Geral

0
0
0
s2sdefault

As obras de requalificação na Praça Cairu, no Comércio, vão provocar alteração do tráfego de veículos provenientes da Avenida da França, sentido Avenida Lafayette Coutinho (Contorno), a partir deste sábado (9). De acordo com a Superintendência de Trânsito de Salvador (Transalvador), a mudança é definitiva e será mantida mesmo após a conclusão das intervenções.

Os veículos que seguem da região do Porto de Salvador e desejam subir a Avenida Contorno não mais passarão por trás do Mercado Modelo, como é feito atualmente. A partir das 8h deste sábado, eles deverão utilizar a rua da Bélgica, que passa ao lado do Mercado Modelo, e que terá sentido duplo de tráfego.

Os veículos que utilizam a via marginal da Avenida da França não terão acesso à Avenida Contorno – somente à Avenida Estados Unidos. Quem desejar subir a Contorno, deverá utilizar o lado externo da via, ao lado dos galpões do Porto. Não haverá alterações para quem desce a Contorno em direção ao Comércio, e nem para quem sai da Avenida da França para acessar a Avenida Estados Unidos.

Os agentes de trânsito estarão na região para fazer o monitoramento do tráfego e orientação aos motoristas sobre a alteração. Também haverá nova sinalização de obras na Avenida da França, a fim de alertar os condutores sobre as intervenções em andamento.

0
0
0
s2sdefault
0
0
0
s2sdefault

Já está em funcionamento o Escritório Social do Projeto Novo Mané Dendê. O espaço, localizado na Avenida Carioca, nº 22, em Itacaranha, foi inaugurado pelo vice-prefeito e secretário de Infraestrutura e Obras Públicas, Bruno Reis, nesta quinta-feira (7).  

A unidade está de portas abertas para atender presencialmente a população do Subúrbio Ferroviário beneficiada pelo Programa de Saneamento e Urbanização do Subúrbio Novo Mané Dendê. Além da unidade fixa, foi disponibilizada uma estrutura móvel que circulará por toda região com ações itinerantes. Ambas as unidades receberam R$13,8 milhões de recursos e funcionarão até 6 meses após a finalização do projeto, previsto para dezembro de 2023. 

Com investimento de US$135 milhões (R$507,6 milhões), sendo US$67,5 milhões fruto de empréstimo internacional assinado em junho passado com BID e contrapartida de igual valor pela Prefeitura, o projeto Novo Mané Dendê vai beneficiar diretamente 10 mil habitantes e outros 35 mil de forma indireta. O projeto é considerado o maior investimento público da história do município na área do Subúrbio e irá contemplar os bairros de Alto de Santa Terezinha, Itacaranha, Plataforma, Rio Sena e Ilha Amarela.   

“O projeto de revitalização da Bacia do Mané Dendê vai fazer uma verdadeira transformação em uma das regiões mais pobres da capital, com intervenções nas áreas de habitação, mobilidade, macro e micro drenagem, saneamento e urbanização, envolvendo diretamente cinco bairros do Subúrbio”, frisou Bruno Reis 

Atendimento - Com a entrega do Escritório Social, a população dos bairros assistidos pelo Mané Dendê poderá ser atendida das 9h às 12h e das 14h às 16h, de segunda a sexta-feira, e ainda uma vez por mês aos sábados. Uma equipe multidisciplinar formada por advogado, assistente social, psicólogo, sociólogo, técnico em edificação e agentes de área para acompanhar o processo de levantamento de campo estará disponível. "O Escritório Social manterá o diálogo permanente com a população, dando plena transparência ao processo de requalificação do Mané Dendê”, enfatizou o vice-prefeito Reis.

Para facilitar o diálogo e melhor compreender as demandas dos moradores, os agentes de área foram selecionados nas comunidades de Ilha Amarela, Itacaranha, Rio Sena, Plataforma e Alto da Terezinha, todas beneficiadas pelo projeto que abarca obras de infraestrutura, drenagem, saneamento e habitação, com foco na sustentabilidade social, econômica, urbana e ambiental da região.  

As principais atividades realizadas pela equipe multidisciplinar do Escritório Social têm o objetivo de facilitar o esclarecimento de dúvidas, sugestões e condução das negociações com a comunidade· Os profissionais irão realizar atendimento e orientação individual, fornecer informações sobre o andamento dos trabalhos, realizar reuniões informativas, encaminhar os interessados para atividades de apoio social, além de identificação e direcionar os casos considerados especiais. 

Já o Escritório Social Itinerante contará com uma van customizada, com estrutura de escritório, que prestará atendimento, in loco, nas comunidades. O veículo irá atender às famílias com dificuldade de deslocamento e realizará rodizio programados nas localidades.

Objetivo do trabalho social -  
A criação do Escritório Social visa assegurar a realização de ações sociais, contribuindo para a participação e o fortalecimento da população ligada direta e indiretamente ao projeto. Até 2023, a equipe multidisciplinar estará responsável em promover ações informativas, de mobilização, organização, participação e capacitação dos moradores visando o desenvolvimento territorial sustentável. Cabe também ao Escritório Social a realização de ações necessárias ao desenvolvimento das etapas de execução das obras físicas em consonância com o processo de reassentamento das famílias. 

Também faz parte do trabalho social do escritório o acompanhamento pós-obras que consiste em ações que contribuam para a orientação, formação, manutenção e sustentabilidade do empreendimento após sua implantação. Serão desenvolvidos mecanismos que assegurem a constituição dos condomínios estimulando as relações de convívio e sociabilidade. 

Investimento - Todo o ano de 2019 será de construção do projeto com a comunidade e as obras terão início em 2020. A bacia do Rio Mané Dendê atravessa cinco bairros do Subúrbio e deságua na cachoeira de Oxum e Nanã, no Parque São Bartolomeu, lugar de tradição e culto das religiões afro-brasileiras. Hoje vivem na área de intervenção direta do projeto 34 mil famílias, em moradias carentes, perto de esgoto e de doenças, em terreno acidentado, com riscos de inundações e deslizamento de encostas. 

A coordenação do projeto do Novo Mané Dendê é da Casa Civil, execução das obras a cargo da Seinfra e área ambiental sob a responsabilidade da Secretaria Cidade Sustentável e Inovação (Secis). Os projetos urbanísticos são realizados sob a supervisão da Fundação Mário Leal Ferreira (FMLF) e construídos em conjunto com os próprios moradores da localidade. No total, os benefícios atingirão 800 mil m² de área e as melhorias envolvem diversas áreas. 

 A série de intervenções na incluem a macrodrenagem em três quilômetros de rio – além dos afluentes. Com isso, toda a capacidade de drenagem pluvial da Bacia do Mané Dendê será recuperada, tanto a macrodrenagem através do rio quanto a microdrenagem da área de intervenção, solucionando os vários casos de áreas inundáveis. A recuperação ambiental do rio, reinserindo-o na paisagem urbana, além das novas áreas de lazer e do paisagismo a ser implantado, criará um ambiente muito mais agradável para se viver. 

Toda a área da bacia será contemplada com uma rede adequada de esgotamento sanitário, com 1.800 novas ligações, tratamento e disposição final dos efluentes. Isso porque a rede existente hoje, além de insuficiente, não se conecta à rede geral e, portanto, a parte do esgoto coletada acaba sendo lançada no próprio leito do Rio Mané Dendê. Com a implantação do esgotamento sanitário adequado, haverá redução das doenças de veiculação hídrica, além daquela provocada por vetores associados às condições de higiene.

Habitação – 
O entorno imediato do Rio Mané Dendê e seus afluentes será completamente reestruturado para dar uma melhor qualidade de vida aos moradores. Vai permitir, ainda, que as famílias que ocupam as casas construídas sobre o leito do rio ou nas suas margens imediatas possam ser mantidas nas proximidades da área onde já tem a própria história e laços sociais.  

A medida vai reduzir o risco das famílias que moram em áreas como espaços inundáveis, encostas e fundos de vale, trazendo mais segurança a esses cidadãos. Para isso, as moradias que estão em áreas de risco e nas linhas de drenagem serão realocadas. Haverá a construção de unidades habitacionais na mesma área.

 

0
0
0
s2sdefault
0
0
0
s2sdefault

Os condutores que seguem para Pirajá, Campinas de Pirajá e Marechal Rondon ganharam uma nova opção de acesso a esses bairros. Construída para dar mais fluidez ao trânsito na região, a via marginal na BR-324 foi inaugurada pelo vice-prefeito Bruno Reis nesta quinta-feira (7). A obra teve investimento de R$ 10 milhões e foi realizada pela construtora Andrade Mendonça, por meio de uma parceria público-privada (PPP).

As intervenções contemplaram serviços de pavimentação, contenção, drenagem, paisagismo e nova iluminação, ao longo dos 1.700 metros de extensão da pista. “A obra vai resolver um grave problema de mobilidade na nossa cidade, principalmente nos horários de pico. Com essa via marginal, os veículos que vão acessar os bairros de Pirajá, Campinas de Pirajá e Marechal Rondon terão praticamente uma via exclusiva, desobstruindo a BR-324”, avaliou Bruno Reis.

O vice-prefeito, que também é secretário de Infraestrutura e Obras Públicas, destacou a importância de estabelecer parcerias para promover melhorias na capital baiana. “Em breve, vamos anunciar 15 obras em parceria com a iniciativa privada, em diversas áreas da cidade. Hoje, não há uma grande intervenção ou empreendimento que se instale em Salvador sem que nós peçamos uma contrapartida para a nossa capital. Dessa forma, vamos conseguir requalificar a Praça da Revolução, em Periperi, construir um mercado, em São Caetano, e abrir novas vias”, assinalou.

Na solenidade de inauguração, o presidente da construtora Andrade Mendonça, Toninho Andrade, ressaltou o trabalho da atual gestão e disse que a capital baiana passa por um momento de transformação. “A cidade está cada dia melhor. E essas parcerias são muito boas porque a Prefeitura faz a parte dela. E a iniciativa privada vai junto. O crescimento proporcionado é positivo para todos, gerando empregos, renda e trazendo progresso para Salvador”, pontuou o empresário.

0
0
0
s2sdefault
0
0
0
s2sdefault

 A quarta edição do #vemprocentro levará ao bairro do Comércio uma “Noite Caliente” com shows gratuitos de Beto Barbosa, Mambolada e Jorge Zarath, em uma homenagem especial à lambada.  Durante a tarde ainda haverá apresentação da banda Samba do Pretinho. Os shows são gratuitos e acontecem no sábado (09), a partir das 14h, na Praça da Inglaterra. 

“A ideia da ‘Noite Caliente’ vem com o objetivo de trazer de volta sucessos da lambada conhecidos dos soteropolitanos. Além dos shows, temos uma programação bem especial para as crianças, ações de sustentabilidade, economia criativa, lazer e garantia de diversão para todos”, destaca o presidente da Empresa Salvador Turismo (Saltur), Isaac Edington. 

Além disso, a Feira Criativa volta a aportar no local, das 10h ás 22h, com uma programação especial para toda a família, também no sábado, e aberta a toda população e turistas. A Praça da Inglaterra recebe também jogos de tabuleiro e Circuito de Minibike, das 10h às 16h. 

A criançada poderá ainda garantir a diversão com a apresentação do “Gran Circus”, às 14h. Com números de malabarismo, palhaço, monociclismo, aéreos e equilibrismo, o espetáculo, voltado principalmente para o público infantil, é uma grande brincadeira no qual desfilam personagens do imaginário popular circense, realizado pelo Coletivo Baiano de Circo. 

O programa #vemprocentro é promovido pela Prefeitura de Salvador, com o intuito de implementar ações de infraestrutura e lazer com o intuito de movimentar o centro da cidade. A programação cultural é organizada pela Saltur.

0
0
0
s2sdefault
0
0
0
s2sdefault


Desde o início da semana, as manchas de óleo que atingem o litoral do Nordeste deram trégua na costa soteropolitana. Atuando dia e noite em regime especial nas praias de Salvador, a Empresa de Limpeza Urbana (Limpurb) registrou uma diminuição no recolhimento do resíduo desde segunda-feira (4), quando foram recolhidas 3,2 toneladas. Esse número vem reduzindo gradativamente, sendo registrado 1,2 tonelada ontem (5) e 840 quilos nesta quarta-feira (6), totalizando um pouco mais de 5,2 toneladas nos últimos três dias.

 

Ao todo, já foram recolhidas 127,8 toneladas de óleo das praias de Salvador. A capital baiana não registrava a chegada de novas manchas desde o dia 18 de outubro, mas o óleo reapareceu no último dia 1º, na praia de Stella Maris, quando foi retirada uma tonelada e 260 quilos do resíduo.

 

Com a diminuição das manchas, a Limpurb trabalha no pente-fino dos fragmentos que ficam na areia, com uso de pá, peneiras manuais, trator com cessadeira e jato de pressão que mistura água e areia, uma solução caseira encontrada para a limpeza das pedras. Os agentes trabalham 24h no monitoramento das praias, de São Tomé de Paripe até Ipitanga, observando a possível chegada do material e, quando registram o óleo, as equipes são acionadas imediatamente para fazer o recolhimento. Não houve registro de presença do óleo nas praias do Subúrbio e Ilhas de Salvador.

 

“Ao todo, 400 homens fazem parte da força-tarefa montada pela Prefeitura para que possamos dar uma resposta imediata à situação e impedir que as manchas fiquem nas praias ou retornem ao mar. Nossas equipes estão trabalhando incansavelmente para vencer essa batalha, são verdadeiros heróis numa luta diária para deixar a nossa costa limpa e minimizar os impactos ao meio ambiente”, ressaltou Marcus Passos, presidente da Limpurb.

 

Locais atingidos – Em Salvador, todas as praias atingidas foram as de Ipitanga, Praia do Flamengo, Stella Maris, Itapuã, Piatã, Patamares, Jaguaribe, Pituaçu, Corsário, Boca do Rio, Jardim de Alah, Jardim dos Namorados, Pituba, Amaralina, Ondina, Rio Vermelho e Farol da Barra. Do início do aparecimento até o momento, as mais atingidas foram Ipitanga, Stella Maris, Praia do Flamengo, Pituaçu, Corsário, Pituba e Rio Vermelho.

 

Destino do material - A Limpurb definiu procedimentos para a retirada das manchas de óleo a partir de um protocolo orientado pelo Instituto Brasileiro do Meio Ambiente e dos Recursos Naturais Renováveis (Ibama). As regras estão sendo seguidas pela equipe operacional desde quando apareceram as primeiras pelotas de petróleo na capital baiana.

 

Todo material recolhido pela Limpurb é pesado e depois encaminhado para um depósito temporário na sede do órgão e disposto dentro de um contêiner forrado internamente por manta de PVC, acomodado em área coberta e afastado de pessoas e animais, até que os órgãos ambientais responsáveis decidam pelo destino final do material.

 

“O trabalho da Limpurb continua até que todas as previsões da chegada de mais material sejam descartadas pelas autoridades competentes e até que as nossas praias estejam 100% limpas”, frisou Marcus Passos.

0
0
0
s2sdefault
0
0
0
s2sdefault


A Praça Colombo, no Rio Vermelho, é a mais nova área verde que poderá ser adotada através do programa Verde Perto, promovido pela Prefeitura por meio da Secretaria de Sustentabilidade, Inovação e Resiliência (Secis). O edital foi publicado no Diário Oficial do Município (DOM) desta quarta-feira (6) e os interessados, pessoas físicas ou jurídicas, podem se inscrever até o dia 20 de dezembro. 

O programa foi implantado em 2013 com o objetivo de ampliar a cobertura vegetal na cidade, revitalizar espaços públicos e adaptar corredores ecológicos urbanos. Somente em 2019, o Verde Perto já possibilitou 35 adoções, sendo dez praças, 19 canteiros e seis áreas verdes em locais como Itapuã, Pituba e Barra. 

Com o objetivo revitalizar espaços e equipamentos, seis doações de equipamentos foram instaladas no Parque da Cidade, Campo Grande, Dique do Tororó, Praça Ana Lúcia Magalhães e Stella Maris. “A ideia é trazer a sociedade mais perto possível das ações com a Prefeitura. Dessa forma, todos podem cuidar dos espaços da cidade”, explica o diretor da Secis Uelber Reis, que é presidente da Comissão de Análise do Programa Verde Perto.

A empresa ou pessoa física que tiver a intenção de adotar determinada área pode entrar em contato através de uma carta, informando o interesse por determinado local. Logo, o indivíduo tem o direito de colocar placas com tamanho padrão informando que “adotou este local”. O contrato tem duração de um ano, podendo ser prorrogado por anos seguintes desde que sejam cumpridas as normas do edital.

0
0
0
s2sdefault
0
0
0
s2sdefault


O número de infrações por transitar na faixa ou via exclusiva regulamentada para transporte público coletivo de passageiros em Salvador caiu em mais de 50%, de janeiro a setembro deste ano, se comparados aos dados do mesmo período de 2018. De acordo com as estatísticas da Superintendência de Trânsito do Salvador (Transalvador), a queda expressiva no número de notificações pode ser atribuída ao forte trabalho de educação e conscientização no trânsito que vem sendo desenvolvido ao longo dos últimos anos pela Prefeitura. 

Nos primeiros nove meses de 2018, 23.141 condutores foram flagrados cometendo a infração, que foi considerada a terceira maior causa de aplicação de multas na capital baiana – atrás apenas dos motoristas que desrespeitaram a velocidade máxima permitida em até 20% e aqueles que estacionaram em locais proibidos e especificados pela sinalização. Já nesse mesmo período, em 2019, foram 11.582 notificações e a infração passou a ser a quinta mais praticada no trânsito. 

Salvador possui três faixas e vias exclusivas para ônibus. Uma faixa localizada ao longo da Avenida Paulo VI, na Pituba e outras duas vias nas Avenidas Vasco da Gama e Antônio Carlos Magalhães (esta última tem início nas proximidades do Detran). Na via há uma segregação física. Já na faixa a delimitada existe uma sinalização horizontal. 

Legislação – De acordo com artigo 184, parágrafo III, do Código de Trânsito Brasileiro (CTB), condutores que infringem a lei cometem infração gravíssima e podem pagar multa no valor de R$293,47, além de perder sete pontos na carteira de habilitação e ter o carro apreendido. A lei que altera o Código foi sancionada e publicada no Diário Oficial de 31 de julho de 2015. 

De acordo com o órgão, a fiscalização para este tipo de infração é feita pelos agentes da Transalvador. Eles podem notificar o condutor por meio eletrônico (fotossensores) ou ainda por flagrante, ou seja, o agente pode notificar o motorista infrator exatamente na hora da infração.

0
0
0
s2sdefault
0
0
0
s2sdefault

Evento tem como objetivo divulgar ao trade turístico nacional os atrativos da alta estação na cidade

Como tem acontecido nos últimos cinco anos, Salvador lançou na noite de hoje (06), na cidade de São Paulo (SP), o calendário de Verão e as atrações de mais uma edição do Festival Virada Salvador, que acontece entre 28 de dezembro e 1° de janeiro, na orla da Boca do Rio, ao lado do novo Centro de Convenções. No total, o maior Réveillon do Brasil terá 25 atrações nos cinco dias de programação, cuja grade ainda será detalhada pela Empresa Salvador Turismo (Saltur).  

O evento, realizado na Casa das Caldeiras, contou com a presença do prefeito da capital baiana, ACM Neto, do secretário municipal de Cultura e Turismo, Cláudio Tinoco, e do presidente da Saltur, Isaac Edington, além de representantes do trade turístico brasileiro, outras autoridades e personalidades do mundo artístico local e nacional. Na ocasião, foi lançada a campanha promocional do Verão soteropolitano, com o tema "Misture-se", apresentando a diversidade de ritmos e de tribos como o diferencial da primeira capital do Brasil.

"Salvador está ainda mais preparada para receber os turistas para os festejos de final de ano e durante todo o Verão. Esperamos até 100% de ocupação hoteleira no Festival Virada Salvador e índices excelentes durante toda a alta estação. A expectativa do setor hoteleiro e também do de bares e restaurantes é o melhor possível, o que representa crescimento para a cidade. Esses setores também estão investindo em qualificação de pessoal para receber ainda melhor os visitantes", disse ACM Neto. 

O prefeito lembrou que a estratégia de lançar o calendário de Verão e o Réveillon de Salvador em São Paulo tem rendido frutos positivos para a cidade a cada ano, com a geração de emprego e renda via aquecimento do turismo. Somente na última virada de ano, o setor hoteleiro registrou uma média de ocupação de 87,80%. Esses turistas tiveram como origem, principalmente, os estados de São Paulo, Rio de Janeiro, Minas Gerais, Pernambuco e Distrito Federal. 

Réveillon - O Festival Virada Salvador terá mais de 70 horas de música e estimativa de público de dois milhões de pessoas nos cinco dias de evento. Entre os nomes já confirmados estão Iza, Claudia Leitte, Vintage Culture, Bell, Matheus & Kauan, Saia Rodada, Durval, Paralamas, Anitta, Luan, Simone e Simaria, La Furia, Igor Kannário, Harmonia, Alok, Gusttavo Lima , Wesley Safadão, Psirico, Lincoln & Duas Medidas, Denis DJ, Léo Santana Ivete (que mais uma vez fará a contagem regressiva), Jorge e & Mateus, Xand  Avião, Saulo e Daniela Mercury. 

"É uma verdadeira mistura dos grandes nomes nacionais. O Festival Virada Salvador leva cerca de 500 mil turistas à capital, ocupa praticamente todo o setor da hoteleira e injeta mais de R$ 500 milhões na economia da cidade", disse Isaac Edington, acrescentando que o evento terá ainda show com o uso de drones, roda-gigante, tirolesa, vila gastronômica e feira criativa com produtos típicos da Bahia. 

Ensaios e festas - Vale lembrar, no entanto, que o Verão de Salvador já começa em novembro. São dezenas de ensaios, festas e eventos realizados pelos músicos e artistas que estão se preparando para o Carnaval. Além disso, de dezembro a fevereiro a cidade realiza 13 grandes festas populares, a exemplo da Lavagem de Itapuã, Yemanjá e a tradicional Lavagem do Bonfim. Essas três festas juntas atraem mais de 1,5 milhão de pessoas para as ruas da capital baiana. 

Carnaval - O ápice do Verão na Cidade da Música, título que Salvador ganhou da Unesco, é o Carnaval, a maior festa de rua do planeta. São 10 dias de agito, mais de dois milhões de pessoas por dia, centenas de apresentações em trios elétricos, sete circuitos oficiais e cerca de dez palcos espalhados pela cidade. 

Durante o evento em São Paulo, que ainda terá shows de Saulo e Banda Eva e convidados como Daniel Vieira, Silva, Márcio Victor e Daniela Mercury, foi divulgado o nome de uma nova marca que se une à Prefeitura para apoiar a realização do Carnaval: a Veloe, que irá atuar para melhorar a mobilidade durante a festa. 

 

 

0
0
0
s2sdefault
0
0
0
s2sdefault

Os representantes de empresas de base tecnológica e cidadãos participaram do primeiro Fórum Cidade Inovadora, realizado na tarde desta terça-feira (5), no Espaço Colabore, no Parque da Cidade. Promovido pela Prefeitura através da Secretaria de Sustentabilidade, Inovação e Resiliência (Secis), o evento buscou esclarecer dúvidas de interessados sobre a proposta da Política Municipal de Inovação, que está em desenvolvimento. Este foi o 3º encontro do Fórum Salvador Cidade Inovadora e que foi voltado para instituições de apoio: representantes de incubadoras, aceleradoras, hubs, coworkings, demais instituições e empresas de apoio do ecossistema de empreendedorismo e inovação e cidadãos.

A assessora de Inovação da Secis, Rafaela Rodrigues, explicou que este fórum será repetido anualmente após a implementação da política municipal. A intenção é de que o debate entre os atores da sociedade e o poder público possa proporcionar interação e propor soluções cada vez mais afinadas com Salvador.

“Criamos esse fórum para que todos que serão impactados pela lei pudessem contribuir, esclarecer dúvidas, colaborar. Esperamos que o que ela traz de benefícios promova o fortalecimento do ecossistema de inovação da cidade e atração de startups. Então, queremos que a população analise, sugira e argumente”, explicou.

Os cidadãos que quiserem colaborar com sugestões para a construção da Política Municipal de Inovação podem ter acesso ao documento proposto e fazer as ponderações através da Internet. A minuta do projeto está disponível para consulta online e pode ser acessada através do link sustentabilidade. salvador. ba. gov. br e no Instagram da Secis (@secissalvador). O prazo para envio das contribuições é até 6 de dezembro de 2019.

Novo encontro – Na próxima terça-feira (12), também no Colabore, haverá um encontro com o mesmo intuito do Fórum, que terá como foco receber empresas de base tecnológica e startups. Após essa data ainda haverá mais dois eventos similares antes do fechamento do recebimento de sugestões, o último, em formato de audiência pública, que acontecerá no Centro Cultural da Câmara, dia 03 de dezembro

A intenção municipal é de que a política sirva como mecanismo para impulsionar o empreendedorismo e a inovação em Salvador. Através do certame serão instituídas diretrizes, mecanismos, sistemas e incentivos à inovação, além de fomentar a ampliação e consolidação da rede de conhecimento técnico-científico e orientar as atividades do poder público municipal na relação com o ecossistema de inovação local.

No plano há proposta de conceder incentivos fiscais e outros benefícios para as empresas de bases tecnológicas e startups participantes com o objetivo de promover o empreendedorismo inovador de interesse do município. Entre eles estão a redução do Imposto Sobre Serviços de Qualquer Natureza (ISS) de 5% para 2% para os participantes de toda Salvador, e o abatimento de 50% do Imposto Predial e Territorial Urbano (IPTU) apenas para empresas e startups localizadas na região do Comércio.

0
0
0
s2sdefault

Fale Conosco

O seu canal de comunicação com o nosso site. Caso tenha dúvidas, sugestões ou solicitações de serviços, por favor, mande mensagem que teremos prazer em respondê-la.

Enviando...