Geral

0
0
0
s2sdefault

Pela primeira vez, o bairro de Fazenda Grande I, na região de Cajazeiras, recebe a ação de reforma de casas em situação precária, promovidas pela Prefeitura através do Morar Melhor. A ordem de serviço para a intervenção imediata em 201 imóveis na localidade foi assinada pelo prefeito Bruno Reis, ao lado dos secretários Luiz Carlos de Souza (Infraestrutura e Obras Públicas) e Kiki Bispo (Promoção Social), em cerimônia simbólica realizada na noite desta quarta-feira (16), na Rua Gerson Souza.

O prefeito salientou que a intenção da administração municipal foi desenvolver um programa que acertasse em cheio no que é mais importante para as famílias de Salvador. "E não tem nada mais importante do que a nossa casa, onde recebemos os familiares, convivemos com os vizinhos e elevamos a autoestima. O Morar Melhor preserva a pessoa no próprio bairro, na própria casa. Uma iniciativa que cresceu e se tornou um verdadeiro sucesso, servindo até de exemplo para outras cidades", avaliou Bruno Reis.

Uma das beneficiadas é a doméstica Roseane dos Santos Serra, de 42 anos. Ela contou que, antes da reforma, a casa estava bastante acabada e o dinheiro não era suficiente para promover uma melhoria. "Eu trabalhava para começar a fazer as coisas aos pouquinhos, mas não dava. Pra mim mudou muita coisa, essa ação chegou em boa hora. Só tenho a agradecer a Deus e à Prefeitura, porque isso aqui era muito feio. As equipes tiraram a infiltração, a pingueira do telhado, melhoraram a cozinha. Todos do projeto foram muito legais comigo”, relatou.

Balanço – Desde 2015, o Morar Melhor, desenvolvido através da Secretaria Municipal de Infraestrutura e Obras Públicas (Seinfra), já reformou mais de 33 mil casas em mais de 150 localidades da capital baiana. Pintura, reboco, recuperação ou troca de telhado, troca de esquadrias (portas e janelas) e instalações sanitárias são os serviços oferecidos e escolhidos em conjunto com o morador selecionado. O limite orçamentário para a intervenção em cada imóvel é de R$7 mil.

A iniciativa leva em consideração critérios como precariedade dos bairros, baseado em dados do IBGE; maior predominância de domicílios com alvenaria sem revestimento; maior predominância de pessoas abaixo da linha de pobreza e de mulheres chefes de família.

 

0
0
0
s2sdefault
0
0
0
s2sdefault

Celebrado nesta quarta-feira (16), o Dia Municipal da Criança Negra está presente no calendário soteropolitano desde 2012, com a finalidade de propor à sociedade reflexões e debates sobre o cumprimento dos direitos de igualdade social e racial na infância. No campo das políticas públicas, a Secretaria de Políticas para Mulheres, Infância e Juventude (SPMJ) tem promovido diversos projetos para assegurar mais acesso de meninos e meninas à educação, além de intensificar iniciativas capazes de coibir violações como o trabalho infantil e os abusos sexuais.

“O Dia da Criança Negra é importante para desconstruir, desde a infância, os padrões estruturais racistas da nossa sociedade. A partir disso, surge a necessidade de se investir em ações para garantia da primeira infância, incentivando a educação, promovendo valorização da autoestima e compreensão do racismo”, explica a coordenadora de Políticas para Criança e Adolescentes da SPMJ, Dinsjani Pereira.

Educação — A gestora conta que o órgão idealizou uma estratégia, em parceria com a rede municipal da educação, que chegará às escolas e creches da cidade a partir de julho. A iniciativa envolverá diálogos com temas transversais que colaborem para proteção e garantia dos direitos das crianças, tendo a participação de educadores e pais dos alunos. Por conta da pandemia da Covid-19, os encontros ocorrerão, a princípio, apenas de forma virtual. 

A educação é considerada o principal pilar para construção de uma sociedade mais justa e igualitária. Nesse sentido, a Prefeitura manteve ininterruptamente, mesmo nesses 15 meses de crise sanitária, uma das ações municipais de incentivo ao aprendizado: o programa Primeiro Passo, que beneficia hoje 19,3 mil famílias que possuem crianças em idade de creche e pré-escola (até cinco anos de idade). Esta ação, coordenada pela SMPJ, concede mensalmente R$65 para cada criança (limite de três por lar) que não esteja matriculada em unidades de ensino da rede municipal ou conveniadas, por falta de disponibilidade de vagas ofertadas.

Conexão – Instituído pela lei 8247/2012, o Dia Municipal da Criança Negra possui conexão com o Dia da Criança do Continente Africano, institucionalizado pela Organização da Unidade Africana (OUA), em Addis Abeba, Etiópia, desde 1991. A ação é realizada em memória às crianças negras de Soweto, na África do Sul, que foram vitimadas em 16 de junho de 1976, na tragédia conhecida como o massacre de Soweto, por terem protestado contra a discriminação no ensino.

 



 

--

0
0
0
s2sdefault
0
0
0
s2sdefault

O contribuinte que precisar solicitar a Nota Fiscal de Prestação de Serviços Avulsa pode fazê-lo de forma ágil e simplificada. Mais simples e prático, o novo portal desenvolvido pela Secretaria da Fazenda de Salvador (Sefaz) entrou em vigor na segunda-feira (11) e economizará tempo dos empreendedores com deslocamento à sede do órgão, no Centro da cidade, ou a um dos postos da pasta no Serviço de Atendimento ao Cidadão (SACs) e nas unidades da Prefeitura-Bairro.

Inicialmente implantada apenas de forma presencial, com cadastro e emissão realizados nos postos de atendimento da Sefaz, a Nota Avulsa foi aperfeiçoada para emissão web. O objetivo é criar mais um serviço disponível pela internet, de fácil acesso e sem necessidade de atendimento presencial, com o intuito de seguir as recomendações sanitárias para evitar aglomerações durante a pandemia de Covid-19.

O documento pode ser retirado pelo profissional autônomo que ainda não possui inscrição no município, mas tem necessidade de emitir uma nota fiscal. Com a mudança, o serviço se torna menos burocrático e pode ser feito totalmente on-line. Apesar disso, o e-mail O endereço de e-mail address está sendo protegido de spambots. Você precisa ativar o JavaScript enabled para vê-lo. continua disponível para o contribuinte que precisar tirar dúvidas, assim como o atendimento presencial.

Como solicitar – Antes de emitir a nota, é preciso que o contribuinte realize o cadastro do sistema Nota Salvador, pelo link senhaweb.salvador.ba.gov.br e aguarde que a senha seja liberada. A liberação pode ser efetuada presencialmente na sede da Sefaz, nos postos da secretaria e ainda pelo e-mail O endereço de e-mail address está sendo protegido de spambots. Você precisa ativar o JavaScript enabled para vê-lo. .

Com a efetivação do cadastro e liberação da senha, a pessoa física estará apta a acessar o sistema Nota Salvador e emitir a Nota Fiscal Avulsa pelo Portal Nota Salvador, no endereço www.nota.salvador.ba.gov.br , ou pelo site da Sefaz , no www.sefaz.salvador.ba.gov.br . O contribuinte pessoa física já que possui cadastro no sistema Nota Salvador, mas não lembra da senha, pode recuperar o acesso pelo link senhaweb.salvador.ba.gov.br/login/lostpassword.

A Nota Avulsa só pode ser emitida por pessoa física que não esteja inscrita na Sefaz como autônoma. Aqueles profissionais regularmente cadastrados na secretaria com inscrição municipal (CGA) devem emitir a Nota Fiscal de Serviços Eletrônica (NFS-e) no sistema Nota Salvador, pelo nfse.salvador.ba.gov.br .

 



 

--

0
0
0
s2sdefault
0
0
0
s2sdefault

 

O bairro de Brotas é a mais nova localidade de Salvador a receber um Núcleo Comunitário de Proteção e Defesa Civil (Nupdec) Mirim. Promovida pela Defesa Civil de Salvador (Codesal), a capacitação habilita crianças e adolescentes a prevenir ou reduzir danos de desastres socioambientais. Iniciada na terça-feira (15), a formação ocorre no Centro Comunitário Dezenove de Setembro e termina nesta quinta-feira (17).

A subcoordenadora de Ações Comunitárias e Educativas da Codesal, Fabiana Santana, explicou que a formação do Nupdec Mirim se baseia em três eixos: noção de defesa civil, primeiros socorros e educação ambiental. “São jovens de sete a 14 anos que aprendem a ter percepção de risco para agir antes, durante e depois de um desastre. Também recebem conhecimentos sobre mudanças climáticas e mudança de hábitos para a preservação ambiental. No final, entregamos os certificados, mudas de planta para cultivo em casa ou horta comunitária, e brinquedos, feitos por eles mesmos com material reciclado”, relatou.

Fabiana ainda exemplificou como a capacitação ajuda a mudar a relação das crianças com o meio onde vivem. Por exemplo, era comum o hábito de jogar lixo na rua. No entanto, após a formação, os jovens não apenas passam a descartar o lixo no lugar próprio, como orientam vizinhos que estejam poluindo o ambiente.

Primeiros socorros — O técnico operacional da Codesal, Anderson Pessoa, é um dos facilitadores do Nupdec Mirim – no encontro desta quarta-feira (16), ele abordou o tema primeiros socorros. “Nós os ensinamos a manter o controle emocional e a não se desesperar numa situação de desastre. O foco da aula de primeiros socorros é aprender a lidar com cinco situações-problema: desmaios, ferimentos, convulsões, engasgos e queimaduras. Eles aprendem, por exemplo, a reanimar ou desobstruir a via respiratória de uma pessoa que esteja passando mal”, ilustrou Pessoa.

Um dos 13 jovens formandos desta edição do Nupdec Mirim é Guilherme Oliveira, 12 anos, estudante do 6º ano do Ensino Fundamental II. “Me chamaram em casa para participar e eu aceitei. Acho muito legal aprender a dar os primeiros socorros. Agora eu já posso ajudar uma pessoa que precisa, até os médicos chegarem. Todas as crianças e jovens que são chamados deveriam participar, porque a gente aprende muito e isso é bom para o nosso futuro”, concluiu.

Outros locais – Além de Brotas, os Nupdecs Mirins também foram formados nas localidades de Nova Direta (Boa Vista do Lobato), Mamede (Alto da Terezinha), Arraial do Retiro, Bosque Real (Sete de Abril) e Baixa do Cacau (Lobato).

 

 

 

 

--

0
0
0
s2sdefault
0
0
0
s2sdefault

Os aposentados e pensionistas do Município passaram a ter, desde a semana passada, uma nova ferramenta que foi pensada para facilitar a vida dos beneficiários: a Prova de Vida Digital. Agora, quem recebe o benefício pelo Regime Próprio de Previdência dos Servidores Municipais de Salvador (RPPS) conta com segurança e comodidade ao fazer a prova de vida através de reconhecimento facial no celular.

Para isso, o cidadão deve baixar o aplicativo Meu RPPS, disponível para Android e iOS, e realizar o procedimento - o prazo termina no próximo dia 7. A ferramenta possui ainda um tutorial mostrando o passo a passo para fazer a prova de vida. Das 11 mil pessoas, entre aposentados e pensionistas, quase 2 mil já realizaram a ação, obrigatória para garantir a continuidade do pagamento do benefício.

“O principal objetivo é viabilizar que os segurados realizem a prova de vida em segurança, sem precisar sair de casa. A ferramenta permite fazer a ação de forma rápida, fácil e segura”, afirma o diretor de Previdência da Secretaria Municipal de Gestão (Semge), Daniel Ribeiro.

Além de realizar a prova de vida sem sair de casa, no aplicativo o usuário também tem acesso a outros serviços, como simulação de aposentadoria, abertura e acompanhamento de processos. Márcia Fortuna, de 65 anos, é aposentada há mais de 20 anos e destacou que o Meu RPPS trouxe facilidade e segurança para o cidadão. “Fiz a prova de vida pelo aplicativo e gostei muito da facilidade que ele proporciona ao usuário”, contou.

Para o pensionista Raimundo Guedes, 78 anos, o aplicativo é essencial em tempos de Covid-19. “É uma ótima maneira de evitar que as pessoas saiam de casa, principalmente nesse momento de pandemia. Fico muito grato por esta iniciativa que veio para facilitar”, disse.

0
0
0
s2sdefault
0
0
0
s2sdefault

A Guarda Civil Municipal (GCM), órgão vinculado à Secretaria Municipal de Ordem Pública (Semop), realiza a segunda Live Junina da instituição no sábado (19), às 19h, com o intuito de animar o público e arrecadar alimentos para instituições sociais de Salvador. O evento será transmitido pelo canal da GCM no YouTube e terá a apresentação dos Guardiões da Cidade, banda musical formada por guardas municipais e que fará o show com um repertório de forrós, xotes e baiões. 

“A ideia surgiu em 2020, em plena moda das lives devido à pandemia. Nesse ano, foram arrecadados 4,5 toneladas de alimentos não perecíveis, além de produtos de limpeza e higiene”, declarou o inspetor-geral da GCM, Marcelo Silva. Todo o material foi encaminhado para a Secretaria de Promoção Social, Combate à Pobreza, Esportes e Lazer (Sempre), que fez a distribuição para as instituições sociais parceiras da Prefeitura.

Neste ano, os alimentos e produtos arrecadados serão preferencialmente destinados à Instituição de Caridade Nossa Senhora dos Barris. Caso o volume de doações ultrapasse as expectativas da GCM, outras instituições podem vir a ser contempladas.

Os interessados em fazer doações para a segunda Live Junina da GCM devem entrar em contato através do chat do canal do YouTube da instituição durante a apresentação. Outra opção é entrar em contato com o número de WhatsApp disponibilizado pelo órgão, no número (71) 99984-2710.

0
0
0
s2sdefault
0
0
0
s2sdefault

Um convite à solidariedade ocorre, no sábado (19), com uma ação de combate à pobreza menstrual – como é chamada a dificuldade de acesso às condições básicas de higiene por parte das mulheres que menstruam e que afeta principalmente a população mais carente. Com apoio da Prefeitura, um drive-thru para a arrecadação de produtos de higiene pessoal será realizado, das 9h às 19h, no Campus Tancredo Neves da Universidade Salvador (Unifacs). 

Poderão ser doados pacotes de absorventes, sabonetes, papel higiênico e kits de shampoo e condicionador. O montante arrecadado será encaminhado para as instituições Lar Pérolas de Cristo, que recebe crianças e adolescentes para acolhimento institucional; Movimento Popular de Rua, voltado para pessoas em situação de rua; Instituto Renascer Mulher, que trabalha com jovens em comunidades carentes; e para o Grupo de Apoio à Prevenção à Aids da Bahia (Gapa-Bahia). 

A ação, que tem como madrinha a vice-prefeita e secretária de Governo (Segov), Ana Paula Matos, é realizada pelo projeto Ambulatório Multiprofissional em Saúde (AMU), que faz parte da Extensão Comunitária da Unifacs. Também são parceiros da iniciativa a Secretaria de Políticas para Mulheres, Infância e Juventude (SPMJ), Empresa Salvador Turismo (Saltur), Cufa Bahia, TV Aratu e os projetos Rede Afeto e Luto por Elas. 

“Nós presenciamos o surgimento de uma rede solidária durante a pandemia para a doação de alimentos e kits de limpeza para quem mais precisa, mas essa rede precisa atender também a outras mobilizações importantes, a exemplo do combate à pobreza menstrual. Então, o drive-thru é uma ação que busca sensibilizar, mostrar para a sociedade que a pobreza menstrual acontece e chamar as pessoas para doar absorventes, papel higiênico, sabonetes, shampoo, enfim, produtos básicos de higiene pessoal que muita gente não tem acesso”, afirma a coordenadora de Infância e Adolescência da SPMJ, Dinsjani Pereira. 

Dados – A pobreza menstrual é uma definição do Fundo das Nações Unidas para a Infância (Unicef) que designa a falta de acesso a recursos, infraestrutura e conhecimento por parte das pessoas que menstruam. O relatório Pobreza Menstrual no Brasil: Desigualdade e Violações de Direitos, publicado pelo Unicef no final do mês de maio, revelou que 713 mil meninas do país não têm acesso a banheiros ou chuveiros em suas casas para se cuidar quando estão menstruadas. Outras 4 milhões não têm, na escola, itens de cuidados básicos para esse período. 

Além disso, segundo o Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE), cerca de 13 milhões de brasileiros se encontram abaixo da linha da pobreza e consideram o absorvente um item de luxo.

0
0
0
s2sdefault
0
0
0
s2sdefault

Durante a pandemia de Covid-19, inovar foi necessário e até mesmo indispensável, seja para comunicação, trabalho e aprendizado. É com essa premissa que a Secretaria Municipal de Políticas para Mulheres, Infância e Juventude (SPMJ) realiza, a partir das 14h30 desta quinta-feira (17), no canal oficial da SMPJ no YouTube, mais uma edição da live Protagoniza Jovem. O evento aborda o tema “Como empreender com Arte, Tecnologia, Inovação e Criatividade” e as inscrições podem ser realizadas previamente através do link encurtador.com.br/cqDKY 

A iniciativa terá as presenças de Cesar Almeida, economista, especialista em liderança e diretor da Associação Brasileira de Recursos Humanos (ABRH Brasil); da estudante de engenharia e Beatriz Souza, da Ja Brasil; do grafiteiro Eduardo Bahia e do diretor de Inovação da Secretaria Municipal de Inovação e Tecnologia (Semit), Luis Gaban. A atividade faz parte do Webinário da Juventude, que tem como objetivo esclarecer dúvidas de grande relevância para o público jovem. 

A coordenadora de Políticas para a Infância e Adolescência, Dinsjani Pereira, lembra que a iniciativa surgiu como uma sugestão de um jovem aprendiz que atua na própria SPMJ. “Resolvemos iniciar com o tema ‘Saúde Mental da Juventude’, visto que as implicações do coronavírus e as medidas de distanciamento trouxeram consequências para todos nós. A partir daí, vamos abordar também outros temas relativos aos jovens”, pontua. 

Neste novo encontro, a proposta é conversar com a juventude sobre o momento atual de pandemia, no qual quem tinha algum tipo de restrição a ferramentas, como videoconferência, agora precisa utilizá-las, além de procurar modelos inovadores para os próprios negócios. “Está aí a grande oportunidade, principalmente para os jovens, pois este momento abre um caminho novo, onde novas ideias podem ser propostas, e a juventude sai na frente, pois pode se capacitar e aproveitar essas vagas que acabam surgindo em virtude deste novo momento”, diz o diretor de Inovação da Semit. 

Serão abordados o trabalho conjunto entre a Semit e a SPMJ e o programa de Inovação da Prefeitura, para que o público possa entender de que forma a gestão municipal trata a tecnologia e a inovação. O evento, ainda segundo Gaban, servirá também para dar continuidade ao programa Ative a Primeira Pedra, da Diretoria de Inovação, que é uma porta de entrada para abrir espaços, de forma virtual, para que os jovens apresentem suas ideias. A partir da mentoria realizada por uma banca examinadora, essas ideias poderão ser aprimoradas para se tornarem realidades de negócios e que, assim, esses jovens possam avançar e criar ainda mais soluções. 

Buzu da Inovação – Outra iniciativa a ser apresentada é o Buzu da Inovação, um programa que levará inovação às comunidades carentes de Salvador através de capacitação, treinamento, hackathons e desafios. A proposta visa inserir os jovens da periferia neste novo momento na área de Inovação e Tecnologia, como já acontece com o Hub Salvador e o Colabore. 

Hackathon - O hackathon é uma maratona de programação onde pessoas se reúnem por horas, dias ou até semanas, para explorar novas ideias e desenvolver projetos de software ou de hardware.

0
0
0
s2sdefault
0
0
0
s2sdefault

Devido à pandemia da Covid-19, as tradicionais apresentações do samba junino ocorrerão de forma on-line, por meio de lives promovidas pela Fundação Gregório de Matos (FGM) e realizadas via YouTube. O investimento municipal para a ação, através do Prêmio Samba Junino, foi de R$260 mil, sendo destinados R$20 mil para cada projeto aprovado. 

No total, 13 entidades farão oficinas, documentários e apresentações virtuais trazendo a história, os elementos formadores e toda a trajetória desse estilo que descende do samba. Há pouco mais de quatro décadas, o ritmo movimenta e leva um novo estilo aos festejos de São João. 

Integrante do programa Salvador Memória Viva, da FGM, o Samba Junino é mais um ente do patrimônio cultural da cidade salvaguardado pela pasta. Registrado como patrimônio imaterial, a manifestação entra no terceiro ano sendo parte das ações de conservação implementadas pela FGM. 

“Este estilo se configura pela concentração de pessoas, pelo arrastão tradicional que, em tempos de pandemia, nos fez buscar novas estratégias junto aos proponentes, para manter essa essência, sem riscos sanitários. Buscamos então a melhor forma de fazer fluir o espetáculo em tempos de pandemia”, destaca a gerente de Patrimônio Cultural da FGM, Gabriella Mello. 

Com isso, a programação tem como foco ações de memória, de formação e fruição musical. “O edital contempla lives, aulas, documentários e ações voltadas para as mulheres e o público LGBT no samba, destacando as madrinhas e a importância dessa tradição para as próximas gerações”, completa Gabriela. 

Quem faz – Grupo formado no bairro de Cajazeiras, o Samba Fama celebra mais de 25 arraiás promovendo a folia junina dentro da tradição do samba duro da Bahia. Para este ano, o grupo teve de abrir mão do famoso arrastão para, através de apresentações virtuais e oficinas, transmitir um pouco do que criou e conservou em quase três décadas de história. 

Na quinta-feira (16), no canal do Samba Fama no YouTube, a agremiação irá se apresentar junto com as bandas Samba de Tamanco, Samba Fama, Sai de Baixo que Lá Vem a Zorra e convidados em live show do arrastão junino da região – o Cajarriê. 

“Temos como proposta fortalecer, divulgar, resgatar e enriquecer de forma estruturada a cultura do samba junino na cidade. Nas oficinas, destacamos toda a história, rítmica e curiosidades do estilo. Faremos tudo de maneira virtual, mas tentaremos manter a energia e tradição, contando a história e os bairros tradicionais do Samba Junino em Salvador”, explica Alessandro Santos, diretor do grupo. 

Atuante desde 2002 na cena cultural da Estrada Velha do Aeroporto, o projeto “Samba Junino da Periferia: Estrada Velha resiste” faz parceria com o Samba Duro Bicho da Cana. A iniciativa visa fortalecer a cultura do samba junino local, apoiando a realização de oficinas gratuitas de música e dança, além de apresentações de grupos do estilo na região. 

“Para este ano, faremos uma live oficina e uma live show, bate-papos com pessoas representativas do Samba Junino na Estrada Velha do Aeroporto, contando a história do Bicho da Cana, do movimento EVA Resiste e da história do bairro. Nosso diferencial está na pegada moderna do samba que tocamos, fazendo uma espécie de renovação do estilo”, avalia Regiane Santos, produtora cultural do movimento EVA Resiste/Grupo de Samba Bicho da Cana, também conhecida como Ane Negona. A live do grupo vai ao ar no dia 23 de junho, no canal EVA Resiste no YouTube, e na página da agremiação no Instagram, o @EVAResiste. 

 

Programação – Samba Junino Ano III 

- Arrastão do Samba Fama

16/06 – Realização de oficina virtual de levada rítmica com maestro Rayalla

17/06 – Oficina de dança e cultura do samba junino com o instrutor Edson Souto

19/06 às 17h – Apresentação de live do grupo Samba Fama e convidados 

- Fogueirão

23/06, às 18h – Live 

- Explosão Cultural Jaké

25/06 – Postagem do documentário nas plataformas e redes sociais

27/06 – Live de lançamento 

- Samba Junino da Periferia: EVA Resiste

19/06 – Oficina de dança com Suelen Araújo;

23/06 – Apresentação show do samba duro Bicho da Cana, com repertório que recorda cantigas do samba junino de Salvador;

26/06 – Oficina de pandeiro com a mestra Chica do Pandeiro de Quixabeira da Matinha;

29/06 – Apresentação show do Samba Duro VS;

30/06 – Apresentação show do Samba Neguinho. 

- Filhos de Marujo: Pranchão da Viola

26/06, às 16h – Live 

- Supersamba Junino

26/06, às 16h – Live 

- Arrastão Junino Cajazeiras

02/07, às 16h – Oficina de levada rítmica

03/07, às 16h – Oficina de dança e apresentação da rainha LGBT

10/07, às 20h – Live no canal Arrastão Junino Cajazeiras no YouTube 

- Samba Santo Amaro (canal Samba Santo Amaro)

23/06 – Vídeo da apresentação musical

02/07 – Vídeo com resultado da oficina rítmica

31/07 – Documentário sobre o samba junino 

- Samba Duro Junino em Movimento (canal Nonato Sanskey e Sambão Mucum’g)

15/06, às 15h – Narrativa histórica sobre o samba junino

20/06, às 15h – Live show com Nonato Sanskey e Sambão Mucum’g 

- Samba Junino do Maestro (canal Augusto Conceição)

23/06, às 17h30 - Vídeo produzido pelo Grupo Vai Kem Ké 

- Liga do Samba Junino (canal da Liga do Samba Junino)

23/06 – Aula Show de Samba Duro 

- Samba Duro do Garcia (canal da Organização Cultural G7 SDJ)

23 e 28/06, às 19h – III Desfile de Samba Duro Junino do Garcia

0
0
0
s2sdefault

Fale Conosco

O seu canal de comunicação com o nosso site. Caso tenha dúvidas, sugestões ou solicitações de serviços, por favor, mande mensagem que teremos prazer em respondê-la.

Enviando...