Geral

0
0
0
s2sdefault

A Prefeitura de Salvador, por meio da Secretaria Municipal de Mobilidade (Semob), informa que a vistoria dos 1.200 mototaxistas credenciados, prevista para iniciar nesta segunda-feira (15), foi adiada e a nova data ainda será definida. A Semob esclarece que foi mantida apenas a vistoria dos 130 novos mototaxistas que entregaram a documentação na última etapa do credenciamento.

A vistoria técnica para os novos credenciados deverá atender as condições e requisitos contidos pelo Decreto Municipal 28.278/2017, que estabelece a avaliação do veículo para o exercício da atividade, especialmente conforto, segurança, higiene, funcionamento e programação visual da motocicleta. Cerca de 1.200 mototaxistas que atuam no serviço de transporte individual de passageiros em Salvador operam de forma regular na Cidade.

0
0
0
s2sdefault
0
0
0
s2sdefault

O medo, a insegurança e as imagens dos constantes deslizamentos em época de chuva já fazem parte do passado para os moradores da Rua Bom Juá, no Bom Juá, após a contenção da encosta feita pela Prefeitura. A entrega da intervenção foi feita pelo prefeito ACM Neto e pelo vice e secretário de Obras Públicas (Seinfra), Bruno Reis, nesta sexta-feira (12). Na ocasião, também foi assinada a ordem de serviço para requalificação da escadaria e instalação de corrimão na localidade, dando mais acessibilidade e segurança para quem vive no topo da encosta.

“Foi uma espera de quase 30 anos da comunidade. Sabemos o quanto o efeito das chuvas causam tensão e angústia aos moradores. Essa região, no passado, já houve vítimas fatais. Por aqui, foram quase 30 milhões na contenção das principais encostas e essa é uma das maiores que a Prefeitura está entregando hoje”, pontuou ACM Neto.

A estrutura possui 6.630 metros quadrados de área e beneficiará diretamente cerca de 500 famílias que possuem casas próximas ao local, como é o caso do balconista Paulo César Menezes, de 54 anos, que possui um sobrado ao lado da encosta. “A situação antes era bastante feia. Em época de chuva a gente não dormia, ficava acordado para chamar os vizinhos e sair correndo. Para o que era antes, quando todo o dia ficávamos com medo, agora a gente dorme tranquilo. Só tenho a agradecer por essa ação”, relatou aliviado.

A contenção da encosta também beneficia aos demais moradores de Bom Juá, como pontuou a dona de casa Eliene Cruz, de 48 anos. “A obra da encosta é maravilhosa! Pense nas pessoas que moravam ali em cima e que agora podem dormir tranquilas. Até pra gente mesmo, na hora de passar aqui, antes chegava doer as vistas, parecia que aquele barro ia descer todo. Em outras vezes, caiu barro e interrompeu a passagem de todo mundo. A Prefeitura está de parabéns, porque está realmente fazendo coisas aqui na comunidade”, disse.

Contenção – A obra de contenção englobou a recomposição de talude e aplicação da técnica de cortina atirantada para evitar deslizamentos de terra. A intervenção é a quarta a ser entregue na região e foi realizada pela Seinfra, com investimento de R$ 9,5 milhões. No entorno da localidade já foram inauguradas contenções na Rua Henrique Marques e Rua do Ocidente, ambas na comunidade do Marotinho, e outra Rua José Sales, em Fazenda Grande do Retiro.

Com a contenção da Rua do Bom Juá, já são 65 estruturas do tipo entregues pela Prefeitura na capital baiana nos últimos sete anos, totalizando R$ 85,8 milhões em investimentos. Outras 20 contenções já estão em execução na cidade. “A cidade de Salvador está ficando cada vez mais segura para enfrentar o período das chuvas e, com as intervenções nas áreas de risco, estão sendo preservadas mais vidas na cidade”, destacou Bruno Reis.

Geomantas – Além disso, desde 2016, 152 áreas de alto risco em Salvador receberam geomanta, técnica inovadora de proteção de encosta que faz uso de material em PVC e geotêxtil, implantada pela Defesa Civil (Codesal). Essas intervenções trouxeram mais tranquilidade e segurança à população de bairros carentes, beneficiando 40,3 mil pessoas. Atualmente, obras de outras 28 geomantas estão em andamento no município.

Do total, somente nos bairros de Bom Juá e na vizinha Fazenda Grande do Retiro, foram oito geomantas que, juntas, protegem 5.188,24 m² de área. O investimento, nestes casos, foi de aproximadamente R$813 mil e 1.835 pessoas beneficiadas.

0
0
0
s2sdefault
0
0
0
s2sdefault

Durante a inauguração da obra de contenção de encosta da Rua do Bom Juá, no bairro de mesmo nome, na manhã de hoje (12), o prefeito ACM Neto se solidarizou com a população dos municípios baianos de Pedro Alexandre e Coronel João Sá após as fortes chuvas que castigaram as duas localidades e o incidente envolvendo a barragem do Quati, ontem (11), deixando inúmeros desabrigados. A tragédia ganhou os noticiários de todo o Brasil. 

ACM Neto também colocou a Defesa Civil de Salvador à disposição das duas prefeituras do interior. "Independentemente de questões políticas ou partidárias, nesse momento todos têm que se unir e ajudar. A Defesa Civil de Salvador está à disposição para oferecer suporte técnico, caso isso seja desejado. Eu fiquei de coração partido e todos precisam estar juntos para que a população das duas cidades supere esse gravíssimo episódio", declarou. 

"Ainda não se sabe ao certo o que aconteceu com a barragem, mas seja o que for as imagens mostram a consequência da chuva nessas duas cidades. Me solidarizo aos prefeitos das duas cidades, pois sei como é difícil administrar municípios pequenos. Mas fica principalmente a minha torcida para que a população possa superar esse momento tão dramático. Rezamos para que não existam vítimas fatais", acrescentou o prefeito. 

ACM Neto lembrou que foi representante dos dois municípios quando era deputado federal, e frisou que, já como prefeito, sabe "o que é viver e sofrer com as chuvas, pois Salvador também sofre com isso todos os anos, pois existem áreas de risco na cidade". 

"As cenas que vimos pela TV nesses dois municípios acontecem muito em vários lugares do Brasil e do mundo. Isso é um efeito da natureza, mas o homem tem sua parcela de responsabilidade. O homem tem a incumbência de fazer todo esforço para evitar consequências graves desses efeitos da natureza. Por isso eu defendo sempre o crescimento de forma sustentável", salientou.

0
0
0
s2sdefault
0
0
0
s2sdefault

A Prefeitura, através da Secretaria Municipal de Gestão (Semge), divulgou no Diário Oficial do Município desta quinta-feira (11) o resultado preliminar da prova objetiva do concurso público para os cargos de agente de fiscalização, agente de salvamento aquático, agente de trânsito e transporte, guarda civil municipal e fiscal de serviços municipais.

O resultado faz parte do primeiro edital do certame, no qual foram destinadas 98 vagas, e contém o nome, número de inscrição, data de nascimento e nota dos candidatos que disputaram tanto na modalidade de ampla concorrência como nas de pessoas que se declararam com deficiência e negros. A remuneração para as funções chega a R$ 4.718,39 e carga horária de 40 horas.

O cronograma para as próximas etapas do concurso também foi divulgado hoje pela Fundação Getúlio Vargas, organizadora do certame. No dia 22 sai a publicação do resultado definitivo da prova objetiva e a acontece a convocação para o Teste de Aptidão Física  (TAF). A aplicação do TAF ocorrerá dos dias 28 de julho a 7 de agosto na Escola de Formação Complementar do Exército, na Pituba; e 8 e 9 de agosto na Arena Aquática de Salvador, também na Pituba. A necessidade de realização do TAF é exclusiva para as áreas de Agente de Trânsito e Transporte, Agente de Fiscalização Municipal, Agente de Salvamento Aquático, Fiscal de Serviços Municipais e Guarda Civil Municipal. 

A relação dos candidatos convocados para o Teste de Aptidão Física, bem como os horários agendados para a realização de cada um dos testes da etapa e o horário de comparecimento dos candidatos, será divulgada após a publicação do resultado definitivo da prova objetiva. É de inteira responsabilidade dos candidatos acompanharem a publicação das informações relativas aos critérios, data, horário e convocação para realização da prova no site da FGV.

Editais restantes - As provas do concurso público da Prefeitura foram aplicadas em junho passado, visando preenchimento total de 368 vagas, provenientes de três editais. Além do primeiro edital - que envolveu seleção para funções de agente de fiscalização, agente de salvamento aquático, agente de trânsito e transporte, guarda civil municipal e fiscal de serviços municipais -, o segundo edital oferta 150 vagas de professores municipais, com remuneração que chega a R$ 3.603,80 e carga horário de 20 horas ou 40 horas. 

Já o terceiro e último edital contempla o preenchimento de 120 vagas para médico, assistente social, psicólogo, engenheiro civil, engenheiro eletricista, engenheiro/arquiteto e – pela primeira vez na administração municipal, os cargos de gestor público, médico perito, médico do trabalho, técnico de enfermagem do trabalho e técnico em segurança do trabalho. Todas com carga horária de 20, 30 ou 40 horas e remuneração de até R$10.902,71. O resultado das provas desses dois editais restantes será divulgado nos próximos dias.

Registros - No total, 99.145 pessoas participaram do concurso para a Prefeitura de Salvador, em 18 cargos e 12 áreas, nível médio, técnico e superior. Dessas quase 100 mil inscrições, 40.175 foram para Guarda Civil Municipal, o que representou, aproximadamente, 41% dos registros. 

Outras carreiras bem procuradas foram as de Agente de Trânsito e Transporte, com 19.379 inscritos (19,5%); Professor de Educação Infantil – 40h, com 5.611 (5,6%); Professor de Educação Infantil – 20h, com 5.067 (5,1%); e Assistente Social, com 4.931 (4,9%). 

Os novos postos vão representar um investimento de R$ 23,3 milhões para reforçar as áreas estratégicas e prioritárias do Executivo municipal.  

0
0
0
s2sdefault
0
0
0
s2sdefault

Residente no Bairro da Paz há 18 anos, o motorista Manuel Domingos era um dos moradores que demonstravam bastante expectativa com a transformação do local, que passa a receber o programa municipal Iluminando Nosso Bairro. A ordem de serviço para a implantação da iluminação em LED em toda a localidade foi assinada nesta quinta-feira (11), pelo prefeito ACM Neto, ao lado do secretário de Ordem Pública (Semop), Felipe Lucas, e do diretor de Iluminação Pública do órgão, Júnior Magalhães, demais autoridades, lideranças comunitárias e populares. 

Com investimento de R$2,2 milhões, a iniciativa será implantada em mais de 1,3 mil pontos distribuídos em 179 ruas. “Este é o quarto bairro beneficiado pelo programa, que já passou por Nova Constituinte, Calabar e Liberdade, escolhidos porque são levadas em consideração questões como o índice de pobreza e o enfrentamento à violência. É uma iluminação mais moderna, que pesa menos no bolso da Prefeitura e que chega aos bairros para mudar inteiramente a cara desses lugares, além de trazer um grande ganho em termos de segurança para os moradores”, resumiu o prefeito. 

De acordo com Manuel Domingos, também conhecido na comunidade como Mano Som, o programa vai dar uma outra cara ao Bairro da Paz. “As crianças não tinham nem condições de andar na rua, pois há transversais muito escuras. Com essa ação, as crianças vão poder brincar na rua. Quanto mais iluminação, melhor. Só tenho a agradecer”, relatou. 

Acompanhada da filha Geovanna, de 9 anos e que ostentava a faixa de Miss Bahia Beauty 2019, a atendente Áurea Maciel, de 30 anos, também falou da importância da iniciativa para a comunidade. “Isso é uma maravilha pra gente. Tem sido feita muita coisa aqui no bairro e nós precisamos, mesmo”, pontuou. 

Números – O primeiro bairro contemplado pelo Iluminando Nosso Bairro foi o Calabar, em março passado. No local, o investimento foi de 800 mil e 92 ruas foram contempladas com o que há de mais novo e eficiente em iluminação pública. Foram 634 pontos englobados, com 430 luminárias em LED de 50W, 103 de 70W e 101 de 100W. 

Já em Nova Constituinte, a modernização ocorre em 135 logradouros, com a instalação de 865 pontos em LED e implantação de 52 postes, com investimento de R$ 1,170 milhão. Na Liberdade, são 417 pontos de LED distribuídos em 28 postes, com potência variando entre 50W e 100W e investimento de cerca R$ 580 mil. 

“Estamos democratizando hoje a tecnologia em LED nos bairros populares de Salvador. Com isso, está sendo levada uma iluminação mais moderna com baixo consumo, qualidade e definição de cor”, disse Júnior Magalhães.

 

0
0
0
s2sdefault
0
0
0
s2sdefault

O atendimento das instituições beneficiadas pelo Programa Prato Amigo, que passa por processo de recadastramento, foi concluído na tarde desta quinta-feira (11). Cerca de 180 das 300 entidades cadastradas compareceram ao Centro de Cultura da Câmara Municipal de Salvador (Praça Tomé de Souza, s/n - Centro) para entregar a documentação solicitada.

Para o atendimento das entidades, que ocorreu em dois dias distintos e agendados previamente, a Secretaria de Promoção Social e Combate à Pobreza (Sempre), através da equipe da Coordenadoria de Segurança Alimentar e Nutricional (Cosan), contou com o apoio de uma contadora e dois advogados voluntários, que analisaram as documentações das instituições e orientaram aquelas que precisavam de algum tipo de regularização.

O coordenador de segurança alimentar da Sempre, Gabriel Falcetta, explicou as próximas fases do processo de recadastramento. “Depois da análise da documentação, realizaremos as visitas institucionais e publicaremos a lista de instituições recadastradas no Diário Oficial do Município”, disse.

Edileusa Aragão, representante da Creche-Escola Menino do Dedo Verde, compareceu para fazer o recadastramento da instituição, e declarou que “o Prato Amigo é uma ajuda importante para o reforço da alimentação". "Atendemos 87 crianças na creche-escola comunitária, e temos também um projeto que atende adolescentes às segundas e quartas-feiras com aulas de música e reforço escolar”. Ela também elogiou organização. “Recebemos o convite com 15 dias de antecedência, e foi possível reunir a nossa documentação, que estava toda organizada, para trazer”.

O programa de complementação alimentar Prato Amigo é uma ação permanente de aproveitamento de alimentos e combate ao desperdício. Consiste na coleta diária de doações alimentos, realizada na cidade de Salvador. Os mantimentos são avaliados, triados e distribuídos para instituições cadastradas e acompanhadas pela Sempre, beneficiando indiretamente cerca de 28 mil pessoas.  

 

 

0
0
0
s2sdefault
0
0
0
s2sdefault

Em mais uma ação de incentivo ao empreendedorismo em comunidades da cidade, desta vez na Praça São Braz, em Plataforma, o programa Agente de Empreendedorismo, juntamente com Crediamigo do Banco do Nordeste, realizou uma feira com empreendedores nesta quinta-feira (11). Na ocasião, diversos produtos foram expostos e um desfile fez parte da programação. 

O Agente de Empreendedorismo é promovido pela Prefeitura em parceria com o Parque Social, através do Negócio POP, iniciativa que integra o programa Salvador 360. Através do programa, estímulo ao empreendedorismo e capacitação se tornam cada vez mais presentes na vida de artesãos, marisqueiras, ambulantes e de outros empreendedores. 

Uma delas é Rosângela Gomes, moradora de Plataforma que há cerca de vinte anos produz almofadas, tapetes e roupas de crochê. "Participar do programa é muito bom para mim porque hoje eu sei como comprar materiais, como expor da melhor maneira e até mesmo procurar o lugar ideal para colocar", relata, mostrando as peças, todas trabalhadas a mão. Rosângela começou a trabalhar como artesã após passar por dificuldades financeiras. "Eu gosto de trabalhar com isso e já tinha facilidade em mexer com artesanato, até pela minha mãe que também já fazia", justifica. 

O programa é realizado nas dez regionais e Plataforma, por exemplo, é uma das localidades enquadradas na Regional Subúrbio 1. Ao todo, 90 agentes de empreendedorismo atuam atendendo em escolas, nas Prefeituras-Bairro e no Serviço Municipal de Intermediação de Mão-de-obra (SIMM). 

Maiana Brandão, coordenadora do programa, diz que a maioria dos empreendedores atendidos pelo programa são ambulantes e mulheres que trabalham em casa e precisam complementar a renda familiar. "O programa atende em sua maioria empreendedores por necessidade, que muitas vezes tem o perfil empreendedor mais não tem a oportunidade de se desenvolver", salienta. 

Segundo ela, os agentes de empreendedorismo apoiam no desenvolvimento do modelo de negócio e realizam diversas ações para levar conhecimento aos empreendedores. "A gente leva oportunidade para os empreendedores se desenvolverem através das capacitações e acesso ao crédito, promovendo uma melhoria na qualidade de vida dos participantes, colaborando, assim, para o desenvolvimento socioeconômico das comunidades que participam da iniciativa".

A capacitação realizada pelo Parque Social dura em torno de dois meses com o objetivo de colaborar para que as pessoas se empoderem e tenham um negócio mais estruturado e atuem com maior profissionalismo. Os interessados poderão se informar no site www.agentesdeempreendendorismo.salvador.ba.gov.br, procurar o agente mais próximo e participar das ações do programa.

 

0
0
0
s2sdefault
0
0
0
s2sdefault

Com o intuito de possibilitar mecanismos para que o público feminino tenha recursos para se desvencilhar de possíveis situações de violência além de se sentirem seguras e empoderadas, a Secretaria de Política para Mulheres, Infância e Juventude (SPMJ) está dando continuidade ao curso de Defesa Pessoal e Prevenção à Violência no Cotidiano da Mulher. A atividade ocorre em parceria com a Guarda Civil Municipal (GCM).

Serão disponibilizadas turmas para a realização do curso até novembro deste ano. A partir de amanhã (12) até a próxima sexta-feira (19) ocorrerão as aulas de uma turma no Centro de Referência de Atenção à Mulher Loreta Valadares (CRAMLV), nos Barris. Já a partir do dia 19 até 26 de julho haverá uma nova turma, desta vez no Centro de Atendimento à Mulher Soteropolitana Irmã Dulce (Camsid), na Ribeira.

De acordo com a secretária da SPMJ, Rogéria Santos, o curso vai além das artes marciais e proporciona a mulher diversos benefícios. "Essa iniciativa proporciona maior segurança e confiança no dia a dia da mulher, sendo uma forma de capacitar de maneira preventiva, ensinando técnicas de autodefesa, aliadas ao equilíbrio emocional", destacou.

No mês de agosto haverá mais três turmas para o curso. O primeiro grupo terá aulas de 2 a 9 de agosto no Loreta Valadares. O segundo grupo, de 9 a 16 de agosto, no Camsid. Por fim, a atividade retorna ao CRAMLV para uma nova turma de 16 a 23 de agosto. As interessadas devem efetuar as inscrições através do telefone 3235-4268 para participar do curso no Loreta Valadares e 3611-6581 para cursar no Centro Irmã Dulce.

0
0
0
s2sdefault
0
0
0
s2sdefault

Estudantes do Ensino Fundamental II de quatro escolas de Salvador participam da segunda edição do Concurso de Cordel promovido pela Fundação Gregório de Mattos (FGM), através do setor de Gerência de Bibliotecas. A atividade ocorrerá na Biblioteca Pública Edgard Santos, localizada na Avenida Porto dos Mastros, na Ribeira, envolvendo instituições de ensino da região na tarde desta sexta-feira (12). 

O objetivo do concurso é estimular a imersão no estudo do cordel e em temáticas selecionadas para cada edição. Com esta ação, a proposta é que os estudantes sejam motivados  a visitar o acervo da biblioteca não apenas para trabalhos comuns da escola, incentivando a leitura de diversos gêneros e assuntos. Este ano o tema escolhido para as composições em formato de cordel é a Península Itapagipana. Poderão ser explorados diversos aspectos do tema a exemplo de aspectos históricos, locais específicos ou turísticos da região. 

Duas das quatro duplas participantes se reuniram na biblioteca para realizar os últimos ajustes da apresentação. Alunas da Escola Janusz Korczak, Maria Eduarda Gajzler e Ana Caroline Santos Lessa, ambas de 12 anos, do 7º ano, descobriram no cordel uma forma de cantar a vida através dos versos e destacaram as descobertas ao longo da produção do material que irão apresentar. 

“É interessante porque as pesquisas para escrever o cordel nos trouxe conhecimento sobre a região em que moramos, a cultura, culinária. Tinha uma noção de pontos turísticos, mas me aprofundei no assunto. É interessante também porque com esse trabalho conseguimos atrair para a biblioteca outras pessoas. Aqui tem um acervo muito interessante”, contou Ana. 

Já para Maria Eduarda conhecer a história da Península Itapagipana foi um diferencial não apenas para elaboração do cordel quanto agregou saberes para a vida. “Pesquisamos vários textos e extraímos as partes pertinentes do material para fazer o cordel. Descobri, por exemplo, que o Monte Serrat é um ponto turístico e isso mudou minha forma de ver o local. Conheci o Solar Amado Bahia, onde eu nunca tinha entrado. É bom aprender sobre nossa cultura”, destacou, lembrado que compareceu na primeira edição do concurso como líder de torcida da escola. 

Outra dupla ansiosa para a competição são as alunas da Escola Comendador Bernardo Martins Catharino (SESI Itapagipe), Milly Júlia Costa, 11, e Maria Izabel Martins, 12, que cursam o 6º ano. “Estamos dando exemplo para a nossa escola, porque apenas três duplas se interessaram pelo concurso e nós estamos aqui. É uma experiência nova e vamos representar bem a cultura do nordeste”, disse Milly.

Durante a preparação para o projeto, o gosto das meninas pelo cordel cresceu e tem assumido nova forma. “Estamos dando o nosso melhor para incentivar mais pessoas. Pesquisamos muito para construir o cordel e tem sido interessante descobrir mais sobre esse gênero literário. Pretendo continuar escrevendo cordéis”, frisou.  

Incentivo – Todos os alunos que participarem da atividade receberão da FGM uma medalha. Além das quatro escolas finalistas, se envolveram no projeto mais quatro unidades de ensino – todas elas garantiram para seus estudantes conhecimento através do incentivo a descoberta do gênero do cordel. 

De acordo com a Gerente de Bibliotecas e Promoção do Livro e Leitura da FGM, Jane Palma, os ganhos para as escolas participantes são múltiplos. “Esse concurso busca gerar o sentimento de pertencimento os alunos ao bairro, vai leva-los a pesquisar sobre história da península. Essa ação promove a leitura, criatividade e leva até eles o conhecimento histórico de uma região tão importante para a cidade”, detalhou a gestora. 

Segundo dados da Gerencia de Bibliotecas, no ano anterior 176 alunos de cinco escolas se envolveram na atividade e compareceram a Biblioteca Edgar Santos para pesquisar sobre a literatura de cordel e sobre o tema junino. Deste total de participantes, cada escola selecionou dois para representa-la oficialmente no concurso. 

Premiação - Serão analisados critérios como rima, melodia, aspecto históricos e caracterização. Três jurados serão responsáveis por selecionar as duplas vencedoras. Além de uma pesquisadora de cordel haverá um historiador e um representante da FGM.

Ao todo serão três categorias de premiação. A dupla que garantir a primeira colocação será presenteada com dois violões. O segundo lugar receberá dois cartões presentes para livrarias. Já no terceiro lugar os estudantes serão premiados com duas coleções do selo João Ubaldo Ribeiro.

0
0
0
s2sdefault

Fale Conosco

O seu canal de comunicação com o nosso site. Caso tenha dúvidas, sugestões ou solicitações de serviços, por favor, mande mensagem que teremos prazer em respondê-la.

Enviando...