Geral

0
0
0
s2sdefault

O prefeito ACM Neto anunciou hoje (28), durante a inauguração do Restaurante Popular Cuidar de Pau da Lima, que as padarias e delicatessens (panificadoras) vão poder funcionar nos bairros onde há medidas restritivas setorizadas e mais rígidas.

"Houve um análise e compreendemos que, em muitos bairros, as panificadoras cumprem o papel de abastecimento das famílias, com caráter de essencialidade. Por isso, e após nos reunirmos com essa categoria, decidimos permitir a abertura desses estabelecimentos mesmo nos bairros com restriçôes regionalizadas", disse ACM Neto.

Esses estabelecimentos terão, obrigatoriamente, que cumprir um protocolo, conforme acordo firmado entre a Prefeitura e o Sindicato da Indústria de Panificação e Confeitaria de Salvador (Sindipan).

Confira abaixo o protocolo, que passa a valer para esses empreendimentos em toda a cidade, inclusive nos bairros onde não há restrições setorizadas, locais em que as panificadoras já podiam funcionar:

- Só será permitido o acesso às lojas de um cliente a cada nove metros quadrados ou equivalente ao número de empregados atendentes disponíveis em cada momento;

- Não será permitida a entrada de mais de uma pessoa por unidade familiar, excetuando-se clientes idosos e que comprovadamente necessitem de acompanhantes;

- Na hipótese da necessidade de formar fila de clientes na área externa, deverá ser demarcado o distanciamento entre clientes a cada um metro;

- Uso obrigatório de máscaras a todos os empregados, inclusive de produção, bem como dos clientes dentro dos estabelecimentos;

- Obrigatoriedade de disponibilizar para todos os clientes, na entrada da loja, álcool a 70° através de um trabalhador exclusivamente para essa tarefa ou por meio mecânico;

- Disponibilizar álcool a 70º em todos os locais que permitam a limpeza das mãos, a qualquer hora, por vontade dos clientes e empregados, com prioridade para os balcões de atendimento e caixas;

- Fornecer aos empregados, sem custo, álcool a 70º para uso após a saída e na chegada à loja;

- Não será permitido nenhum tipo de consumo interno de alimentos por parte de empregados ou clientes;

- Horário de funcionamento das 6h às 20h;

- Distribuir a cada empregado uma cartilha de recomendações de higiene básica de combate ao coronavírus. Fazer constar na cartilha o número do telefone 155 como meio de orientação sobre o coronavírus;

- Liberar do trabalho o empregado, sem necessidade de atestado médico, que apresentar qualquer sintoma da Covid-19, a exemplo de febre, tosse, dor nas costas e perda de olfato. Nesse caso, o trabalhador deve comparecer ao médico para análise clínica;

- Usar os empregados que tinham função de manobristas somente para orientação do trânsito;

- Disponibilizar gravação, para as empresas que tenham esse sistema interno, de imagens como forma de demonstrar o cumprimento das regras não só durante a fiscalização, mas como também em período liberado pela Prefeitura para funcionamento.

 

0
0
0
s2sdefault
0
0
0
s2sdefault

A Secretaria de Articulação Comunitária e Prefeituras-Bairro prossegue com a distribuição gratuita de máscaras em comunidades de Salvador. Nesta quinta-feira (28), a entrega ocorre em Santa Luzia do Lobato, Terracom, Iraque, Baixinha de Mussurunga, Colinas de Mussurunga, Jardim Vila Verde, Engenho Velho da Federação, Baixa da Égua, Vale da Muriçoca, Bairiri, Engenho Velho de Brotas, Jaguaripe I, Boca da Mata e Boa Vista do São Caetano.

No primeiro dia da ação, ocorrida ontem (27), 15,9 mil cidadãos receberam o equipamento de proteção individual. A distribuição ocorreu em comunidades como Baixa da Soronha, Nova Brasília, Abaeté, Baixa de Santa Rita, Matatu, Pela Porco, Macaúbas, Nova Constituinte de Periperi, Canal Paraguai, Centro de Periperi, Vale das Pedrinhas, Nordeste de Amaralina, Santa Cruz, Vale da Muriçoca e Parque São Braz.

A intenção da iniciativa é contemplar cada uma das dez regiões administrativas da cidade, com foco nas localidades mais carentes. Diariamente, uma média de 15 mil máscaras devem ser entregues pela secretaria para as famílias que mais precisam, sendo 1,5 mil para cada regional.

Proteção – As máscaras reutilizáveis funcionam como uma importante barreira contra a disseminação do coronavírus. Em Salvador, o uso é obrigatório ao sair de casa, tanto no veículo particular, como no transporte público, órgãos públicos, no ambiente de trabalho e nos estabelecimentos comerciais formais ou informais. A medida visa reduzir o contágio do coronavírus e proteger vidas.

 

0
0
0
s2sdefault
0
0
0
s2sdefault

 

A Prefeitura já realizou cerca de 14.300 vistorias e 815 interdições em estabelecimentos comercias irregulares localizados nos bairros com medidas restritivas regionalizadas. As operações, iniciadas no dia 11 de maio pela Secretaria Municipal de Desenvolvimento e Urbanismo (Sedur), contam com o apoio da Guarda Civil Municipal (GCM) e da Polícia Militar da Bahia (PM-BA).

Nesta terça-feira (26), foram realizadas 1.440 vistorias e 40 interdições, nos bairros de Lobato, Liberdade, Bonfim, Brotas, Cosme de Farias, Uruguai e Massaranduba. Nos dois últimos, as restrições iniciaram na segunda-feira (25) e registraram a maior quantidade de ações fiscais. No Uruguai foram 218 vistorias com 23 interdições e, em Massaranduba, 222 estabelecimentos foram vistoriados e 11 interditados.

Os bairros da Boca do Rio, Centro e Pituba também foram alvos das medidas regionalizadas, mas as ações já foram suspensas. A partir desta quinta-feira (28), as restrições serão iniciadas em Periperi e terão prazo inicial de validade por sete dias.

“A equipe de fiscalização está atuando todos os dias nas ruas da cidade garantindo o cumprimento dos decretos de combate ao coronavírus. A dedicação e o empenho de cada agente fiscal tem sido fundamental neste momento”, destacou o secretário da Sedur, Sérgio Guanabara.

Força-tarefa – Além das ações dos bairros com medidas restritivas, a Prefeitura de Salvador mantém a fiscalização em toda cidade para garantir o cumprimento dos decretos de prevenção e controle da Covid-19. A força-tarefa já realizou mais de 27 mil vistorias, cerca de 1.500 interdições e cassou 91 alvarás de funcionamento de estabelecimentos comerciais.

As vistorias ocorreram em 5.214 lojas de comércio de rua, com área inferior ao permitido; 14.521 bares e restaurantes; 3.457 clínicas de estética, salão de beleza e barbearia; 849 supermercados; 358 lojas em comércio de rua, com área superior ao permitido; 68 casas lotéricas; 761 academias; 203 agências bancárias; 82 casas de eventos; 190 shoppings/centros comerciais;148 locais com aglomeração de pessoas; 605 instituições de ensino, além de outras atividades proibidas pelos decretos.

 

0
0
0
s2sdefault
0
0
0
s2sdefault

 

As medidas regionalizadas, promovidas pela Prefeitura em localidades com grande número de casos registrados de Covid-19 e de descumprimento ao isolamento social, têm surtido efeito e contribuído fortemente para a preservação de vidas em Salvador, através da diminuição da velocidade de transmissão da doença – atualmente a taxa está abaixo dos 6%. Um exemplo disso é o bairro do Bonfim, cujas ações mais restritas foram aplicadas durante sete dias e encerradas ontem (27), caiu da terceira para a 19ª posição, com 64 casos.

A avaliação foi feita pelo prefeito ACM Neto nesta terça-feira (28), durante a entrega de doações às instituições sociais Centro Espírita Cruz da Redenção e Lar Fabiano de Cristo, em Periperi. “Estas ações setorizadas, que já estamos fazendo há 30 dias após avaliações de cada bairro e determinação das medidas a serem tomadas, têm o objetivo de evitar a transmissão do coronavírus em locais onde o número de casos é preocupante. E temos tido resultados positivos”, afirmou o gestor.

Outro destaque também é a Boca do Rio, cujos sete dias de medidas regionalizadas resultaram em 51 casos confirmados para a Covid-19 e tiraram o bairro da lista das localidades com maior número de registros. Atual líder no ranking, a Pituba, que também recebeu medidas mais restritivas, tem registrado menor velocidade na transmissão. Entre os dias 23 e 24 últimos, por exemplo, apenas um novo caso foi registrado.

Situada na região do Subúrbio Ferroviário e com ações mais restritas ainda em vigor, Plataforma saiu da primeira posição que ocupava no último dia 19, com 43 casos, e já não figura entre no topo da lista com mais registros, com 56 casos. Outros que também estão sob medidas restritivas são Lobato, Liberdade, Brotas, Cosme de Farias, Uruguai e Massaranduba, entrando na lista amanhã (29) a localidade de Periperi. .

Toque de recolher – O prefeito ainda fez questão de destacar que, mesmo com a adoção de medidas setorizadas em Salvador, no intuito inclusive de evitar a interdição completa das atividades na cidade, é preocupante os casos que vem sendo flagrados de desrespeito às determinações municipais. Duas delas foram registradas no período de feriados antecipados e chamaram bastante atenção, inclusive da imprensa: uma guerra de espadas em Periperi e uma festa ao ar livre na Boca do Rio.

“Se houver a insistência das pessoas de descumprirem o decreto, se continuar havendo atitude de desrespeito à vida, não teremos alternativa a não ser determinar o toque de recolher à noite em Salvador”, alertou ACM Neto.

Atividades restritas – As medidas mais restritas nos bairros envolvem a suspensão da realização de qualquer atividade econômica, formal e informal – exceto supermercados, farmácias e estabelecimentos que utilizam o sistema de delivery, sem retirada no local, além de serviços de saúde. Em alguns casos, há também interdição do fluxo de veículos em vias com maior movimentação de pessoas.

Há, ainda, ações de proteção à vida com distribuição de máscaras, realização de testes rápidos, medição de temperatura, doação de cestas básicas para feirantes e ambulantes, higienização e desinfeção de ruas, ações de combate ao mosquito Aedes aegypti, apoio a instituições que atendam idosos, crianças e pessoas com deficiência e Cras Itinerante.

 

0
0
0
s2sdefault
0
0
0
s2sdefault

A Prefeitura, através da Secretaria Municipal da Saúde (SMS), inicia nesta quarta-feira (27) mais uma importante estratégia no enfrentamento aos culicídeos (Aedes aegypti e muriçoca) na capital. Trata-se da termonebulização, aplicação de inseticida por meio de um equipamento que gera uma densa neblina que se espalha pelo ar. 

Com este método, é lançada uma mistura de inseticida e óleo mineral suficiente para eliminar os mosquitos, pois as gotículas do produto permanecem por um bom tempo flutuando no ar. Nesse primeiro dia da iniciativa, a partir das 19h30, agentes de combate a endemias percorrerão as ruas do Bairro da Paz para efetuar a termonebulização na área. 

“O intuito dessa ação é diminuir a infestação de muriçocas que, apesar de não transmitir zoonoses, acabam importunando os moradores e interferindo na qualidade do sono e no desempenho de suas atividades produtivas, eliminando de forma rápida um grande quantitativo de mosquitos em fase adulta. Com a estratégia, também conseguimos complementar as ações das arboviroses, eliminando também o Aedes aegypti. Assim, minimizamos a circulação da dengue, zika e chikungunya nos locais”, destacou Andrea Salvador, coordenadora do Centro de Controle de Zoonoses.

Ele lembrou que, somente em 2020, foram notificados 4.332 casos de dengue, 2.914 de chikungunya e 449 ocorrências de zika no município. O enfrentamento a essas doenças é fundamental também na luta contra o coronavírus, já que alivia a ocupação das unidades hospitalares. 

 

0
0
0
s2sdefault
0
0
0
s2sdefault

 

O movimento de pessoas transportadas pelos ônibus durante dois dias de feriados antecipados pela Prefeitura e governo do Estado caiu consideravelmente, segundo dados da Secretaria Municipal de Mobilidade (Semob). Na segunda-feira (25), quando houve a antecipação do São João, uma redução de 80% do número de passageiros transportados foi registrada. Ontem (26), feriado de Dois de Julho, o índice foi de 82% a menos.

Segundo Fábio Mota, titular da Semob, esse foi um número recorde desde o início da pandemia do coronavírus na cidade. “A queda superou as expectativas. Nós estávamos transportando 35% das pessoas, depois caiu para 30% e agora caiu para 18%. Esses cidadãos que estão sendo transportados são apenas os que atuam em serviços essenciais mesmo: dos hospitais, da área de segurança pública e que tem necessidade de se deslocar para o seu trabalho”, diz.

Para não prejudicar essa parcela da população que está atuando diariamente nos serviços essenciais, a Semob fez um planejamento visando atendê-la de forma satisfatória, principalmente nos horários de pico. “A gente trabalha com uma frota que nós programamos para atender aos serviços essenciais, que nós sabemos que está em torno de 18% a 20% das pessoas que pegam ônibus normalmente na cidade. O nosso trabalho segue a linha de incentivar o cidadão a não sair de casa, com exceção daqueles que realmente precisam”, completa Mota.

Trânsito – A Superintendência de Trânsito de Salvador (Transalvador) registrou, na segunda-feira (25), uma queda de 39% na circulação de veículos na cidade, quando a comparação é feita a um dia normal. Ontem, a redução foi de 45%. Ao todo, 745.774 veículos passaram pelas vias da cidade que são monitoradas por radares e fotossensores nos dois dias de feriados antecipados. 

“O objetivo da antecipação dos feriados é o de reduzir o fluxo de veículos e a movimentação na cidade. É o momento das pessoas ficarem em casa. É preciso que as pessoas compreendam a necessidade de respeitar esse período de emergência. A colaboração de todos é fundamental. Quanto maior for o respeito a essas normas, mais rápida será a volta à normalidade”, explica o superintendente de Trânsito, Fabrizzio Müller.

 

0
0
0
s2sdefault
0
0
0
s2sdefault

Mesmo antes do início das medidas mais restritas de combate ao coronavírus em Periperi, com vigência a partir de amanhã (28), a Prefeitura já deu o pontapé para a realização das ações de proteção à vida no bairro. Uma delas é a entrega de 150 cestas básicas e kits de higiene a entidades sociais que atuam na região, ocorrida nesta quarta-feira (27) e que contou com as presenças do prefeito ACM Neto, do vice Bruno Reis, da secretária municipal de Promoção Social e Combate à Pobreza, Ana Paula Matos, de representantes das instituições, corpo técnico e imprensa.

A ação foi realizada na sede do Centro Espírita Cruz da Redenção, que foi beneficiada com 50 cestas básicas, kits de higiene e máscaras cada, a serem distribuídas principalmente às gestantes atendidas pela instituição. A outra entidade contemplada é o Lar Fabiano de Cristo, que ganhou 100 cestas básicas, kits de higiene e máscaras, a serem distribuídas, dentre outros públicos-alvo, a idosos e crianças assistidos no local.

“Desde o início da pandemia temos dado apoio direto a diversas instituições que realizam trabalhos sociais na cidade, com a doação de cestas e material de higiene, além da presença de equipes da Prefeitura. A vinda hoje em Periperi é o ponto de partida para o conjunto de ações de proteção à vida a serem realizados amanhã aqui no bairro, para tentar conter o avanço do coronavírus na região. Não estamos aqui para brincar, mas para cuidar da vida dos moradores”, afirmou ACM Neto.

De acordo com a secretária Ana Paula, as entidades foram escolhidas pela tradição e alcance na assistência a pessoas em situação de vulnerabilidade social. “O Centro Cruz da Redenção possui cursos de informática, suspensos neste período por conta da pandemia, e as grávidas aprendem a costurar e fazer o próprio enxoval, além de distribuir sopa e cestas básicas aos alunos. Já o Lar Fabiano de Cristo atende 800 pessoas e estas cestas serão destinadas àquelas que não têm recebido qualquer apoio neste período”, explicou.

Demais iniciativas – Além das doações às entidades, os moradores de Periperi também terão os serviços do Centro de Referência e Assistência Social – Cras Itinerante, abordagem social e orientações sobre o Bolsa Família e demais benefícios sociais. “Também estamos fazendo um trabalho em conjunto com a Secretaria de Articulação Comunitária e Prefeituras-Bairro, indo até comunidades carentes para que as pessoas que vivem sem qualquer infraestrutura possam também, após preencher um cadastro, receber a cesta e ter acesso ao sistema de assistência social", completou a titular da Sempre.

 

0
0
0
s2sdefault
0
0
0
s2sdefault

Números de casos de Covid-19 confirmados no bairro e em toda região do Subúrbio preocupam município

A Prefeitura anunciou hoje (27) o fechamento de duas vias de Periperi, no Subúrbio Ferroviário, para ampliar o isolamento social na localidade. A partir de amanhã (28), quando começam a valer as medidas regionalizadas no bairro, as ruas Carlos Gomes e Ambrósio Calmon, ambas no trecho entre a Rua das Pedrinhas até o Mercado Municipal, serão interditadas pela Transalvador. Somente moradores terão acesso às vias, mediante comprovação. O anúncio foi feito pelo prefeito ACM Neto durante a entrega de cestas básicas em Periperi.

Além das interdições viárias, fica suspensa a realização de qualquer atividade econômica, formal e informal, no bairro, só sendo permitido o funcionamento de daquelas consideradas essenciais, a exemplo de supermercados, farmácias e estabelecimentos que utilizam o sistema de delivery, sem retirada no local, além de serviços de saúde.

Haverá, ainda, ações de proteção à vida que envolvem distribuição de máscaras, realização de testes rápidos, medição de temperatura, doação de cestas básicas para feirantes e ambulantes (que existem em grande quantidade na localidade), higienização de ruas, ações de combate ao mosquito Aedes aegypti, apoio a instituições que atendam idosos, crianças e pessoas com deficiência e Cras Itinerante.

Todas essas iniciativas começam a vigorar nesta quinta (28) e valem inicialmente por sete dias, podendo ser prorrogadas. Atualmente, outros sete bairros de Salvador passam pelas mesmas medidas regionalizadas e ações de proteção à vida. São eles: Plataforma, Lobato, Brotas, Liberdade, Cosme de Farias, Massaranduba e Uruguai.

Dados - Durante coletiva à imprensa no Centro Espírita Cruz da Redenção, que recebeu a doação de cestas básicas, ACM Neto, ao lado do vice-prefeito Bruno Reis e de representantes de entidades sociais, demonstrou preocupação com o número de casos positivos para Covid-19 registrados em Periperi e no Subúrbio como um todo. Até ontem (26), Periperi havia registrado 65 casos positivos, sendo 55 apenas em maio, com dez mortes.

"Apenas nos últimos sete dias, Periperi teve 26 pessoas contaminadas pelo novo coronavírus. Por isso, decidimos adotar aqui as medidas regionalizadas e ações de proteção à vida. Além desse fator, há um relaxamento do isolamento social. Esperamos, com essas medidas, mudar esse cenário e conscientizar os cidadãos e cidadãs, como fizemos em outros locais, a exemplo do Bonfim e Boca do Rio", disse o prefeito.

ACM Neto também divulgou números, até ontem (26), de outros bairros do Subúrbio. Em Plataforma e no Lobato, por exemplo, onde já estão em vigor medidas regionalizadas mais duras em prol do isolamento social, já são 74 e 71 casos, respectivamente, de pessoas contaminadas.

0
0
0
s2sdefault
0
0
0
s2sdefault

A Secretaria de Articulação Comunitária e Prefeituras-Bairro inicia, a partir das 8h desta quarta-feira (27), a distribuição de máscaras de proteção em cada uma das 10 regiões administrativas de Salvador, divididas da seguinte forma: Centro/Brotas, Subúrbio/Ilhas, Cajazeiras, Itapuã, Cidade Baixa, Barra/Pituba, Cabula/Tancredo Neves, Pau da Lima, Liberdade/São Caetano e Valéria.

A estimativa é distribuir 15 mil máscaras por dia, sendo 1,5 mil em cada regional. No primeiro dia de ação, serão beneficiadas, por exemplo, localidades como Baixa da Soronha, Nova Brasília, Abaeté, Baixa de Santa Rita, Matatu, Pela Porco, Macaúbas, Nova Constituinte de Periperi, Canal Paraguai, Centro de Periperi, Vale das Pedrinhas, Nordeste de Amaralina, Santa Cruz, Vale da Muriçoca e Parque São Braz.

“A máscara é um equipamento individual importante para a população se prevenir da contaminação pela Covid-19. Por isso, as equipes irão às comunidades carentes, adentrando em becos e ruas, para entregar o utensílio a famílias que precisam ou a cidadãos que não tiveram condição de comprá-lo”, explica o titular da Secretaria de Articulação Comunitária e Prefeituras-Bairro, Luiz Galvão.

Galvão reforça que a iniciativa nas 10 regionais da cidade complementa as doações dos equipamentos de proteção em bairros onde há medidas de isolamento social mais restrito. Além disso, a população soteropolitana também já vem recebendo máscaras reutilizáveis através de outras ações semanais, assim como cestas básicas. 

 

0
0
0
s2sdefault

Fale Conosco

O seu canal de comunicação com o nosso site. Caso tenha dúvidas, sugestões ou solicitações de serviços, por favor, mande mensagem que teremos prazer em respondê-la.

Enviando...