Geral

0
0
0
s2sdefault

A comunicação pode ajudar a salvar vidas no trânsito? Esse será um dos temas abordados no I Webinar de Jornalismo de Segurança Viária 2021 de Salvador, que será realizado virtualmente na próxima quinta-feira (22), a partir das 10h. As inscrições gratuitas podem ser feitas até terça-feira (20) pelo link vitalstrategies.zoom.us/meeting/register/tJAtduqorTksHdVH4bNb2yr0-Z2KRqhPj0Xa.

O webinar é realizado pela Prefeitura, por meio da Superintendência de Trânsito de Salvador (Transalvador) e da Secretaria Municipal de Comunicação (Secom), com apoio da Iniciativa Bloomberg de Segurança Viária. Na ocasião, os jornalistas terão a oportunidade de expandir habilidades e desenvolver novas e estimulantes ideias para ir além da cobertura habitual das ocorrências no trânsito.

Durante o evento serão explorados dados de segurança viária e fatores de risco, conceitos de sistemas seguros e o que dizem as mais recentes evidências em reportagens internacionais de segurança no trânsito. O webinar reúne especialistas para fortalecer a elaboração de reportagens sobre segurança viária e promover soluções e melhores práticas para a imprensa.

Os participantes vão poder debater o tema com palestrantes como Victor Pavarino, assessor de Segurança Viária para a Organização Pan-americana de Saúde (Opas); Dante Rosado, coordenador da Iniciativa Bloomberg de Segurança Viária Global no Brasil; e Omar Jacob, assessor técnico Regional para a América Latina da equipe de comunicação da Vital Strategies.

“Essa é uma oportunidade única para trocarmos experiências sobre a vanguarda da cobertura jornalística de sinistros no trânsito de uma forma inovadora, empolgante e absolutamente necessária. Com base nas melhores práticas internacionais na área, vamos buscar identificar, junto com os jornalistas, como é possível avançar nessa área” avalia o coordenador da Iniciativa Bloomberg de Segurança Viária Global no Brasil, Dante Rosado.

0
0
0
s2sdefault
0
0
0
s2sdefault

Uma nova modalidade de acolhimento teve início nas ruas de Salvador durante o projeto Toque de Acolher. Na madrugada fria desta quinta-feira (15), em busca ativa de acolhimento, de forma pioneira, a Secretaria Municipal de Promoção Social, Combate à Pobreza, Esportes e Lazer (Sempre) abrigou sete pessoas em situação de rua. Entre eles está Aguinaldo Pereira, que não abria mão de levar seus quatro cachorros. Com uma Unidade de Acolhimento Institucional (UAI) pensada para isso, ele teve a felicidade de embarcar com seus animais para um lugar seguro e sair da situação de vulnerabilidade.

“Foi emocionante poder dizer sim para ele, que chorando batia o pé de que não iria, pois os cachorrinhos eram sua única família e ele não os deixaria. A criação do canil já foi pensada por conta de outras recusas”, explicou o secretário da Sempre, Kiki Bispo.

Para seu Aguinaldo, poder levar seus bichinhos de estimação foi um presente. “Eu vou poder ter mais comodidade, fazer meus corres, pois sou padeiro, tenho minha profissão e ter para onde voltar e meus bichinhos também é uma benção”, agradeceu, mas não deixou de enfatizar que continuará cuidando deles e dando amor.

Abordagem – Desde o início do ano, as equipes de Abordagem Social realizaram 1.683 acolhimentos, percorrendo as ruas de Salvador. Apenas com o Projeto Toque de Acolher, que realiza a busca ativa no período noturno, 227 pessoas em situação de rua foram encaminhadas para as Unidades de Acolhimento da Sempre.

O Toque de Acolher tem como objetivo oferecer oportunidades de vida com dignidade, aproveitando as alternativas oferecidas pelo município. “Realizamos ações periódicas de abordagem social à população em situação de rua em toda a cidade, com a principal meta de reinseri-los de volta às suas famílias e a sociedade”, finalizou Bispo.

0
0
0
s2sdefault
0
0
0
s2sdefault

A Prefeitura, através da Secretaria Municipal de Ordem Pública (Semop), removeu 223 sucatas de vias públicas da capital baiana, nos primeiros cinco meses de 2021. As remoções fazem parte da Operação Cidade Dez, Sucata Zero, que tem o objetivo de melhorar as condições de mobilidade urbana, limpeza e saúde públicas, bem como de segurança e estética da cidade.

“Para o objeto ser considerado sucata tem que ser bem inservível. Se for um veículo, precisa estar abandonado, com vidros quebrados, pneus arriados ou em falta, geralmente acumulando sujeira, água ou mato, sem motor, chaparia incompleta ou enferrujada e sem bancos”, explicou a titular da Semop, Marise Chastinet.

Na ação mais recente da operação, realizada no último dia 7, a Semop atendeu 28 denúncias e fez 30 notificações. Foram, então, removidas 15 sucatas, sendo três apreendidas pelos agentes de fiscalização da pasta e 12 recolhidas pelos próprios proprietários após as notificações.

Denúncias – Entre os materiais recolhidos havia veículos em estado de degradação, estacionados em vias públicas, além de barcos abandonados em praias. A operação aconteceu nos bairros de São Caetano, Mata Escura, Vila Laura, Garibaldi, Saúde, Nazaré, Sete de Abril, Uruguai, Pituba, Ondina, Vila Rui Barbosa e Massaranduba.

A secretária chamou a atenção para a importância da colaboração dos cidadãos para o sucesso da Operação Cidade Dez, Sucata Zero. “A população precisa denunciar ao identificar alguma sucata pelas ruas. É um serviço de preservação da nossa saúde, com o objetivo maior de evitar doenças e acidentes eventuais”, concluiu.

As denúncias podem ser feitas pelo Fala Salvador, no número 156, informando as características e localização das sucatas e barcos abandonados. A partir das informações prestadas, uma equipe da Semop vai ao local indicado para fiscalizar a denúncia e remover o material, quando necessário.

 

 

--

 



 

--

0
0
0
s2sdefault
0
0
0
s2sdefault

Com objetivo de trazer comodidade à população, a plataforma Meu Benefício contabilizou, entre o mês de janeiro e junho, 8,7 mil acessos. A ferramenta foi lançada em agosto do ano passado pela Prefeitura, através da Secretaria de Promoção Social, Combate à Pobreza, Esportes e Lazer (Sempre).

O sistema foi pensado para ajudar os cidadãos a obter informações sobre os benefícios pagos pelo município, como os auxílios moradia, viagem, emergencial e natalidade, sem precisar sair de casa. Além de evitar as longas filas nos bancos e exposições desnecessárias para obter alguma informação sobre os benefícios, basta o favorecido acessar o endereço www.meubeneficio.salvador.ba.gov.br e informar o número do CPF.

Em seguida, o beneficiado passa a receber as informações sobre qual auxílio está disponível, o valor e em qual data e banco poderá ser sacado, assim como os critérios para a concessão dos proventos.

Segurança — O secretário da Sempre, Kiki Bispo, destacou a importância da plataforma, que foi criada como mais uma forma de possibilitar comodidade aos usuários nesse período de pandemia da Covid-19. Ou seja, da própria casa, pelo celular, computador, tablet ou até mesmo de uma lan house vizinha, o cidadão pode obter informações sobre seus benefícios, se os valores estão na conta, quando estarão ou quando poderão ser sacados, por exemplo.

“Esse é o nosso objetivo, evitar que as pessoas se exponham ou precisem se locomover para um banco, pegar ônibus, filas ou enfrentar aglomerações. Ao contrário, tudo isso com segurança. E isso vale para todos", destacou Bispo.

Presencial – O atendimento presencial para as pessoas que não possuem acesso à internet está mantido, mas é preciso fazer um agendamento prévio através do telefone (71) 3202-2347, 99946-4326, 98800-4401, 98549-9820 ou 99738-4982. Após realizar o agendamento, o cidadão pode se dirigir até a Avenida Jequitaia, 62, no bairro da Calçada, de segunda a sexta-feira (exceto feriados), das 8h às 16h30.

 

 

--

0
0
0
s2sdefault
0
0
0
s2sdefault

A partir desta quinta-feira (15), eventos sociais e infantis de Salvador estão autorizados a serem realizados com capacidade máxima de público de até 200 pessoas – o limite até então era de 100 pessoas. Essa flexibilização estava prevista no Decreto 34.123, que determinou a ativação da fase verde do plano de reabertura das atividades econômicas na capital, caso o índice de ocupação de leitos UTI Covid adulto estivesse em patamar igual ou inferior a 60%, entre os dias 9 a 14.

Conforme dados da Secretaria Municipal da Saúde (SMS), Salvador atendeu a esse critério. Ontem (14), a taxa de ocupação das vagas de terapia intensiva foi de 51%. Na terça (13) foi de 49%; na segunda (12), 52%; no domingo (11), 55%; no sábado (10), 55%; e na sexta-feira passada (9), 57%.

“O processo de vacinação e as medidas de enfrentamento à pandemia em Salvador têm sido cruciais para que os indicadores da saúde permaneçam controlados e em queda. Isso também tem permitido que a capital baiana avance cada vez mais na retomada das atividades de forma segura”, destaca a secretária de Desenvolvimento Econômico, Emprego e Renda (Semdec), Mila Paes, acrescentando que o setor de cultura e eventos foi um dos mais afetados nesses 16 meses de crise sanitária.

Protocolos – Os eventos sociais, a exemplo de casamentos, bodas, noivados, aniversários, batizados, formaturas e confraternizações corporativas, podem ser realizados de segunda-feira a domingo, das 10h às 23h30. A exceção vai para espaços localizados em shopping centers e centros comerciais sem acesso independente, que seguirão o horário de funcionamento desses empreendimentos.

A regra para o funcionamento de eventos infantis é similar, com uma leve diferença de horário: pode ocorrer de segunda-feira a domingo, das 10h às 23h. A capacidade de convidados nos espaços deve ser de 50% do total do local ou um convidado a cada seis metros quadrados, o que for menor, não podendo exceder o limite máximo de 200 pessoas.

Não poderá ser realizado mais de um evento em um mesmo espaço de forma simultânea, ainda que o total de convidados somados não ultrapasse os limites estabelecidos neste protocolo. Segue proibida a realização de feiras e similares para exposição e vendas de produtos.

0
0
0
s2sdefault
0
0
0
s2sdefault

Numa atitude de humanidade, cujo período de pandemia exige, a Secretaria Municipal de Promoção Social, Combate à Pobreza, Esportes e Lazer (Sempre) atuou em parceria com a Base Comunitária da Polícia Militar do bairro do Calabar, na quarta-feira (14). Na ocasião, as entidades doaram cem cestas básicas para a comunidade. Esse tipo de trabalho social para pessoas em vulnerabilidade já é uma prática rotineira na pasta municipal.

De acordo com o secretário da Sempre, Kiki Bispo, é preciso quebrar tabus e haver parcerias e políticas públicas entre os dois poderes (estadual e municipal), em especial neste período de crise, em prol da população. “Para nós, gestores, ações irmanadas como essas são muito importantes. É muito mais valioso tirar essas famílias da fome”, destacou Kiki Bispo.

A capitã Aline Muniz, ao agradecer todo apoio e elencar todas as 17 atividades oferecidas na base, como boxe, cursos de fotografia e bombeiro civil mirim, afirmou ter se encontrado na base comunitária. “Hoje a PM aqui no Calabar, que inicialmente encontrou uma grande resistência, é vista como uma força para o cidadão”, pontuou.

A jovem Graciele Santos, com um bebê de dois anos no colo, não escondeu a satisfação em receber a cesta básica. “Estou desempregada e às vezes falta alimento em casa. É muito bom receber essa cesta da Sempre, ajuda bastante, em especial para quem é mãe”, disse, aliviada. 

0
0
0
s2sdefault
0
0
0
s2sdefault

Com a ativação da fase verde da retomada das atividades em Salvador, os moradores da Boca do Rio e adjacências já passam a aproveitar uma importante área esportiva e outra de lazer e convivência da região: a praça e o campo São Francisco de Assis, que foram completamente requalificados pela Prefeitura. A entrega simbólica dos equipamentos foi realizada nesta quinta-feira (15), com as presenças do prefeito Bruno Reis e de gestores municipais.

“Agora que estamos liberando a retomada das atividades coletivas, estão sendo inaugurados os campos em Salvador. Aproveitamos para pedir às pessoas que utilizam esses espaços que tenham todo o cuidado que a pandemia exige e, principalmente, que ajudem a tomar conta desses campos”, declarou o prefeito.

A obra recebeu investimento total de R$857 mil, fruto de recursos federais e próprios do Município. Dentre as novidades no campo, a bola vai rolar em 4.180m² de grama sintética de alta durabilidade, já presente em outros cinco locais da cidade, a exemplo da Boca do Rio e Candeal.

“Aqui investimos recursos públicos, aplicados com todo o cuidado, e pretendemos seguir levando para outros lugares da cidade este benefício tão desejado por todos, porque o campo de grama sintética tem uma durabilidade maior na pavimentação, além de proporcionar mais conforto para quem gosta do baba em nossa cidade”, completou Bruno Reis. Na ocasião, ele ainda assinou a ordem de serviço para a requalificação completa, incluindo instalação de grama sintética, em mais três campos, situados em Cajazeiras VIII, Castelo Branco e Águas Claras.

Um dos frequentadores da área esportiva na Boca do Rio, o vidraceiro Alberto Sena, de 40 anos, já planejava o futebol da próxima terça-feira (20). “Várias vezes já peguei baba aqui e, para o que era, está excelente, muito bom mesmo. Aqui, que costuma ter escolinhas de futebol, vai incentivar mais ainda a garotada a jogar bola”, ressaltou.

Demais melhorias – As outras melhorias envolvem a instalação de 108m de drenagem, que contribui para evitar os antigos alagamentos sofridos pelo campo. Foram recuperados, ainda, 627m² de alambrado – o antigo já estava desgastado devido à ação do tempo. A lista engloba ainda a colocação de 429m de meio-fio, novas traves e vestiário.

Com 1,1 mil m² de área, sendo 321 m² de área verde, a praça possui bancos antivandalismo, academia de ginástica e brinquedos como gangorra, escorregadores e balanço, além de pista de cooper. A região ganhou, ainda, 48 projetores com a moderna tecnologia em LED.

0
0
0
s2sdefault
0
0
0
s2sdefault

As entidades registradas no Conselho Municipal de Assistência Social de Salvador (Cmass), vinculado à Secretaria de Promoção Social, Esportes e Lazer (Sempre), têm até o próximo dia 31 para fazer a renovação da inscrição. É necessário enviar para o e-mail O endereço de e-mail address está sendo protegido de spambots. Você precisa ativar o JavaScript enabled para vê-lo. os seguintes documentos: CNPJ, estatuto, ata de eleição e posse, relatório de atividade 2020 e plano de ação 2021.

“A renovação da inscrição no Cmass é importante para as instituições de assistência social, no sentido de terem um selo oficial atestando que elas atuam neste campo. Muitos parceiros do setor privado, do terceiro setor e do poder público só financiam projetos de assistência social de entidades com registro no conselho”, afirmou o presidente do Cmass, Rodrigo Alves.  

Ele compreendeu que trata-se da primeira vez que as entidades devem apresentar o relatório de atividades durante uma pandemia, o que configura um desafio para muitas delas. “Boa parte do público das entidades de assistência social é formado por estudantes. Os colégios são um espaço de referência para o trabalho delas, realizado, neste caso, no contraturno dos alunos. Como não houve atividade presencial nos colégios, por força da pandemia, alguns funcionaram remotamente e outros ficaram inativos por falta de computador e internet”, comentou Rodrigo.

O presidente do Cmass ressaltou, no entanto, que os serviços prestados pelas instituições de assistência social têm sido fundamentais ao longo da pandemia, tanto pela presença delas em diversos bairros de Salvador, quanto pela representatividade junto às comunidades. Além disso, essas entidades são centrais para o processo de elaboração e implementação de políticas públicas do segmento, bem como para a construção do Sistema Único de Assistência Social (Suas) na capital baiana. 

Todas as 200 entidades registradas no Cmass podem renovar as inscrições no órgão. As dúvidas devem ser sanadas, entre 9h e 16h, através do e-mail do conselho ou pelo número (71) 3329-2224.

 



 

--

0
0
0
s2sdefault
0
0
0
s2sdefault

Salvador vai ganhar mais uma Casa Soma, desta vez no bairro do Imbuí. A ação realizada pela Prefeitura, por meio da Secretaria de Sustentabilidade e Resiliência (Secis) e em parceria com a startup de impacto socioambiental So+ma, acontece nesta quinta-feira (15), às 10h30, no canteiro central do bairro.

O novo espaço atenderá cerca de 65 mil pessoas que moram na região. Com a inauguração, os soteropolitanos contarão com sete estruturas do tipo distribuídas pela cidade. O objetivo é chegar à marca de 12 unidades ainda este ano.

Desde a abertura das unidades da Casa Soma, em 11 de junho último, já houve mais de 1.162 novos participantes que se cadastraram no programa para levar materiais, acumular pontos e trocar por benefícios. Além disso, já foram recebidos mais de 10 mil quilos de materiais recicláveis que ajudaram na renda de cooperativas da cidade e foram enviadas para a reciclagem.

A estimativa é arrecadar uma média de 20 toneladas de resíduos por mês em cada uma das unidades da Casa Soma espalhadas pela cidade. Dessa modo, o projeto visa estimular a prática da reciclagem, permitindo que a população reverta os resíduos em pontos por meio do programa e os troque por benefícios como cursos profissionalizantes, produtos básicos como mantimentos e itens de higiene ou, ainda, possa transferir doações para as ONGs locais.

Onde encontrar a Casa Soma em Salvador:

Imbuí – Canteiro central do bairro.

Paripe – Prefeitura-Bairro Subúrbio e Ilhas, na Rua Pará, 15.

Periperi – Praça da Revolução, s/n.

Ribeira – Largo do Papagaio.

Stella Maris – Praça de Stella Maris, Alameda Praia de Guaratuba, s/n.

Assaí Mussurunga – Rua Professor Plínio Garcez de Sena, 1240.

BIG Bompreço Iguatemi – Avenida Antônio Carlos Magalhães, 3650.

 

0
0
0
s2sdefault

Fale Conosco

O seu canal de comunicação com o nosso site. Caso tenha dúvidas, sugestões ou solicitações de serviços, por favor, mande mensagem que teremos prazer em respondê-la.

Enviando...