Geral

0
0
0
s2sdefault

A Prefeitura, através da Secretaria Municipal de Promoção Social e Combate à Pobreza (Sempre), já disponibilizou 486 benefícios em 2019 para indivíduos e famílias atingidas pelas chuvas. Os beneficiados necessitaram sair das residências, em decorrência de riscos de deslizamentos, alagamentos ou desabamentos totais ou parciais dos imóveis.

Para realizar os atendimentos socioassistenciais, a pasta mantem uma equipe formada por cerca de 100 técnicos, entre eles psicólogos, assistentes e educadores sociais. Os profissionais se revezam em regime de plantão e efetuam cadastros e encaminhamentos aos atingidos pelas chuvas, tanto nas residências como no posto avançado localizado na sede da Defesa Civil de Salvador (Codesal), na Avenida Mário Leal Ferreira (Bonocô).

Somente o Auxílio Aluguel, benefício no valor de R$ 300 destinado a famílias de baixa renda, vítimas de situações de risco e desastre, já foi concedido a 389 famílias. Já o Auxílio Emergência, que é apoio financeiro para aqueles que sofrem perdas decorrentes dos desastres, para restabelecimento das condições mínimas de sobrevivência através da reposição de bens básicos, foi disponibilizado 97 vezes. Do total, 62 deles no valor de um salário mínimo, 29 no valor de dois salários mínimos e seis no valor de três.

Acolhimento provisório – A Sempre, que também faz parte do Comitê Interinstitucional de Ações Emergenciais durante a Operação Chuva, realiza, ainda, o acolhimento provisório de famílias que precisam deixar as moradias em função do risco. Nas sete áreas onde estão instalados os Sistemas de Alerta e Alarme, que sinalizam a necessidade de evacuação imediata dos imóveis devido ao grande volume de chuva, a equipe está preparada para organizar, em caráter emergencial e nas escolas indicadas, espaços provisórios para abrigar as famílias.

Nos locais, além de atendimento e encaminhamento, são disponibilizados colchões, lençóis, cobertores, toalha, alimentação, kit higiene e limpeza, para uso exclusivo durante o acolhimento. Caso a condição de desocupação do imóvel permaneça, as famílias são encaminhadas para o Auxílio Aluguel.

Demais benefícios – Outros benefícios também são disponibilizados àqueles que são atingidos pelas consequências das chuvas. Dentre elas estão cesta básica, kits dormitório, de limpeza e higiene, encaminhamentos para retirada de documentos oficiais e Auxílio Funeral, que oferta a urna funerária, coroa de flores e translado do corpo até o cemitério agendado pela família, por meio da Central de Marcação da Secretaria Municipal de Ordem Pública (Semop).

A Sempre segue de plantão neste feriado de Páscoa e durante todo o período da Operação Chuva. Em casos de emergência, as famílias devem acionar a Codesal, por meio do telefone 199, e solicitar a vistoria dos imóveis atingidos.

0
0
0
s2sdefault
0
0
0
s2sdefault

Terceira maior estrutura municipal do tipo no país, a obra do Centro de Convenções de Salvador segue em ritmo acelerado e já está 32% concluída. As instalações, no formato de uma pomba, símbolo da bandeira de Salvador, já chamam atenção de quem passa pela Orla da capital, na Boca do Rio. São 37 mil m² de terreno construído em uma área de pouco mais de 103 mil m².

O centro terá capacidade para receber 14 mil pessoas simultaneamente em congressos e convenções. Pelo menos três grandes eventos já estão agendados para acontecer no espaço, a partir do ano que vem. A Secretaria Municipal de Cultura e Turismo (Secult) publicará o edital de concessão e exploração do Centro de Convenções de Salvador nos próximos dias.

“Hoje a cidade já vive um pouco esse impacto. A obra já ganha uma dimensão, uma proporção e chama atenção de quem passa aqui pela região. Muitas pessoas não conhecem efetivamente a obra, o que já foi produzido, quais os próximos passos, o estágio em que estamos, mas posso dizer que seguimos bem adiantados”, considerou o secretário da Secult, Cláudio Tinoco. As intervenções entram no 7º mês de um total previsto de 12 meses. “Durante seis meses, entre outubro e março, tivemos essa evolução, cumprindo o prazo contratual”, pontuou Tinoco.

Segundo o CCS, consórcio responsável pelas obras e formado pelas empresas Andrade Mendonça e Axxo, o sistema construtivo do equipamento é similar ao utilizado na implantação do Hospital Municipal de Salvador (HMS), cuja entrega foi antecipada em três meses. O consórcio trabalha com estruturas pré-moldadas, em conjunto com outras metálicas e lajes, o que acelera a execução.

“É claro que a obra agora ganha mais notoriedade, já que uma boa parte de alvenaria já foi realizada. A obra está com todas suas fases previstas, avançando dentro do cronograma. Nesse momento, diria que estamos partindo para parte de fechamento, cobertura, incluindo acabamento interno, externo e fachada”, explicou Tinoco. O novo empreendimento vai reposicionar a capital baiana entre os mais atrativos polos de turismo de eventos do Brasil. O secretário reforça que o Centro de Convenções será muito importante para a economia e turismo da Bahia.

Agenda de congressos - Pelo menos três grandes eventos já foram agendados para o novo Centro de Convenções de Salvador. “Já temos o Congresso Nacional de Hotéis (Conotel), em maio de 2020, com estimativa de quatro mil participantes. Em 2021 teremos o Congresso Brasileiro de Mastologia. E em 2024 sediaremos o 7º Congresso Mundial de Trauma”, afirmou Tinoco. Ainda segundo ele, a estrutura de ponta, além de ter a qualidade necessária para a recepção de grandes eventos, será um equipamento autossustentável.

“Nos próximos 25 anos, Salvador terá a estrutura para voltar a sediar os eventos não só da área médica, mas também outros, como feiras nacionais e internacionais e até mesmo encontro de chefes de Estado. Não tenho dúvida que o Centro de Convenções será a oportunidade da capital baiana voltar para cenário internacional, com capacidade e estrutura para receber eventos mundiais”, assinalou.

Shows e auditórios - No Centro de Convenções haverá dois locais para shows, cada um com capacidade para 20 mil pessoas, um externo ao equipamento e outro interno, com 28 camarotes de 50 metros quadrados, que serão moduláveis e irão atender aos dois espaços multiusos, tanto o de fora do centro quanto o de dentro. Esses camarotes poderão se transformar em salas de reunião quando não houver shows.

O espaço contará ainda com oito auditórios moduláveis de 800 metros quadrados cada. Terá também seis salões de 522 metros quadrados cada, 12 salas de 236 metros quadrados e 28 de reuniões que irão virar camarotes tanto para os shows externos quanto internos. O estacionamento será para mais de 1,4 mil veículos. O equipamento terá três pavimentos e será 100% climatizado e com acessibilidade.

Edital - A partir do lançamento do edital de concessão para selecionar a empresa que vai gerir o equipamento, haverá um prazo de 30 a 45 dias para recebimento das propostas. Será declarada vencedora da licitação a empresa que ofertar a maior outorga fixa, sendo um mínimo de R$ 10 milhões, que deverá ser paga em duas parcelas iguais – uma na assinatura do contrato e outra em 180 após isso.

Adicionalmente, a concessionária pagará à Prefeitura uma outorga variável de 5% sobre o faturamento bruto a partir do sexto ano. No total, o investimento da iniciativa privada somará cerca de R$25 milhões, incluindo aquisição de equipamentos, mobiliário e instalações. “O edital que vai oferecer a mercado a possibilidade de atrair empresas, individualmente ou em consórcio, para que possamos garantir um investimento privado para complementar as instalações”, finalizou Tinoco.

0
0
0
s2sdefault
0
0
0
s2sdefault

O engenheiro mecânico e ativista da causa animal Gustavo Lopes é o titular da recém-criada Diretoria de Bem Estar, Proteção e Defesa dos Animais de Salvador, vinculada à Secretaria Municipal de Promoção Social e Combate à Pobreza (Sempre). A posse foi dada pelo prefeito ACM Neto em cerimônia realizada nesta terça-feira (16), no Palácio Thomé de Souza, e que contou com as presenças do titular da Sempre, Léo Prates, e do Gabinete do Prefeito, Kaio Moraes, além do presidente da Câmara de Vereadores, Geraldo Júnior, demais gestores e autoridades.

“Este é um passo significativo que está sendo dado pela Prefeitura para reforçar ainda mais toda a política de defesa dos animais em Salvador”, ressaltou ACM Neto. Um dos desafios da nova diretoria é a criação de um modelo para multiplicar as castrações na cidade, seja a implantação de mais Castramóveis ou ampliação de convênios com clínicas.

Além disso, deverão ser incentivados mais eventos e ações vinculados à causa, a exemplo de dog parks e feiras, com vistas a ocupar as praças e áreas públicas com animais, aproveitando para também levar mensagem de conscientização às pessoas. Também está sendo estudada a implantação do primeiro Hospital Municipal Animal e será preparado um edital para atuação com animais de grande porte na cidade – a ideia é recolher, tratar e encaminhar animais como cavalos e bois perdidos nas ruas para que possam viver dignamente.

O novo diretor de Defesa dos Animais parabenizou a Prefeitura pela iniciativa e afirmou que a responsabilidade é grande em assumir uma função inédita na cidade. “É um desafio imenso, mas garanto que haverá todo um empenho e vontade de que seja feito um excelente trabalho. O diálogo com a população será o mais aberto possível, ouvindo todas as opiniões. Haverá um relacionamento com as diversas ONGs de proteção animal na cidade para levantar as maiores carências e, assim, fazer o melhor trabalho possível”, afirmou.

Perfil – Além da formação em Engenharia Mecânica, Gustavo Lopes possui MBA em Administração e Gestão de Negócios. Possui ampla experiência em administração de empresas, organização de eventos e ações de proteção animal como castração, adoção e resgate de pets em situação de sofrimento ou maus tratos.

0
0
0
s2sdefault
0
0
0
s2sdefault

Um local antes marcado por vítimas da chuva se tornou mais seguro para os seus moradores. A comunidade do Marotinho, em Bom Juá, recebeu hoje (16) duas contenções de encostas construídas pela Prefeitura, nas ruas do Ocidente e Henrique Marques, que vão dar mais tranquilidade e segurança à população, principalmente no período chuvoso. Além disso, durante a entrega das obras, nesta terça-feira (16), o prefeito ACM Neto anunciou mais uma novidade: a instalação de uma miniquadra e parque infantil para as crianças na Rua Henrique Marques.

Ao lado do vice-prefeito e secretário municipal de Infraestrutura e Obras Públicas (Seinfra), Bruno Reis, ACM Neto lembrou que a localidade é uma das áreas mais simbólicas da tragédia de 2015 – a encosta da Rua Henrique Marques foi a primeira a deslizar naquela que foi considerada a maior chuva das últimas décadas em Salvador. “Na mesma hora, a Prefeitura chegou junto para amparar as vítimas do deslizamento e assumiu o compromisso de mudar a realidade da comunidade”, pontuou o prefeito.

Desde então, a administração municipal realizou em Bom Juá diversas contenções e proteções de encostas, aplicação de geomantas e investimentos em infraestrutura para melhorar a acessibilidade. Além disso, foi construída a Unidade de Saúde da Família do bairro, entregues campos e quadras, promovido o programa Morar Melhor e, neste momento, está em reconstrução o Centro Municipal de Educação Infantil (CMEI) Fruto do Amanhã.

“Hoje, especialmente, está sendo entregue essa encosta da Henrique Marques, com recursos próprios da Prefeitura na ordem de R$3 milhões, toda ela urbanizada e que, futuramente, terá equipamentos infantis para que as pessoas possam aproveitar. Além disso, entregamos também a encosta da Rua do Ocidente, que também vitimou pessoas em períodos chuvosos ocorridos em gestões anteriores. É a morte dando lugar à vida em Salvador”, destacou o prefeito.

Melhorias e alívio – A obras de contenção da encosta da Rua Henrique Marques abrangeram uma área de 917 m² e foram utilizadas técnicas de cortina atirantada e solo grampeado, além de aplicação de gramado, reconstrução da escadaria e aplicação de guarda-corpo. O investimento foi de R$3 milhões em recursos próprios.

Já a Rua do Ocidente teve a encosta de 680 m² contida através da aplicação da técnica de solo grampeado e investimento de R$2,2 milhões, através de recursos do Ministério da Integração. Neste caso, foram beneficiadas cerca de 50 famílias.

As ações nas duas encostas beneficiam centenas de pessoas que, a todo o momento, agradeciam pela ação. Uma delas foi a pedagoga Alaíde da Cruz, 58 anos e moradora do bairro há três décadas. “Em 2015, eu estava presente em toda a tragédia. Trabalhei como educadora social junto às famílias durante dez anos na localidade e uma das vítimas era uma Projovem (programa de inclusão de jovens). Essa encosta é um verdadeiro presente, pois traz mais segurança. As pessoas agora podem dormir sabendo que não vem mais barro para cima das casas”, relatou.

Balanço – Desde 2013, a Prefeitura já concluiu a contenção de 61 encostas, com investimento de R$76,4 milhões. Outras 13 encostas estão com obras em execução, em um investimento de R$30,4 milhões. No caso da aplicação de geomanta, foi feita a proteção de 152 áreas de risco, com aplicação de R$14 milhões por meio da Defesa Civil de Salvador (Codesal). Além disso, a Prefeitura realiza a colocação de lonas e limpeza das encostas, em ações executadas pela Empresa de Limpeza Urbana (Limpurb).

“Os investimentos vão continuar. Já há algumas obras em execução e vamos lançar na semana que vem um novo pacote para obras em mais encostas. Em 2019, serão investidos R$150 milhões e vamos chegar a 250 áreas protegidas, avançando assim no sentido de fazer uma cidade mais tranquila para os moradores”, sinalizou Bruno Reis.

0
0
0
s2sdefault
0
0
0
s2sdefault

A Secretaria Municipal de Ordem Pública (Semop), através da Diretoria de Serviços Públicos (Dsep), realizou, no primeiro trimestre de 2019, a remoção de 275 sucatas situadas em logradouros públicos de Salvador. Dessas, 160 são apreensões e 115 foram removidas pelos proprietários após serem notificados pelas equipes de fiscalização. No mesmo período, 329 notificações foram emitidas. A meta para este ano é retirar mil sucatas das ruas da capital baiana, como parte da "Operação Cidade Dez, Sucata Zero".  

A Semop atua diariamente com equipes espalhadas por toda a cidade, mas às terças e quintas-feiras as ações costumam ser reforçadas. "A Prefeitura faz o trabalho de remoção e limpeza, mas o importante é o reflexo disso no trânsito de veículos e pessoas e para a saúde pública. Porque é comum encontrarmos nessas sucatas um grande volume de água parada, o que pode atrair o mosquito da dengue e outros transmissores de doenças", explica secretário da pasta, Felipe Lucas. 

A Semop retira, em média, 35 sucatas nas ruas de Salvador a cada semana. Alguns locais lideram o número de remoções, como as avenidas Suburbana e Gal Costa, Via Regional, Estrada do Derba e Vale da Muriçoca, por isso a fiscalização é mais ostensiva nestes locais.  

As apreensões costumam atingir veículos que estão sem funcionamento ou movimento, gerando acúmulo de lixo ou mato em seu entorno, prejudicando o fluxo de veículos, pedestres, prestação de serviços públicos ou em situação de evidente estado de decomposição de sua carroceria, gerando risco à coletividade e saúde pública. 

A população pode solicitar a retirada de sucatas através do Fala Salvador, pelo telefone 156.

 

0
0
0
s2sdefault
0
0
0
s2sdefault

Alguns sintomas característicos permitem suspeitar do autismo ainda na infância. No caso da dona de casa Gleice da Cruz, 29 anos, o alerta começou quando um dos filhos dela, o pequeno Everton, 4, passou a apresentar interrupções na fala e a manifestar repulsa aos cânticos de parabéns nas festas de aniversário. “Tenho outro filho mais velho e sabia que havia algum problema. Resolvi procurar um neurologista e foi quando meu caçula foi diagnosticado com o Transtorno do Espectro Autista (TEA)”, lembra. 

Durante mais de um ano, Gleice levou Everton para fazer tratamento em uma instituição filantrópica na Pituba. A família, que mora em Valéria, precisava se deslocar cerca de 20 quilômetros de distância para chegar ao destino. A rotina mudou no mês passado, quando o garoto passou a ser tratado no Centro Especializado de Reabilitação (CER) da escola modelo Subúrbio 360, em Coutos. De lá para cá, tem recebido toda a assistência junto a uma equipe multidisciplinar de saúde. 

O CER foi inaugurado pela Prefeitura no fim de janeiro deste ano. Trata-se de um espaço inédito no Subúrbio Ferroviário, voltado prioritariamente ao atendimento de moradores da região e bairros adjacentes, portadores de deficiências física ou intelectual. São 400 pacientes atendidos mensalmente, de todas as faixas etárias – desses total, cerca de 160 pessoas têm TEA. “A estrutura daqui é ótima e os profissionais são bastante atenciosos. Fora que hoje faço trajeto mais curto para casa (são aproximadamente 5.5 km). Meu filho progrediu bastante ao tratamento e já não tem tanta dificuldade de atender a chamados e a olhar nos olhos das pessoas”, conta Gleice da Cruz. 

Integração - O administrador do CER, Vinícius Aderne, explica que as atividades realizadas no equipamento de saúde são integradas com diversas especialidades, com a presença de enfermeiros, nutricionistas, assistentes sociais, fisioterapeutas, fonoaudiólogos, terapeutas ocupacionais, psicólogos, além de médicos neurologista, ortopedista e gastroenterologista. 

O acesso ao centro especializado ocorre por intermédio das unidades básicas de saúde do município, que encaminham os pacientes de acordo com o perfil necessário para o atendimento. No CER, o paciente passa por avaliação com um Grupo Operacional, somadas a outras mais específicas. 

Após essas etapas, é elaborado um Projeto Terapêutico Singular (PTS), no qual são definidos atividades, circuitos de atendimento e periodicidade das terapias. “Não há um prazo determinado de tratamento. O paciente pode ficar meses ou anos. O tempo varia de acordo com quadro clínico e o desenvolvimento do projeto traçado”, afirma Vinícius. 

O CER ainda dispõe de sala de integração sensorial, ginásio infantil e de adulto, onde há objetos projetados para estimular visão, audição, paladar, olfato, equilíbrio e movimento corporal, através da manipulação de itens com segurança e criatividade. 

Transtorno – O Transtorno do Espectro Autista começa na infância e tende a persistir na adolescência e na idade adulta. Na maioria dos casos, as condições são aparentes durante os primeiros cinco anos de vida. Apesar de algumas pessoas com o distúrbio consigam viver de forma independente, outras têm graves incapacidades e necessitam de cuidados e apoio ao longo da vida. 

Em relação à criança, o autismo pode apresentar atraso de linguagem, dificuldade de se socializar, de interagir com outras pessoas. “Algumas demonstram movimentos involuntários, preferência por uma cor, desejo de enfileirar brinquedos sequenciados ou de balançar um objeto e até o próprio corpo. Há também quem apresente comportamento agressivo, os que são superdotados, que conseguem falar em inglês com apenas três anos de idade”, explica a terapeuta ocupacional Márcia Farias. 

“Diante de tantas variáveis, o espectro autista não mais se classifica em graus (leve, moderado e severo), mas engloba um todo”, pontua a psicóloga Bárbara Fernanda. De acordo com a Organização Mundial de Saúde (OMS), a estimativa é que, em todo o mundo, uma em cada 160 crianças tem transtorno do espectro autista. Há múltiplas causas para o desencadeamento do transtorno, entre eles, fatores genéticos, biológicos e até ambientais.

0
0
0
s2sdefault
0
0
0
s2sdefault

Quem está em busca de uma colocação no mercado de trabalho, mas não tem experiência, uma opção é se candidatar a uma das 20 vagas para ajudante de carga e descarga oferecidas pelo Serviço Municipal de Intermediação de Mão-de-obra (SIMM) para esta terça-feira (16). Os requisitos exigidos incluem ter nível fundamental completo e residir na região de Pirajá, Águas Claras, Cajazeiras e Suburbana.

Além destas, são oferecidas também outras 39 vagas para diversas funções, neste caso com experiência que varia de três meses a dois anos, a depender do cargo pretendido. Os interessados deverão ir a um dos postos do SIMM, localizados no Comércio (Rua Miguel Calmon, 506, Edifício Ouro Preto) e Boca do Rio (Rua Abelardo Andrade de Carvalho, 141, anexo ao Colégio Imeja), levando originais da carteira de trabalho, carteira de identidade, CPF, comprovantes de residência e histórico escolar, além do número do PIS, Pasep ou NIS.

O atendimento é feito das 7h às 17h, mediante distribuição de senhas, que são entregues a partir das 6h30. Os candidatos podem usufruir do atendimento por hora marcada, que funciona das 7h às 16h30, pelo telefone (71) 3202-2016 ou 0800-2853111 para ligações gratuitas.

É possível também ter acesso ao atendimento do SIMM nas Prefeituras-Bairro Centro/Brotas Cabula, Cajazeiras, Cidade Baixa, Itapuã, Pau da Lima e Subúrbio/Ilhas, para realização de cadastro, busca por vagas e encaminhamento para entrevistas e seleções.

 

Vagas do SIMM para terça-feira (16):

Ajudante de carga e descarga

Ensino fundamental completo, sem experiência, vaga zoneada para moradores da região de Pirajá, Águas Claras, Cajazeiras e Suburbana

Salário: a combinar

20 vagas

 

Chefe de pista

Ensino médio completo, seis meses de experiência, imprescindível habilitação D, ter perfil de liderança e experiência com vendas

Salário: a combinar

4 vagas

 

Lavador de carro

Ensino médio completo, seis meses de experiência, disponibilidade para trabalhar de noite / madrugada

Salário: a combinar

5 vagas

 

Polidor

Ensino médio completo, seis meses de experiência, experiência com maquina de polir

Salário: a combinar

2 vagas

 

Consultor de vendas

Ensino médio completo, seis meses de experiência, imprescindível ter experiência com vendas e pós venda, trabalho interno e externo e habilitação B

Salário: R$1.450,00

1 vaga

 

Auxiliar de limpeza (vaga exclusiva para pessoas com deficiência)

Ensino fundamental completo, três meses de experiência

Salário: R$1.009,00 + benefícios

4 vagas

 

Vendedor externo

Ensino médio completo, seis meses de experiência

Salário: a combinar + benefícios

2 vagas

 

Auditor de prevenção de perdas

Ensino superior completo em Administração ou áreas afins, seis meses de experiência.

Salário: a combinar + benefícios

2 vagas

 

Recepcionista de hotel

Ensino médio completo, seis meses de experiência, imprescindível Inglês fluente e disponibilidade de horário

Salário: R$1.270,95 + benefícios

2 vagas

 

Motorista carreteiro (vaga temporária)

Ensino fundamental completo, seis meses de experiência, habilitação E

Salário: a combinar + benefícios

1 vaga

 

Açougueiro

Ensino médio completo, 2 anos de experiência

Salário: a combinar + Benefícios

4 vagas

 

Supervisor de açougue

Ensino médio completo, 2 anos de experiência, imprescindível perfil de liderança e experiência na área

Salário: a combinar + benefícios

1 vaga

 

Supervisor de bar e restaurante

Ensino médio completo, seis meses de experiência, vaga zoneada para moradores da região do Imbuí, disponibilidade para trabalhar à noite

Salário: R$1.300,00 + benefícios

1 vaga

 

Sushiman

Ensino médio completo, seis meses de experiência

Salário: a combinar + benefícios

1 vaga

 

Cozinheiro

Ensino médio completo, seis meses de experiência, vaga zoneada para moradores da região do Imbuí, disponibilidade para trabalhar à noite

Salário: a combinar + benefícios

1 vaga

 

Auxiliar de RH

Ensino médio completo, 1 ano de experiência

Salário: a combinar + benefícios

1 vaga

 

Auxiliar de estoque

Ensino médio completo, seis meses de experiência, Excel intermediário, vaga zoneada para moradores da região de Lauro de Freitas

Salário: a combinar + benefícios

1 vaga

 

Fiscal de loja

Ensino médio completo, seis meses de experiência, vaga zoneada para moradores da região de Lauro de Freitas

Salário: a combinar + benefícios

1 vaga

 

Professor de Manutenção de Micro e Redes

Ensino médio completo ou cursando superior na área de Tecnologia, seis meses de experiência, imprescindível curso Técnico de manutenção de computadores, conhecimento avançado em redes

Salário: a combinar + benefícios

2 vagas

 

Professor de Dispositivos Móveis

Ensino superior cursando na área de Tecnologia, seis meses de experiência, imprescindível experiência em manutenção de notebooks e celulares

Salário: a combinar + benefícios

2 vagas

 

Assistente de vendas (vaga exclusiva para pessoas com deficiência)

Ensino médio completo, três meses de experiência, disponibilidade para trabalhar em shopping

Salário: R$1.066,00 + benefícios

2 vagas

0
0
0
s2sdefault
0
0
0
s2sdefault

Para garantir que soteropolitanos e turistas curtam o feriadão da Semana Santa com tranquilidade e segurança, a Prefeitura montou um esquema especial de serviços essenciais à população. As informações dizem respeito ao período entre esta quinta-feira (18) e segue pelo fim de semana.

Saúde - As unidades de saúde do município funcionarão até quarta-feira (17) e retomam o atendimento na segunda-feira (22), das 8h às 17h. Funcionarão de forma ininterrupta os serviços de urgência e emergência das nove Unidades de Pronto-Atendimento (UPAs), nos bairros de Paripe, Valéria, Pirajá/Jardim Santo Inácio, Brotas, Barris, San Martin, Itapuã, Parque São Cristóvão e Periperi, além dos cinco Pronto-Atendimentos (PAs) localizados em Pau Miúdo, Pernambués, Marback/Imbuí, São Marcos e Tancredo Neves, o SAMU 192 e a emergência do Hospital Municipal, em Boca da Mata.

Defesa Civil - A Defesa Civil de Salvador (Codesal) funcionará em regime de plantão 24 horas, atendendo às solicitações de emergência. Em casos de ameaças de desabamento de imóveis, alagamentos, deslizamento de terra e incêndio, o órgão deve ser imediatamente comunicado através do telefone 199 (gratuito) ou presencialmente em sua sede, localizada na Avenida Mário Leal Ferreira (Bonocô), s/n.

Manutenção - A Secretaria de Manutenção (Seman) manterá a execução dos serviços durante o feriadão, inclusive com reforço do efetivo operacional escalado em plantões, para execução das demandas emergenciais geradas pela chuva. Serão realizados os serviços já programados de desobstrução, limpeza e recuperação do sistema de microdrenagem, dragagem dos canais e córregos do sistema de macrodrenagem, serviços de poda, supressão, retirada de árvores e galhos caídos, revisão da malha viária através da Operação Tapa-Buracos, além de prontidão para atendimentos emergenciais.

Trânsito - Até quinta-feira (18), a Transalvador intensificará a fiscalização de ordenamento e controle de tráfego em estabelecimentos comerciais de grande circulação de pessoas, como no Mercado Popular de Água de Meninos (Mercado do Peixe), Feira de São Joaquim, Feira das Sete Portas, além dos locais de chegada e saída da cidade com grande fluxo de passageiros, como ferry-boat, rodoviária e aeroporto.

A partir de sexta-feira (19), os agentes farão rondas por toda a cidade, a fim de coibir irregularidades nas vias. O acompanhamento do trânsito será feito em tempo real pelo Núcleo de Operação Assistida por meio das câmeras de monitoramento, e a Operação Lei Seca continuará sendo feita diariamente.

As equipes do órgão estarão de plantão ininterrupto para atender à população. O cidadão pode entrar em contato com a Transalvador por meio do canal Fala Salvador (156) ou no site falasalvador. ba. gov. br. O órgão também recebe solicitações emergenciais pelo aplicativo Noa Cidadão, que pode ser baixado na loja de aplicativos dos celulares.

0
0
0
s2sdefault
0
0
0
s2sdefault

Salvador ganhou neste sábado o primeiro parque marinho contíguo ao continente do país. Por decreto assinado pelo prefeito ACM Neto, o equipamento, previsto no novo Plano Diretor de Desenvolvimento Urbano (PDDU), foi criado na Barra, entre os fortes de Santo Antônio (Farol) e Santa Maria, em uma área da Baía de Todos-os-Santos equivalente a quase 100 campos de futebol (701.799,48 m²).

A solenidade de criação do Parque Municipal Marinho da Barra foi realizada na frente do Forte Santa Maria, e contou ainda com as presenças do vice-prefeito Bruno Reis, do secretário de Cidade Sustentável, Inovação e Resiliência, André Fraga, de representantes de universidades, organizações sociais e ambientais que colaboraram com o projeto e executam ações de preservação na orla do bairro, como o Fundo da Folia.

O decreto assinado por ACM Neto prevê a preservação natural e dos resquícios históricos da área englobada pelo parque. Haverá, ainda, o fomento de atividades ligadas ao turismo ecológico, pesquisas científicas e práticas de educação ambiental, em uma iniciativa coordenada pela Secretaria Municipal de Sustentabilidade, Inovação e Resiliência (Secis).

Os próximos passos serão a implantação, nas semanas seguintes, de boias que irão demarcar a área do parque e a publicação, no Diário Oficial do Município (DOM), do edital para a eleição dos membros do Conselho Gestor da área de preservação, que terá representantes do poder público e da sociedade civil organizada.

Os conselheiros eleitos irão elaborar o plano de manejo, que estabelecerá as regras para o uso do parque, a exemplo da proibição da pesca predatória e a regulamentação do trânsito de embarcações motorizadas, em parceria com a Marinha. Até 2020, a Prefeitura prevê ainda a implantação de sete parques com características de área protegida e unidade de conservação.

Preservação - "A Prefeitura vai atuar também para fiscalizar. Mas esperamos que os moradores da Barra também façam sua parte e ajudem a cuidar do parque. Não basta ser banhista e curtir a orla da Barra. É preciso colaborar com a preservação de toda essa riqueza natural e cultural, como já faz o Fundo da Folia. A participação do cidadão é fundamental", pediu ACM Neto.

O prefeito fez um breve histórico das iniciativas adotadas pela Prefeitura, desde 2013, na área da sustentabilidade, a exemplo da implantação do Plano Salvador Resiliente, que prevê uma série de ações de preservação visando assegurar uma cidade ainda melhor de se viver para as futuras gerações. Além disso, a capital baiana já faz parte da seleta lista das 100 Cidades Resilientes da Fundação Rockefeller, graças às iniciativas da gestão municipal.

Ineditismo - Pioneiro no país, o Parque Municipal Marinho, criado a partir da legislação federal vigente, engloba três naufrágios que ocorreram na região da Barra nos séculos XIX e XX: o Bretagne (1903), Germânia (1876) e o Miraldi (1875). O parque foi idealizado por um grupo de moradores da Barra, admiradores do ambiente marinho, e, desde 2016, a sua criação é apoiada pela Prefeitura, por meio da Secis.

“Trata-se de uma região com uma riqueza ambiental e ecológica muito grande e tem importância para o turismo, visto que muitos mergulhos são realizados no local, por se tratar de um berçário da vida Marinha. Além disso, vamos estimular também o surgimento de corais artificiais para reforçar ainda mais a prática do mergulho turístico nessa área, permitindo que embarcações do presente possam ser afundadas para isso”, afirmou André Fraga.

Segundo pesquisadores, um dos resultados esperados com a criação do parque é o repovoamento da área por espécies de peixes que deixaram de existir no local ou que estão cada vez mais raros. O aumento dessas espécies vai beneficiar, inclusive, regiões próximas. Atividades como mergulho de contemplação, surf, SUP, barcos à vela, natação e outras que não gerem prejuízos continuarão sendo realizadas no local.


Audiência – Em novembro de 2018, a implantação do Parque Municipal Marinho da Barra foi discutida em audiência pública realizada no Instituto de Biologia da UFBA, em Ondina. Participaram especialistas em meio ambiente, representantes do 2º Distrito Naval da Marinha, moradores do bairro e estudantes, além de representantes da Prefeitura. O projeto de implantação da área de conservação foi elaborado com base em estudos desenvolvidos pela Ufba, Unifac e IFBahiano, além de parceria com o grupo Fundo da Folia.

 

0
0
0
s2sdefault

Fale Conosco

O seu canal de comunicação com o nosso site. Caso tenha dúvidas, sugestões ou solicitações de serviços, por favor, mande mensagem que teremos prazer em respondê-la.

Enviando...