Cultura

0
0
0
s2sdefault

O mês de outubro chega com uma programação cultural especial do Pelourinho Dia e Noite, que volta, após um breve intervalo, a encher as ruas do Centro Histórico de intervenções artísticas, teatro, artesanato, música e poesia, e agora com muito mais intensidade e diversidade. A programação começa a partir do dia 5, ocupando as ruas do Centro Histórico de domingo a domingo, e integra o programa Salvador 360, no eixo Centro Histórico. O órgão que coordena o Pelourinho Dia e Noite é a Diretoria de Gestão do Centro Histórico.

E por ter um forte turismo religioso, foi pensada uma programação específica nas igrejas, chamada “Popelô – Polo de Orquestras do Pelô”, que é um programa de residência de orquestras populares nas igrejas do Centro Histórico, sob coordenação do maestro Ângelo Rafael. O Popelô é dividido em três eixos: o primeiro deles é o “Ensaio de Portas Abertas”, que terá atividades nas segundas, na Igreja do Boqueirão, sempre de 17h às 19h, com a Orquestra Afrosinfônica, sob a regência do Maestro Bira Marques.

Nas terças, o ensaio segue para a Igreja da Misericórdia, também de 17h às 19h, com a Sanbone Orquestra, sob a regência do Maestro Hugo Sanbone. Às quartas, as atividades seguem para a Igreja de São Domingos, com ensaio das 17h às 18h, com a orquestra São Salvador, com o Maestro Fred Dantas. Aos sábados, o ensaio marca a programação na Igreja de N. Sra. do Carmo, das 10h às 12h, com a orquestra de Câmara de Salvador (OCSal), sob a regência do Maestro Ângelo Rafael.

O segundo eixo do Popelô é a “Missa Orquestrada”, que acontece às quartas, na Igreja de São Domingos, às 18h, com a apresentação da Orquestra de Câmara de Salvador, com o Maestro Fred Dantas. O terceiro eixo é intitulado “Concertos”, que acontece sempre aos domingos, na Igreja de São Francisco, com a apresentação de uma orquestra às 11h.

Domingo gastronômico – Aos domingos, às 11h, um grande projeto que une história, arte e gastronomia, será desenvolvido em restaurantes do Pelourinho e Largo São Francisco. Atores baianos encenarão personagens históricos, como Gregório de Matos e Luiz Gonzaga. A dramaturgia gastronômica será de Aninha Franco e a direção, de Rita Assemany. Além das peças teatrais, haverá um resgate da culinária tradicional nos restaurantes da região que terão no cardápio opções como o Efó e o arroz de hauçá. Esta ação acontece nos dias 8 e 22 de outubro, e 5 e 19 de novembro e 3 de dezembro.

Circuito Jorge Amado – Um musical de rua itinerante com direção de Edvard Passos, direção musical de Luciano Bahia e composição das músicas feitas por Gerônimo, tomará conta do Pelô sempre às sextas, das 19h às 21h. O "Circuito Jorge Amado" começa com a encenação do “Velório de Quincas Berro D’Água”, no Largo do Pelourinho, e encerra com “Cabaré da Zazá”, na Cantina da Lua.

Samba e percussão – Na Praça da Sé e no Terreiro de Jesus, sempre às 19h das terças-feiras, haverá encontro de rodas de samba, no projeto intitulado “Terça da Benção”. Já o projeto “República dos Tambores”, levará às ruas do Centro Histórico os grupos Kizumba, Tambores e Cores, Meninos da Rocinha e Banda Didá (um grupo por dia), numa atividade marcada sempre de quarta a sábado, às 17h30, e no domingo, às 12h, do Largo do Pelourinho ao Terreiro de Jesus.

Sabor & Arte Do Carmo Ao Santo Antônio – Grupos de música, de dança e de cultura popular vão circular do Carmo ao Largo de Santo Antônio nos dias 21 de outubro, 4 e 18 de novembro e 2 e 16 de dezembro, sempre de 15h às 20h.

Fotografia e cinema – O “Maratona Clic” será um concurso relâmpago de fotografia por celular para jovens de 14 a 24 anos, realizado aos sábados – 14 de outubro, 18 de novembro e 16 de dezembro, das 10 às 14h, no Terreiro de Jesus. Filmes nacionais e estrangeiros serão exibidos no Largo de Santo Antônio, às quintas-feiras (19 de outubro, 16 de novembro e 7 de dezembro), sempre às 19h, dentro do projeto “Cinema na Praça”.

Diretoria – Lançada há cinco meses, a Diretoria do Centro Histórico de Salvador já promoveu diversas ações que, aos poucos, estão dando cara nova à região mais procurada da cidade. As ações envolvem desde a promoção da comunicação entre os diversos setores que fazem parte do Centro Antigo da cidade até a divulgação do local, e ordenamento do trânsito.

Uma das ações realizadas pelo órgão foi a firmação de uma parceria com a Universidade Salvador (Unifacs) para a confecção de fardamentos para os vendedores do comércio informal da região, por alunos do curso de Moda da instituição. Além disso, a diretoria reforçou a comunicação digital da região por meio da criação de redes sociais (Whatsapp e Instagram) e da inclusão de acervo e mapeamento do Centro Histórico ao site Pelourinho Dia e Noite.

 

0
0
0
s2sdefault
0
0
0
s2sdefault

A Empresa Salvador Turismo (Saltur) publicou no Diário Oficial do Município (DOM) o Aviso de Chamamento Público nº 001/2017 para seleção de grupos culturais (charangas, fanfarras, orquestras e grupos percussivos), através de pessoa física e jurídica, para participação do Fuzuê 2018. Os projetos serão recebidos até 17 de outubro. É necessário que os representantes dos grupos estejam atentos ao edital que regula o chamamento público para que não percam os prazos estabelecidos e compreendam os trâmites necessários para participação do evento. 

O edital está disponível na sede da Saltur, localizada na Rua Humberto de Campos, n° 251, no bairro da Graça, em Salvador, das 9h às 12h, e das 13h às 17h.  Além de ser acessível também através do site www.compras.salvador.ba.gov.br. O Fuzuê é uma ação da Prefeitura que antecede o Carnaval com o objetivo de democratizar a festa de Momo em Salvador, abrindo mais espaço para os foliões-pipoca, bem como aquecer o turismo na cidade.

 

0
0
0
s2sdefault
0
0
0
s2sdefault

Basta entrar setembro, e os sentidos do baiano se aguçam para os pratos tradicionais da culinária afrobrasileira que, nesta época, pipocam em cada vizinhança, por conta do costume de convidar amigos, vizinhos e parentes para o caruru de Cosme e Damião, devidamente sincretizados com os respectivos orixás, e que servem de pretexto para uma comilança que mexe com olfato, visão, tato e paladar. Entretanto, para alguns, este prazer é praticamente proibido, devido a uma ou outra restrição a este ou àquele ingrediente. Os grandes vilões desta dieta rica em sabor e calorias são, geralmente, o camarão e outros crustáceos, a castanha e o glúten.

Em oposição àqueles que não possuem patologias relacionadas a alimentos, há ainda os temerosos quanto à ingestão calórica de produtos acessórios do caruru, como xinxim de galinha, vatapá, arroz de coco, milho branco, feijão fradinho, feijão preto, farofa, acarajé, abará, banana da terra frita, roletes de cana, pipoca e doces. Alguns destes produtos são altamente gordurosos e devem ser consumidos com moderação, pois podem contribuir para o ganho de peso, além de ocasionar problemas intestinais. Gilmara Sodré, nutricionista que atua na Vigilância Sanitária de Salvador, explica o que ocorre quando alguém decide exagerar.

"Alguns alimentos podem ocasionar reações adversas, como as alergias, que são desencadeadas por uma resposta imunológica específica em indivíduos mais sensíveis após o consumo de determinado alimento. Essas reações apresentam ampla variação na sua severidade e intervalo de manifestação, podendo afetar ainda os sistemas cutâneo, digestivo, respiratório e cardiovascular. Indivíduos com alergias alimentares podem desenvolver reações adversas graves a alimentos que são consumidos de forma segura pela maior parte da população, mesmo quando ingeridos em pequenas quantidades", informa Gilmara Sodré.

A profissional indica também que cerca de 90% dos casos de alergia alimentar são ocasionados por apenas oito tipos de alimentos - ovos, leite, peixes, crustáceos, castanhas, trigo e soja. Esses alimentos são reconhecidos como alergênicos de relevância para a saúde pública pelo Codex Alimentarius, organismo da FAO (Organização das Nações Unidas para Alimentação e Agricultura) e da OMS, responsável pela harmonização internacional de regras para alimentos.

Mercados – O Mercado Municipal de Periperi e o Núcleo de Abastecimento de Itapuã (NACs) dispõem de produtos típicos frescos e a preços populares. A clientela também é atraída pela variedade, pois encontra todos os ingredientes dos quais precisa em um só lugar. No Mercado de Periperi, o cento do quiabo custa R$ 10, o quilo do camarão, entre R$ 28 e R$ 55, o gengibre, R$ 1, o quilo da cebola, R$ 2 e há pacotes de castanha com preços entre R$ 5 e R$ 30. O quilo de feijão fradinho, o litro de azeite de dendê ou o quilo do amendoim custam R$ 6.

No NACs, em Itapuã, os preços são parecidos. Cem quiabos também são comercializados por R$ 10, o quilo do camarão custa entre R$ 30 e R$ 60, o gengibre, R$ 2 e a castanha entre R$ 55 e R$ 60 o quilo. O quilo de feijão fradinho, o litro do azeite de dendê e o quilo do amendoim são vendidos por R$ 5, R$ 10 e R$ 6, respectivamente.

A receita tradicional do caruru de São Cosme e Damião inclui, além do caruru, vatapá, farofa de azeite, xinxim de galinha, arroz branco e feijão fradinho. A banana da terra frita e o feijão preto são opcionais. Para um caruru de 100 pessoas, devotos dos santos gêmeos recomendam a compra de cerca de 300 quiabos, 1,5 quilo de feijão fradinho, 2 quilos de camarão seco, 10 quilos de peito, coxa e sobrecoxa de frango, 2 quilos de arroz e 4 quilos de cebola.

Funcionamento – Localizado na Rua Ambrósio Calmon, s/n, em frente ao Colégio Antônio Carlos Magalhães, o Mercado de Periperi conta com 170 pontos de venda, incluindo boxes, barracas, bancadas e lanchonetes. O horário de funcionamento é de terça a sábado, das 6h às 18h. Aos domingos e segunda-feira, o mercado abre das 6h às 12h. O Nacs de Itapuã está situado na Avenida Dorival Caymmi, S/N, ao lado da agência do INSS. O estabelecimento conta com 221 permissionários atuando em boxes, barracas, bancadas, lanchonetes e quiosques. O horário de funcionamento é de terça a sábado, das 6h às 18h; aos domingos, até as 14h e às segundas, até as 12h.

Fiscalização – Com o intuito de garantir a qualidade desses produtos comercializados na capital baiana, a Vigilância Sanitária de Salvador intensifica as operações de fiscalização nas principais feiras da cidade, como a de São Joaquim. Para garantir o consumo seguro e evitar intoxicações alimentares durante os festejos, é importante que o consumidor se atente para a aparência dos alimentos, informações dos rótulos e a procedência dos insumos. “O leite de coco e azeite de dendê, por exemplo, tem um aspecto muito particular, vai depender de onde foi fabricado, por isso a importância de verificar no rótulo a data de validade, informações do fabricante e o selo de liberação da Anvisa”, pontua Sodré.

A atenção deve ser redobrada com o quiabo e camarão seco que, normalmente, é vendido em cestas e espaços avulsos de embalagem. “O estabelecimento deve garantir a higiene do local. Produtos no chão, mesmo que em cima de plásticos, produtos secos, mas que estão amontoados, e lixeira sem tampa oferecem risco à saúde do consumidor e compromete a conservação desses alimentos”, afirma a sanitarista. Vale ressaltar que o consumo tanto do camarão quanto do quiabo com uma origem desconhecida representa um grande risco para saúde do consumidor, já que, no processo de defumação, alguns produtores clandestinos utilizam substâncias químicas que podem causar sérios danos, além de adulterar e descaracterizar o produto. 

Em caso de irregularidades, o consumidor pode entrar em contato com a ouvidoria da Vigilância Sanitária através do 156.

 

0
0
0
s2sdefault
0
0
0
s2sdefault

A diferença entre expectativa e realidade durou cerca de 30 minutos, desde que o administrador de empresas Wagner Ribeiro, 63, chegou ao Largo da Mariquita, acompanhado dos filhos André e Mariana. Àquela altura, todos os holofotes ainda eram direcionados para o compositor, contrabaixista e arranjador Luciano Calazans, primeiro aperitivo da noite, cuja mistura do jazz latino com música brasileira ajudou a climatizar a noite da família Ribeiro. O patriarca esperava mais.

E foi prontamente atendido quando, exatamente às 21h deste sábado (23), a cantora Fernanda Abreu, ex-vocalista auxiliar da Blitz, e há três décadas devidamente emancipada, subiu ao palco, embalando jovens e uma galera que já passou dos quarenta carnavais, neste segundo dia de espetáculos do Festival da Primavera 2017, em Salvador. “Este era o momento que esperávamos. Não é todo dia que a cidade recebe artistas deste naipe em um mesmo evento, e é justamente esta diversidade que buscávamos”, comentou o agora dançarino Wagner, que ensaiou os primeiros passos ao som do funk cheio de charme da artista carioca.

“Sossega que a chuva está aí para abençoar”, determinava Fernanda Abreu no bairro mais boêmio da cidade, entre as frases enfáticas de “Outro sim”, carro-chefe de seu mais recente trabalho, o álbum "Amor Geral", lançado em 2016. Para o público soteropolitano que lotava a Mariquita, e ainda embalada pelo êxito apresentado no último final de semana, no Rock in Rio, Fernanda Abreu trouxe todo o veneno carioca para o Largo da Mariquita, e não decepcionou.

Amor geral – Na lista dos melhores CDs de 2016, o álbum mais recente de Fernanda Abreu já foi devidamente testado no Palco Sunset do Rock In Rio 2017, no último dia 15. “Estou chegando a Salvador com este disco muito bem recebido em cidades como Rio de Janeiro, Belo Horizonte, Brasília e Manaus, e estou muito contente por voltar a trazer um trabalho inédito para cá”, lembrou a cantora, segundos antes de subir ao palco. Acompanhada de músicas como "Eu vou torcer", de Jorge Benjor, e “Kátia Flávia, a Godiva do Irajá”, de Fausto Fawcett, a cantora deu tons de discoteca e um ritmo quente e dançante à estação das flores que se inicia.

Ela definiu a apresentação deste sábado como "uma celebração ao amor", em alusão ao seu mais recente trabalho, mas também pelo momento de transição na carreira, com sua primeira turnê com músicas inéditas após uma década longe dos estúdios, apesar da extensa agenda de apresentações e participações em produções de outros artistas.  “Além disso, estou comemorando o fato de que, no ano passado, consegui liberar todas as minhas músicas que estavam atreladas à minha antiga gravadora, desde 1990, e agora posso disponibilizá-las para meus fãs sem problemas”.

Fernanda e banda fizeram o público dançar com "Veneno da lata", “Rio 40 Graus”, “Dance dance”, “Garota sangue bom”, “Da lata” e “Brasil é o país do suingue”. A partir daí, um, dois, três, incontáveis sucessos foram lançados ouvido adentro, enquanto gente que acompanhou as diversas fases da carreira da artista dançava e cantava ao som das canções que ainda soam frescas, como a nova estação. “A cidade só tem a ganhar com uma festa tão diversa quanto esta. E isso mexe com inúmeros setores, desde a área cultural, que é a primeira a ser notada, até a movimentação de cunho social, pois faz com que pessoas de origens e locais diferentes interajam, influindo também na economia, pois a atração dessas pessoas aumenta a frequência em bares, restaurantes e demais estabelecimentos comerciais, também ocupa-se mais ruas e praças da cidade'', reconhece o engenheiro Dario Marchesini, 57, que veio ao Largo da Mariquita acompanhado da esposa Cássia.

“O festival transcorre em um clima de muita paz. Além da apresentação aqui do Rio Vermelho, tivemos Rafa e Pippo e Duas Medidas na Ribeira, fazendo shows maravilhosos que nem a chuva conseguiu afastar. Tivemos a honra de abrigar o espetáculo comemorativo aos trinta anos de carreira do maestro Luciano Calazans, que é uma pessoa que sempre participa dos eventos da Prefeitura. Portanto, nossa alegria é por termos conseguido manter a qualidade do evento, com uma qualidade de público, e nesse ritmo esperamos fechar o festival com chave de ouro, neste domingo (24)”, declara Isaac Edington, presidente da Empresa Salvador Turismo (Saltur), organizadora do evento.

Festival da Primavera – O Festival da Primavera 2017 terá seu encerramento neste domingo (24), com atrações para todos os gostos. O Parque da Cidade, no Itaigara, traz inúmeras atividades a partir das 11h, começando com o Coreto Hype - feira ao ar livre com mais de 100 empreendedores - e a Feira de Artes e Talentos. O parque terá, até 17h, um circuito fixo de minibike, que vai deixar os pequenos ainda mais animados.

Das 13h às 17h, o público vai poder curtir gratuitamente os trabalhos dos Djs Charles Carvalho (13h), Oliver Dom Jack (14h), Kairo San (15h) e Santz (16h), em uma iniciativa que promove música, dança e experiências recreativas para todas as idades. O evento, que recebe o nome de Pick-Nick com DJs, é um chamado para que as famílias e os amantes da música eletrônica possam interagir ao som dos grandes artistas da terra. Esse projeto conta com a iniciativa do Coletivo DJs da Bahia.

O festival ainda levará para o palco do Anfiteatro Dorival Caymmi o show da banda Faustão e os Mongas, com repertório de grandes clássicos do pop rock nacional dos anos 80, que vão de Erasmo Carlos a Titãs. A atração está marcada para às 14h. No mesmo dia, às 16h, o grupo Quabales, conhecido pelas apresentações marcantes, agita o público ao som do violão, percussão, break dance, performance percussiva, canto e percussão eletrônica.

Para essa edição do Festival da Primavera, uma surpresa para as crianças: o cantor Saulo sobe ao palco com seu show Pé de Maravilha, no domingo, às 16h. Com o tema “A Floresta”, o público poderá curtir canções que vão desde saltimbancos até cantigas populares, passando por composições próprias e agraciando a garotada e também os adultos de todas as idades.

 

 

A diferença entre expectativa e realidade durou cerca de 30 minutos, desde que o administrador de empresas Wagner Ribeiro, 63, chegou ao Largo da Mariquita, acompanhado dos filhos André e Mariana. Àquela altura, todos os holofotes ainda eram direcionados para o compositor, contrabaixista e arranjador Luciano Calazans, primeiro aperitivo da noite, cuja mistura do jazz latino com música brasileira ajudou a climatizar a noite da família Ribeiro. O patriarca esperava mais.
 
E foi prontamente atendido quando, exatamente às 21h deste sábado (23), a cantora Fernanda Abreu, ex-vocalista auxiliar da Blitz, e há três décadas devidamente emancipada, subiu ao palco, embalando jovens e uma galera que já passou dos quarenta carnavais, neste segundo dia de espetáculos do Festival da Primavera 2017, em Salvador. “Este era o momento que esperávamos. Não é todo dia que a cidade recebe artistas deste naipe em um mesmo evento, e é justamente esta diversidade que buscávamos”, comentou o agora dançarino Wagner, que ensaiou os primeiros passos ao som do funk cheio de charme da artista carioca.
 
“Sossega que a chuva está aí para abençoar”, determinava Fernanda Abreu no bairro mais boêmio da cidade, entre as frases enfáticas de “Outro sim”, carro-chefe de seu mais recente trabalho, o álbum "Amor Geral", lançado em 2016. Para o público soteropolitano que lotava a Mariquita, e ainda embalada pelo êxito apresentado no último final de semana, no Rock in Rio, Fernanda Abreu trouxe todo o veneno carioca para o Largo da Mariquita, e não decepcionou.
 
Amor geral – Na lista dos melhores CDs de 2016, o álbum mais recente de Fernanda Abreu já foi devidamente testado no Palco Sunset do Rock In Rio 2017, no último dia 15. “Estou chegando a Salvador com este disco muito bem recebido em cidades como Rio de Janeiro, Belo Horizonte, Brasília e Manaus, e estou muito contente por voltar a trazer um trabalho inédito para cá”, lembrou a cantora, segundos antes de subir ao palco. Acompanhada de músicas como "Eu vou torcer", de Jorge Benjor, e “Kátia Flávia, a Godiva do Irajá”, de Fausto Fawcett, a cantora deu tons de discoteca e um ritmo quente e dançante à estação das flores que se inicia.
 
Ela definiu a apresentação deste sábado como "uma celebração ao amor", em alusão ao seu mais recente trabalho, mas também pelo momento de transição na carreira, com sua primeira turnê com músicas inéditas após uma década longe dos estúdios, apesar da extensa agenda de apresentações e participações em produções de outros artistas.  “Além disso, estou comemorando o fato de que, no ano passado, consegui liberar todas as minhas músicas que estavam atreladas à minha antiga gravadora, desde 1990, e agora posso disponibilizá-las para meus fãs sem problemas”.
 
Fernanda e banda fizeram o público dançar com "Veneno da lata", “Rio 40 Graus”, “Dance dance”, “Garota sangue bom”, “Da lata” e “Brasil é o país do suingue”. A partir daí, um, dois, três, incontáveis sucessos foram lançados ouvido adentro, enquanto gente que acompanhou as diversas fases da carreira da artista dançava e cantava ao som das canções que ainda soam frescas, como a nova estação. “A cidade só tem a ganhar com uma festa tão diversa quanto esta. E isso mexe com inúmeros setores, desde a área cultural, que é a primeira a ser notada, até a movimentação de cunho social, pois faz com que pessoas de origens e locais diferentes interajam, influindo também na economia, pois a atração dessas pessoas aumenta a frequência em bares, restaurantes e demais estabelecimentos comerciais, também ocupa-se mais ruas e praças da cidade'', reconhece o engenheiro Dario Marchesini, 57, que veio ao Largo da Mariquita acompanhado da esposa Cássia.
 
“O festival transcorre em um clima de muita paz. Além da apresentação aqui do Rio Vermelho, tivemos Rafa e Pippo e Duas Medidas na Ribeira, fazendo shows maravilhosos que nem a chuva conseguiu afastar. Tivemos a honra de abrigar o espetáculo comemorativo aos trinta anos de carreira do maestro Luciano Calazans, que é uma pessoa que sempre participa dos eventos da Prefeitura. Portanto, nossa alegria é por termos conseguido manter a qualidade do evento, com uma qualidade de público, e nesse ritmo esperamos fechar o festival com chave de ouro, neste domingo (24)”, declara Isaac Edington, presidente da Empresa Salvador Turismo (Saltur), organizadora do evento.
 
Festival da Primavera – O Festival da Primavera 2017 terá seu encerramento neste domingo (24), com atrações para todos os gostos. O Parque da Cidade, no Itaigara, traz inúmeras atividades a partir das 11h, começando com o Coreto Hype - feira ao ar livre com mais de 100 empreendedores - e a Feira de Artes e Talentos. O parque terá, até 17h, um circuito fixo de minibike, que vai deixar os pequenos ainda mais animados.
 
Das 13h às 17h, o público vai poder curtir gratuitamente os trabalhos dos Djs Charles Carvalho (13h), Oliver Dom Jack (14h), Kairo San (15h) e Santz (16h), em uma iniciativa que promove música, dança e experiências recreativas para todas as idades. O evento, que recebe o nome de Pick-Nick com DJs, é um chamado para que as famílias e os amantes da música eletrônica possam interagir ao som dos grandes artistas da terra. Esse projeto conta com a iniciativa do Coletivo DJs da Bahia.
 
O festival ainda levará para o palco do Anfiteatro Dorival Caymmi o show da banda Faustão e os Mongas, com repertório de grandes clássicos do pop rock nacional dos anos 80, que vão de Erasmo Carlos a Titãs. A atração está marcada para às 14h. No mesmo dia, às 16h, o grupo Quabales, conhecido pelas apresentações marcantes, agita o público ao som do violão, percussão, break dance, performance percussiva, canto e percussão eletrônica.
 
Para essa edição do Festival da Primavera, uma surpresa para as crianças: o cantor Saulo sobe ao palco com seu show Pé de Maravilha, no domingo, às 16h. Com o tema “A Floresta”, o público poderá curtir canções que vão desde saltimbancos até cantigas populares, passando por composições próprias e agraciando a garotada e também os adultos de todas as idades.

 

0
0
0
s2sdefault
0
0
0
s2sdefault

Um grupo de DJs vai armar uma verdadeira festa na tarde deste domingo (24), no Parque da Cidade. O Pick Nick com DJs faz parte da grade do Festival da Primavera, que começou na quinta-feira (21) e segue até o domingoem diversos pontos de Salvador. A partir das 13h, o DJ Charles Carvalho comanda as carrapetas, seguido por Oliver Dom Jack, às 14h, Kairo San, às 15h, e Santz, às 16h. Esta é oitava edição do projeto, uma iniciativa do Coletivo DJs da Bahia com o apoio do Parque da Cidade e Empresa Salvador Turismo (Saltur).

Um dos criadores do projeto, DJ Santz teve a ideia do Pick Nick no Parque da Cidade depois de uma visita à pista de skate no local. “Foi uma ideia que partiu de uma andada de skate e se tornou uma realidade entre cinco amigos com um mesmo objetivo, que é levar a música e cultura dj para os baianos. Estamos muito felizes por estarmos no calendário do Festival da Primavera. No domingo, vamos realizar mais uma edição cheia de amor e música, que é o que nos movimenta”.

No mesmo dia, o Parque da Cidade receberá ainda um minicircuito de Bike Infantil, das 9h às 17h, aula de dança e ginástica para todos, das 11h às 12h, a Feira Coreto Hype, das 11h às 17h, e uma feira de Artes e Talentos, também das 11h às 17h. Haverá ainda espaço para o Quick Massage, das 10h às 17h, e recreação infantil, das 7h às 11h. No Anfiteatro Dorival Caymmi, se apresentam Faustão e Os Mongas, às 14h, e o grupo percussivo Quabales, às 16h, retornando à Salvador depois da apresentação no Rock in Rio.

 

0
0
0
s2sdefault
0
0
0
s2sdefault

Os irmãos Rafa e Pipo Marques e a banda Duas Medidas são as atrações do Festival da Primavera no bairro da Ribeira no sábado (23), a partir das 19h, na Praça Dodô e Osmar. Com repertório eclético e divertido, essa é a primeira vez que eles se apresentam no bairro dentro de um evento promovido pela Empresa Salvador Turismo (Saltur), através da Prefeitura.

O grupo Duas Medidas abre a noite, com seu som irreverente misturando ritmos e coreografias animadas. O vocalista Lincoln Senna afirma que tocar no Festival da Primavera é um verdadeiro sonho realizado. “Tocar na Ribeira pela primeira vez e comemorar com o povo é um sonho. A gente considera uma honra e responsabilidade, já que temos um trabalho reconhecido, fazendo música para famílias, que permite todos cantarem e dançarem juntos”, afirmou Lincoln.

Com aproximadamente cinco anos de estrada, a banda vem com músicas já conhecidas como Glicose, Empidesce, Farra Louca e QQIssoBB?, e o lançamento Câmera Lenta, em parceria com Márcio Vitor, cantor do Psirico. E falando em parceria, Senna disse que o público pode aguardar surpresas para o show de sábado. “Estamos aguardando a confirmação de artistas amigos queridos, que queremos que participem deste momento. Também é um desejo nosso, se rolar, uma dobradinha com Rafa e Pipo. Tendo a oportunidade, vamos tocar juntos”.

Rafa e Pipo - Os irmãos Rafa e Pipo Marques, filhos do cantor Bell Marques, sobem ao palco a partir das 21h, logo depois da Duas Medidas. Com o DVD Beira Mar recém lançado, eles sobem ao palco com um repertório baseado neste trabalho, a exemplo de Tô de Boaça, gravada em parceria com Wesley Safadão, Se o Passarinho Voou e Se Você Fosse um Peixinho.

Os irmãos se mostraram felizes com o convite para o evento, considerado por eles como um projeto bacana que vem movimentando a cena cultural de Salvador. “Já tivemos a oportunidade de tocar no réveillon, no aniversário de Salvador e em outras ocasiões especiais. A Ribeira tem uma energia especial e já estamos ansiosos com a possibilidade de fazermos a festa por lá", observou Pipo.

Programação - Ainda no dia 23, o bairro do Rio Vermelho será palco do show de Fernanda Abreu, com seu Amor Geral, e também do músico e multi-instrumentista Luciano Calazans, com uma apresentação especial celebrando 30 anos de sua carreira. Para essa edição do Festival da Primavera, uma surpresa para as crianças: o cantor Saulo sobe ao palco com seu show “Pé de Maravilha”, no domingo (24). Com o tema “A Floresta”, o público poderá curtir canções que vão desde Saltimbancos até cantigas populares, passando por composições próprias, agraciando a garotada e também os adultos.  

O Anfiteatro Dorival Caymmi, no Parque da Cidade, recebe também no dia 23 apresentações como o espetáculo “És tu Brasil”, encenado pelo Ballet Acadêmico da Bahia. “És tu Brasil” passeia pelas manifestações e danças das diversas etnias formadoras do país. O espetáculo foi criado para um intercâmbio Luso-Brasileiro, em Portugal, e passou pelas cidades de Cascais, Porto e Lisboa, retornando ao país para apresentação desse show. A apresentação acontece no sábado (23).

 

0
0
0
s2sdefault
0
0
0
s2sdefault

Salvador será um caldeirão de atividades culturais e de lazer neste fim de semana. Música, esporte, gastronomia, lazer, dança, artesanato e feiras agitarão soteropolitanos e turistas que participarem das atrações do Festival da Primavera 2017 nos próximos dois dias de evento. No sábado (23) e no domingo (24), a partir das 10h, a Praça 2 de Julho, no Campo Grande, será palco da Feira de Arte e Antiguidade. O espaço dispõe de móveis antigos, objetos de arte, decoração retrô, santos esculpidos e lojas de raridades, disponibilizados por comerciantes, lojistas e expositores. Na oportunidade, o lugar também abrigará a Feira das Artes na Primavera. 

Parque da Cidade - Quem for ao Parque da Cidade, no Itaigara, no sábado (23) e no domingo (24), no horário de 11h às 17h, poderá conferir o Coreto Hype - feira ao ar livre com mais de 100 empreendedores - e a Feira de Artes e Talentos. No mesmo dia e horário, o local também será propício para os pais que quiserem levar seus filhos para uma manhã de diversão. Serão disponibilizados brinquedos como cama-elástica, pula-pula e moto elétrica.  

O parque terá, no sábado (23) e domingo (24), de 9h às 17h, um circuito fixo de minibike, que vai deixar os pequenos ainda mais animados. Sempre de 11h às 12h, o espaço contará com aulas de alongamento, ginástica e treinamento funcional, em um tablado montado no gramado do Parque. Na ocasião, o professor de dança Jaguar e o Dj John Oliver farão o público suar a camisa e se divertir em aula de dança ao ar livre.

Apenas no domingo (24), das 13h às 17h, o público vai poder curtir gratuitamente os trabalhos dos Djs Charles Carvalho (13h), Oliver Dom Jack (14h), Kairo San (15h) e Santz (16h), em uma iniciativa que promove música, dança e experiências recreativas para todas as idades. O evento, que recebe o nome de Pick-Nick com DJs, é um chamado para que as famílias e os amantes da música eletrônica possam interagir ao som dos grandes artistas da terra. Esse projeto conta com a iniciativa do Coletivo DJs da Bahia.

O Anfiteatro Dorival Caymmi, no Parque da Cidade, também recebe imperdíveis apresentações, a exemplo do espetáculo "És tu Brasil", encenado pelo Ballet Acadêmico da Bahia. O espetáculo passeia pelas manifestações e danças das diversas etnias formadoras do país, e foi criado para um intercâmbio Luso-Brasileiro, em Portugal, passando pelas cidades de Cascais, Porto e Lisboa. A apresentação acontece no sábado (23), às 11h30.

O festival ainda levará para o palco do Anfiteatro Dorival Caymmi o show da banda Faustão e os Mongas, com repertório de grandes clássicos do pop rock nacional dos anos 80, que vão de Erasmo Carlos a Titãs. A atração está marcada para o domingo (24), às 14h. No mesmo dia, às 16h, o grupo Quabales, conhecido pelas apresentações marcantes, agita o público ao som do violão, percussão, break dance, performance percussiva, canto e percussão eletrônica. 

E para deixar essa programação ainda mais versátil, Salvador vai receber o sertanejo do mineiro Humberto Morais. O show do músico, que se destaca pelo bom humor, é recheado por um vasto repertório e promete agradar ao público tocando músicas que agitam a galera. Humberto se apresenta no sábado (23), às 14h, no Anfiteatro do Parque da Cidade.

Rio Vermelho - Quem chega para iluminar um dos palcos do festival, pela primeira vez, é a cantora Fernanda Abreu. A artista traz para Salvador seu novo show Amor Geral. A apresentação contempla os seis hits inéditos de seu novo álbum e também as canções que fizeram sucesso na carreira da artista. A apresentação promete levar muito suingue e balanço, além de mensagem de tolerância no convívio social e respeito às liberdades individuais.

A cantora se apresentará no Largo da Mariquita, no sábado (23), às 21h. Pouco mais cedo, às 19h, outro show que vem com tudo é o do músico e multi-instrumentista Luciano Calazans. Para o festival, Luciano projetou um show instrumental, que celebra 30 anos de sua carreira. Ele é o protagonista da apresentação, mas será acompanhado por músicos de primeira linha numa formação original que criou para a data.

Para essa edição do Festival da Primavera, uma surpresa para as crianças: o cantor Saulo sobe ao palco com seu show Pé de Maravilha, no domingo (24), às 16h. Com o tema “A Floresta”, o público poderá curtir canções que vão desde saltimbancos até cantigas populares, passando por composições próprias e agraciando a garotada e também os adultos de todas as idades.

A cantora Carla Visi também se apresenta neste Festival da Primavera. A bela vai levar sua voz doce e marcante para comemorar a chegada da nova estação com soteropolitanos e turistas, assim como o músico Paulinho Oliveira e também a banda Flor Serena. As apresentações acontecem em palco montado na Vila Caramuru, também na sexta-feira (23). Entre os shows, ainda está programado esquetes teatrais do grupo Caratapa.

No sábado (23) e domingo (24), de 11h às 17h, o Largo da Mariquita, no Rio Vermelho, será palco da Feira de Arte Cidade Mãe, quando expositores diversos levarão originalidade e muita arte ao bairro boêmio. Já na Praça Caramuru, no Rio Vermelho, o público poderá conferir mais uma tarde de aulas do “Cozinhas Show”. Em sua segunda edição, o projeto volta a promover uma agenda positiva em torno da gastronomia soteropolitana. O evento acontece de 15h às 19h.

Ribeira - Entre as atrações que se apresentarão na Cidade Baixa estão a banda Duas Medidas, que vai levar ao palco da Praça Dodô e Osmar, às 19h, no sábado (23), todo seu eletrobalance - movimento criado pelo grupo com mistura de diversos ritmos como reggaeton, funk e música eletrônica. Às 21h, a dupla Raffa e Pipo Marques também promete um super show que deve levantar o público. Com muita energia e vibração, a dupla levará todo seu axé ao palco do Festival. 

Esporte e Lazer - O campeão mundial de surfe (2015), Adriano de Souza, também conhecido como Mineirinho, será a atração principal da etapa baiana da Copa de Surf Salvador: Futuros Campeões, que acontece na praia de Stella Maris no sábado e domingo (23 e 24), com disputas em quatro categorias: sub-10, sub-12, sub-14, sub-16.

O Aloha Spirit Festival, o maior festival de esportes aquáticos da América Latina, acontece na praia do Porto da Barra neste sábado e domingo (23 e 24), sempre de 8h às 17h. No domingo (24), das 7h às 17h, o projeto Ruas de Lazer acontecerá na Avenida Professor Magalhães Neto, levando jogos, brincadeiras infantis e animação. 

Essa edição do festival conta também com o Passeio Cicloturístico da Primavera. Centenas de ciclistas se reunirão no domingo (24) em um passeio pelos principais pontos turísticos da cidade . Com largada às 8h, da entrada do Colégio IMEJA, na Boca do Rio, as bicicletas vão passar pela orla atlântica da cidade até chegar à Igreja do Bonfim, num trajeto de 25 km.

Parcialmente fechada, a Avenida Professor Magalhães Neto também será um ponto de encontro entre os amantes da bike, no domingo (24). O espaço ficará interditado das 7h às 17h e o público poderá ir com suas bikes, patins e skates para diversão. Além da Magalhães Neto, os pequenos terão a chance de pedalar bastante na Barra. Das 9h às 17h, também no domingo, será montado um Minicircuito Infantil de bike a lado do Farol.

O Concurso CicloFotográfico Salvador Vai de Bike reunirá, no domingo (24), às 9h, 60 ciclistas para uma visita guiada pelo Centro Histórico, partindo do Campo Grande. Os participantes terão que formar duplas e produzir belas imagens para concorrer a prêmios. 

Neste sábado (23), será a abertura da Copa Dente de Leite e da Copa das Ligas, às 9h, no Estádio de Pituaçu. Os times serão formados por adolescentes com idade entre 12 a 14 anos, que estão matriculados nas redes municipal e particular de ensino, no projeto de Iniciação Esportiva de Salvador (Iessa), ou que fazem parte de escolinhas de futebol. Na ocasião, o público também poderá conferir a abertura da 1ª Edição da Copa das Ligas, que terá a participação de 320 atletas distribuídos em 16 equipes, a partir de 16 anos. 

 

0
0
0
s2sdefault
0
0
0
s2sdefault

Toda sexta-feira pede um prato diferente, com um sabor especial. Ainda mais se for a primeira sexta-feira da estação mais florida do ano. Por esse motivo, o Festival da Primavera trará para a Praça Caramuru (antigo Mercado do Peixe), pelo segundo dia consecutivo, o Cozinha Show. Em sua segunda edição, o projeto volta a promover uma agenda positiva em torno da gastronomia soteropolitana, convidando todos a conhecerem um pouco mais da diversidade e qualidade da "cozinha" da cidade. O Cozinha Show segue até sábado (23).

O primeiro dia de atividades, realizado nesta quinta-feira (21), teve como tema central os "embutidos da cidade". O chef Théo Tapioca, que comanda um restaurante no Acupe de Brotas, ensinou ao público um sanduíche de pernil suíno harmonizado com cubos de maçã, molho de mostarda, agrião in natura e pão francês. “Escolhi o pão francês porque é de mais fácil acesso a todos, a maçã por ser leve, e a mostarda, que embora não pareça, também é leve”, explicou. 

Chef e curadora do evento, Leka Hattori – que se apresenta nesta sexta e sábado (22 e 23) –, revelou que a grande novidade deste ano é a apresentação de uma nova perspectiva na preparação de alimentos. “Quero despertar a população para um melhor aproveitamento dos alimentos. Minha aula será como fazer um molho de tomate incrementado com a folha do rabanete, que normalmente vai para o lixo. Vamos usar também a parte branca da casca da melancia, e plantar várias sementes neste sentido”, frisou.

Além de aprender receitas surpreendentes, os participantes podem, ao final da aula, degustar os pratos. Para cada dia, são disponibilizadas 50 vagas para participação de interessados. Nesta sexta (22), o tema abordado será "frutas da cidade"; no sábado, a temática será "pimentas da cidade". Também no sábado, as crianças vão aprender a fazer uma salada no espetinho com molho de iogurte e hortelã, além de decoração para cupcakes.

Gestor da Saltur, Isaac Edington, afirmou que a inserção gastronômica na programação veio como forma de valorização e de impulsionar esta atividade econômica, que é tão forte em Salvador. “Temos várias atividades acontecendo em diversos pontos da cidade, e hoje é muito bacana a gente valorizar toda nossa tradição na culinária. A Bahia tem um apego com a gastronomia, está no DNA do baiano e a gente aproveita esse período do ano para valorizar esta arte”, finalizou.

 

0
0
0
s2sdefault
0
0
0
s2sdefault

Os espaços culturais da Barroquinha, Casa do Benin e Teatro Gregório de Matos chegam com uma programação especial para o Festival da Primavera. A exposição temporária "Temas baianos pelos olhos e mãos", da artista plástica Erna Martinez, já está em cartaz e segue mesmo depois do festival, com esculturas de sereias e orixás, como uma representação da atmosfera mística da Bahia, de segunda a sexta-feira, sempre das 9h às 17h.

Na sexta-feira (22), o Espaço Cultural da Barroquinha recebe o Festival Sonora - Ciclo Internacional de Compositoras. O evento visa divulgar e incentivar artistas baianas, criando espaço para que compartilhem suas criações a quem quiser ouvir, de modo a discutir a posição da mulher na indústria da música. O evento ocorre num cenário intimista, onde artistas e público estarão em conexão direta. O Sonora promoveu em 2016 mais de cem apresentações, em 21 cidades de seis países diferentes, sempre organizado e executado por mulheres, de forma colaborativa.

Participam desta edição as compositoras Neila Kahdí, Larissa Luz, Laila Rosa, A Intêra, Alexandra Pessoa, Marília Sodré, Ive Farias, Guel Braga, Géssica Moura, Caru, Alma Afora, Camilla Campos, Gabriela Piñeiro, Eufrásia Neres, Eloah Monteiro e Laurisabel Assil. O evento ocorre na sexta e no sábado, às 19h, e no domingo, a partir das 18h, com ingressos custando R$ 10 (inteira) e R$ 5 (meia). 

Já o Teatro Gregório de Matos, recebe a peça “Desviante”, que traz texto inédito escrito por Daniel Arcades e dirigido por Thiago Romero. O espetáculo tem números musicais e coreográficos, tendo como inspiração os movimentos artísticos e culturais dos anos 60 e 70 e o período da Ditadura Militar no Brasil. A peça acontece em 1969, quando um grupo de artistas performáticos convergentes aos ideais da contracultura começa a ganhar notoriedade nas mídias da época e no circuito mundial das artes. As apresentações acontecem sempre às 19h dos dias 22 e 23, 29 e 30 de setembro, e custam R$ 20 (inteira) e R$ 10 (meia).

No domingo (24), o Teatro Gregório de Mattos recebe o 3º Round: Circuito de Rima Improvisada, uma disputa entre rappers de Salvador. A atração é gratuita e acontece a partir das 15h.

 

0
0
0
s2sdefault

Fale Conosco

O seu canal de comunicação com o nosso site. Caso tenha dúvidas, sugestões ou solicitações de serviços, por favor, mande mensagem que teremos prazer em respondê-la.

Enviando...