Saúde

0
0
0
s2sdefault

A Campanha de Vacinação Animal 2018 foi iniciada nesta terça-feira (3) em 104 postos de saúde de Salvador. Promovida em parceria com o Ministério da Saúde, a imunização antirrábica para cães e gatos é gratuita. O Centro de Controle de Zoonoses (CCZ), órgão vinculado à Secretaria Municipal da Saúde (SMS), alerta que os animais a partir de três meses e fêmeas paridas há mais de 15 dias devem ser imunizados.

Os primovacinados (aqueles que já receberam a dose inicial) também devem tomar uma segunda dosagem após 30 dias. O CCZ alerta aos donos de animais sobre a importância da imunização. Neste último quadrimestre, o CCZ recebeu 408 solicitações suspeitas de raiva e atendeu a todas.

Foram colhidas 225 amostras biológicas de animais suspeitos, sendo 158 primatas não humanos; 40 morcegos; 18 felinos e nove caninos. Mais informações podem ser adquiridas pelo telefone do CCZ, no (71) 3611-7331, ou por meio do Fala Salvador, no número 156. Além disso, a lista dos postos pode ser acessada no site da SMS.

0
0
0
s2sdefault
0
0
0
s2sdefault

A Secretaria Municipal da Saúde (SMS) intensificará no mês de julho as ações de prevenção às hepatites virais nas unidades da rede. Nas atividades que fazem parte do Julho Amarelo, campanha que celebra o Dia Mundial de Luta contra a patologia (28 de julho), 118 postos estarão mobilizados para realização de testagem rápida para diagnosticar precocemente as hepatites dos tipos B e C, de forma gratuita, em apenas 30 minutos.

Os pacientes com o resultado positivo realizarão novos exames confirmatórios e serão encaminhados para um dos três Ambulatórios Municipais especializados na assistência integral ao portador do agravo, com atendimento médico multidisciplinar e oferta de medicamentos para o tratamento. Além dos testes rápidos, os profissionais de saúde realizarão a sensibilização dos usuários dos serviços sobre a importância da vacinação para quebrar a cadeia de transmissão do vírus no município.

“Intensificaremos a realização dos testes rápidos para identificação precoce dos portadores do vírus, bem como o encaminhamento imediato para o tratamento dentro da nossa rede própria. Estaremos mobilizados ainda na ampliação da cobertura da vacina para as pessoas que não estão imunizadas em nossa cidade”, explicou a coordenadora do Programa de Controle das Hepatites Virais, Helena Lima.

Em Salvador, no período de 2005 a 2016 foram notificados cerca de 4 mil casos de hepatites B e C. Desde 2009, o município de Salvador, em parceria com a ONG Vontade de Viver, faz campanhas durante o mês de julho, na tentativa de mapear o perfil epidemiológico da população e amenizar a gravidade da doença quando crônica e encaminhar o paciente o mais precocemente possível para tratamento.

0
0
0
s2sdefault
0
0
0
s2sdefault

Campanha "Junho Lilás" reforça a importância do exame para os recém-nascidos

Dos cuidados com os recém-nascidos, que são primordiais, o Teste do Pezinho é um que merece atenção. Um exame simples que pode detectar diversas doenças que interferem no desenvolvimento do bebê. Em alusão ao Junho Lilás, estratégia de incentivo à realização do teste do pezinho pelo Ministério da Saúde, a Secretaria Municipal de Saúde (SMS) reforça a importância de promoção ao exame. Desde o ano de 2001, o Teste do Pezinho é obrigatório e gratuito em todo território brasileiro.

O período ideal para realizar o exame é entre o 3º ao 5º dia após o nascimento, porém apenas 47% dos bebês de 2017 foram testados durante este período de vida no país, segundo o MS. Para realizar o procedimento, basta se dirigir a uma das Unidades de Saúde do Município, das 8h às 17h. Em 2017, a rede municipal realizou pouco mais de 19 mil testes, e este ano, de janeiro a abril, aproximadamente 6.500 foram concretizados.

“Este resultado é fruto de um trabalho intenso de capacitação e investimento nas Unidades de Saúde, e a ênfase que temos dado à Rede Cegonha tem sido fundamental para a saúde da gestante que faz um pré-natal bem acompanhado, diminuindo os riscos de morte no momento do parto”, explica Mirelle França, sub-coordenadora Materno-Infantil.

Pré-natal – Além das ações de triagem neonatal, os cuidados desde o início da gravidez evitam complicações pós-parto. No último ano, aproximadamente 30 mil gestantes tratadas na rede municipal de saúde de Salvador realizaram pré-natal. A Rede Cegonha, programa que qualifica a assistência à mulher e ao bebê, já destinou na capital baiana investimentos federais de R$ 26 milhões desde 2012. O foco é o acompanhamento desde o pré-natal até a criança completar dois anos de idade, pois quanto mais cedo o acompanhamento é iniciado, menos riscos correm a mãe e o bebê.

0
0
0
s2sdefault
0
0
0
s2sdefault

O Centro de Controle de Zoonoses (CCZ) de Salvador, órgão vinculado à Secretaria Municipal de Saúde (SMS), inicia a Campanha de Vacinação Animal 2018 no próximo dia 3. A imunização antirrábica, gratuita para cães e gatos domésticos, estará disponível nos 96 postos físicos da rede municipal de saúde. De acordo com o CCZ, nos primeiros quatro meses deste ano, foram vacinados 12.193 caninos e 7.037 felinos. A campanha, que segue o cronograma do Ministério da Saúde, vai até o dia 17 de agosto.

Todos os cães e gatos a partir de três meses e fêmeas paridas há mais de 15 dias devem tomar a vacina. Os primovacinados (aqueles que receberam a dose inicial) também devem receber uma segunda dosagem após 30 dias. O CCZ alerta aos donos de animais domésticos sobre a importância da imunização dos animais. Ainda neste quadrimestre, o CCZ recebeu 408 solicitações suspeitas de raiva e atendeu a todas. Foram colhidas 225 amostras biológicas de animais suspeitos, sendo 158 primatas não humanos; 40 morcegos; 18 felinos e nove caninos.

Além de realizar rotineiramente ações preventivas no combate à raiva, o CCZ atua na prevenção e cuidados contra a leptospirose, Doença de Chagas, esquistossomose, leishmaniose e arboviroses (dengue, zika e chikungunya). Nos últimos sete meses, 6.163 atendimentos foram realizados. Atualmente, três mil agentes se dividem em equipes e vão a campo diariamente. A rotina é composta por visitas a imóveis, orientação à população e tratamento de depósitos onde podem ser encontrados os vetores das doenças.

CCZ – O Código Municipal de Saúde (Lei nº 5.504/99) determina que cabe à SMS o controle das zoonoses em todo o território de Salvador. A ação constitui objetivos básicos das ações e prevenção e controle de zoonoses, da promoção da saúde e do controle das populações animais de interesse à saúde humana.

Nos casos da Doença de Chagas, os agentes trabalham nas áreas mais suscetíveis para encontrar o vetor – domiciliares próximas a ambientes com vegetação ou que foram desmatadas. Para combater os focos do Aedes aegypti, os agentes de endemias realizam diversas ações de rotina, promovendo visitas domiciliares e em pontos estratégicos considerados criadouros potenciais, como cemitério, bueiros, oficina, borracharia, mercados e galpões que guardam materiais recicláveis.

Os casos de esquistossomose também são atendidos pelo CCZ, que faz a coleta de caramujos em coleções hídricas, geralmente canais, córregos e esgotos da cidade. As vacinas ocorrem de segunda a sexta-feira nas Unidades Básicas de Saúde (UBS) e Unidade de Saúde da Família (USF). Os postos podem ser encontrados no Mapa da Saúde. Informações e denúncias podem ser feitas pelo telefone do CCZ, no (71) 3611-7331 e também por meio do Fala Salvador, no número 156 ou pelo site www.fala.salvador.ba.gov.br.

0
0
0
s2sdefault
0
0
0
s2sdefault

Uma das demandas mais aguardadas pelos moradores da região de Cajazeiras, a Unidade de Saúde da Família Fazenda Grande III deverá ser entregue pela Prefeitura no primeiro trimestre de 2019. A ordem de serviço para a construção da estrutura, na Rua Demerval de Souza Gusmão, Quadra D do bairro, foi assinada no local pelo prefeito ACM Neto nesta quinta-feira (21) e acompanhada com bastante expectativa pela comunidade. 

“Esse posto de saúde vai ser muito importante pra gente, porque nunca tivemos uma estrutura dessa aqui no bairro. Quando precisamos de atendimento, temos que ir para Cajazeiras X, Águas Claras ou Castelo Branco, que já têm as demandas dos moradores de lá”, relatou a dona de casa Maria Edna Lima, de 50 anos e há 12 deles residente no local. 

Desde 2013, a Prefeitura tem colocado a saúde como uma das prioridades no orçamento municipal, que saltou de 15,5% para mais de 20%. “É a realização de um sonho antigo da comunidade e que atenderá até 16 mil na Atenção Básica. Um dado interessante é de que o Distrito Sanitário de Cajazeiras, que há cinco anos e meio tinha pouco mais de 21% de cobertura da Atenção Básica, agora chegará a mais de 64% com essa USF. Ou seja, praticamente será triplicado o número de assistência à saúde”, salientou o prefeito. 

Além das unidades de saúde, a região de Cajazeiras também é a sede do primeiro Hospital Municipal de Salvador, construído pela administração municipal. “Um desafio que ainda temos que enfrentar é a ampliação do acesso da população a exames e consultas especializadas na rede municipal de saúde”, completou ACM Neto. 

Estrutura – O secretário municipal da Saúde, Luiz Galvão, ressaltou que a USF Fazenda Grande III será construída em uma área de cerca de 540 m², com investimento de aproximadamente R$ 900 mil e que fortalecerá a rede de atenção básica no Distrito Sanitário Cajazeiras. As obras estão previstas para serem concluídas em oito meses. 

A nova unidade contará com 12 consultórios e quatro equipes de Saúde da Família e de Saúde Bucal. Na estrutura, o público contará com atendimento humanizado e qualificado, com serviços prestados nos programas de hipertensão arterial, diabetes, tuberculose e hanseníase, dentre outros procedimentos de promoção e proteção à saúde, como vacinas, coleta de material para exames laboratoriais e distribuição de medicamentos.

 

0
0
0
s2sdefault
0
0
0
s2sdefault

Cerca de 17,5 mil pessoas foram vacinadas contra a gripe em Salvador no último sábado (9), quando a Secretaria Municipal da Saúde (SMS) promoveu mais um Dia D de combate à doença. Foram instalados 100 pontos de vacinação por toda a cidade para facilitar o acesso do público alvo durante o dia de mobilização. Com mais essa iniciativa, a cobertura de imunizados subiu para cerca de 82%. A campanha de vacinação contra a gripe termina no dia 15 de junho.

“Estamos empenhando todos os esforços para garantir a proteção contra o vírus. Este é o terceiro Dia D que realizamos, envolvendo centenas de profissionais em praticamente todos os bairros da cidade, além da intensificação das atividades durante a semana. Faltam poucos dias para o fim da campanha e temos que chegar aos 90% de cobertura para garantir a segurança de todos. Por isso, contamos também com a sensibilização da população sobre a importância da imunização”, afirmou o secretário de Saúde, Luiz Galvão.

0
0
0
s2sdefault
0
0
0
s2sdefault

População contará com mais de 100 pontos de vacinação das 8h às 17h

O Dia D da campanha nacional de vacinação contra a Influenza em Salvador acontece neste sábado (09), quando serão instalados mais de 100 pontos de imunização pela cidade. O objetivo da estratégia é, principalmente, alcançar as 121 mil pessoas que ainda não foram imunizadas. Neste sábado, a população terá acesso à imunização em locais como shoppings, supermercados, escolas, creches, associações, igrejas e estações de transbordo, além do funcionamento dos tradicionais postos de saúde.  

Neste ano, 88 casos de H1N1 já foram confirmados, com 11 óbitos, sendo o último de uma criança de apenas dois anos. “Estamos com um aumento dos casos de H1N1, que subiu de 79 para 88 casos em um curto intervalo de tempo, o que é preocupante. A imunização é a melhor forma de evitar a doença, que pode evoluir para complicações graves ou até mesmo a morte. O inverno se aproxima e é importante que as pessoas não deixem para a última hora”, pontua a subcoordenadora de Imunização do município, Doiane Lemos.

Durante toda a semana, a imunização estará disponível nos mais de 100 postos de saúde da capital, que funcionam de segunda a sexta-feira (exceto feriado), das 8h às 17h. Iniciada no dia 23 de abril, a campanha de vacinação contra a Influenza, que deveria ser encerrada no último dia 1º, foi prorrogada até o dia 15 de junho. A estimativa é imunizar 90% das 541.451 pessoas elegíveis para receberem o imunobiológico, conforme recomendação do Ministério da Saúde. No entanto, até o momento, apenas 497.526 doses foram aplicadas, ou seja, abaixo da expectativa.

Dos grupos prioritários, as crianças continuam liderando o ranking da menor cobertura (60%), apesar de ser um dos grupos mais vulneráveis a complicações. Na sequência da cobertura estão as gestantes (62,5%) e os idosos (82,5%). Deverão procurar as unidades de saúde idosos (a partir de 60 anos), crianças (de 6 meses a menores de 5 anos: 4 anos, 11 meses e 29 dias), gestantes, puérperas (mulheres que ganharam bebê nos últimos 45 dias), trabalhadores de saúde do serviço público e privado, professores e portadores de doenças crônicas.

O imunobiológico disponibilizado para população é trivalente, que protege contra os sorotipos H1N1, H3N2 e Influenza B. “Todas as estratégias estão sendo adotadas pela Secretaria Municipal da Saúde no sentido de elevar os números, mas contamos também com essa sensibilização por parte da população, já que a preocupação maior não é apenas no alcance de um número, e sim proteger vidas. É importante não deixar para a última hora, já que o imuno leva de 7 a 10 dias para fazer efeito no organismo”, finaliza Doiane Lemos. 

PONTOS DE IMUNIZAÇÃO

BOCA DO RIO

-12º CENTRO ALFREDO BUREAU - RUA JAIME SALPONICK, CONJ GUILHERME MARBACK SETOR 1, IMBUI

- SUPERMERCADO BOM PREÇO - AV OTÁVIO MANGABEIRA ,  4435, JD ARMAÇÃO

- SUPERMERCADO EXTRA PARALELA  - AV. PARALELA

- MERCADO NOVO LAR - RUA HELIO MACHADO, Nº 12 BOCA DO RIO

- ATACADÃO ATAKAREJO - RUA ABELARDO ANDRADE DE CARVALHO, SN, BOCA DO RIO

- SUPERMERCADO G BARBOSA - RUA ADELAIDE FERNANDES DA COSTA, 205, COSTA AZUL

BROTAS

- SUPERMERCADO G. BARBOSA- RUA FREDERICO COSTA, 534. ENGENHO VELHO DE BROTAS

- SUPERMERCADO EXTRA  -  VASCO DA GAMA

- UPA- BROTAS - AVENIDA MARIO LEAL FERREIRA

- UBS MANOEL VITORINO - RUA D. JOÃO VI, BROTAS

- FACULDADE SÃO SALVADOR - RUA DA POLÊMICA

- SUPERMERCADO G BARBOSA- IGUATEMI, AVENIDA MARIO LEAL FERREIRA

- SHOPPING VILLA VERDE RUA RAUL LEITE NUMERO 279- VILA LAURA

CABULA

- UBS RODRIGO ARGOLO-  RUA PERNAMBUCO, S/N, TANCREDO NEVES

- UBS EUNÍSIO COELHO TEIXEIRA – RUA  JUCURUTUS, S/N, SABOEIRO

- USF RAIMUNDO AGRIPINO - R. ULISSES GUIMARÃES, SUSSUARANA S/N, SUSSUARANA

- USF CABULA VI - SUPERMERCADO ATACAREJO, ESTRADA DAS BARREIRAS, S/N, CABULA

- BOM PREÇO-  R. SILVEIRA MARTINS, 2233 , CABULA

- SHOPPING BELA VISTA - ALAMEDA EUVALDO LUZ, 92, HORTO BELA VISTA

- ESTAÇÃO PIRAJÁ - R. DA INDONÉSIA, S/N, GRANJAS RURAIS PRESIDENTE VARGAS

- ESTAÇÃO RODOVIÁRIA PREFEITURA BAIRRO, R. SILVEIRA MARTINS, S/N - CABULA

- VOLANTE - RUA SILVEIRA MARTINS

- VOLANTE - ÁREA DO PERNAMBUÉS

- VOLANTE - SUSSUARANA NOVA E VELHA

0
0
0
s2sdefault
0
0
0
s2sdefault

Com o objetivo de proporcionar mais segurança, conforto e qualidade à população, os atendimentos no Centro de Saúde Santa Luzia, localizado no Engenho Velho de Brotas, foram suspensos na manhã desta quarta-feira (6). A medida foi tomada pela Secretaria Municipal da Saúde (SMS) devido à realização de reparos na estrutura física do prédio e readequação das normas sanitárias.

A requalificação proporcionará a ampliação dos consultórios médicos e odontológicos, sala de vacina, farmácia, sala de procedimentos, banheiros, telhados e demais espaços do posto. O prazo para que a reforma seja concluída é de seis meses. 

Durante a intervenção, os moradores assistidos na unidade serão encaminhados para outros postos da região, que tiveram as equipes ampliadas para absorver a demanda. Os cidadãos que utilizam a unidade de saúde foram previamente informados, através da rádio comunitária e pelos funcionários da estrutura ao longo do mês de maio, sobre a suspensão do serviço. 

Quem precisar de atendimento pode seguir para quaisquer das unidades mais próximas: Centro de Saúde Manoel Olga de Alaketu, Rua Edson Saldanha, 483 - Vale do Matatu; Unidade de Saúde da Família Candeal Pequeno, Rua 18 de agosto, s/n - Candeal Pequeno; Centro de Saúde Manoel Vitorino, Avenida Dom João VI, 450, Brotas; Centro de Saúde Major Cosme de Farias, Rua Direta de Cosme de Farias, s/n, Cosme de Farias; e 14º Centro de Saúde Professor Mário Andréa, Rua Fortunato Benjamin Saback, s/n - Sete Portas.

 

0
0
0
s2sdefault
0
0
0
s2sdefault

Programa Municipal de Controle ao Tabagismo é um dos fatores que auxiliaram na redução do índice de fumantes na capital baiana

A Pesquisa do Sistema de Vigilância de Fatores de Risco e Proteção para Doenças Crônicas por Inquérito Telefônico (VIGITE/2016), do Ministério da Saúde, apontou Salvador como a cidade com menor índice de fumantes (5,1%) entre as capitais brasileiras. Este dado é resultado das ações de conscientização da população soteropolitana, dentre elas a do Programa Municipal de Controle do Tabagismo (PMCT) implantado em 47 unidades da rede municipal da Saúde.

Para realizar o tratamento de forma totalmente gratuita, o interessado deve comparecer a um dos postos de referência da estratégia, munido com o cartão SUS de Salvador e documento oficial de identificação com foto para realização da inscrição. Na oportunidade, o paciente passará por uma entrevista para avaliar o grau de dependência. O próximo passo é a participação numa reunião em grupo com os demais participantes do programa. Os pacientes precisam ser maiores de 18 anos.

Tratamento – O acompanhamento das pessoas que decidem participar do PMCT é feito por uma equipe multidisciplinar composta por médicos, psicólogos, dentistas, enfermeiros e assistentes sociais, dentre outros especialistas. O fumante participará de quatro a cinco encontros, sendo um por semana, com o objetivo de estimulá-lo a parar de fumar, seja de forma imediata ou gradativa. Além disso, será entregue ao participante cartilhas informativas, explicando o motivo da dependência e como parar com o vício.

Para os pacientes com o grau de dependência elevado, é indicado o uso de medicamentos, oferecidos gratuitamente pelo SUS.

O programa – Desde a implantação do programa, mais de 5 mil pacientes foram tratados na cidade. No ano de 2016, 45% dos usuários acompanhados pela estratégia pararam de fumar, segundo monitoramento realizado no mesmo ano. “Parar de fumar é um processo que envolve várias etapas de motivação, que vão desde a fase de negação – em que o fumante não admite que o tabagismo seja uma doença e, portanto, não quer parar de fumar; até a fase em que se encontra preparado para realizar a mudança do estilo de vida, parar de fumar”, explicou a técnica do setor de Doenças Crônicas Não Transmissíveis/Tabagismo, Carla Germiniana da Silva.

Ainda de acordo com Carla, podem ocorrer recaídas durante processo. “Por isso é importante que a pessoa em abstinência permaneça ainda na fase de manutenção do tratamento, onde é acompanhado pelo profissional de saúde, pois o risco nessa fase de recaída é alto” frisou.

Dia Mundial contra o Tabaco – Na próxima quarta-feira (23), em alusão ao Dia Mundial de Luta contra o Tabaco lembrado no dia 31 de maio, o Distrito Sanitário de Itapuã vai comemorar os 10 anos do Programa de Controle do Tabagismo na região com troca de experiência entre profissionais de saúde e usuários do programa, além de palestras. O evento será realizado às 13h30, na Faculdade de Tecnologia e Ciência Paralela (FTC), módulo 03, sala 203.

0
0
0
s2sdefault

Fale Conosco

O seu canal de comunicação com o nosso site. Caso tenha dúvidas, sugestões ou solicitações de serviços, por favor, mande mensagem que teremos prazer em respondê-la.

Enviando...