Saúde

0
0
0
s2sdefault

A Unidade de Saúde da Família (USF) Sabino Silva, no Nordeste de Amaralina, receberá neste sábado (27), das 08h00 às 12h30, uma ação conjunta de prevenção e combate às hepatites virais, alusiva ao Julho Amarelo. Diversos serviços serão disponibilizados através de parceria entre a Secretaria Municipal da Saúde (SMS), Hospital Aliança, Fundação Maria Emília, e o Complexo Hospitalar Universitário Professor Edgard Santos (Hupes/UFBA).

No mês destinado à disseminação das informações e combate às hepatites virais, os equipamentos objetivam a realização de 150 atendimentos, com a oferta de testes para hepatites, HIV, glicemia capilar, USG, exames de Fibroscan, além de importantes palestras de conscientização.

“Por serem silenciosas, o diagnóstico das hepatites virais só pode ser feito com a testagem. Por isso, se você tem mais de 40 anos, já teve doença sexualmente transmissível, fez tatuagem em local que não tinha alvará da Vigilância Sanitária, recebeu transfusão de sangue antes de 1994 ou compartilhou agulhas e outros instrumentos como a seringa de vidro, é necessário buscar o rastreamento”, alerta o coordenador da ação, o presidente da Associação Latino Americana para Estudos do Fígado (ALEH) e superintendente médico do Hospital Aliança, Dr. Raymundo Paraná.

As hepatites B e C são endemias em todo o mundo e, no Brasil, atingem cerca de 1 milhão e 1,5 milhões de pessoas, respectivamente.

0
0
0
s2sdefault
0
0
0
s2sdefault

Com o objetivo de acompanhar o trabalho de abertura das Unidades de Saúde da Família (USFs) da capital baiana, o secretário municipal da Saúde, Leo Prates, percorreu hoje (19) a região do Subúrbio Ferroviário para visitar postos em Ilha Amarela, Rio Sena, Alto de Coutos, Congo, Fazenda Coutos II e Estrada da Cocisa. A ação é parte da implementação do programa experimental “Manda SMS para mim”, que tem como objetivo o acompanhamento do funcionamento das estruturas municipais de saúde.

O programa vista justamente que o titular da pasta de saúde faça vitorias diárias nos postos, mantendo contato direto com a população e buscando melhorar o atendimento dessas unidades, ao lado da equipe da pasta, inclusive médicos e coordenadores.

Ao lado da equipe da Secretaria Municipal da Saúde (SMS) e de vereadores, inclusive da oposição, Leo Prates acompanhou todo o processo de abertura das unidades, observando o atendimento à população, as estruturas físicas, e avaliou as prioridades para intervenção imediata para aprimorar os serviços.

Conforme o secretário, a ação visa, sobretudo, expandir e melhorar o cuidado com a saúde dos soteropolitanos, começando pelo Distrito Sanitário Subúrbio Ferroviário. “Sabemos que enfrentamos alguns desafios, e é por isto que estamos aqui avaliando de perto as prioridades, e onde vamos atuar forte para melhorar o cuidado com a vida das pessoas, que é o bem mais precioso que podemos ter”, destacou Prates.

Ele acrescentando que “não mediremos esforços para aprimorar e expandir os serviços prestados nas USFs de Salvador, atendendo a determinação principal do prefeito ACM Neto e o desejo de todos os soteropolitanos”.

0
0
0
s2sdefault
0
0
0
s2sdefault

O clima de festa e alegria tomou conta dos moradores do conjunto residencial Coração de Maria, em Cassange. Nesta quinta-feira (18), o prefeito ACM Neto esteve no local para entregar a nova Unidade da Saúde da Família (USF), que terá capacidade para atender cerca de 460 pessoas por dia.

A inauguração do equipamento fez parte da programação do Gabinete da Prefeitura em Ação, que transferiu a gestão municipal para a região administrativa de Itapuã, hoje, e o valor total do investimento é de R$ 1.442.759,85, sendo R$ 659 mil provenientes de recursos federais e o restante do município.

Na ocasião, ACM Neto também inaugurou a praça do Conjunto Coração de Maria, que ofertará lazer e diversão para a criançada, e fez a vistoria da Estrada das Pedrinhas, que fica na localidade.

O prefeito destacou que a construção da USF Coração de Maria atende a uma antiga reivindicação das famílias que residem na região. “Os moradores desejavam um serviço de saúde perto de onde eles vivem. Esse posto vai atender 12 mil pessoas aqui na comunidade, que é muito distante do Centro da cidade. Quando assumi a Prefeitura, esse distrito sanitário tinha apenas 15% de cobertura de atenção básica. Vamos levar a cobertura para 75%”, afirmou.

Serviços - A USF Coração de saúde ofertará serviços de atenção integral, desde o recém-nascido ao idoso, através atendimento médico, de enfermagem e odontológico, contando com atuação de três equipes de saúde da família e três da área bucal. Além disso, serão ofertados no posto serviços de atenção integral nos programas de hipertensão, diabetes, controle da tuberculose, hanseníase e doença falciforme.

A unidade também disponibilizará serviços de curativo, vacinação, visita domiciliar, marcação de consulta para outras especialidades e exames ofertados no distrito sanitário, dispensação de medicamentos básicos e confecção do cartão SUS (2ª via).

Escola - Em fevereiro de 2018, a Prefeitura inaugurou no conjunto uma escola com 700 metros quadrados de área construída, que possui 10 salas de aula e capacidade para atender mais de 250 alunos nos segmentos Educação Infantil (grupos 2, 3, 4 e 5) e 1º ano do Ensino Fundamental. Além disso, uma série de vias da localidade receberam pavimentação e asfalto. “Nunca um governo municipal esteve tão presente como temos estado em Coração de Maria, Ceasa, Jardim Nova Esperança e toda essa região”, acrescentou ACM Neto.

Ainda hoje, o prefeito inaugura uma unidade do CRAS no Bairro da Paz e um campo de futebol em São Cristóvão. Nesse mesmo bairro ainda fará uma vistoria das obras da Avenida São Cristóvão, antes de seguir para entrega de uma praça em Mussurunga. As iniciativas fazem parte da agenda do Gabinete da Prefeitura em Ação.

0
0
0
s2sdefault
0
0
0
s2sdefault

Reconhecido como uma das unidades mais importantes e resolutivas da Bahia, o Hospital Municipal de Salvador (HMS) alcançou a marca de 180 mil pacientes atendidos. Após quinze meses de funcionamento, o HMS já realizou aproximadamente 5,3 mil endoscopias; 4.244 ressonâncias magnéticas; mais de 20 mil tomografias; além de 54 mil radiografias e 442 mil exames laboratoriais. 

Essa marca de atendimentos consolida a unidade não só como referência na assistência e cuidados à saúde dos soteropolitanos, mas, também, de pacientes advindos de outros municípios. Do total de acolhimentos, aproximadamente 15% (27 mil) foram prestados para pessoas do interior do estado e Região Metropolitana de Salvador (RMS). Enquanto os pacientes oriundos dos distritos sanitários de Cajazeiras, Pau da Lima e Itapuã representam aproximadamente 60 % dos atendimentos na unidade. 

De acordo com o titular da SMS, Leo Prates, o objetivo é ampliar os atendimentos e fortalecer cada vez mais os serviços prestados no HMS, que abrangem tanto soteropolitanos quanto cidadãos de outras cidades do estado. “Através do equipamento, 180 mil vidas puderam ser cuidadas, o que mostra a capacidade do HMS como referência para a saúde dos baianos. A Prefeitura continuará focada em melhorar a saúde de todos”, declarou.

Celeridade – A estrutura do equipamento tem sido fundamental para desafogar as demandas de procedimentos cirúrgicos eletivos, possibilitando mais celeridade no tratamento de pacientes atendidos primeiramente nas Unidades de Pronto Atendimento (UPAs) e que necessitam de transferências. Ao todo, ao longo de 15 meses de funcionamento do HMS, foram mais de 4,4 mil cirurgias efetuadas. Neste período, 2.317 pacientes regulados foram recebidos no HMS, e 590 pacientes regulados encaminhados para outras instituições.  Foram realizados, ainda, quase 54 mil exames de raio X. 

“O HMS tem auxiliado ainda a amenizar a alta demanda por cirurgias eletivas na cidade, além de servir como retaguarda para os pacientes que ingressarem nas nossas UPAs com necessidade de transferência, inclusive, com a oferta de uma vasta estrutura de leitos de terapia intensiva para casos mais graves", pontuou o coordenador médico hospitalar e de urgências, Ivan Paiva. 

Estrutura – Com mais de 18 mil m² de área construída, o HMS funciona de maneira ininterrupta com 252 leitos (sendo 42 de emergência) e capacidade para atender cerca de 60 mil pacientes por mês, através da atuação de 2 mil profissionais. A estrutura conta, ainda, com consultórios nas áreas de cardiologia, cirurgia-geral, neurologia, cirurgia pediátrica, pediatria, médico-generalista, ortopedia e traumatologia, serviço social e pré-consulta de enfermagem, sala da coordenação e de atendimento. Uma base do Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (Samu) também funciona no espaço.

0
0
0
s2sdefault
0
0
0
s2sdefault

Visando qualificar e humanizar a assistência aos pacientes atendidos no Hospital Municipal de Salvador (HMS), o secretário municipal da saúde, Leo Prates, lançou, na manhã desta sexta-feira (12), dois projetos que vão trazer ainda mais celeridade nos serviços prestados pela unidade hospitalar.

Um deles é o “App meu HMS”, um aplicativo disponibilizado gratuitamente para Android e iOS, no qual o paciente poderá pesquisar as especialidades disponíveis no hospital, acessar informações pessoais de atendimento, consultar resultados de exames realizados, entre outras funcionalidades, sem precisar se deslocar, ganhando assim, mais comodidade. “Eu vejo o incremento da tecnologia como uma ferramenta fundamental para otimizar a prestação de serviço dentro de uma unidade de saúde. Esse aplicativo vai dinamizar a nossa assistência e facilitar o acesso do paciente à informação, uma vez que o mesmo não vai precisar sair de casa para ter acesso a algumas informações como resultados de exames, consultas, além de criar um canal de comunicação pessoal, dentre outras especialidades”, explicou o gestor.

O segundo projeto implantado é o “Amigos do Autista”, criado para capacitar o quadro de funcionários do HMS garantindo a qualidade dos atendimentos de pacientes com Transtorno do Espectro Autista (TEA). “Esse é um projeto que eu, particularmente, tenho muita afinidade. Sou um militante da causa das pessoas com deficiência desde os tempos de vereança, sempre levantei esta bandeira e poder participar de um projeto como este me deixa extremamente feliz e emocionado. Todo mundo sabe que a pessoa com espectro autismo necessita de uma série de cuidados especiais. Esse é um protocolo inovador, fruto de uma parceria entre a Secretaria Municipal de Saúde, a Unidade de Políticas Públicas para Pessoas com Deficiência (UPCD), a Associação de Amigos do Autista da Bahia (AMA-BA) e o Projeto Michelle Matos e que mostra o quanto o município está preocupado em elevar o seu padrão de atendimento. Com certeza vamos estudar esse modelo para ser replicado dentre as demais unidades de saúde”, finalizou

0
0
0
s2sdefault
0
0
0
s2sdefault

Eles costumam ser os primeiros a chegar ao local onde ocorreu um acidente, emergência de saúde ou situação provocada por violência. Os 800 socorristas do Atendimento Móvel de Urgência (SAMU), da Secretaria Municipal de Saúde (SMS), são os profissionais responsáveis por prestar os primeiros socorros e levar os pacientes até uma unidade de saúde em casos de urgência. Nesta quinta-feira (11), Dia Nacional do Socorrista, a equipe do SAMU foi homenageada por cerca de 100 crianças, de 3 a 9 anos, da Escola Flora Encantada, na praça de Piatã.

A rotina desses guerreiros é bastante agitada. Diariamente, atendem em média 350 ocorrências na capital baiana e também nas regiões de Itaparica, Vera Cruz, Lauro de Freitas, Simões filho, Candeias, Madre de Deus, São Francisco do Conde, Santo Amaro e Saubara. De acordo com o médico e coordenador de urgência e emergência hospitalar do município, Ivan Paiva, os socorristas são imprescindíveis para que o município oferte saúde naquelas situações mais críticas. “São os profissionais que chegam para atender a emergência, no local onde aconteceu, com qualidade e de forma resolutiva”, diz.  

Os socorristas podem ser técnicos de enfermagem, enfermeiros, médicos e/ou bombeiros. No caso dos motoristas das ambulâncias, é exigido ainda um curso de direção especializada para veículos de emergência. De acordo com a SMS, existem dois tipos de unidades de atendimento no SAMU: a de suporte básico, que leva três profissionais; e a de suporte avançado, que leva três profissionais, sendo um enfermeiro, um médico e o condutor socorrista. O médico lembra as diversas situações em que o socorrista atua no dia a dia.

“O indivíduo não tem momento nem lugar para passar mal, ter um problema de saúde ou sofrer um acidente. Pode ser uma queda na piscina, um engasgo, um infarto, um derrame ou até uma crise de pressão alta. Naquele momento, às vezes, a pessoa não tem condições de pegar um carro e se dirigir a uma unidade de saúde. E somos nós socorristas que levamos o equipamento de saúde até a vítima que pode estar em casa, no trabalho, na escola ou no momento de lazer”, assinala.

Anjos ao telefone - Os socorristas também atuam na central de regulação, no 192. Os profissionais prestam serviço por telefone, acionando as ambulâncias e dando direcionamento ao pedido de socorro. Juntos com os médicos reguladores e rádio reguladores, eles acolhem o chamado, identificam se é uma situação de urgência, orientam o solicitante como proceder até que ambulância chegue para seguir com o atendimento.

Paiva assinala a importância da categoria que consegue prestar o atendimento de forma rápida, principalmente nas doenças chamadas tempo dependentes, aquelas em que o retardo do atendimento pode levar à morte ou trazer sequelas a vítima. “Conseguimos chegar rápido e fazer as manobras que são necessárias para manutenção da vida e estabilização do quadro e em seguida fazer a remoção para uma unidade de saúde que prosseguirá com o atendimento. Esses profissionais são fundamentais para esse atendimento inicial”, destaca. 

Paiva faz questão de homenagear a classe. “Nossos profissionais fazem o que amam, se dedicam, vão para ruas, à noite, as vezes debaixo de chuva, no escuro e em situação de perigo. Hoje é um dia especial, mas para mim o dia do socorrista é todo dia porque diariamente cumprem a missão de salvar vidas”, lembrou o médico.

Salvando vidas  –
 Atualmente, o SAMU conta com 41 ambulâncias, sendo 8 avançadas e 33 para o suporte básico. O serviço tem ainda 8 motos, uma lancha, uma caminhonete que funciona como UTI móvel e um helicóptero em parceria com Polícia Rodoviária Federal. (PRF).  Em 14 anos de atuação, além dos atendimentos diários, o SAMU também realiza trabalhos em parceria com as escolas municipais, estaduais e particulares capacitando os jovens para manobras de primeiros socorros e mostrando a importância do atendimento imediato em casos de emergências.

Durante essas palestras, são realizadas atividades de conscientização do serviço e o prejuízo que um trote pode acarretar à comunidade, como a saída de ambulâncias para chamadas falsas enquanto outros pacientes em estado grave realmente estão necessitando do atendimento de urgência.

 

 

0
0
0
s2sdefault
0
0
0
s2sdefault

Quem passa pela frente do Hospital Aristides Maltez, na Avenida Dom João VI, em Brotas, se encanta com a iluminação verde que toma conta de toda a unidade de saúde. As luzes fazem alusão à campanha do Julho Verde, mês de prevenção contra o câncer de cabeça e pescoço, cuja data escolhida como dia mundial é 27 de julho.

Até o final deste mês, a iluminação instalada pela Diretoria de Serviços de Iluminação Pública (DSIP), vinculada à Secretaria Municipal de Ordem Pública (Semop), chama a atenção para os perigos dessas doenças. A iniciativa é uma parceria entre a Prefeitura e o Hospital Aristides Maltez, unidade referência no tratamento do câncer na Bahia.

Para o diretor da DSIP, Junior Magalhães, a ação mostra a sensibilidade da administração municipal, que sempre ilumina, de forma especial, prédios públicos e pontos turísticos. A iniciativa visa chamar a atenção da sociedade soteropolitana sobre as campanhas e datas alusivas às questões de saúde.

Conscientização – O médico-cirurgião de cabeça e pescoço do Hospital Aristides Maltez Lucas Silva afirma que campanhas como o Julho Verde são fundamentais para o esclarecimento da doença. “Esse mês alusivo começou em 2014. A Sociedade Brasileira de Cirurgia de Cabeça e Pescoço (SBCCP) entendeu que era preciso usar os 30 dias para conscientizar e informar a população. Essa é a primeira vez que iluminamos o nosso hospital e isso reforça a campanha”, salienta.

De acordo com o especialista, é preciso atentar para os principais sintomas da doença. Entre os sinais que merecem atenção estão a rouquidão por mais de 21 dias, dificuldade de engolir por mais de 15 dias, caroço no pescoço, ferimentos na língua, céu da boca ou dor de garganta. “Não podemos negligenciar esses sintomas. A cura depende do diagnóstico inicial”, frisa.

O médico explica que quando a doença é descoberta no começo, as chances de cura chegam a 90%. No entanto, na maioria dos casos o diagnóstico é tardio, o que dificulta bastante o tratamento. Cerca de 40 mil novos casos desses tumores malignos são registrados no Brasil, sendo a sexta causa de morte por câncer, de acordo com o Instituto Nacional do Câncer (Inca).

Previna-se – Os tumores de cabeça e pescoço são uma denominação genérica do câncer que se localiza em regiões como boca, língua, palato mole e duro, gengivas, bochechas, amígdalas, faringe, laringe (onde é formada a voz), esôfago, tireoide e seios paranasais.

O especialista também chama atenção para os cuidados a fim de evitar a doença. É preciso controlar o consumo de bebidas alcoólicas, o tabagismo e manter uma boa higiene bucal. Ele assinala ainda que a prática de sexo oral sem preservativo é um facilitador para contaminação do vírus HPV, fator de risco para o câncer de garganta.

0
0
0
s2sdefault
0
0
0
s2sdefault

Depois de anos de espera, os moradores do bairro de Coutos, no Subúrbio Ferroviário, ganharam a Unidade de Saúde da Família (USF) Vila Fraternidade, construída pela Prefeitura na Rua José do Patrocínio, s/n, em frente à Escola Municipal Colina do Mar. A cerimônia de inauguração foi realizada nesta terça-feira (25) e contou com as presenças do prefeito ACM Neto, acompanhado do vice e secretário de Infraestrutura e Obras Públicas (Seinfra), Bruno Reis, e do secretário da Saúde (SMS), Luiz Galvão, demais autoridades e populares. 

O prefeito ressaltou que a inauguração da estrutura marca a retomada da expansão da atenção básica na cidade após três meses, principalmente nas comunidades mais carentes, devido à falta de médicos nas unidades municipais de saúde, mesmo com chamamentos do último concurso público e dos processos seletivos Reda realizados desde 2013. Na quarta-feira passada (18), a administração municipal conseguiu contratar 80 desses profissionais através do regime de pessoa jurídica. 

“A Prefeitura vem fazendo um grande esforço, principalmente, para conseguir contratar médicos, problema que é geral na rede pública do Brasil. Estamos lutando em todas as frentes para garantir os médicos e pra retomar a expansão básica de saúde na capital, o que está sendo feito hoje com a inauguração da USF Vila da Fraternidade. O Subúrbio chegará, já neste ano de 2019, a 80% de cobertura da Atenção Básica, o que é um grande avanço para a região que tinha uma das piores coberturas do tipo no país”, relatou ACM Neto. 

Estrutura – Com investimento de quase R$1,5 milhão, a USF Vila Fraternidade possui 608 m² de área construída e tem capacidade para atender até 14 mil pessoas por mês. São 12 consultórios, sendo quatro deles odontológicos, distribuídos em dois pavimentos. Com funcionamento já a partir desta quarta-feira (26), o atendimento será feito por quatro equipes de Saúde da Família e outras quatro equipes de Saúde Bucal. 

No local, a população terá acesso a serviços básicos de acolhimento e atendimento médico de enfermagem e odontológico, programas prioritários como hipertensão arterial, diabetes, pré-natal e de planejamento familiar. Também serão oferecidos acompanhamentos essenciais de saúde como vacinas, coleta de material para exames laboratoriais, curativos, nebulização e teste do pezinho, além de marcação de consultas e exames, dispensação de medicamentos e visitas domiciliares. 

A unidade de saúde deixou muito felizes moradores como a dona de casa Matildes Santos, de 63 anos e há quatro décadas residente em Coutos. “Ah, foi muito bom esse posto aqui, vai ser uma bênção pra gente. Antes, eu tinha que ir para Fazenda Coutos III. É muito longe, tinha que subir uma ladeira enorme. Agora vou ter atendimento pertinho de casa, graças à Prefeitura”, afirmou, sorridente. 

Avanço – O secretário Luiz Galvão ressaltou que, no início de 2013, o Distrito Sanitário Subúrbio Ferroviário possuía apenas 33% de cobertura da Atenção Básica e 23 equipes de Saúde da Família. Em 2019, a cobertura já ultrapassa o índice de 77%, com 69 equipes. “A USF Vila Fraternidade é uma unidade básica completa de Saúde da Família e isso só reforça a prioridade da Prefeitura com a cobertura da Atenção Básica na cidade. Até setembro, será inaugurada mais uma estrutura do tipo, ultrapassando 80% da cobertura básica de saúde em todo o Subúrbio”, completou o titular da SMS.

0
0
0
s2sdefault
0
0
0
s2sdefault

A rede de Atenção Básica de Saúde de Salvador terá a atuação de 80 médicos, habilitados no último chamamento público da Prefeitura, para suprir o déficit do quadro de servidores dos postos de saúde. O contrato com os novos profissionais foi assinado nesta quarta-feira (19), pelo prefeito ACM Neto, acompanhado do secretário municipal da Saúde (SMS), Luiz Galvão. A cerimônia foi realizada no auditório do Hotel Portobello, em Ondina e, na ocasião, também foi assinado um contrato com a empresa Sanar para capacitação dos trabalhadores durante seis meses, através da disponibilização de todo o conteúdo médico da plataforma Sanarflix.

O prefeito destacou aos novatos o cenário complicado da Atenção Básica no município. “As pessoas pensam que só faltam médicos no interior do Brasil, mas, em Salvador, temos que conviver com a realidade hoje de não ter médicos suficientes para consistir as unidades. Chegamos à conclusão de que a rotatividade é muito grande e, para tentar resolver o déficit de 137 profissionais nos postos de saúde já instalados, tivemos que ir pessoalmente ao Ministério Público do Trabalho para tentar resolver a questão”, salientou.

Ele completou que o passo dado, com a contratação dos médicos, é fundamental para a saúde da população. “Talvez não tenham noção da importância da contratação que estamos fazendo. Com esses 80 profissionais, a Prefeitura vai permitir oferecer uma condição boa às unidades que estão instaladas. Acredito que, até o começo de setembro, teremos todos os 137 profissionais para não deixar uma unidade sem médico. Hoje vocês têm um papel fundamental na cidade”, disse ACM Neto aos contratados.

Solução – O secretário Luiz Galvão explicou a situação de carência de profissionais médicos na rede municipal de saúde. Um dos fatores é um Termo de Ajustamento de Conduta (TAC) assinado entre o Município, o MPT e o Ministério Público Federal (MPF) em 2008, que determina que Salvador só pode realizar médicos através de concurso público.

Apesar da realização de um concurso público em 2011 e cinco seleções Reda desde então, a alta rotatividade ainda é grande - em 2018, por exemplo, a adesão de profissionais ao Reda não superou 40 inscritos. A situação na rede ainda é agravada pelas mudanças no Mais Médicos – Salvador possui 140 vagas e o governo federal já anunciou a não-renovação do programa – e a rotatividade da categoria, devido a propostas de trabalho consideradas mais atraentes pelos médicos.

Para resolver o problema, a Prefeitura recorreu ao MPT e, assim, foi estudada uma nova forma de contratação, chegando ao chamamento público para credenciamento de pessoas juricidas para prestação de serviços médicos. “Já temos 112 empresas habilitadas e 80 profissionais já vão estar disponíveis para atuar no mês de julho. É importante lembrar que a estratégia da Saúde da Família é importante porque, quanto mais se investe na prevenção, menos é gasto nas demais camadas da saúde”, explicou o titular da SMS.

Estrutura – Desde 2013, Salvador tem se esforçado bastante no investimento em Atenção Básica. A cobertura de saúde nessa área saltou de 18%, em 2012, para mais de 50% em 2018. Além disso, foram entregues 41 novas unidades de Saúde da Família, realizadas 177 reformas, ampliações e requalificações de postos e contratadas 291 equipes de Saúde da Família. Ainda para este ano de 2019, devem ser entregues mais 16 unidades e contratadas mais 80 equipes de Saúde da Família.

 

0
0
0
s2sdefault

Fale Conosco

O seu canal de comunicação com o nosso site. Caso tenha dúvidas, sugestões ou solicitações de serviços, por favor, mande mensagem que teremos prazer em respondê-la.

Enviando...