Cultura

0
0
0
s2sdefault

A Prefeitura disponibiliza uma agenda recheada de palestras, espetáculos circenses e atividades esportivas em diversos bairros da cidade. Confira a programação completa:

FGM – O Teatro Gregório de Matos, localizado na Praça Castro Alves, recebe seis palestrantes de peso, nesse sábado (2), das 15h30 às 19h30. Juntos, eles realizarão o TEDx Rio Vermelho 2017 com o tema ‘Despertando os Sentidos’. A ideia é que os seis convidados mantenham íntima interação entre eles mesmos e as informações apresentadas, em um processo dinâmico que envolva os vários sentidos humanos.

O evento terá início com uma dinâmica e o trabalho de grafite em tela. Às 16h50, a primeira palestrante a subir ao palco, Isabela Silveira, apresentará o tema “Eu Aceito...Eu ofereço”, uma Utopia do Possível. Ela é criadora do grupo solidário do Facebook Eu Aceito...Eu Ofereço, que conta com mais de 29 mil mulheres mobilizadas a trocar serviços voluntários.

Pedrina Belém será a segunda palestrante da tarde com o tema “Trazer o mundo para as comunidades: a importância do protagonismo”. A apresentação tem início às 17h. Pedrina desenvolve uma série de projetos para a comunidade quilombola Jatimane, onde nasceu e reside. Desde 2011, ela também gerencia a comunicação do Instituto do Desenvolvimento Sustentável.

O esportista Renato Cruz é o terceiro palestrante do evento, com o tema “Correndo pela Vida”. A apresentação dele começa às 17h10. Renato conquistou medalha de prata no revezamento 4x10 para amputados nos jogos Paralímpicos Rio 2016.

Após intervalo de 40 minutos e apresentações culturais, as palestras serão retomadas por volta das 18h30. O professor Cristhian Nascimento será o quarto convidado do dia e vai falar sobre "O impacto da iluminação na qualidade de vida das pessoas". Cristhian é professor de arquitetura e urbanismo e design de interiores.

Às 18h44, o jornalista e mestrando em educação Iuri Rubim falará sobre a experiência de ter montado um laboratório pedagógico inovador para a educação pública. O tema será: "Que tal mais liberdade na Educação". Às 18h56, a jornalista Maíra Azevedo encerra as palestras com apresentação da sua personagem Tia Má que, com muito humor, faz uma crítica a várias situações do cotidiano, tendo como mote a valorização da mulher negra.

Espetáculo Circense – Crianças, jovens e adultos vão se divertir com o espetáculo circense gratuito "Arriscando a Sorte" que será apresentado esse fim de semana nos parques da Cidade, São Bartolomeu e Pituaçu.  As apresentações começam no sábado (2), das 8h às 12h, no Gramadão do Parque da Cidade. Uma equipe refinada de palhaços atores entrarão em cena para fazer uma grande homenagem ao circo.

A entrada é franca, mas quem quiser poderá dar contribuições aos artistas que, ao final do evento, passarão seus "chapéus". A peça, que conta com o subsídio da FGM, por meio do edital municipal Arte Todo Dia – Ano III, segue para o Parque São Bartolomeu, às 16h do sábado. No domingo, às 10h, o picadeiro ao ar livre é transferido para o Parque de Pituaçu.

Arriscando a Sorte nasceu a partir do encontro dos artistas circenses Luana Serrat, Luiza Bocca e Marcos Lopes. Eles contam com o apoio do preparador acrobático Jailson Jajai. O espetáculo revela para a plateia toda a alegria, dor, fracasso e triunfo de trabalhar no picadeiro.

Jiu Jitsu – No domingo (3) o Gramadão do Parque volta a receber atração. Desta vez,  cerca de 600 alunos farão a graduação e troca de faixa no Jiu Jitsu. Serão 200 crianças, entre 5 e 17 anos, que praticam o esporte no Projeto Boa Luta. Os demais graduandos são adultos egressos do projeto.

O Boa Luta é uma instituição social que cuida de jovens e crianças carentes no bairro Boca do Rio há oito anos. O projeto tem como padrinhos o lutador Junior Cigano e o vereador Felipe Lucas, que contribuem financeiramente para a sobrevivência do projeto.

Ruas de Lazer – O Ruas de Lazer volta a levar diversão e esporte para diversos bairros de Salvador. Coordenado pela Secretaria Municipal de Trabalho, Esporte e Lazer (Semtel), o projeto conta com equipamentos esportivos e atividades planejadas por profissionais de educação física. Nos locais, são disponibilizados cama elástica, jogos de tabuleiro, futebol, vôlei, basquete, gincanas e torneios.

A atividade ocorre na manhã desse sábado (2), das 8h às 12h, no bairro Saboeiro, próximo à praça principal, e em São Marcos, na Rua Lúcia, perto da Igreja Assembleia. À tarde, das 14h às 17h, a ação estará na Rua Aristides Novis, final de linha da Federação, próximo aos colégios Aristides Novis e Porto Seguro.

Na manhã de domingo (3), das 8h às 12h, as brincadeiras chegam, simultaneamente, ao Bosque das Bromélias, no Cia Aeroporto, BA – 526; e à Praça da Escola, no Arraial do Retiro. Das 14h às 17h, o projeto tem continuidade na Rua 29 de Setembro, no bairro São Gonçalo do Retiro, entrada pela Avenida Luís Eduardo Magalhães. 

0
0
0
s2sdefault
0
0
0
s2sdefault

Na esteira das comemorações pelo Dia Nacional do Samba - celebrado neste sábado (2) -, cerca de mil pessoas são esperadas pelos organizadores da 12ª Caminhada do Samba, que acontece a partir das 13h deste domingo (3), com saída marcada para a Praça Dois de Julho, no Campo Grande, seguindo em direção à Avenida Sete de Setembro. 

Como indicação de unidade para os seguidores, a União de Entidades de Samba da Bahia (Unesamba), organizadora do evento, sugere que os foliões desçam de branco para a avenida, a fim de fomentar a paz. A iniciativa conta com patrocínio da Prefeitura por meio da Empresa Salvador Turismo (Saltur). A festa homenageia o cantor e compositor Walmir Lima, 70, autor de "Ilha de Maré", trilha sonora informal da Lavagem do Bonfim e sucesso na voz de Alcione.

O folião poderá adquirir as camisas das entidades participantes levando uma lata de leite em pó na sede dos blocos Alvorada, Reduto do Samba e Alerta Geral. São atrações confirmadas para o evento o Grupo Raça Pura, que comandará o trio e o bloco Reduto do Samba; o grupo Comadres e Compadres, Vem Sambar, dentre outros.

 "A caminhada já é uma realidade no calendário de festas de Salvador, e temos o orgulho de contar com o apoio da Saltur para que a festa se realize. Reforço o pedido para que as pessoas compareçam de branco para celebrar a paz", convida o sambista José Luís Lopes, mais conhecido como Arerê, presidente da Unesamba e um dos dirigentes do bloco Alerta Geral.

 Dia - No sábado, no Terreiro de Jesus, o público poderá conferir os shows de Mariene de Castro, Juliana Ribeiro, Lazzo, Edil Pacheco, Nelson Rufino, Walmir Lima, Roberto Mendes, Gerônimo, Gal do Beco, Claudete Macedo, Guiga de Ogum, Verônica Dumar, Luci Laura, Raimundo Sodré, Roque Bentenquê, Vânia Bárbara, Cláudia Costa, Fred Dantas, Neto Bala, Firmino de Itapuã e Muniz do Garcia. O grande homenageado da edição 2017 será o sambista carioca Nelson Sargento, de 93 anos.

Uma das facetas do estilo sempre lembradas quando se aproxima a data é a rixa entre baianos e cariocas como terra mãe do ritmo. Para o cantor e compositor Neto Bala, a questão está bem esclarecida. “Entre amigos, costumo dizer que é incontestável que o samba nasceu na Bahia. Isto é fato consumado. A história está aí para contar: o samba, a capoeira, o Brasil, tudo começou bem aqui, na Bahia. Só que não soubemos aproveitar, o menino cresceu e foi adotado pelo Rio de Janeiro e, posteriormente, industrializado por São Paulo, que hoje é o estado que mais valoriza o estilo e para onde os profissionais que querem ter uma carreira robusta acabam migrando”, diz.

História - Conforme registro da Biblioteca Nacional - com sede no Rio de Janeiro -, a data reconhecida como Dia Nacional do Samba é 2 de dezembro, quando, segundo a lenda, ocorreu a primeira visita do compositor Ary Barroso à Bahia. Autor de "Na Baixa do Sapateiro", Ary nunca havia posto os pés em solo baiano. A partir de então, a data passou a ser comemorada até virar uma celebração nacional. Já o dia 27 de novembro marca - desta vez de forma oficial e comprovada - o dia daquele que é considerado o primeiro samba gravado: "Pelo telefone", composto por Donga e Mauro de Almeida.

Confira abaixo a lista de serviços públicos para o evento:

Serviço - Para garantir que o folião aproveite bem a festa, a Prefeitura disponibilizou serviços específicos para a Caminhada, como serviço de limpeza pública, ordenamento do trânsito e transporte.

Trânsito e transporte - Para o Dia do Samba, no sábado, o tráfego de veículos será interditado nas vias de acesso ao Largo do Terreiro de Jesus, das 17h até 1h do domingo. Das 12h até 1h, será proibido estacionar no Largo do Terreiro de Jesus.

Para atender a demanda dos usuários do transporte público, que vão curtir o Dia do Samba no Centro Histórico de Salvador, neste sábado, a Secretaria Municipal de Mobilidade (Semob), reforçará o atendimento de três linhas de ônibus que atendem às imediações do evento.

Para o domingo, a Transalvador informa que, para realização da 12º Caminhada do Samba, o trânsito receberá alterações nas imediações do Centro da cidade, a partir das 23h do sábado até as 22h do domingo, no Largo do Campo Grande, trecho ao lado do Hotel Sheraton e na frente do Teatro Castro Alves.

Também no domingo, das 12h às 22h, a interdição acontece na Rua Forte de São Pedro, Avenida Sete de Setembro (Mercês / Rosário / Piedade / São Pedro / São Bento), Praça Castro Alves, Ladeira da Montanha, Rua Carlos Gomes, Rua Senador Costa Pinto, e no Passeio Público. O estacionamento está proibido no domingo, das 6h às 22h, nas vias Rua Forte de São Pedro, Avenida Sete de Setembro, Praça Castro Alves, Rua Carlos Gomes, Rua Senador Costa Pinto. Como opção de tráfego para os veículos que trafegam pela Ladeira da Montanha terão acesso pela Avenida Lafayette Coutinho (Contorno), Rua Banco dos Ingleses, Largo do Campo Grande.

Transporte - Para suprir a necessidade dos usuários de transporte público durante a Caminha do Samba, realizada neste domingo, a Semob disponibilizará 9 veículos extras da frota reguladora, que estarão disponíveis na Estação da Lapa entre 18h de domingo as 1h30 min da segunda-feira (4), e terão roteiros distribuídos nas três áreas da cidade - Orla, Centro e Subúrbio. Além disso, a Semob vai reforçar a frota de 37 linhas de ônibus que atendem ao Centro, entre 11h e 0h. Esses veículos terão o itinerário modificado de acordo com as alterações de trânsito destacadas acima.

Além disso, as linhas do Sistema de Transporte Especial Complementar (Stec) que têm como destino final a Baixa do Fiscal deverão prolongar o atendimento até o Elevador Lacerda, conforme roteiro: Avenida Afrânio Peixoto, Baixa do Fiscal, Calçada, São Joaquim, Avenida Engenheiro Oscar Pontes, Avenida Da França, retorno em frente à Igreja Nossa Senhora da Conceição da Praia, Rua da Bélgica, Rua Miguel Calmon, Avenida Jequitaia, Água de Meninos, Rua Fernandes Vieira, Rua Luiz Maria, Avenida Afrânio Peixoto daí itinerário normal.

Limpeza pública - A Empresa de Limpeza Urbana de Salvador (Limpurb) iniciará os trabalhos de remoção dos resíduos deixados pelos foliões que participarem da celebração do Dia do Samba, neste sábado, nas ruas do Centro da cidade a partir de 1h do domingo. A ação ocorrerá nas praças Castro Alves e Municipal, na Rua Chile, Praça da Sé e Pelourinho - Largo Tereza Batista, Quincas Berro D'Água, Pedro Arcanjo e Largo do Pelourinho. A intervenção contará com o apoio de 70 agentes e oito veículos. Além disso, 25 sanitários químicos serão distribuídos em locais estratégicos, como Praça da Sé, Ruas das Flores e no Largo do Pelourinho.

Já a limpeza das ruas após a Caminhada do Samba terá início mais cedo, por volta da 20h do domingo, contando com o apoio de 129 agentes públicos, 13 veículos e 135 sanitários públicos - sendo dois para pessoas com deficiência. O trabalho percorrerá as seguintes localidades: Largo do Campo Grande, Avenida Sete de Setembro - do Campo Grande à Praça Castro Alves -, Rua Forte de São Pedro, Praça Castro Alves e Rua Carlos Gomes e suas transversais.

Segurança - No domingo, agentes da Guarda Civil Municipal (GCM) realização patrulhamento protetivo na Praça do Campo Grande e Imediações. Antes, no sábado, o Grupamento de Apoio ao Turista (GAT), que atua na prevenção de crimes e outros transtornos que possam acometer soteropolitanos e turistas, estará a postos na região do Terreiro de Jesus, onde ocorrem as comemorações do Dia do Samba.

 

0
0
0
s2sdefault
0
0
0
s2sdefault

Quem ainda não foi à Vila da Regata, no Terminal Turístico Náutico, no Comércio, tem até esta sexta-feira (24) para curtir as últimas atrações gratuitas que o espaço oferece. O encerramento da grade de shows contará com o cantor Gerônimo, que se apresentará às 19h e vai animar o público com um repertório da música afro-baiana. Desde o dia 12, quando a Vila foi aberta, cerca de 10 mil pessoas já visitaram o local.

A programação cultural do espaço é coordenada pela Prefeitura, por meio da Secretaria de Cultura e Turismo (Secult), para que soteropolitanos e turistas possam acompanhar a chegada das embarcações que estão participando da regata Transat Jacques Vabre. Diversos shows já agitaram o público nos últimos doze dias, como os cantores Márcia Short e Magary Lord, e as bandas Funk Machine e Filhos de Jorge, entre outros artistas. Nesta quinta (23), às 19h, a apresentação fica por conta da cantora Carla Cristina.

A Vila da Regata funcionará de 17h às 22h. Além do show de Gerônimo, os participantes também poderão aproveitar a oportunidade para conhecer as embarcações que participam da competição mais de perto, eternizando o momento com fotos e vídeos. A criançada também conta com área de entretenimento, onde são realizadas pinturas de rosto, esculturas em gesso, desenhos e muitas brincadeiras.

Apostando na diversidade de opções gastronômicas e adaptações de sabores, o Restaurante das Águas é uma boa opção gastronômica para quem for à vila. Comandado pelo renomado chef baiano Murilo Brocchini, o restaurante traz um menu especial para o período da regata, mas também abre espaço para novidades em seu cardápio, investindo em sobremesas típicas do verão, a exemplo de sorvetes e picolés. O espaço do restaurante funciona no varandão do Terminal Náutico.

Competição – Com partida ocorrida no dia 5 de novembro, a Transat Jacques Vabre envolve 38 embarcações e um percurso de 4.350 milhas náuticas - equivalente a 8.056 quilômetros terrestres. Participam desta edição velejadores oriundos da França, Japão, Reino Unido, Espanha, Suíça, Alemanha, Brasil, Angola, Itália e Omã.

As disputas envolvem as categorias Class40, Multi50, Imoca e Ultime. Dentre os velejadores está o baiano Leonardo Chicourel que, ao lado do angolano José Guilherme Caldas, está a bordo do Mussulo 40 Team Angola Cables, na Class40. A regata revive a antiga "Rota do Café", quando navegadores de diversas partes do planeta deixavam o porto europeu rumo a algum país cafeicultor das Américas.

 

0
0
0
s2sdefault
0
0
0
s2sdefault

Em razão das comemorações pelo Dia da Consciência Negra, o vice-prefeito Bruno Reis recebeu representantes do movimento negro em Salvador, no Palácio Thomé de Souza, na noite desta segunda-feira (20). Na ocasião, foi conhecido o Connegro - Coletivo Nacional da Organização Negra -, que será lançado nacionalmente em dezembro. O Connegro terá como principal papel apresentar à esfera pública as demandas do povo negro da capital baiana.

Na reunião, foram apresentadas algumas pautas que o coletivo pretende abordar com a sociedade, a exemplo do enfrentamento à anemia falciforme, doença que acomete principalmente a população negra, assim como ações afirmativas e de valorização, mapeamento de espaços religiosos, entre outros assuntos.

Para Bruno Reis, a formalização desta instituição resultará em diversas parcerias para estender as políticas igualitárias implementadas na cidade. "Temos uma série de ações afirmativas na Prefeitura. Muito já se fez na área social, mas queremos priorizá-la ainda mais", afirmou o vice-prefeito. 

De acordo com Nestor Neto, um dos integrantes da diretoria do Connegro, a proposta é de que, através da criação deste coletivo, possam ser abordadas com um novo viés questões econômicas e sociais voltadas ao público negro. "Queremos construir aqui não apenas uma entidade que tenha um nome e faça frente às outras existentes. Queremos um projeto que seja político e cidadão", completou Nestor Neto. 

O Connegro será lançado em 21 de dezembro, às 9h30, no plenário da Assembleia Legislativa da Bahia. O evento contará com a presença de gestores públicos, membros de comunidades de Salvador, além de figuras públicas. Após o lançamento da entidade em Salvador, o Connegro deverá ser apresentado no Distrito Federal e, posteriormente, em Minas Gerais.

 

0
0
0
s2sdefault
0
0
0
s2sdefault

A Rua Alagoinhas, no bairro do Rio Vermelho, reserva um imóvel que é ponto de encontro de pessoas de todas as faixas etárias, desde moradores da capital baiana até intelectuais, estudantes e turistas de várias as partes do mundo. Trata-se do memorial Casa do Rio Vermelho – Jorge Amado e Zélia Gattai, que comemora, nesta terça-feira (7), três anos de funcionamento após passar por uma completa reforma promovida pela Prefeitura, em 2014. De lá para cá, o espaço já recebeu aproximadamente 70 mil visitantes.

A Casa do Rio Vermelho era o local onde Jorge e Zélia recebiam visitas ilustres como as do escritor chileno Pablo Neruda e do cantor, maestro e pianista Tom Jobim, além de outras personalidades. Ela ficou fechada durante 11 anos após a morte dos ilustres moradores. Agora, fãs, curiosos e admiradores costumam ir ao lugar para conhecer momentos históricos e prestigiar um rico acervo pessoal dos renomados escritores baianos. Com mais de mil metros quadrados, a Casa possui um extenso jardim, onde estão as cinzas do casal.

Além disso, cada um dos 15 ambientes projetados, que mantém as características originais do imóvel, traz um assunto diferente sobre a vida de Jorge Amado e Zélia Gattai. “Transformamos os espaços da casa em expositivos, sem perder a atmosfera de um lar. Quem entra aqui continua vendo cômodos como a sala, cozinha, quarto. Aliado a isso, a gente ressalta aspectos da história de Jorge e Zélia, abordando a infância deles, viagens pelo mundo, obras etc.”, explica a neta do casal e coordenadora de Comunicação da Casa do Rio Vermelho, Maria João Amado.

Quem entra no espaço tem acesso ao rico acervo e documentos importantes de Jorge e Zélia, como cartas trocadas com personalidades nacionais e internacionais, além de poder assistir, em uma tela de cinema, a leituras feitas por famosos de obras do escritor, em 41 vídeos, na "Sala de Leitura". O público também pode ver, na "Roda de Conversa", no quintal da casa, vídeos com depoimentos de personalidade, amigos e familiares do casal de escritores. No total, em todo o memorial, são cerca de 30 horas de vídeos e projeções. Já a gastronomia na vida de Jorge e Zélia é retratada no espaço “Cozinha Dona Flor”.

“Recebemos a presença de muitos turistas do exterior, principalmente franceses, argentinos, americanos e ingleses. Muita gente inclusive chega ao Brasil pelos livros de Jorge Amado, para conhecer o homem que ele foi e quem foi sua companheira, Zélia. Ambos, além de serem escritores famosos no nosso país, eram pessoas generosas, com uma riqueza incalculável, que conheciam muito da cultura do nosso país e do mundo”, acrescenta Maria Amado.

O aposentado francês Stephane Nouvel, 64, volta para sua cidade natal hoje, em Saint-Nazaire, mas fez questão de visitar a Casa do Rio Vermelho antes de seguir viagem. “Gostei e me emocionei muito ao percorrer todo o circuito dessa casa”, disse o turista, que se entusiasmou ao ler a obra Bahia de Todos os Santos, de Jorge Amado.

Nesta terça-feira (7), uma turma com 44 estudantes do Colégio Estadual José Malta Maia saiu da cidade Jiquiriçá, interior da Bahia, para realizar uma excursão cultural na capital baiana e conhecer o espaço. “Jorge foi um escritor que contribuiu muito para a literatura brasileira. Sempre ouvi muito falar dele, mas nunca tive a chance de ter contato direto com suas obras e seus pertences”, revelou Laura Maria Souza Santana, 16, aluna do 1º ano do Ensino Médio.

Título - A Casa do Rio Vermelho, coordenada pela Secretaria Municipal de Cultura e Turismo (Secult), recebeu certificado de excelência de um dos maiores sites de viagens do mundo, o TripAdvisor. O título foi emitido devido às excelentes avaliações que o equipamento recebeu no portal ao longo dos quase três anos de funcionamento. O memorial é aberto para visitação de terça-feira a domingo, das 10h às 17h, inclusive aos feriados. A entrada custa R$ 20,00 inteira e R$ 10,00 meia (idosos e estudantes), sendo que, nas quartas-feiras, o acesso é gratuito para todos.

0
0
0
s2sdefault
0
0
0
s2sdefault

A Casa do Rio Vermelho, coordenada pela Secretaria Municipal de Cultura e Turismo (Secult), recebeu certificado de excelência de um dos maiores sites de viagens do mundo, o TripAdvisor. O título foi emitido devido às excelentes avaliações que o equipamento recebeu no portal ao longo dos quase três anos de funcionamento, completados nesta terça-feira (07).

Em termos de visitação, a Casa do Rio Vermelho fica atrás somente da Igreja e Convento de São Francisco e da Igreja do Senhor do Bonfim. “Os baianos e os turistas têm elogiado muito a Casa do Rio Vermelho, que atualmente é o terceiro equipamento turístico mais visitado de Salvador. Este certificado vem pra reiterar a qualidade deste e a importância de continuarmos investindo em cultura”, avalia o gestor da Secult, Claudio Tinoco.

O equipamento - Após 11 anos fechada, a Casa do Rio Vermelho – Jorge Amado e Zélia Gattai foi inaugurada como memorial em 2014, depois de passar por uma completa reforma promovida pela Prefeitura, durante a primeira gestão do prefeito ACM Neto. O investimento na reforma foi de R$6 milhões, entre recursos públicos e dos patrocinadores Bradesco, Iguatemi, Grupo LM e Unijorge.

Com um perfil interativo, a Casa apresenta uma série de projeções e vídeos transmitidos em seus diversos ambientes, seja de trechos de obras ou depoimentos de quem conviveu com o casal. O memorial é aberto para visitação de terça-feira a domingo, das 10h às 17h, inclusive aos feriados. A entrada custa R$ 20,00 inteira e R$ 10,00 meia (idosos e estudantes), sendo que, nas quartas-feiras, o acesso é gratuito para todos.

0
0
0
s2sdefault
0
0
0
s2sdefault

Baianos e turistas podem relembrar ou se aprofundar em momentos históricos vivenciados na cidade através de mais cinco monumentos incluídos no Projeto #Reconectar. Os novos monumentos que estão identificados são o busto e o obelisco de D. João VI localizados na Praça da Aclamação; o busto de L. L. Zamenhof, no Largo de São Bento; além do Relógio de São Pedro e a estátua de Barão do Rio Branco, também situados na região da Avenida Sete de Setembro. As placas transportam o usuário, através da leitura por dispositivos móveis do código QRCode, a uma ficha com dados e resumo sobre o personagem ou evento retratado na obra em três idiomas: português, inglês e espanhol.

A ação é promovida pela Prefeitura, através da Fundação Gregório de Mattos (FGM) e em parceria com a Companhia de Desenvolvimento Urbano de Salvador (Desal). O #Reconectar pretende valorizar o patrimônio cultural da capital baiana. Até o fim do ano, serão contemplados ao todo 20 monumentos, sendo priorizados aqueles localizados na região do Centro Histórico ou que passaram por algum tipo de intervenção de conservação ou restauro.

De acordo com a diretora de Patrimônio e Humanidades da FGM, Milena Tavares, este trabalho visa o resgate de informações dos monumentos e, além de agregar conhecimento, também aproxima os cidadãos da história de Salvador. “Pretendemos ampliar a informação acerca das referências culturais da cidade de uma forma lúdica, tecnológica e interativa, favorecendo que o cidadão estabeleça identificação com a peça. Entendemos a proposta como um convite para que o cidadão estabeleça maior entendimento acerca da história da própria cidade, propondo que a população se interesse em preservar o patrimônio”, afirmou a gestora.

Outros monumentos - A cada mês, cinco monumentos são identificados com o #Reconectar. Os cinco primeiros a receber QRCode em agosto foram a estátua de Castro Alves, situada em praça homônima; o busto de Dom Pero Fernandes Sardinha e a estátua Zumbi dos Palmares, na Praça da Sé; a estátua Thomé de Souza, localizada em frente ao Elevador Lacerda (na parte alta); e a estátua Visconde de Cairu, localizada na praça de mesmo nome. Em setembro, o projeto contemplou os monumentos Cruz Caída e Fonte Cibernética, ambos situados na Praça da Sé; o busto de Dodô e Osmar, na Rua Chile – em frente à Praça Castro Alves –; o busto de Manuel da Nóbrega, em frente à Igreja Nossa Senhora da Ajuda, na Rua da Ajuda, e a Cruz do Pascoal, no Largo da Cruz do Pascoal, no Santo Antônio Além do Carmo.

Para os turistas, o recurso também tem sido interessante, já que as fichas ofertam informações precisas acerca dos bens culturais e permite aos visitantes mais autonomia no passeio. Para ter acesso à ficha de informações, basta aproximar um celular ou tablet com leitor para esse tipo de código, sendo que nos aparelhos mais recentes, a própria câmera fotográfica já faz a leitura. A ação #Reconectar foi lançada em 17 de agosto, Dia do Patrimônio Histórico Nacional, e integra o programa Salvador Memória Viva da FGM.

 

0
0
0
s2sdefault
0
0
0
s2sdefault

Já está disponível, no Diário Oficial do Município (DOM) desta quinta-feira (26), a lista de candidatos cadastrados para a eleição de membros da sociedade civil para o Conselho Municipal de Política Cultural de Salvador (CMPC), Biênio 2017/2019. Ao todo, foram registradas 127 candidaturas e 1.323 eleitores.

As eleições acontecem na próxima terça-feira (31), pelo sistema online disponível através do site www.eleicoescmpc.salvador.ba.gov.br. As instruções para a votação serão enviadas, por e-mail, aos candidatos e eleitores que escolherão seus representantes e suplentes de linguagens artísticas, segmentos culturais e territórios formados por cada uma das Prefeituras-Bairro.

Será disponibilizada também na Internet uma plataforma com todos os candidatos e respectivos currículos e propostas para o mandato de conselheiro do CMPC. Para esclarecer qualquer dúvida, o candidato ou eleitor pode entrar em contato através do e-mail O endereço de e-mail address está sendo protegido de spambots. Você precisa ativar o JavaScript enabled para vê-lo. ou pelo telefone 3202-7830.

Vinculado à Fundação Gregório de Mattos (FGM), o CMPC é um órgão colegiado do Sistema Municipal de Cultura (SMC) que exerce funções consultivas, normativas, deliberativas e fiscalizadoras da política cultural do município. As atividades realizadas são divulgadas no site www.cmpc.salvador.ba.gov.br e na página @cmpcsalvador no Facebook.​

0
0
0
s2sdefault
0
0
0
s2sdefault

Um tradicional espaço de leitura e pesquisa em Salvador passa a contar com um ambiente mais confortável, moderno e conectado com a era da informação digital. A Biblioteca Edgard Santos, na Ribeira, foi reinaugurada nesta quinta-feira (26) e a cerimônia contou com as presenças do prefeito ACM Neto e de familiares do homenageado, dentre eles o ex-governador Roberto Santos, além da primeira diretora do equipamento, Ceci Ramos, secretários e demais autoridades municipais, líderes comunitários, moradores da região e imprensa.

A reabertura do espaço ocorre após dez meses de reformas que tornaram a estrutura mais moderna e totalmente adaptada aos requisitos de acessibilidade recomendados pela Associação Brasileira de Normas Técnicas (ABNT). Dono de um dos maiores acervos literários da capital baiana, a estrutura conta, atualmente, com cerca de 19 mil livros de gêneros variados, a maioria de grandes autores brasileiros. Gerenciada pela Fundação Gregório de Mattos (FGM), a biblioteca funciona de segunda a sexta-feira, das 8h30 às 17h30.

No discurso, o prefeito ACM Neto lembrou que, desde 2013, estão sendo realizadas ações transformadoras na cultura de Salvador, com uma gestão qualificada, técnica e inteligente. Dentre elas está a reforma da biblioteca, realizada pela importância do equipamento para a comunidade. “Entendemos a leitura como o principal instrumento para o aprendizado e conhecimento. A partir de agora, a biblioteca passa a contar com acessibilidade, infocentro e Wi-Fi, para que as pessoas possam também ter acesso às informações pela internet. Este é mais um passo importante para resgatar o hábito e a valorização da leitura”, pontuou.

O legado do acadêmico e político que contribuiu enormemente para o desenvolvimento de Salvador – dentre as realizações está a criação da Universidade Federal da Bahia (UFBa) – também foi lembrado na ocasião. “Em plena época da Segunda Guerra Mundial, Edgar Santos trouxe representantes da cultura e da arte do mundo inteiro para a cidade, nomes que depois se tornaram baianos e que contribuíram para a dança, música, artes, enfim, todo um conjunto de conhecimento. Ele também nunca deixou de lado a Biblioteconomia, tendo criado a primeira escola dentro da UFBa. Estamos muito felizes em ver a Prefeitura aproveitar as oportunidades e investir em um equipamento como este aqui na Ribeira”, ressaltou Roberto Santos.

Ambientes – Inaugurado em agosto de 1978, o espaço, cuja área é de aproximadamente 1 mil m², possui importante vínculo com a comunidade da Península Itapagipana, que utiliza suas dependências para pesquisas e trabalhos escolares. As adaptações realizadas abrangem banheiros mais seguros, mobiliário sustentável, formado por carreteis e paletes reutilizados, acessibilidade digital e sistema de internet Wi-Fi. Além disso, todo o paisagismo da estrutura foi refeito, com destaque para o jardim de entrada e um painel doado pela artista plástica Luiza Olivetto.

Com a reinauguração, a ideia é que a biblioteca seja utilizada ainda como centro irradiador de conhecimento para outros bairros e praças nas imediações, com a promoção constante de eventos externos, como exposições, contos cantados e oficinas de arte e literatura. Em homenagem ao Mês das Crianças, na semana de reabertura, serão desenvolvidas atividades voltadas para o público infanto-juvenil, chamando atenção para a inclusão social, sustentabilidade, acessibilidade nos espaços culturais e trabalho em equipe.

“Decidimos criar, neste período de inatividade, o programa Caminhos da Leitura, que consiste em levar as ações que normalmente seriam realizadas no espaço para fora dos muros, levando o conhecimento ao alcance de crianças e adolescentes de outros bairros de Salvador. Na parte física, oferecemos mais espaço aos visitantes, com a inserção de paredes de vidro em uma das alas, por exemplo. Para esta nova etapa, o conteúdo da biblioteca foi acrescido de mais 500 títulos novos, com foco na atualidade, de forma a ampliar o conhecimento em gastronomia, moda, turismo, dentre outros”, explica a gerente de Bibliotecas da FGM, Jane Palma.

Caminhos da Leitura – Durante a reforma do espaço, a Fundação lançou mão do programa Caminhos da Leitura, uma série de atividades de incentivo ao hábito de ler, promovidas pela Prefeitura, e que corre os bairros da Ribeira, Cajazeiras e Liberdade durante todo o mês de outubro. As atividades ocorrem ainda em praças públicas, acontecendo sempre no final de cada mês. Na Ribeira, as ações foram realizadas no final de linha do bairro. Em Cajazeiras, a escolhida foi a praça do final de linha da Fazenda Grande II, e o Plano Inclinado Gonçalves foi o escolhido para receber o projeto na Liberdade.

 

0
0
0
s2sdefault

Fale Conosco

O seu canal de comunicação com o nosso site. Caso tenha dúvidas, sugestões ou solicitações de serviços, por favor, mande mensagem que teremos prazer em respondê-la.

Enviando...