Saúde

0
0
0
s2sdefault

Após seis meses fechado para requalificação da estrutura física, o Centro de Saúde Arenoso voltou a receber a população nesta sexta-feira (22), com atendimentos a 92 pessoas, sendo 50 para procedimentos de enfermagem – como aferição de pressão e curativos – e 42 para exames e consultas. Com a reforma, o local passou a atender as normas vigentes para funcionamento dos serviços de saúde.

O Centro de Saúde Arenoso fica na Rua direta do Arenoso, final de linha, ao lado da Creche Vovô Zezinho e da Igreja Católica. O posto, que funciona das 8h às 17h de segunda à sexta-feira (exceto feriados), tem capacidade para 9 mil atendimentos mensais. A ampliação proporcionou a climatização de todo prédio, além da implantação da acessibilidade para pessoas com deficiência.

No local, são ofertadas consultas médicas, odontológicas e de enfermagem, vacinação, curativo, teste rápido para diagnóstico de hepatites, sífilis e HIV/Aids, bem como aferição da glicemia capilar e da pressão arterial. A estrutura também conta com coleta para exames laboratoriais, além de atender aos programas de planejamento familiar e pré-natal, dentre outros serviços da Atenção Básica.

Para garantir a qualidade e humanização, os colaboradores foram treinados e preparados para atender a população da localidade e adjacências através de um quadro clínico formado por três médicos, um cirurgião dentista, um enfermeiro, um técnico de enfermagem, além de profissionais de serviço social e administrativo.

Para ter acesso às consultas médicas e odontológicas, os usuários devem realizar o agendamento prévio na recepção do posto, portando o cartão SUS e um documento oficial com foto. Os demais serviços funcionarão por demanda aberta e ordem de chegada.

Balanço – Os atendimentos da atenção básica na capital baiana, saltaram de 18%, em 2013, para 46% de soteropolitanos assistidos em 2017. O crescimento se deu por conta da ampliação da rede e também com a requalificação das unidades de saúde e contratação de novos profissionais. Esse ano, 13 unidades de saúde foram requalificadas e cinco construídas.

Nos últimos cinco anos, foram construídos ou requalificados 186 postos de saúde, entregues à população com farmácias, novos equipamentos e profissionais qualificados. Incluem-se aí a construção de oito Unidades de Pronto Atendimento (UPAs), além da reforma da única UPA herdada da gestão anterior, no bairro de Periperi; a construção e reforma de 72 Unidades de Saúde da Família; a construção de quatro Multicentros e reforma de 41 Centros de Saúde

Para ampliar a capacidade de atendimento, foram convocados cerca de 3.750 novos profissionais, alguns deles para compor as 146 novas equipes de saúde da família. Com isso, a rede de saúde do município, que antes contava com 104 equipes de Saúde da Família, passou a contar com 250, o que elevou o índice de cobertura de Programa de Saúde da Família (PSF) de 13% para 32.

0
0
0
s2sdefault
0
0
0
s2sdefault

Foi prorrogado para o dia 7 de janeiro de 2018 o prazo das inscrições para o processo seletivo simplificado para contratação temporária de médicos para Serviço de Atendimento à Urgência e Emergência Fixa de Salvador (SAUEF), em Regime Especial de Direito Administrativo (Reda). O procedimento é realizado exclusivamente via internet, através do site www.processoseletivosimplificadosauef.salvador. ba.gov. br, até as 23h59.

Estão sendo oferecidas 143 vagas, sendo 67 para médico clínico, 53 para pediatra, sete para psiquiatra e 16 para ortopedista. Dessas, 30% são destinadas a afrodescendentes e 5% para pessoas com deficiência. A remuneração é de até R$ 6.353,33 para um plantão semanal de 24h. O Processo Seletivo Simplificado será constituído de uma única etapa, que será a avaliação de títulos, de caráter eliminatório e classificatório.

Poderão também realizar inscrição os estudantes de medicina que comprovem estar matriculados nos últimos dois semestres do curso de graduação, com previsão de conclusão até dezembro de 2018. No entanto, no momento da contratação, os inscritos deverão ter concluído o curso de Medicina e precisarão apresentar a Carteira do Conselho Regional de Medicina do Estado da Bahia, Diploma e/ou Certificado de Conclusão do Curso.

O contrato tem duração de até dois anos, contados a partir da data da publicação da homologação no Diário Oficial do Município (DOM), e pode ser prorrogado uma única vez por igual período. As informações prestadas no ato da inscrição são de responsabilidade do candidato. O valor cobrado como taxa de inscrição para todas as funções é de R$ 50.

0
0
0
s2sdefault
0
0
0
s2sdefault

Nesta quarta-feira (20), entre 14h e 18h, os chamados para o Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (SAMU) devem ser feitos, temporariamente, para a Central de Comunicação da Polícia, através do número 190. Isso porque os técnicos da Companhia de Eletricidade do Estado da Bahia (Coelba) realizarão a manutenção da rede elétrica na região do Pau Miúdo, localidade onde está instalada a sede do SAMU. Após o horário especificado, os soteropolitanos poderão acionar o SAMU através do telefone 192.

0
0
0
s2sdefault
0
0
0
s2sdefault

Mais de 40 mil denúncias de som alto foram registradas pela Prefeitura desde o início do ano. Os dados são da Secretaria Municipal de Ordem Pública (Semop), que indicam também o bairro da Boca do Rio como líder das ocorrências. No período de 1º de janeiro a 20 de novembro de 2017, os agentes da Operação Silere - que em latim significa “ficar quieto, calar, evitar ruído” - realizaram 277 ações em diversos bairros da capital.

Resultado: apreensão de 728 equipamentos. Somente em maio, cinco toneladas de CDs e aproximadamente 700 aparelhos de som apreendidos em blitze de combate à poluição sonora foram destruídos na sede da Limpurb, na BR-234. O órgão também vem mantendo fiscalização no bairro do Imbuí. Veículos estacionados ao longo da via, no canteiro central, que fazem a utilização de som fora dos limites sonoros permitidos, motivam a fiscalização.

Comércio informal - O final do ano é a época de maior demanda para vendedores que atuam no comércio formal e informal. Neste período, não é raro encontrar comerciantes e até ambulantes fazendo anúncios e propagandas por meio de equipamentos como megafone e caixas de som, com a finalidade de atrair a clientela. A prática, no entanto, é proibida pela lei municipal 5354/1998, que dispõe sobre sons urbanos e fixa níveis e horários em que é permitida emissão sonora.

A norma objetiva garantir a saúde, a segurança, o sossego e o bem estar público. São proibidos sons e ruídos gerados para pregões, anúncios ou propagandas de caráter comercial em logradouro público, produzidos por aparelhos de som ou instrumentos de qualquer natureza, instalados em estabelecimento ou em veículos automotores. Quem é pego cometendo o delito pode pagar multa de R$ 2.024 e ainda ter o equipamento gerador apreendido.

Limite e orientações – A atual lei do silêncio (5.354/98) estabelece que o volume permitido entre 7h e 22h é de 70 decibéis, e de 60 decibéis, das 22h às 7h. A multa varia de acordo com os decibéis e fica entre R$ 813 e R$ 135 mil. A fiscalização acontece mediante denúncia pelo Fala Salvador, no telefone 156, e através de um roteiro organizado em conjunto com a Polícia Militar, sobretudo nos locais com alto índice de violência.

Para os proprietários de equipamentos de som que queiram utilizá-los em eventos tradicionais tais como Carnaval, festas juninas, festas de largo, eventos religiosos e similares, o procedimento é buscar licenciamento junto à Prefeitura. O alvará para utilização sonora só é expedido após vistoria ao local onde a atividade será exercida e após constatação de que o ambiente onde haverá emissão de sons e ruídos, possui condicionamento acústico adequado.  

 

0
0
0
s2sdefault
0
0
0
s2sdefault

Sete em cada dez soteropolitanos entre 16 e 25 anos de idade estão infectados com vírus do HPV, que pode causar o câncer de colo de útero e outros tipos de tumores. O número é parte de um estudo divulgado pelo Ministério da Saúde nesta segunda-feira (27), que indica que Salvador é a capital brasileira com maior prevalência de HPV.

De acordo com a coordenadora da Atenção Primária de Salvador, Adriana Miranda, a prática de comportamentos de risco relatados pelos indivíduos entrevistados no estudo pode contribuir para elevada prevalência na capital baiana. “Dos 291 participantes da pesquisa no município, apenas 44% declararam fazer uso habitual de preservativo. Além disso, 88% dos entrevistados informaram que fazem ingestão regular de bebidas alcoólicas, outro aspecto que amplia a vulnerabilidade para realização do sexo desprotegido. Se entendermos que se trata de um público sexualmente ativo e que a maioria tem mais de um parceiro, faz com que o risco de transmissão seja bastante elevado”, declarou.

A Secretaria Municipal da Saúde (SMS) oferta gratuitamente preservativos masculinos e femininos em todas as unidades básicas da capital, de segunda a sexta-feira, das 8 às 17 horas. A gestora destacou ainda sobre a importância da vacinação como forma eficaz para redução da incidência na capital. “Desde 2014 que Salvador incorporou a estratégia de imunização contra o HPV. Desde então, historicamente temos apresentado uma baixa adesão à estratégia. É importante que pais, responsáveis e instituições de ensino estejam unidos para juntos conseguirmos sensibilizar nossos jovens sobre a importância da vacinação”, informou.

As doses do imunobiológico estão disponíveis para o público alvo – meninos de 11 a 13 anos e meninas 9 a 14 anos. Três doses da vacina são necessárias para proteção integral contra o vírus. Os pacientes com diagnóstico positivo para HPV na capital baiana recebem todo o suporte necessário para o tratamento, inclusive, com a dispensação dos medicamentos retrovirais totalmente gratuitos no Serviço Municipal de Assistência Especializada (Semae), na Liberdade, e no Centro de Testagem e Aconselhamento Marymar Novais (CTA), no Dendezeiros.

0
0
0
s2sdefault
0
0
0
s2sdefault

Mais de 12 mil preservativos e materiais educativos sobre sexo protegido foram distribuídos, além de 126 testes rápidos realizados para detecção de HIV, Sífilis, Hepatites B e C. Esse é o balanço do projeto Fique Sabendo ocorrido durante a partida entre Bahia e Chapecoense, na Arena Fonte Nova, neste domingo (26). Desse total, cinco torcedores foram diagnosticados positivamente para sífilis. Não houve ocorrências de HIV e demais patologias durante a estratégia. 

Os usuários com sorologia positiva contaram com o acolhimento e orientação dos aconselhadores, e foram encaminhados para uma das unidades de referência da rede municipal, onde receberão todo o suporte necessário para o tratamento, inclusive com a dispensação dos medicamentos retrovirais totalmente gratuitos.

A iniciativa da Secretaria Municipal de Saúde (SMS) faz parte da programação do Dia Mundial de Luta Contra a Aids, celebrado em todo o planeta no dia 1º de dezembro e foi promovida para estimular o diagnóstico precoce e a quebra da cadeia de transmissão das doenças sexualmente transmissíveis (DSTs). 

Para o enfrentamento das doenças, a SMS oferece testes rápido para detecção de HIV, Sífilis, Hepatites B e C durante o ano inteiro, através do Centro de Testagem e Aconselhamento (CTA) Marymar Novais, no Dendezeiros; do Serviço Municipal de Assistência Especializada, na Liberdade; e em todas unidades básicas de saúde da capital baiana.

 

0
0
0
s2sdefault
0
0
0
s2sdefault

Os torcedores que comparecerem à Arena Fonte Nova neste domingo (26) para o jogo do Bahia contra a Chapecoense, pela 37ª rodada do Campeonato Brasileiro, poderão realizar, no piso dos bares e restaurantes dos setores Oeste e Leste, testes rápidos para detecção do HIV, sífilis e hepatites de forma gratuita, com resultados divulgados em 30 minutos.

A iniciativa promovida pela Secretaria Municipal da Saúde (SMS), através do Programa Municipal de DST/Aids, tem como objetivo estimular o diagnóstico precoce como forma de quebrar a cadeia de transmissão das doenças sexualmente transmissíveis.

Os usuários com sorologia positiva contarão com o apoio e orientação dos aconselhadores, e serão acolhidos e encaminhados para uma das unidades de referência da rede municipal onde receberão todo o suporte necessário para o tratamento, inclusive com a dispensação dos medicamentos retrovirais totalmente gratuitos.

A ação, que funcionará das 16h às 20h, faz parte da comemoração do Dia Mundial de Luta Contra Aids, lembrado em todo planeta em 1º de dezembro. Na ocasião, preservativos e materiais educativos sobre sexo protegido serão distribuídos.

“A realização de ações de caráter preventivo é uma estratégia significativa, na medida em que pode incentivar atitudes de co-responsabilidade no cuidado com a saúde e adoção de práticas de sexo mais seguro, além de ampliar as possibilidades da população de acesso a informações, orientações e serviços, compromisso assumido pelo SUS”, afirma Helena Lima, coordenadora do Programa Municipal DST/AIDS.

0
0
0
s2sdefault
0
0
0
s2sdefault

Os torcedores que comparecerem à Arena Fonte Nova no próximo domingo (26) para o jogo do Bahia contra a Chapecoense, pela 37ª rodada do Campeonato Brasileiro, poderão realizar testes rápidos para detecção do HIV, sífilis e hepatites de forma gratuita, com resultados divulgados em 30 minutos.

A iniciativa promovida pela Secretaria Municipal da Saúde (SMS), através do Programa Municipal de DST/Aids, tem como objetivo estimular o diagnóstico precoce como forma de quebrar a cadeia de transmissão das doenças sexualmente transmissíveis.

Os usuários com sorologia positiva contarão com o apoio e orientação dos aconselhadores, e serão acolhidos e encaminhados para uma das unidades de referência da rede municipal onde receberão todo o suporte necessário para o tratamento, inclusive com a dispensação dos medicamentos retrovirais totalmente gratuitos.

A ação, que funcionará das 16h às 20h, faz parte da comemoração do Dia Mundial de Luta Contra Aids, lembrado em todo planeta em 1º de dezembro. Na ocasião, preservativos e materiais educativos sobre sexo protegido serão distribuídos.

“A realização de ações de caráter preventivo é uma estratégia significativa, na medida em que pode incentivar atitudes de co-responsabilidade no cuidado com a saúde e adoção de práticas de sexo mais seguro, além de ampliar as possibilidades da população de acesso a informações, orientações e serviços, compromisso assumido pelo SUS”, afirma Helena Lima, coordenadora do Programa Municipal DST/AIDS.

0
0
0
s2sdefault
0
0
0
s2sdefault

O seminário PosithivaMente, preparado para familiares e pacientes portadores de HIV que realizam tratamento na capital baiana, será realizado nesta quinta-feira (23), a partir das 8h, no auditório do Cefort, localizado no Complexo Clementino Fraga (5º Centro de Saúde), na Avenida Centenário.

Na oportunidade, o ator da Rede Globo e youtuber Gabriel Estrela, 24 anos, tratará abertamente sobre a descoberta do diagnóstico positivo para HIV, há cinco anos, e como tem convivido com a doença. O evento faz parte das ações da Secretaria Municipal da Saúde (SMS) alusivas ao Dia Mundial da Luta Contra AIDS, comemorado no dia 1º de dezembro.

Novos casos - Segundo dados do Ministério da Saúde, de janeiro a setembro deste ano foram notificados mais de 290 casos de Aids em adultos e crianças em Salvador. Apesar do dado alarmante, ações preventivas estão sendo feitas pela Prefeitura, como, por exemplo, a implantação de testes rápidos anti-HIV em mais de 100 postos de saúde da capital.

Pacientes com diagnóstico positivo são encaminhados para tratamento especializado no Centro de Testagem e Aconselhamento (CTA) Marymar Novais, no Dendezeiros, e o Serviço Municipal de Assistência Especializada (SEMAE), na Liberdade.

0
0
0
s2sdefault

Fale Conosco

O seu canal de comunicação com o nosso site. Caso tenha dúvidas, sugestões ou solicitações de serviços, por favor, mande mensagem que teremos prazer em respondê-la.

Enviando...