçadas em R$ 3 milhões, as ambulâncias foram cedidas pelo Ministério da Saúde.

Atendimentos - O SAMU registra uma média de 250 atendimentos por dia e cerca de mil chamados realizados diariamente na central de atendimento. A base da Pituba será a 13ª em Salvador. Antes dela, as ocorrências próximas a esse bairro eram atendidas pela base dos Barris. Com a inauguração, os atendimentos da região terão menor tempo-resposta.

Além da capital, o SAMU de Salvador atende aos municípios Vera Cruz, Lauro de Freitas, Simões Filhos, Candeias, Madre de Deus, São Francisco do Conde, Itaparica, Saubara e Santo Amaro.

0
0
0
s2sdefault
0
0
0
s2sdefault

Segundo dados do Ministério da Saúde divulgados em 2017 pelo Boletim Epidemiológico, estima-se que, anualmente, mais de 800 mil pessoas morram no mundo por suicídio. Como forma de discutir a prevenção do suicídio e as questões que permeiam a temática, profissionais da rede municipal e usuários do serviço participaram nesta quinta-feira (5) do III Simpósio em Saúde Mental, no auditório do Ministério Público da Bahia, no bairro de Nazaré.

O encontro em alusão ao Setembro Amarelo promovido pela Prefeitura, por meio da Coordenadoria das Redes de Atenção à Saúde Psicossocial, vinculada à Secretaria Municipal de Saúde (SMS), teve como tema principal “O suicídio: Falar sempre é a melhor solução, ouvir é uma arte”.

Na oportunidade, estiveram presentes profissionais como psiquiatra, terapeuta ocupacional e psicólogos, que discutiram temas como o suicídio infanto-juvenil e entre a população LGBTQI+, e o papel do Ministério Público diante das políticas de prevenção na infância e adolescência.

Para o coordenador de Saúde Mental da SMS, Allann Carneiro, o crescimento do número de pessoas tentando suicídio reforça a necessidade de falar e buscar meios para cuidar da saúde mental coletiva.

“A saúde mental é um tema complexo, multifatorial que precisa de uma atenção especial. Diversas questões impulsionam as pessoas ao sofrimento intenso a ponto de pensar na morte. Esse encontro é justamente para debruçarmos sobre o tema e discutir possibilidade de cuidados, provocando e levantando questões de ordem prática que possam promover a prevenção e os cuidados para que com essa situação, possamos evitar que cidadãos morram por conta desse sofrimento”, afirmou

Responsável por ministrar a palestra “Suicídio infanto-juvenil: como prevenir e tratar?”, o psiquiatra Ivan Araújo aproveitou o momento para, junto aos presentes, entender o que tem levado o aumento dos casos e discutir como pode ser melhor realizado o cuidado em rede.

“Suicídio é um tabu. E estamos falando de uma forma de sofrimento muito grave. A identificação precoce, para que não chegue aos casos mais graves, ajuda bastante a mudar esse quadro. Esse momento é de grande importância pois vamos trocar experiências e conhecimentos para discutirmos o que pode ser feito para melhor atender a população”, declarou.

Intervenção - As “possibilidades de intervenção diante do comportamento suicida”, foi abordado pela psicóloga Ariane Vasconcelos, que, dentre diversos itens, tratou de assuntos como a importância do papel da escola e da família, além de como proceder em situações de emergência como a tentativa de suicídio, assim como os primeiros socorros e os encaminhamentos que devem ser feitos.

“O primeiro fator a tratar é a prevenção. É importante orientar as pessoas para que possam lidar da melhor forma com essa situação. Quanto mais falar sobre suicídio deixar de ser um tabu, mais pessoas serão beneficiadas com o acolhimento e com o ouvir sem julgamento. Falar sobre o suicídio previne e ajuda a inibir o ato, pois a pessoa consegue externalizar esse sentimento e, a partir daí, ter uma rede de apoio que o atenda e ajude. Quanto mais cedo a pessoa procurar ajuda, maiores são as chances que esse problema não seja desenvolvido ao fator de risco”, contou.

Dados - Segundo a Organização Mundial da Saúde (OMS), o suicídio é um indicador de mortes evitáveis que ocorre durante todo o curso de vida e foi a segunda principal causa de morte entre jovens de 15 a 29 anos em todo o mundo no ano de 2016.

0
0
0
s2sdefault
0
0
0
s2sdefault

A dona de casa Neilane Pinheiro, de 30 anos, mal escondia a satisfação nesta terça-feira (27), com a Unidade de Saúde da Família (USF) São Cristóvão, construída pela Prefeitura no Conjunto Iolanda Pires. Ela e os demais moradores do bairro foram conferir de perto a entrega da nova unidade, em cerimônia com as presenças do prefeito ACM Neto, acompanhado do secretário municipal da Saúde, Leo Prates, demais autoridades e imprensa.

O chefe do Executivo municipal lembrou que a retomada das inaugurações das unidades saúde na cidade só foi possível após o esforço da gestão para suprir a falta de médicos enfrentada no primeiro semestre deste ano pela rede. “Ontem (26), a Prefeitura convocou 120 concursados, que se somam a outros médicos vindos da residência e da contratação em regime de pessoa jurídica para assegurar que, até o fim do ano, não falte profissional em nenhuma unidade de saúde”, afirmou ACM Neto.

Ele ainda completou que, com a USF São Cristóvão, deverão ser entregues, ainda em 2019, dez novas unidades em toda a cidade. “A ação amplia assim a atenção primária, que é o elemento mais importante na assistência à saúde, pois evita problemas futuros de grande complexidade”, pontuou o prefeito.

Estrutura e avanços – Com investimento de R$1,4 milhão, a USF São Cristóvão vai oferecer atendimento médico, odontológico e serviços de enfermagem, com capacidade para 460 pessoas por dia, através de três equipes de saúde da família e três da área bucal. A unidade também terá serviços de vacinação, entrega de medicamentos, confecção do Cartão SUS, marcação de consultas para outras especialidades e exames e realização de visita domiciliar.

De acordo com o secretário Leo Prates, com o novo posto, a cobertura da atenção básica à saúde no Distrito Sanitário (DS) de Itapuã avança de 59,39% para 63,26%. Realidade bem diferente de 2013, quando toda a DS Itapuã tinha apenas 15% de cobertura da atenção básica. Se considerar apenas São Cristóvão, com nova unidade entregue hoje, a cobertura atinge 100% da população do bairro.

“Temos ainda mais duas unidades a serem entregues na região até o fim do ano, chegando a 71% deste tipo de cobertura. Até o fim de 2020, o número chegará a 75% nesta localidade. Este é um verdadeiro momento de celebração e quem ganha é o povo”, disse o titular da SMS.

0
0
0
s2sdefault
0
0
0
s2sdefault

Para manter Salvador livre do sarampo, a Prefeitura realiza neste sábado (10) o Dia D municipal da vacinação contra a doença.  Além das ações que já são realizadas ao longo do ano, como a capacitação dos profissionais para a atualização vacinal, essa é mais uma das estratégias adotadas pela Secretaria Municipal da Saúde (SMS) para proteger a população de uma doença de fácil contágio. 

Mais de 80 postos de saúde estarão abertos das 8h às 17h ofertando a imunização contra o sarampo, doença transmitida por secreções como gotículas eliminadas pelo espirro, tosse e fala. A população com idade entre 12 meses e 49 anos que ainda não se protegeu deverá comparecer a uma dessas unidades munida do cartão de vacina e documento de identificação para atualização.  

“É importante ressaltar que a imunização não será indiscriminada, ou seja, será avaliada a situação vacinal pessoa a pessoa. Quem já tomou a vacina não precisa ser revacinada porque já está protegida” pontuou a subcoordenadora de Imunização, Doiane Lemos. 

Vale destacar ainda que a população não precisa esperar até o Dia D para garantir a proteção contra a doença, uma vez que a vacina está disponível na rede básica de saúde de segunda à sexta-feira, das 8h às 17h.

A doença - O sarampo é uma doença infecciosa transmitida pela tosse e espirro fortemente contagioso que pode ser contraída por pessoas de qualquer idade.Os principais sinais e sintomas são: febre alta, acima de 38,5°C; dor de cabeça; manchas vermelhas, que surgem primeiro no rosto e atrás das orelhas, e, em seguida, se espalham pelo corpo; tosse; coriza; conjuntivite; e mal estar

Abaixo o perfil de quem deve se vacinar contra o sarampo:

- 12 meses a 4 anos: uma dose da tríplice viral e uma dose da tetra viral (com intervalo de 30 dias);

- 5 a 29 anos: duas doses da tríplice viral (com intervalo de 30 dias);

-30 a 49 anos: uma dose do tríplice viral;

- Profissionais de saúde de qualquer idade portando documento comprobatório (crachá, contracheque, carteira de trabalho): duas doses da tríplice viral, respeitando o intervalo de 30 dias após a primeira.

 

0
0
0
s2sdefault
0
0
0
s2sdefault

Garantir movimentos mais precisos e suaves, facilitando o trabalho do neurocirurgião. Esse é apenas um dos diferenciais do novo microscópio adquirido pela Prefeitura para ser utilizado pelo Serviço de Neurocirurgia do Hospital Municipal. 

O equipamento, importado da Alemanha, é considerado um dos mais modernos da categoria, proporcionando imagens de alta resolução, maior profundidade de campo e muito mais iluminação para o cirurgião e o médico assistente.

Com a utilização dos recursos do microscópio, é possível ressecar os tumores cerebrais com maior precisão. O resultado é a preservação do tecido cerebral normal e de vasos sanguíneos próximos à área atingida, diminuindo as chances de sequelas pós-cirúrgicas.

De acordo com Carlos Bastos, neurocirurgião do HMS, o aparelho ampliará de forma significativa a qualidade dos serviços oferecidos aos pacientes do Sistema Único de Saúde (SUS) que precisam passar por cirurgias neurológicas em toda Bahia. 

“Os resultados das cirurgias neurológicas serão ainda melhores com este moderno microscópio, por proporcionar maior segurança aos pacientes e mais recursos aos profissionais nas microneurocirurgias de tumores, aneurismas intracranianos e na coluna vertebral”, comemorou.

Durante a primeira cirurgia realizada com o equipamento no HMS em uma aposentada de 64 ano, foi retirado um tumor cerebral em menos de 50 minutos. Além da redução do tempo da cirurgia, a maior precisão proporcionada pelo equipamento garante ainda a diminuição do período de recuperação.

“Conseguimos elevar de forma ampla a qualidade do serviço prestado na área de neurocirurgia. Conseguimos prescrever alta à paciente que realizou o procedimento aqui no Hospital Municipal em pouco mais de 36 horas. Isso revela a assistência diferenciada e resoluta agregada pela implantação do novo equipamento”, finalizou Carlos Bastos.

0
0
0
s2sdefault
0
0
0
s2sdefault

Para manter Salvador livre do sarampo, a Prefeitura realiza neste sábado (10) o Dia D municipal da vacinação contra a doença.  Além das ações que já são realizadas ao longo do ano, como a capacitação dos profissionais para a atualização vacinal, essa é mais uma das estratégias adotadas pela Secretaria Municipal da Saúde (SMS) para proteger a população de uma doença de fácil contágio. 

Mais de 80 postos de saúde estarão abertos das 8h às 17h ofertando a imunização contra o sarampo, doença transmitida por secreções como gotículas eliminadas pelo espirro, tosse e fala. A população com idade entre 12 meses e 49 anos que ainda não se protegeu deverá comparecer a uma dessas unidades munida do cartão de vacina e documento de identificação para atualização.  

“É importante ressaltar que a imunização não será indiscriminada, ou seja, será avaliada a situação vacinal pessoa a pessoa. Quem já tomou a vacina não precisa ser revacinada porque já está protegida” pontuou a subcoordenadora de Imunização, Doiane Lemos. 

Vale destacar ainda que a população não precisa esperar até o Dia D para garantir a proteção contra a doença, uma vez que a vacina está disponível na rede básica de saúde de segunda à sexta-feira, das 8h às 17h.

A doença - O sarampo é uma doença infecciosa transmitida pela tosse e espirro fortemente contagioso que pode ser contraída por pessoas de qualquer idade.Os principais sinais e sintomas são: febre alta, acima de 38,5°C; dor de cabeça; manchas vermelhas, que surgem primeiro no rosto e atrás das orelhas, e, em seguida, se espalham pelo corpo; tosse; coriza; conjuntivite; e mal estar

Abaixo o perfil de quem deve se vacinar contra o sarampo:

- 12 meses a 4 anos: uma dose da tríplice viral e uma dose da tetra viral (com intervalo de 30 dias);

- 5 a 29 anos: duas doses da tríplice viral (com intervalo de 30 dias);

-30 a 49 anos: uma dose do tríplice viral;

- Profissionais de saúde de qualquer idade portando documento comprobatório (crachá, contracheque, carteira de trabalho): duas doses da tríplice viral, respeitando o intervalo de 30 dias após a primeira.

 

 

0
0
0
s2sdefault
0
0
0
s2sdefault

Com o objetivo de oferecer mais uma alternativa de acesso da população carente aos medicamentos considerados essenciais, a Secretaria Municipal da Saúde (SMS), em parceria com o Ministério da Saúde, através do programa Farmácia Popular do Brasil, dispõe de 138 postos de saúde onde é possível fazer a retirada de remédios de forma gratuita. Somente esse ano, 106 milhões de itens foram dispensados nessas unidades. Além da rede básica, 190 farmácias privadas realizam a dispensação de graça ou com até 90% de desconto.

Ao incorporar a rede de drogarias do setor privado, são ampliadas as opções para que o usuário do SUS possa adquirir tratamento para doenças como hipertensão, diabetes, doenças mentais e asmas. Além destes, são disponibilizados, com até 90% de desconto, medicamentos para rinite, dislipidemia (colesterol alto), doença de Parkinson, osteoporose e glaucoma. Anticoncepcionais e fraldas geriátricas também são ofertados.

De acordo com o coordenador da assistência Farmacêutica da SMS, Bruno Viriato, é um serviço complementar essencial para garantir que toda a população tenha acesso aos medicamentos quando necessário. “A rede é grande e espalhada por toda cidade. Quantos mais tivermos pontos espalhados em locais decentralizados, maior é o acesso da população aos remédios controlados”, reforça.

Viriato destaca que pacientes com hipertensão, diabetes e doenças mentais são os que mais procuraram a rede. “Esse é nosso principal público. São pessoas com patologias que precisam fazer controle diário e fazem uso constante de medicação. É importante dizer que temos pontos em toda Salvador para atender todos aqueles que necessitem de remédios”, salientou o coordenador.

Selo – As farmácias da rede particular conveniadas ao SUS possuem o selo “Aqui tem Farmácia Popular” e estão distribuídas por diversos pontos da cidade. Diferente do horário do funcionamento dos postos municipais, que abrem de segunda à sexta-feira, das 8h às 17h, as drogarias privadas funcionam em horário amplo, algumas até 24 horas, assim como aos finais de semana e feriados, facilitando o acesso dos usuários.

Para utilizar o Programa Farmácia Popular, o cidadão deverá comparecer a um dos estabelecimentos credenciados, apresentando documento oficial com foto, número do CPF e a receita médica dentro do prazo de validade tanto do SUS quanto particular. A relação das farmácias conveniadas estão disponíveis no endereço www. saude. gov. br/ acoes-e-programas/ farmacia-popular .

0
0
0
s2sdefault

Fale Conosco

O seu canal de comunicação com o nosso site. Caso tenha dúvidas, sugestões ou solicitações de serviços, por favor, mande mensagem que teremos prazer em respondê-la.

Enviando...