Geral

0
0
0
s2sdefault

Apreciar o pôr do sol da Ponta do Humaitá, na Cidade Baixa, ficará ainda mais especial. Promovida pela Prefeitura, a requalificação da área está com 80% das obras concluídas. O projeto envolve melhorias em uma área de 12 mil m² e foi pensado de modo a valorizar o patrimônio histórico e a geografia privilegiada do local, que é tombado pelo Instituto do Patrimônio Histórico e Artístico Nacional (Iphan) desde 1957 e reconhecido pela história e imensa beleza natural.

“A Ponta de Humaitá, um dos pontos turísticos mais visitados da nossa cidade, está recebendo investimento de cerca de R$1 milhão na sua recuperação. Estamos construindo os presentes para o aniversário de 470 anos de Salvador”, enfatiza o titular da Secretaria Municipal de Infraestrutura e Obras Públicas (Seinfra), Bruno Reis.

Na área mais próxima ao Parque Regional de Manutenção da 6ª Região Militar, localizado na Rua Rio São Francisco, já foram concluídas a recuperação da quadra, implantação de sanitários e criação de roda de capoeira e contemplação. Também já foram finalizadas a recuperação de pisos do entorno da Igreja de Monte Serrat e a instalação de rampas para cadeirantes, de guarda-corpo ao longo da balaustrada e de mobiliário urbano. Além disso, foi feita a retirada do módulo de bilhetagem para que a vista seja melhor apreciada.

O píer instalado na área não está incluído no projeto, pois implicaria na inclusão de aspectos náuticos e manifestações da Marinha, fugindo ao escopo inicial da intervenção urbanística. Com previsão de término em 40 dias, as intervenções ainda contemplam a requalificação do canteiro central, instalação de meio-fio em granito, pavimentação e paisagismo. A alvenaria e meio-fio ao redor da igreja e limpeza do já existente fecham o conjunto de melhorias para o local.

História – Localizada no bairro de Monte Serrat, próximo ao Forte de Monte Serrat, a Ponta do Humaitá ficou famosa por ser local de onde se pode ter a vista de um belo pôr-do-sol e uma panorâmica da Baía de Todos-os-Santos e da cidade, ao fundo. O espaço agrega um conjunto arquitetônico formado pela Igreja de Monte Serrat, um mosteiro, o antigo Iate Clube de Monte Serrat e casas no estilo do século XIX, além de um farol, construído em 1926 para guiar as embarcações que passavam pela região. Foi a primeira localidade em Salvador a receber os festejos em homenagem à Iemanjá, no fim do século XIX, que acontecia no dia 8 de março.

0
0
0
s2sdefault
0
0
0
s2sdefault


Formado por 20 alunas, a primeira turma da série de capacitações gratuitas oferecidas aos moradores do Subúrbio Ferroviário teve início na manhã desta segunda-feira (18) no Subúrbio 360, em Coutos, com o curso de "Confeitaria avançada". O curso, que teve suas 40 vagas preenchidas, terá duração de dez dias com turmas nos turnos matutino e vespertino.

Com objetivo de garantir a qualificação profissional da população, cerca de 200 pessoas serão beneficiadas com essa ação realizada pela Secretaria de Políticas para Mulheres, Infância e Juventude (SPMJ) em parceria o Serviço Nacional de Aprendizagem Industrial (Senai), e que integra a programação do Mulher 360, da Prefeitura.

Com aulas ministradas pelo professor do Senai Emanuel do Santos, quem participa terá a oportunidade de aprender técnicas de decoração, utilização da pasta americana e o preparo do ganache e do glacê real. “O mercado de trabalho está cada vez mais competitivo. Essa é uma grande oportunidade para essas pessoas se capacitarem, fazerem a diferença e conseguirem seu espaço no campo profissional, seja trabalhando para uma empresa ou para si. Temos muitos exemplos de alunos que passaram pelo curso e hoje estão com sua padaria e pizzaria. Além das técnicas, trabalhamos também a motivação, mostrando que elas são capazes de chegar muito longe. É um momento para agregar conhecimentos”, declara o professor.

A dona de casa Rose de Santana, de 31 anos, que já tem costume de fazer bolos para sua família, resolveu aperfeiçoar seus conhecimentos para futuramente poder trabalhar para outras pessoas. “Nem todo mundo tem condições financeiras de arcar com a mensalidade de um curso como esse. Aqui estou tendo uma grande oportunidade de me qualificar e aperfeiçoar os meus conhecimentos. Vou dar o meu máximo e espero sair daqui uma profissional”, afirma.

Atualmente desempregada, a cuidadora de idosos Elisângela Conceição, 33 anos, ficou sabendo da oferta do curso através de um anúncio nas redes sociais, e se inscreveu já pensando no futuro. “A intenção é me qualificar para poder trabalhar para mim, e futuramente investir no meu próprio negócio. Minhas expectativas são as melhores possíveis. Espero poder ter o crescimento e um desenvolvimento não apenas financeiro como também educativo”.

Até o mês de maio, serão oferecidos cursos de "Panificação avançada", "Sequilhos e petit fours", "Fabricação de pizzas" e novamente "Confeitaria avançada". Todos totalmente gratuitos e com direito a material e certificado. Para se inscrever, basta se dirigir até o Subúrbio 360, nos dias indicados, e apresentar xerox e original do RG, CPF e atestado de escolaridade de qualquer série do Ensino Fundamental.

Cronograma:

Confeitaria Avançada

Inscrições: Encerradas

Duração: 18/3 a 29/3 (10 dias)

Panificação Avançada

Inscrições: 25/3

Duração: 1º/4 a 18/4 (15 dias)

Sequilhos e Petit fours

Inscrições: 8/4

Duração: 22/4 a 30/4 (7 dias)

Fabricação de Pizzas

Inscrições: 22/4

Duração: 6/5 a 24/5 (15 dias)

Confeitaria Básica

Inscrições: 20/5

Duração: 27/5 a 14/5 (15 dias)

0
0
0
s2sdefault
0
0
0
s2sdefault

Salvador com mais tecnologia e novas ações para minimizar os efeitos do período chuvoso em 2019, que ocorre mais intensamente nos meses de abril a junho. Com decreto assinado na ocasião pelo prefeito ACM Neto, a Operação Chuva teve os detalhes apresentados em coletiva realizada no Palácio Thomé de Souza, nesta segunda-feira (18). Estiveram presentes na ocasião o vice-prefeito e secretário de Infraestrutura e Obras Públicas (Seinfra), Bruno Reis, e o diretor-geral da Defesa Civil de Salvador (Codesal), Sosthenes Macêdo, dentre outros secretários e gestores municipais, corpo técnico e voluntários da Codesal e demais autoridades.

O prefeito salientou que, a cada ano, a capital baiana vem se preparando de maneira cada vez mais completa e, mais uma vez, a administração municipal está toda organizada para enfrentar os episódios envolvendo as chuvas. “O investimento este ano é na ordem de R$70 milhões a ser aplicado em diversas obras, como contenção de encostas, implantação de geomantas, macro e microdrenagem, recuperação de escadarias drenantes, aplicação de lonas, conscientização e treinamento das comunidades, investimento em tecnologia no sistema de alerta e alarme, com monitoramento do volume de águas e, claro, trazendo também novas tecnologias”, afirmou.

Além do investimento da Prefeitura, a sociedade também foi chamada a participar das ações de prevenção das situações que ocorrem no período chuvoso. “Aproveito para fazer um apelo à comunidade para colaborar com a prevenção, como não jogar lixo em encostas e, também, fazer um alerta e atenção para que as pessoas que vivem em áreas de risco não deixem de procurar a Codesal. Será avaliado o risco de cada imóvel, a Prefeitura vai dar todo o suporte com Aluguel Social e remoção das famílias, pois não queremos ninguém em situação de risco. Esta é uma tarefa que não é apenas do poder público, mas também de toda a sociedade”, completou ACM Neto.

De acordo com a Codesal, a previsão climática para o trimestre março/abril/maio de 2019 indica que as chuvas esperadas para a cidade do Salvador deverão ficar em torno da média histórica (913,3 mm). As chuvas poderão ser concentradas em poucos dias e espalhadas pela cidade. As situações de risco devem ser comunicadas pela população através do número telefônico 199.

Novidades – Dentre as novidades da Operação Chuva 2019 está a intensificação do uso da tecnologia. Mais três novos pluviômetros – em Sete de Abril, Castelo Branco e São Caetano – serão somados aos oito equipamentos do tipo já existentes na cidade, com investimento de R$464 mil. Além disso, serão instaladas mais duas estações de meteorológicas de monitoramento do clima, no Cabula e em Monte Serrat, com investimento de R$176 mil. Outra ação será feita nas estações hidrológicas, com ampliação do monitoramento do volume de água através da instalação de duas estações no Rio Camarajipe. O investimento, neste caso, é de R$95 mil.

Preparação – Com coordenação geral da Secretaria Municipal de Sustentabilidade, Resiliência e Inovação (Secis) e coordenação executiva da Codesal, a Operação Chuva 2019 envolve diversos órgãos municipais e entidades parceiras, dentro do Sistema Municipal de Defesa Civil (SMDC). Apenas na esfera municipal, integram diretamente as ações a Seinfra, as secretarias municipais de Manutenção da Cidade (Seman),

de Promoção Social e Combate à Pobreza (Semps), e de Desenvolvimento e Urbanismo (Sedur), além da Guarda Civil Municipal (GCM), Empresa de Limpeza Urbana de Salvador (Limpurb), Companhia de Desenvolvimento Urbano de Salvador (Desal), Diretoria Geral das Prefeituras-Bairro (PB) e Ouvidoria Geral do Município (OGM).

Assim como nas edições anteriores, foi dividida em duas etapas. Uma delas é a preparatória, que corresponde à intensificação das ações preventivas. A outra etapa, de alerta, prevê a adoção de ações de monitoramento e resposta a situações de risco ou desastre durante o período de vigência da operação.

Dentre as iniciativas já realizadas na etapa preparatória estão a contenção e proteção de 218 áreas de risco desde 2014. Do total, 58 contenções de encostas já foram concluídas, com investimento de, aproximadamente, R$69 milhões. Outras oito contenções estão em execução ou terão as obras iniciadas, com investimento de quase R$31 milhões.

Quanto à proteção de encostas, foi autorizada a aplicação de mais 40 mil m² de geomanta em diversas áreas de risco. Desde 2016, quando a tecnologia foi implantada na cidade, já foram aplicadas quase 92 mil m² de geomantas em 152 encostas, com 41.357 pessoas beneficiadas e investimento municipal de R$14 milhões. Outra iniciativa, a de aplicação de lonas, já envolveu o uso de cerca de 13 mil m² de material para proteger 108 áreas de risco, apenas durante os três primeiros meses deste ano.

Também foi intensificada a manutenção preventiva da rede de micro e macrodrenagem, com dragagem de 20 canais (6,67km), limpeza de 1.900 caixas coletoras e desobstrução de 27.135m de galerias de drenagem. Foram realizadas 6.557 podas e 107 supressões de vegetais em diversas áreas. As encostas receberam aplicação de 33 mil m² de grama. Foi feito também o mapeamento de 88 áreas com identificação dos riscos de deslizamento e/ou alagamento.

As ações de envolvimento com a comunidade resultaram na formação de 36 Nupdecs, com capacitação de 1.982 pessoas moradoras de áreas de risco. Além disso, foi realizado o Projeto Defesa Civil nas Escolas em 38 unidades da rede municipal, abrangendo 2.476 alunos. Os simulados de evacuação ocorreram em 14 em áreas de risco, com acionamento do Sistema de Alerta e Alarme, além das escolas municipais Novo Horizonte (Novo Horizonte), Olga Figueiredo (Cosme de Farias), Francisca de Sande (Coutos) e Antônio Carlos Magalhães (São Caetano).

Alerta – Já a etapa de alerta engloba a intensificação das ações do Centro de Monitoramento e Alerta da Defesa Civil (Cemadec), assim como a realização de vistorias técnicas. Também traz a produção e gerenciamento de alertas, por meio de SMS, com informes de possíveis ameaças de desastres em áreas de risco; a execução dos protocolos estabelecidos no Plano Preventivo de Defesa Civil (PPDC), para acompanhamento e avaliação do quadro evolutivo dos fenômenos climáticos que oferecem risco à população; e até mesmo plantio de 1.435 mudas de árvores, de 16 espécies, em 55 pontos da cidade.

Operação Chuva 2018 – Em 2018, a Operação Chuva teve 6.581 vistorias realizadas, 3.098 famílias cadastradas e 191.058 m² de lonas distribuídas, com 1.558 famílias beneficiadas. Em comparação com o ano de 2017, os meses com maior volume de chuvas foram abril e maio – mesmo assim, o índice foi abaixo da média climatológica da cidade.

 

0
0
0
s2sdefault
0
0
0
s2sdefault

Moradores de duas localidades de Salvador receberam, neste sábado (16), do prefeito ACM Neto, 368 imóveis populares reformados pelo programa Morar Melhor. Destes, 168 estão localizados na Estrada das Barreiras e outros 200 ficam no bairro de Tancredo Neves. Mais de 80 localidades já foram atendidas em toda a cidade pelo programa, que teve início em 2015.  Até 2020 a Prefeitura pretende reformar 40 mil casas em estado de precariedade. Desde o início do programa, 23.532 residências já foram requalificadas.  

Considerada a maior ação de requalificação residencial do país, o Morar Melhor é desenvolvido pela Secretaria Municipal de Infraestrutura e Obras Públicas (Seinfra) e recupera residências em estado precário, aplicando melhorias no valor de até R$ 5 mil, incluindo serviços como pintura, reboco, troca de esquadrias (portas e janelas), instalações sanitárias (vaso e pia) e recuperação ou troca de telhado nas unidades.  

A escolha das regiões beneficiadas leva em consideração critérios como a precariedade dos bairros, baseada em dados do Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE), e da unidade habitacional, com base na observação de campo. 

Emoção - Professora e estudante do décimo semestre de Direito, Isabel Lúcia Sacramento dos Santos, 38 anos, disse que ficou emocionada com a visita do prefeito ACM Neto e com as obras realizadas pelo Morar Melhor em sua residência, comprada há três anos - pintura, substituição do telhado, instalação de portas no banheiro e no quarto e colocação de piso. “Foi uma bênção o que a Prefeitura fez para mim, a minha família e aos moradores da Estrada das Barreiras”, disse Isabel Lúcia, que mora na casa reformada com o marido e a filha de sete anos.  

Líder comunitária da Estrada das Barreiras, a estudante de Direito afirmou que o Morar Melhor devolve a dignidade às famílias mais pobres. “Só quem precisa e convive no dia a dia com o desemprego sabe a importância deste projeto. Torço muito para que o prefeito ACM Neto continue trabalhando pelos mais pobres”, disse. 

Depois de colocar o azulejo - marca do programa - na casa de Isabel Lúcia, o prefeito ACM Neto caminhou até o bairro de Tancredo Neves, acompanhado pelo vice, Bruno Reis, secretários, lideranças e moradores. Em Tancredo Neves, ACM Neto visitou a casa de Maria de Fátima Pereira, 46 anos, que também foi reformada pelo Morar Melhor. “Agradeço a Deus por ter colocado o prefeito ACM Neto em minha vida”, disse a moradora.  

Em seu discurso, ACM Neto disse que o Morar Melhor é um dos mais importantes programas sociais em execução no Brasil. “A grande vantagem do Morar Melhor é que os moradores escolhem as obras que querem em suas casas”, afirmou ACM Neto. O prefeito disse ainda que o Morar Melhor será ampliado. "É um programa que está sendo copiado em todo o país. Fico muito feliz por saber que o resultado de nosso trabalho tem levado dignidade para milhares de famílias “. 

Novos anúncios - Durante a cerimônia de entrega das casas, o prefeito autorizou a colocação de 25 pontos de iluminação em LED, atendendo a um pedido da comunidade. ACM Neto anunciou também que a Prefeitura está desenvolvendo um programa de urbanização e córregos e canais, e que os detalhes do projeto serão anunciados nos próximos dias.

 

0
0
0
s2sdefault
0
0
0
s2sdefault

Antes mesmo da inauguração oficial, ocorrida na noite desta sexta-feira (15), crianças, jovens, adultos e idosos aproveitavam cada equipamento instalado na área de convivência e lazer requalificada pela Prefeitura em Cajazeiras V. Com as presenças do prefeito ACM Neto e do vice-prefeito e secretário de Obras, Bruno Reis, dentre outras autoridades e familiares do homenageado, a Praça Reginaldo Ribeiro de Souza recebeu investimento total de, aproximadamente, R$300 mil, com obras realizadas pela Companhia de Desenvolvimento Urbano de Salvador (Desal), vinculada à Secretaria Municipal de Manutenção (Seman). 

O nome da praça eterniza a memória do comerciante, pai de 16 filhos e um dos primeiros moradores da localidade, falecido há 20 anos e até hoje conhecido pela generosidade e atenção com a comunidade. “Não é preciso ser uma pessoa com título para receber uma homenagem. Seu Reginaldo fez a diferença aqui e por isso é muito importante para todos. Ele merece essa ação da Prefeitura e da comunidade, por ter sido um grande homem e de referência no bairro”, pontuou ACM Neto. 

Ao lado da prima Raiane, a gerente comercial Paula Ribeiro, de 23 anos e neta de Reginaldo, era só satisfação com a entrega da praça. “Nossa, a comunidade precisava muito desse espaço. Bastou tirarem os tapumes para as crianças começarem a entrar e brincar aqui. Como tinha um açougue bem em frente, meu avô costumava andar muito por aqui, gostava de dar comida aos pássaros, sentava embaixo de uma árvore que ele plantou ali adiante. Aqui ficou muito bonito e, com certeza, se ele estivesse vivo, ficaria muito feliz com a homenagem e com a beleza desse espaço”, relatou. 

O prefeito ainda salientou que a praça segue a iniciativa promovida desde 2013 pela administração municipal: a de requalificação de praças e espaços públicos, no sentido de devolver a cidade ao cidadão. “Boa parte dos equipamentos estão localizados nas áreas mais populares da cidade. A qualidade do que é feito também é o mesmo tanto nos bairros nobres, quanto na periferia”, completou. 

Estrutura e balanço – A praça tem área total de 1.810 m² e Dispõe de 636 m² de área verde, parque e espaço infantil, mesas de jogos, bancos antivandalismo, palco para eventos, quiosque de apoio, academia de saúde, paisagismo e comunicação visual. A parte de iluminação recebeu instalação de 26 pontos em LED, com potências entre 71 Watts e 142 Watts. 

De janeiro até o momento, a Prefeitura já entregou 30 praças construídas do zero ou reformadas para a população. Desde 2013, já foram reconstruídas, construídas e/ou reformados mais de 400 espaços de convivência e lazer pela administração municipal. 

 

0
0
0
s2sdefault
0
0
0
s2sdefault

Os candidatos que se inscreveram para a segunda etapa das aulas gratuitas na Arena Aquática de Salvador têm até este sábado (16) para validar os documentos solicitados. São exigidos RG, CPF, atestados atualizados de médico clínico ou cardiologista, que permita a realização de atividades físicas, e de um dermatologista, sobre doenças de pele. Também devem ser providenciados equipamentos como touca, óculos e traje de banho adequado. 

A segunda etapa de inscrições foi realizada com o objetivo de preencher as 426 vagas que restaram após o processo de inscrição da primeira. Os inscritos terão acesso a aulas de adaptação, iniciação, hidroginástica e de aperfeiçoamento – neste caso, para quem já sabe nadar. 

No local, é possível praticar e aperfeiçoar esportes como nado sincronizado, salto ornamental, polo aquático e maratona aquática, entre outros, tudo com acesso gratuito. Estão aptos a participar desde crianças, com idades acima de sete anos, até idosos, desde que tenham condicionamento físico adequado para as atividades. Os interessados podem conferir o resultado do sorteio da segunda etapa por meio do site www. arenaaquatica . salvador. ba. gov. br.   

0
0
0
s2sdefault
0
0
0
s2sdefault

O projeto Mulheres do Paraguaçu, contemplado pelo edital Arte Todo Dia - Ano IV, da Fundação Gregório de Mattos, desembarca no Espaço Cultural Alagados, no bairro do Uruguai, entre segunda (18) e sábado (23). A iniciativa reúne oficinas de Criação de Histórias e Bordado Artístico, Empreendedorismo e de Apresentação e Contação de Histórias.

Iniciado em 2018, o projeto já desenvolveu atividades nas cidades de Cabaceiras do Paraguaçu, Maragogipe e na vila de São Francisco do Paraguaçu, distrito de Cachoeira. O grupo aproveita o fato do Rio Paraguaçu também desaguar na Baía de Todos-os-Santos e aporta em Salvador, a fim de desenvolver atividades artístico-culturais com as mulheres do local.

Histórico - Idealizado pela artista e produtora cultural Larissa Leão, o projeto busca valorizar e proteger o conhecimento tradicional de lideranças femininas, representantes da cultura popular e sua relação com o Rio Paraguaçu e seus afluentes. A equipe também é composta por uma diretora teatral e bordadeira, uma contadora de histórias e uma empresária.

As atividades são gratuitas. As oficinas de Criação de Histórias e Bordado Artístico e de Empreendedorismo são direcionadas exclusivamente para o público feminino. Já a Apresentação de Contação de Histórias será aberta ao público.

0
0
0
s2sdefault
0
0
0
s2sdefault

Em Salvador, as pessoas estão cada vez mais interessadas em manter e cultivar alimentos orgânicos. Neste sábado (16), às 9h, acontecerá a entrega de mais uma horta comunitária na cidade – a terceira apenas no bairro do Itaigara. A iniciativa é da Prefeitura, por meio da Secretaria Municipal de Sustentabilidade, Inovação e Resiliência (Secis), em parceria com a Associação de Moradores da Colina C do Loteamento Itaigara (ACCI).

Doadas pela Secis, as primeiras mudas que serão cultivadas na nova horta, que tem uma área de 54m², serão ervas, temperos e hortaliças, como erva-doce, erva-cidreira, alecrim, manjericão, hortelã, orégano, alface, cebolinha, salsa, coentro, pimenta e tomate, dentre outros. Depois, os membros da associação e os moradores do local ficarão responsáveis por cuidar da horta e colher os alimentos que servirão de sustento para a comunidade e doação.

Pomar – Além disso, a Secis preparou no local uma área para o plantio de cinco árvores frutíferas: duas aceroleiras e três pitangueiras. O plantio dessas mudas será realizado também no sábado (16), pelos técnicos da Secretaria em conjunto com a população.

Essa será a 25ª horta comunitária inaugurada pela Secis, sendo 13 urbanas e 12 em creches e escolas públicas. Em abril, mais uma horta deve ser entregue, dessa vez na Escola Municipal Campinas de Pirajá.

Como solicitar – As comunidades interessadas em implantar uma horta comunitária devem entrar em contato com a Secis, através do telefone (71) 3611-3802. Com o pedido recebido, os técnicos do órgão realizam uma avaliação técnica da área onde os futuros canteiros serão instalados, além de promover reunião com moradores para apresentação do projeto. Também fazem parte da assistência prestada pela Prefeitura a limpeza e roçagem do terreno, suporte para estruturação das leiras e doações das primeiras mudas.

O compromisso de cuidar diariamente da horta depois de entregue é dos moradores solicitantes. Essa manutenção acontece a partir do trabalho compartilhado entre os membros da comunidade, em atividades como regamento, vigilância, limpeza, coleta e manejo dos vegetais. Em geral, os vegetais colhidos nas hortas comunitárias e escolares são utilizados para confecção da merenda escolar e para instituições beneficentes de diversos bairros de Salvador.

Guia – Para ajudar as comunidades sobre como planejar a criação de uma horta, os cuidados que se deve ter com o local destinado ao plantio de hortaliças e de que maneira plantar cada espécie, a Prefeitura criou o Guia para a Implantação e Gestão de Hortas Urbanas e Escolares.

O documento está disponível gratuitamente em versão digital e instrui sobre os cuidados que se deve ter com a escolha do local, como, por exemplo, a drenagem do terreno e da disponibilidade de água para a rega das plantas, até instruções acerca das dimensões dos canteiros onde as mudas serão fixadas, as condições ideais do solo e medidas que ajudam no controle de insetos-praga, ácaros e doenças.

Além disso, o tutorial ensina como cultivar 46 vegetais, entre hortaliças e frutas, e dá dicas da época ideal para se plantar em Salvador. Traz ainda um fichário ilustrativo para consulta rápida das caraterísticas de 30 hortaliças, como cebolinha, berinjela, abóbora e diversos tipos de alfaces.

 

0
0
0
s2sdefault
0
0
0
s2sdefault

Com o objetivo de fornecer mecanismos para que o público feminino possa se desvencilhar de situações de violência e de perigo, teve início nesta sexta-feira (15) mais uma turma do curso de defesa pessoal do Centro de Referência de Atenção à Mulher Loreta Valadares (CRLV) – localizado na Praça Almirante Coelho Neto, nº 1, Barris. A iniciativa é fruto de uma parceria entre a Guarda Civil Municipal (GCM) e a Secretaria Municipal de Políticas para Mulheres, Infância e Juventude (SPMJ), tendo como tema “Prevenção à violência no cotidiano da mulher”.

As aulas seguem até o dia 22 de março, das 14h às 16h, com carga horária total de 16 horas. Na primeira tarde de ensinamentos, hoje, o grupo formado por 54 mulheres recebeu informações sobre o funcionamento da GCM e algumas noções de primeiros socorros e defesa pessoal. Elas irão aprender a se desvencilhar de atos violentos como estrangulamento, espancamento e tentativa de estupro.

Sentada na primeira fileira, a empreendedora Anna Mendes, de 42 anos, mal piscava os olhos. Toda as atenções estavam voltadas para os ensinamentos de defesa pessoal repassados pelo instrutor da GCM. “Se tivesse aprendido no passado, teria sofrido e apanhando menos”, disse ela, que por 15 anos foi vítima de violência doméstica. Há quatro conseguiu colocar um fim no casamento, deixou o agressor e desde então é atendida no Loreta Valadares. “Eu sofri muitas agressões e nunca soube me defender. Aqui aprendemos a nos desviar dos golpes, a sair correndo, a levantar. É uma questão de sobrevivência mesmo”, relatou.

O instrutor de defesa pessoal da GCM, Sidnei de Carvalho, enfatizou que o simples aprendizado de defesa pessoal pode salvar a vida de muitas mulheres. “Algumas noções técnicas de como correr, como se defender de um tapa, soco ou chute pode fazer a diferença na hora de uma agressão”, destacou.

Novas turmas - A secretaria de Políticas para Mulheres, Infância e Juventude (SPMJ), Rogéria Santos, fez questão de participar da aula inicial. Durante as explicações dos instrutores da Guarda Municipal, destacou que o curso é apenas uma das tantas ações da gestão pública com intuito de proteger as mulheres. “Ressalto que iniciativas como essa valorizam a mulher, empoderam e trabalham o resgate da autoestima. A ideia não é retribuir a violência e sim ensiná-las como se desviar dela”, frisou.

O curso terá uma segunda turma no mês de maio. Para participar, as interessadas podem entrar em contato com o Centro de Referência de Atenção à Mulher Loreta Valadares pelo telefone 3235-4268 e 3611-6412. As vagas são limitadas.

0
0
0
s2sdefault

Fale Conosco

O seu canal de comunicação com o nosso site. Caso tenha dúvidas, sugestões ou solicitações de serviços, por favor, mande mensagem que teremos prazer em respondê-la.

Enviando...