Esportes

0
0
0
s2sdefault

Acontece neste domingo (21), na região do Comércio, especificamente entre o 2º Distrito Naval e a Bahia Marina, a 2ª etapa do Campeonato Baiano de Triathlon. A competição levará para a região cerca de 250 atletas que darão o melhor de si para concluir as provas de natação, corrida e ciclismo. As provas serão em distância 750m de natação, 20km de ciclismo e 5km de corrida.

O Campeonato Baiano de Triathlon é organizado pela Federação Baiana de Triathlon (Febatri) e conta com uma equipe técnica completa para garantir a segurança das provas e dos competidores. O campeonato é formado por cinco etapas, ao todo, que serão realizadas até o final deste ano. Na 1ª etapa de 2017, participaram das provas 198 atletas nas diversas categorias, incluindo Elite e Kids.

De acordo com o presidente da Febatri, Walter Kraus, a instituição está engajada para unir ainda mais esforços em relação as competições realizadas em Salvador e também em todo o estado. “Vamos organizar a final da Copa Nordeste e também apoiaremos todas as competições realizadas por clubes, associações e outras entidades privadas, além de alguns projetos novos que estão por vir”, acrescenta o gestor.

O Campeonato Baiano de Triathlon recebe apoio da Prefeitura de Salvador, através da Empresa Salvador Turismo (Saltur).

 

0
0
0
s2sdefault
0
0
0
s2sdefault

Utilizar a bicicleta como meio de transporte pode proporcionar diversos benefícios para a saúde, além de não poluir o meio ambiente. Pensando nesses benefícios, o encarregado Eleandro Pereira, 58 anos, utiliza a bike todos os dias para se deslocar de sua casa, no bairro de Pernambués, até o Parque da Cidade, no Itaigara, onde trabalha. Ele que é funcionário da Secretaria de Cidade Sustentável e Inovação (Secis) já ganhou um dia de folga por ir e voltar ao trabalho de bicicleta. 

Esse benefício foi instituído pela Secis através da Portaria 003/2017. Desde fevereiro, todos os funcionários da pasta que se deslocam de bicicleta de sua residência até o trabalho, durante 15 dias úteis no mês, têm direito a uma folga no serviço. A medida está em fase de análise pela Secretaria Municipal de Gestão (Semge) e pode ser extensiva a outros órgãos e repartições públicas municipais. 

"Utilizo a bicicleta como meio de transporte há 16 anos. Para mim, é uma forma de praticar esporte, cuidar da minha saúde e ainda de ter lazer. Essa portaria é maravilhosa. Espero que os colegas de trabalho se interessem por mais esse estímulo. E vale muito a pena pela saúde", disse o encarregado. Em sua primeira folga programada, Eleandro pôde aproveitar melhor a convivência familiar em um passeio. Para a próxima folga, ele planeja colocar em ordem algumas atividades domésticas. 

De acordo com o titular da Secis, André Fraga, esta proposta de incentivar o uso da bicicleta como meio de transporte pelos servidores do município tem como objetivo ampliar um debate sobre saúde e sustentabilidade na sociedade. "A importância desta portaria é trazer para o poder público um fomento ao uso da mobilidade ativa que traz diversas contribuições para o cidadão, seja colocando menos um carro nas ruas ou tornando o servidor mais ativo e saudável", explicou Fraga. 

Fraga também destacou que, desde que a portaria foi instituída, a Secis recebeu várias solicitações de informação de órgãos de outros estados para conhecer melhor a iniciativa e saber de que forma ele foi implantado em Salvador. Em breve, a secretaria dará início a uma campanha interna com divulgação de informações, cartazes e rodas de conversa sobre os benefícios de utilizar a bicicleta para se locomover.

Vai de bike - A dica para quem deseja utilizar a bicicleta no dia a dia, seja como transporte ou como atividade de lazer, e não possui uma bike, é usar as "laranjinhas", bicicletas públicas disponíveis em 40 estações de compartilhamento espalhadas pela cidade. Desde que foram implantadas, através do Movimento Salvador Vai de Bike, as "laranjinhas" já realizaram 766.343 mil viagens. 

Atualmente, Salvador dispõe de 133 km de sistema cicloviário implantado, incluindo ciclovias, ciclorotas e ciclofaixas. Os ciclistas ainda contam com dois bicicletários públicos situados nos bairros da Barra e Ribeira e 600 paraciclos localizados em pontos estratégicos da capital.

0
0
0
s2sdefault
0
0
0
s2sdefault
 

Itapuã receberá o primeiro equipamento, que pretende formar atletas em áreas de vulnerabilidade social

Começarão, em breve, as obras para construção do Centro de Iniciação ao Esporte (CIEs) de Itapuã. A ordem de serviço para início das construções foi assinada nesta sexta-feira (31) pelo prefeito ACM Neto, no local onde será instalado o equipamento (Rua da Ilha, s/n), e integra o pacote de medidas em comemoração ao aniversário de 468 anos de Salvador. O equipamento será multiuso, voltado para a iniciação e ao esporte de alto rendimento, estimulando a formação de atletas em áreas de vulnerabilidade social. O segundo espaço será construído em São Marcos, na Avenida São Rafael.

Na solenidade, que contou com apresentações de taekwondo e boxe, o prefeito reconheceu a transformação social que é promovida através do esporte. "É possível vencer na vida e levar esperança ao coração das pessoas através do esporte. Temos investido nessa área porque sei que uma galera enorme de jovens da nossa cidade, quando tem os seus corações tocados pelo esporte, saem da rua, saem dos vícios”, completou o gestor. Como forma de agradecimento pela instalação do equipamento esportivo da comunidade, ACM Neto recebeu, através do membro da Federação de Taekwondo da Bahia, Carlos Sidrônio, o título honorário de faixa preta em taekwondo. 

As unidades de Itapuã e São Rafael terão a mesma estrutura: ginásio poliesportivo, com arquibancada para 195 pessoas, além de área de apoio, com administração, sala de professores e técnicos, vestiários, chuveiros, enfermaria, copa, depósito, academia e sanitário. Serão investidos mais de R$ 6 milhões nos dois equipamentos, com recursos do Ministério dos Esportes e uma contrapartida do município, num espaço de 2,5 mil metros quadrados, sendo 1,6 mil metros quadrados de área construída. O prazo previsto por contrato é de seis meses a partir da ordem de serviço.

O espaço será adequado para a prática de diversas modalidades olímpicas, a exemplo de basquetebol, ginástica rítmica, handebol, judô, taekwondo e vôlei. Também haverá adaptações para práticas de modalidades paraolímpicas, a exemplo do judô e voleibol sentado. As modalidades não-olímpicas que poderão ser praticadas nos CIEs são futsal e capoeira. Serão beneficiadas crianças entre 6 e 16 anos, através de projetos de iniciação esportiva realizadas nas duas comunidades.

A proposta com a construção desta estrutura é desenvolver o senso crítico e a autonomia de crianças e adolescentes, a sociabilidade e o bom convívio entre aqueles em situação de risco; estimular habilidades e coordenação motoras; disseminar os conceitos da cidadania, do respeito ao próximo, ao patrimônio público e à vida de forma geral; estabelecer um vínculo entre os espaços construídos e as comunidades de origem dos beneficiados; e alcançar o respeito e o carinho da sociedade pela certeza de estar executando um projeto de relevância social, cultural e esportiva no município.

O modelo de gestão a ser implementado pelo município prevê a participação efetiva da comunidade, priorizando a realização de atividades em conjunto com as escolas, clubes, federações e associações. Nesse sentido, buscará a construção de uma agenda unificada em que cada parceiro seja envolvido na programação geral das atividades desenvolvidas. “Com os centros prontos, esperamos desenvolver o senso crítico e a autonomia de crianças e adolescentes, explorar a sociabilidade e o bom convívio entre grupos, além de lapidar o lado atleta de cada um”, afirma o secretário de Trabalho, Esportes e Lazer (Semtel), Geraldo Júnior.

0
0
0
s2sdefault
0
0
0
s2sdefault

Competição deverá reunir 300 atletas no próximo sábado (25), na Praia de Inema

Mais um grande evento de esporte vai integrar a programação do Festival da Cidade 2017, promovida pela Prefeitura em comemoração pelos 468 anos de Salvador. A II Taça SUPBA será realizada no próximo sábado (25), na Praia de Inema – localizado na Base Naval de Aratu. O evento organizado anualmente pelo site Stand Up Paddle Bahia (SUPBA) possui disputas de Stand Up Paddle (SUP), Paddleboard e Canoa Havaiana. Além disso, praticantes de Surfski vão participar como categoria convidada.

As inscrições com preços promocionais seguem com preço normal até esta quarta-feira (22) nas lojas Sankaku, Salvador Shopping e Shopping Barra. A expectativa é reunir cerca de 200 atletas praticantes das quatro modalidades. Estão previstas categorias infantis, amadoras e profissionais, além de uma categoria exclusiva para os atletas militares.

As provas serão de distância, sendo o percurso de 5 km para os amadores e 7,5 km para os profissionais. Logo após as provas, os três primeiros colocados de cada categoria serão premiados com medalhas.

A grande novidade deste ano é a categoria Estreante, criada para atletas de Stand Up Paddle que nunca competiram anteriormente. Com percurso reduzido, de apenas 2 km, é uma oportunidade para os iniciantes no esporte terem a vivência da adrenalina de um campeonato.

O evento, que tem o apoio da Secretaria Municipal do Trabalho, Esportes e Lazer (Semtel) e as provas serão chanceladas pela Associação Baiana de SUP (Abasup) e Associação Baiana de VA’A (ABVAA). Mais informações sobre as competições podem ser obtidas no site www.supba.com.br.                       

Festival - A 5° edição do Festival da Cidade acontece entre os dias 25 de março e 2 de abril. Ao todo, mais de 100 ações acontecem em 27 pontos durante a celebração cultural do aniversário da capital baiana. São apresentações de teatro, circo, grafite, shows musicais, eventos ligados à gastronomia, exposições, espetáculos de comédia, feiras livres, projetos culturais, esportivos e muito mais.

A programação do Festival é organizada pela Empresa Salvador Turismo (Saltur) em parceria com a Secretaria de Cultura e Turismo (Secult), Fundação Gregório de Matos (FGM) e Secretaria Municipal de Trabalho, Esporte e Lazer (Semtel). A programação completa pode ser conferida no site www.festivaldacidade.salvador.ba.gov.br.​

0
0
0
s2sdefault
0
0
0
s2sdefault

O Farol da Barra vai ser palco de um evento internacional de capoeira, que chega à fase final após rodar o mundo. Com apoio da Prefeitura, por meio da Empresa Salvador Turismo (Saltur), o Red Bull Paranauê será realizado neste sábado (28), a partir das 14h30. O evento tem como objetivo encontrar o capoeirista mais completo de todos, dentre os 16 selecionados nas etapas anteriores.

A competição busca manter a essência da capoeira e perpetuar os ensinamentos de grandes nomes como Mestre Bimba, Mestre Pastinha, Mestre João Grande e outros. O Red Bull Paranauê conta com a curadoria e o aval do Mestre Sabiá, que tem mais de 30 anos de experiência com a Capoeira.

No Farol da Barra, os competidores terão que mostrar as habilidades em três dos principais segmentos da Capoeira: Angola, Regional e Contemporânea. A intenção é encontrar qual deles é capaz de jogar e passear por todos as habilidades com melhor desempenho. Para definir o campeão, o evento terá três toques da Capoeira, cada um representando um estilo específico: Toque Jogo de Dentro (Angola), Toque de Iúna (Regional) e Toque São Bento Grande Regional (Contemporânea).

Dois capoeiristas se reunirão no centro e sortearão dois toques para serem jogados, com 40 segundos para cada um dos toques. Seis mestres renomados serão os juízes e definirão, entre os dois participantes de cada jogo, quem passará para a próxima etapa, até surgir o grande campeão. O capoeirista mais completo do mundo ganhará três dias na academia do Mestre João Grande em Nova York (EUA).

0
0
0
s2sdefault
0
0
0
s2sdefault

Dentro de seis meses, Salvador vai passar a contar com um equipamento apto a formar atletas de alto rendimento em esportes aquáticos. A informação é da Secretaria Municipal de Trabalho, Esportes e Lazer (Semtel), após comitiva de gestores e técnicos da Prefeitura e pessoas ligadas ao esporte vistoriarem diversos pontos da capital baiana nesta segunda-feira (23). A iniciativa visa buscar um local apropriado para instalação de uma das piscinas do Estádio Aquático dos Jogos Olímpicos do Rio de Janeiro, cedidas após o evento esportivo. Além de Salvador, Manaus (AM) também foi contemplada com equipamento similar.

Voltada para a formação de jovens atletas, a piscina mede 25x50 com dois metros de profundidade. A cessão do equipamento é fruto de um acordo de cooperação técnica entre o município, por meio da Semtel, e mais três entes. Um deles é a Aeronáutica, responsável pela aquisição do equipamento junto ao fabricante. Outros dois são o Ministério dos Esportes, que definiu as cidades que receberiam os equipamentos, e a Myrtha Pools, empresa italiana líder do mercado de piscinas na Europa, que fabricou a piscina e será responsável pela montagem na capital baiana.

"Temos vistoriado áreas de propriedade da Prefeitura e outras de interesse comum para definição do melhor lugar para instalação. A piscina já foi desmontada e todos os pré-requisitos solicitados já foram cumpridos. Também dispomos de uma empresa apta a realizar o traslado do equipamento do Rio de Janeiro para cá. Todo o trabalho prévio foi viabilizado pelo Escritório Salvador Cidade Global (ESCG), sob a tutela do secretário Jorge Khoury, e a transferência dessa piscina é uma das prioridades da pasta", afirma o titular da Semtel, Geraldo Júnior.

Formação de atletas - De acordo com Geraldo Junior, a chegada do equipamento servirá de estímulo à ampliação dos esportes aquáticos na capital. Dentre os expoentes está o medalhista olímpico na natação indoor em Sydney 2000, Edvaldo "Bala" Valério, e os campeões mundiais de maratona aquática Ana Marcela Cunha e Allan do Carmo. "É preciso valorizar a prata da casa e também estabelecer o turismo de esportes na cidade. Portanto, a expectativa é de que até o mês de junho teremos a piscina instalada em Salvador. Com isso, será incentivada a prática de atividades relacionadas e todo o cunho social agregado", disse.

Para a implantação do equipamento, foram vistoriadas locações na orla, avenidas Paralela, ACM e Bonocô e na Boca do Rio. Dentre os locais visitados estão o entorno da Associação Desportiva e Cultural Coelba (Adelba), na Paralela; o antigo Clube Português, na Pituba; e o Parque Santiago, na ACM. Membro do Conselho Nacional de Esportes de Alto Rendimento, Edvaldo Valério também participou do reconhecimento.

Valério destaca a importância da implantação desse equipamento na capital. "Fui atleta olímpico e, assim como o secretário, sei da dificuldade que é para um atleta de alto rendimento treinar em Salvador. Salvador sempre foi um celeiro de grandes atletas de porte olímpico e vinha sofrendo há muitos anos sem uma piscina adequada”.

0
0
0
s2sdefault
0
0
0
s2sdefault

Evento irá reunir cerca de 70 atletas de diversos estados brasileiros

Acontece neste sábado (14) a Travessia Yacht - Morro, que irá reunir cerca de 70 atletas em um percurso de 60 km. A competição de canoagem é uma realização do Yacht Clube da Bahia com o apoio da Prefeitura, através da Secretaria Municipal de Trabalho, Esportes e Lazer (Semtel). “Nós possuímos uma das maiores bacias hidrográficas do brasil e o esporte náutico é de suma importância para o soteropolitano e para o turismo local. Por isso, um dos principais objetivos da nossa secretaria é apoiar todo o esporte desta modalidade, cada vez mais em evidência”, afirma o diretor de Esportes e Lazer da Semtel, Geraldo Pinto.
 
A largada será no próprio Yacht Clube da Bahia, às 7h. Já a chegada deverá ocorrer de 13h às 17h (horário limite), na primeira praia, em Morro de São Paulo. A premiação será no mesmo dia, às 20h, na praça principal de Morro. No total, serão 30 canoas participantes (um ou seis lugares). “A nossa expectativa é que esse evento se torne a principal prova de canoa havaiana do país e uma das principais do mundo”, revelou Álvaro Zollinger, diretor de Remo do Yacht Clube da Bahia.
 
A Travessia Yacht – Morro é a maior competição de canoa havaiana do país sem auxílio externo, ou seja, sem revezamento ou barco de apoio. Os pontos de controle ficam localizados à 20 e 40 km da largada. O evento também conta com o apoio do governo da Bahia, da prefeitura de Cairu e da Marinha do Brasil, que irá acompanhar todo percurso através de um navio patrulha e mais três lanchas. Além disso, a organização contará com sete barcos de apoio e sistema de rastreamento online de todas as canoas, via satélite.
 
As inscrições para o evento foram realizadas de 5 de dezembro de 2016 até 7 de janeiro de 2017, através do site: www.icb.com.br.



 
0
0
0
s2sdefault
0
0
0
s2sdefault

Com a Baía de Todos os Santos como palco central, acontece neste fim de semana a 2° e última etapa do Festival Náutico de Salvador. O evento foi lançado pela Prefeitura em 2015 e conta com a parceria do Yacht Clube da Bahia, Bahia Marina e Capitania dos Portos

No sábado (3), será realizada a 2° Travessia Baía de Todos os Santos. O percurso feito por nadadores dura em média 3h e depende de muita dedicação. A largada será às 8h na praia do Jaburu, em Mar Grande, com chegada no Porto da Barra.

Já o 4º Desafio Travessia Mar Grande/Yacht acontece no domingo (4), com saída de Mar Grande, às 8h30, e remada até a praia do Porto da Barra, em uma distância de aproximadamente 10 km. Participam do evento praticantes de Stand Up Paddle e Canoa Havaiana.

Mais uma competição completa a grade do Festival Náutico de Salvador: o Campeonato Brasileiro de Windsurf 2016. O evento, que conta com participação de atletas das classes Raceboard, Techno 293 e RSOne, vai acontecer na praia da rua K, em Itapuã, de amanhã (2) até domingo (4). As inscrições para participar da competição podem ser feitas através do site http://raceboard.com.br/. Para informações sobre as regras do evento é só entrar em contato através do 3367-5477.

0
0
0
s2sdefault
0
0
0
s2sdefault

Educadores físicos da rede municipal de ensino participaram, nesta segunda-feira (21), de uma certificação em basquetebol. A inciativa é uma realização do Grupo de Iniciação ao Basquetebol Infantil (GIBI), vinculado à Liga Brasileira do Basquetebol. Ao todo, 13 escolas ligadas à Secretaria Municipal de Educação (Smed) foram atendidas e 70 professores fizeram a formação durante todo o ano de 2016. A entrega dos certificados ocorreu na Escola Municipal Gersino Coelho, no Cabula.

Para a coordenadora de Acompanhamento da Diretoria Pedagógica da Smed, Denise Araújo, esta formação qualifica o trabalho do professor, além de beneficiar a vida dos alunos no que diz respeito à disciplina e superação. Segundo Denise, existe a possibilidade de uma nova formação em 2017, após o êxito neste primeiro ano. "Estamos tentando viabilizar mais uma edição, pois oportuniza um número maior de esportes nas escolas, e até fora do âmbito escolar. Temos também profissionais mais motivados, além da presença de um atleta olímpico que é o Gilson Trindade, referência no esporte”.

Trindade, que é coordenador do GIBI em Salvador, afirma que como ex-atleta da Seleção Brasileira de Basquete e atleta olímpico, pretende contribuir para a prática esportiva nas escolas. "Desde 2014 estamos com este projeto e, mesmo sabendo das dificuldades, procuramos atender às demandas, adequando à realidade atual das escolas. Temos recebido um apoio imensurável da rede municipal de ensino e secretários, que são grandes entusiastas e sabem dos valores que isso traz à população infantil", afirmou.

Parceria com o NBA - Gilson Trindade lembrou que o GIBI é uma parceira da NBA, através da Junior NBA, que considera significante o projeto baiano. "Estamos com três escolas em Salvador, com professores comprometidos e motivados, com ideias que ajudarão neste projeto em âmbito nacional. Temos um plano de trabalho para 2017 e vamos contemplar as visitas constantes às escolas, festivais, além de fazermos um evento com a NBA e jogadores profissionais para que troquem experiências com os professores e alunos", pontuou.

O educador físico Anderson Cunha, professor da Escola Municipal Gersino Coelho, participou da formação durante este ano. "Todos os professores consideram que este projeto colabora para disseminar o esporte, além de proporcionar ganhos para os alunos pelo contato com uma nova modalidade, com o movimento, forma de socializar e conhecer regras. Na verdade, no final, ganhamos todos nós. Estamos felizes pelo projeto ter dado certo, também pelas perspectivas e rumos que tomou. Estamos lidando com pessoas com conhecimento técnico, então dá uma segurança para seguirmos adiante e vestir a camisa”, disse o educador.

 

0
0
0
s2sdefault

Fale Conosco

O seu canal de comunicação com o nosso site. Caso tenha dúvidas, sugestões ou solicitações de serviços, por favor, mande mensagem que teremos prazer em respondê-la.

Enviando...