Geral

0
0
0
s2sdefault

A Secretaria Municipal da Fazenda (Sefaz) anuncia nesta sexta-feira (07) os ganhadores dos prêmios especiais de até R$ 50 mil da Nota Salvador. Nesta sexta-feira, a partir das 10h, as pessoas podem acessar o site do Nota Salvador para saber se estão entre os sortudos. Entre os bilhetes premiados têm notas de academia, faculdade, colégio, clínica e até serviços funerários. A entrega dos prêmios acontecerá nos próximos dias para que os felizardos recebam os valores antes do Natal.

Em comemoração aos cinco anos do programa, a Prefeitura ampliou os valores que passam a valer definitivamente a partir desse mês e serão de R$ 50 mil, R$ 40 mil e R$ 30 mil. Também foram criados novos prêmios, sendo mais dois de R$ 20 mil, três de R$ 10 mil, quatro de R$ 5 mil e cinco de R$ 1 mil. O município também manterá a devolução de 30% do ISS pago. Ou seja, todas as vezes que um cidadão pedir a Nota, com o número do CPF, receberá parte do dinheiro de volta, independente da sorte nos sorteios.

Ao longo desses cinco anos, a Prefeitura já pagou cerca de R$ 47,5 milhões para população. Do total pago até setembro deste ano, R$ 9,74 milhões foram referentes aos sorteios e R$ 38 milhões à devolução de 30% do ISS pago. Os créditos e prêmios da Nota Salvador têm validade de 15 meses. Depois disso, caso não seja feito o resgaste, os valores retornam para o tesouro municipal.

Os prêmios de até R$ 10 mil ficam bloqueados e só são liberados após contato da administração e entrega dos cheques, por isso, não expiram. A Sefaz alerta que, com a mudança, a partir de agora, os prêmios de R$ 5 mil não resgatados no prazo de 15 meses serão expirados. Antes, a regra só valia para os valores até R$ 1 mil.

0
0
0
s2sdefault
0
0
0
s2sdefault

Resgatando a história de uma das edificações mais bonitas da Rua Chile, pertencente ao cenário desde a década de 1930, o Hotel Fasano surge como um empreendimento para fortalecer a rede hoteleira da cidade e fomentar ainda mais o turismo na região do Centro Histórico. Hoje (06), a partir das 19h, acontece o lançamento do empreendimento para autoridades e imprensa, e o prefeito ACM Neto estará presente, acompanhado do secretário municipal de Cultura e Turismo, Cláudio Tinoco.

Situado no portal do Centro Histórico e incorporado ao cenário da região, a edificação é carregada de simbolismos vinculados ao crescimento de Salvador. O local ainda é um dos pontos de observação mais privilegiados da Baía de Todos os Santos. A unidade é o sétimo empreendimento hoteleiro do Grupo Fasano e o primeiro da região Nordeste. O prédio histórico é tombado pelo Instituto do Patrimônio Artístico e Cultural (IPAC) como Bem Cultural da Bahia.

Para Cláudio Tinoco, a chegada do empreendimento trará diversos benefícios para Salvador. “Primeiro pela restauração de um prédio que estava fechado há algum tempo, um edifício histórico, na entrada do Centro. Esse investimento traz para a cidade uma importância arquitetônica e de valorização do patrimônio material. Mas outro aspecto importante é a bandeira Fasano, que tem como diferencial o padrão de serviços ofertados, sendo um hotel de luxo e que vai atrair um turista de maior poder aquisitivo”, enfatizou.

Tinoco também destacou a chegada do novo hotel, associado aos investimentos feitos pela Prefeitura no Centro Histórico, a exemplo da Praça Castro Alves, consolida o movimento de outros grupos como o Mazzafera, do Fera Palace, e pode atrair novos empreendedores. “O Fera é um exemplo que rapidamente se constituiu numa referencia internacional, ganhando certificação de um dos melhores hotéis da América Latina. Isso é bom para Salvador e, como efeito indireto, oferece meios à indústria hotelaria local para melhorar a diária média na cidade, em um feito que será cascata”, explicou.

Características - O Fasano conta com 11 andares e 70 quartos, rooftop com área de lazer, piscina e SPA. Os quartos são personalizados e exclusivos, com unidades que variam de 30m² a 75m². O SPA tem três salas de massagem, sauna úmida e projeto assinado pela massoterapeuta e terapeuta holística Fabrícia Nogueira. Já a área do restaurante, que manteve o teto original de 1930, tem dois ambientes e um bar central contando ainda com adega climatizada, cujo acesso se dará por uma escada metálica em caracol.

Com as intervenções para requalificação do prédio, que já abrigou o centenário jornal A Tarde por 45 anos, a fachada foi restaurada em pó de pedra, técnica que garante aspecto novo sem prejuízo aos traços e cores originais. Foram mantidas na reforma do local as características originais da paginação e os tacos dos quartos e do hall. O piso e o revestimento do hall de elevadores também foram preservados, assim como suas sancas decorativas e as grandes portas metálicas. Outro aspecto original mantido no projeto são os pés direitos elevados da recepção e do restaurante. Também foram reproduzidos os adornos que marcaram época num dos prédios mais tradicionais na Rua Chile.

A decoração do hotel foi totalmente inspirada na década de 1930, processo resultante de um trabalho de pesquisa, restauração e preservação. Dois lustres antigos de prata da Bahia foram adaptados à ambientação. Todo o mobiliário usado na ambientação é nacional, com ênfase para as peças antigas originais da Bahia, em madeiras escuras. O projeto é assinado pelo arquiteto paulista Isay Weinfeld.

Por fim, a cobertura do Fasano é um dos maiores atrativos do hotel: aconchegante, confortável e com vista privilegiadas da capital baiana. Possui deck elevado e guarda-corpo em vidro transparente além de piscina toda revestida em pedra natural especial ainda com borda infinita.

0
0
0
s2sdefault
0
0
0
s2sdefault

Salvador figurou na seleta lista dos 28 lugares indicados pela National Geographic para viajar em 2019. A reportagem publicada na editoria de viagem indica Salvador como o coração e a alma musical do Brasil. No texto, são destacados elementos culturais, como os gêneros musicais, a capoeira, o balé folclórico e a Casa do Carnaval como importante espaço para ser visitado.

O texto cita que diversos gêneros musicais como a Bossa Nova e o Samba nasceram na capital baiana e que a cidade recebeu o título de Cidade da Música pela Organização das Nações Unidas para a Educação, a Ciência e a Cultura (Unesco) em 2016. Dentre esses gêneros, destaca-se a axé music que, segundo a reportagem, fornece a trilha sonora para a maior festa de rua do mundo.

E para viver a experiência do carnaval, a matéria recomenda: “Aqueça-se no novo museu Casa do Carnaval, inaugurado em 2018, e repleto de figurinos, instrumentos e exposições interativas de dança e música”.

Para o secretário de Cultura e Turismo Cláudio Tinoco, essa é mais uma consequência do bom ano de 2018 que Salvador teve. "As buscas por Salvador têm aumentado e a Casa do Carnaval se destaca entre os equipamentos que atraem os turistas. Ela chama atenção pela sua significância, pela exposição dos elementos desta que é uma das maiores festas do mundo e que antes só poderiam ser experienciados durante o Carnaval", avalia Tinoco.

Destinos – A lista também contou com cidades como Cidade do México, Kansas City, Vevey (cidade da Suíça), Cayro (Egito) e Toronto (no Canadá), além de locais como a Ilha dos Estados, na Argentina, o Parque Nacional da Gorongosa, em Moçambique, e o rio colombiano Caño Cristales. Foram extraídas características peculiares de cada local, como o aspecto natural, cultural, histórico, a aventura e a mistura de povos.

0
0
0
s2sdefault
0
0
0
s2sdefault

A Secretaria Municipal de Desenvolvimento e Urbanismo (Sedur) emitiu 15 notificações, nesta quinta-feira (06), para que a TIM remova torres telefônicas fixadas de forma irregular e não instale novos equipamentos na cidade sem autorização do município. As estruturas não têm o alvará e a companhia não solicitou a liberação para a instalação dos equipamentos.

A sanção foi aplicada após a secretaria identificar que a empresa instalou seis torres irregulares nos bairros de Jardim Apimema, Águas Claras, Santo Antônio Além do Carmo, Mussurunga, Itapuã e Bairro da Paz. Além disso, a empresa já estava programando instalar sem a autorização da Prefeitura mais nove torres nos bairros de Alto do Cabrito, Pituba, Engenho Velho de Brotas, Fazenda Grande II, Cabula, Caixa D’Água, São Caetano, Stiep e Canela.

A empresa também foi autuada por descumprir a legislação municipal (Código de Obras do Município – Lei n° 9281/2017, Artigo. 7º) e tem o prazo de 48 horas para remover as estruturas. “Vamos continuar com a fiscalização em toda cidade, com o objetivo de garantir o cumprimento da lei e assegurar que não haja poluição visual no município”, afirmou o diretor de fiscalização da Sedur, Átila Brandão Júnior.

A Sedur já havia embargado, no dia 16 de novembro, a instalação irregular de uma torre de telefonia de 20 metros de altura da TIM, que estava sendo instalada em uma área localizada no Clube Espanhol, em Ondina, por não possuir licença. No dia 23 de Novembro, a operadora de telefonia retirou o equipamento por determinação da Prefeitura.

0
0
0
s2sdefault
0
0
0
s2sdefault

Em outubro passado, a dona de casa Maria Anunciação Bispo dos Santos, de 69 anos, comemorava a reforma da casa promovida pela Prefeitura, através do programa Morar Melhor. Nesta quinta-feira (06), outro motivo a fez ficar radiante novamente: a reconstrução da Escola Municipal Engenho Velho da Federação, onde estuda há dois anos com a neta. A autorização para a demolição da estrutura em pré-moldado e a assinatura da ordem de serviço para início imediato das obras foram feitas pelo prefeito ACM Neto, acompanhado do secretário Bruno Barral (Educação), demais autoridades, comunidade escolar e imprensa. 

Esta é a quarta de uma série de 16 escolas municipais que estão em situação precária e serão demolidas para dar lugar a estruturas mais confortáveis e seguras para alunos, professores e funcionários. “A gente procura, com isso, oferecer melhor condição para os alunos com escolas novas, no mesmo padrão de escolas particulares e com todo conforto, além de aumentar o número de vagas. Aqui, na antiga escola, estavam matriculados cerca 300 alunos e na nova unidade terá capacidade para atender a 900 alunos, ou seja, estamos triplicando o número de vagas ofertadas aqui e isso está acontecendo em toda Salvador”, afirmou o prefeito. 

Para erguer o novo imóvel, que terá 1.643 m² de área construída, serão investidos R$4,9 milhões, com recursos do Fundo Nacional de Desenvolvimento da Educação (FNDE). A unidade de ensino terá sala de coordenação, secretaria, diretoria, sala dos professores, depósito de material didático, sala para Atendimento Educacional Especializado (AEE), sala multiuso, sala de leitura e solário, além de quatro salas de ensino infantil com banheiro e outras oito salas de aula comuns. 

Além disso, a estrutura terá parque infantil, quadra poliesportiva, refeitório, cozinha, triagem de alimentos, depósito de merenda, lavanderia, depósito de material de limpeza, rampa e sanitários para alunos, professores, funcionários e pessoas com deficiência, além de guarita. As obras estão previstas para serem concluídas em janeiro de 2020.

Expectativa – Lecionando na unidade escolar há 17 anos, a professora das turmas do 5º ano e de Educação de Jovens e Adultos (EJA) da unidade, Andréa Santana, contou como estava a situação do imóvel, erguido há três décadas, nestes últimos anos. “Preocupante. Em época de chuva ficava imaginando porque em minha sala chovia torrencialmente, vínhamos porque tínhamos que vir. Recentemente, chegava a cair até pedaços do telhado e ficávamos preocupados em machucar alguma criança. A comunidade estava triste em ver a escola decaindo aos poucos e somente promessas. Com a mudança das atividades para outro local, mais distante, muitas pessoas deixaram de frequentar as aulas, principalmente as senhoras, à noite. Finalmente, está sendo realizado o sonho da reconstrução”, relatou. 

O caso de dona Maria da Conceição reforça a declaração da professora. A aluna contou que, por conta das atividades da Escola Municipal Engenho Velho da Federação terem sido transferidas provisoriamente em um imóvel alugado na Avenida Vasco da Gama, ou seja, mais distante de casa, ela tem dificuldades para frequentar as aulas diariamente. “Tenho artrose no joelho, então fica muito difícil pra mim”. 

Ao ver ao vivo o início da reconstrução da unidade escolar, demonstrou a mesma alegria dos demais moradores. “Nossa, quando eu soube dei pulo, gostei mesmo! Isso é maravilhoso, Deus! Vou conseguir voltar a estudar todos os dias!”, afirmou. 

A vizinha e colega Renildes da Costa Oliveira, 57 anos, aluna 4º ano do Ensino Fundamental, revelou ansiedade com o novo imóvel. “Espero que saia essa escola o mais rápido possível. Meus três filhos se formaram aqui, meus netos também estudam aqui, todos no bairro necessitam desse colégio para não precisarem se deslocar para longe”, completou.

 

0
0
0
s2sdefault
0
0
0
s2sdefault

O prefeito ACM Neto disse hoje (06) que ficou aliviado com a decisão da Justiça de obrigar o Inema e liberar as licenças e outorgas necessárias para o andamento das obras do BRT. "Recebi essa decisão com grande alívio. Infelizmente, o governo do Estado, num ato de perseguição, determinou ao Inema que não concedesse a licença, o que é um absurdo", declarou, em entrevista à imprensa após acompanhar o início da demolição da Escola Municipal Engenho Velho da Federação e assinar ordem de serviço para o início imediato da construção da nova unidade de ensino no mesmo local. 

ACM Neto afirmou que se sente traído pelo governo quando sobre o BRT. "Me sinto traído porque, quando fizemos acordo para o projeto do BRT, foi no momento em que transferimos o metrô para o governo do Estado. Construímos isso com eles, com Jaques Wagner, que era governador, e com Dilma (Rousseff), então presidente. Rui Costa era secretário de Wagner. Foi nessa época que a gestão de Dilma avaliou e autorizou, do ponto de vista técnico, o projeto. Agora vem Rui Costa querer me perseguir e prejudicar a cidade", acusou o prefeito.  

Para o chefe do Executivo municipal, o governado mostra agora sua verdadeira face "autoritária". ACM Neto lembrou que, durante as obras do metrô, mesmo com os impactos ambientais, a Prefeitura liberou as licenças e não praticou qualquer tipo de perseguição ao Estado. "Esse tipo de atitude do governo do Estado sobre o BRT dificulta ainda mais a interlocução com eles. O governador precisa mudar a postura dele e entender que a Prefeitura não é uma secretaria do Estado", frisou.  

"Há seis anos o governador sabe da minha postura, sabe que a Prefeitura não é secretaria do Estado. Ele sabe também que não vou me intimidar. Vejam vocês que as provocações vêm todas do lado de lá", acrescentou. ACM Neto reafirmou que já solicitou uma audiência com o governador no início do ano para tratar da questão do transporte público, e que nunca obteve resposta.  

Decisão - Ontem (05), O juiz Pedro Rogério Castro Godinho, da 8ª Vara da Fazenda Pública da Justiça Estadual, concedeu liminar, em pedido de mandado de segurança, determinando que o Inema libere ao Consórcio BRT, em um prazo de cinco dias, a autorização para o manejo da fauna referente às obras de implantação do novo modal, bem como a outorga para as intervenções no canal do Rio Camarajipe. Com isso, a pedido do consórcio, está anulada a decisão do Inema de tentar impedir, sem qualquer fundamento técnico e de forma contraditória, as obras do BRT. 

Se não cumprir o que foi determinado pela Justiça, o Inema estará sujeito a pagar uma multa diária de R$7 mil. O juiz destacou que, se as obras fossem paralisadas, o que estava na iminência de ocorrer, a população seria prejudicada, uma vez que trata-se de uma grande intervenção que envolve financiamento junto à Caixa Econômica Federal, cujos recursos estariam em risco.

0
0
0
s2sdefault
0
0
0
s2sdefault

A Prefeitura de Salvador ganhou o Prêmio Nacional de Turismo, do Ministério do Turismo (MTur), com o Programa de Otimização de Performance (POP), na categoria “Monitoramento e Avaliação do Turismo”. A premiação ocorreu ontem (5), na Cidade das Artes, no Rio de Janeiro. O POP venceu a final disputada com um projeto do Serviço Brasileiro de Apoio às Micro e Pequenas Empresas (Sebrae) do Ceará e outro do Instituto Chico Mendes de Conservação da Biodiversidade (ICMBIO). 

A Casa do Carnaval da Bahia, também da Prefeitura, ficou em segundo lugar na categoria “Valorização do Patrimônio pelo Turismo”. O projeto concorreu na final com um da Secretaria de Turismo Esportes e Lazer de Pernambuco e com outro do ICMBIO.  

Em solenidade, o secretário Municipal de Cultura e Turismo, Claudio Tinoco, recebeu os troféus do ministro do Turismo, Vinicius Lummertz. “É uma grande alegria, que divido com todos os soteropolitanos, ter o POP e a Casa do Carnaval sendo reconhecidos nacionalmente. Isso nos estimula a continuar trabalhando pela valorização do nosso patrimônio e na inovação da gestão do turismo de Salvador”, celebrou Tinoco”. 

O prefeito ACM Neto também comemorou a premiação, hoje (06). “A premiação é fruto de um trabalho de valorização do turismo que Prefeitura vem desenvolvendo desde o início da nossa gestão. Salvador está reconquistando o posto de capital do turismo nacional e isso nos orgulha", disse o prefeito. Ele ressaltou que é uma premiação “do povo de Salvador e de todos envolvidos nessa indústria tão importante para nossa cidade".   

Esta é uma premiação inédita e foi lançada em outubro, com o objetivo de identificar, reconhecer, premiar e disseminar iniciativas, práticas inovadoras e casos de sucesso relacionados aos setores público e privado e ao terceiro setor do turismo brasileiro. Ao todo, 241 ações e casos de sucesso foram inscritas nas sete categorias do prêmio. Salvador foi o único destino turístico brasileiro, entre estados e municípios, a disputar duas finais em categorias diferentes. 

POP - O Programa de Otimização de Performance (POP) monitora as avaliações de 80 hotéis e 37 principais atrativos turísticos da capital baiana, através de comentários dos visitantes em mais de 175 sites e agências online de turismo de 145 países, e em 45 idiomas. Salvador é primeira cidade brasileira a dispor desta tecnologia. 

As avaliações dos usuários são contabilizadas através de informações contidas nas resenhas, por meio de um algoritmo que gera o índice Global Review Index (GRI), responsável por medir e classificar a reputação dos itens avaliados no destino Salvador, garantindo, uma visão detalhada a respeito da percepção do turista sobre a experiência na capital baiana. 

Com o POP, Salvador já garantiu o certificado de Excelência do TripAdvisor para o Farol da Barra, a Ponta do Humaitá e o Pelourinho, além de manter o da Casa do Rio Vermelho. Na mesma linha, os hotéis que estão participando do POP melhoraram suas reputações no primeiro ano do programa.

 

0
0
0
s2sdefault
0
0
0
s2sdefault

As obras viárias no bairro de Stella Maris, que envolvem a requalificação da Alameda Dilson Jatahy Fonseca e construção da nova Avenida Alameda Praia do Flamengo, estão 95% concluídas. Em fase de pavimentação asfáltica, a intervenção está prevista para ser entregue à população ainda este mês, bem antes do prazo inicialmente previsto no projeto, que era em fevereiro. 

Para manter o ritmo acelerado das obras, a Superintendência de Trânsito de Salvador (Transalvador) interditou o trecho entre as avenidas Dorival Caymmi e Carybé. Em decorrência disso, os condutores que forem de Itapuã sentido aeroporto precisam seguir direto pelo Viaduto Mário Andreazza, fazer os retornos pelas alças de acesso até chegar à Av. Carybé, de onde podem seguir direto.  

Se as condições climáticas permanecerem favoráveis, já na próxima segunda-feira (10) o trecho será completamente liberado para o tráfego. Enquanto isso, a Transalvador mantém a sinalização e agentes de trânsito na região orientando os condutores. 

Benefícios - A nova Avenida Alameda Praia do Flamengo, que vai passar a ligar quem vem da Paralela e segue para a orla de Stella Maris, está sendo construída pela Prefeitura, desafogará o fluxo da Alameda Dilson Jatahy Fonseca, trazendo melhorias para a mobilidade e qualidade de vida a quem trafega pela região.

Segundo a Transalvador, o congestionamento de cerca de 3 km existente na Paralela, entre o Bairro da Paz e a entrada de Stella Maris, vai deixar de existir após a intervenção.

Isso porque a Alameda Dilson Jatahy Fonseca, também conhecida como Alameda da Praia, terá sentido único em direção à Paralela, enquanto a Alameda Praia do Flamengo fará o percurso inverso, ambas em sentido único.

Atualmente, a Dilson Jatahy Fonseca serve como acesso e saída de Stella Maris, o que causa os engarramentos principalmente nos finais de semana, por conta do acesso à praia. Por ela, circulam atualmente 25 mil veículos por dia.

0
0
0
s2sdefault
0
0
0
s2sdefault

O juiz Pedro Rogério Castro Godinho, da 8ª Vara da Fazenda Pública da Justiça Estadual, concedeu hoje (05) liminar, em pedido de mandado de segurança, determinando que o Inema libere ao Consórcio BRT, em um prazo de cinco dias, a autorização para o manejo da fauna referente às obras de implantação do novo modal, bem como a outorga para as intervenções no canal do Rio Camarajipe. Com isso, a pedido do consórcio, está anulada a decisão do Inema de tentar impedir, sem qualquer fundamento técnico e de forma contraditória, as obras do BRT. 

Se não cumprir o que foi determinado pela Justiça, o Inema estará sujeito a pagar uma multa diária de R$7 mil. O juiz destacou que, se as obras fossem paralisadas, o que estava na iminência de ocorrer, a população seria prejudicada, uma vez que trata-se de uma grande intervenção que envolve financiamento junto à Caixa Econômica Federal, cujos recursos estariam em risco. 

Pedro Rogério Castro Godinho apontou que o Inema não tem competência para impedir a implantação dos corredores exclusivos do BRT. "Em outras palavras, a competência do Inema para obstaculizar o andamento dessas obras é claramente questionável, tendo em vista o indicativo de que o órgão municipal (Sedur) seria o competente para o enfrentamento da questão, à luz da Lei Complementar n 140/2011 e do impacto local da intervenção referida".  

O juiz disse que o indeferimento por parte do Inema teve como fundamento atribuições que são da Embasa, já que o argumento utilizado pelo órgão ambiental foi de que as intervenções no canal seriam conflitantes com o sistema de abastecimento de água humano e com o esgotamento sanitário. Essa sustentação, destacou o juiz, cai por terra na medida em que a Prefeitura fica obrigada a efetuar as adequações necessárias visando não vulnerar os sistemas de fornecimento de água, esgoto, telefonia, dentre outros.  

Nesse mesmo sentido, o magistrado apontou contradições na decisão do Inema, afinal o canal do Rio Camarajipe já foi alvo de intervenções no passado por parte do governo do Estado e hoje recebe esgoto, causando problemas para a população que poderiam ser resolvidos com as ações de drenagem que serão feitas pelo consórcio. Além disso, o juiz lembrou que o próprio Inema já havia liberado ao Consórcio BRT, antes do início das obras de implantação do novo modal, um documento que garantia a inexibilidade da outorga.    

Para o titular da 8ª Vara da Fazenda Pública, faltam argumentos técnicos para tentar impedir a continuidade das obras. Ele citou decisão anterior da 14ª Vara da Justiça Federal que já havia negado uma ação contra a paralisação das obras, destacando que o Inema havia dispensado a necessidade de outorga para as obras no canal do Rio Camarajipe e que as licenças ambientais já haviam sido liberadas pela Prefeitura.  

O magistrado frisou ainda a importância social da obra, que irá beneficiar milhares de pessoas que circulam atualmente de ônibus comum pelas avenidas Vasco da Gama, Juracy Magalhães e ACM, gerando emprego e renda e movimentando a economia de Salvador.   

Na decisão, o juiz ressaltou que sustentação do Consórcio BRT de que o Inema age com "dois pesos e duas medidas", uma vez que liberou para o governo do Estado a outorga referente à obra de canalização e retificação dos rios Jaguaribe e Mangabeira, na orla da cidade, "o que demonstra a flagrante ilegalidade no indeferimento" no caso do BRT.

 

0
0
0
s2sdefault

Fale Conosco

O seu canal de comunicação com o nosso site. Caso tenha dúvidas, sugestões ou solicitações de serviços, por favor, mande mensagem que teremos prazer em respondê-la.

Enviando...