Geral

0
0
0
s2sdefault

Como medida preventiva em função da pandemia Covid-19 e da preocupação com a disseminação do novo coronavírus, alguns serviços públicos de Salvador terão funcionamento alterado nos próximos dias. Por medida de segurança, a Arena Aquática, localizada na orla da Pituba, terá as aulas suspensas por 15 dias. O período de inatividade tem início nesta quarta-feira (18).

Os serviços sociais do Escritório Público, Minha Casa Minha Vida (MCMV) e Casa Legal, todos ofertados através da Secretaria de Infraestrutura e Obras Públicas (Seinfra), também serão suspensos até a gestão municipal reavaliar a situação de Salvador no enfrentamento do vírus. Se houver alguma urgência nos serviços destas estruturas, os casos poderão ser solucionados com atendimento prévio através do telefone (71) 3202-4600.

Do mesmo modo, o Hub Salvador, localizado no Comércio, também não terá funcionamento nos próximos dias. Todas as atividades de aglomeração junto ao público externo, como visitas técnicas, happy hour e talks estão cancelados até o fim deste mês de março.

Ainda seguindo a recomendação da Prefeitura, o atendimento presencial da Ouvidoria Geral do Município (OGM) está suspensa. Os cidadãos poderão resolver as demandas com comodidade e segurança através do telefone gratuito 156, utilizando a opção 8 do menu disponível, ou pelo site www. fala. salvador. ba. gov. br.

0
0
0
s2sdefault
0
0
0
s2sdefault

Como mais uma medida preventiva em virtude da pandemia do Covid-19, a Prefeitura irá diminuir o número de senhas distribuídas pelo Serviço Municipal de Intermediação de Mão de Obra (SIMM), nesta quarta-feira (18). A sede localizada na Rua Miguel Calmon, 506, no Comércio, disponibilizará apenas 50 senhas para atendimento ao público.

Os interessados deverão levar originais da Carteira de Trabalho (com o número do PIS, Pasep ou NIS), Carteira de Identidade, CPF, comprovante de residência e histórico escolar, para realização de cadastro de busca por vagas e de encaminhamento para entrevistas e seleções. As senhas são distribuídas por ordem de chegada, a partir das 6h30, e o horário de funcionamento será das 7h às 16h.

0
0
0
s2sdefault
0
0
0
s2sdefault

A Prefeitura, por meio da Secretária Municipal de Gestão (Semge), oficializou no Diário Oficial do Município (DOM) o processo seletivo simplificado para contratação de profissionais de saúde. Os profissionais serão contratados para desempenhar atividades pela Secretaria Municipal da Saúde (SMS), por tempo determinado, em Regime Especial de Direito Administrativo (REDA), no período de 90 dias. As 52 vagas são distribuídas para técnico em laboratório, técnico em enfermagem e enfermeiro, visando compor equipes estratégicas nas ações de vacinação contra o sarampo e outras atividades.

As inscrições começaram nesta terça (17) e ficam abertas até às 23h59 do domingo (22). O candidato deve acessar o endereço eletrônico www.selecaosmsredasarampo032020.salvador.ba.gov.br/, ler as instruções, preencher o formulário de inscrição completo e pagar o valor de inscrição que é de R$ 20 para as funções de técnico em laboratório e técnico em enfermagem, e de R$ 30 para a função de enfermeiro.

Os requisitos para se candidatar às funções de técnico em laboratório e técnico em enfermagem são curso de nível médio completo com formação técnica na área e registro no respectivo conselho de classe. Na função de enfermeiro é necessário nível superior completo em Enfermagem e registro no conselho de classe.

As vagas são divididas, sendo duas para a função de técnico em laboratório, 30 na função de técnico em enfermagem e 20 para enfermeiro, respeitando o percentual de 5% para candidatos com deficiência e 30% para candidatos negros. A seleção é constituída por avaliação de títulos, única etapa de caráter classificatório.

Os aprovados terão jornada de 40 horas semanais, remuneração que varia entre R$ 1.962,48 e R$ 3.924,98 e, a depender das situações, poderão receber adicional noturno e insalubridade.

0
0
0
s2sdefault
0
0
0
s2sdefault

A inspeção do transporte escolar, que visa garantir a segurança de crianças e adolescentes que fazem uso do serviço em Salvador, continua sendo realizada. O prazo segue até o dia 27 de março e, segundo a Secretaria Municipal de Mobilidade (Semob), mais de 900 veículos passarão pelo serviço de análise na sede da Coordenadoria de Táxi e Transportes Especiais (Cotae), no Vale dos Barris.

O atendimento é realizado de segunda a sexta-feira, das 7h30 às 11h30 e das 13h às 16h30. A vistoria tem o valor de R$ 84,93. Durante a fiscalização, são observados pontos como padronização obrigatória dos veículos (conforme artigo 136 do Código de Trânsito Brasileiro), higiene, estado de conservação, condições de tráfego, controlador de velocidade (tacógrafo) medido pelo Ibametro e regularidade dos equipamentos de segurança, além da câmera de ré.

Condutores que não se submeterem à fiscalização, prevista em lei, pagarão multa de R$ 42,30 e ficarão impedidos de exercer a atividade.

0
0
0
s2sdefault
0
0
0
s2sdefault

Como medida preventiva em função da pandemia Covid-19 e da preocupação com a disseminação do novo coronavírus, alguns serviços públicos de Salvador terão funcionamento alterado nos próximos dias. Por medida de segurança, a Arena Aquática, localizada na orla da Pituba, terá as aulas suspensas por 15 dias. O período de inatividade tem início nesta quarta-feira (18).

Os serviços sociais do Escritório Público, Minha Casa Minha Vida (MCMV) e Casa Legal, todos ofertados através da Secretaria de Infraestrutura e Obras Públicas (Seinfra), também serão suspensos até a gestão municipal reavaliar a situação de Salvador no enfrentamento do vírus. Se houver alguma urgência nos serviços destas estruturas, os casos poderão ser solucionados com atendimento prévio através do telefone (71) 3202-4600.

Do mesmo modo, o Hub Salvador, localizado no Comércio, também não terá funcionamento nos próximos dias. Todas as atividades de aglomeração junto ao público externo, como visitas técnicas, happy hour e talks estão cancelados até o fim deste mês de março.

Ainda seguindo a recomendação da Prefeitura, o atendimento presencial da Ouvidoria Geral do Município (OGM) está suspensa. Os cidadãos poderão resolver as demandas com comodidade e segurança através do telefone gratuito 156, utilizando a opção 8 do menu disponível, ou pelo site www. fala. salvador. ba. gov. br.

 

0
0
0
s2sdefault
0
0
0
s2sdefault

 

Como mais uma medida preventiva em virtude da pandemia do Covid-19, a Prefeitura irá diminuir o número de senhas distribuídas pelo Serviço Municipal de Intermediação de Mão de Obra (SIMM), nesta quarta-feira (18). A sede localizada na Rua Miguel Calmon, 506, no Comércio, disponibilizará apenas 50 senhas para atendimento ao público.

Os interessados deverão levar originais da Carteira de Trabalho (com o número do PIS, Pasep ou NIS), Carteira de Identidade, CPF, comprovante de residência e histórico escolar, para realização de cadastro de busca por vagas e de encaminhamento para entrevistas e seleções. As senhas são distribuídas por ordem de chegada, a partir das 6h30, e o horário de funcionamento será das 7h às 16h.

0
0
0
s2sdefault
0
0
0
s2sdefault

A inspeção do transporte escolar, que visa garantir a segurança de crianças e adolescentes que fazem uso do serviço em Salvador, continua sendo realizada. O prazo segue até o dia 27 de março e, segundo a Secretaria Municipal de Mobilidade (Semob), mais de 900 veículos passarão pelo serviço de análise na sede da Coordenadoria de Táxi e Transportes Especiais (Cotae), no Vale dos Barris.

O atendimento é realizado de segunda a sexta-feira, das 7h30 às 11h30 e das 13h às 16h30. A vistoria tem o valor de R$ 84,93. Durante a fiscalização, são observados pontos como padronização obrigatória dos veículos (conforme artigo 136 do Código de Trânsito Brasileiro), higiene, estado de conservação, condições de tráfego, controlador de velocidade (tacógrafo) medido pelo Ibametro e regularidade dos equipamentos de segurança, além da câmera de ré.

Condutores que não se submeterem à fiscalização, prevista em lei, pagarão multa de R$ 42,30 e ficarão impedidos de exercer a atividade.

 

0
0
0
s2sdefault
0
0
0
s2sdefault

A partir desta quarta-feira (18), uma força-tarefa formada pela Secretaria Municipal de Desenvolvimento e Urbanismo (Sedur) e pela Vigilância Sanitária de Salvador (Visa), com o apoio de outros órgãos, como a Guarda Civil Municipal (GCM), vai verificar se o decreto municipal que prevê medidas contra o avanço do coronavírus (Covid-19), publicado ontem (16), está sendo cumprido. Os estabelecimentos que não respeitarem as determinações serão interditados imediatamente pelo órgão e, quem for reincidente, terá o alvará de funcionamento cassado.

A Sedur dará todo o apoio necessário para que as medidas sejam cumpridas. Com isso, as fiscalizações serão realizadas diariamente nos turnos matutino e vespertino e com plantão à noite. Segundo o diretor de Fiscalização da Sedur, Átila Brandão Júnior, as equipes estão atuando desde ontem (16), notificando locais de grande aglomeração de pessoas sobre as determinação do decreto, como academias, casas de espetáculo, de festa e parque infantil, buffet para cerimonial, teatros, cinemas, escolas e universidades privadas.

O decreto prevê o fechamento desses locais pelo prazo de 15 dias, a contar desta quarta (18), quando começam as ações de fiscalização da força-tarefa. Segundo Brandão, essas fiscalizações serão feitas também em espaços de culto religioso, abrangendo as igrejas evangélicas e católicas, centros espíritas e terreiros de candomblé e umbanda. “O nosso objetivo hoje não é aplicar multa, mas conter a proliferação do vírus. A nossa maior preocupação é em fechar para que a medida sanitária seja efetiva. As pessoas devem a todo custo evitar aglomerações. Precisamos do apoio da sociedade, dos empresários, de todos os setores da sociedade”, disse o diretor de Fiscalização.

Saúde – Desde o final de janeiro, a Vigilância Sanitária de Salvador (Visa), órgão vinculado à Secretaria Municipal de Saúde (SMS), intensificou as fiscalizações no sentido de verificar se os estabelecimentos públicos estão cumprindo a Lei Estadual 13.706/17. A legislação prevê o uso de equipamentos com álcool em gel nessas dependências. Nos últimos dois meses, cerca de 300 estabelecimentos foram visitados.

Além da verificação do uso de dispensadores de álcool em gel nos estabelecimentos, a Visa também vai verificar se os estabelecimentos estão cumprindo a determinação de fechamento feita pela Prefeitura, em apoio às ações da Sedur. “Por mais que o coronavírus continue se difundido na nossa população, isso tem acontecido de forma lenta e esse é o nosso objetivo. É impossível fechar a transmissão, mas se conseguirmos mitigar os efeitos, conseguiremos proteger a população e evitar que os sistemas de saúde sejam sobrecarregados”, afirma o coordenador da Vigilância Sanitária municipal, Raone Rodrigues.

“Temos visto que os países que adotaram medidas como essas (fechamento de estabelecimentos e outras iniciativas para evitar aglomerações adotadas pela Prefeitura de Salvador) são os que realmente têm conseguido vencer o coronavírus. Além dessas determinações, nós continuamos pedindo o apoio do cidadão para que tomem as medidas protetivas, sobretudo evitando o convívio social, as visitas a pessoas idosas e a circulação nos espaços, além de fazer a higienização das mãos e seguir as etiquetas respiratórias, a exemplo dos cuidados ao tossir e espirrar”, acrescentou Rodrigues.

0
0
0
s2sdefault
0
0
0
s2sdefault

Agentes de endemias do Centro de Controle de Zoonoses (CCZ) realizaram, nesta terça-feira (17), inspeção em três imóveis que estavam fechados no bairro da Federação e que poderiam servir como possíveis geradores de foco do Aedes aegypti. A região onde estão localizadas as estruturas visitadas possui índice elevado de infestação do mosquito – pouco acima de 3%, de acordo com levantamento realizado este ano.

Os três imóveis vistoriados ficam próximos a um terreno baldio. Um funcionava como uma academia, outro como um estúdio de música e outro é residencial. Desde o início do ano, o CCZ recorreu a pontos comerciais da vizinhança para localizar os proprietários, sem obter sucesso. A medida, portanto, foi acionar uma empresa contratada pela Prefeitura para que um chaveiro abrisse as portas das propriedades. A ação também contou com a participação da Guarda Civil Municipal (GCM).

“Identificamos se há possíveis focos do Aedes para eliminá-los e fecharemos os imóveis de volta. Dentro de 60 dias retornaremos com um novo ciclo de visitas e, até lá, tentaremos contatar os proprietários para que eles mesmos mantenham a áreas inspecionadas. Não podemos estar a todo o momento abrindo esses imóveis”, disse a chefe do Setor de Informações em Zoonoses, Ana Galvão. Ela lembrou que, em breve, a Prefeitura deverá publicar uma portaria municipal que estipulará as sanções e penalidades a proprietários de imóveis abandonados, conforme já anunciado pelo prefeito ACM Neto

Segundo o Levantamento de Índice Rápido para o Aedes aegypti (LIRAa), realizado na primeira semana de janeiro, o Índice de Infestação Predial (IIP) na capital baiana é de 2,3%, ou seja, a cada 100 imóveis visitados, pelo menos dois possuem focos do mosquito. “No caso de áreas como essas da Federação, estamos tentando identificar o porquê desse aumento. Há diversas causas, às vezes é um terreno baldio, imóveis fechados e depósitos”, complementou Ana.

Intensificação – Neste cenário, a Prefeitura tem atuado com a intensificação de estratégias para o enfrentamento ao Aedes. Um trabalho conjunto da Secretaria Municipal da Saúde (SMS) e Empresa de Limpeza Urbana (Limpurb) tem promovido o trabalho de limpeza nos bairros, com maior atenção onde há foco.

A chegada do outono também traz um alerta, já que é nessa estação que ocorre os períodos mais intensos de chuvas na cidade. “O Ministério da Saúde prevê aumento dos casos de arboviroses (dengue, zika e chikungunya) pra abril e maio, assim como várias outras doenças como leptospirose e, agora, o coronavírus. Ou seja, um aglomerado de doenças que a população pode ajudar a combater adotando práticas e medidas que a Prefeitura, através da SMS, preconiza”, reforçou a chefe do Setor de Informações em Zoonoses.

Em relação do combate ao Aedes aegypti, mesmo com o intensivo trabalho realizado pela Prefeitura, o maior agente de combate ao mosquito continua sendo a população, que pode evitar água parada em recipientes abertos. Quem quiser denunciar imóveis em situação de abandono pode acionar o Fala Salvador, pelo telefone 156 ou site www. fala. salvador. ba. gov. br.

0
0
0
s2sdefault

Fale Conosco

O seu canal de comunicação com o nosso site. Caso tenha dúvidas, sugestões ou solicitações de serviços, por favor, mande mensagem que teremos prazer em respondê-la.

Enviando...