Esportes

0
0
0
s2sdefault

Já estão abertas as inscrições para a Maratona Cidade de Salvador, mais novo produto promovido pela Prefeitura que chega para fortalecer a plataforma de eventos da cidade como estratégia de desenvolvimento econômico e turístico. O lançamento oficial da iniciativa foi realizado nesta sexta-feira (21), no UCI Orient, no Shopping Barra, e as duas primeiras inscrições foram concedidas ao prefeito ACM Neto e ao vice, Bruno Reis. Também estiveram presentes no evento os secretários Cláudio Tinoco (Cultura e Turismo), Geraldo Júnior (Trabalho, Esporte e Lazer) e João Roma (Gabinete); e o presidente da Empresa Salvador Turismo (Saltur), Isaac Edington; além do presidente da Federação Baiana de Atletismo (FBA), Og Robson Chagas.

De acordo com o prefeito, o evento foi idealizado inicialmente com abrangência nacional e, ao longo do tempo, a meta é torná-lo internacional. “De um lado, vamos incentivar a prática esportiva e de vida saudável, e, de outro, tendo em vista a realização de um evento para uma cidade turística. A gente quer que pessoas do Brasil inteiro possam participar dessa primeira maratona na cidade. A ação será bem organizada, festiva, como Salvador sabe fazer e tendo como palco principal o Farol da Barra, ponto de partida e chegada da maratona. Convidamos todas as pessoas que já praticam ou que pretendem praticar o esporte para, juntos, fazer dessa uma das principais competições do país”, completou ACM Neto.

A expectativa da Prefeitura é introduzir a cidade no circuito nacional de competições de rua. A iniciativa acontece em um momento onde o turismo esportivo se torna uma alternativa importante no país. Dados atuais do Ministério do Turismo apontam que o desenvolvimento do turismo de esportes traz oportunidades, como o estímulo a outros segmentos e produtos, e contribui para a diminuição dos efeitos da sazonalidade.

Para a primeira edição do projeto, a estimativa é reunir cerca de 4 mil corredores. Com o amadurecimento da prova, em alguns anos, o objetivo é que a maratona alcance lugar de destaque no cenário nacional e internacional de corridas de rua e se torne o terceiro maior produto de Salvador, atrás apenas do Carnaval e do Réveillon.

Isso porque reunir esporte e turismo é uma ideia cada vez mais difundida entre os brasileiros, que se espalham pelas corridas de rua em todo o mundo. Os chamados “maraturistas” são conhecidos por se programarem com antecedência, escolher o destino e pegar a estrada, e Salvador pode se tornar a mais nova opção desses grupos.

 “Este é um produto muito desejado por todos os corredores do Brasil. Acreditamos que, a partir de agora, vamos introduzir Salvador no circuito nacional de maratonas para que a gente possa conquistar futuramente o mercado internacional. A maratona está sendo colocada estrategicamente dentro do calendário oficial de eventos na cidade, que foi montado para gerar desenvolvimento econômico, pois movimenta todo o setor de serviços da capital”, pontuou Isaac Edington.

Estímulo – O presidente da FBA salientou a importância da iniciativa para o estímulo ao esporte na cidade. “Estamos muito envaidecidos em ver a Prefeitura eleger o atletismo como fundamental para a qualidade de vida. Com certeza, a corrida é o evento mais democrático, onde todas as pessoas, de todas as classes sociais e níveis técnicos podem participar em um mesmo local e momento. Acho essa iniciativa fantástica e tenho certeza que esse evento vai ser um dos grandes eventos do Brasil e, futuramente, do mundo”, destacou Chagas.

O diretor da Enashopp, Alexandre Manzalli, explicou a motivação do Shopping Barra, uma das empresas parceiras da iniciativa, em apoiar a maratona. “Em 2017, o shopping está completando 30 anos e o projeto de expansão do estabelecimento coincidiu com o processo de revitalização da cidade nos aspectos físico e social. A cidade não pode depender exclusivamente de um turismo voltado somente para o Carnaval, isso tem que ser acontecendo o ano inteiro. Qualquer ação que venha a trazer uma ocupação para a região da Barra e para a cidade de Salvador como um todo, tem tudo a ver com o que deseja o shopping.”

Provas e percursos - A Maratona Cidade de Salvador acontecerá pela primeira vez no dia 22 de outubro (domingo). A competição, que buscará atrair corredores de todos os níveis, terá provas de 5km e 10km, a meia-maratona (21km), a maratona individual (42km) e o revezamento com equipes compostas por quatro atletas (42 km).

Todas as largadas serão realizadas do Farol da Barra, às 5h30. Os retornos acontecerão na praça Eliana Kertész, para os atletas que disputarão os 5 km, e no Teatro Sesi do Rio Vermelho, para as corridas de 10 km. Para os corredores que vão participar da meia-maratona e da maratona individual, o retorno será no Jardim de Alah. Já a maratona de revezamento terá seu retorno no Largo da Mariquita.

O presidente da Saltur salientou que os circuitos foram pensados de forma a abranger o maior número de pessoas e de maneira a envolver toda a cidade. “Oferecemos opções para todos os níveis de participantes, permitindo que competidores, famílias, enfim, todos possam estar presentes. Além disso, vamos contar com atrações que vão tornar a maratona ainda mais animada”, completou Edington.

Estrutura – Para garantir a segurança dos atletas durante as competições, a Maratona Cidade de Salvador contará com a instalação de três pontos de atendimento médico, cinco ambulâncias estacionadas em locais estratégicos, 10 pontos de hidratação – um a cada 2km, 120 mil copos de água e mais de 300 profissionais envolvidos na organização.

Além disso, os corredores também terão à disposição o estacionamento do Shopping Barra para deixar os veículos e participar da competição com segurança. Em parceria com entidades como a Associação Brasileira de Bares e Restaurantes (Abrasel-BA), a Associação Brasileira das Agências de Viagens (Abav-BA) e a Associação Brasileira da Indústria de Hotéis (ABIH-BA), já estão sendo oferecidos pacotes especiais de hospedagem e alimentação voltados para quem pretende vir a Salvador especialmente para a competição.

Entretenimento – Para deixar todo o circuito animado e convidar a população para interagir com esse megaevento, será montado um palco antes do ponto de largada. Apresentações do grupo FitDance animará o evento no local, sendo que o encerramento estará a cargo do Alavontê, que promete fechar com chave de ouro essa primeira edição da Maratona Cidade de Salvador.

Ao longo do trajeto mais música anima os atletas e o público que prestigia a corrida. Isso porque três cabines de DJ’s serão instalados ao longo das provas.

Homenagem – Os primeiros colocados de cada competição levarão para casa troféus que homenageiam um dos maiores entusiastas e praticante de corridas de rua da Bahia e do Brasil: Ayrton Ferreira dos Santos, falecido em 2012.

Esse grande incentivador das corridas de rua participou e foi decisivo na criação da AVAB (Associação dos Veteranos de Atletismo da Bahia). Foi um dos mentores da tradicional Corrida dos Engenheiros, promovida anualmente pelo Clube de Engenharia da Bahia.

Ayrton Ferreira escreveu quatro livros e, durante anos, foi colunista de sites de corrida no país. As suas obras são: “Porque correr” (1979), “Diário do Corredor”, (1980), “Maratona”, (1984), e “A mulher na corrida” (1990).

Inscrições – As inscrições para a Maratona Cidade de Salvador devem ser feitas através do site www.maratonasalvador.com.br. No site será possível saber todos os detalhes sobre a competição. A entrega dos Kits para a corrida será realizada entre os dias 19 e 21 de outubro, em local a ser definido.

A Maratona Cidade de Salvador é uma realização da Prefeitura, por intermédio da Empresa Salvador Turismo (Saltur), da Secretaria Municipal de Trabalho, Esporte e Lazer (Semtel) e Federação Baiana de Atletismo (FBA). O evento contará também com o apoio da Personal Club, OHH Sports, Shopping Barra e Tia Sônia. Além disso, a Associação Brasileira da Indústria de Hotéis (ABIH), o Salvador Dastination, a Associação Brasileira de Agências de Viagens (Abav), a Federação Baiana de Hospedagem e Alimentação (FeBHa) e a Associação Brasileira de Bares e Restaurantes (Abrasel) são importantes parceiros da iniciativa.​

 

0
0
0
s2sdefault
0
0
0
s2sdefault

Crianças e adolescentes de escolinhas de futebol de Salvador estão tendo a oportunidade de conhecer a metodologia alemã de futebol durante o Camp Atletas do Futuro. A oficina já passou pelas localidades do Arraial do Retiro, São Marcos e Bairro da Paz. Nesta sexta-feira (21), a atividade acontece no campo Petromar, em Stella Maris, e reúne três professores da base do time Borussia Dortmund, da Alemanha, que fazem um trabalho educativo. Até o final do projeto, a expectativa é reunir um total de 1.200 participantes.

O projeto Camp Atletas do Futuro é realizado pela Prefeitura, através da Secretaria de Trabalho, Esporte e Lazer (Semtel), junto com o Borrusia Dortmund e a Rede Record, e acontecerá, até a próxima segunda (24), em mais duas localidades. No sábado (22), será a vez do campo Mirante de Periperi, na 3ª Travessa Evandro de Oliveira; e na segunda (24), no Conjunto ACM, na Rua Almiro Mário de Almeida. As oficinas acontecem das 8h até 11h30, e de 13h30 até 17h30.

Por meio do projeto, os instrutores reúnem os participantes para trocar conhecimentos e experiências com foco no aperfeiçoamento de técnicas individuais e coletivas, caracterizadas por fundamentos básicos de treinos europeus. “A ideia é fazer um trabalho educativo para inclusão. A garotada percebe que o esporte ajuda nessa confraternização de povos e culturas diferentes”, explica o coordenador de esportes da Semtel, Edmilson Pombinho.

Um dos treinadores do Camp Atletas do Futuro deste ano, o proprietário do Brazilian Soccer Talent Academy, Jeremias Lopes, pontua o principal intuito da atividade. "O objetivo é trazer os meninos para cá para que eles aprendam e conheçam os treinamentos mais modernos que existem na Europa. Temos um sistema de trabalho que envolve disciplina, metodologia e filosofia do futebol alemão. A ideia não é implantar o futebol alemão aqui, pois os meninos que vemos jogar hoje possuem certa qualidade. Então é só lapidar".

 

0
0
0
s2sdefault
0
0
0
s2sdefault

Nesta terça-feira (18), das 8h às 11h30 e das 13h30 às 17h, no campo do Arraial do Retiro, será dado o pontapé das oficinas de futebol do projeto Camp Atletas do Futuro, uma parceria entre a Prefeitura Salvador, através da Secretaria de Trabalho, Esporte e Lazer (Semtel), o clube alemão Borussia Dortmund e a Rede Record. O objetivo é integrar 1,2 mil crianças e adolescentes, de 8 a 16 anos, de seis bairros de Salvador, promovendo a troca de conhecimentos com professores de outro país.

A atividade será levada ainda a espaços esportivos em São Marcos, Bairro da Paz, Stella Maris, Periperi e ACM, até o próximo dia 24. “Estamos proporcionando o contato intensivo de comunidades populares com uma metodologia de ensino internacional. São 200 crianças por bairro, sendo 100 pela manhã e a mesma quantidade no turno da tarde. Desta forma, estamos viabilizando um novo modo de vida, um novo futuro para elas”, declarou o secretário da pasta, Geraldo Júnior.

Os treinadores também vão participar de trocas de conhecimentos e experiências, através de programa intensivo com foco no aperfeiçoamento de técnicas individuais e coletivas caracterizadas por fundamentos básicos e treinos técnicos e táticos. 

Confira abaixo os locais das oficinas:  

18/07/2017

8h às 11h30

13h30 às 17h

Campo do Arraial do Retiro

(Travessa Rio Branco, próximo a Escola Municipal Educador Paulo Freire)

19/07/2017

Campo de São Marcos

(Rua Djalma Sanches, ao lado da UPA de São Marcos – Arena do Jaqueirão)

20/07

Campo do Bairro da Paz

(Rua da Jamaica, próximo a  Igreja Universal)

21/07

Campo Petromar (Stella Maris)

(Rua Orlando Imbassaí, antiga Via C)

 

22/07

Campo do Mirante de Periperi

(3º Travessa Evandro de Oliveira da Rua Ambrosina Arruda)

24/07

Campo Conjunto ACM

(Rua Almiro Mário de Almeida, Estrada das Barreiras)

0
0
0
s2sdefault
0
0
0
s2sdefault

Cerca de 330 pessoas são atendidas hoje nos chamados clubes sociais, fruto de convênio firmado entre a Prefeitura de Salvador e associações esportivas em 2016. A iniciativa possibilita às crianças e adolescentes, referenciadas nos Centros de Referência da Assistência Social (Cras), participarem de atividades como futebol, tênis, natação, ginástica rítmica e artes marciais, entre outras. Em dez meses de parceria, 500 pessoas já passaram pelos 11 clubes conveniados.

Além do acesso às modalidades esportivas, quem participa dos clubes recebe o cartão de passagem, lanche e uniforme, como suporte para permanecer nas atividades. Ao todo, são disponibilizadas 648 vagas, das quais 50% estão preenchidas. O público-alvo é pessoas com idade entre sete e 18 anos (exceto para atividades específicas). Para Geraldo Júnior, titular da Secretaria Municipal de Trabalho, Esportes e Lazer (Semtel) – pasta responsável pela ação –, trata-se de um projeto exitoso em atendimento à demanda social.

 “Através dessa parceria, podemos dar oportunidade a crianças e adolescentes que vivem em situação de vulnerabilidade social a ter acesso aos clubes com equipamentos esportivos de ponta e profissionais qualificados”, diz o secretário. A ideia é ampliar o número de vagas, seja para entidades que ainda vão aderir à proposta, ou mesmo, a partir da criação de mais vagas pelos clubes participantes.

Clubes – No Esporte Clube Vitória, 100 crianças e adolescentes, com idade entre 6 e 17 anos, jogam futsal, basquete e vôlei, nas segundas e quartas-feiras, a partir das 15h. Além do contato com uma atividade complementar à educação formal e dos benefícios à saúde, quem ingressa no clube pode ter a chance de entrar para a divisão de base do Vitória, pois, quem se destaca, é encaminhado para realizar o teste.

A coordenadora de esportes olímpicos, Maniele Gleize, ressalta que a iniciativa transforma a vida dos meninos e meninas. “Muitas vezes, eles vivem em um ambiente delicado, com ausência dos pais. Aqui, eles encontram um local para brincar, se distrair, sair das ruas. Além disso, eles têm contato com experiências, pois, frequentemente, organizamos encontros com jogadores para que eles contem um pouco das próprias histórias de vida”, diz.

Outro envolvido na estratégia social é o Clube Bahiano de Tênis, que acolhe 28 crianças nas dependências para praticar tênis, natação, futsal, ginástica rítmica e jiu-jitsu. Os treinos são realizados duas vezes por semana e uma hora por dia. O jiu-jitsu ocorre à noite, e as demais atividades nos turnos matutino e vespertino. 

Conforme Geraldo Júnior, o público atendido pelo convênio tem acompanhamento frequente dos profissionais da Diretoria de Esportes e Lazer: “As equipes vão ao local, observam as condições das instalações e equipamentos esportivos, carga horária, frequência, formação técnica dos educadores, metodologia, uniforme, lanche, entre outros indicadores”.

Conveniados – As entidades conveniadas à Semtel são a Associação Atlética da Bahia, Associação Cultural e Esportiva Braskem, Centro Espanhol, Clube Bahiano de Tênis, Clube dos Empregados da Petrobras, Clube Recreativo Campomar, Costa Verde Tênis Clube, Esporte Clube Vitória, Esporte Clube Ypiranga, Yatch Clube da Bahia e Associação Atlética Banco do Brasil.

Os clubes sociais de caráter desportivo e cultural que incentivam a prática esportiva têm desconto no IPTU. Em contrapartida, as entidades devem disponibilizar vagas para, no mínimo, 400 horas por ano, e permitir acesso às aulas e equipamentos.

 

0
0
0
s2sdefault
0
0
0
s2sdefault

A realidade das crianças e jovens que aproveitavam um turno do dia para treinar ou jogar futebol no campo da Praça João Mangabeira, nos Barris, mudou nos últimos três meses. O local, que foi completamente revitalizado pela Prefeitura e entregue no dia do aniversário dos 468 anos de Salvador (29 de março), é agora um ponto proveitoso para professores de escolinhas e de entidades realizarem atividades com atletas infantojuvenis.

Atualmente, a João Mangabeira é palco para atividades da Liga Desportiva e Cultural do Vale dos Barris (LDCVB), associação sem fins lucrativos que existe há 32 anos e atende a mais de 600 garotos entre 5 a 21 anos. “São 23 grupos que jogam aqui no campo, junto com mais quatro escolinhas provenientes de comunidades. Cada grupo treina em horário definido. Além das aulas, realizamos campeonato”, explica o presidente da LDCVB, Edilberto de Souza Freitas, 56 anos, conhecido como Lomanto.

Além do campo que comporta pelo menos oito jogadores de linha, a estrutura da praça possui uma nova quadra poliesportiva para vôlei, basquete, futsal e handebol, onde outros 25 grupos realizam treinos. Mesmo sob forte chuva que atingiu a cidade na segunda-feira (3), o estudante Edmilson Júnior, 17 anos, saiu do bairro do Engenho Velho de Brotas, onde mora, para participar de uma atividade. A intenção era aprimorar a finalização a gol.

Com quase três anos de Liga, ele não esconde a satisfação de poder contar com uma área mais acessível e segura para correr e chutar a bola sem se preocupar com incidentes. “Peguei o antes e o depois desse campo e posso afirmar que a reforma trouxe melhoras significativas. Os alambrados tinham buracos. Sempre quando chutávamos, a bola caía na rua. Além disso, o terreno era muito esburacado por causa das chuvas. Hoje a água cai, mas areia não escorre”, revela.

O professor da LDCV, Altair Veloso, percebeu a melhora do rendimento dos alunos. “Sem dúvidas a requalificação ajudou a treinar a garotada. Nessas épocas de chuva dá para trabalhar sem problemas, o que não acontecia antes. Os jogadores tinham dificuldades para correr, era muita lama, muito escorregadio. Muitos já tiveram lesões por causa de pedras que apareciam no campo quando chovia”, disse.

Balanço – Desde 2013, a Prefeitura já requalificou e/ou construiu um total de 267 campos e quadras pela administração municipal desde 2013, quando a cidade passou a assistir a um dos maiores avanços na requalificação do espaço urbano. O valor investido para as obras, conforme balanço da Secretaria Municipal de Trabalho, Esportes e Lazer (Semtel), é de aproximadamente R$ 30 milhões.  Em breve, a Prefeitura vai entregar o campo da Rua Roberto Veiga Lima, que fica ao lado do Colégio Antônio Carlos Magalhães, no Rio Sena.

 

0
0
0
s2sdefault
0
0
0
s2sdefault

Quem pratica esportes na praia deve ficar atento às recomendações da Coordenadoria de Salvamento Marítimo de Salvador (Salvamar) para evitar afogamentos. Profissionais do órgão orientam jogadores de futebol a não tomar banho de mar após o baba. Outras atividades, como frescobol, voleibol, treino funcional, corrida e caminhada também merecem cautela.

“É comum que eles queiram se banhar ao final do jogo. No entanto, após a prática de exercício, a fadiga e o despreparo físico podem ocasionar contrações musculares que imobilizam o banhista, levando-o ao afogamento”, explica o coordenador do órgão, João Luiz Moraes.

Mesmo diante do preparo físico, surfistas devem tomar cuidado com as correntes de retorno. “As correntes puxam a pessoa até o fundo do mar e sempre levam para um lado, direito ou esquerdo. Quem cai na corrente precisa aguardar até que seja levado para uma região mais calma. Nunca deve tentar voltar pelo mesmo lugar que foi arrastado”, diz. Outra dica importante é praticar o esporte próximo a um posto salva-vidas e buscar informação do profissional: “O salva-vidas sabe o local exato onde há correntes de retorno, vala ou buraco”.

A Salvamar já registrou 666 ocorrências esse ano entre as praias de Jardim de Alah e Ipitanga, perímetro sob a sua responsabilidade. Segundo Moraes, todas as praias de Salvador tornam-se perigosas no outono e inverno, mas algumas oferecem ainda mais riscos, como as de Piatã, Farol de Itapuã, Stella Maris, Aleluia, Jaguaribe e Jardim de Alah. Todas estas estão sinalizadas com a bandeira de perigo.

Vinculada à Secretaria Municipal de Ordem Pública (Semop), a Salvamar trabalha em esquema de plantão nos finais de semana, com 80 agentes distribuídos em 38 postos fixos entre as praias de Jardim de Alah e Ipitanga, além de quatro postos volantes que fazem a ronda no perímetro. Na manhã do próximo domingo (4), o órgão também prestará apoio à terceira etapa do Campeonato Baiano de Maratona Aquática, na praia de Inema, com a disponibilização de um bote e cinco salva-vidas. 

0
0
0
s2sdefault
0
0
0
s2sdefault

Uma das mais tradicionais competições de futebol realizadas em Salvador inicia inscrições nesta quinta-feira (1º). A Copa Bahiana de Futebol Dente de Leite, realizada pela Secretaria Municipal de Trabalho, Esporte e Lazer (Semtel), é disputada por crianças e adolescentes de 12 a 14 anos, devidamente matriculadas na escola. As inscrições seguem até o dia 28 de agosto.

Para se inscrever na Copa Dente de Leite, os responsáveis pelas equipes devem comparecer à sede da Semtel, na Ladeira do Boqueirão, 1, Santo Antônio Além do Carmo, das 9h às 12h e das 14h às 17h. No local, devem ser apresentados os seguintes documentos: ofício de inscrição da equipe; ficha de inscrição geral dos atletas; ficha individual de atletas; formulário de autorização dos pais ou responsável; frequência escolar dos atletas; atestado médico dos atletas e carteiras de identificação de cada atleta (originais e cópias sem avarias e dentro do prazo de validade).

De acordo com o secretário da Semtel, Geraldo Júnior, são oferecidas 24 vagas para equipes, com 20 atletas cada. O evento busca incentivar a prática de atividade física e promover o esporte amador na capital baiana.

 

0
0
0
s2sdefault
0
0
0
s2sdefault

As ações do Maio Amarelo, iniciativa da Transalvador que busca sensibilizar os cidadãos soteropolitanos para a necessidade de reduzir as mortes no trânsito, foram encerradas na manhã deste domingo (28) com a realização do 1º Passeio Ciclístico da autarquia, fruto de parceria com a Empresa Salvador Turismo (Saltur), por meio do Movimento Salvador Vai de Bike (MSVB), Associação dos Bicicleteiros do Estado da Bahia (Asbeb) e Nutricash.

O roteiro do evento consistiu em pedalar por 8,7 quilômetros, saindo da sede do órgão, nos Barris em direção ao Farol da Barra, a partir das 8h. A atividade contou com cerca de 150 participantes inscritos, tendo um número significativo de mulheres participando.

As atividades foram abertas com muita música, ao som da banda da Guarda Civil Municipal, tocando desde clássicos da MPB, transitando entre Caymmi e Adoniram Barbosa, chegando até sucessos internacionais, como Michael Jackson. Para os amantes do pedal que estavam sem as magrelas, o Movimento Salvador Vai de Bike disponibilizou 30 “Laranjinhas” para que ninguém deixasse de participar do evento.

Microempresária e atleta de corridas de rua, Simone Reis, de 46 anos, já pratica o esporte há mais de uma década. “Comecei a pedalar por pura diversão e para manter a forma. Integro diversos grupos, de modo que a atividade já está inserida como prioridade em minha vida. Esta ação do Maio Amarelo é muito importante para promover o encontro entre as agremiações de ciclistas, bem como alavancar campanhas voltadas para a segurança no trânsito. É preciso ainda que haja mais integração com os motoristas para discussões e acertos em relação ao respeito mútuo, que ainda é pouco praticado, em especial quando se fala de ciclistas que pedalam à noite”, diz.

Números - As ações de cunho educativo e voltadas para a segurança no trânsito desenvolvidas pela Transalvador apresentaram resultados significativos nos últimos anos. Em 2015, foram registrados 144 acidentes, com 129 feridos e seis mortos nas avenidas e ruas da capital baiana. No ano passado, este número caiu para 128 registros de incidentes com 128 feridos e uma morte. Em relação à infraestrutura voltada exclusivamente para os ciclistas, Salvador já possui 190 quilômetros de vias específicas - entre ciclovias, ciclofaixas e ciclorrotas - para os amantes do pedal.

“Este evento fecha as atividades do Maio Amarelo, onde as ações estiveram voltadas para a conscientização acerca da segurança no trânsito e da importância da direção responsável. Hoje, Salvador é uma cidade muito bem posicionada nacionalmente no que diz respeito à redução de acidentes fatais, que, aliás, é uma meta nossa desde o início da gestão. A ideia é melhorar ainda mais os números relativos a esses incidentes, que são alarmantes em todo o mundo. Salvador tem feito o dever de casa e os números demonstram que o trabalho está sendo executado com foco no cidadão, numa linha correta e que hoje é referência”, destaca Fabrízzio Muller, superintendente da Transalvador.

Maio Amarelo - Desde o início do mês, a Transalvador realiza uma série de atividades educativas e campanhas nas redes sociais, a fim de sensibilizar os cidadãos soteropolitanos para a luta pela redução de mortes no trânsito. O Maio Amarelo coloca em pauta o tema segurança viária e mobiliza os mais diversos segmentos: órgãos de governos, empresas, entidades de classe, associações, federações e sociedade civil organizada para promover ações que reduzam a violência no trânsito.

Salvador Vai de Bike - O Movimento Salvador Vai de Bike existe há três anos e, nesse período, mais de 60 eventos já foram realizados em prol de temas relevantes para a sociedade. “Esta iniciativa foi criada justamente para implantar em Salvador uma nova consciência sobre a importância do uso da bicicleta no município. Então, a Prefeitura tem investido sistematicamente em infraestrutura cicloviária da cidade, como também em processos de mobilização em torno do estímulo da utilização deste veículo como meio de transporte, bem como os equipamentos compartilhados, associando as bikes a todos os grandes eventos ocorridos na capital baiana. Existe ainda, em conjunto com os demais órgãos municipais, um trabalho de conscientização junto a motoristas de ônibus em relação à segurança, dentre outras atividades”, explica Isaac Edington, presidente da Saltur, órgão gestor do MSVB.

0
0
0
s2sdefault
0
0
0
s2sdefault

Quinhentos ciclistas são esperados no passeio de bike, realizado pela Transalvador, com apoio do Movimento Salvador Vai de Bike (MSVB), como parte das ações do Maio Amarelo. O evento marcado para este domingo (28) terá um percurso de 8,7 km, com saída da sede da autarquia, nos Barris, com destino ao Farol da Barra e retorno ao meio-dia. O rolé dos pedaleiros ainda será marcado pelo sorteio de uma bike.

A ação tem como objetivo sensibilizar os cidadãos soteropolitanos para a luta pela redução de mortes no trânsito. Quem não tem bicicleta não ficará de fora, já que o Salvador Vai de Bike disponibilizará "laranjinhas" gratuitamente. A Associação dos Bicicleteiros do Estado da Bahia (Asbeb) e a empresa Nutricash também são parceiras do evento.

Desde o início do mês, a Transalvador realiza uma série de atividades educativas e campanha nas redes sociais para conscientizar a sociedade em relação  a necessidade de reduzir mortes no trânsito. O ‘Maio Amarelo’ coloca em pauta o tema segurança viária e mobiliza os mais diversos segmentos: órgãos de governos, empresas, entidades de classe, associações, federações e sociedade civil organizada para promover ações que reduzam a violência no trânsito.

0
0
0
s2sdefault

Fale Conosco

O seu canal de comunicação com o nosso site. Caso tenha dúvidas, sugestões ou solicitações de serviços, por favor, mande mensagem que teremos prazer em respondê-la.

Enviando...