Geral

0
0
0
s2sdefault

O prefeito ACM Neto celebrou a confirmação do segundo milagre atribuído à Irmã Dulce, divulgado pelo Vaticano nesta terça-feira (14) e que, com isso, a religiosa soteropolitana será declarada santa. Ela será a primeira mulher nascida no Brasil a ser canonizada.

“Estou muito feliz e emocionado com a confirmação divulgada hoje pelo Vaticano, mesmo sabendo que Irmã Dulce sempre foi considerada Santa por nós, baianos. Essa notícia é um reconhecimento à história do Anjo Bom da Bahia, que construiu uma obra grandiosa de amor e caridade. Agora, mais do que nunca, ela seguirá iluminando os nossos caminhos e sempre viva no coração de todos nós”, afirmou o prefeito.

A memória e a importância do “Anjo Bom da Bahia” na longa trajetória de assistência aos mais pobres, que resultaram na criação das Obras Sociais Irmã Dulce, têm sido reconhecidas em ações realizadas pela Prefeitura nos últimos sete anos. Dentre elas está a criação da Escola Municipal Hospitalar e Domiciliar Irmã Dulce, que promove ensino àqueles que, por questões de saúde, não podem frequentar uma escola regular.

Em 2015, foi entregue a nova Praça Irmã Dulce, no Largo de Roma – uma área de 18 mil m² que ganhou novo piso, acessibilidade, paisagismo e amplo estacionamento para veículos. Para fortalecer o turismo religioso na região, está sendo feita a requalificação da Colina Sagrada, com primeira etapa entregue em janeiro e a segunda a ser concluída até junho e, ainda este ano, será implantado o projeto do Corredor da Fé, que requalificará a Avenida Dendezeiros – trecho de ligação entre o Santuário Irmã Dulce e a Basílica do Senhor do Bonfim.

 

0
0
0
s2sdefault
0
0
0
s2sdefault

A população em situação de rua de Salvador ganha, a partir desta terça-feira (14), um inédito conjunto de ações da Prefeitura que envolve oferta de serviços e ações complementares de suporte à rede socioassistencial a este público. O programa Sempre Cidadão teve os detalhes apresentados pelo prefeito ACM Neto e pelo secretário municipal de Promoção Social e Combate à Pobreza (Sempre), Léo Prates, no Palácio Thomé de Souza, no Centro.

Também estiveram presentes o vice-prefeito e secretário municipal de Infraestrutura e Obras Públicas (Seinfra), Bruno Reis, demais autoridades, representantes de entidades sociais e imprensa. Na ocasião, também foi feita a entrega de um veículo ao Conselho Municipal do Idoso (CMI), fruto de reivindicação antiga e que servirá como suporte ao trabalho diário da entidade.

“É impossível não lembrar que, em 2013, não havia uma política social estruturada no município. Desde então, foram desenvolvidos projetos que se tornaram referência no país, como o Morar Melhor e o Primeiro Passo. Tentamos avançar cada vez mais, e uma das questões que a prefeitura precisava avançar mais era sobre a assistência à população de rua. Para isso, era necessário estruturar um projeto completo e em interface com diversas secretarias e entidades para atender a pessoas que são vítimas dos problemas da sociedade, de saúde, de segurança pública e de desestruturação familiar, dentre outras questões”, relatou o prefeito.

O titular da Semps destacou que a iniciativa foi desenvolvida tendo a percepção de que a pessoa que está em situação de rua, muitas vezes, tem vergonha de acessar os serviços públicos por vergonha ou por estar com a dignidade ferida. “Esse é o maior investimento da história de Salvador, a ser executado nos próximos dois anos e voltado para as pessoas que realmente mais precisam na cidade. Esse é um programa de oportunidades e liberdade de escolha”, afirmou Léo Prates.

Funcionamento – Com investimento de R$ 64 milhões, o objetivo do Sempre Cidadão é assegurar as diretrizes do Sistema Único da Assistência Social (Suas) na capital baiana e a Política Municipal da População em Situação de Rua. Uma das ações é o Núcleo de Ações Estruturadas para a População de Rua (Nuar-POP) – uma espécie de porta de entrada do programa que terá a missão de organizar a gestão dos serviços e projetos oferecidos pela Sempre e parceiros para a população de rua.

Em parceria entre a Sempre e a Secretaria Municipal da Saúde (SMS), será desenvolvido o Serviço Especializado em Abordagem Social e Redutor de Danos (Seas). Com atendimento diário, o projeto vai atuar no atendimento às pessoas em situação de rua que usam substâncias psicoativas. Está prevista a implantação, pela SMS, de mais duas equipes do projeto Consultório de Rua, que promove assistência médica aos moradores de rua.

Também haverá a reestruturação do Comitê Intersetorial de Acompanhamento e Monitoramento da Política Municipal para População em Situação de Rua (Ciamp-Rua), composto por representantes do poder público e da sociedade civil. O objetivo do comitê é acompanhar e monitorar a execução dos serviços ofertados pelas políticas públicas à população em situação de rua.

O programa engloba os serviços Iamp-Rua – Acolhimento Transitório, Cadastro Único (CadÚnico Pop Rua), atendimento psicossocial, orientação jurídica, emissão de Cartão SUS, atendimento do Serviço Municipal de Intermediação de Mão-de-obra (Simm) e projeto de habitação social, especialmente voltados para moradores em situação de rua.

Novo censo – Em parceria com o Projeto Axé, será elaborado um mapeamento, contagem e estimativa da população em situação de rua de Salvador, com foco específico em pessoas que utilizam os espaços públicos como moradia. Será realizado, ainda, serviço de abordagem social para realizar busca ativa de 800 crianças, adolescentes, jovens e familiares em situação de rua no período de um ano, e 1.500 observações. A parceria também possibilitará formação qualificada de 208 agentes públicos e sociais, além de apoio e fortalecimento familiar a 100 famílias – equivalente a 500 pessoas.

Outras ações – O conjunto de ações engloba ainda a implantação do 5º Centro de Referência Especializado para Pessoas em Situação de Rua – Centro POP, na Rua Djalma Dutra. Será ampliado de 10 para 12 o número de Unidades de Acolhimento Institucional (UAIs) em parceria com as organizações da sociedade civil organizada. Somadas às duas unidades administradas pela Prefeitura, serão 14 UAIs no total, que vão ofertar 700 vagas.

O acolhimento transitório será feito em cinco unidades, com 180 vagas iniciais, para acolhimento terapêutico a pessoas em situação de rua em uso de substância psicoativa. Tanto as unidades de acolhimento institucional quanto provisório foram selecionadas através de chamamento público feito pela administração municipal.

Também será feita a implantação de uma Unidade de Acolhimento Institucional (UAI), com ênfase no atendimento à população LGBT que estiver em situação de violência, fragilização/rompimentos dos vínculos familiares e/ou comunitários. Os encaminhamentos serão feitos por serviços socioassistenciais e pelos centros de referências estadual ou municipal para população LGBT. Serão 30 vagas para pessoas com idade a partir de 18 anos.

Será concedido um inédito benefício eventual complementar, no valor de três salários mínimos, para aquisição de bens móveis aos moradores em situação de rua que receberem a primeira habitação ou o Auxílio Moradia. Inclusive, neste último caso, o benefício sofrerá reajuste de R$300 para R$400 no valor. Os agentes também vão realizar visitas domiciliares para busca ativa das pessoas em situação de rua que forem contempladas com o Auxílio Moradia. A finalidade é validar a continuidade do pagamento do benefício

O Sempre Cidadão vai promover a integração das pessoas em situação de rua no mundo do trabalho a partir da mobilização e encaminhamento para cursos de qualificação profissional e inclusão produtiva. Serão realizadas oficinas de educação financeira para a população em situação de rua referenciadas aos Centros de Referência e Assistência Social (Cras), beneficiárias de programas sociais, a exemplo do Bolsa Família, Benefício de Proteção Continuada (BPC) e Benefício Eventual. A medida deverá contribuir para formação de comportamento consciente e autônomo, além da melhoria na qualidade de vida.

O programa concederá fardamento completo a 450 catadores de cooperativas, assim como o fornecimento diário de produtos alimentícios às cooperativas a serem cadastradas. O objetivo é garantir a segurança alimentar dos cooperativados e familiares. Em parceria com a Secretaria Municipal de Ordem Pública (Semop), serão implantados pontos de apoio para ambulantes em alguns pontos da cidade, como a Baixa dos Sapateiros, Iguatemi e Nazaré, para que possam guardar as mercadorias.

0
0
0
s2sdefault
0
0
0
s2sdefault

Cerca de 160 moradores de mais uma comunidade de Salvador vão conseguir viver com mais segurança e tranquilidade, principalmente no período chuvoso. Aplicada pela Prefeitura com investimento de R$172 mil, em uma área de encosta de 1.100 m², a geomanta da Rua Dom Luis de Vasconcelos, na localidade do Brejal, em São Caetano, foi entregue nesta terça-feira pelo prefeito ACM Neto. 

Acompanhado de autoridades como o vice-prefeito e secretário de Infraestrutura e Obras Públicas, Bruno Reis, e do diretor-geral da Defesa Civil de Salvador (Codesal), Sosthenes Macêdo, o prefeito salientou o esforço municipal para garantir segurança aos moradores de áreas de risco.  

"Somente aqui nesta localidade são 60 famílias beneficiadas, que se somam a outras milhares que passaram a viver com mais tranquilidade após as intervenções feitas pela Prefeitura em áreas de risco. Desde que trouxemos a tecnologia da geomanta para a cidade, houve uma mudança significativa na qualidade de vida dos cidadãos", destacou ACM Neto. 

Para o servidor público Luiz Brito, de 54 anos e morador da localidade há mais de quatro décadas, a medida vai deixar no passado as situações constantes de deslizamentos que ocorriam no local. "Tenho vizinhos aqui que, toda vez que chovia, tinham que sair de casa com medo. Uma vez, tivemos que tirar uma senhora que ficou soterrada. É uma luta antiga que se tornou realidade. Agora, podemos viver mais tranquilos aqui", relatou. 

Residente há cinco meses em uma casa que tem a geomanta ao fundo, a cabeleireira Raquel Oliveira, de 43 anos, era só satisfação com a iniciativa. "Morava aqui perto e acompanhava a situação no período chuvoso. Eu mesma só vim para esta casa após a intervenção. É muito boa a iniciativa, pois vamos poder dormir tranquilos, sem riscos", salientou. 

Balanço - De acordo com o diretor geral da Codesal, cerca de 160 áreas de risco já receberam geomantas desde 2015, quando foi adotada a técnica inovadora de proteção de encosta com utilização de material em PVC e geotêxtil. O investimento total foi de R$14 milhões, com recursos 100% municipais.  

 

0
0
0
s2sdefault
0
0
0
s2sdefault

A partir desta segunda-feira (13), a história de luta e de profunda transformação social de uma comunidade de Salvador – conhecida antigamente como Cidade de Plástico – já pode ser conhecida por pessoas de todo o mundo. O documentário “Zeferinas – Guerreiras da Vida” está disponível no site zeferinas.com.br e foi lançado em sessão especial, realizada no início da noite e com a presença do prefeito ACM Neto e do vice, Bruno Reis, que emocionou os convidados presentes, dentre eles moradores do conjunto habitacional, no Espaço de Cinema Glauber Rocha, no Centro. 

O gestor salientou que a obra foi inspirada na história de vida de mulheres que moram no Conjunto Habitacional Guerreira Zeferina, entregue pela Prefeitura em 2018, e que são consideradas verdadeiras guerreiras. “Elas acreditaram, há muitos anos, que um dia poderiam realizar o sonho de morar em lugar digno, em um conjunto habitacional de natureza popular mais bonito do Brasil e que, depois de muita luta e dificuldade enfrentadas por essas famílias, que sequer tinham sanitário em casa, conseguiram realizar esse sonho”, afirmou ACM Neto. 

O prefeito afirmou ainda que o documentário também aproveita para fazer um paralelo com a luta dos escravos pela libertação do povo baiano, no século XIX. “Essa é uma história que sempre deve ser lembrada porque é uma reparação permanente que a sociedade tem que fazer. Agora, a gente tem essa oportunidade de contar essa história para o Brasil e para o mundo. Além disso, as pessoas também vão saber quem foi a guerreira Zeferina e vão entender porque ela dá nome ao conjunto habitacional, escolha essa feita pela própria comunidade”, completou. 

O relato audiovisual impressionou a atendente de loja Diane Silva, 31 anos, que reside no bairro de Pirajá, às margens do Parque São Bartolomeu e próximo à antiga Cidade de Plástico. “Conheci a comunidade antes com meu esposo e vi de perto a realidade. Era tudo muito feio, de plástico. É gratificante ver a realidade posta na tela. O sofrimento que as mulheres passaram, a luta e, hoje, ver a realidade de estabilidade que elas conseguiram e o prestígio delas mostrado em público. É muito lindo. A Prefeitura está de parabéns, principalmente por também desenvolver projetos que ajudam a própria comunidade.” 

Representatividade – A trajetória da comunidade localizada em Periperi, no Subúrbio Ferroviário, é contada por quatro moradoras: Cassileide, Vanda, Tâmara e Miriam. Elas relatam desde a chegada ao local em busca de moradia, relembram o medo de viver em condições subumanas, e demonstram a sensação de orgulho e sonho realizado com a casa própria e um local mais digno de viver com a família. 

O papel da guerreira Zeferina foi interpretada pela atriz Edvana Carvalho, uma das fundadoras do Bando de Teatro Olodum e que ressaltou a importância da representatividade da mulher negra na tela. “Está de parabéns a Prefeitura nesse sentido. Acho que o documentário vem reafirmar e deixar registrado isso para a posteridade de que nós, mulheres negras, sempre fomos de luta. É importante que a luta das mulheres negras do passado e de hoje seja registrada. É muito bom e louvável quando a gente se vê de uma forma heroica”, afirmou. 

Realização – Realizado pela Prefeitura com produção da agência Propeg, o filme foi dirigido por Márcio Cavalcanti ("Sou Carnaval" e "Bahêa, Minha Vida"). Com quase 25 minutos de duração, a obra faz um paralelo entre as guerreiras do tempo presente, que têm uma história de superação, com a heroína do passado, que é a inspiração para o nome da comunidade que teve a face transformada pela construção do conjunto habitacional pelo município, a partir de 2018. 

Com entrevistas emocionantes e reveladoras, além de imagens fortes da antiga Cidade de Plástico e da paisagem que compõe a realidade atual das "zeferinas", o documentário resgata esse elo, mostrando os maiores conflitos da trajetória de cada “guerreira” que habita o local, que fica às margens da linha férrea. 

O pontapé inicial da obra foi fazer o resgate da trajetória da guerreira Zeferina de 1826, intercalando com a história das mulheres lutadoras da atualidade. As gravações duraram dez dias, sendo nove na comunidade e um para filmagens de reconstituição histórica no Parque São Bartolomeu. Além dos depoimentos, o filme relembra os 14 anos de existência da Cidade de Plástico – referência à lona que servia de teto para os barracos feitos de madeirite.

 

0
0
0
s2sdefault
0
0
0
s2sdefault

A Diretoria de Ações de Proteção e Defesa do Consumidor (Codecon) de Salvador apreendeu e destruiu 63 quilos de alimentos estragados comercializados em uma delicatessen da capital baiana, na manhã desta segunda-feira (13), primeiro dia da operação especial Alimento Seguro.

Entre os itens encontrados constam carnes, queijos, embutidos, frutas, cinco litros de suco, além de 948 unidades de ovos. Todos os itens estavam vencidos, mal-acondicionados, deteriorados e/ou sem etiqueta de validade.

Os itens foram encontrados na cozinha e nas câmaras frigoríficas da delicatessen Almacen Pepe, no Horto Florestal, e seriam utilizados na produção de salgadinhos e doces, além de também serem comercializados nas demais unidades da rede, localizadas na Avenida Paulo VI e Alphaville Salvador I.

 De acordo com Roberta Caires, diretora da Codecon, o estabelecimento foi autuado e a multa, nestes casos, varia de R$ 650 a R$ 9,5 milhões. “Nosso dever é fiscalizar para proteger o consumidor especialmente porque há espaços de produção de alimentos que não são visíveis aos olhos do consumidor, o que destaca ainda mais o poder de polícia da Codecon”, declarou.

0
0
0
s2sdefault
0
0
0
s2sdefault

A população em situação de rua de Salvador vai ganhar um inédito conjunto de ações da Prefeitura que envolve oferta de serviços e ações complementares de suporte à rede socioassistencial a este público. O projeto Sempre Cidadão terá os detalhes apresentados pelo prefeito ACM Neto e pelo secretário municipal de Promoção Social e Combate à Pobreza (Sempre), Léo Prates, nesta terça-feira (14), às 10h, no Palácio Thomé de Souza, no Centro. 

Com investimento que supera os R$60 milhões, o objetivo é assegurar as diretrizes do Sistema Único da Assistência Social (Suas) e a Política Municipal da População em Situação de Rua. As medidas englobam a ampliação do número de vagas de acolhimento, a criação do Serviço Especializado de Abordagem Social, a reestruturação do Comitê Intersetorial de Acompanhamento e Monitoramento da Política Municipal para População em Situação de Rua (Ciamp-Rua) e o novo censo para moradores em situação de rua da cidade, dentre outras ações.

0
0
0
s2sdefault
0
0
0
s2sdefault

O Serviço Municipal de Intermediação de Mão-de-obra (SIMM) oferece, dentre as diversas oportunidades para esta terça-feira (14), 25 vagas temporárias de 30 dias para dois cargos: ajudante de carga e descarga (10 vagas) e recepcionista atendente (15 vagas). Para ambos os cargos, é necessário ensino médio completo e seis meses de experiência. O salário é de R$998 e benefícios.

Para se candidatar a estas ou demais vagas, os interessados devem comparecer a um dos postos do SIMM, localizados no Comércio (Rua Miguel Calmon, 506, Edifício Ouro Preto) e Boca do Rio (Rua Abelardo Andrade de Carvalho, 141, anexo ao Colégio Imeja). É necessário levar originais da carteira de trabalho, carteira de identidade, CPF, comprovantes de residência e histórico escolar, além do número do PIS, Pasep ou NIS.

O atendimento é feito das 7h às 17h, mediante distribuição de senhas, que são entregues a partir das 6h30. Os candidatos podem usufruir do atendimento por hora marcada, que funciona das 7h às 16h30, pelo telefone (71) 3202-2016 ou 0800-2853111 para ligações gratuitas.

É possível também ter acesso ao atendimento do SIMM nas Prefeituras-Bairro Centro/Brotas Cabula, Cajazeiras, Cidade Baixa, Itapuã, Pau da Lima e Subúrbio/Ilhas, para realização de cadastro, busca por vagas e encaminhamento para entrevistas e seleções. Também há vagas para outras oito funções, conforme lista abaixo.

 

Vagas do SIMM para terça-feira (14):

 Ajudante de carga e descarga (vaga temporária de 30 dias)

Ensino médio completo, seis meses de experiência

Salário: R$998,00 + benefícios

10 vagas

 

Recepcionista atendente (vaga temporária de 30 dias)

Ensino médio completo, seis meses de experiência

Salário: R$998,00 + benefícios

15 vagas

 

Auxiliar administrativo (vaga exclusiva para pessoas com deficiência)

Ensino médio completo, seis meses de experiência

Salário: a combinar + benefícios

1 vaga

 

Agente de portaria

Ensino médio completo, seis meses de experiência, imprescindível ter trabalhado em portaria de hospital

Salário: R$998,00 + benefícios

1 vaga

 

Cobrador (vaga exclusiva para pessoas com deficiência)

Ensino médio completo, seis meses de experiência, disponibilidade para viajar

Salário: R$1.348,55 + benefícios

2 vagas

 

Mecânico de refrigeração

Ensino médio completo, seis meses de experiência, imprescindível carteira de habilitação B, curso na área de refrigeração, NR 10 E NR 35 básico atualizados

Salário: R$1.741,92 + benefícios

2 vagas

 

Supervisor administrativo de lanchonete

Ensino médio completo, seis meses de experiência, disponibilidade total de horário, vaga zoneada para bairros da região do Shopping Bela Vista

Salário: a combinar + benefícios

2 vagas

 

Recepcionista atendente (vaga exclusiva para pessoas com deficiência)

Ensino médio completo, seis meses de experiência

Salário: a combinar + benefícios

2 vagas

 

Assistente de logística

Ensino suprior completo, seis meses de experiência, vaga zoneada para moradores de Cajazeiras, Águas Claras, Pirajá e Suburbana

Salário: R$1.500,00 + benefícios

1 vaga

 

Camareira

Ensino médio completo, seis meses de experiência, imprescindível disponibilidade para residir em alojamento de funcionários em Imbassaí

Salário: a combinar + benefícios

1 vaga

 

Auxiliar de bar (vaga exclusiva para pessoas com deficiência)

Ensino fundamental completo, seis meses de experiência

Salário: a combinar + benefícios

1 vaga

 

Padeiro

Ensino médio completo, seis meses de experiência

Salário: a combinar + benefícios

1 vaga

 

Cabeleireiro

Ensino fundamental completo, três meses de experiência

Salário: a combinar + benefícios

10 vagas

 

Manicure

Ensino fundamental completo, três meses de experiência

Salário: a combinar + benefícios

20 vagas

 

Barbeiro

Ensino fundamental completo, três meses de experiência

Salário: a combinar + benefícios

10 vagas

 

Churrasqueiro

Ensino médio completo, seis meses de experiência, imprescindível experiência na área de cortes de carne

Salário: a combinar

1 vaga

 

Supervisor comercial de vendas

Ensino médio completo, seis meses de experiência, imprescindível experiência na área, vaga zoaneada para moradores de Lauro de Freitas

Salário: a combinar + benefícios

2 vagas

 

Auxiliar de escrituração fiscal

Ensino médio completo, seis meses de experiência, imprescindível experiência na área

Salário: a combinar + benefícios

1 vaga

 

Captain

Ensino médio completo, seis meses de experiência, experiência na área de restaurante, disponibilidade para residir em condomínio de funcionários em Imbassaí

Salário: a combinar + benefícios

3 vagas

 

Supervisor de steward

Ensino médio completo, seis meses de experiência, disponibilidade para residir em condomínio de funcionários em Imbassaí

Salário: a combinar + benefícios

1 vaga

 

Supervisor de pintura

Ensino médio completo, seis meses de experiência, experiência na área de pintura predial, disponibilidade para residir em condomínio de funcionários em Imbassaí

Salário: a combinar + benefícios

1 vaga

 

0
0
0
s2sdefault
0
0
0
s2sdefault

A requalificação da orla da primeira capital do Brasil passa, além das obras públicas, pelo estímulo da Prefeitura a novos investimentos por parte iniciativa privada, com as devidas compensações à cidade. Essa é uma das filosofias do eixo Negócios do programa Salvador 360, com mais um resultado dessa estratégia apresentado na manhã nesta segunda-feira (13): o início da demolição do Salvador Praia Hotel, equipamento que estava fechado há dez anos na Avenida Oceânica, em Ondina, e que dará lugar a um novo empreendimento imobiliário que vai gerar 350 empregos diretos apenas na construção.

O alvará de demolição e a autorização para o empreendimento foram entregues no local pelo prefeito ACM Neto a Marcos e Gustavo Dubeux, sócios-representantes da empresa Moura Dubeux, responsável pelo projeto. Estiveram presentes também na ocasião o vice-prefeito e secretário de Infraestrutura e Obras Públicas (Seinfra), Bruno Reis; os secretários de Desenvolvimento e Urbanismo (Sedur), Sérgio Guanabara, e de Cultura e Turismo (Secult), Cláudio Tinoco; demais gestores e autoridades municipais, convidados e imprensa.

O investimento será feito pela Moura Dubeux, responsável pelo projeto. As contrapartidas para a cidade somam R$2,8 milhões, sendo algumas exigidas com base no novo Plano Diretor de Desenvolvimento Urbano (PDDU) e na nova Lei de Ordenamento do Uso do Solo (Louos), a exemplo da cobrança da outorga onerosa proveniente do aumento do potencial construtivo e pela área de construção.

O prefeito elencou os benefícios exigidos pela administração municipal para a instalação do novo empreendimento, ação que impactará positivamente toda a população. “Essa obra é um investimento privado de quase R$300 milhões e que, além da geração de empregos, vem acompanhando o investimento de requalificação da orla que a Prefeitura está fazendo. Será reformado todo o calçadão deste trecho de Ondina, entregue a Rua Roschield Moreira, que praticamente não é usada hoje, e ser feito todo um investimento de acesso à praia de forma a ter um novo espaço na cidade para pedestres e para quem gosta de curtir a orla de Salvador”.

O gestor também salientou outros aspectos positivos para a cidade com o novo investimento privado. “A possibilidade de tirar esse elefante branco que era o Salvador Praia Hotel e que compunha de uma maneira não tão agradável o cartão postal da orla. Agora, o local vai dar lugar a empreendimentos bonitos que, além da área residencial, também haverá a questão comercial, já que uma parte desses empreendimentos servirá para hotelaria e, portanto, reforçará o turismo da nossa capital”, afirmou ACM Neto.

Processo e melhorias – Por se tratar de um terreno de 12 mil metros quadrados na orla, os responsáveis pelo empreendimento terão que garantir uma cota de solidariedade de 5% da área construída, a ser doada em habitação de interesse social ou paga ao município no valor venal do terreno, para efeito de cálculo do IPTU. Além disso, a área onde o empreendimento será erguido passará por requalificação com recursos da Moura Dubeux, conforme exigência da Prefeitura.

A frente da construção terá passeio de cinco metros de largura e paisagismo. No local, serão implantados jardins com mais de 20 espécies de vegetais, incluindo árvores de pequeno, médio e grande porte. O passeio na beira-mar será revitalizado. A rua Roschild Moreira, que fica na lateral do antigo hotel, será alargada e ganhará piso compartilhado no mesmo nível do passeio, além de um mirante para apreciação do mar, jardins e academias de saúde ao ar livre.

O projeto de requalificação pública foi elaborado pela Fundação Mário Leal Ferreira (FMLF). Assim como ele, o projeto de construção do novo prédio foi aprovado pela Comissão Normativa de Legislação Urbanística, composta por técnicos da Secretaria Municipal de Desenvolvimento e Urbanismo (Sedur), tendo todo respaldo legal e ambiental.

De acordo com o diretor regional da Moura Dubeux, Fernando Amorim, a demolição do antigo Salvador Praia Hotel está previsto para ser concluído em quatro meses, e o novo empreendimento deverá ser entregue em três anos e meio. “É um investimento que já estamos desejando implantar aqui há algum tempo e conseguimos a aprovação após todo o rigor da Prefeitura. Mais de um terço do terreno será para uso público. As pessoas que vão passar por aqui vão poder usufruir o boulevard, além de ter melhor acesso ao mar. Um empreendimento como esse só contribui com a beleza e a harmonia do local, e não terá impacto para o Carnaval”, completou.

Impacto – Houve toda uma preocupação com a mitigação de impactos no trânsito da região. Por isso, os projetos foram analisados pela Comissão de Interferência no Trânsito, composta por técnicos da Secretaria de Mobilidade (Semob) e da Superintendência de Trânsito de Salvador (Transalvador).

Um estudo de impacto de vizinhança também foi realizado e o empreendimento será construído com itens sustentáveis, visando a adesão ao programa IPTU Verde, gerido pela Secretaria de Sustentabilidade, Inovação e Resiliência (Secis). Cerca de 30% do terreno de 12.000 m² será destinado à requalificação urbana e paisagística. No restante da área serão construídos dois condomínios que serão chamados de Beach Class Salvador e Undae Ocean – uma das três torres, inclusive, será formada por flats, que poderão ser alugados para moradia ou turismo.

 

0
0
0
s2sdefault
0
0
0
s2sdefault

A Praça da Revolução, em Periperi, foi o primeiro bairro da capital baiana a receber o projeto Sempre na Comunidade, neste sábado (11). Um micro-ônibus adaptado com acessibilidade, sanitários e rede logística, realizou inscrições e atualizações cadastrais para benefícios sociais do CadÚnico, a exemplo do Bolsa Família. A ação foi realizada durante toda a manhã pela Secretaria Municipal de Promoção Social e Combate à Pobreza (Sempre).  

A população recebeu, ainda, atendimentos de assistentes sociais, psicólogos, nutricionistas, técnicos e educadores. A iniciativa, que tem investimento de R$600 mil, faz parte do conjunto de projetos, ações e inaugurações em comemoração aos 470 anos da capital baiana. 

Janice Ferreira da Silva, 23 anos, mora em Periperi e apoiou o projeto. “Eu tenho um bebê recém-nascido e é muito difícil me deslocar para sair com ele para resolver essas questões dos benefícios sociais. Hoje, fiquei feliz quando vi o serviço sendo oferecido aqui perto da minha casa e vim com meu filho para fazer”. 

O projeto vai percorrer uma vez por comunidades soteropolitanas, facilitado o acesso de milhares de pessoas aos benefícios dispostos por meio do CadÚnico, que inclui os auxílios concedidos pela Sempre. Os próximos bairros a receber o Sempre na Comunidade serão Plataforma, Paripe, São Cristovão e Fazenda Grande do Retiro. 

A expectativa, de acordo com o secretário da Sempre, Leo Prates, é de que a iniciativa cresça ainda mais. “Nós estamos indo até aqueles que mais precisam, pois a Prefeitura está focada em ampliar a assistência social em nossa cidade. Esta ação certamente trará muitos resultados positivos para nossa população carente”.

 

0
0
0
s2sdefault

Fale Conosco

O seu canal de comunicação com o nosso site. Caso tenha dúvidas, sugestões ou solicitações de serviços, por favor, mande mensagem que teremos prazer em respondê-la.

Enviando...