Saúde

0
0
0
s2sdefault

Fruto de parceria entre as secretarias municipais de Saúde (SMS) e de Políticas para Mulheres, Infância e Juventude (SPMJ), a Feira de Saúde Outubro Rosa encerra o mês com mais uma ação em alusão ao enfrentamento ao câncer de mama, levando atendimento para as mulheres da comunidade de Cajazeiras. A ação acontece no Campo da Pronaica, das 9h às 16h desta quinta-feira (31).

A iniciativa foi realizada em diversas localidades durante o mês de outubro, e conta com palestras sobre o rastreamento do câncer de mamas e doenças crônicas não transmissíveis, assim como exame clínico, encaminhamentos para mamografia bilateral, aferição de pressão, teste rápido de HIV, sífilis e hepatite C. Para estar apto ao atendimento, será necessário levar documento oficial com foto e cartão do SUS (Salvador).

Além disso, em parceria com demais órgãos, serão disponibilizados serviços do Bolsa Família, Minha Casa Minha Vida, Primeiro Passo, Pé na Escola, Coordenadoria de Proteção e Defesa do Consumidor (Codecon), Defesa Civil de Salvador (Codesal), Ouvidoria e Ruas de Lazer.

“Cuidar das mulheres de Salvador, em todos os aspectos, é a missão da nossa pasta, e essa iniciativa pretende levar de forma contínua serviços que beneficiarão a população que mais precisa”, afirma a secretária da SPMJ, Rogéria Santos.

0
0
0
s2sdefault
0
0
0
s2sdefault

Salvador atinge cobertura de 90,5% da vacinação contra o sarampo em crianças de um ano de idade, de acordo com dados da Secretaria Municipal da Saúde (SMS). Desde o início da intensificação vacinal, em julho, o município vem desenvolvendo inúmeras estratégias para aumentar o percentual de imunização dentro dessa faixa etária vulnerável para a doença, como a realização de dois dias “D” de vacinação.

Nessas mobilizações, por exemplo, mais de 100 postos e pontos estratégicos foram abertos aos sábados para ampliar o acesso da população. Até esta sexta-feira (25), prossegue a Campanha Nacional de Vacinação, iniciada no último dia 7 e voltada para crianças entre os 6 meses e menores de 5 anos (4 anos 11 meses e 29 dias).

Apesar de a capital ter registrado apenas um caso da doença, considerado importado, o município continua incentivando à população para não se descuidar da imunização. A vacina tríplice viral que protege contra o vírus do sarampo, rubéola e caxumba faz parte do calendário básico nacional de vacinação e está disponível nas 129 salas de vacina que funcionam de segunda à sexta-feira, exceto feriados, das 8h às 17h.

A subcoordenadora de Controle de Doenças Imunopreveníveis do município, Doiane Lemos, alerta à população sobre a proximidade do fim de ano, quando ocorre aumento expressivo da circulação de pessoas na cidade. “São turistas que chegam a Salvador vindo de outros países ou outros estados do Brasil, como São Paulo, que está em situação epidêmica da doença com mais de 5 mil casos confirmados de sarampo, o que pode deixar nossa população mais suscetível ao contágio. Por isso, a importância de se vacinar o quanto antes”, explica.

Doiane complementa ainda que, uma vez que as pessoas estejam imunizadas, os riscos da entrada e circulação do vírus na cidade diminuem. Uma pessoa infectada pelo vírus do sarampo pode contaminar outras 18, devido ao alto potencial de transmissibilidade da doença, acrescenta a subcoordenadora.

Fatal – O sarampo é uma doença infecciosa grave, causada por um vírus, que pode ter complicações graves ou levar à morte. A transmissão ocorre quando o doente tosse, fala, espirra ou respira próximo de outras pessoas. A única maneira de evitar a enfermidade é por meio da vacina. Em torno de três a cinco dias, podem aparecer sinais e sintomas, como manchas vermelhas no rosto e atrás das orelhas que, em seguida, se espalham pelo corpo. Após o aparecimento das manchas, a persistência da febre é um sinal de alerta e pode indicar gravidade, principalmente em crianças menores de 5 anos de idade.

0
0
0
s2sdefault
0
0
0
s2sdefault

A Secretaria de Políticas para Mulheres, Infância e Juventude (SPMJ), em parceria com a Secretaria Municipal de Saúde (SMS), realiza nesta quinta-feira (24), das 9h às 16h, uma Feira de Saúde voltada para mulheres, na Praça Newton Rique, em frente ao Shopping da Bahia. A iniciativa faz parte da programação do Outubro Rosa. 

A manhã será dedicada para o atendimento das mulheres que passam pelo local, com palestra sobre o rastreamento do câncer de mama e colo de útero, exame clínico da mama, encaminhamentos para procedimentos, teste rápido de glicemia, aferição de pressão e muito mais. 

“Nosso objetivo é cuidar das mulheres da nossa cidade, provendo conhecimento, informação e assistência”, destaca a secretária da SPMJ, Rogéria Santos.

0
0
0
s2sdefault
0
0
0
s2sdefault

A Praça Dois de Julho, no Campo Grande, será palco da VI Edição da Parada do Livro 2019, que acontece na sexta-feira (25), a partir das 9h30. Promovida pelo Plano Municipal do Livro, da Leitura e da Biblioteca (PMLLB) de Salvador, em comemoração à Semana Nacional do Livro e da Biblioteca, a ação vai distribuir 40 mil livros gratuitamente à população.

A iniciativa é caracterizada pelo acesso do público a obras literárias diversas, quer nacionais, quer internacionais. Os estandes serão divididos por área de conhecimento, como Literatura Infantil, Literatura Juvenil, Literatura Nacional e Internacional, Literatura das Ciências Jurídicas, das Ciências Exatas, das Ciências Humanas, das Ciências Médicas, dentre outros.

Também participam da Parada do Livro 2019 a Vice-Prefeitura, as secretarias municipais da Educação (Smed), da Cultura (Secult) e da Reparação (Semur), a Fundação Gregório de Mattos (FGM), Sociedade Unificadora dos Professores (SUP), União Baiana dos Escritores (Ubesc), universidades, associações, editoras e demais instituições públicas e civis afeitas à propagação do acesso ao livro e ao incentivo da leitura.

0
0
0
s2sdefault
0
0
0
s2sdefault

Uma a cada 455 pessoas possuem doença falciforme em Salvador. Para chamar a atenção para a enfermidade hereditária que atinge, principalmente, pessoas negras, a Secretaria Municipal da Saúde (SMS) promove a IX Semana de Mobilização da Doença Falciforme. A abertura do evento aconteceu na manhã desta segunda-feira (21), com um seminário no campus da Faculdade Bahiana de Medicina, no Cabula. Profissionais, estudantes, residentes, usuários do Sistema Único de Saúde (SUS), pacientes e demais interessados na temática estiveram presentes na ocasião.

O tema central da abertura da semana foi a importância do autocuidado nos aspectos da saúde mental e bucal dos pacientes com a doença. Para a dentista Jamile Baltar, encontros como este têm um impacto positivo no sentido de proporcionar um olhar ampliado para o tema. "Como é uma doença prevalente em nossa comunidade, tenho pacientes com doença falciforme diariamente em meu consultório. Então, é necessária a participação em capacitações como esta, pois cada encontro acaba me aprimorando e me atualizando para o cuidado com os portadores da enfermidade", pontuou.

Ao longo da semana, 31 unidades de saúde realizam atividades voltadas a alertar os usuários sobre os principais sinais da doença, como palestras, ações educativas, acolhimento e consultas, além de busca ativa de pacientes com a patologia. Segundo Marivone Monteiro, que é técnica do Campo Temático do Programa de Atenção às Pessoas com Doença Falciforme, o diagnóstico e o tratamento pode ser feito ainda no início da vida, com o teste do pezinho e o acompanhamento médico.

"A gente alerta para o diagnóstico precoce com o teste do pezinho e consultas com um hematologista a partir de dois meses de idade. Se o paciente já passou da fase do teste do pezinho, é realizada a eletroforese de hemoglobina, que é o exame que identifica a doença falciforme", disse Marivone. O resultado do teste fica pronto em aproximadamente 10 dias.

Mobilização e atendimento – A semana é realizada, desde 2011, pelo Programa de Atenção às Pessoas com Doença Falciforme. A área técnica foi criada pela SMS para fortalecer as ações, proporcionar visibilidade e cuidados especiais, direcionados à importância do atendimento e do suporte aos usuários com a patologia crônica.

Salvador possui dois centros especializados no atendimento a pacientes com Doença Falciforme na rede pública municipal, os multicentros do Vale das Pedrinhas e da Carlos Gomes e unidades de atenção primária. Junto com os centros há, dedicado ao tratamento da doença, a oferta de medicação de maneira gratuita e a organização de dados e informações por intermédio de um censo, lançado pela Prefeitura em agosto deste ano.

Glóbulos – O nome "falciforme" tem origem na forma como os glóbulos vermelhos de pacientes portadores tomam, a de uma foice - a deformação faz com que os glóbulos também endureçam, dificultando a passagem do sangue pelos pequenos vasos e a oxigenação dos tecidos. Os sinais da doença podem ser o atraso no crescimento, tendência a infecções, dor forte provocada pelo bloqueio do fluxo sanguíneo e pela falta de oxigenação nos tecidos, dores articulares, fadiga intensa, além de problemas neurológicos, cardiovasculares, pulmonares e renais.

 

0
0
0
s2sdefault
0
0
0
s2sdefault

A Prefeitura de Salvador promove neste sábado (19) o Dia D da Campanha Nacional de Vacinação contra o Sarampo. No total, 93 pontos de imunização, que vão funcionar das 8h às 17h, serão disponibilizados para a população. A intensificação foi iniciada no último dia 7 pelo Ministério da Saúde.

O grupo prioritário é formado pelas crianças que ainda não foram vacinadas ou estão com o esquema incompleto, dentro da faixa etária entre seis meses e menores de 5 anos (4 anos 11 meses e 29 dias), seguindo determinação do Ministério da Saúde. Em caso de dúvidas, os pais ou responsáveis deverão procurar uma unidade de saúde para esclarecimentos a respeito da necessidade ou não da vacinação.

Desde a intensificação vacinal contra o sarampo iniciada em julho desse ano, 258.947 pessoas compareceram aos postos de saúde da capital para se vacinarem. No entanto, dessas, 148.049 precisaram apenas atualizar a situação vacinal e os demais já estavam imunizados contra a doença.

“Apesar de termos apenas um caso importado confirmado na cidade, é importante que a população se sensibilize quanto à importância da prevenção e ajude o poder público a evitar a circulação do vírus na capital baiana, O sarampo é uma doença infecciosa, extremamente contagiosa, transmitida pela tosse e espirro e pode ser contraída por pessoas de qualquer idade. A vacinação é a única forma de proteção contra a doença”, pontua a subcoordenadora do Controle de Doenças Imunopreveníveis da Secretaria Municipal da Saúde (SMS), Doiane Lemos.

A imunização faz parte do calendário básico de vacinação e está disponível nos postos municipais de segunda à sexta-feira (exceto feriados), das 8h às 17h. É importante a apresentação da documentação de identificação pessoal e cartão de vacinação.

0
0
0
s2sdefault
0
0
0
s2sdefault

 

A prevenção de doenças imunobiológicas é uma luta constante em nosso país. A imunização é uma estratégia da saúde no combate às doenças como sarampo, febre amarela e paralisia infantil, que podem deixar sequelas ou mesmo custar a vida. Nesse contexto, e em alusão ao Dia Nacional de Vacinação, celebrado nesta quinta-feira (17), são realizadas campanhas de conscientização quanto à importância da imunização e atualização da caderneta de vacina.

A enfermeira Irenaldia Azevedo, de 43 anos, orienta que, mesmo em casos de doenças consideradas simples, é importante estar imunizado. “As doenças chamadas imunopreveníveis têm grande gravidade e podem provocar sérias complicações no indivíduo. No caso da Influenza (gripe), por exemplo, a gravidade varia muito de uma pessoa para outra. Os mais vulneráveis são crianças, idosos, gestantes e puérperas (fase de pós-parto), por isso esse público é classificado como grupo de prioridade. Isso é determinado por estudos epidemiológicos, que indicam quais os grupos e faixas etárias podem ser acometidos com mais facilidades por determinada doença”, disse.

Não existe uma vacina para todas as doenças, logo, a necessidade de ficar atento ao calendário e à caderneta de vacina. O cidadão que se esquecer de tomar determinada dose na data descrita na caderneta, pode se dirigir ao posto de saúde e não necessita reiniciar o esquema de vacinação. É dada continuidade ao que já foi iniciado, sem prejuízo na resposta imunológica.

Além da frequente conscientização nos postos de saúde, as unidades de saúde também realizam campanhas para reforço à imunização. Até o próximo dia 25, acontece a campanha de vacinação contra o sarampo. Os animais também não podem ficar de fora: a vacinação antirrábica para cães e gatos prossegue vai até a próxima sexta-feira (18), para evitar a transmissão da raiva para humanos.

Tipos – No calendário vacinal é possível ter acesso aos tipos de imunização e quais as faixas etárias indicadas para cada uma delas. São elas: BCG, tríplice bacteriana, hepatite B, influenza sazonal, meningocócica, pneumocócica, tetravalente, poliomielite e VORH (Oral contra Rotavírus Humano). É importante comparecer a um posto de saúde para atualizar e verificar se existe alguma pendência.

Sistema Vida – Em 2019, a Secretaria Municipal de Saúde (SMS), através do Núcleo de Tecnologia da Informação, iniciou o Projeto Vida. O sistema de gestão em saúde pública gerencia as ações de forma integrada, facilitando assim o processo de planejamento, monitoração e avaliação dos indicadores de saúde do município.

Além disso, desde a implantação do sistema, é feito o registro virtual das vacinas ministradas. O cidadão também pode fazer o acompanhamento on-line de solicitações de exames. A ferramenta disponibiliza, ainda, o histórico clínico do SUS.

 

0
0
0
s2sdefault
0
0
0
s2sdefault

Diante das manchas de óleo que apareceram em algumas praias de Salvador, desde a última quinta-feira (10), e em várias praias do Litoral Norte, o dermatologista Ricardo Pessoa de Sá orienta banhistas sobre os cuidados que se deve ter com a pele e com o sistema digestório. É preciso ficar atento às doenças ocasionadas pela contaminação com o material e saber como agir.

Segundo o especialista, o contato da pele com as substâncias presentes no petróleo, como o benzeno, tolueno e xileno, pode provocar dermatite alérgica de contato. Os principais sintomas da reação alérgica são vermelhidão, coceira e bolhinhas d’água em alguns casos, a depender do tempo de exposição. Se o tempo de contato for prolongado, pode haver tonturas e enjoos, principalmente quando se trata de idosos e crianças, que têm a pele mais fina.

O procedimento a ser feito é sair logo do local contaminado e lavar a região do corpo com água e sabão. Geralmente, quando o petróleo fica na areia, ele fica mais concentrado e pegajoso. Nesse caso, ele gruda na pele e, para retirá-lo, é indicado passar alguma substância oleosa que pode ser óleo de cozinha ou de hidratação da pele.

A reação da dermatite ocorre por um período curto e depois passa. Apenas nos casos mais intensos, quando o contato provoca bolhas, tonturas e enjoos é indicado procurar um médico para que o medicamento mais adequado seja prescrito.

Concentração – O recomendado é evitar o banho de mar nos locais afetados pelo petróleo. O dermatologista explica que o banho de mar é mais perigoso que o contágio pela areia, pois, na água, a área de absorção do corpo é maior. Além disso, quanto mais a água estiver parada em piscinas naturais, área de corais e no raso, maior é a concentração das substâncias tóxicas.

Outro cuidado a ser tomado é em relação à ingestão de ostras e crustáceos, pois eles filtram a água e as substâncias ficam concentradas na pele desses animais. “É preciso saber a procedência desse tipo de alimento ao comprar ou evitar o consumo nesse período. A ingestão de alimentos contaminados pode provocar inflamação no sistema digestório e provocar cólicas, diarreias e dor no estômago”, indica. Nos peixes a contaminação é menor, pois as substâncias se concentram mais nas guelras.

Limpeza – Desde a última quinta-feira, a Empresa de Limpeza Urbana (Limpurb) retirou 37 quilos do material nas praias da capital baiana. Além de Ipitanga, as outras atingidas foram Praia do Flamengo, Piatã, Itapuã, Placaford, Jardim de Alah, Jardim dos Namorados e Buracão (Rio Vermelho).

Nas últimas 24h, não foi identificada nenhuma mancha de petróleo em toda a extensão da orla de Salvador. A Limpurb continua de plantão dia e noite, fazendo o monitoramento das praias até que todas as possibilidades de chegada de mais material sejam descartadas pelas autoridades competentes.

0
0
0
s2sdefault
0
0
0
s2sdefault

A partir desta quarta-feira (16), cinco bairros de Salvador vão receber ações de prevenção e detecção precoce do câncer de mama e do colo do útero, dentro da campanha Outubro Rosa nas Comunidades. A iniciativa é realizada pela Prefeitura, através das secretarias municipais de Saúde (SMS) e de Políticas para Mulheres, Infância e Juventude (SPMJ), e englobará também o encaminhamento de pacientes para a realização de exames clínicos das mamas, do teste de Papanicolau e de mamografias.

As ações acontecem das 13h às 17h e o primeiro dia da campanha ocorrerá na região de Mussurunga, com atendimento no Centro Municipal de Educação Infantil Almir Oliveira, na Rua Nelson Dahia, s/n, em Mussurunga I. No dia 18, os serviços serão prestados no Bairro da Paz, no Centro de Referência de Assistência Social (Cras), na Rua Tancredo Neves, 80.

Em Cajazeiras, no dia 22 de outubro, as atividades se concentrarão na Escola Municipal de Cajazeiras 11, na Avenida Jornalista José Curvello. No dia 29, a campanha prossegue no Engenho Velho de Brotas, na Associação Comunitária Santa Luzia, situada na Rua Padre Luiz Figueira, 133. Por fim, a iniciativa aporta em Pernambués no dia 30, na Escola Municipal de Pernambués, na Avenida São Paulo, s/n.

Exames na rede – As unidades de saúde de Salvador ofertam, durante todo o ano, consultas e exames, porém, no mês de outubro, a campanha de mobilização é intensificada. Para ter acesso ao procedimento, as interessadas devem procurar um dos postos da rede municipal munidas do documento de identificação com foto e do cartão SUS para avaliação médica e de enfermagem.

Além dos exames, a realização do autoexame aumenta a chance do diagnóstico precoce do câncer de mama. O procedimento pode ser feito em casa e para isso basta que a pessoa, em pé, em frente ao espelho ou até mesmo deitada, busque por sinais como o aparecimento de secreções, nódulos ou mudanças na textura dos seios.

0
0
0
s2sdefault

Fale Conosco

O seu canal de comunicação com o nosso site. Caso tenha dúvidas, sugestões ou solicitações de serviços, por favor, mande mensagem que teremos prazer em respondê-la.

Enviando...