Saúde

0
0
0
s2sdefault

A Prefeitura, por meio da Secretaria de Inovação, Sustentabilidade e Resiliência (Secis), informa que os parques geridos pelo município foram fechados no início da tarde de hoje (16) para evitar o risco de proliferação do coronavírus (Covid-19). Os parques que deixam de funcionar por tempo indeterminado são: o da Cidade (Itaigara), das Dunas (Praia do Flamengo) e dos Ventos (Boca do Rio), este último inaugurado recentemente.

Além disso, a Praça Dois de Julho, no Campo Grande, outro equipamento gerido pela Secis, também foi fechada por tempo indeterminado. Eventos programados para esses equipamentos estão automaticamente cancelados.

Decreto - Já foi publicado em edição extraordinária do Diário Oficial (DOM) o decreto de número 32.256, com data de hoje, que normatiza todas as medidas anunciadas pela manhã, em coletiva no Palácio Thomé de Souza, pelo prefeito ACM Neto. Além do fechamento dos parques públicos municipais, as escolas geridas pela Prefeitura também terão as aulas suspensas por 15 dias, só que a contar a partir de quarta-feira (18).

O decreto estabelece ainda o fechamento, por 15 dias corridos, contados a partir desta quarta (18), de escolas e universidades privadas, academias de ginástica, cinemas, teatros e demais casas de espetáculos e parques infantis privados.

Notificação - A Secretaria Municipal de Desenvolvimento e Urbanismo (Sedur) já começou a notificar os estabelecimentos enquadrados no decreto sobre as medidas. O objetivo é informar e solicitar a colaboração de cada um, reforçando o pedido público feito pelo prefeito, já que o combate ao coronavírus exige a colaboração de todos. Em caso de descumprimento, serão tomadas as medidas administrativas cabíveis, desde multas a retirada da licença de funcionamento.

0
0
0
s2sdefault
0
0
0
s2sdefault

O prefeito ACM Neto anunciou hoje (16), em coletiva no Palácio Thomé de Souza, novas medidas para prevenir uma explosão do número de casos do coronavírus em Salvador. Entre essas medidas estão a suspensão das aulas nas redes pública e privada de ensino e do funcionamento das academias de ginástica e dos cinemas, sendo que ambas valem por 15 dias, contados a partir dessa quarta-feira (18).

As outras medidas anunciadas pelo prefeito foram: suspensão da exigência de recadastramento dos servidores públicos municipais aposentados ou pensionistas; suspensão das férias e licenças dos funcionários das secretariais municipais de Saúde (SMS) e de Promoção Social e Combate à Pobreza (Sempre), além da Guarda Civil Municipal (GCM) e Defesa Civil (Codesal), por serem fundamentais nesse momento de crise mundial; trabalho remoto para colaboradores acima de 65 anos (exceto aqueles cujas atividades sejam consideradas essenciais ou estratégicas); e fechamento dos parques públicos por tempo indeterminado.

E mais: as inaugurações oficiais da Prefeitura serão feitas sem a presença de público (só estarão entre os convidados autoridades municipais e a imprensa). ACM Neto também não descartou outras medidas no futuro, como a determinação do fechamento de bares, restaurantes e shoppings. "Como informamos na semana passada, podemos tomar novas iniciativas a qualquer momento para prevenir a proliferação do coronavírus na cidade", reforçou o prefeito.

No último sábado (14), ACM Neto já havia anunciado outras ações contra o coronavírus, como a proibição, por tempo indeterminado, de qualquer evento ou atividade para mais de 500 pessoas na cidade, que já vale a partir de hoje, e o impedimento de viagens internacionais para servidores da Prefeitura. Além disso, aqueles colaboradores que estejam retornando de viagens internacionais da Europa, China, Irã ou EUA devem fazer o teste para o coronavírus e permanecer tem isolamento residencial por sete dias.

Antecipação de decisões - "Existem muitas dúvidas sobre o coronavírus. Mas uma coisa é consensual: quem conseguiu evitar a proliferação do coronavírus com mais êxito, a exemplo da Coréia do Sul, foram aqueles países que se anteciparam, que adotaram medidas restritivas antes dos outros. Claro que essas medidas que estamos tomando agora mexe no dia a dia das pessoas. Mas entendemos que esse é um momento que exige total atenção e o máximo de precaução. Vamos antecipar as decisões para evitar que o cenário se agrave", explicou ACM Neto.

O prefeito afirmou que "Salvador não vai esperar que a situação se agrave". "Vamos antecipar ações com sobriedade, serenidade e equilíbrio, sem gerar pânico. Isso vai fazer com que a cidade se prepare melhor e possa evitar essa explosão do número de casos do coronavírus", salientou o prefeito, que reforçou o pedido para que os soteropolitanos evitem viajar (principalmente para fora do país). "Quanto menos as pessoas circularem, principalmente aqueles que fazem parte do grupo de risco, como os idosos, melhor. Por isso, adotamos medidas fundamentais também em relação aos nossos servidores ativos e inativos".

Responsabilidade - ACM Neto também pediu que todas as autoridades políticas superem as indiferenças e trabalhem de forma conjunta nesse momento. Sem citar nomes, ele criticou políticos que minimizam o risco da doença. "Vamos esperar o que acontece na Itália chegar até aqui para só depois tomar as medidas? Esse comportamento de minimizar o problema é uma atitude irresponsável. Aqui em Salvador vamos antecipar as decisões", finalizou.

 

 

0
0
0
s2sdefault
0
0
0
s2sdefault

Para evitar a propagação do Coronavírus em Salvador, o prefeito ACM Neto baixou neste sábado (14) dois decretos que serão publicados em uma edição extra do Diário Oficial do Município.

O primeiro proíbe qualquer evento ou atividade para mais de 500 pessoas na cidade a partir desta segunda-feira (16) e o outro obriga a todos os funcionários públicos municipais vindos da Europa, China, Irã e Estados Unidos a ficarem sete dias de isolamento para verificar se contraíram ou não o Coronavírus.

Em suas redes sociais, o prefeito afirmou também que os servidores que forem fazer qualquer tipo de viagem estão obrigados a comunicar ao secretário da pasta. “Essas são medidas preventivas para os cidadãos soteropolitanos. Cada um fazendo a sua parte, vamos passar mais rapidamente por este momento de dificuldade”, escreveu o prefeito em seu Twitter.

0
0
0
s2sdefault
0
0
0
s2sdefault

 

A Secretaria Municipal da Saúde (SMS), através do Setor de Acompanhamento de Infecção Sexualmente Transmissível (IST), lançou nesta terça-feira (10) a Campanha Educativa para Prevenção da Sífilis. A iniciativa, que conta com apoio do Unicef, pretende alcançar a população de Salvador com materiais educativos através de um trabalho de mídia, que envolve a exibição de vídeos e colocação de totens em locais de grande movimentação da cidade, com orientações sobre a doença.

Além disso, a ação abrange a distribuição de materiais para profissionais que atuam nas unidades de saúde do município, a fim de aprimorar o acompanhamento de pacientes diagnosticados com sífilis. O lançamento da campanha ocorreu no auditório do Centro de Cultura da Câmara de Vereadores, reunindo representantes da rede de saúde e sociedade civil.

No evento, a coordenadora do Setor de Acompanhamento de IST, Daniela Cardoso, esclareceu que os primeiros registros da sífilis são do século XV e que a doença ainda preocupa nos dias atuais. “Falamos de uma epidemia antiga e que, hoje, percebemos ela reemergir. A sífilis é simples de controlar, embora o Brasil tenha tido mais de 158 mil casos, representando aumento de 28,3%, comparando 2019 com 2018”.

Daniela destacou que, apesar de Salvador ocupar o 6º lugar no ranking de 100 cidades com mais casos de sífilis, a infecção acomete todo o país: “Precisamos criar estratégias para diagnóstico e tratamento. Temos mais de 140 unidades básicas de saúde na capital baiana. Dessas, 94% realiza testes rápido para sífilis. Qualquer um pode fazer. A grande questão é as pessoas chegarem ao serviço e se sentirem estimuladas a fazer o teste e o tratamento, que é simples. Com uma medicação, chamada penicilina benzatina, aplicada em injeção, o paciente faz o tratamento em três semanas”.

Números – Desde 1992, o Brasil é signatário de compromissos internacionais para eliminação da sífilis congênita. Em 2016, a infecção, em todas as suas formas, foi declarada como um grave problema de saúde pública no Brasil, sobretudo, entre homens e nos segmentos mais jovens da população brasileira.

Na capital baiana, segundo Boletim Epidemiológico de Sífilis, publicado pela SMS, os distritos sanitários com maiores taxas de detecção de sífilis, de 2010 a 2018, foram Centro Histórico (61,8/100 mil habitantes), Pau da Lima (43,8/ 100 mil habitantes), São Caetano/ Valéria (37,5/ 100 mil habitantes) e Liberdade (34,9 mil/ 100 mil habitantes).

Plano – Salvador já realiza ações para combater a epidemia. As iniciativas envolvem, por exemplo, a elaboração do Plano Municipal de Enfrentamento à Sífilis, que está em fase de conclusão. “Temos um plano de 2002 que está defasado. Este, que deve entrar em vigor ainda este ano, traz um contexto atual dentro da nossa realidade, e conta com a colaboração dos profissionais de saúde e distritos sanitários”, ressaltou Daniela Cardoso.

Entre as medidas de enfrentamento à sífilis desenvolvidas está a capacitação de 394 profissionais de saúde na rede municipal e 25 profissionais do sistema prisional sobre Protocolos Clínicos e Diretrizes Terapêuticas (PCDT) da sífilis, hepatites virais, HIV e HTLV. Além disso, a estratégia prevê a investigação dos casos de sífilis congênita em nível da Atenção Primária à Saúde; visita às maternidades para sistematizar os fluxos de investigação e seguimento dos casos de sífilis congênita e crianças expostas; criação de material educativo e ações de comunicação, dentre outras ações.

0
0
0
s2sdefault
0
0
0
s2sdefault

A rede municipal de ensino de Salvador iniciou este mês uma mobilização para prevenção contra o coronavírus. A iniciativa tem como alvo todas as 433 escolas pertencentes à rede e envolve orientações sobre procedimentos de higienização, bem como sugestões de atividades pedagógicas que possam ser feitas nas unidades de educação e espaços coletivos.

Com isso, as escolas podem, por exemplo, levar os alunos a produzirem cartazes e murais informativos sobre a doença, promover debates sobre fake news relacionadas ao contágio, uso de aplicativos para tirar dúvidas e obter informações, criação de boletim virtual ou gravação de vídeos pelos alunos, sob orientação dos professores, para circular na própria unidade de ensino.

“As atividades feitas são correlacionadas com o conteúdo dado em sala previsto no currículo escolar, contextualizando com o coronavírus. Tudo é com base em orientações do Ministério da Saúde e da Organização Mundial da Saúde”, ressalta a coordenadora de Transversalidade da Secretaria Municipal de Educação (Smed), Jaqueline Araújo Barros.

Na Escola Municipal Terezinha Vaz, no Barbalho, as crianças já fizeram um painel e estão recebendo orientações nas salas de aula sobre o coronavírus. A Cecy Andrade, em Fazenda Grande II, realizou uma panfletagem com orientações de higiene e cuidados em relação ao vírus, envolvendo a comunidade escolar e entorno, além de seminário interclasses. Já escola Doutor Otaviano Pimenta, em São Tomé de Paripe, será palco de uma feira de saúde entre os dias 13 a 17 deste mês.

As escolas também foram recomendadas a adotar métodos de higienização de superfícies, como móveis e corrimãos, além de objetos compartilhados como teclados e materiais escolares.

0
0
0
s2sdefault
0
0
0
s2sdefault

No mês em que é celebrado o Dia Internacional da Mulher (8 de março), a Secretaria Municipal da Saúde (SMS) amplia os serviços de assistência à saúde do público feminino em Salvador, além de promover uma programação especial com foco na promoção ao bem-estar e prevenção de doenças. Para ter acesso aos serviços, basta comparecer a um dos postos de saúde municipais, de segunda a sexta-feira, das 8h às 17h, portando Cartão SUS e documento com foto.

 As unidades básicas de saúde (UBS) já intensificaram a realização de exame citopatológico e exame clínico das mamas; vacinação contra o HPV e busca ativa do público-alvo, orientação e encaminhamento para laqueadura; e emissão de segunda via do Cartão SUS com nome social para mulheres trans e travestis. Também são promovidas atividades educativas envolvendo temas como violência contra mulher, empoderamento feminino, saúde sexual, prevenção de infecções sexualmente transmissíveis (ISTs), entre outros.

 No próximo domingo (8), a partir das 9h, múltiplas atividades e atendimentos gratuitos serão ofertados para as mulheres no Parque Joventino da Silva (Parque da Cidade), no Itaigara. A atividade é realizada em parceria com a Secretaria de Políticas para Mulheres, Infância e Juventude (SPMJ).

 

0
0
0
s2sdefault
0
0
0
s2sdefault

Demanda antiga da comunidade, a Unidade Básica de Saúde (UBS) Cajazeiras já passa a atender, a partir de segunda-feira (17), aos moradores de Jaguaripe I e adjacências, na região de Cajazeiras. A inauguração do novo posto foi realizada nesta sexta-feira (14) com as presenças do prefeito ACM Neto e do governador Rui Costa, acompanhados do secretário municipal da Saúde (SMS), Leo Prates, demais gestores, autoridades e população.

Construído pelo governo do Estado, o equipamento ficará sob a gestão da Prefeitura. O investimento municipal anual será superior a R$2 milhões para assegurar o funcionamento do serviço. Com esta, já chega a nove o número de unidades de atenção básica no Distrito Sanitário de Cajazeiras, o que possibilita um salto na cobertura de saúde na região de 21,4%, em 2012, para mais de 58% neste início de 2020.

“Aqui nesta região tivemos um avanço extraordinário. Isso significa um trabalho de prevenção, um trabalho mais próximo de onde está o cidadão, da sua residência. É um investimento que, no futuro, vai significar muito menos problemas na saúde pública de Salvador”, afirmou ACM Neto.

“Essa é uma unidade de saúde de grande porte que vai conseguir, através dessa entrega, a ampliação das equipes de saúde da família em Salvador. Ainda é muito distante do que a cidade precisa, mas demonstra o esforço que a Prefeitura está fazendo para conseguir assistir a população. Com isso, a gente faz o que é mais importante em saúde pública, que é a prevenção”, destacou o secretário Leo Prates.

Estrutura – A UBS Cajazeiras terá três equipes de Saúde da Família e outros três de Saúde Bucal. Os profissionais que atuarão na unidade são médicos generalistas, cirurgião-dentista, auxiliar de saúde bucal, enfermeiros e agentes comunitários de saúde, além do corpo administrativo. O espaço terá capacidade para atender cerca de 460 pessoas por dia.

Serão ofertados serviços de saúde com foco principal na atenção primária através dos programas de pré-natal, hipertensão, diabetes, controle da tuberculose, hanseníase e doença falciforme para crianças, adultos e idosos. Além disso serão disponibilizados serviços de curativo, coleta de material para exames laboratoriais, vacina, marcação de consultas e dispensa de medicamentos.

O serviço foi comemorado por residentes como o músico Jorge Andrade, 44 anos, morador há 35 deles da vizinha Fazenda Grande II. “Esta UBS aqui vai abranger a necessidade de um povo carente, no qual muitos não têm nem condições financeiras de pegar transporte. Vai facilitar bastante o atendimento básico de saúde aqui”, avaliou.

Moradora de Jaguaripe, a dona de casa Caroline Conceição, 32 anos, contou que vai deixar de percorrer longas distâncias para conseguir consultas pertinho de casa. “Tinha que ir até mesmo a Águas Claras e Valéria e, mesmo assim, às vezes não conseguia nem ser atendida. Agora, vou caminhar apenas 10min da minha casa para cá”, disse.

0
0
0
s2sdefault
0
0
0
s2sdefault

Salvador terá o Dia D da Campanha Nacional de Vacinação contra o Sarampo neste sábado (15). No total, a Prefeitura vai disponibilizar 111 pontos de imunização (em anexo) entre os postos de saúde fixos da rede municipal e volantes em locais estratégicos como escolas, creches, igrejas, supermercados, dentre outros. O funcionamento será das 8h às 17h.           

O grupo prioritário para essa primeira etapa da campanha contempla crianças e jovens de 5 anos a 19 anos não vacinados ou com esquema incompleto do tríplice viral (que protege do vírus do sarampo, caxumba e rubéola), seguindo determinação do Ministério da Saúde. Na capital baiana, cerca de 612 mil pessoas estão nessa faixa etária.

“O objetivo é realmente alcançar quem nunca tomou a vacina ou está com esquema incompleto, já que ainda há indícios de surtos ativos em algumas regiões do país. A fácil transmissão da doença é preocupante, por isso, é fundamental garantir que a capital baiana tenha um bom número de pessoas vacinadas, sobretudo no período do Carnaval onde aumenta a circulação de pessoas de todo o mundo em nossa cidade”, pontuou a subcoordenadora de Doenças Imunopreveníveis da Secretaria Municipal da Saúde (SMS), Doiane Lemos.

Demais públicos – Apesar da nova etapa da campanha intensificar a imunização das pessoas de 5 a 19 anos, Doiane Lemos destacou que os demais grupos – indivíduos de 6 meses a 49 anos, sobretudo a população infantil, também poderão participar da ação. "Apesar da estratégia intensificar a imunização de uma determinada faixa etária, as doses estarão disponíveis para toda população eletiva durante o Dia D", complementa.

0
0
0
s2sdefault
0
0
0
s2sdefault

Algo tem chamado a atenção da fonoaudióloga Sheila Dias, do corpo profissional da Secretaria Municipal da Saúde (SMS). Ela conta que tem sido comum atender jovens e adolescentes que estão perdendo a audição, geralmente em frequências altas e mais agudas, por conta do uso excessivo do fone de ouvido e da exposição ao alto volume.

Segundo ela, no senso comum, essa era uma realidade que estava muito atrelada a idosos ou a pessoas que trabalham em local com muito ruído sem o uso de equipamentos de proteção. No entanto, agora, pode ser notada facilmente entre adolescentes.

Para evitar complicações, a médica recomenda que o volume do dispositivo móvel seja o mais baixo possível e que o fone seja utilizado por um tempo curto. “Não existe um volume ideal, mas, quanto maior a exposição e o volume, maior será o risco de complicações”, afirma. Ela faz ainda outras duas recomendações, uma delas está direcionada ao cuidado na hora de dormir e a outra à higienização do dispositivo.

“O nosso ouvido funciona como um radar. Quando a gente está dormindo, ele não desliga. Tanto que, se algum barulho for feito por perto, nós acordamos. Então, se a gente dorme ouvindo algo por meio do fone, o nosso ouvido vai continuar trabalhando. Assim como o nosso corpo, a nossa audição também precisa de repouso, de momentos de silêncio”, diz.

“Outro fator é a falta de higienização, que pode causar inflamações e otites externas. Então, o ideal é evitar deixar o objeto em qualquer lugar (jogado na mochila ou em cima de móveis), procurar guardar o objeto em um estojo e esterilizar com álcool apropriado de vez em quando”, diz.

Alguns sinais de perda de audição são: começar a não entender muito a conversa, principalmente em local de barulho; pedir para as pessoas repetirem várias vezes a mesma palavra ou frase porque não estão ouvindo e aumentar o volume da televisão. Em caso de perda grande, as pessoas deixam inclusive de ouvir a buzina dos veículos.

Atendimento – Em caso de percepção da perda ou de inflamação é recomendável procurar um otorrinolaringologista para a avaliação. A SMS dispõe de otorrinolaringologistas nos quatro multicentros de Saúde do município (Carlos Gomes, Liberdade, Vale das Pedrinhas e Amaralina) e em clínicas conveniadas.

O paciente precisa passar primeiro por uma avaliação em uma Unidade Básica de Saúde (UBS) para ser encaminhado. Para os casos de perda de audição, comumente o paciente realiza a audiometria com o auxílio de um fonoaudiólogo. O exame permite avaliar a capacidade do paciente para ouvir e interpretar sons.

0
0
0
s2sdefault

Fale Conosco

O seu canal de comunicação com o nosso site. Caso tenha dúvidas, sugestões ou solicitações de serviços, por favor, mande mensagem que teremos prazer em respondê-la.

Enviando...