Geral

0
0
0
s2sdefault

Praças, canteiros, áreas com terrenos baldios e margens de córregos constantemente são beneficiados com serviço de roçagem pela Empresa de Limpeza Urbana de Salvador (Limpurb). A ação, que consiste no corte de mato e ervas daninhas de forma manual ou mecânica por roçadeiras, resulta no aspecto regular e uniforme do local atingido, bem como ajuda a prevenir a proliferação de insetos e bichos transmissores de doenças.

“Agora estamos vivendo o período chuvoso e, com isso, há um aumento da demanda. A vegetação cresce muito mais rapidamente e o serviço precisa ser refeito com mais frequência”, destaca o presidente da Limpurb, Leonardo Oliveira.

Aproximadamente 377 toneladas de resíduo vegetal costumam ser coletadas por mês em Salvador. Nas principais avenidas da cidade, há equipes fixas que realizam a roçagem em trechos que passam, por exemplo, no Acesso Norte, Avenida Bonocô, Vale do Nazaré, Avenida Lucaia e Avenida Juracy Magalhães, finalizando na Avenida ACM, no Iguatemi. Com o fim do percurso, que pode levar até 45 dias, tempo suficiente para o crescimento do mato, o trajeto é iniciado novamente.

Atuação na cidade - Há ainda equipes móveis que fazem a limpeza nos bairros. A programação é montada para atender as áreas mais críticas, assim como as solicitações da população através do Fala Salvador 156 e de ofícios enviados diretamente para a Limpurb. A atividade é executada também nos mutirões de limpeza realizados em conjunto com o Centro de Controle de Zoonoses (CCZ). Mais de 700 agentes fazem parte das equipes que realizam os serviços especiais da Limpurb, que incluem também varrição, gancheamento e pintura. Com a finalização da atividade, todo o resíduo segue para o aterro sanitário.

Em áreas extensas onde há a presença de uma alta vegetação, como a Avenida Dois de Julho, que liga Cajazeiras à BR-324, as alças do viaduto do Complexo Viário Dois de Julho, na região do Aeroporto, e a rotatória de Valéria, a ação é realizada por um trator com uma roçadeira acoplada. Nas encostas, a limpeza só é realizada depois de uma vistoria e autorização da Defesa Civil de Salvador (Codesal). Em um rapel, os agentes capacitados deslocam-se pela encosta e realizam o serviço de forma manual com um facão.

“A cidade limpa e roçada é sinônimo de saúde pública. A realização desse serviço é fundamental para manter a cidade bonita e evitar a propagação de insetos em locais próximos a córregos, por exemplo. Com isso, conseguimos melhorar a qualidade de vidas das pessoas que moram em áreas que favorecem a alta vegetação e de toda a cidade como um todo”, acrescenta Oliveira.

0
0
0
s2sdefault
0
0
0
s2sdefault

A retomada do crescimento da rede hoteleira de Salvador segue animando profissionais e entidades ligadas ao setor. No primeiro semestre deste ano, a taxa de ocupação alcançou 61%, traduzindo-se no incremento de 8% em comparação ao mesmo período de 2017, que atingiu 53%. As principais causas apontadas para esse aumento foram apresentadas nesta segunda-feira (16) durante o lançamento da programação do Road Show 2018, na Sala de Cinema da Casa do Carnaval (Pelourinho).

O encontro foi dirigido pelo titular da Secretaria Municipal de Cultura de Turismo (Secult), Cláudio Tinoco, e pelo presidente Associação Brasileira da Indústria de Hotéis (ABIH-Bahia), Glicério Lemos, reunindo jornalistas de diversos veículos de comunicação da cidade. O Road Show consiste em promover capacitações direcionadas aos principais agentes de viagem e operadores dos mercados de turismo emissivo para Salvador.

“Tivemos um aumento de 10% no fluxo de turistas no ano passado e agora, no primeiro semestre de 2018, já ultrapassamos o número de 4,7 milhões de turistas, sendo a melhor taxa nos últimos seis anos", pontuou Cláudio Tinoco. Ele também exibiu algumas das estratégias da Prefeitura para promoção da cidade e os resultados obtidos através das ações em parceria com o trade turístico, como investimento em marketing digital, implantação da Casa Salvador, Programa de Otimização de Performance (POP), além de desenvolvimento de web séries nas áreas de gastronomia, moda e design.

“Salvador já é um destino no imaginário das pessoas pela sua história, cultura, belezas naturais, orla extensa, plataforma de eventos mais concentradas, sobretudo, no Carnaval. Tudo isso é importante transmitir para as pessoas que vendem os pacotes turísticos e viagens”, disse Tinoco. Ele enfatizou o compromisso da Prefeitura em fortalecer a indústria hoteleira na cidade.

Para Glicério Lemos, a renovação da cidade nos últimos cinco anos, com requalificação da orla, novos produtos e equipamentos culturais, é um dos fatores que tem contribuído para atrair visitantes. "A imagem da cidade estava ruim e eles (agentes de viagem) não queriam vender. A nossa expectativa é que tenhamos um desempenho similar nos próximos seis meses de 2018, pois daremos continuidade aos eventos voltados para o trade turístico. Desta forma, os resultados tendem a ser superiores aos do ano passado. Para 2019, as expectativas também são positivas com a construção do Centro de Convenções, reforma do aeroporto de Salvador e término da construção do metrô”, completou Lemos.

Road Show - Até novembro, 16 cidades do país e da América Latina serão alcançados com o Road Show 2018. São elas: Belo Horizonte, Rio de Janeiro, Recife, Brasília, Goiânia, São Paulo, Curitiba, Florianópolis, Caxias, Novo Hamburgo, Gramado, Santiago (Chile), Buenos Aires, Córdoba, Rosário (Argentina), e Montevidéu (Uruguai).

Também faz parte da programação um evento social direcionado às grandes agências de viagens e operadores para o destino Salvador, que é tão rico em história, cultura e belezas naturais. Serão apresentados a eles os pontos turísticos da cidade, cultura e a gastronomia, entre outros atrativos como praias e plataforma de eventos. "As capacitações de agentes e operadores de viagens estão ajudando na recuperação do fluxo turístico da capital, como ocorreu em 2017, com a capacitação de mais de 2.5 mil agentes, em 15 cidades brasileiras e estrangeiras", lembrou Tinoco.

0
0
0
s2sdefault
0
0
0
s2sdefault

As inscrições para o Concurso Prêmio Jorge Amado de Literatura 2018 começam nesta segunda-feira (16) e seguem até o dia 27 de agosto. A ação é fruto de uma parceria da Secretaria Municipal de Educação (Smed) com o Plano Municipal do Livro, da Leitura e da Biblioteca (PMLLB) do Município de Salvador. O objetivo é estimular a leitura, bem como a produção literária dos alunos matriculados no Ensino Fundamental I e II e Educação de Jovens e Adultos (EJA) na Rede Municipal de Ensino.

As inscrições serão realizadas de segunda a sexta-feira, exceto feriados, no horário de 9h às 17h, na unidade escolar do aluno. Os estudantes concorrem nas categorias poesia, conto, romance, história em quadrinhos e videoclipe. Serão premiados três alunos por categoria, totalizando 15 alunos premiados: 1º lugar, R$4 mil; 2º lugar, R$3 mil; 3º lugar R$ 2 mil, sendo que os valores estão sujeitos à tributação de impostos, conforme a portaria 220/2018 do DOM 7.146 de 29 de junho de 2018.

Para mais informações, basta consultar o regulamento no site da Secretaria Municipal de Educação (Smed).

0
0
0
s2sdefault
0
0
0
s2sdefault

Intervenções, que envolvem principalmente os pedestres, são necessárias para a construção de viadutos e elevados do projeto

Em função das obras de implantação do trecho um do projeto do BRT, a Prefeitura informa que serão necessárias alterações em pontos de ônibus e no fluxo de pedestres entre as proximidades da Igreja Universal do Reino de Deus (IURD) e da Comercial Ramos, nas vias principal e marginal da Avenida ACM, no sentido Cidade Jardim. Essas alterações começam a valer a partir de 1º de agosto, e terão um impacto mais significativo na rotina de quem circula a pé. As mudanças, no entanto, são fundamentais para garantir a segurança da população durante o período de obras, que envolvem a construção de elevados, viadutos, ciclovia e corredores exclusivos de tráfego.

O projeto do BRT vai promover avanços na mobilidade tanto para quem anda de transporte público quanto de carro, de bicicleta ou mesmo a pé, solucionando problemas de engarrafamento e oferecendo mais qualidade de vida, na medida em que as pessoas irão perder menos tempo no trânsito nessa que é a área mais movimentada da cidade. Ou seja, os benefícios no futuro próximo serão consideravelmente maiores do que os eventuais transtornos do presente. Algumas melhorias, por sinal, já serão notadas mesmo durante o período de obras.

No trecho entre a IURB e o Centro de Atenção à Saúde Professor Doutor José Maria de Magalhães Neto (Cepred), por exemplo, a calçada à esquerda da via marginal será revitalizada e alargada, corrigindo problemas de ondulações e facilitando o trânsito de pessoas com mobilidade reduzida, sobretudo cadeirantes.

Já o canteiro por onde passa o canal Camarugipe, depois do Cepred e até a Comercial Ramos, será isolado com tapumes por questões de segurança, tanto na via marginal como na ACM. Ou seja, não será mais permitida travessia pedestres nessa área. A travessia da pista marginal para as vias principais, e vice-versa, só poderá ser feita pelas extremidades, por fora da área tapumada.

O estacionamento que existe em frente às lojas de automóveis, antes do Cepred, será retirado para a ampliação da calçada. Além disso, lombofaixas serão implantadas para permitir o acesso seguro à unidade de saúde. Não haverá alterações no fluxo para automóveis nesse trecho e nem a retirada do estacionamento de Zona Azul que fica ao longo da pista marginal depois do Cepred.

Pontos de ônibus – Em função do isolamento por tapume de toda essa área em obras, o ponto de ônibus localizado na Avenida ACM em frente à Igreja Mundial do Poder de Deus será deslocado para perto da faixa de pedestre e da sinaleira que ficam 350 metros mais adiante, no sentido Comercial Ramos. Quem atualmente pega o ônibus neste local terá como opção o novo ponto mais à frente ou aquele situado nas imediações da IURD, que não sofrerá modificação.

Já o ponto de ônibus da região do Cidadela, que tem baixo movimento e fica em trecho onde haverá obras, será suprimido. Quem pega o transporte público nesse local terá como opção o ponto que fica mais adiante, logo depois da sinaleira que permite a travessia segura para o McDonald's. Uma segunda opção é a outra parada de ônibus próxima à Comercial Ramos, que também não sofrerá modificação. Vale frisar que não haverá mudanças no itinerário de linhas do transporte público.

Fluxo para automóveis – Nessa etapa de alterações, que deve durar um ano, não haverá mudanças significativas no fluxo viário para quem utiliza o automóvel. Em função da área tapumada ocupar parte da via ACM, a pista principal será alargada, preenchendo também o canteiro central. As obras de preparação para o início das alterações têm início esta semana, mas as mudanças temporárias só serão implementadas a partir de 1º de agosto.

As pistas de entrada e saída de veículos da via marginal, na área do Cidadela (após o retorno da Polêmica), serão fechadas. Outra informação importante é que a velocidade máxima tanto na marginal quanto na principal, em ambos os sentidos da ACM, será de 40km/h enquanto durarem as intervenções (hoje os limites são de 60km/h e 70km/h, respectivamente). Essa modificação temporária é necessária por questões de segurança, já que haverá tráfego de veículos pesados e obras próximas às faixas de rolagem.

Todas essas mudanças serão sinalizadas pela Prefeitura, que intensificará a presença de agentes de trânsito no local para orientar os motoristas no início das alterações. A sinalização será tanto vertical quanto horizontal, para motoristas, pedestres e usuários de transporte público. Essa comunicação visual será reforçada com monitores digitais da Transalvador e distribuição de panfletos, além de campanha publicitária.

Novo modal – O projeto do BRT envolve melhorias na mobilidade, infraestrutura e no transporte públicas das avenidas Vasco da Gama, Juracy Magalhães Júnior e ACM, na área mais movimentada da cidade, com alta empregabilidade e densidade populacional. O primeiro trecho, que está em fase inicial de obras, a cargo do Consórcio BRT, liga as regiões do Parque da Cidade e do Iguatemi.

Serão construídos dois viadutos direcionais nos acessos ao Parque da Cidade e ao Cidade Jardim; dois elevados paralelos na região do Cidadela; dois viadutos na área do Hiperposto; e mais um elevado no Iguatemi que permitirá a integração do BRT com a estação de metrô. Essas estruturas visam melhorar a mobilidade na região, eliminando cruzamentos, semáforos e engarrafamentos.

Além disso, graças aos viadutos e elevados, será possível a criação de duas faixas expressas em cada sentido da Avenida ACM, aproveitando as pistas de rolagem existentes hoje, por onde automóveis poderão transitar sem passar por sinaleiras, de forma livre. Duas faixas feitas em concreto irão assegurar a circulação dos ônibus especiais e com ar-condicionado do BRT, também sem pegar trânsito ou sinaleira.

As pistas lindeiras (duas de cada lado da ACM, nas marginais) irão permitir o acesso às residências, estabelecimentos comerciais e bairros no entorno, bem como a travessia de pedestres em faixas com sinaleiras e o acesso às estações do BRT, que ficarão sob os elevados. Haverá ainda uma ciclovia segregada em toda a extensão do novo modal de transporte.

Uma passarela nova será construída em frente à região do Iguatemi, sobre a Praça Newton Rique. E a passarela do Hospital Teresa de Lisieux será substituída por uma nova, dentro dos padrões universais de acessibilidade. Vale lembrar ainda que as obras do BRT irão acabar não só com os engarrafamentos nessa região por onde circulam 340 mil pessoas diariamente apenas de transporte público, mas também com os alagamentos que frequentemente atingiam vias como a ACM em períodos chuvosos.

0
0
0
s2sdefault
0
0
0
s2sdefault

A Prefeitura, por intermédio da Secretaria Municipal de Gestão (Semge), informa que está há dois meses negociando junto a diversas categorias de servidores municipais suas respectivas campanhas salariais. Em relação ao Sindicato dos Servidores Municipais (Sindseps), a Prefeitura esclarece que apresentou proposta contemplando aumentos salariais reais que podem ser de 11%, 5,5% e 2,5%, a depender da categoria e da condição individual cada trabalhador, observada a legislação aplicável.

Vale salientar que esta mesma proposta foi apresentada a outras entidades representativas, tendo sido aceita e os respectivos acordos já formalizados, com efeitos financeiros já na folha de julho deste ano. Tal proposta, ainda, atende à pauta de reivindicação apresentada em diversos outros itens, a exemplo de equacionar o pagamento de diferenças relativas a parcelas retroativas de progressões e enquadramento já concedidos, prorrogar o abono dos agentes de copa e cozinha e regularizar os benefícios pagos aos aposentados e pensionistas.

A Semge informa também que os dias não trabalhados serão descontados já na folha salarial de julho. A Prefeitura faz um apelo para que os servidores que estão parados voltem ao trabalho imediatamente, e acrescenta que os órgãos da gestão municipal seguem em funcionamento.

0
0
0
s2sdefault
0
0
0
s2sdefault

No mês em que se comemora o Dia Nacional do Panificador (8 de julho), 40 pessoas estão prestes a concluir o curso de Panificação Básica no Subúrbio 360, em Coutos. O aprendizado da profissão ocorre graças à parceria firmada entre a Prefeitura e o Serviço Nacional de Aprendizagem Industrial (Senai-BA), desde a inauguração do complexo educacional e cultural, em janeiro deste ano.

Diariamente, os alunos se dirigem à cozinha industrial para ter contato com as técnicas que envolvem o dia a dia desse profissional, responsável por produzir o alimento consumido pela maioria dos brasileiros no café da manhã. No primeiro momento, são apresentados assuntos teóricos, como boas práticas de alimentação, manipulação e segurança alimentar, 5S e extração de glúten. Em seguida, é iniciada a produção de diversos pães. Baguete, pão italiano, pão francês, rústico, pão doce e de coco são ensinados pelo professor Emanuel Moreira.

“Para mim, essa é uma das profissões mais bonitas. É um ofício que vem desde a Grécia Antiga e que se aprimorou ao longo dos anos. Hoje, além de saber fazer o pão, o padeiro precisa ter cuidado com a segurança alimentar, higiene pessoal e controle de qualidade”, diz Moreira. Ele é formado em panificação e confeitaria, alimentação e é tecnólogo em Química.

Com a autoridade de quem é apaixonado pelo que faz, ele aponta que um bom padeiro precisa ter amor à profissão e executar o ofício com excelência. “Em geral, o segredo para atrair clientes é fazer um bom produto. Quando o cliente gosta, retorna”, acrescenta.

Aulas – As aulas de panificação ocorrem de segunda a sexta-feira, nos turnos matutino e vespertino. As turmas, com 20 alunos cada, estão divididas em dois horários: das 7h30 às 11h30 e das 13h30 às 17h30. Com duração de quinze dias, o curso teve início no último dia 25 e será finalizado na próxima terça-feira (17).

Segundo Emanuel, essa já é a quinta turma de panificação. Graças aos ensinamentos do curso, alguns alunos já se preparam para montar a própria delicatessen. Outros fazem pequenas produções para encomenda ou consumo próprio em casa.

Confeitaria – O próximo curso a ser ofertado no local será o de Confeitaria Básica e já conta com uma média de 500 pessoas interessadas. Mais informações sobre o curso e inscrições podem ser obtidas no Subúrbio 360. “A receptividade aqui é muito boa. A demanda está aumentando e o sucesso tem sido muito positivo”, diz o professor de Panificação.

A expectativa, segundo a direção do curso, é que sejam oferecidas 58 turmas ao longo desse ano, atingindo cerca de mil alunos. As aulas são de Panificação Básica, Pães Especiais: Massa Doce, Pães Especiais: Massa Salgada, Produção de Salgados e Folhados e Confeitaria Básica.

Pão nosso de cada dia – A história do pão permeia a história da humanidade, principalmente no âmbito religioso. Segundo pesquisadores, o alimento é consumido pelo homem há milhares de anos antes de Cristo, quando ainda era feito com o fruto do carvalho triturado, lavado com água fervente para perder o amargor e posto a secar ao sol. O pão se tornou símbolo da vida, alimento do corpo e da alma, a partir do momento em que foi dividido por Jesus com os seus discípulos, em lembrança dele, no dia de sua morte.

Pesquisas realizadas pela Associação Brasileira da Indústria de Panificação e Confeitaria (Abip) indica que 76% dos brasileiros consomem pão no café da manhã e 98% consomem produtos panificados. Além disso, segundo a Abip, a panificação está entre os seis maiores segmentos da indústria do Brasil, com participação de 36% na indústria de produtos alimentares e 6% na de transformação.

0
0
0
s2sdefault
0
0
0
s2sdefault

O programa educativo Crianças Condutoras do Futuro, desenvolvido pela Gerência de Educação para o Trânsito (Gedut), da Superintendência de Trânsito de Salvador (Transalvador), está com as inscrições abertas para o segundo semestre deste ano. As ações da iniciativa consistem na realização de aulas e atividades lúdicas para crianças e jovens, realizadas gratuitamente em escolas públicas e privadas. As instituições podem agendar visita pelo telefone (71) 3202-9163 ou pelo e-mail O endereço de e-mail address está sendo protegido de spambots. Você precisa ativar o JavaScript enabled para vê-lo..

Neste mês de julho, o projeto está marcado para acontecer no Colégio Gregor Mendel, localizado no Itaigara (dia 16), Escola Municipal Fruto do Amanhã, no Retiro (dia 18), Educandário Augusto Freitas, em Cajazeiras (dia 19), Escola Municipal Manuel Faustino, em Itacaranha (dia 20), Colégio Ana Tereza, em São Rafael (dia 24) e Escola Municipal Eufrosina Miranda, no Lobato (dia 25).

De forma lúdica e didática, os agentes de trânsito repassam aos estudantes conhecimentos básicos sobre sinalização, placas, velocidade e responsabilidades como pedestres, incluindo orientações de como atravessar a rua com segurança. “As palestras são moldadas conforme o perfil dos alunos e necessidades do local. A partir disso, traçamos como será a interação com turma. Temos teatrinho, slides e brincadeiras”, explica a gerente da Gedut, Mirian Bastos.

As atividades podem durar de 30 minutos a uma hora. Os temas propostos abordados seguem as diretrizes educacionais de educação para o trânsito, definidas pelo Departamento Nacional de Trânsito (Denatran), nas áreas de segurança, linguagem e convivência social. O conteúdo também compreende sugestões apontadas pela direção das escolas, a exemplo do uso seguro de bicicleta e skate em via pública. Nos últimos cinco anos, 26.785 alunos participaram do Programa Crianças Condutores do Futuro.

0
0
0
s2sdefault
0
0
0
s2sdefault

Um trecho da Avenida Aliomar Baleeiro e toda a extensão da Rua Lauro de Freitas, no bairro de São Cristóvão, vão ser alvo de mudanças viárias promovidas pela Superintendência de Trânsito de Salvador (Transalvador) a partir deste sábado (14). As alterações irão desafogar o trânsito da região, garantindo maior conforto para os condutores que transitam diariamente pelo local. Para informar os motoristas sobre as alterações, as vias receberão nova sinalização em todos os trechos modificados.

As mudanças vão acontecer em trechos de 415 metros na Avenida Aliomar Baleeiro e 400 metros na Rua Lauro de Freitas. O trecho modificado na Aliomar Baleeiro parte da Rua Três de Maio, passando pela Avenida São Cristóvão, em direção à saída do bairro, nas imediações do Salvador Norte Shopping. Atualmente, esse trecho é em mão dupla.

Já a Rua Lauro de Freitas, também operando em sentido único, passa a direcionar os motoristas somente ao centro do bairro. Outras modificações, desta vez em menor escala, ocorrem ainda na Travessa Osvaldo Gordilho e na Rua Três de Maio, que também operam em sentido único, com direção à Aliomar Baleeiro, a partir de sábado.

“Por se tratar de uma área de grande movimentação de veículos, há tempos o local precisava de alterações significativas. A partir de agora, com o fim do sentido duplo, haverá mais circulação e, consequentemente, diminuição dos engarrafamentos no bairro. Isso proporcionará alterações no tempo de deslocamento e melhoria na qualidade de vida de quem circula pelos trechos", destaca o diretor de Trânsito da Transalvador, Marcelo Corrêa.

 

0
0
0
s2sdefault
0
0
0
s2sdefault

Curtindo sua última semana de férias em Salvador, o engenheiro civil Denisson de Brito Almeida, 39 anos, aproveitou os poucos dias que restam na cidade para apreciar as belezas da orla marítima usando uma das novas bicicletas do Bike Salvador – iniciativa de compartilhamento de veículos do tipo, patrocinada pelo Itaú com apoio da Empresa Salvador Turismo (Saltur) e operação da Tembici. Ele decidiu pedalar do Porto da Barra até Ondina e até cronometrou quanto tempo demoraria para cumprir o roteiro: “Já calculei e dá 25 minutos”, disse. 

Almeida é morador de Belo Horizonte e conta que já havia alugado bicicleta através do sistema Bike Salvador quando veio à cidade, no ano passado. Agora, a experiência é diferente. “As bicicletas estão mais modernas, bonitas e confortáveis”, observou, enquanto se preparava para iniciar o trajeto. 

De fato, há pouco mais de três meses, durante as ações da Prefeitura para comemorar o aniversário de 469 anos da capital baiana, o Bike Salvador passou por uma significativa repaginação. A intenção é dar mais conforto e acessibilidade aos cidadãos que usam bicicletas para se deslocar. O sistema de compartilhamento desses veículos foi adotado em Salvador em 2013 e ajudaram a introduzir uma nova cultura da cidade. 

Cinquenta estações estão espalhadas em diversos pontos da cidade, dentre eles Barra, Rio Vermelho, Centro, Ribeira, Itapuã, Avenida Anita Garibaldi e Costa Azul. Todas com layout exclusivo, sendo concebidas para operar de forma ágil, inteligente e simples. Há quiosques com interface de pagamento digital e com comunicação sem fio, que agiliza o processamento de pagamentos e a transmissão de dados. 

Mudanças – As recentes mudanças envolveram implantação de 400 bicicletas mais leves, ergonômicas e robustas, com banco confortável e canote de selim com marcas para ajuste de altura. Elas também possuem sistema de freio “roller brake” (freio de rolete), que garante freadas mais seguras, e configuração de marchas para três velocidades. Os refletores frontais e traseiros, com sistema de iluminação “dynamo” (com 10 mil horas de vida útil e que permanece aceso por até 90 segundos), dão mais segurança ao ciclista que aguarda no semáforo. Além disso, há o dispositivo de trava com sistema antifurto. 

As estruturas também possuem abastecimento por painéis solares que garantem autossuficiência energética (preparadas para eventual uso de bicicletas elétricas) e solução modular para as bicicletas, sendo possível adicionar ou remover docks (suporte de estacionamento de bicicletas), conforme a necessidade, sem precisar de fixação ao solo. A média é de 18 vagas por estação.

Primeira vez a alugar bicicleta via Bike Salvador, a universitária Priscila Batista, 18 anos, saiu de Tancredo Neves para pedalar na Barra. Ela acredita que a iniciativa contribui bastante para que as possam possam se deslocar de forma mais fácil e sustentável de Salvador. “Facilita muito a vida das pessoas, além de ser uma forma de incentivar atividade física e de ajudar o meio ambiente por se tratar de um meio de transporte não motorizado”. 

Como alugar – As bicicletas podem ser retiradas para empréstimo nas estações por meio do aplicativo Bike Itaú (disponível nos sistemas Android e iOS), cartão de crédito do usuário ou por meio do Salvador Card. Para este último, basta vinculá-lo ao seu perfil de usuário pelo site ou aplicativo do sistema e o cartão se torna uma chave para a retirada da bike na estação. 

A compra de um plano dará direito a viagens ilimitadas de até 45 minutos, de segunda a sexta-feira; sábados, domingos e feriados, por 90 minutos sem custo adicional, com intervalos de 15 minutos entre elas. Caso as viagens tenham mais que 45 e 90 minutos, e a regra do intervalo não for respeitada, serão cobrados R$3 pelos primeiros 30 minutos excedentes e R$5 a cada 30 minutos adicionais.

 

0
0
0
s2sdefault

Fale Conosco

O seu canal de comunicação com o nosso site. Caso tenha dúvidas, sugestões ou solicitações de serviços, por favor, mande mensagem que teremos prazer em respondê-la.

Enviando...