Geral

0
0
0
s2sdefault

A Secretaria Municipal de Promoção Social, Combate à Pobreza, Esportes e Lazer (Sempre) está promovendo dois cursos voltados para a acessibilidade: o curso de Audiodescrição e o de Braille, ambos com inscrições iniciadas nesta segunda-feira (26) e com direito à certificado.

As inscrições para o curso de audiodescrição podem ser feitas até o dia 1º de março, por meio do link: https://forms.gle/9SrCWP4r5ouDvjfP7. As aulas começam no dia 5 de março e vão até o dia 23 de abril. As atividades serão semanais, sempre às terças-feiras, das 8h às 12h, na sede do Conselho Municipal da Pessoa com Deficiência (Comped), na Rua Engenheiro Silva Lima, s/n, em Nazaré (rua lateral do prédio da Fumpres, antigo IPS).

A audiodescrição é um recurso de tecnologia assistida que permite que as pessoas cegas e com baixa visão tenham acesso às informações das imagens que estão no ambiente virtual. O recurso descreve todas as imagens de maneira acessível para as pessoas, em diferentes modalidades, a exemplo de texto, QR Code e áudio.

Durante o curso, as pessoas irão aprender, por exemplo, a fazer a descrição de cards e demais imagens estáticas para as redes sociais. Existem diferentes imagens, as de paisagem, fotografia de pessoas e os cards, e cada uma deve ser descrita de uma maneira. Serão ensinados os diferentes caminhos para a audiodescrição dessas imagens.

Os professores para esta turma serão os audiodescritores Daiane Pina e Allan Gandarela. A carga horária total do curso será 40h.

Braille – Já as aulas de Braille começam no dia 6 de março e vão até 15 de abril, sempre às quartas-feiras, das 8h às 12h, também na sede do Comped, em Nazaré. São 15 vagas oferecidas e os alunos irão aprender um pouco sobre a origem do Braille, alfabeto Braille, regras para a escrita, pontuação e outros sinais gráficos.

A professora do curso, que também terá uma carga horária de 40h, será a braillista Daniele Berengue. As inscrições seguem até o dia 2 de março, por meio do link https://forms.gle/UEbXkFbNTVNSEv69.

Mais acessibilidade – Segundo Daiane Pina, que também é diretora de Políticas Públicas para Pessoas com Deficiência da Sempre, o objetivo ao realizar cursos como esses é disseminar a cultura da acessibilidade, dos espaços acessíveis e também de que as pessoas conheçam recursos para atender melhor a população de Salvador.

“A gente quer que Salvador seja uma cidade onde as pessoas saibam lidar com a diversidade humana. Então, eu não sei Libras, mas eu sei fazer uma audiodescrição para a pessoa cega; eu não sei audiodescrição, mas eu sei Braille e posso ler algo em Braile que esteja em uma caixa de remédio para uma pessoa cega ou com baixa visão”, afirma.

Além desses dois cursos, a Sempre planeja realizar outros voltados para a promoção da acessibilidade, a exemplo do de Soroban, instrumento de cálculo utilizado por cegos; Orientação e habilidade, direcionado para profissionais de turismo para que possam guiar pessoas com deficiência nos pontos turísticos; e o de Língua Brasileira de Sinais (Libras), este último previsto para a primeira semana de abril.

Reportagem: Priscila Machado/Secom PMS

 

0
0
0
s2sdefault
0
0
0
s2sdefault

A Prefeitura de Salvador inaugurou neste domingo (25) o complexo esportivo e de lazer Raimundo Varela, na Fazenda Grande IV. O local, que conta com campo com grama sintética, quadra poliesportiva e uma ampla praça, homenageia o icônico comunicador, locutor e apresentador de TV que faleceu em setembro do ano passado aos 75 anos.

A entrega foi realizada pelo prefeito Bruno Reis durante solenidade na rua Luís Martins Catharino Gordilho, ao lado de autoridades municipais e familiares de Varela. O investimento da gestão municipal foi de R$ 3,5 milhões na implantação dos equipamentos do complexo, que vai atender às demandas do bairro estimulando a prática esportiva e o convívio social.

“Fizemos uma verdadeira transformação nesse local. Quem vê a foto e compara como era antes e agora sabe o que estou falando. Eu fiz questão de percorrer todo o entorno para olhar nos olhos das pessoas e ver a alegria e a felicidade. Estes equipamentos esportivo e de lazer têm a capacidade de elevar a autoestima da comunidade”, destacou Bruno Reis, acrescentando que o complexo será o principal ponto de encontro dos moradores.

“Esse equipamento vai fazer inclusão social através do esporte, que tem a capacidade de deixar os jovens longe das drogas e da criminalidade, além de transformar vidas. Tenho certeza que daqui vamos revelar craques", completou.

Sobre Varela, o prefeito lembrou a trajetória do comunicador e disse que esta é a primeira de outras homenagens que serão feitas pela Prefeitura. "Varela, por muito tempo, foi a voz dos mais pobres dessa cidade, chamando a atenção das autoridades para os problemas. Uma inspiração de coragem e determinação para a gente seguir construindo uma cidade cada vez melhor", disse.

Equipamentos esportivos - O campo com grama sintética tem cerca de 3,2 mil metros quadrados e possui arquibancada, enquanto que a quadra poliesportiva tem 593 metros quadrados. Os serviços no local foram executados pela Secretaria de Promoção Social, Combate à Pobreza, Esportes e Lazer (Sempre).

Devidamente padronizado para jogar bola com os amigos na manhã deste domingo, o ajudante de depósito Igor Barbosa, 31 anos, comemorou a requalificação do campo, que era de barro e estava degradado. “É um sonho realizado. A comunidade ganhou muito com tudo isso. Éramos um bairro esquecido e hoje essa população está muito agradecida com essa obra enorme. Temos um grupo que ‘bate o baba’ todo domingo e feriado. São mais de 30 anos de tradição”, celebrou ele, revelando que os moradores apelidaram carinhosamente o campo de “Arena do Migué”.

Lazer - Já a nova praça construída no complexo Raimundo Varela tem entre os mobiliários esculturas em forma de pássaros em concreto, conjuntos de mesa para jogos e poltronas. O espaço ainda possui um vestiário e nove quiosques, sendo um deles destinado à comercialização de acarajé e os outros para lanches.

Além disso, a área é equipada com duas mesas, uma para partidas de futmesa e outra para ping-pong, além de parque infantil com uma Casa de Tarzan, balanço, escorregadeira, gangorra e conjunto de amarelinha.

Para quem quiser deixar o sedentarismo de lado, o espaço ainda possui academia de saúde e de ginástica. Dentre os equipamentos estão simuladores de giro triplo, remada sentada, de cavalgada e de esquiador individual. Também há espaldar horizontal e vertical, uma prancha abdominal, uma barra paralela e uma barra de apoio. A obra foi concluída pela Companhia de Desenvolvimento Urbano (Desal).

Em relação à iluminação, na praça foram implantadas 68 luminárias em LED e 33 postes de fibra. No campo foram instalados 57 projetores em LED e nove postes de fibra.

Após entregar o complexo, Bruno Reis percorreu os equipamentos entregues e que já estão sendo utilizados pela população neste domingo. O chefe do Executivo municipal destacou que a Prefeitura entregou 406 praças e conta com outras 50 com obras em execução. Além disso, são mais de 35 campos com gramado sintético inaugurados pela atual gestão.

Legado - Um dos filhos de Varela, Gel marcou presença na solenidade de inauguração do complexo de esporte e de lazer e agradeceu à Prefeitura pela obra, ressaltando o legado do pai como porta-voz do povo.

“Um espaço como esse é um laboratório de vidas para o sucesso. É uma satisfação inenarrável porque meu pai, que veio do Subúrbio, foi um herói dessa trajetória, em vencer na vida profissional e pessoal, construindo um legado que hoje é referência nacional graças ao seu empenho. A maior virtude dele não era só a oratória, mas a força de trabalho e solidariedade em ajudar as pessoas e dar voz à comunidade”, disse.

Para Sheila Varela, viúva do comunicador baiano, a homenagem ressalta a importância do homem, apresentador e figura pública que era Raimundo Varela: “Acho que é uma conquista para a população, e o legado de Varela não morrerá porque ele foi extremamente de verdade, idôneo, pai de família e grande profissional de comunicação”.

0
0
0
s2sdefault
0
0
0
s2sdefault

As comunidades de Mangabeira (Cajazeiras VIII) e Irmã Dulce (Cajazeiras VII) participaram de simulados de evacuação para áreas de risco, na manhã deste sábado (24). Realizada pela Defesa Civil de Salvador (Codesal), a atividade começou às 9h no instante em que foram acionadas as sirenes do Sistema de Alerta e Alarme.

No treino, os moradores seguiram por rotas de fuga até os pontos de acolhimento nas Escolas Municipais Ricardo Pereira e Irmã Dulce, onde estavam instalados os locais de apoio da operação.

Por meio de exercício de retirada rápida de moradores de suas casas, a operação busca a redução de danos e a preservação da vida em comunidades localizadas em áreas onde é grande a possibilidade de acidentes relacionados ao mau tempo, a exemplo daqueles causados por desabamentos de imóveis e deslizamentos de terra.

“O objetivo desses simulados é treinar para que os cidadãos saibam o que fazer no caso de acidentes relacionados à proteção civil, e para que consigamos evitar e minimizar os efeitos da chuva”, explica o diretor-geral da Codesal, Sosthenes Macêdo.

O simulado contou com a participação de profissionais da Defesa Civil de Salvador, coordenados por Lívia Melo e Ian Breno, além das secretarias municipais de Promoção Social, Combate à Pobreza, Esporte e Lazer (Sempre), Políticas para as Mulheres, Infância e Juventude (SPMJ) e Educação (Smed).

Participaram ainda voluntários de diferentes áreas, a exemplo de Cajazeiras, Imbui, de Itaparica e Castelo Branco, cujas colaborações contribuíram para o bom desempenho da atividade.

"Hoje abrimos a nossa escola para que a equipe da Codesal pudesse realizar mais uma ação importantíssima para a comunidade do Jardim das Mangabeiras", enfatizou a diretora da Escola Municipal Professor Ricardo Pereira, Víviam Santana. Segundo ela, neste momento de fortes chuvas que atingem Salvador, a ação possui extrema importância para as comunidades das áreas de risco.

Morador de Castelo Branco e voluntário na ação, Paulo Souza relatou o quanto a experiência tem sido enriquecedora. “Tem sido especial estar ajudando as comunidades a obterem conhecimentos com o cuidado de pessoas, promovendo ações preventivas corretas passadas pelas equipes da Defesa Civil."

Capacitação - O simulado de evacuação de área de risco é um exercício prático que promove a capacitação das comunidades para enfrentar adequadamente situações de emergência. Permite ainda a avaliação das ações realizadas e os recursos empreendidos e levantados ao longo das atividades de formação dos Núcleos Comunitários de Proteção.

O simulado tem início quando a sirene do Sistema de Alerta e Alarme da área envolvida é acionada pelo Centro de Monitoramento e Alerta da Defesa Civil de Salvador (Cemadec), unidade tecnológica da Codesal que realiza análises climáticas e previsões de chuvas. Em um cenário real, a sirene é disparada em caso de chuvas intensas e um acumulado de 150mm em 72h.

Núcleos - Os simulados de evacuação são parte da formação dos Núcleos de Proteção e Defesa Civil (Nupdecs), coordenado pelo Setor de Articulações Comunitárias e Voluntariado da Defesa Civil de Salvador, que mobiliza as comunidades para participarem das atividades. Estas incluem módulos sobre defesa civil, primeiros socorros, percepção de riscos, mudanças climáticas, entre outros.

“É importante que a difusão de conhecimentos voltados para redução de risco de desastre sejam partilhados com a sociedade em geral, em uma realidade de alterações climáticas que fazem com que a cada dia mais pessoas sejam expostas a riscos que antes não eram perceptíveis”, alerta a coordenadora de Ações de Prevenção e Redução de Riscos, Gabriela Morais.

 

0
0
0
s2sdefault
0
0
0
s2sdefault

Com cinco anos de ativo, o site Caminhos Digitais da Leitura se destaca por incentivar a leitura e a produção literária na capital baiana. A plataforma municipal é composta por um acervo digital, com títulos disponíveis para leitura em tablet, celular e computadores e abre espaço também para quem tem o sonho de publicar as próprias obras. O ambiente virtual contém os gêneros romance, conto, crônica, cordel, poesia, além de disponibilizar produções mais acadêmicas, como monografia, tese e dissertação.

Desde o lançamento, em dezembro de 2018, cerca de 12 mil leitores já acessaram a plataforma. Segundo a Fundação Gregório de Mattos (FGM), a disponibilização das obras contempladas pelo Selo Literário João Ubaldo Ribeiro Ano III, entre os meses de dezembro passado e janeiro deste ano, ampliaram ainda mais a procura pelo site.

“Ficamos felizes em saber que a plataforma está sendo acessada e que as pessoas estão consumindo as produções, muitas delas, de autores soteropolitanos. A FGM trabalha no universo de fomento à leitura, independentemente de ter as bibliotecas municipais físicas, que são três, com o objetivo de atender à cidade de maneira mais ampla. Por isso, desenvolvemos alguns projetos que contemplem mais a população, e o site Caminhos Digitais da Leitura é um deles”, conta Jane Palma, gerente de biblioteca e promoção de livro e leitura.

Acervo - A plataforma conta com 56 livros, a maioria faz parte do Selo Literário João Ubaldo Ribeiro, mas também há obras de José de Alencar, Nelson Preto e de produtores independentes que disponibilizam as suas obras. A FGM registrou uma média de sete publicações independentes por ano, ou seja, de pessoas que encaminharam as suas obras ao site para a publicação.

Um dos pontos importantes é que o site dá acesso a obras que não estão sendo mais distribuídas ou vendidas. “Nós temos, por exemplo, um livro publicado pela FGM sobre a Pedra de Xangô - que é tombada como patrimônio pela Prefeitura. É um trabalho belíssimo de pesquisa cujos exemplares estão esgotados e cuja edição foi única. Então, quem quiser pesquisar a respeito, só vai encontrá-lo na plataforma ou nos ambientes que receberam o exemplar como doação”, conta Jane.

“Portanto, a plataforma é importante não só pelo fomento ao hábito da leitura, mas também porque ela proporciona a oportunidade de as pessoas produzirem literatura e de difundir o seu conteúdo com outras pessoas, ou seja, partilhar. Toda ferramenta que consegue partilhar cultura e educação é importante”, acrescenta.

Publicação – Logo na página principal do Caminhos Digitais da Leitura, o usuário encontra a opção "Publique um livro", que dá acesso a um formulário para preenchimento das informações sobre o conteúdo a ser publicado. Após preenchimento das informações e envio para a Fundação Gregório de Mattos (FGM), a obra passa por uma avaliação, com duração de 45 dias, feita por professores de literatura e demais profissionais da área, que são consultores parceiros da FGM.

Sendo assim, o interessado deve ler atentamente o Termo de Compromisso, bem como as instruções, para ter o livro disponibilizado ao público na biblioteca digital da FGM.

Iniciativa – O site Caminhos Digitais da Leitura foi desenvolvido pela FGM, em parceria com a Companhia de Governança Eletrônica de Salvador (Cogel) e faz parte dos Caminhos da Leitura, um programa de arte-educação realizado por meio da Gerência de Bibliotecas e Promoção do Livro e Leitura.

Dentro do programa, são promovidas diversas ações, a exemplo da circulação de livros, por meio do projeto Esqueça um Livro e Espalhe Conhecimento; exposições; contação de histórias; encontros com escritores; oficinas de produção de bonecos; apresentação de contos cantados em escolas, bibliotecas e praças da cidade e dos jogos educativos Kaê Erê.

0
0
0
s2sdefault
0
0
0
s2sdefault

O programa Morar Melhor alcançou mais 200 casas na região de Santa Mônica com reformas estruturais que proporcionaram mais dignidade e bem-estar aos moradores beneficiados. A entrega das intervenções foi feita pelo prefeito Bruno Reis na manhã deste sábado (24), durante solenidade na Rua Vilas Aíres. A iniciativa já soma 665 casas requalificadas apenas na poligonal.

“Salvador, durante um processo histórico, cresceu com habitações precárias. Por isso, oferecemos diversos programas de moradia no Mané Dendê (Subúrbio), Baixa Fria (Canabrava), Barro Branco (Alto do Peru) e, agora, na comunidade do Pé Preto (Nordeste de Amaralina). Mas a cidade precisava de um programa para reforma da casa das pessoas. Estamos mudando a realidade de muitas famílias, proporcionando moradia digna. Não há nada mais importante para o ser humano do que seu próprio lar”, destacou Bruno Reis.

O prefeito lembrou que um dos destaques do Morar Melhor é o fato de os beneficiários permanecerem no bairro onde nasceram e possuem suas raízes. Além disso, os próprios moradores escolhem quais serviços são realizados, a exemplo de instalações sanitárias, pintura, reboco, recuperação ou troca de telhado e de esquadrias (portas e janelas).

“O Morar Melhor permite que a gente mantenha a tradição, costume e vizinhança das famílias. É o programa mais especial da Prefeitura de Salvador, e também é o mais pedido pela população”, acrescentou. O prefeito visitou uma das selecionadas pela iniciativa nessa etapa: a diarista Solange Pereira, 63 anos. A idosa se recupera de um AVC sofrido recentemente e ficou bastante emocionada por ter sido uma das contempladas.

“Eu não tinha condições de fazer essa reforma. Minha casa era cheia de goteiras quando chovia, e eu tinha que acordar de noite para botar baldes para conter as infiltrações. Não conseguia dormir direito. Agora, não tenho mais esse problema. O banheiro, que só cabia uma pessoa, está mais amplo e confortável. Sou muito feliz e grata pela Prefeitura”, festejou.

De acordo com a Secretaria de Infraestrutura e Obras Públicas (Seinfra), desde 2015, o Morar Melhor já reformou mais de 47,5 mil casas em toda a capital baiana.

Fases - Para as intervenções serem realizadas, assistentes sociais do programa realizam avaliação das famílias e fazem cadastramento dos imóveis Depois disso, a equipe técnica da empresa contratada via processo licitatório, formada por engenheiros, arquitetos, técnicos em edificações e fiscais, realiza a avaliação de campo e elabora o orçamento dos serviços a serem executados.

A Prefeitura acompanha de forma permanente o andamento das obras e mantém diálogo com os beneficiários, esclarecendo dúvidas e garantindo a satisfação com os serviços realizados.

O Morar Melhor segue critérios como precariedade dos bairros, baseado em dados do IBGE; áreas com maior predominância de domicílios com alvenaria sem revestimento; maior predominância de pessoas abaixo da linha da pobreza; maior predominância de mulheres chefe de família, entre outros requisitos. Não são contemplados imóveis em situação de risco, imóveis de aluguel ou famílias que apresentem renda superior a três salários mínimos.

0
0
0
s2sdefault
0
0
0
s2sdefault

A Prefeitura de Salvador, por meio da Secretaria Municipal da Saúde (SMS), está intensificando esforços para combater o mosquito Aedes aegypti, transmissor de doenças como dengue, zika vírus, febre amarela e chikungunya. Nesta sexta-feira (23), uma equipe do Centro de Controle de Zoonoses (CCZ) realizou uma ação especial de conscientização na Rodoviária, alertando a população sobre medidas de prevenção para evitar a proliferação do inseto.

Na ocasião, o público recebeu panfletos e pôde conferir jogos para crianças, além da presença de um personagem fantasiado de mosquito. O chefe do Setor de Educação e Mobilização do CCZ, Péricles Pires, enfatizou a importância da ação educativa e de mobilização social para fortalecer a prevenção e controle do Aedes aegypti, chamando a atenção para que todos estejam cientes das próprias responsabilidades no combate a esse vetor.

"Aqui a gente utiliza diferentes recursos didáticos para que a população possa entender qual o ciclo do vetor, como ele se desenvolve e quais são as medidas de prevenção. A ideia é explicar que, cumprindo as medidas, a gente consegue manter o controle e evitar doenças", explicou. Entre as orientações estão evitar água parada, cobrir tanques, eliminar águas de cacos de plantas, virar garrafas e reforçar o uso de repelentes.

A empregada doméstica Edna Conceição Cruz, de 69 anos, não economizou elogios à campanha. "Achei maravilhosa essa ação. Já sofri muito por causa desse mosquito. Eu alertava as pessoas e ninguém fazia questão de prevenir. Há dois anos que ainda sofro com dores nas juntas. Hoje em dia, graças a Deus, as pessoas estão tendo mais consciência e esse projeto leva a informação até para as pessoas que moram distante", contou.

Além da Rodoviária, as ações de conscientização têm sido realizadas em outros locais de grande circulação e/ou presença de pessoas, como praças, unidades de saúde e escolas. "Também contamos com a parceria de outras secretarias da Prefeitura para fortalecer ainda mais esse trabalho", finalizou Pires.

0
0
0
s2sdefault
0
0
0
s2sdefault

O ParaPraia retorna neste ano de 2024 para promover o banho de mar assistido para deficientes físicos e pessoas com mobilidade reduzida. A iniciativa, apoiada pela Prefeitura de Salvador, através da Secretaria Municipal de Promoção Social, Combate à Pobreza, Esportes e Lazer (Sempre), acontece neste sábado (24) e domingo (25), até o dia 10 de março, sempre aos finais de semana, das 8h às 12h, na praia de Ondina, em frente ao Instituto Bahiano de Reabilitação (IBR).

O projeto oferece infraestrutura completa, com cadeiras anfíbias flutuantes, acessórios para banhos, espaços recreativos, banheiros especiais, tendas e pistas de acesso à praia. Nesta 9ª edição, a Unifacs se une ao projeto, coordenando os voluntários, incluindo professores e alunos de diversos cursos. Cerca de 300 pessoas foram selecionadas e treinadas para o evento, além do apoio de voluntários da sociedade civil e outras instituições de ensino.

Desde a primeira edição, o ParaPraia já beneficiou 2,5 mil banhistas, proporcionando momentos emocionantes para muitos ao entrarem no mar pela primeira vez. O banho de mar é considerado um desafio para os deficientes físicos, no entanto, o projeto vem consolidando a proposta de ampliar essa experiência na alta temporada. A expectativa deste ano é receber, em média, 60 pessoas por dia.

 

0
0
0
s2sdefault
0
0
0
s2sdefault

O Serviço Municipal de Intermediação de Mão de Obra (Simm) oferece 50 vagas de emprego em Salvador para segunda-feira (26). Os candidatos deverão acessar o site www.salvadordigital.salvador.ba.gov.br para agendar o atendimento, a partir das 17h30.

Em caso de deficiência visual, os candidatos devem entrar em contato pelo número (71) 3202-2005 para fazer o agendamento. O atendimento está sendo realizado de forma híbrida, ou seja, de forma presencial e remota, via WhatsApp – a escolha é no momento do agendamento.

No caso das vagas que exigem experiência, o tempo de serviço deve ser comprovado em carteira de trabalho.

VAGAS:

Consultor de vendas

Requisitos: Ensino médio completo, três meses de experiência, CNH A e B.

Salário: R$1.500,00 + benefícios

Vagas: 1

Atendente de loja

Requisitos: Ensino médio completo, seis meses de experiência, conhecimento em produtos de informática, disponibilidade para trabalhar em Lauro de Freitas.

Salário: R$1.412,00 + benefícios

Vagas: 3

Recepcionista de hotel

Requisitos: Ensino médio completo, três meses de experiência, vaga zoneada para moradores da região da Suburbana, Calçada ou Cidade Baixa.

Salário: R$1.412,00 + benefícios

Vagas: 1

Passador de roupa

Requisitos: Ensino médio completo, seis meses de experiência, experiência em lavanderia comercial.

Salário: A combinar + benefícios

Vagas: 3

Lavador de roupa

Requisitos: Ensino médio completo, seis meses de experiência, experiência em lavanderia comercial.

Salário: A combinar + benefícios

Vagas: 3

Auxiliar de logística (vaga de estágio)

Requisitos: Ensino superior incompleto em Logística (cursando a partir do 1º semestre à noite), sem experiência, conhecimento em pacote Office.

Salário: Bolsa de R$706,00 + benefícios

Vagas: 1

Auxiliar de limpeza (vaga exclusiva para o Programa Simm Mulher)

Requisitos: Ensino médio completo, seis meses de experiência, vaga zoneada para diversas regiões.

Salário: R$1.412,00 + benefícios

Vagas: 1

Pedreiro (vaga temporária de 45 dias)

Requisitos: Ensino fundamental completo, seis meses de experiência.

Salário: A combinar + benefícios

Vagas: 1

Chapista de veículos

Requisitos: Ensino fundamental, seis meses de experiência, vaga zoneada para moradores de Lauro de Freitas ou região.

Salário: R$2.000,00 + benefícios

Vagas: 1

Funileiro de chapa inox e galvanizada

Requisitos: Ensino médio completo, seis meses de experiência.

Salário: R$1.500,00 + benefícios

Vagas: 1

Representante comercial autônomo

Requisitos: Ensino médio completo, seis meses de experiência, CNH B, desejável experiência na área de fotovoltaico.

Salário: A combinar + benefícios

Vagas: 5

Vendedor interno

Requisitos: Ensino médio completo, seis meses de experiência, CNH B, desejável experiência na área de fotovoltaico.

Salário: A combinar + benefícios

Vagas: 2

Professor de séries iniciais

Requisitos: Ensino superior completo em Pedagogia, seis meses de experiência, vaga zoneada para moradores da região da Fazenda Grande do Retiro.

Salário: A combinar + benefícios

Vagas: 3

Auxiliar de classe

Requisitos: Ensino médio completo, seis meses de experiência, vaga zoneada para moradores da região da Fazenda Grande do Retiro.

Salário: A combinar + benefícios

Vagas: 1

Cozinheira (vaga exclusiva para o Programa Simm Mulher)

Requisitos: Ensino médio completo, seis meses de experiência, vaga zoneada para moradores da região da Fazenda Grande do Retiro.

Salário: A combinar + benefícios

Vagas: 1

Auxiliar contábil (vaga de estágio)

Requisitos: Ensino superior cursando a partir do 5º semestre, disponibilidade no turno matutino.

Salário: Bolsa de R$900,00 + benefícios

Vagas: 2

Auxiliar administrativo (vaga exclusiva para pessoas com deficiência)

Requisitos: Ensino médio completo, seis meses de experiência.

Salário: A combinar + benefícios

Vagas: 2

Auxiliar administrativo (vaga de estágio exclusiva para pessoas com deficiência)

Requisitos: Ensino superior incompleto em Administração ou áreas afins (cursando a partir do 1º semestre à noite), sem experiência.

Salário: R$1.005,00 + benefícios

Vagas: 1

Copeiro (vaga exclusiva para pessoas com deficiência)

Requisitos: Ensino médio completo, três meses de experiência, curso na área.

Salário: R$1.527,00 + benefícios

Vagas: 1

Técnico em Nutrição (vaga exclusiva para pessoas com deficiência)

Requisitos: Ensino médio completo, sem experiência, curso Técnico de Nutrição.

Salário: R$1.412,00 + benefícios

Vagas: 1

Empacotador (Vaga exclusiva para pessoas com deficiência)

Requisitos: Ensino fundamental ou médio completo, sem experiência.

Salário: A combinar + benefícios

Vagas: 15

 

0
0
0
s2sdefault
0
0
0
s2sdefault

Os ambulantes que tiveram alguma mercadoria ou objeto apreendido por irregularidade durante o Carnaval de Salvador podem fazer a retirada dos pertences até o dia 19 de abril. A ação acontece de segunda a sexta-feira, das 8h às 16h, no Setor de Guarda de Bens (Segub), vinculado à Secretaria Municipal de Ordem Pública (Semop), na Avenida San Martin, na sede da Guarda Civil Municipal (GCM).

Para retirada do material é necessário o pagamento da multa emitida durante o ato de infração, cujo valor será compatível com a gravidade da irregularidade.

Na primeira semana do início do prazo para devolução do material, 45 pessoas compareceram à Segub para realizar o processo.

O diretor de Serviços Públicos da Semop, Alysson Carvalho, lembra que todo material recolhido representava perigo ao folião e até mesmo aos trabalhadores da folia. As ações da Semop também resultaram da retirada de produtos não autorizados para venda, ou seja, aqueles que estão fora dos portfólios dos patrocinadores oficiais da festa.

“Nossa intenção não foi punir, mas garantir que o Carnaval ocorresse no ambiente de paz e com menos riscos possíveis. Tem objetos que não podem integrar, de forma alguma, os circuitos da festa, como churrasqueiras, vidros, objetos de ponta e até mesmo o espetinho de churrasco, que pode se transformar em arma. Tudo que possa trazer uma sensação de insegurança precisa ser retirado da festa”, explica Carvalho.

Prevenção – Durante o trabalho educativo realizado pelos técnicos da Semop, nos circuitos da festa, foram realizadas 4.152 abordagens e orientações aos ambulantes. Ao longo dos cinco dias, foram registradas 9.672 apreensões durante com destaque para 10 kg de carne apreendidas em um sanitário químico situado no Circuito Dodô (Barra/Ondina), além de 2.240 itens considerados perigosos, como objetos perfurocortantes como espetinhos de churrasco, garrafas e demais objetos de vidro, facas e facões.

0
0
0
s2sdefault

Fale Conosco

O seu canal de comunicação com o nosso site. Caso tenha dúvidas, sugestões ou solicitações de serviços, por favor, mande mensagem que teremos prazer em respondê-la.

Enviando...