Releases

0
0
0
s2sdefault

Nesses tempos de quarentena e distanciamento social, o programa Agente de Empreendedorismo encontrou nos meios virtuais alternativas para dar suporte e atendimento a pequenos e microempreendedores ligados à iniciativa. Por exemplo, nesta terça-feira (19), às 17h, acontece um bate-papo no Instagram com o consultor especialista em Gestão de Negócios, Alenaldo Cerqueira, com transmissão no perfil @suburbioum. O tema discutido será “A Sobrevivência dos Micro Negócios: antes, durante e depois da crise”, é e voltado para empreendedores de todos os segmentos.

“Os micro negócios enfrentam dificuldades desde a sua concepção, principalmente pela má qualidade das informações a que têm acesso. Estes empreendedores precisam receber informações através de linguagem simples, alinhadas a sua realidade e com medidas de fácil implementação e controle. Para melhor entendimento, dividiremos os assuntos em 7C, isto é, sete formas de entender seu negócio antes, durante e após a pandemia: Covid, Custos, Condições, Concorrentes, Clientes, Cuidados e Caminhos”, destaca Cerqueira.

Além das lives no Instagram de parceiros, grupos de WhatsApp e até uso plataforma de videochamadas online, a exemplo do Google Meet, têm sido usados para oferecer dicas e capacitação com temas variados sobre negócios e oportunidades de venda de produtos. Quem quiser saber como participar das atividades online ofertadas pelo Agente de Empreendedorismo pode entrar em contato pelo número (71) 98781-0972.

“De forma remota, nossos agentes têm buscado ter contato com os empreendedores, dando apoio necessário para tirar dúvidas, além de espalhar conhecimento sobre o que fazer nesse período de coronavírus, como se manter, se o delivery é uma saída”, explica a coordenadora do Agente de Empreendedorismo, Maiana Brandão.

Resultados – Desenvolvido pela ONG Parque Social em parceria com a Prefeitura, o Agente de Empreendedorismo tem como propósito fomentar o desenvolvimento socioeconômico, por meio do estímulo ao empreendedorismo, dando suporte aos empreendedores e potenciais empreendedores no acesso ao crédito e na aquisição de conhecimentos específicos para que possam atuar com maior profissionalismo no seu respectivo negócio.

Ano passado, o programa realizou 14 mil atendimentos a cerca de 6 mil empreendedores. Também por meio da iniciativa, já foram promovidas 2.473 ações de estímulo ao empreendedorismo, além de 3 mil palestras e oficinas do Sebrae nas comunidades, resultando em 520 capacitados. Foram encaminhadas 4,5 mil pessoas para acesso a linhas de crédito através de parceria com o Banco do Nordeste (BNB).

 

0
0
0
s2sdefault
0
0
0
s2sdefault

Em coletiva virtual, ACM Neto avalia decretos e apresenta novos dados sobre a evolução do coronavírus na cidade

Em coletiva virtual realizada nesta segunda-feira (18), o prefeito ACM Neto anunciou a renovação, até o dia 1° de junho, de todos os decretos gerais com medidas restritivas visando conter a proliferação do coronavírus na cidade, alguns com modificações, a exemplo do funcionamento de shoppings e estabelecimentos comerciais.

Além disso, o prefeito noticiou novas determinações visando ampliar o isolamento social nos bairros do Lobato, Liberdade e Bonfim, e apresentou dados recentes sobre o impacto da Covid-19 no sistema público e privado de saúde na capital. A coletiva contou com a presença de secretários e dirigentes de órgãos municipais.  

Ocupação de leitos - ACM Neto afirmou que este mês e o início de junho serão os mais difíceis para o enfrentamento da pandemia em Salvador. A previsão da Fundação Oswaldo Cruz (Fiocruz), parceira da Secretaria Municipal de Saúde (SMS), é que os leitos públicos clínicos e de UTI para pacientes com Covid-19 se esgotem em 21 de maio (são 633, no total). Atualmente, a taxa de ocupação já está em 83% nas UTIs e 70% nos leitos clínicos.

"A cada dia nos aproximamos de uma possibilidade de saturação do sistema de saúde. O colapso só não aconteceu antes porque ampliamos a quantidade de leitos, reforçamos as medidas de isolamento social e baixamos a taxa de transmissão, que já foi de 9,8% e agora está em 6,3%, sendo que a meta é reduzir para menos de 5%, até para podermos retomar gradualmente a normalidade. Com o esforço também do governo do Estado, esperamos ampliar ainda mais esse suporte a pacientes com o novo coronavírus", disse o prefeito.

ACM Neto acrescentou que, na rede privada, a ocupação de leitos já chega a 82%. "Temos pacientes com plano de saúde procurando o serviço público pois não encontram vagas em hospitais particulares", contou.  Atualmente, a cidade concentra 63% dos casos baianos de coronavírus (5.317) e 64% das mortes (189). A taxa de letalidade da doença na Bahia é de 3,5%, contra 6,7% do Brasil.

"Vale frisar que, no início deste mês, a gente tinha projeções de 70 óbitos por dia na primeira semana de junho. Graças às medidas acertadas que tomamos, essa projeção agora é de 34 óbitos por dia na primeira semana de junho. Claro que é um número que continua a preocupar, e vamos trabalhar para reduzir isso ainda mais, pois a prioridade é salvar vidas", ressaltou.

Ações em bairros - ACM Neto anunciou a revogação das medidas regionalizadas nos bairros da Boca do Rio e nas avenidas Joana Angélica e Sete de Setembro e na Rua Carlos Gomes, mas sob algumas condições. Os ambulantes e feirantes, por exemplo, terão que usar máscara, ter álcool em gel 70% e distância mínima de dois metros entre as barracas. Para o comércio formal, valem as regras gerais anunciadas para toda a cidade (veja mais abaixo).

Em Plataforma, as ações restritivas e de proteção à vida seguem por mais sete dias. Sobre as restrições na Pituba, a definição se haverá continuidade ou não só será divulgada nesta quarta-feira (20). ACM Neto determinou, a partir também desta quarta (20), restrições e ações de proteção à vida em mais três bairros: Lobato, Bonfim e Liberdade, áreas onde, a exemplo de Plataforma e da Pituba, o número de casos da Covid-19 preocupa, com forte crescimento em maio, e é necessário ampliar o isolamento social.

Assim como em Plataforma, no Lobato, no Bonfim e na Liberdade o comércio formal e informal deve permanecer fechado a partir de quarta (20) e até o dia 26 de maio, com exceção de supermercados, farmácias, agências bancárias, lotéricas, estabelecimentos que fazem delivery, cartórios, repartições públicas, clinicas veterinárias, serviços de imagem e radiologia, atendimento de tratamento contínuo (oncologia, hemoterapia, hemodiálise) e laboratórios de análise clínica.

A Prefeitura vai realizar, nesses bairros com medidas regionalizadas, testes rápidos para detectar pessoas com a Covid-19, distribuição de máscaras, entrega de cestas básicas a ambulantes e feirantes, combate ao mosquito Aedes Aegypti e o projeto Cras Itinerante.

Regras gerais - Durante a coletiva, ACM Neto também detalhou regras gerais que valem para estabelecimentos autorizados a funcionar em toda a cidade, a exemplo das farmácias e lojas de material de construção. São elas:

* Manter a distância mínima segura entre as pessoas de dois metros, readequando espaços e realizando marcações em locais mais críticos, com formação de filas;

* Obrigatoriedade do uso de máscaras faciais, tanto para funcionários próprios e terceirizados quanto para os clientes;

* Disponibilizar kits de higienização à base de álcool em gel 70% ao longo do estabelecimento, em locais visíveis, de maior fluxo de pessoas; 

* Exigir que clientes ou usuários higienizem as mãos com álcool em gel 70% ou soluções de efeito similar ao acessarem e saírem do estabelecimento;

* Disponibilizar kit completo para higienização nos banheiros;

* Antes, durante e após o período de funcionamento, reforçar a sanitização do ambiente, sendo que banheiros, superfícies de toque e meios de pagamento devem ser higienizados constantemente;

* Fica vedado a experimentação, testagem e/ou prova de produtos nos estabelecimentos;

* Fica vedado a prestação de serviços de manobrista.

Shopping centers - Em relação aos shoppings centers, ACM Neto anunciou mudanças. Os estabelecimentos continuam com as lojas fisicamente fechadas, mas poderão fazer uso o sistema delivery para comercializar produtos, de segunda a sábado, das 12h às 20h, em modelo de drive thru. Os centros comerciais e demais estabelecimentos correlatos poderão funcionar com o mesmo sistema, desde que haja solicitação e autorização por parte da Transalvador.

Os shoppings e centros comerciais correlatos autorizados pela Transalvador podem fazer uso do drive thru se respeitarem o seguinte protocolo:

* Acesso apenas por carro, sem possibilidade de os clientes saírem dos veículos ou entrarem no interior do empreendimento;

* As vendas deverão acontecer, exclusivamente, através de canais online;

* O pagamento deverá ser realizado previamente. Caso não seja possível, através de cartão de crédito, débito ou similar;

* As estações de entrega deverão ser identificadas e com distância mínima de três metros entre elas, com apenas um funcionário em cada uma;

* As estações de entrega deverão ser higienizadas sempre antes do uso e ao encerramento das atividades, bem como possuir disponibilidade de álcool em gel;

* Todos os produtos deverão, obrigatoriamente, ser higienizados antes da entrega aos clientes.

Lojas de rua - Sobre o comércio de rua para toda a cidade, com exceção dos bairros que passam por medidas regionalizadas, as regras, no geral, seguem as mesmas. Ou seja, continuam com atividades suspensas as lojas acima de 200 metros quadrados de área total. Ficam de fora dessa determinação aquelas de material de construção e limpeza, farmácias, as que comercializam equipamentos ou insumos para a saúde, oficinas e autopeças, supermercados, padarias, açougues e pet shops.

Entretanto, a Prefeitura decidiu adotar, para estabelecimentos acima de 200 metros quadrados que podem funcionar, outras determinações para proteger os cidadãos e trabalhadores, que são as mesmas antes aplicadas apenas aos supermercados.

A partir de agora, o limite é de uma pessoa a cada nove metros quadrados nesses estabelecimentos, sendo o acesso restrito a um cidadão ou cidadã por família, salvo quando se tratar de idosos e portadores de doenças graves ou quem utiliza medicamentos imunossupressores, visto que, nesses casos, o acesso de um acompanhante é permitido.

Além disso, esses estabelecimentos devem funcionar com apenas 50% do total de vagas no estacionamento, com permissão de acesso apenas para veículos com o condutor ou, se não for de uso particular, de apenas um passageiro, salvo quando se tratar das mesmas exceções acima e que permitem a entrada de um acompanhante.  

Confira abaixo os demais decretos que passam a valer agora até o dia 1° de junho:

* Suspensão das aulas na rede municipal e privada de ensino: Prefeitura já discute esforço para que ano letivo não seja comprometido, inclusive com cancelamento do recesso escolar e das férias;

* Suspensão das atividades em academias, cinemas, teatros, casas de espetáculo e demais equipamentos culturais;

* Suspensão das atividades em clubes sociais, recreativos e esportivos;

* Fechamento das praias;

* Suspensão das atividades em boates, danceterias, clínicas de estética, restaurantes, bares, lanchonetes e lojas de conveniência. As exceções são para bares, restaurantes e lojas de conveniência que possuem delivery ou fazem entrega no balcão;

* Proibição de qualquer tipo de ação que implique na emissão sonora;

* Suspensão da realização de obras em imóveis habitados, salvo em casos emergenciais;

* Suspensão da exigência do pagamento pela Zona Azul;

* Uso obrigatório de máscaras;

* Limitação do público máximo de 50 pessoas em qualquer tipo de reunião na cidade;

* Retirada de 30% dos trabalhadores de call center e telemarketing, que devem fazer home office, assim como afastamento imediato dos funcionários acima de 60 ano.

 

 

0
0
0
s2sdefault
0
0
0
s2sdefault

Diante do isolamento social é importante orientar as famílias sobre os riscos de abuso sexual de crianças e adolescentes, as medidas de prevenção que podem ser tomadas e os canais disponíveis para formalizar uma denúncia. Foi justamente com esse intuito que Ruth Nery, pedagoga e diretora do Centro Municipal de Educação Infantil (Cmei) Elieser Audiface, situado em Luís Anselmo, produziu um vídeo educativo para disponibilizar tanto para a comunidade pedagógica como para os pais e responsáveis dessas crianças e adolescentes.

O material passa a ser disponibilizado nesta segunda-feira (18), no site da Secretaria Municipal de Educação (Smed) e também por compartilhamento via WhatsApp para a comunidade pedagógica. O vídeo, com duração de três minutos, conta um pouco sobre a história que envolve o 18 de Maio, orienta pais, mães e responsáveis sobre os cuidados com os menores e conscientiza a população a lutar contra o abuso e exploração sexual infantil.

A intenção é expandir essa iniciativa com a realização de palestras para os pais nas escolas municipais após o isolamento social por conta da pandemia da Covid-19. As palestras deverão ocorrer, pelo menos, duas vezes por mês.

“Esse é um tema muito pertinente e eu senti o desejo de elaborar um projeto para abordar mais essa temática. Percebemos que esse assunto ainda é um tabu para muita gente, enquanto os casos continuam acontecendo. A gente sabe que, pelas estatísticas, grande parte dos abusadores são pessoas da família ou vinculadas à família. Portanto, nesse momento de quarentena, é preciso ficar alerta”, afirma Ruth.

Com o vídeo, ela espera sensibilizar o maior número de pessoas possíveis. “É preciso educar as famílias para que as crianças saibam ter um posicionamento em relação ao seu corpo, como um tesouro que deve ser protegido e guardado. Além disso, o vídeo orienta as pessoas a denunciar em casos de suspeita e de comprovação do abuso sexual. É importante, pois muita gente não conhece o caminho para formalizar a denúncia”, complementa.

Lembrar é combater – O Dia 18 de Maio marca a luta contra o Abuso e a Exploração Sexual de Crianças e Adolescentes. Ele foi instituído em 2000 em memória ao dia em que Araceli Crespo, uma garota de 8 anos, foi sequestrada, drogada, violentada e morta no Espírito Santo. O crime ocorreu em 18 de maio de 1973. Diversas conquistas em relação aos direitos da criança e do adolescente foram alcançadas desde então, após lutas e reivindicações.

Os casos podem ser denunciados por meio do Disque 100, serviço de proteção de crianças e adolescentes com foco em violência sexual do Ministério da Mulher, da Família e dos Direitos Humanos. As denúncias também podem ser feitas pelo site do Centro de Defesa da Criança e do Adolescente Yves de Roussan (Cedeca-BA) ou telefone do órgão (71) 3326-5196.

Os Conselhos Tutelares do Município, vinculados à Secretaria Municipal de Políticas para as Mulheres, Infância e Juventude (SPMJ), também recebem as denúncias por meio de e-mail e telefone de cada instituição. A lista completa dos contatos está disponível no site do Conselho Municipal dos Direitos da Criança e do Adolescente de Salvador, no endereço cmdca. salvador. ba. gov. br .

 

0
0
0
s2sdefault
0
0
0
s2sdefault

Os professores das escolas públicas e privadas também passam a fazer parte do público prioritário da Campanha Nacional de Vacinação contra Influenza em Salvador, com a última etapa iniciada nessa segunda-feira (18). Nessa fase, também foram incorporados ao público eletivo da estratégia os adultos de 55 a 59 anos de idade. A imunização segue até o dia 5 de junho.

As doses seguem disponíveis de segunda a sexta-feira (exceto feriados), das 8h às 17h, em todas as 142 salas de imunização da rede municipal. Além disso, a imunização pode ser feita em cinco pontos de drive thru, localizados na Arena Fonte Nova, em Nazaré; no 5º Centro de Saúde Clementino Fraga, nos Barris; nos dois campi da Faculdade Bahiana de Medicina, nos bairros do Cabula e Brotas; e no Atakadão Atakarejo de Fazenda Coutos.

A campanha segue ainda para idosos, trabalhadores de saúde, profissionais das forças de segurança e salvamento, portadores de doenças crônicas, funcionários do sistema prisional, caminhoneiros, motoristas e cobradores do transporte público. Também estão inclusos portuários, além de gestantes, puérperas (mães no pós-parto até 45 dias), pessoas com deficiência e crianças de seis meses a menores de seis anos, ou seja, até 5 anos 11 meses e 29 dias.

Para ter acesso às doses, os portadores de doenças crônicas deverão apresentar a prescrição médica com o motivo da indicação, ou seja, a patologia que o paciente apresenta. As puérperas também devem comprovar a que realização do parto nos últimos 45 dias.

Balanço – Desde o início da estratégia em 23 de março, pouco mais de 491 mil pessoas foram imunizadas em Salvador. Entre o público eletivo com menor adesão à campanha, estão as gestantes, com cerca 32% de cobertura; as puérperas (44%); e as crianças de seis meses a menores de seis anos, com apenas 7% dos pequenos protegidos contra a doença nessa faixa etária. Idosos (116%) e trabalhadores da saúde (94%) tiveram meta de imunização alcançada na capital baiana.

 

0
0
0
s2sdefault
0
0
0
s2sdefault

Durante a entrega das novas ambulâncias do Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (Samu), na manhã de hoje (16), na orla da Pituba, o prefeito ACM Neto fez uma homenagem ao Dia do Gari, comemorado nesta data. Além de dar os parabéns à categoria em discurso público, o prefeito conversou com garis que trabalhavam na limpeza do local. 

"Abraço com carinho a todos vocês. E faço minha homenagem a todos vocês, garis, que são profissionais imprescindíveis e insubstituíveis. Devemos muito a vocês. Salvador, graças a Deus, é uma cidade muito limpa e bonita hoje", disse ACM Neto. "Além de tudo, nesse momento de pandemia, os garis fazem a diferença, ajudando a higienizar e desinfectar a cidade", acrescentou.

O prefeito lembrou que, desde a última segunda-feira (11), quando começam as medidas restritivas regionalizadas e ações de proteção à vida por bairros, mais de 100 ruas foram higienizadas pelos profissionais da Limpurb. Essas medidas, mais duras, valem para a Boca do Rio, Pituba, Plataforma e parte do Centro, na região da Avenida Joana Angélica.

"Essas medidas tiveram êxito, foram positivas, tanto que conseguimos reduzir o fluxo de pessoas na rua e baixar a disseminação do coronavírus. Mas isso só foi possível também graças ao trabalho dos profissionais de limpeza", agradeceu.

Nesta segunda-feira (18), ACM Neto anuncia, em coletiva virtual agendada para às 10h, se vai prorrogar ou não essas medidas regionalizadas e os demais decretos publicados desde março para conter a Covid-19 na capital baiana.

 

0
0
0
s2sdefault
0
0
0
s2sdefault

A Prefeitura iniciou neste sábado (16) o fortalecimento das unidades do Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (Samu) para o enfrentamento ao coronavírus. Mais 10 ambulâncias, que começam a operar imediatamente, totalizando agora 51 na cidade, foram entregues pelo prefeito ACM Neto, em evento na base do Samu localizada na orla da Pituba, ao lado da Arena Aquática de Salvador. 

Com isso, o serviço, um dos mais bem avaliados pela população da cidade e que se tornou exemplo para o Brasil inteiro pela qualidade do atendimento, sendo ainda referência para 10 municípios da Região Metropolitana de Salvador (RMS), ganha mais dez novas equipes aprovadas em concurso e já convocadas pela Secretaria Municipal de Saúde (SMS). 

ACM Neto aproveitou a solenidade para anunciar que outras dez equipes serão contratadas pela SMS nesse momento de pandemia. O processo de contratação, via Regime Especial de Direito Administrativo (Reda), já foi autorizado. Hoje, o Samu possui 41 equipes, compostas por condutores, enfermeiros e médicos. Com as novidades entregues e anunciadas hoje, esse número vai subir para 61.

"Estamos também, no dia de hoje, autorizando a Secretaria de Saúde a contratar uma organização social para reforçar esse serviço do Samu ainda mais. Até porque já chegamos à capacidade máxima de operação direta por parte da Prefeitura, inclusive pela quantidade de ambulâncias. Como não temos condições de prever se o quadro da pandemia vai exigir mais equipes, decidimos nos antecipar e partir para a contratação dessa organização", revelou ACM Neto.

O prefeito, que participou do evento ao lado do vice Bruno Reis e do titular da SMS, Leo Prates, além de profissionais do Samu e imprensa, homenageou todos que trabalham no serviço de urgência. "Todos os dias, essas pessoas que estão no Samu correm riscos, se expõem demais, estão na linha de frente. Quem precisa do serviço e tem o coronavírus, por exemplo, geralmente está em estado grave. Com essa doença, a demanda aumentou bastante, pois o Samu continua sendo chamado, e cumprindo sua função, pelos mais diversos motivos", lembrou.

Transferências - Como destacou o secretário Leo Prates, o fortalecimento do Samu é fundamental para otimizar o tempo de deslocamento para as ocorrências habituais e relacionadas a regulação de pacientes das Unidades de Pronto Atendimento (UPAs) para os hospitais de referência.

"São pacientes que precisam de ambulâncias equipadas e profissionais qualificados para sobreviver. De tal modo que esse é um serviço importantíssimo e que precisava de fato ser ampliado nesse momento de pandemia, quando, a cada dia, os leitos dos hospitais recebem mais pacientes com a Covid-19 em estado grave", disse o secretário.

0
0
0
s2sdefault
0
0
0
s2sdefault

Os testes para Covid-19 realizados hoje (15) nas localidades onde há restrições mais rigorosas para ampliar o isolamento social e ações de proteção à vida detectaram 22 casos positivos para a doença. Foram 8 em Plataforma, 7 na região da Avenida Joana Angélica, 4 na Pituba e 3 na Boca do Rio. Em cada um dos locais, 80 pessoas foram testadas.  

Esses testes começaram a ser realizadas na última segunda-feira (11), quando entraram em vigor medidas regionalizadas. Nesses cinco dias, já foram detectados 106 casos positivos para o novo coronavírus em 1.429 testagens.

A testagem é feita a cidadãos com febre, sintomas gripais ou que tiveram contato com outras pessoas contaminadas com a Covid-19. Na Pituba, o procedimento acontece na Praça Ana Lúcia Magalhães. Em Plataforma, no fim de linha, próximo à Unidade de Saúde da Família (USF) do bairro. 

Na Boca do Rio, a iniciativa é realizada próxima ao posto de saúde do final de linha. O último ponto de testagem foi montado no camelódromo defronte ao Instituto de Previdência de Salvador (IPS), na Avenida Joana Angélica.

Cestas básicas - Além dessa iniciativa e do fechamento de parte do comércio, de vias e calçadões, isso para ampliar o isolamento social, a Prefeitura disponibilizou, nessas localidades, equipes de diversos órgãos municipais para reforçar as ações de proteção à vida. A estratégia inclui entrega de cestas básicas, máscaras reforço na higienização e apoio a unidades socioassistenciais. Já foram doadas, por exemplo, 796 cestas básicas aos ambulantes da Avenida Joana Angélica, Plataforma e Boca do Rio.



0
0
0
s2sdefault
0
0
0
s2sdefault

 

Os postos de distribuição de refeições da Prefeitura, instalados em pontos estratégicos da capital para beneficiar pessoas em situação de vulnerabilidade social, já entregaram 190 mil refeições. O repasse destas refeições ao público busca minimizar os efeitos da pandemia neste momento de distanciamento social. 

De acordo com dados da Secretaria de Promoção Social e Combate à Pobreza (Sempre), deste total foram 95 mil quentinhas de almoço e 95 mil de lanches retirados dos pontos de distribuição, além de outras 29.795 refeições entregues no Restaurante Popular de Paripe. 

As pessoas em situação de vulnerabilidade social podem ter acesso às refeições comparecendo nos pontos localizados no bairro de Itapuã, ao lado do Centro Municipal de Educação Infantil (Cmei) Malê Debalê, nos Barris, no fim de linha da Barroquinha, e no Restaurante Popular de Paripe. Em breve, será entregue mais um ponto de distribuição no bairro de Pau da Lima para atender à população do miolo da cidade. 

Os postos de distribuição de refeições possuem toldos, grades para organização de filas, álcool em gel, pias com torneiras e sabão para higienização. O acesso ao local só pode ser feito com a utilização de máscara, distribuída logo na entrada pela equipe da Sempre. As unidades dos Barris e da Barroquinha possuem, ainda, um contêiner-banheiro com chuveiros para uso exclusivo de pessoas em situação de rua diariamente, das 8h às 17h. 

A quentinha entregue contém dois carboidratos (arroz ou macarrão e feijão), além de proteína, salada e suco. O assistido também leva um kit lanche, com fruta, sanduíche, biscoito e suco.

 

0
0
0
s2sdefault
0
0
0
s2sdefault

Dados atuais demonstram ocupação de 61% dos leitos de UTI para pacientes com Covid-19

O prefeito ACM Neto disse hoje (15) que, apesar dos esforços da Prefeitura, não está descartado um colapso no sistema de saúde público e até privado se a disseminação do novo coronavírus não for contida na cidade. Ele reforçou mais uma vez a necessidade da população seguir com o isolamento social. O prefeito também avaliou como positivas as medidas restritivas adotadas pelo município até aqui, inclusive aquelas regionalizadas por bairro, que foram mais duras. 

"O colapso no sistema de saúde pública de Salvador estava previsto, pelos estudos da Fiocruz (Fundação Oswaldo Cruz), para acontecer ontem (14), nos casos dos leitos clínicos para pacientes com a Covid-19, e, para as UTIs, no dia 20. Mas, graças à ampliação do suporte em saúde e às medidas de isolamento social, conseguimos derrubar a taxa de transmissão e o colapso não aconteceu. Até o dia 24, posso dizer que não há risco de saturação. Mas ele ainda existe", declarou o prefeito.

As declarações de ACM Neto foram dadas em coletiva virtual à imprensa, na tarde de hoje (15), na qual anunciou o começo de aulas pela internet para alunos da rede pública municipal - as escolas estão com atividades suspensas e sem previsão de retorno. Segundo o último boletim epidemiológico da Secretaria Estadual de Saúde (Sesab), 48% dos leitos clínicos e 61% dos de UTI dedicados a tratar pacientes com a Covid-19 estão ocupados hoje na capital baiana. Somente a Prefeitura já garantiu a criação de 176 novos leitos, entre clínicos e de UTI.

Decretos - ACM Neto afirmou ainda que na segunda-feira (18) dará uma posição sobre a prorrogação ou não dos decretos com medidas restritivas na cidade. Quase todos têm validade até este dia, inclusive os regionalizados, valendo apenas para Pituba, Plataforma, Boca do Rio e parte do Centro. 

"No caso das determinações por bairro, levamos em conta fatores como o crescimento na circulação de pessoas e também dos casos da doença. E não fizemos apenas restrições: adotamos também ações de proteção à vida, com distribuição de máscaras e cestas básicas, testes rápidos para a Covid-19, higienização, apoio a entidades sociais e várias outras. E conseguimos, os dados demonstram, reduzir o fluxo de pessoas nas ruas e, com isso, a circulação do vírus", ressaltou o prefeito. 

No caso da Pituba, por exemplo, a redução da circulação de veículos, que estava na faixa dos 30% do total de antes da pandemia, alcançou 41% após o início das novas medidas. A queda no fluxo de passageiros foi para 70%, contra 60% da semana passada, sempre em comparação ao período anterior à pandemia.



0
0
0
s2sdefault

Sub-categorias

Fale Conosco

O seu canal de comunicação com o nosso site. Caso tenha dúvidas, sugestões ou solicitações de serviços, por favor, mande mensagem que teremos prazer em respondê-la.

Enviando...