Geral

0
0
0
s2sdefault

Todos os dias, mulheres são vítimas de violência no país. Para evitar novos casos de agressão, além de empoderar o público feminino proporcionando segurança, a Secretaria de Política para Mulheres, Infância e Juventude (SPMJ) dá continuidade ao curso de Defesa Pessoal e Prevenção à Violência no Cotidiano da Mulher. A atividade ocorre em parceria com a Guarda Civil Municipal (GCM).

Mais uma turma iniciou as aulas práticas esta semana, no Centro de Referência de Atenção à Mulher Loreta Valadares (CRAMLV), nos Barris. Além da parte prática, inspirada na arte marcial Goshin Jitsu, as alunas recebem uma orientação teórica, além de aprender sobre a Guarda Civil e a atuação do grupamento, a importância do curso para o cotidiano delas e, ainda, noções de primeiros socorros.

Taíse Macedo, 33 anos, é intérprete de libras e se interessou pelo curso como forma de ampliar os conhecimentos que já detém em armes marciais e defesa pessoal. “Acho importante conhecer e já fiz artes marciais há alguns anos atrás. Achei importante fazer essa reciclagem, sempre temos algo novo nas lutas para conhecer”, comentou.

O instrutor da GCM, Sidiclei Silvio, explicou que, durante as aulas, são passadas para as alunas as principais técnicas para defesa dos problemas de violência mais comuns que acontecem com mulheres desde estrangulamento, tapa e puxão de cabelo até asfixia e estupro. “Ensinamos como se livrar sem precisar usar a força. Ninguém quer sofrer uma agressão mas, se passar por isso, é melhor que tenha a técnica para saber como se livrar disto, sair viva e até virar o jogo contra o agressor”, detalhou.

Os principais benefícios para o público feminino que participa do curso são a elevação da autoestima e a conscientização sobre os direitos através da Lei Maria da Penha, além de adquirirem autonomia para se livrarem de uma agressão. “Buscar melhores formas de prevenir a violência contra as mulheres é um desafio constante, por isso este curso é uma grande conquista para nós como uma forma de conscientização e capacitação, quebrando as barreiras do medo, elevando a autoestima e promovendo a segurança das nossas mulheres”, afirmou a secretária da SPMJ, Rogéria Santos.

Apenas no semestre passado, a SPMJ certificou 96 mulheres. Até novembro já estão programadas novas turmas. A partir do dia 19 até 26 de julho, haverá novas aulas, desta vez no Centro de Atendimento à Mulher Soteropolitana Irmã Dulce (Camsid), na Ribeira.

No mês de agosto haverá mais três turmas para o curso. O primeiro grupo terá aulas de 2 a 9 de agosto no Loreta Valadares. O segundo grupo, de 9 a 16 de agosto, no Camsid. Por fim, a atividade retorna ao CRAMLV para uma nova turma de 16 a 23 de agosto. As interessadas devem efetuar as inscrições através do telefone (71) 3235-4268 para participar do curso no Loreta Valadares, e (71) 3611-6581 para cursar no Centro Irmã Dulce.

 

0
0
0
s2sdefault
0
0
0
s2sdefault

O Centro de Referência de Assistência Social (CRAS) da Federação, órgão vinculado à Secretaria Municipal de Promoção Social e Combate à Pobreza (Sempre), abriu inscrição para a 2º edição do Miss Black Federação. Podem concorrer ao título mulheres afrodescendentes, a partir de 15 anos, do bairro da Federação e comunidades vizinhas. Os cadastros devem ser realizados até sexta-feira (19), das 9h às 16h, na sede da unidade, localizada na 2ª Travessa Pedro Gama, Alto do Sobradinho, s/n, Federação. 

O concurso faz parte do projeto “Nossas Pretas têm Dendê”, em homenagem ao Dia Internacional da Mulher Negra Latina Americana e Caribenha, celebrado dia 25 de julho. A ação tem por objetivo homenagear as manifestações da cultura e da beleza negra da comunidade da Federação e adjacências, como um ato de empoderamento e emancipação da negritude feminina local. A atividade busca, também, sensibilizar as pessoas a refletir sobre o lugar da mulher negra baiana na sociedade contemporânea. 

A eleição da Miss Black Federação ocorrerá no próximo dia 27, às 13h. Na ocasião, também será realizada a roda de conversa sobre a importância do Dia Internacional da Mulher Negra Latino-americana e Caribenha como um marco histórico e, também, como forma de conscientização acerca da realidade das mulheres negras do território local. 

Julho das Pretas – É um movimento realizado durante todo o mês para lembrar o dia 25 de julho de 1992, data em que foi realizado o primeiro Encontro de Mulheres Negras, Latinas e Caribenhas, em Santo Domingo, capital da República Dominicana, no Caribe. Os temas discutidos na reunião foram o machismo, o racismo e estratégias utilizadas para combatê-los. No mesmo ano, a data foi reconhecida pela Organização das Nações Unidas (ONU).

0
0
0
s2sdefault
0
0
0
s2sdefault

 

Restos de reboco, piso, cerâmica, mármore e outros tipos de refugos provenientes de reformas e construções de imóveis jamais devem ser descartados em passeios ou próximos a vias públicas da cidade. Esses resíduos podem gerar uma série de transtornos para o meio ambiente e para a população, podendo provocar acidentes, entupimentos de canais e bueiros, incluindo eventuais enchentes e alagamentos.

Embora haja uma legislação municipal que oriente sobre como o cidadão deve jogar entulho fora, a prática do descarte irregular desse tipo de material ainda é uma constante na capital baiana. Em 2018, a Empresa de Limpeza Urbana (Limpurb) recolheu cerca de 730 mil toneladas de entulho na capital baiana. De janeiro a março deste ano, já são 188 mil toneladas coletadas das ruas.

Conforme o decreto nº 25.595, é proibido lançar, depositar, permitir ou propiciar a deposição de resíduos sólidos, bens inservíveis, resíduos da construção civil e resíduos de poda em terrenos baldios. Integram a lista logradouros públicos, rios, lagos, lagoas, riachos, canais, córregos ou às suas margens, ou ainda em qualquer outro local não permitido pelo poder público.

Em caso de descumprimento da norma, tanto pessoas físicas como jurídicas podem ser autuadas pelo descarte irregular. As multas variam de R$ 89 a 2,6 mil, mas os valores da penalidade podem dobrar em caso de reincidência. Em 2018 foram feitas 545 autuações e 145 neste ano.

Ecoponto – Para o descarte de entulhos, a Prefeitura dispõe do Ecoponto do Itaigara, localizado na Rua Wanderley de Pinho (acesso via ACM, atrás do Hiper Posto BR), que permite a entrega de entulho em até dois metros cúbicos por dia e por gerador. A medida equivale a 50 latas ou 20 carrinhos de mão ou 10 tonéis.

Caso o volume seja maior, é necessário que seja feita a contratação de uma empresa devidamente cadastrada na Limpurb, que efetuará a coleta e o descarte em uma área receptora ambientalmente adequada. A disposição final dos resíduos provenientes da construção civil é realizada no aterro de inertes localizado em Simões Filho e operado pela empresa Águas Claras Ambiental.

Além de entulho, o Ecoponto também recebe recicláveis como papel, papelão, metal e plástico, galhos e troncos de poda de árvore, e materiais inservíveis a exemplos de sofá, fogão, geladeira e computador. O funcionamento do local é de segunda a sábado, das 7h às 17h.

“Para a modernização do sistema de limpeza urbana e manejo dos resíduos sólidos em Salvador, está prevista a instalação de dez novas estruturas por toda a cidade, entre ecopontos e Pontos de Descarte de Entulhos (PDE), para o descarte de materiais da construção civil, recicláveis e inservíveis”, afirma o presidente da Limpurb, Marcus Passos.

 

0
0
0
s2sdefault
0
0
0
s2sdefault

Depois de passar por várias cidades brasileiras, o maior evento de arte urbana do mundo chega à capital baiana pela primeira vez. A 13ª edição da CowParade Brasil tem lançamento marcado para esta terça-feira (16), às 10h, no Museu Náutico da Bahia – Forte de Santo Antônio da Barra, no Farol da Barra.

Estarão presentes na coletiva de lançamento do CowParade Brasil o presidente da Empresa Salvador Turismo (Saltur), Isaac Edington; a madrinha da exposição, Rosário Magalhães; Catherine Duvignau, sócia-diretora da Toptrends, empresa organizadora; e Miguel Jarros, diretor de Operações e Marketing da Extrafarma, patrocinador oficial do evento.

Com apoio da Prefeitura, através da Empresa Salvador Turismo (Saltur), a mostra envolve 60 esculturas feitas em fibra de vidro e tamanho natural em formato de vaca, personagem símbolo da mostra que acontece há mais de 20 anos ao redor do mundo. No Brasil, cidades como São Paulo, Curitiba, Belo Horizonte, Rio de Janeiro, Porto Alegre, Goiânia e Belém já receberam a intervenção artística.

Durante o evento de lançamento, haverá uma performance da grafiteira Sista Katia, convidada para pintar uma obra ao vivo. Na ocasião, será anunciada a abertura oficial do edital de seleção para a participação de artistas regionais de diversos segmentos, que deverão se inscrever e submeter projetos para pintarem uma das obras. As inscrições poderão ser feitas através do site www. cowparade. com. br até o dia 2 de agosto.

As obras serão espalhadas em locais públicos e privados de acesso público, a partir de 11 de outubro e segue até 20 de novembro. Após a exposição, as obras serão leiloadas e o valor arrecadado doado para instituições beneficentes selecionadas.

Caráter beneficente – Além de expor a beleza e exuberância das obras, a exposição também visa promover a responsabilidade social. No Brasil, o projeto já arrecadou e doou mais de R$ 6 milhões para ações de responsabilidade social como Fundação Abrinq, Fundação Gol de Letra, Serviço Voluntário de Assistência Social (Servas), Rio Inclui, Associação Voluntariado de Apoio à Oncologia (Avao), entre outras.

Ao redor do mundo, mais de 10 mil artistas já participaram da CowParade e estima-se que mais de 500 milhões de pessoas tenham visto uma das esculturas. No total, mais de US$ 35 milhões foram levantados para entidades beneficentes através do leilão das peças.

 

0
0
0
s2sdefault
0
0
0
s2sdefault

Em pouco tempo, a área da construção civil, ainda predominantemente masculina, terá cada vez mais a presença de mulheres nos canteiros de obra. Esta é a intenção do programa-piloto Marias na Construção, lançado pela Prefeitura nesta segunda-feira (15), no Campo da Pronaica, em Cajazeiras X. Estiveram presentes na ocasião o prefeito ACM Neto e o vice, Bruno Reis, além das secretárias nacional e municipal de Políticas para Mulheres, Cristiane Brito e Rogéria Santos, respectivamente; do superintendente regional da Caixa Econômica, Lídio Mota; e do diretor do Senai Bahia, Rodrigo Alves.

A iniciativa é uma política pública que irá desenvolver ações de aperfeiçoamento, qualificação e colocação profissional, por meio de cursos livres e gratuitos voltados, exclusivamente, para o público feminino, na área da construção civil. Mesmo antes do início das inscrições, uma fila já estava formada em frente à unidade móvel presente no local, onde serão realizadas as áreas teóricas.

“A questão do desemprego é muito sério no Brasil, mas há a perspectiva de melhoria para este segundo semestre. Por isso, é fundamental que essa mão de obra esteja qualificada. Mais ainda, é necessário olhar para a inclusão do público feminino no mercado de trabalho até para reparar uma dívida histórica que existe entre homens e mulheres, como na área da construção civil. A gente quer acabar esse fosso com a qualificação e preparação da mulher para o mercado de trabalho”, relatou o prefeito.

O Marias na Construção faz parte do eixo capacitação e empregabilidade da Secretaria Municipal de Políticas para Mulheres, Infância e Juventude (SPMJ) e conta com a parceria do Serviço Nacional de Aprendizagem Industrial (Senai Bahia), que ofertará a qualificação profissional.

Participam também da iniciativa a Defesa Civil de Salvador (Codesal), trazendo informações técnicas acerca de construções seguras no município; o Serviço Brasileiro de Apoio às Micro e Pequenas Empresas (Sebrae Bahia), com oferta de conhecimento sobre empreendedorismo e acesso ao crédito; e a Secretaria Municipal de Infraestrutura e Obras Públicas (Seinfra), que garantirá a inserção no mercado de trabalho para as alunas que mais se destacarem durante o curso.

Inicialmente será ofertado o curso de formação de pedreira polivalente, de forma itinerante, por meio de uma unidade móvel do Senai em três comunidades soteropolitanas: Pernambués, Cajazeiras X e Subúrbio. A escolha foi feita com base em estatísticas que alegam o maior número de mulheres e incidências de desabamentos devido à construção irregular na região.

Política permanente – De acordo com a titular da SPMJ, o programa-piloto vai gerar indicadores para o programa permanente que deverá contemplar mais comunidades da cidade e incluir outros cursos, como os de Eletricista Instaladora Predial de Baixa Tensão, Marceneira, Encanadora Instaladora Predial e Pintora de Obras. “O principal objetivo é de formar tecnicamente mulheres capazes de encarar o mercado de trabalho ou serem empreendedoras conscientes do que estão fazendo, além de dar autonomia financeira a elas”, revelou Rogéria Santos.

Na ocasião, a gestora entregou ao prefeito ACM Neto a minuta de um projeto de lei que institui o Marias na Construção como política pública municipal. Além da capacitação, a medida também pretende instituir a reserva de 5% das vagas para mulheres em obras realizadas pela Prefeitura.

Para a secretária nacional de Políticas para Mulheres, todo projeto que visa inserir a mulher no mercado de trabalho visa também tirá-la do círculo de violência. “Isso porque muitas delas permanecem com o agressor por não terem condições de manter a família. O governo federal está de olho nesse projeto para conhecer e, quem sabe, expandir em todo o país”, pontuou Cristiane Brito.

Homenagem – O nome do programa homenageia a primeira mestre de obras da Bahia, Maria do Amparo Xavier, também presente no lançamento e que deu um depoimento sobre o início na profissão. “Comecei com 14 anos. Varria o chão na empresa onde trabalhava e, um dia, quis entrar para a construção civil. Foi uma época muito difícil, mas me capacitei e consegui. Nunca vi uma iniciativa dessa natureza proporcionada pela Prefeitura. Digo que, onde o homem está, a mulher também pode estar”, destacou.

Inscrições e aulas – A formação de pedreira polivalente terá carga horária de 160 horas. As aulas no bairro de Cajazeiras X estão previstas para iniciar ainda no mês de julho e seguem até setembro, organizadas em aulas teóricas e práticas.

ara se inscrever é preciso ser maior de 18 anos, ter concluído o 5º ano do Ensino Fundamental I (antiga 4ª série), além de entregar cópias de RG, CPF, comprovante de renda e escolaridade, no primeiro dia de aula. Mais informações sobre inscrições e detalhes sobre o curso podem ser acessados pelo site www. mariasnaconstrucao. salvador. ba. gov. br.

0
0
0
s2sdefault
0
0
0
s2sdefault

O Serviço Municipal de Intermediação de Mão-de-obra (Simm) oferece 146 vagas de empregos nesta segunda-feira (15). Dentre os destaques estão 50 vagas para auxiliar de logística e outras 50 para auxiliar de operação – neste caso, a oportunidade é temporária por 90 dias. Há também vagas para açougueiro, repositor, servente de aterro, gerente de restaurante, mecânico, atendente, tutor EAD, coordenador de curso e passadeira, dentre outras.

Os interessados deverão ir a um dos postos do SIMM, localizados no Comércio, na Rua Miguel Calmon, 506, Edifício Ouro Preto; e na Boca do Rio, na Rua Abelardo Andrade de Carvalho, 141, anexo ao Colégio Imeja. É necessário levar originais da carteira de trabalho, carteira de identidade, CPF, comprovantes de residência e histórico escolar, além do número do PIS, Pasep ou NIS.

O atendimento é feito das 7h às 17h, mediante distribuição de senhas, que são entregues a partir das 6h30. A população também tem acesso ao atendimento do SIMM nas Prefeituras-Bairro Centro/Brotas, Cabula/Tancredo Neves, Cajazeiras, Cidade Baixa, Itapuã/Ipitanga, Pau da Lima e Subúrbio/Ilhas para realização de cadastro, busca por vagas e encaminhamento para entrevistas e seleções.

 

 Vagas do SIMM para esta segunda-feira (15):

 

Auxiliar de operação (vaga temporária de 90 dias)

Ensino médio completo, dois meses de experiência, disponibilidade de horário.

Salário: R$1.003,00 + benefícios

50 vagas

 

Auxiliar de logística

Ensino médio completo, seis meses de experiência, vaga zoneada para moradores da Suburbana, CIA, Mapele, Valéria, Águas Claras.

Salário: R$1.034,00 + benefícios

50 vagas

 

Auxiliar de refrigeração (vaga temporária de 90 dias)

Ensino médio completo, seis meses de experiência, imprescindível curso na área e disponibilidade para viajar.

Salário: R$1.079,55 + benefícios

8 vagas

 

Técnico em refrigeração (vaga temporária de 90 dias)

Ensino médio completo, seis meses de experiência - imprescindível: CNH "B", curso na área e disponibilidade para viajar.

Salário: R$1.734,21 + benefícios

8 vagas

 

Secretário(a) executivo(a) bilíngue (vaga exclusiva p/ pessoas com deficiência)

Ensino superior completo em secretariado, 6 meses de experiência, imprescindível inglês avançado.

Salário: R$2.000,00 + benefícios

6 vagas

 

Coordenador de curso

Mestrado completo em Engenharia Civil, Serviço Social, Educação Física, Fisioterapia ou Gastronomia, 6 meses de experiência e vivência com: gestão acadêmica e docência.

Salário: a combinar + benefícios

5 vagas

 

Açougueiro

Ensino médio completo, seis meses de experiência.

Salário: R$1.113,41 + benefícios

1 vaga

 

Repositor

Ensino médio completo, seis meses de experiência.

Salário: R$1.113,26 + benefícios

1 vaga

 

Servente de aterro (vaga exclusiva p/ pessoas com deficiência)

Ensino médio completo, seis meses de experiência.

Salário: R$1.069,94 + benefícios

2 vagas

 

Gerente de restaurante

Ensino médio completo, seis meses de experiência na área, imprescindível perfil de liderança.

Salário: a combinar + benefícios

1 vaga

 

Estoquista

Ensino médio completo, seis meses de experiência, imprescindível ter trabalhado com produtos perecíveis.

Salário: a combinar + benefícios

1 vaga

 

Supervisor de governança

Ensino médio completo, seis meses de experiência, disponibilidade para residir em condomínio de funcionários em Imbassaí.

Salário: a combinar + benefícios

1 vaga

 

Mecânico de veículos a diesel

Ensino fundamental completo, seis meses de experiência.

Salário: a combinar + benefícios

1 vaga

 

Auxiliar de limpeza (vaga exclusiva p/ pessoas com deficiência)

Ensino fundamental completo, seis meses de experiência.

Salário: R$998,00 + benefícios

1 vaga

 

Repositor de frios

Ensino médio completo, seis meses de experiência, imprescindível experiência na área e fácil acesso a região de Simões Filho.

Salário: R$1.113,26 + benefícios

2 vagas

 

Atendente (vaga exclusiva p/ pessoas com deficiência)

Ensino médio completo, seis meses de experiência.

Salário: R$998,00 + benefícios

2 vagas

 

Tutor EAD

Ensino superior completo em Letras, Pedagogia ou Enfermagem, imprescindível pós-graduação completa, seis meses de experiência e ter conhecimento na rotina da docência.

Salário: R$1.751,00 + benefícios

2 vagas

 

Costureira

Ensino fundamental incompleto, seis meses de experiência, imprescindível experiência com máquina reta, ter trabalhado em loja de aluguel de roupas. Vaga zoneada para moradores da região de Periperi e do Imbuí.

Salário (R$): a combinar

2 vagas

 

Passadeira

Ensino fundamental incompleto, seis meses de experiência, imprescindível ter trabalhado em loja de aluguel de roupas.

Salário: a combinar

1 vaga

 

Vendedor de serviços

Ensino médio completo, seis meses de experiência, imprescindível experiência com venda de peças e serviços de equipamentos.

Salário: a combinar + benefício

1 vaga

0
0
0
s2sdefault
0
0
0
s2sdefault

O resultado da Chamada Cidade Conectada, integrante do Edital de Inovação para a Indústria, foi divulgado nesta quinta (11), com a seleção de três projetos. As startups selecionadas – GIRO Maps, GreenMovi e Noah Smart City – receberão o investimento de R$ 150 mil cada, provenientes do Sebrae, Senai e da Prefeitura, para colocar em prática projetos que ofereçam soluções inovadoras para Salvador na área de conectividade.

A chamada é uma iniciativa do Sebrae, Senai e Sesi em parceria com o Correio e a Prefeitura, por meio da Secretaria de Sustentabilidade, Inovação e Resiliência (Secis). “Há um esforço grande da Prefeitura e das instituições privadas em desenvolver soluções inovadoras que ajudem a melhorar o dia a dia do cidadão que mora em Salvador. Essa é a quarta chamada que promovemos dentro do edital de inovação e esperamos que os selecionados possam contribuir positivamente na nossa cidade”, disse André Fraga, secretário da Secis.

Projetos - Das iniciativas selecionadas, duas são originais da Bahia, a Giro Maps e GreenMovi. A primeira se propõe a oferecer aos provedores e gestores de rede de fibras ópticas uma solução que os auxiliem na documentação e o mapeamento de redes de forma georreferenciada, de fácil visualização e acesso controlado.

Já a GreenMovi é um aplicativo desenvolvido para incentivar a utilização de meios de transportes que não produzam CO² (Dióxido de Carbono), a exemplo das bicicletas, mediante a troca por cupons de descontos.

Por fim, a Noah Smart City, iniciativa carioca que pretende amenizar os impactos das inundações urbanas de Salvador. Para isso, eles propõem um novo tipo de monitoramento de áreas, utilizando sensores de ultrassom que, ao serem acionados em presença de chuva, permitem monitorar com precisão níveis de lâmina d’água. Isso auxiliará na tomada de decisões resilientes em caso de inundação.

Seleção - Desde o dia no 11 de março de 2019, quando ocorreu a divulgação da chamada, foram quatro meses para selecionar os projetos. A chamada recebeu 35 inscrições. Apenas nove foram aprovadas na primeira etapa da seleção, que consistiu na avaliação da qualidade, compatibilidade e aplicabilidade das propostas com o desafio temático.

As cinco startups selecionadas para segunda fase detalharam o plano de projeto com especialistas do Senai Cimatec e representantes das instituições envolvidas. Foi ainda desenvolvido um pitch, apresentação sumária de 3 a 5 minutos sobre o conteúdo produzido para a banca avaliadora, composta por representantes do Senai Cimatec, Jornal Correio, Secis e outros órgãos da Prefeitura, como a Companhia de Governança Eletrônica (Cogel), Secretaria Municipal de Gestão (Semge), Defesa Civil de Salvador (Codesal), Superintendência de Trânsito do Salvador (Transalvador) e Secretaria Municipal da Fazenda (Sefaz).

Desta apresentação, somente três empresas foram selecionadas. Agora, será formalizado um acordo de cooperação entre as partes envolvidas. Os projetos selecionados receberão apoio para o desenvolvimento de uma prova de conceito, ou seja, um modelo prático que prova a eficiência da proposta apresentada. Para isso, os projetos passarão pelos processos de validação, desenvolvimento de protótipo e teste, e devem ser executados em Salvador num período de 12 meses.

Histórico - Essa é a quarta chamada com o intuito de apoiar empresas da área de tecnologia e inovação social. Em setembro de 2017 houve o lançamento da Chamada Cidade Inteligente, em parceria com a Companhia de Governança, que captou nove organizações como foco em tornar a infraestrutura e os serviços da cidade mais eficientes e interligados.


Já em dezembro do mesmo ano houve a Chamada Cidade Resiliente, em parceria com Resource IT Solutions, que selecionou cinco empresas com projetos voltados à promoção da qualidade de vida e resiliência urbana, a capacidade da cidade de se desenvolver apesar das situações adversas. Por fim, em julho de 2018 foi lançado a Chamada Cidade Sustentável, em parceria com a Construtora Civil, que selecionou quatro projetos com foco em melhorar significativamente a vida urbana, por meio do uso eficiente e inteligente dos recursos.

0
0
0
s2sdefault
0
0
0
s2sdefault

A Superintendência de Trânsito de Salvador (Transalvador) está testando uma nova tecnologia para auxiliar a fiscalização da Zona Azul Digital. O equipamento, que utiliza câmeras de monitoramento, irá identificar se os veículos estão estacionados de forma regular nos locais onde são disponibilizadas vagas dessa modalidade na cidade. Durante o período de teste, que deve durar três semanas, o equipamento não vai notificar condutores estacionados irregularmente.

De acordo com o superintendente do órgão, Fabrizzio Müller, os benefícios do uso da nova tecnologia vão muito além da fiscalização de estacionamento. A nova tecnologia vai trazer mais segurança ao usuário, uma vez que poderá inibir a atuação dos guardadores clandestinos.

“Guardadores que atuam de maneira clandestina nesses espaços, muitas vezes extorquindo e ameaçando os condutores, não vão se sentir estimulados a estarem nos locais. Isso porque os condutores terão que adquirir a cartela ou comprar crédito nos aplicativos credenciados”, assegura Müller.

Outro benefício para a população é a possibilidade de identificar veículos que estejam com restrição de roubo. “Desta forma, ao serem identificados, a Transalvador poderá acionar imediatamente as autoridades competentes para que sejam tomadas as medidas adequadas”, conta o superintendente.

A tecnologia vai auxiliar o agente de trânsito na fiscalização, evitando, inclusive, qualquer tipo de falha humana na verificação das placas. A princípio, o sistema irá identificar apenas aqueles que compraram créditos por meios digitais, seja com os operadores ou utilizando os apps credenciados pela Transalvador para oferecer o serviço de Zona Azul Digital. As cartelas em papel, nos locais onde ainda houver, continuarão sendo conferidas normalmente pelos agentes, sem nenhuma mudança nesse sentido.

Como funciona – Câmeras de monitoramento instaladas na parte superior da viatura irão identificar aqueles que estão utilizando as vagas de forma irregular, seja porque não adquiriram os créditos para estacionamento ou porque estão com o período vencido. As imagens das placas serão capturadas e enviadas para uma central na Transalvador.

Durante a fase de testes, será utilizado um veículo sem identificação do órgão de trânsito. Neste período, serão avaliadas as funcionalidades do sistema e a precisão das informações que serão passadas para a superintendência. Além dos testes já programados, novos poderão ocorrer até que o sistema esteja funcionado de forma adequada e atendendo totalmente às necessidades do órgão de trânsito.

Fiscalização – Atualmente, os condutores podem estacionar em áreas de Zona Azul utilizando as cartelas físicas, vendidas pelos guardadores credenciados, ou digitais, por meio dos apps credenciados pela Transalvador para oferecer o serviço de Zona Azul Digital na cidade. Na Barra e no Rio Vermelho não há mais cartelas de papel sendo vendidas, pois o sistema já funciona 100% digital, inclusive com os operadores das vagas.

Até o mês de outubro, todas as cartelas físicas devem ser extintas e apenas os créditos digitais terão validade. “Desde que implementamos o sistema digital em Salvador, ficou determinado que em 12 meses não haveria mais a cartela em papel. Portanto, este tipo de fiscalização será mais efetivo para garantir a legitimidade do trabalho dos agentes no momento da autuação”, explica Müller

0
0
0
s2sdefault
0
0
0
s2sdefault

O Serviço Municipal de Intermediação de Mão-de-Obra (Simm), através da Secretaria de Trabalho, Esporte e Lazer (Semtel), promoverá mais uma ação itinerante neste final de semana, realizando atendimentos para cadastro, busca e encaminhamento para cidadãos que estão em busca de vagas de emprego. Neste sábado (13), a iniciativa acontece das 8h às 12h, no Centro de Artes e Esportes Unificados (CEU), em Nova Brasília de Valéria.

Até o final deste mês, o Simm Itinerante será realizado em mais cinco localidades da capital baiana, sempre das 8h às 12h. Na próxima terça (16), será a vez do projeto acontecer na Escola Estadual Victor Civita, no Engenho Velho de Brotas. A ação ainda será promovida na Associação Nova República, em Santa Cruz, na quarta-feira (17); em São Marcos, no campo de futebol da Baixa da Paracaína, na sexta-feira (19); na Associação SBC Remar, no final de linha de Marechal Rondon, no dia 23; e no Centro Social Urbano de Mussurunga, no dia 24.

A iniciativa tem como objetivo descentralizar os atendimentos e fornecer os serviços de maneira mais próxima da população. Os técnicos estão aptos a esclarecer dúvidas, pesquisar vagas e fornecer cartas de encaminhamento, através do Sistema Mais Emprego do Ministério do Trabalho e Emprego (MTE), proporcionando aos trabalhadores inserção ou retorno ao mercado de trabalho. Só neste ano, já foram atendidas 2.283 pessoas através desse serviço.

Para facilitar o atendimento, é importante que os interessados levem os originais da carteira de trabalho, carteira de identidade, CPF, comprovantes de residência e de escolaridade, além do número do PIS/Pasep ou NIS. Em cada ação itinerante são distribuídas até 100 senhas, por ordem de chegada.

Minicurso – O posto do Simm Comércio, em parceria com o Instituto Bourbon de Educação, realiza minicursos de Introdução a Telemarketing e Introdução ao Excel. Com dez vagas para cada atividade, as aulas acontecem de segunda a sexta-feira durante todo o mês de julho, das 10h às 12h e das 15h às 17h. As inscrições podem ser realizadas na unidade, localizada na Rua Miguel Calmon, 506, Edifício Ouro Preto.

 

 

0
0
0
s2sdefault

Fale Conosco

O seu canal de comunicação com o nosso site. Caso tenha dúvidas, sugestões ou solicitações de serviços, por favor, mande mensagem que teremos prazer em respondê-la.

Enviando...