Saúde

0
0
0
s2sdefault

A Secretaria Municipal da Saúde (SMS) promoverá, entre os dias 23 e 27 de outubro, a VII Semana de Mobilização sobre a Doença Falciforme. O evento, realizado através do Programa de Atenção às Pessoas com Doença Falciforme (PAPDF), contará com palestras ministradas por profissionais de saúde, diálogos com os pacientes, além de coleta para eletroforese de hemoglobina, exame que diagnostica a doença, indicado para pessoas que não realizaram o teste do pezinho.

"Durante toda semana, as unidades básicas de saúde e os ambulatórios de referência intensificarão ações educativas e de divulgação sobre a rede de saúde disponível, exame diagnóstico e características da doença, além da coleta da eletroforese de hemoglobina nos postos do município. As ações são intensificadas nesse período para que a população tenha acesso a mais informações sobre a doença", explica Mariana Maracajá, do Campo Temático da Doença Falciforme no município.

Mais atividades - A Semana de Mobilização acontece também em articulação com a Secretaria Municipal de Educação (Smed). Serão realizadas duas atividades voltadas para o tema: A Escola e o Cuidado às Pessoas com Doença Falciforme. A primeira ocorrerá no dia 26, no auditório da Faculdade Unijorge (Campus Comércio), com a apresentação da Tese de Dissertação de Isabel Castro, coordenadora do Centro de Educação e Apoio Social do Núcleo de Ações e Pesquisa em Apoio Diagnóstico da Faculdade de Medicina da UFMG, com o tema “Avaliação de Sistemas Cognitivos na Anemia Falciforme: estudo comparativo de crianças e adolescentes com e sem infartos cerebrais silenciosos”.

No dia 27, o evento acontece na Câmara Municipal de Salvador, a partir das 8h, onde o papel da educação e da escola no cuidado às crianças e adolescentes com doença falciforme será reafirmado. As atividades são voltadas para os profissionais da saúde e da educação, usuários e familiares. Em parceria com Associação Baiana das Pessoas com Doença Falciforme (ABADFAL), a SMS participará ainda da II Semana da Doença Falciforme, no período de 24 a 28 de outubro, no Shopping Center Lapa, para orientar a população sobre o agravo.

A doença - A Doença Falciforme acomete principalmente a população afrodescendente. Estima-se que, por ano, 3,5 mil crianças nasçam com o problema no Brasil. Em Salvador, a proporção é de 1 caso para cada 650 nascidos vivos. Os principais sintomas da Doença Falciforme são a anemia crônica, icterícia (cor amarelada na parte branca dos olhos), mãos e pés inchados e com muita dor nos punhos e tornozelos (frequente até os dois anos de idade), além de crises de dores em músculos, ossos e articulações.

Serviço - Em Salvador, os portadores contam com dois Ambulatórios Especializados em Doença Falciforme do Brasil, no Multicentro Vale das Pedrinhas e no CAE Centro - Carlos Gomes, onde os usuários recebem atendimento ambulatorial completo através de uma equipe multiprofissional composta por hematologistas pediátrico e adulto, enfermeira, nutricionista, assistente social, psicólogo.

0
0
0
s2sdefault
0
0
0
s2sdefault

A Prefeitura iniciou, nesta segunda-feira (23), a Semana de Mobilização para Combate ao Aedes aegypti. O evento acontece até a sexta-feira (27), com dinâmicas educativas, panfletagem e visitas de agentes comunitários de saúde. Dentre as ações, o Centro de Controle de Zoonoses (CCZ), órgão vinculado à Secretaria Municipal da Saúde (SMS), retoma os “faxinaços” por toda a cidade, com o objetivo de eliminar focos e criadouros do Aedes aegypti, durante o verão, estação que favorece a multiplicação do mosquito.

Os mutirões de limpeza acontecem a partir desta quarta-feira (25), nas ruas Osvaldo Cruz, em Castelo Branco, e Artêmio Castro Valente, no bairro de Canabrava, das 8h às 15h. “Salvador é um lugar quente e o mosquito precisa de água e calor. O inverno esse ano foi rigoroso com as chuvas, e agora o verão está chegando – essa combinação se torna perfeita para o desenvolvimento do Aedes e o número de arboviroses aumenta. Por isso, durante toda a estação, os nossos agentes de endemia vão atuar em diversos bairros da capital”, afirma a subgerente das Arboviroses do CCZ, Isolina Miguez.

Durante a mobilização, em parceria com a Limpurb, serão promovidas visitas casa a casa, além de trabalhos de manejo ambiental, limpeza, remoção e descarte de lixo ou quaisquer outros materiais que possam se tornar criadouros, palitação de material reciclável, vistoria de depósitos elevados (como caixas d'água e calhas) e distribuição de material educativo. As equipes de trabalho também visitarão imóveis fechados e abandonados. Os moradores das localidades trabalhadas devem colaborar com a iniciativa, descartando entulhos e materiais inservíveis que podem ser colocados em frente às suas casas para recolhimento.

Dados – A capital baiana apresenta, em 2017, uma taxa de 3,1% de infestação predial (LIRAa). De janeiro a setembro deste ano, têm apresentado uma queda acentuada no número de casos confirmados de dengue, zika vírus e chikungunya em Salvador. Os dados apontam para a eficácia das estratégias aplicadas pelo município no controle da infestação pelo mosquito Aedes aegypti – que também é responsável pela transmissão do vírus da febre amarela, embora até agora só haja registros em micos e macacos – nos 12 distritos sanitários da capital baiana.

Entre janeiro e setembro deste ano, 515 casos de dengue foram confirmados. O número é 54% menor que o mesmo período de 2016, quando 944 pessoas tiveram diagnóstico positivo. Em relação à chikungunya, houve uma baixa de 57%, com 91 infectados até setembro contra 158 no mesmo período do ano passado. A zika, por sua vez, teve uma redução de 77 para 36 ocorrências, contabilizando uma diminuição de 47%.

 

0
0
0
s2sdefault
0
0
0
s2sdefault

Na semana em que se comemora o Dia Mundial da Alimentação, celebrado em 16 de outubro, a Secretaria Municipal de Promoção Social e Combate à Pobreza (Semps) iniciou o Projeto CRAS Cidadão Saudável. As atividades foram realizadas nesta semana, no Centro de Referência de Assistência Social – CRAS Mata Escura. O projeto tem como objetivo oferecer ações educacionais de prevenção e controle de obesidade para famílias assistidas pelos Centros.

As nutricionistas ofertam serviço gratuito de diagnóstico e educação nutricional, orientação sobre prática de ações culinárias saudáveis e aproveitamento integral dos alimentos, entre outros, mesclando informações e aulas práticas. O projeto é uma realização da Semps, através da Diretoria de Proteção Social Básica (DPSB) e da Coordenadoria de Segurança alimentar e Nutricional (COSAN). As ações serão realizadas uma vez por semana, totalizando quatro edições em cada CRAS.

Deise das Neves já se considera uma “moradora” do CRAS. Ela é usuária dos serviços socioassistenciais da unidade, e compareceu hoje só para participar da iniciativa. “O projeto é ótimo, aprendi muitas coisas, minha alimentação não estava adequada. Voltarei nos próximos dias e vou seguir as orientações. Também vou trazer minha irmã que está precisando receber as orientações e avisar a toda família”, afirmou.

0
0
0
s2sdefault
0
0
0
s2sdefault

Até o próximo dia 10, uma unidade móvel do Instituto Nacional de Amparo à Pesquisa, Tecnologia e Inovação na Gestão Pública (INTS) realizará mamografias gratuitas para mulheres, no estacionamento da Prefeitura-Bairro Itapuã, localizada na Av. Dorival Caymmi. Denominada de Vida + Rosa, a ação ocorrerá de segunda a sexta-feira, das 7h às 17h. Serão feitas mamografias para mulheres a partir dos 35 anos, e o atendimento ocorrerá por ordem de chegada. As interessadas deverão levar RG, CPF e comprovante de endereço.

Outra unidade administrativa que sediará ações de conscientização, prevenção e diagnóstico precoce do câncer de mama é a Prefeitura-Bairro Cajazeiras, situada na Estrada da Paciência. Nesta terça (3), de 14h30 às 16h, o espaço contará com teste rápido de HIV, hepatite B e C e sífilis, além de marcação de preventivo e solicitação de mamografia. Também serão oferecidos tratamento estético e distribuídos kits de escovação para as crianças. A ação conta com apoio da Secretaria Municipal de Políticas para Mulheres, Infância e Juventude (SPMJ) e Secretaria Municipal de Saúde (SMS), além de parceria do Hospital Prohope e Mary Kay.

Câncer - O câncer de mama é o mais comum entre as mulheres no mundo, e no Brasil é o segundo mais frequente, depois do de pele não melanoma. De acordo com o Instituto Nacional de Câncer José Alencar Gomes da Silva (Inca), o câncer de mama responde por cerca de 28% dos casos novos a cada ano. Relativamente raro antes dos 35 anos, acima desta idade sua incidência cresce progressivamente, especialmente após os 50 anos. 

O câncer de mama não tem uma causa única. Diversos fatores estão relacionados ao aumento do risco de desenvolver a doença, tais como: idade, fatores endócrinos/história reprodutiva, fatores comportamentais/ambientais e fatores genéticos/hereditários. Segundo o Inca, as mulheres podem reduzir em até 28% o risco de desenvolver câncer de mama, ao adquirir hábito de alimentação saudável e prática de atividade física. Controlar o peso corporal, evitar a obesidade e o consumo de bebidas alcoólicas são outras recomendações básicas para prevenir a doença. 

 

0
0
0
s2sdefault
0
0
0
s2sdefault

Campanha de mobilização pela prevenção do câncer de mama e de útero realizada pela Secretaria Municipal da Saúde (SMS) acontece até o fim de outubro

O câncer de mama continua sendo a principal causa morte por neoplasia entre a população feminina em idade fértil em Salvador. A forma mais eficaz de diagnóstico precoce e prevenção da doença é através da realização periódica da mamografia, mas das 11 mil vagas disponibilizadas por mês pela Secretaria Municipal da Saúde (SMS) para a realização de exames gratuitos, apenas 47% são preenchidas.

 De janeiro a setembro deste ano, foram registrados cerca de 180 óbitos em decorrência da patologia na capital baiana. A taxa de mortalidade por câncer de mama continua elevada no município por conta do diagnóstico tardio, que chega, geralmente, quando a doença já está em estado avançado.

A marcação para o exame de mamografia é disponibilizada nas unidades básicas da capital durante todo o ano, porém, no mês do Outubro Rosa, a campanha de mobilização é intensificada. Para ter acesso ao procedimento, as interessadas devem procurar um dos 120 postos da rede municipal munidas do documento de identificação com foto e do cartão SUS para avaliação médica e de enfermagem.

Outubro Rosa – O início oficial da campanha do Outubro Rosa acontece neste domingo (1), com a iluminação do Elevador Lacerda na cor rosa. As ações vão contar com a presença de profissionais de saúde, que realizarão o agendamento de exames clínicos e mamografia para mulheres de 50 a 69 anos.

"Se conseguirmos identificar um câncer de mama em estágio precoce, a chance de cura é acima de 90%. Por isso, é importantíssimo que as mulheres que fazem parte do grupo de risco, que são aquelas acima de 50 anos de idade ou com histórico da patologia na família, procurem periodicamente o serviço de saúde para realização do exame", alertou a coordenadora da Atenção Primária do município, Adriana Miranda.

Programação – Durante todo o mês de outubro, uma carreta vai percorrer os bairros de Salvador com oferta gratuita de exames clínicos e orientações para o autocuidado das mamas.

Entre os dias 02 a 06, a população pode conferir a Loja Rosa instalada no Shopping Center Lapa, Centro da cidade, das 9h às 21h, onde serão oferecidos serviços e orientações na área de saúde da mulher. O Salvador Shopping vai ofertar também, de 2 a 11, um consultório para realização de exame clínico e orientação para autocuidado.

As mulheres da capital também contarão com os mesmos serviços a partir do dia 16 na Estação da Lapa. Nos 12 Distritos Sanitários do município serão realizadas mamografias, busca ativa de pacientes, além de palestras, salas de espera e distribuição de material educativo que incentivam o diagnóstico precoce, estimulando o acompanhamento periódico de saúde e a realização do auto exame das mamas.

 

0
0
0
s2sdefault
0
0
0
s2sdefault

A expectativa é imunizar pelo menos 200 mil animais e até o momento foram vacinados cerca de 44 mil entre cães e gatos

A menos de duas semanas para finalização da campanha de vacinação antirrábica em Salvador, apenas cerca de 44 mil animais foram imunizados até o momento. Esses números são considerados baixos. A estratégia que seguirá até 30 de setembro, tem como objetivo imunizar pelo menos 200 mil animais contra raiva nesse período.

“A vacina é a principal forma de prevenir a raiva, com 100% de letalidade zoonose. É importante que a população não deixe para última hora.” alerta, Aroldo Carneiro, Veterinário do Centro de Controle de Zoonoses (CCZ).

O veterinário ressalta ainda que três casos de raiva silvestre em morcegos foram confirmados, nos bairros de Massaranduba, São Cristovão e Brotas, este ano em Salvador. “Mesmo os animais que não saem de casa sozinhos e vivem mais isolados em apartamentos, devem ser vacinados, caso morcegos entrem nas residências e venham contaminar os animais de estimação.” declarou. 

Os donos de animais de estimação poderão levar os bichos para imunização em 250 postos de saúde, distribuídos em todas as regiões da capital baiana. O serviço é oferecido gratuitamente de segunda a sexta-feira, de 8h às 14h. 

Devem ser imunizados animais a partir dos três meses de idade, exceto os que estiverem doentes. O último caso de raiva humana em Salvador foi registrado em 2004.

0
0
0
s2sdefault
0
0
0
s2sdefault

No total, cerca de 110 pontos de imunização espalhados em todas as regiões da cidade funcionarão das 8 às 17 horas na capital baiana

A Prefeitura de Salvador promove no próximo sábado (16) o Dia D da Campanha Nacional de Multivacinação na capital baiana. No total, serão instalados cerca de 110 pontos de imunização entre os postos de saúde que estarão abertos e locais estratégicos como shoppings, supermercados, escolas, creches, associações e igrejas, funcionando das 08 às 17 horas. 

O objetivo da estratégia é ampliar a cobertura vacinal da população, bem como proteger crianças e adolescentes que possam estar com alguma dose atrasada. “A ação visa resgatar não vacinados ou completar esquemas de imunização, por isso não há uma meta pré-estabelecida a ser alcançada, no entanto, iremos avaliar o número de doses aplicadas no período. Esse ano, a campanha incluiu os adolescentes porque esse grupo prioritário é um dos que apresenta uma maior resistência a se vacinar, já que muitos pais acreditam que não há necessidade de imunizar os filhos nessa faixa etária", esclareceu Doiane Lemos, subcoordenadora de Imunização de Salvador.

Este ano a campanha que segue até o próximo dia 22 de setembro, contempla menores de 5 anos, crianças de 9 anos e adolescentes com idade entre 10 e 15 anos incompletos.

Em Salvador, mais de 450 mil jovens fazem parte do público alvo da intensificação. Eles deverão comparecer ao posto de saúde portando a caderneta de vacina que será avaliada pelo profissional responsável. Sendo necessário, receberão as doses pendentes. No total, serão atualizados 14 imunobiológicos nessa população.

 

0
0
0
s2sdefault
0
0
0
s2sdefault

Uma revolução na área de saúde. Foi assim que o prefeito ACM Neto definiu a série de intervenções promovida pala gestão municipal que, na manhã desta quinta-feira (14), entregou mais um novo posto de saúde à comunidade soteropolitana, desta vez, beneficiando o bairro da Sete Portas. Inaugurado em 1981 pelo então governador Antônio Carlos Magalhães, o Centro de Saúde Mário Andrea é uma das unidades mais importantes no acolhimento assistencial de atenção básica da região de Brotas.

Para requalificação, a Prefeitura, através da Secretaria Municipal da Saúde (SMS), investiu mais de R$ 520 mil para as obras de melhoria da infraestrutura interna e externa. As melhorias também foram feitas para a ampliação de serviços da unidade, que agora terá capacidade para atender 30 mil pessoas por mês através da atuação de médicos, dentistas, enfermeiros, técnicos de enfermagem, auxiliares de saúde bucal, assistentes sociais, e agentes comunitários, que realizarão visitas domiciliares.

"Todo esse esforço empenhado para melhorar a qualidade da saúde pública em Salvador passa diretamente por equipes dedicadas, comprometidas e que não medem esforços para que possamos apresentar hoje, em pouco mais de quatro anos de governo, resultados tão expressivos. Sabemos que há muita coisa ainda por fazer, no entanto, quem compara a situação da saúde na cidade no início de 2013, quando assumimos a Prefeitura, com a realidade atual, é obrigado a reconhecer os extraordinários avanços que vem ocorrendo no município", pontuou o prefeito.

Neto destacou ainda que apesar das limitações financeiras dos cofres municipais, a administração tem priorizado o setor da saúde, empregando um quinto do orçamento da Prefeitura para investimentos na pasta. Tenho orgulho em dizer que quando chegamos à Prefeitura, essa cidade aplicava 15% do seu orçamento na saúde, com muito esforço. Elevamos hoje para mais de 20% o percentual do investimento, e superaremos essa marca no ano que vem com a inauguração do primeiro Hospital Municipal de Salvador, fruto de coragem e compromisso dessa gestão com a saúde pública", finalizou.

Resultados - Tudo isso tem resultado em avanços substanciais na ampliação da cobertura da Atenção Básica em Saúde na capital baiana, que atingiu pouco mais que o dobro do percentual registrado no início da gestão do prefeito ACM Neto. Vale lembrar que Salvador é uma das poucas capitais brasileiras que ainda oferece o sistema misto, que combina os postos tradicionais com as novas Unidades de Saúde da Família (USF). Em cinco anos, o serviço saltou de 18,60% para 47,5% no que diz respeito à atenção primária (tradicionais), e de 13,32% para 31% nas USFs.

Outro avanço registrado no período foi o aumento de 104 para 247 no número de equipes de Saúde da Família atuando na capital baiana. Além disso, 18 unidades de saúde foram construídas do zero e outras 99 foram ampliadas parcial ou completamente ou reformadas pela Prefeitura. Entre 2012 e 2017, cerca de 3,1 mil profissionais foram contratados para atuar tanto nas unidades tradicionais como nas USFs do município.

A Atenção Básica diz respeito ao atendimento prestado pelos postos de saúde distribuídos em toda a cidade do Salvador. São essas as unidades responsáveis pela aplicação de vacinas, curativos, entrega a medicação, testes rápidos, exames preventivos, atenção ao planejamento familiar e consultas médicas, atendimentos de enfermagem e odontologia.

 

0
0
0
s2sdefault
0
0
0
s2sdefault

Para proporcionar um melhor desempenho ao sistema de marcação de exames e consultas da Secretaria Municipal da Saúde, o Vida+, o serviço será suspenso entre esta quinta-feira (7) e o próximo domingo (10). Neste período, além do agendamento desses procedimentos, ficará suspensa também a inserção das vagas ofertadas pela rede contratualizada (clínicas e hospitais) para o mês de setembro.

“Geralmente, essas vagas ficam disponíveis a partir do 5º dia útil do mês. Porém, como desempenharemos melhorias do sistema, as vagas só começarão a serem disponibilizadas a partir da segunda-feira. Então, nossa orientação é que a população deixe para comparecer às unidades de saúde para fazer marcações de exames e consultas ao longo da semana. Na segunda-feira ainda estaremos atualizando os dados. Assim, poderemos evitar desgastes com as longas filas e insatisfação dos pacientes”, alerta Vinícius Mariano, coordenador do Núcleo de Tecnologia da Informação da Secretaria Municipal da Saúde.

O técnico esclarece que as melhorias serão realizadas para otimizar o Vida+, que hoje já realiza uma média de 5 milhões de agendamentos por mês, muito além dos cerca de 114 mil registrados em 2012. “Com as melhorias no sistema, esperamos reduzir consideravelmente o tempo nas filas, diminuindo o tempo de espera para marcações para aperfeiçoar o atendimento ao paciente”, concluiu Vinícius Mariano.

0
0
0
s2sdefault

Fale Conosco

O seu canal de comunicação com o nosso site. Caso tenha dúvidas, sugestões ou solicitações de serviços, por favor, mande mensagem que teremos prazer em respondê-la.

Enviando...