Geral

0
0
0
s2sdefault

A Secretaria de Articulação Comunitária e Prefeituras-Bairro inicia, a partir das 8h desta quarta-feira (27), a distribuição de máscaras de proteção em cada uma das 10 regiões administrativas de Salvador, divididas da seguinte forma: Centro/Brotas, Subúrbio/Ilhas, Cajazeiras, Itapuã, Cidade Baixa, Barra/Pituba, Cabula/Tancredo Neves, Pau da Lima, Liberdade/São Caetano e Valéria.

A estimativa é distribuir 15 mil máscaras por dia, sendo 1,5 mil em cada regional. No primeiro dia de ação, serão beneficiadas, por exemplo, localidades como Baixa da Soronha, Nova Brasília, Abaeté, Baixa de Santa Rita, Matatu, Pela Porco, Macaúbas, Nova Constituinte de Periperi, Canal Paraguai, Centro de Periperi, Vale das Pedrinhas, Nordeste de Amaralina, Santa Cruz, Vale da Muriçoca e Parque São Braz.

“A máscara é um equipamento individual importante para a população se prevenir da contaminação pela Covid-19. Por isso, as equipes irão às comunidades carentes, adentrando em becos e ruas, para entregar o utensílio a famílias que precisam ou a cidadãos que não tiveram condição de comprá-lo”, explica o titular da Secretaria de Articulação Comunitária e Prefeituras-Bairro, Luiz Galvão.

Galvão reforça que a iniciativa nas 10 regionais da cidade complementa as doações dos equipamentos de proteção em bairros onde há medidas de isolamento social mais restrito. Além disso, a população soteropolitana também já vem recebendo máscaras reutilizáveis através de outras ações semanais, assim como cestas básicas. 

 

0
0
0
s2sdefault
0
0
0
s2sdefault

Saiba como fazer em casa o seu item de segurança caso precise ir à rua

Um estudo científico realizado pela Universidade de Chicago, nos Estados Unidos, comprovou a eficácia das máscaras caseiras de algodão. Fáceis de produzir artesanalmente, esses equipamentos de proteção são um dos símbolos na guerra contra o coronavírus, ao se tornarem essenciais para conter a proliferação da doença em todo o mundo. A dica é: se tiver que sair de casa, use sempre máscara. 

Durante pesquisas em laboratório, os pesquisadores fizeram uso de uma máquina para simular os diferentes tamanhos de gotículas que saem da boca de uma pessoa quando ela fala, tosse ou espirra. Foi avaliada a capacidade que dez tipos de tecido têm de filtrar essas partículas.

O algodão apresentou o melhor desempenho, filtrando, em média, 64% das gotículas menores e 82% das maiores. Já o cetim, por exemplo, foi menos eficaz, conseguindo segurar apenas 14% das partículas menores e pouco mais da metade das maiores. Os pesquisadores americanos também analisaram a combinação de tecidos e a sobreposição de camadas. A conclusão é que dá para fazer uma máscara tão eficiente quanto à usada pelos profissionais de saúde.

Uso obrigatório – Em Salvador, o uso obrigatório de máscaras de proteção é uma realidade em toda a cidade, seja no transporte público, veículos particulares e em qualquer tipo de ambiente de atividade laboral, inclusive no comércio informal. Segundo a médica infectologista da Secretaria Municipal de Saúde (SMS), Adielma Nizarala, qualquer cidadão pode fazer a sua em casa, de preferência, que o material seja 100% algodão. Tem até um tutorial no Youtube produzido pela Prefeitura, no endereço www. youtube. com/watch?v=a3Zmk38cBpw .

A especialista destaca que, diante da falta de insumos descartáveis, é essencial que as pessoas produzam suas próprias máscaras caseiras e façam uso todas as vezes que saírem de casa. “Até quem não tem muita habilidade pode buscar vários tutorais na internet e fabricar. Uma camiseta velha de algodão e elásticos são os materiais necessários para confecção dos equipamentos de segurança que precisam ser utilizados nesse momento da pandemia”, reforça.

Tamanho ideal – Com relação ao tamanho, a médica explica que a máscara precisa ficar justa e isolar o rosto, do nariz ao queixo. “É preciso uma certa vedação para inibir a passagem de gotículas, tanto parte frontal quanto nas laterais. Depois de acoplada, não pode mais ser tocada, nunca deve ficar de suporte na barba, na orelha, ser jogada, tirada e recolocada. O ideal é trocar de quatro em quatro horas, exceto se sujar ou molhar”, orienta.

A infectologista destaca ainda que, na hora da confecção, o ideal é utilizar o elástico, e não fitas para amarrar a máscara. “O elástico é bem mais higiênico e requer menos manuseio. Já com os lacinhos, precisamos amarrar e tocamos mais na máscara, o que aumenta o risco de contágio”, destaca.

A retirada do equipamento de proteção também exige cuidados. A recomendação da especialista é que, ao entrar em casa, as pessoas de imediato retirem as máscaras pelas laterais, coloquem para lavar e lavem bastante as mãos com água e sabão. “Essa também é uma conduta importante e que precisa ser adotada”, frisa.

Econômicas – As máscaras caseiras de algodão são reutilizáveis, desde que higienizadas após o uso. Para lavar, basta água e sabão. As brancas podem ficar de molho por 10 minutos, em solução de hipoclorito de sódio. Depois de lavadas, devem secar ao sol.

De acordo com a especialista, o uso deve ser combinado com outras medidas de proteção como higienizar as mãos, manter distância de pessoas com sintomas e praticar a etiqueta respiratória: ao tossir ou espirrar, cobrir a boca e o nariz com o cotovelo flexionado ou com um lenço, de preferência descartável. Em seguida, jogar fora o lenço e higienizar as mãos.

 

0
0
0
s2sdefault
0
0
0
s2sdefault

No feriado antecipado de São João, ocorrido na segunda-feira (25), a Prefeitura realizou mais de 1,9 mil vistorias e 75 interdições nas oito localidades com medidas restritivas regionalizadas para conter o coronavírus. A força-tarefa foi comandada pela Secretaria Municipal de Desenvolvimento e Urbanismo (Sedur), com apoio da Guarda Civil Municipal e Polícia Militar.

Em Plataforma e no Bonfim, a operação fez 172 inspeções em cada um desses bairros, totalizando 344 vistorias. Cada localidade teve um estabelecimento fechado por descumprir as normas municipais que dispõem sobre o funcionamento das atividades comerciais.

Já na Liberdade, a força-tarefa realizou 195 vistorias, contabilizando sete interdições. Em Cosme de Farias, a fiscalização realizou 191 vistorias e fechou as portas de seis estabelecimentos.

No Uruguai, foram 484 vistorias e 22 interdições; em Massaranduba, 307 vistorias e 38 interdições. Por fim, em Brotas e Lobato, os agentes fizeram 253 e 186 vistorias, respectivamente, sem registro de estabelecimentos fechados.

Ações – A determinação municipal nesses oitos bairros acontece em decorrência do número elevado de contaminação de Covid-19 nessas regiões e do aumento do fluxo de pessoas nas ruas. As medidas permitem apenas o funcionamento de atividades comerciais consideradas essenciais, a exemplo de supermercados, farmácias e estabelecimentos que utilizam o sistema de delivery, sem retirada no local, além de serviços de saúde.  

Além disso, os locais com regras mais específicas também contam com ações de proteção à vida, que envolvem distribuição de máscaras, realização de testes rápidos, medição de temperatura, doação de cestas básicas para feirantes e ambulantes, higienização de ruas, ações de combate ao mosquito Aedes aegypti, além de apoio a instituições que atendam idosos, crianças e pessoas com deficiência.

Cras Itinerante – Outro serviço disponível para a população durante as ações de proteção à vida é o Centro de Referência de Assistência Social (Cras) Itinerante. No São João antecipado, ontem (25), a iniciativa realizou 166 atendimentos e 37 encaminhamentos nos sete bairros.

Por meio da iniciativa, o cidadão pode receber orientações sobre Benefícios Eventuais, a exemplo de auxílio-moradia e auxílio-natalidade; sobre Cadastro Único e Bolsa Família. Também entram na lista outros benefícios socioassistenciais, como o programa municipal Salvador por Todos e o auxílio emergencial do governo federal.

 

0
0
0
s2sdefault
0
0
0
s2sdefault

Na semana mais crítica da pandemia na cidade, Salvador recebe a terceira unidade de saúde de emergência exclusiva para o combate à doença, instalado no Hospital Sagrada Família, no Bonfim. A entrega do equipamento, que já passa a receber pacientes na tarde desta terça-feira (26), teve as presenças do prefeito ACM Neto e do vice, Bruno Reis, do secretário municipal da Saúde, Leo Prates, e de Maria Rita Pontes, superintendente das Obras Sociais Irmã Dulce (Osid), entidade que vai gerenciar o serviço, além de corpo técnico e imprensa.

Com funcionamento todos os dias em esquema 24 horas, serão ofertados, inicialmente, 38 leitos, sendo cinco de UTI e 33 de enfermaria. Até o próximo dia 8, todos os 75 leitos, sendo 20 de UTI e 55 clínicos, estarão em operação. Caso seja necessário, a unidade poderá ter, ainda, mais 36 vagas, sendo 20 para UTI e 16 de enfermaria.

O prefeito ressaltou a realização do esforço municipal, desde o início da disseminação do novo coronavírus, para a ampliação da rede assistencial de saúde com a implantação de novos leitos, em conjunto com o governo do Estado. 

"Desde que percebemos a magnitude da pandemia, a Prefeitura procurou se antecipar as fatos. Além de já existir o Hospital Municipal de Salvador e leitos contratualizados em outras unidades filantrópicas, tivemos que correr atrás para reforçar o sistema. Daí conseguiu-se implantar os hospitais de campanha no Itaigara Memorial (Caminho das Árvores) e no Wet'n Wild (Paralela), assim como estão sendo instalados os gripários nas UPAs e, agora, a unidade do Sagrada Família", relatou ACM Neto.

O secretário Leo Prates alertou que os esforços só terão efeito completo com a colaboração da população. "Além desses novos leitos, esforço também realizado pelo governo do Estado, estão sendo feitas ainda medidas restritivas para frear a transmissão do coronavírus. No entanto, precisamos da colaboração das pessoas, que precisam entender a gravidade do momento e ficar em casa, evitando assim o que estamos vendo em outras localidades do país, que enfrentam falta de leitos", declarou.

Gestão - O prefeito lembrou, ainda, que este novo equipamento é fruto da requisição administrativa feita pela gestão municipal ao Hospital Sagrada Família, com administração pela Osid, cujo projeto de lei foi aprovado pela Câmara há duas semanas. 

A unidade é entregue justamente no dia em que Santa Dulce dos Pobres completaria 106 anos de nascimento. "Mais uma vez ela está aqui para operar milagres, para abençoar e proteger a todos, dando força e condições para que todos consigam enfrentar essa pandemia", completou o prefeito.

"Estamos aqui para servir nessa missão que considero uma das mais desafiadoras, pois é um inimigo invisível, uma guerra que estamos vivenciando nesse tempo. Queremos, em breve, nos despedir deste espaço tendo conseguido salvar vidas", disse Maria Rita.

Estrutura - Além dos 75 leitos de UTI e enfermaria, a unidade Sagrada Família também vai ofertar exames laboratoriais e de radiologia, tomografia computadorizada, ultrassonografia com Doppler, eletrocardiograma, hemoterapia, hemodiálise e diálise peritoneal, além de realização de procedimentos invasivos como traqueostomia, dentre outros. 

A equipe de 544 profissionais é composta por médicos plantonistas e diaristas de UTI e de enfermaria, infectologista, cirurgião geral, pneumologista, radiologista, fisioterapeuta, enfermeiros especializados em UTI e internamento, bioquímicos, farmacêuticos, nutricionista, assistentes sociais, psicólogo e técnicos de enfermagem, de laboratório e de radiologia, assim como corpo administrativo e suporte operacional.

 

0
0
0
s2sdefault
0
0
0
s2sdefault

Prefeitura anuncia fim das medidas regionalizadas no bairro do Bonfim 

O bairro de Periperi terá medidas de restrição regionalizadas e ações de proteção à vida no combate à pandemia a partir desta quinta-feira (28), com validade de sete dias. O anúncio foi feito hoje (26) pelo prefeito ACM Neto, durante a inauguração de mais uma unidade de emergência para tratar pacientes da Covid-19, instalado no Hospital Sagrada Família, em Monte Serrat. 

Nos bairros onde as medidas se encerrariam nesta terça (26) - Lobato, Liberdade e Bonfim -, apenas neste último não haverá prorrogação por mais sete dias, passando a valer as regras gerais para toda a cidade. "Avaliamos que, pelos resultados obtidos, há segurança para encerrar as intervenções no Bonfim, onde conseguimos ampliar o isolamento social e efetuar ações como as testagens rápidas, higienização de ruas, distribuição de máscaras e cestas básicas", disse ACM Neto. 

Além da Liberdade e do Lobato, as medidas regionalizadas seguem em andamento nos bairros de Plataforma, Brotas, Cosme de Farias, Massaranduba e Uruguai. Nesses locais, assim como vai acontecer em Periperi a partir de quinta, a Prefeitura faz distribuição de máscaras, realização de testes rápidos, medição de temperatura, doação de cestas básicas para feirantes e ambulantes, higienização de ruas, ações de combate ao mosquito Aedes aegypti, apoio a instituições que atendam idosos, crianças e pessoas com deficiência e Cras Itinerante. 

Nesses locais, mesmo após os feriados antecipados desta semana e enquanto durar as medidas regionalizadas, fica suspensa a realização de qualquer atividade econômica, formal e informal, só sendo permitido o funcionamento de atividades consideradas essenciais, a exemplo de supermercados, farmácias e estabelecimentos que utilizam o sistema de delivery, sem retirada no local, além de serviços de saúde.    

Apelo - ACM Neto frisou que a Prefeitura e o governo do Estado estão fazendo um esforço enorme para impedir o colapso no sistema de saúde na capital, daí a necessidade da população respeitar as regras de isolamento social e uso de máscaras. "Estamos fazendo um esforço enorme para ampliar o número de leitos, mas a pressão sobre o sistema de saúde continua. Ontem, a ocupação das UTIs alcançou 88%. Esperamos diminuir esse índice essa semana, com a criação de mais leitos e também com os resultados que esperamos que possam vir dessa semana de suspensão das atividades comerciais". 

"Se as coisas derem certo e a gente conseguir reduzir expressivamente a taxa de transmissão, aliviando os leitos de UTI, vamos ter segurança para, a partir do primeiro dia de junho, quando vencem os decretos gerais de enfrentamento à pandemia e de medidas restritivas, poder dar início à reabertura de algumas atividades econômicas na capital. Mas isso só vai poder acontecer se a gente conseguir vencer com louvor essa que é a semana mais crítica, preocupante e desafiadora desde o início do enfrentamento à pandemia", acrescentou. 

Questionado pela imprensa sobre a realização de fogueiras e até guerras de espada em Salvador ontem (25), feriado antecipado de São João, o prefeito lamentou o comportamento de alguns que insistem em desrespeitar o isolamento social e até mesmo as famílias que perderam alguém para a doença. "Isso demonstra uma completa insensibilidade com milhares de mortos no país. Não é o momento de comemorar nada. O momento agora é de todos nos unirmos para salvar vidas. Faço um apelo para que todos se unam nesse mesmo propósito", concluiu.

 

 

0
0
0
s2sdefault
0
0
0
s2sdefault

Quanto maior respeito houver ao isolamento social, mas rápida será a retomada da normalidade, lembra Transalvador

O feriado antecipado de São João, que ocorreu ontem (25) na capital baiana, registrou queda de 10% na circulação de veículos em comparação à segunda-feira da semana passada, aponta levantamento feito pela Superintendência de Trânsito de Salvador (Transalvador) a partir do monitoramento do tráfego nos principais pontos da cidade, por meio de radares e fotossensores.

Quando se compara o fluxo de ontem com o de uma segunda-feira normal, a queda foi de 39%, número também considerado baixo em relação ao que a Prefeitura espera para essa semana, quando as atividades econômicas formais e informais foram suspensas, com exceção daquelas consideradas essenciais, para garantir a ampliação do isolamento social, reduzir a taxa de transmissão do novo coronavírus e aliviar a pressão nos leitos de UTI.

"Esperávamos um número melhor. O objetivo da antecipação dos feriados é o de reduzir o fluxo de veículos e a movimentação na cidade. É o momento das pessoas ficarem em casa. É preciso que as pessoas compreendam a necessidade de respeitar esse período de emergência. A colaboração de todos é fundamental. Quanto maior for o respeito a essas normas, mais rápida será a volta à normalidade", afirmou o superintendente da Transalvador, Fabrizzio Muller.

Orientações - Desde que as medidas para o enfrentamento à Covid-19 entraram em vigor, equipes da Transalvador estão espalhadas no município para orientar a população sobre o uso de máscaras, na realização de blitzen de testes rápidos e em possíveis mudanças no trânsito. É o que acontece, por exemplo, nos bairros do Uruguai e Massaranduba, onde começaram a valer, ontem (25), ações regionalizadas de restrição de atividades comerciais e de proteção à vida.

A princípio, apenas no Uruguai contou com mudança no trânsito. Barreiras foram colocadas pela autarquia municipal para bloquear o tráfego de veículos na Rua Régis Pacheco, entre a rotatória de acesso ao Viaduto dos Motoristas e a Praça Teive e Argolo, e ruas transversais à via.

Além dos dois bairros da Cidade Baixa, ações regionalizadas de estímulo ao isolamento social e proteção à vida também acontecem no Bonfim, Brotas, Cosme de Farias, Plataforma, Liberdade e Lobato.

 

0
0
0
s2sdefault
0
0
0
s2sdefault

Nesta segunda-feira (25), a Secretaria Municipal de Desenvolvimento e Urbanismo (Sedur) interditou a concessionária Via Sul Veículos, no bairro do Rio Vermelho, que estava funcionando de forma irregular. No momento da fiscalização, os agentes do órgão flagraram o estabelecimento com o show room aberto e atendimento de clientes.

A interdição ocorreu porque a loja funcionava num dia de feriado antecipado e também por infringir o decreto que proíbe o funcionamento de estabelecimentos com área superior a 200 metros quadrados, exceto os casos excepcionais.

A força-tarefa da Prefeitura, liderada pela Sedur e com apoio da Guarda Civil Municipal (GCM) e Polícia Militar (PM), está fiscalizando o cumprimento dos decretos desde o dia 18 de março em todos os bairros da capital baiana. Até o momento, já foram realizadas cerca de 26.200 vistorias e 1.440 estabelecimentos foram interditados.

 

0
0
0
s2sdefault
0
0
0
s2sdefault

A Secretaria Municipal de Saúde (SMS) detectou hoje, no início dos testes rápidos em mais dois bairros com medidas restritivas regionalizadas, Massaranduba e Uruguai, 44 casos positivos para Covid-19, sendo 21 no primeiro e 23 no segundo. Nas duas localidades, 258 pessoas que apresentavam sintomas do novo coronavírus foram testadas.

No total, somando os oito bairros com medidas restritivas, foram 1.041 testes e 120 casos positivos nesta segunda-feira. Em Plataforma, houve 15 casos positivos; na Liberdade, oito; em Brotas, quatro; no Lobato, 28; no Bonfim, sete; e em Cosme de Farias, 14. 

A Prefeitura também realizou hoje uma blitz de teste rápido em Jardim Armação. Lá, foram realizados 95 testes, com três casos positivos.

 

0
0
0
s2sdefault
0
0
0
s2sdefault

Os hospitais de campanha montados pela Prefeitura para atendimento exclusivo de pacientes com sintomas ou confirmação laboratorial para o novo coronavírus, montados no Wet’n Wild, na Avenida Luiz Viana Filho (Paralela), e no Itaigara Memorial, no Caminho das Árvores, atingiram a marca de 159 pessoas acolhidas. Desse total, 40 pacientes se recuperaram da infecção e já receberam alta médica.

Juntas, as unidades dispõem de 137 leitos, sendo 97 de UTI (todos equipados com respiradores) e 40 clínicos. Cerca de mil profissionais, entre médicos, enfermeiros, fisioterapeutas e técnicos, entre outros, atuam nos postos ininterruptamente em regime 24 horas. De acordo com o secretário municipal da Saúde, Leo Prates, a iniciativa da gestão para implantar de forma ágil os postos de campanha foi fundamental para evitar o colapso da rede soteropolitana até aqui.

“Se tivéssemos apenas com a rede convencional instalada na cidade, seria impossível absorver a alta demanda de pacientes da Covid-19 da capital sem que houvesse o colapso do sistema. As medidas de isolamento social implantadas pela Prefeitura, aliadas com a expansão significativa dos equipamentos de assistência, têm garantido até o momento a normalidade no fluxo de acolhimento de indivíduos infectados no município”, destacou Prates.

Além da implantação dos hospitais de campanha da Paralela e Caminho das Árvores, a Prefeitura inaugura amanhã (26) mais uma unidade de emergência para atender pacientes com a Covid-19, no Hospital Sagrada Família. Além disso, ampliou o número de leitos contratualizados junto a unidades privadas e inaugurou, na última sexta-feira (22), o primeiro gripário instalado no estacionamento da UPA Barris, com 24 leitos.

 

0
0
0
s2sdefault

Fale Conosco

O seu canal de comunicação com o nosso site. Caso tenha dúvidas, sugestões ou solicitações de serviços, por favor, mande mensagem que teremos prazer em respondê-la.

Enviando...