Cultura

0
0
0
s2sdefault

A literatura invade Salvador neste fim de semana com a 1ª Festa Literária do Subúrbio (Flisu), que acontece nesta sexta-feira (26) e sábado (27), a partir das 10h, com transmissão pelo Facebook e YouTube do projeto. A iniciativa foi contemplada pelo Prêmio Anselmo Serrat de Linguagens Artísticas, da Fundação Gregório de Mattos (FGM), por meio da Lei de Emergência Cultural Aldir Blanc.

Toda a programação será on-line com autores, escritores, poetas, rappers e outros criadores literários que se reunirão na festa, com objetivo de revelar uma forma de fazer literatura que foge dos padrões preestabelecidos. Além disso, também vai ter roda de conversa, sarau, performance literária, lançamento de livros e apresentações musicais.

“O Flisu tem o intuito de mostrar a importância e de revelar as potências literárias do Subúrbio, mostrando que nesse território não existe só violência. Aqui também se produz literatura enquanto um direito de todo cidadão”, destaca o coordenador do projeto, George Bispo.

Atrações – Repleto de novidades, o evento contará com a participação de diversos artistas e temas atuais para o público. Na sexta-feira (26), das 10h às 10h30, haverá Performance Literária com Eddy Veríssimo. Das 10h30 às 12h, será a vez da Conferência de Abertura (master class) com a escritora Conceição Evaristo.

No mesmo dia, das 13h30 às 15h, haverá uma roda de conversa com o tema "Estética suburbana e representatividade", que terá como convidados Leandro Vilas Verde e Sérgio Vaz, sob a mediação de Ana Vaneska. Também acontecerá uma Performance Literária, das 15h às 15h30, com Akins Kintê.

Das 15h30 às 17h30, ocorrerá uma roda de conversa com o tema "Literatura e identidades: por uma estratégia de libertação", tendo como convidados o ator Lázaro Ramos e a pesquisadora Carla Akotirene.  Das 17h30 às 18h30, será realizado o lançamento de livros, com saraus e apresentação musical em seguida.

Já no sábado (27), das 10h às 18h, será repleto de atrações, como a Roda de Conversa "Literatura Insurgente e lugares de fala", performances literárias de Udi e Nini Kemba Nayo e Sarau da Flisu. A programação completa pode ser conferida na página @flisuoficial no Instagram.

 



 

0
0
0
s2sdefault
0
0
0
s2sdefault

 

Para estimular a arte e a criatividade em Salvador, os artistas ou coletivos de artistas poderão participar da segunda edição do projeto Movimento Urbano de Arte Livre, o M.U.R.A.L.. Com apoio da Prefeitura, por meio da Fundação Gregório de Mattos (FGM), a iniciativa visa ressaltar o papel da arte como direito fundamental e alimento para a alma e para o espírito humano, evidenciado o período de pandemia e isolamento social. As inscrições começam a partir desta segunda-feira (1º), através do link www.projetomural.art.br .

Serão selecionados quatro artistas individuais, ou coletivos com até três artistas, sendo todos os candidatos baianos ou residentes na capital baiana há, pelo menos, cinco anos. Estão contemplados artistas visuais que utilizam diferentes técnicas, como Pintura, Graffiti, Desenho e Stencil, dentre outras.

O intuito é realizar quatro grandes obras de arte, complementando os dez murais realizados na primeira edição do projeto, em 2016. O tema escolhido é "Separado é Tudo Junto”, inspirado na expressão "Tudo Junto é Separado e Separado é Tudo Junto", utilizando a arte como ferramenta que proporciona sentimento de união e acolhimento, diante de um cenário tão difícil, mas que sempre tenha um caráter atemporal.

Além de proporcionar uma grande visibilidade aos artistas participantes, o projeto novas oportunidades de trabalhos artísticos e reafirma todo o potencial criativo existente na Bahia. Também possibilita mais um roteiro ligado ao Turismo Artístico-Cultural em Salvador.

“Este projeto é bastante importante em diversos aspectos, a exemplo da valorização e maior visibilidade dos artistas locais, em oposição inclusive ao estigma de que para viver e trabalhar de arte e cultura precisa ir para o eixo Rio-São Paulo. Também pelo olhar para o centro antigo de Salvador, um lugar tão incrível e importante historicamente e geograficamente e, ainda, pela oportunidade de levar a arte ao espaço mais democrático, que são as ruas da cidade”, destaca a responsável pelo projeto, Vanessa Vieira.



0
0
0
s2sdefault
0
0
0
s2sdefault

O projeto Primeiro Som Perc está com as inscrições abertas até o sábado (30), para o curso on-line de fábrica de criação de instrumentos sonoros afropercussivos. Todas as crianças e jovens entre 12 e 25 anos residentes do Bairro da Paz podem participar. Informações sobre as inscrições devem ser enviadas para o e-mail O endereço de e-mail address está sendo protegido de spambots. Você precisa ativar o JavaScript enabled para vê-lo..

A iniciativa integra a programação do Projeto Arte é Vida Bairro da Paz com curso on-line gratuito, no qual tem o intuito de acessibilizar crianças e jovens da localidade. As ações educativas do projeto ocorrerão entre os dias 07 de fevereiro a 10 de abril, colaborando com oficinas educativas de construção de instrumentos sonoros afro-percussivos.

A ação é realizada dois dias na semana, em dois turnos, sendo matutino e vespertino, que atende cerca de 80 crianças e adolescentes do Bairro da Paz em cada ano letivo. O projeto é um dos contemplados pelo Prêmio Anselmo Serrat de Linguagens Artísticas, da Fundação Gregório de Mattos (FGM), por meio da Lei Emergencial de Cultura Aldir Blanc.

Dinâmica – Por conta da pandemia de Covid-19, o curso será realizado por meio das plataformas de vídeo aulas, que serão divididas em seções pedagógicas para a construção das oficinas. Além disso, também por questões de desigualdade tecnológica, os selecionados para a etapa educativa receberão um kit com materiais para a permanência, o qual garantirá a integração no curso.

“De modo geral, temos o objetivo de valorizar a importância da música negra baiana e construir ações educativas na comunidade do Bairro da Paz, acessibilizando crianças e jovens. Outro fator é a possibilidade de construir elementos que tangem a história e memória da musicalidade através da construção de instrumentos sonoros afro-percussivos”, destaca Juci Reis, coordenadora e gestão do projeto.

 

 

 

0
0
0
s2sdefault
0
0
0
s2sdefault

Os interessados em participar da quinta edição do Festival de Teatro do Subúrbio podem fazer a inscrição até o dia 15 de fevereiro pelo site www. coletivodeprodutores. com. br . O projeto foi contemplado pela Fundação Gregório de Mattos (FGM) por meio do Prêmio Anselmo Serrat de Linguagens, beneficiado pela Lei de Emergência Cultural Aldir Blanc, com recursos oriundos do governo federal.

O festival tem como intuito promover um ciclo de mostra de produções teatrais dos grupos profissionais e amadores dos subúrbios e periferias do país, contribuindo com o processo de formação de público, difusão do teatro brasileiro e profissionalização. É produzido pela Múltipla – Ideias e Ações Culturais e o Coletivo de Produtores Culturais do Subúrbio. Por conta da pandemia de Covid-19, o evento será on-line e acontecerá entre os dias 23 e 28 de março, podendo ser acompanhado através do canal oficial no YouTube do evento.

“O festival surgiu diante da nossa insatisfação com os que existiam na cidade e não davam espaço para os grupos de periferia. Logo em seguida, resolvemos criar o nosso próprio festival e trabalhamos nele como foco na profissionalização. Abrimos o edital para selecionar os grupos e montar a grade. Seguindo esse foco, não haverá limite de idade. Portanto, qualquer grupo das periferias, subúrbios, comunidades e favelas do país podem se inscrever”, explica o coordenador geral, Márcio Bacelar.

Viabilização – O primeiro Festival de Teatro do Subúrbio foi realizado em setembro de 2009. Alguns anos depois, em 2013, após perder a captação de recursos e patrocínios, o projeto teve que encerrar as atividades. “Mas, a partir da Lei Aldir Blanc, tivemos a oportunidade de colocar o festival de uma forma híbrida, fazendo com que todos pudessem participar”, completa Bacelar.

 

0
0
0
s2sdefault
0
0
0
s2sdefault

Até a próxima segunda-feira (25), estão abertas as inscrições para as oficinas virtuais de Formação em Audiovisual e de Produção Cultural, no Espaço Cultural Boca de Brasa, em Cajazeiras. A programação faz parte da quinta edição do Diversão de Verão, que acontece nos equipamentos culturais geridos pela Fundação Gregório de Mattos (FGM). Durante este período de alta estação, diversas atrações e atividades formativas vão ser realizadas para o público pelas plataformas virtuais, adaptando-se ao novo normal.

Os interessados podem efetuar a inscrição por meio do link https:// abre.bio/ Coletivizando. Serão 30 vagas para cada oficina, destinadas ao público em geral, com idade mínima de 16 anos. As aulas vão ocorrer a partir do dia 8 de fevereiro. A Oficina Audiovisual acontece sempre às segundas e quartas, das 14h às 17h, e a Oficina de Produção Cultural ocorre nas terças e quintas, das 14h às 17h.

Além das oficinas, o Palco Aberto Show de Calouros Cajazeiras trará uma competição on-line que vai premiar, em dinheiro, três finalistas escolhidos mensalmente. As apresentações vão ocorrer sempre no último domingo de cada mês, sendo que a primeira está prevista para acontecer no dia 31 de janeiro.

A estimativa é de que 30 artistas se apresentem e, destes, serão escolhidos 20 competidores. Em fevereiro serão escolhidos mais 16, que irão se apresentar em março e assim sucessivamente até chegar a final, no mês de junho, com 10 finalistas.

Conforme a coordenadora do projeto, Fernanda Paquelet, o fomento da produção artística precisa investir em três pilares fundamentais: formação, experimentação e distribuição. “Nosso objetivo é fazer uma atividade que comporte um pouco desses três fundamentos para que o aluno tenha a possibilidade de observar um ciclo completo. Nossas dificuldades são as de todos: manter a atenção dos alunos, mesmo sem a presença, é um trabalho árduo”, avalia.

0
0
0
s2sdefault
0
0
0
s2sdefault

A Casa do Benin, equipamento administrado pela Fundação Gregório de Mattos (FGM), está com inscrições abertas para as Oficinas Culinária Musical, que serão transmitidas entre os meses de fevereiro a junho, no canal oficial do YouTube da FGM. A inscrição é gratuita e pode ser efetuada até o dia 29 de janeiro, pelo link https://cutt. ly/oficinasCulinariaMusical .

O projeto foi criado pelo ator e produtor cultural Jorge Washington, o Afrochef, que retoma as edições com o formato novo: o virtual. As oficinas serão divididas em Culinária Afetiva Afro-Baiana e Oficina de Introdução à Culinária Vegana.

A Oficina Culinária Afetiva Afro-Baiana com Jorge Washington será realizada sempre às terças e quintas-feiras, das 15h às 18h. Já a Oficina de Introdução à Culinária Vegana estará sob o comando da chef, ativista e afroempreendedora à frente do Rosas do Dendê, Daiana Lima, às segundas e quartas-feiras, das 15 às 18h.  A carga horária é de 160h e os participantes terão direito a certificado.

“Nessa oficina pretendo repassar o que tenho aprendido com os mais velhos e o que tenho acumulado na minha memória afetiva. Além disso, é uma oportunidade para o público aprender os meandros da culinária afrobaiana e, também, fazer um passeio por esses saberes. Espero que seja uma troca rica em saberes”, afirma Jorge Washington.

 

0
0
0
s2sdefault
0
0
0
s2sdefault

O Espaço Cultural Boca de Brasa do Centro de Artes e Esporte Unificado (CEU), em Valéria, será palco de várias atividades culturais a partir deste sábado (16), dentro da programação do Diversão de Verão. Promovida pela Fundação Gregório de Mattos (FGM), a série de atrações vai movimentar Salvador de um modo diferente este ano: através da internet.

O pontapé será dado neste sábado (16), das 16h às 18h, com a abertura oficial do Boca de Brasa – Remonta, que contará com apresentações e bate-papos. A atividade será transmitida ao vivo no canal do YouTube da FGM.

O projeto é realizado pela Múltipla – Ideias e Ações Culturais e Coletivo de Produtores Culturais do Subúrbio e traz, de modo virtual, os artistas Luan Leony, Uanderson Bahia, Victor Dayubee, Devon e Mario Show, além do grupo Sexy Bitches. Já a apresentação fica por conta de Fabrício Cumming, que também fará um bate papo com a Miss Subúrbio Gay 2020, Luna Martins/Jonatas Bento.

“O Palco Aberto é um projeto que tenho um carinho enorme, pois participo desde a primeira edição. Ou seja, para mim sempre é um prazer estar presente. No entanto, esta será a primeira vez que vou apresentar de forma remota, sem público e com os artistas longe de mim”, diz Fabrício Cumming, apresentador e coordenador artístico.

O artista Luan Leony, um dos integrantes da grade de apresentações, divulgará as próprias canções durante o show. “Estou bastante contente com esta oportunidade e superansioso para apresentar duas das minhas canções autorais a todos. Também estou em montagem de um projeto musical e produzindo o meu álbum”, conta o compositor.

CEU – O Centro de Artes e Esporte Unificado de Valéria (CEU) de Valéria foi inaugurado em dezembro de 2018. O propósito do espaço é integrar, em um mesmo local, atividades esportivas, ações culturais, atendimentos sociais, capacitações e encaminhamentos para o mercado de trabalho. Em dois anos de funcionamento, as ações desenvolvidas no local envolvem diversos órgãos municipais e já alcançaram cerca de 18,6 mil pessoas.

 

 

0
0
0
s2sdefault
0
0
0
s2sdefault

O projeto Misture-se! vai fazer um mix de literatura, rap e audiovisual em oficinas abertas a todos que gostem de misturar os temas. As inscrições podem ser feitas até o próximo dia 26 no site https://linktr.ee/misturese . O projeto idealizado pela Gira Pomba Produções, produtora independente de Cajazeiras, foi contemplado pelo Prêmio Anselmo Serrat de linguagens artísticas, da Fundação Gregório de Mattos (FGM), por meio da Lei de Emergência Cultural Aldir Blanc.

Para participar da oficina de rap e/ou audiovisual (videoclipe) é obrigatória a participação na oficina de literatura.  Ao todo são 60 vagas divididas entre 20 para rap e 40 para audiovisual/videoclipe. Caso o número de inscrições seja maior que o número de vagas, a preferência será para moradores de Cajazeiras e região, seguidos de outras periferias e Subúrbio.

Outros critérios aplicados são o de equilíbrio de gênero, experiência e disponibilidade que serão avaliados conforme ficha de inscrição. Os inscritos aprovados serão convocados por WhatsApp, e-mail e também em lista no Instagram @girapombaproduções

As aulas serão todas on-line na plataforma Zoom, de segunda a sexta-feira, das 19h30 às 22h. A oficina de literatura acontece de 8 a 16 de fevereiro; a de rap, de 18 a 26 de fevereiro; e audiovisual (videoclipe), de 15 a 26 de março. A ideia é reunir pessoas e, ainda, dar a chance de contribuir para a produção de faixas musicais e videoclipes, tudo de maneira colaborativa e virtual.

 

 

0
0
0
s2sdefault
0
0
0
s2sdefault

Neste final de semana tem início o Enxurrada III, que traz apresentações, podcasts e oficinas para impulsionar, produzir e difundir a criação de artistas alternativos e locais que ocupavam o Casa Preta Espaço de Cultura, no Dois de Julho, antes da pandemia. Este é um dos projetos contemplados pelo Prêmio Anselmo Serrat de Linguagens, da Fundação Gregório de Matos (FGM), através da Lei de Emergência Cultural Aldir Blanc.

Neste sábado (16), às 20h, o Enxurrada traz a apresentação da cantora nigeriana Okwei Odili e, no domingo (17), às 17h, a exibição do espetáculo Pindorama – Antes de se Chamar Brasil, para o público infantil. O evento acontece totalmente on-line e basta ser acessado no horário das atividades, no Facebook (acasapreta) ou canal do YouTube (casapretaespacodecultura).

Com realização e organização do Aldeia Coletivo Artístico, o Enxurrada foi enviada por Exu, segundo o idealizador do projeto, Luiz Guimarães. "Ele disse que o caminho seria pela coletividade, pela construção de um espaço em que as artes pudessem acontecer junto". Até o mês de abril, o projeto terá programação diversificada com temas transversais à tradição e ancestralidade afro-ameríndia.

Programação de janeiro

16/1 – Apresentação de Okwei Odili

17/1 – Exibição do espetáculo Pindorama - Antes de se Chamar Brasil

30/1 – Apresentação do Dj DMT

31/1 – Apresentação de Los Perifas

 

0
0
0
s2sdefault

Fale Conosco

O seu canal de comunicação com o nosso site. Caso tenha dúvidas, sugestões ou solicitações de serviços, por favor, mande mensagem que teremos prazer em respondê-la.

Enviando...