Esportes

0
0
0
s2sdefault

Das 225 vagas disponíveis pelo Projeto Ginga de Peito Aberto II, na Escola Municipal Vale das Pedrinhas, 139 ainda estão disponíveis. As aulas acontecem sempre no contraturno escolar e têm duração de uma hora. Podem participar do projeto crianças e jovens entre 7 a 17 anos de idade, que devem estar devidamente matriculados na rede municipal de ensino. Eles precisam procurar a undade, no horário de funcionamento, para realizar a inscrição.

Executado pela Organização Social de Peito Aberto Incentivo ao Esporte, Cultura e Lazer, a iniciativa é viabilizada por meio da Lei Federal de Incentivo à Cultura, com patrocínio da Cielo e apoio da Prefeitura,através da Secretaria de Educação (Smed).

No segundo ano de atividades, o projeto está habilitado a ofertar aulas para 450 crianças e jovens. Na Escola Municipal Cristo Rei, em Fazenda Grande II, 65 alunos recebem os ensinamentos. Ainda restam 160 vagas disponíveis. Na Escola Municipal Vale das Pedrinhas apenas 86 alunos estão distribuídos em 12 turmas. Além das aulas de capoeira, as atividades também abordam as questões históricas, com o objetivo de gerar acesso à educação através da cultura popular. Para a diretora da Escola Municipal Vale das Pedrinhas, Maria Anunciação Sá Teles, a capoeira tem sido uma ferramenta muito importante para o aprendizado dos alunos.

“Com certeza tem impactado muito positivamente nas atividades realizadas em classe. Nas aulas de capoeira, além do aprendizado cognitivo, eles adquirem valores, noções de respeito ao próximo, equilíbrio e como conviver bem em grupo. Temos intercalado os aprendizados da arte com outras disciplinas”, assinalou a diretora. Ainda de acordo com a gestora, a possibilidade de ocupar o turno oposto as aulas com atividades esportivas e artísticas é de grande para as crianças, adolescentes e também para as mães e pais. “Sabemos que pais e mães trabalham e nada melhor do que saber que os filhos estão na escola em segurança aprendendo um esporte”, frisou.

Material gratuito - Desde a semana passada, o projeto está entregando materiais aos alunos dos dois núcleos. Os beneficiados recebem camisa, calça e sandália para serem utilizados durante as aulas. Moradoras da comunidade e estudantes da Escola Vale das Pedrinhas, no turno matutino, as irmãs Giovana e Gisele Cruz, de 9 e 7 anos, fazem as aulas nas segundas e quartas, 14h. Disciplinadas, elas executam todos os movimentos orientados pelo capoeirista André Sideira. Perguntada pela reportagem sobre o sentimento com relação a capoeira, a pequena Gisele responde: “adoro porque também danço quando ele ensina a gingar”, explica a garota.

O coordenador técnico e pedagógico, Anderson Lopes, exaltou a dinâmica das atividades. Para ele, a capoeira é muito mais do que um esporte. “Costumo dizer que é uma ecologia de saberes. Através da Capoeira, aprendemos os fundamentos históricos que englobam a história do nosso povo e a importância do viver em grupo. E por incrível que pareça também aprendemos a cultura da não violência. É uma ferramenta de educação incrível e muito transformadora”, assinala. No núcleo do Vale das Pedrinhas atuam um professor e um auxiliar.

 

0
0
0
s2sdefault
0
0
0
s2sdefault

Está dada a largada para a realização da maior maratona do Nordeste, que acontecerá este ano no dia 15 de setembro. Na terceira edição, a Maratona Salvador, com inscrições já abertas no site www. maratonasalvador. com. br, teve os detalhes apresentados pelo prefeito ACM Neto e pelo presidente da Empresa Salvador Turismo (Saltur), Isaac Edington, nesta segunda-feira (6), no UCI Cinemas, no Shopping Barra. Estiveram presentes no evento o vice-prefeito Bruno Reis; a gerente do shopping, Karina Brito; e o presidente da Federação Baiana de Atletismo, Og Robson, dentre outras autoridades, representantes esportivos e imprensa.

O prefeito ressaltou que a Maratona Salvador, além de tentar inserir a capital baiana no calendário oficial de eventos esportivos no país, tem como intuito também movimentar a economia, trazendo turistas para a cidade.

“O desafio da Prefeitura com a Maratona Salvador é, a cada ano, aperfeiçoar, aprimorar e trazer novidades para que Salvador seja inserida nas principais pautas do mundo esportivo. No ano passado, conseguimos fazer um trabalho de divulgação com mais tempo e chegamos a 5 mil participantes de diversas cidades do país. Este ano, queremos superar essa marca e vamos fazer um forte trabalho de divulgação no Brasil, principalmente através das redes sociais”, afirmou ACM Neto.

O presidente da Saltur lembrou que a competição oferece hoje a maior premiação em dinheiro no país – em 2019, serão R$165 mil no total, distribuídos em quatro categorias. “Todo um trabalho está sendo feito para oferecer uma estrutura diferenciada, de forma mais democrática, com todo o rigor técnico em parceria com a federação e introduzindo também conteúdos culturais existentes aqui. O percurso este ano será 100% na orla de Salvador, atendendo aos pedidos dos atletas”, pontuou Isaac Edington.

A competição tem gerado uma expectativa cada vez mais positiva entre os atletas, a exemplo da presidente da Duo Clube Assessoria Esportiva, Eneida Melo, presente no evento. “Essa uma consolidação da corrida de rua em Salvador. Ter uma prova como essa, com uma visibilidade internacional e maior premiação em território brasileiro é muito bom. A prova aqui é extremamente desafiadora porque, apesar de acontecer em setembro, faz muito calor. Fico muito feliz em ver que essa prova está aumentando, ficando cada vez mais bonita e que a Prefeitura está se preocupando cada vez mais com o percurso”, destacou.

Atrativo – A maratona, realizada pela Prefeitura, é uma aposta positiva de diversificação da plataforma de eventos da cidade e vem gerando a cada ano frutos positivos no turismo e na geração de renda. Em 2018, o evento contou com participantes de todos os estados brasileiros, vindos de mais de 150 cidades.

Como nos anos anteriores, a competição segue com quatro modalidades, abrangendo corredores de diferentes performances e níveis técnicos. Com possibilidade para os que optam pelas corridas mais curtas, serão oferecidas as provas de 5k e 10k. Para aqueles que decidem se preparar por mais tempo, há as modalidades 21k e 42k. Os resultados da prova de 42k são válidos para o Ranking Brasileiro de Maratonas – a competição soteropolitana já faz parte do calendário nacional desde a primeira edição, em 2016.

Mudanças – Os atletas que correm a Maratona (42k) e a Meia Maratona (21k) largam do Farol da Barra. Os percursos para ambas as modalidades foram modificados em relação ao ano anterior. Para os 42k, o percurso é de ida e volta pela orla, com saída e chegada no Farol da Barra e retorno em Itapuã. Para a Meia Maratona, após a largada no Farol da Barra os atletas seguirão pela orla, retornando no Jardim de Alah, e voltando também pela orla até chegar ao ponto de partida.

Já os atletas que competem nas modalidades de 5k e 10k terão os mesmos percursos do ano passado. Com saída do Farol da Barra, os corredores seguem pela orla com retornos na Praça Eliana Kertész, em Ondina, e no Largo da Mariquita, no Rio Vermelho, respectivamente.

Preços promocionais – Essa edição inicia com mais uma novidade, que é a disponibilização de três opções de kit para os atletas: Econômico, Básico e Completo. A medida permitirá aos participantes a escolha da melhor composição e o valor adequado à própria realidade.

Para comemorar essa terceira edição, a Maratona de Salvador é lançada com um preço promocional. As inscrições ficarão por R$59 (Kit Econômico), R$69 (Kit Básico) e R$ 79 (Kit Completo) para as provas de 5k e 10k. Para a Maratona (42k) e Meia Maratona (21k), os valores serão de R$ 79 (Kit Econômico), R$ 89 (Kit Básico) e R$ 99 (Kit Completo).

A promoção é válida a partir desta segunda-feira (6) e segue apenas até o próximo dia 19. Todos os finalistas receberão medalhas personalizadas com informações sobre a modalidade da qual participou.

Premiação – Para 2019, os maratonistas que ficarem em primeiro lugar na Categoria Geral masculina e feminina levam para casa R$ 22 mil. Os segundos lugares levam R$ 11 mil; os terceiros, R$9 mil; os quartos colocados, R$7 mil; e os quintos lugares, R$ 5 mil. Para os que competem na Meia Maratona, os prêmios são de R$ 8.500 para o 1° lugar; R$ 5.000 para o 2°, R$ 3.500 para o 3°, R$ 2.500 para o 4° e R$ 1.500 para os que ficarem em 5°.

Para o 1° lugar feminino e masculino dos 10k, o prêmio será de R$ 5.000; o 2º lugar leva R$ 450 e terceiro colocado fica com R$ 350. Já os competidores de 5k disputam por R$ 1.000 no primeiro lugar, R$ 450 no segundo e R$ 300 em terceiro lugar.

Inscrições – Além das inscrições, no site da competição os corredores poderão acompanhar todas as novidades sobre a competição. As informações também estarão disponíveis através do Instagram @maratonasalvador. Será possível saber os detalhes sobre os kits, a estrutura da corrida e as ações de lazer e entretenimento que estão sendo montadas para o momento.

Sucesso – A Maratona Salvador é uma realização da Prefeitura, por intermédio da Empresa Salvador Turismo (Saltur) e da Federação Baiana de Atletismo (FBA). O evento conta com patrocínio apoio do Shopping Barra e da UCI Orient. Na primeira edição em 2017, contou com 3 mil participantes. Já em 2018, esse número quase dobrou e mais de 5 mil atletas estiveram na competição. Para a terceira edição, a Prefeitura espera um aumento de corredores nas quatro modalidades, com novo recorde na principal prova que é a Maratona (42k).

0
0
0
s2sdefault
0
0
0
s2sdefault

O Verão terminou, mas o Calendário de Eventos de Salvador segue a todo vapor. A Empresa Salvador Turismo (Saltur), responsável pelo planejamento do calendário, dá início aos preparativos para o Desafio Bike and Run, que será realizado no dia 12 de maio, e para o lançamento da Maratona de Salvador, que será realizada no dia 15 de setembro.

“Buscamos diversificar nossa plataforma de eventos para que tenhamos uma cidade vibrante o ano inteiro para soteropolitanos e turistas. Com isso, teremos ainda mais espaço para atividades ao ar livre, com esportes, bicicletas, arte, cultura e inovação, dentre outros eixos da economia criativa, que englobam atividades de extrema importância para a nossa cidade, sobretudo na área econômica. Em breve anunciaremos novas ações”, conta o presidente de Saltur, Isaac Edington.

Corrida - Em sua 3° edição, o Bike and Run deve levar mais de mil atletas para as ruas do Centro Histórico. O evento, que teve inscrições esgotadas ano passado, vem conquistando mais admiradores a cada ano. A competição é composta por três provas: a Corrida de Rua, o Mountain Bike e o Super Desafio, onde o atleta realiza as duas provas em sequência.

O percurso para a corrida é de 6,45 quilômetros e passa pelos principais pontos turísticos do Pelourinho. Para a prova de Ciclismo MTB os participantes percorrerão 16 quilômetros, e o Grande Desafio será realizar as duas provas, atingindo 22,45 quilômetros. As inscrições estão abertas no site www. desafiobikeadnrun. com. br, onde também podem ser encontradas todas as informações sobre as provas.

Maratona - A Maratona de Salvador será realizada no dia 15 de setembro. O lançamento oficial da maior competição de corrida de rua do Nordeste acontece no início de maio. Em 2018, a prova contou com participantes de todos os estados brasileiros, sendo 40% de concorrentes oriundos de outras cidades.

0
0
0
s2sdefault
0
0
0
s2sdefault

Conhecida por ser uma das práticas esportivas mais completas e grande aliada no tratamento dos problemas respiratórios, a natação tem seu dia lembrado nesta segunda-feira (8). Ciente da importância da prática esportiva na vida de crianças, adultos e idosos, a Prefeitura, por meio da Secretaria Municipal de Trabalho, Esportes e Lazer (Semtel), tem estimulado cada vez mais o esporte. 

Atualmente, mais 720 alunos se dividem entre as aulas de natação e hidroginástica ofertadas na Arena Aquática de Salvador, no bairro da Pituba. Em junho, mais 700 vagas serão abertas. Até o final deste ano, a previsão é que a 2.100 pessoas tenham sido contempladas gratuitamente com os ensinamentos.

A natação para o pequeno Tiago Lordeiro, de 9 anos, é muito mais do que diversão. Vítima de pneumonia e alguns problemas respiratórios na primeira infância, pratica o esporte na Arena Aquática três vezes na semana, por indicação médica. Segundo a mãe, a advogada Fernada Lordeiro, 43 anos, o filho pode até escolher uma outra modalidade esportiva, mas a natação é uma espécie de tratamento. “A vida dele mudou depois do esporte. Não deixa de vir um dia sequer”, disse ela.

Segundo o gerente técnico da Arena, o nadador e campeão olímpico Edvaldo Valério Silva, muitos dos alunos fazem uso da natação para melhorar questões relacionadas à saúde. O atleta lembrou que também começou a nadar, aos 3 anos, para tentar minimizar os transtornos provocados por problemas respiratórios.

“Era pequenino e comecei para tratar problemas, mas fui ganhando amor pela coisa e deu no que deu”, brincou o campeão. Valério reforçou que, além de ajudar a resolver questões de saúde, a oferta da natação na Arena Aquática tem sido uma grande oportunidade para muitas crianças carentes. “Temos a melhor piscina pública do Brasil com toda a estrutura para atender gratuitamente. Aqui temos vestiário, estacionamento, segurança e profissionais de primeira”, enfatizou. 

As aulas durante a semana são a cada uma hora, das 6h às 18h. As segundas, quartas e sextas são dedicadas às turmas de aperfeiçoamento, e as terças e quintas, às aulas de iniciação e adaptação à natação e de hidroginástica. Há na Arena Aquática quatro professores, seis estagiários e o gestor técnico. Aqueles que se destacam terão a chance de migrar da piscina semiolímpica (que tem 25 m x 12,5 m e cinco raias) para a olímpica (com 25 m x 50 m, com 10 raias) e de integrar a equipe competitiva da Arena Aquática.

0
0
0
s2sdefault
0
0
0
s2sdefault

Os ciclistas contam com uma programação especial do Festival da Cidade, que acontece até domingo (24) em celebração ao aniversário de 470 anos de Salvador. Já nesta quarta-feira (27), por exemplo, acontece o Salvador Bike Night.

O passeio está programado para ocorrer das 19h às 22h, tendo como ponto de partida o Jardim dos Namorados, na Pituba, passando por Piatã e retornando ao ponto de largada, em um percurso de 21km. A participação é gratuita.

O Bike Night conta com o apoio da Tembici, maior empresa de bicicletas compartilhadas da América Latina, responsável pela operação do projeto Bike Salvador, projeto que conta com o patrocínio do Itaú-Unibanco.

A empresa fará uma ação especial para o evento e mesmo quem não possui bicicleta poderá acompanhar o percurso usando uma diária gratuita das “laranjinhas” disponíveis na estação do Jardim dos Namorados, ou em qualquer uma das 50 do Bike Salvador. Para usar a gratuidade, é necessário cadastro que poderá ser feito pelo site oficial (https://bikeitau. com. br/ bikesalvador/) ou pelo APP do Bike Itaú.

Domingo - No domingo (31), a proposta é de um tour cicloturístico, aproveitando as belezas naturais da cidade e alinhando com o contexto histórico do percurso. A atividade, também gratuita, terá início no Farol da Barra e seguirá até o Centro Histórico, das 8h às 11h.

No mesmo dia, agora na Avenida Magalhães Neto, a Escola Bike Anjo (EBA) vai ensinar baianos e turistas a andar de bicicleta. A escola irá auxiliar os interessados nas primeiras pedaladas, das 9h às 12h e das 14h às 17h.

Também na Avenida Magalhães Neto, só que das 14h às 17h, crianças terão a oportunidade de pedalar em um Minicircuito de Bike, estrutura que busca, em conjunto com monitores, ensinar aos pequenos noções de respeito no trânsito, segurança e sinalização entre outros quesitos.

Em duas rodas - Muita gente utiliza os 241,18 km de rede cicloviária na cidade. Segundo Liana Oliva, coordenadora do Salvador Vai de Bike, são cerca de 30 mil usuários cadastrados no Bike Salvador para utilização das "laranjinhas" pelas ruas da capital baiana. "Tivemos um aumento de mais de 144% no último ano. Eventos como esses do Festival da Cidade motivam aqueles que já tem bicicleta e pedalam, mas também quem quer começar".

Para a coordenadora, Salvador tem seguido uma tendência mundial de investimento no ciclismo. "Acho que é extremamente relevante inserir o contexto da bicicleta em toda ação que realizamos na cidade. Salvador está acompanhando essa tendência mundial positiva, de um meio de transporte sustentável, saudável e acessível. Fico feliz de observar que a Prefeitura acompanha isso", declarou.

0
0
0
s2sdefault
0
0
0
s2sdefault

Apreciar os caminhos da história de fundação da primeira capital do Brasil enquanto corre é a proposta da segunda edição da corrida “Salvador10milhas”, que será realizada com o apoio da Empresa Salvador Turismo (Saltur) neste domingo (24), dentro da programação do Festival da Cidade. A corrida conta com 2.500 atletas inscritos, 500 deles de outros estados. O número é superior aos 1,9 mil no ano passado.

São dois percursos que fazem homenagem a personagens históricos, com largadas simultâneas às 6h. O de dez milhas se chama Caramuru, em homenagem a Diogo Álvares Correia, que ajudou a fundar Salvador e cujo navio teria naufragado no Rio Vermelho. O ponto de largada o Largo de Santana, no Rio Vermelho.

Já o segundo percurso, de cinco milhas, faz homenagem a Tomé de Sousa, que fundou a cidade e a igreja de Nossa Senhora da Conceição da Praia, no Comércio. A largada acontece na Praia da Preguiça, na Contorno. A chegada para ambos será o Forte de Monte Serrat, na Cidade Baixa.

“A prova faz um passeio pela história de Salvador. O participante vai apreciar em milhas os momentos históricos da cidade e também as belezas arquitetônicas e naturais. Por isso, nosso tema será 470 anos contados em dez milhas”, disse o idealizador e organizador do evento, Jardel Moura.

Kits e premiações – Os kits da corrida, compostos por camisa e medalha personalizada, par de meias e sacola porta-tênis, serão entregues nesta sexta-feira (22), das 9h às 22h e sábado (23), das 9h às 20h. Ao todo, serão repassados R$ 12 mil em prêmios em dinheiro para o 1º, 2º e 3º lugar e para os campeões de cada faixa etária.

As premiações para as faixas etárias serão seis entre 18 anos até mais de 70 anos. Nesta edição, também foi implementado o prêmio performance, no valor de R$ 1 mil, para o atleta que bater o recorde da prova.

Palestras – Antes da corrida, dicas de especialistas e histórias de vida serão contadas em um bate-papo descontraído programado para esta sexta (22) e sábado (23), no auditório do Salvador Shopping. Nesta sexta (22), a partir das 19h, será ministrada pelos professores de Educação Física Jardel e Guga Cruz. A deste sábado, a partir das 9h30, será ministrada por Fabiano Lacerda, que emagreceu 100 kg em um ano sem bariátrica, e pelo escritor Quinho Castro.

 

0
0
0
s2sdefault
0
0
0
s2sdefault

Interessados em participar das aulas gratuitas de natação e hidroginástica na Arena Aquática Salvador, na Pituba, têm até as 23h59 desta quarta-feira (27) para fazer as inscrições pelo site www. arena aquática. salvador. ba. gov. br. De acordo com a Secretaria Municipal de Trabalho, Esporte e Lazer (Semtel), estão sendo oferecidas 420 vagas que serão sorteadas eletronicamente, e não por ordem de inscrição.

Para participar do procedimento, é preciso ter idade a partir de sete anos. Idosos também podem fazer a inscrição, desde que tenham condicionamento físico para realizar as atividades propostas. Cinco professores de educação física com especialização em natação e mais seis estagiários atuam na arena. As turmas terão um ciclo de quatro meses para que outras pessoas tenham oportunidade de se matricular.

Para confirmação da vaga, os contemplados deverão comparecer na arena munidos de documentos como Carteira de Identidade, CPF, atestado médico clínico geral ou cardiológico, além de apresentar o atestado de doença de pele e materiais de traje de banho, óculos e touca. As aulas na arena foram iniciadas no dia 11 de fevereiro, com um total de 306 inscrições efetivadas.

As atividades são realizadas na piscina semiolímpica a cada uma hora, ininterruptamente, no período de 6h às 18h. As turmas são divididas em grupos. As segundas, quartas e sextas são dedicadas às turmas de aperfeiçoamento (para aqueles que já sabem nadar), e as terças e quintas, às de iniciação e adaptação à natação e hidroginástica.

0
0
0
s2sdefault
0
0
0
s2sdefault

O clima de entusiasmo tomou conta da Arena Aquática Salvador, na Pituba, nesta segunda-feira (4). No local, 145 crianças, adolescentes, adultos e idosos passaram pelos testes de avaliação de nível para começar as aulas práticas de natação e hidroginástica, previstas para próxima segunda-feira (11). As turmas serão divididas em adaptação e iniciação à natação, hidroginástica e aperfeiçoamento (para aqueles que já sabem nadar).

De acordo com a Secretaria Municipal de Trabalho, Esporte e Lazer (Semtel), responsável pela gestão da arena, até sexta-feira (8), todos os 720 alunos inscritos devem apresentar a documentação necessária e passar pelos critérios de nivelação para formação dos grupos. Até o final do ano, a previsão é que mais 1440 alunos sejam contemplados pelas aulas.

A documentação necessária incluiu carteira de identidade, CPF, atestado de escolaridade, comprovante de residência e documentos de identificação de pais, mães ou responsáveis legais para menores de 18 anos. Além disso, é preciso levar os atestados médicos emitidos por cardiologista e dermatologista, comprovando a saúde física para a prática esportiva.

De acordo com o gerente técnico da Arena, o nadador e campeão olímpico, Edvaldo Valério Silva Filho, conhecido como Valério Bala, a primeira fase é a conferência dos documentos. “Precisamos checar toda a documentação, principalmente os atestados médicos. Estando tudo certo, vamos apresentar a piscina e avaliar se o aluno se encaixa em iniciação ou aperfeiçoamento”, explica Valério, que monitorou de perto a entrada dos primeiros alunos na piscina.

Entre eles estava o pequeno Kallen Bernardo Andrade, de 9 anos. Atraído pelo sol forte, água cristalina e educadores físicos todos a postos, logo se encorajou e entrou na piscina semiolímpica (25 metros x 12,5 metros). Em uma das cinco raias, deu as primeiras braçadas, acompanhado de um dos quatro professores que serão responsáveis em ministrar, a partir do dia 11, as aulas de adaptação e iniciação à natação e hidroginástica, sempre às terças e quintas-feiras, das 6h às 18h. “Adorei! Rezando para começar logo na semana que vem”, disse o garoto.

Nos demais dias da semana, segundas, quartas e sextas, também de 6h às 18h, as turmas serão de aperfeiçoamento, ou seja, para quem já sabe nadar. De acordo com Valério, aqueles que se destacarem migrarão da piscina semiolímpica para a olímpica e poderão integrar a equipe que representará Salvador nas competições de esportes aquáticos. A piscina olímpica (25 metros x 50 metros) conta com 10 raias.

“Um equipamento como esse possibilita o fomento da atividade esportiva para quem não tem como pagar. Além disso, será palco para revelação de talentos na natação. Não tenho dúvida que daqui sairão muitos campeões”, frisou Valério, que fez história ao se tornar o primeiro nadador negro brasileiro a ganhar uma medalha olímpica, na competição de Sidney (Austrália), em 2000.

Estrutura completa - Na Arena, há ainda estruturas para suporte aos atletas e profissionais envolvidos como vestiário, banheiros, academia de ginástica, consultório médico, lanchonete, além da portaria de acesso. A arena também conta com uma piscina de aquecimento para os esportistas e um deque. O espaço contribuirá significativamente para o fomento do esporte em Salvador, beneficiando 2,5 mil crianças e adolescentes por ano.

A cessão do equipamento, que custou R$ 6,2 milhões, é fruto de um acordo de cooperação técnica entre a Prefeitura, a Aeronáutica, o Ministério dos Esportes e a Myrtha Pools, empresa italiana que fabricou a piscina e foi a responsável pela montagem na capital baiana. Por meio da Semtel, a Prefeitura também firmou uma parceria com a Federação Baiana de Desportos Aquáticos (FBDA) para trazer as competições regionais, nacionais e internacionais para a Arena Aquática da capital.

Novas turmas - As primeiras turmas terão um ciclo de quatro meses, para que outras pessoas tenham oportunidade de se matricular. Daqui a 120 dias, novas turmas serão formadas. Para concorrer a uma das vagas, é preciso ter idade a partir de sete anos. Idosos também podem fazer a inscrição pela internet, desde que tenham condicionamento físico para realizar as atividades propostas.

0
0
0
s2sdefault
0
0
0
s2sdefault

O Campeonato Baiano de Pebolim 2018 - Copa Salvador, acontece neste domingo (16), a partir das 8h, na Associação Atlética da Bahia (AAB), na Barra. O evento é uma realização da Associação de Pebolim e Totó de Salvador (APTOS), com apoio da Secretaria Municipal de Trabalho, Esportes e Lazer (Semtel), e reconhecido pela Federação Brasileira de Pebolim (Febrape).

Os participantes concorrerão em uma mesa profissional, idêntica às utilizadas em competições nacionais e internacionais, nas modalidades Aberto Individual, Feminino Individual e Aberto Duplas, com pontuação valendo para o Ranking Estadual de 2018. Para participar, os interessados devem se inscrever pelo site www.febrape.com.br.

O esporte - O Pebolim é um esporte de alto desempenho que promove lazer, cidadania, valores e inclusão social. Representado pela Federação Internacional de Futebol de Mesa (referindo-se ao Pebolim ou Totó), que reúne 58 Federações Nacionais, nos cinco continentes, e é praticado em vários outros países, ainda sem federações nacionais.

No Brasil, a Febrape reúne 17 associações distribuídas por todo o país. Na Bahia, a APTOS conta com 50 membros efetivos e recebe inscrições avulsas em seus torneios.

0
0
0
s2sdefault

Fale Conosco

O seu canal de comunicação com o nosso site. Caso tenha dúvidas, sugestões ou solicitações de serviços, por favor, mande mensagem que teremos prazer em respondê-la.

Enviando...