Releases

0
0
0
s2sdefault

A Prefeitura promove mais uma vez o Programa Salvador Avalia (Prosa), com o objetivo de checar o conhecimento dos alunos do Ensino Fundamental. Ao todo, 48.543 estudantes do 2º, 3º, 5º e 9º ano farão uma prova de Língua Portuguesa e outra de Matemática, nos turnos matutino e vespertino, nesta quarta-feira (28). O exame é desenvolvido pelo Centro de Políticas Públicas e Avaliação da Educação da Universidade Federal de Juiz de Fora (CAEd/UFJF), instituição especialista em medidas educacionais e avaliação, contratada pelo município.

As provas, com 21 questões cada, ocorrem nos mesmos moldes da Prova Brasil, cujas médias de desempenho são utilizadas, juntamente com a taxa de aprovação, para obtenção do Índice de Desenvolvimento da Educação Básica (Ideb). Os resultados do Prosa servirão de base para o planejamento de políticas públicas municipais no sentido de avaliar as dificuldades do processo de ensino/aprendizagem e investir em ações para saná-las.

Foram investidos cerca de R$ 3,3 milhões na operacionalização do programa, que tem duração de 18 meses. Além de amanhã, a avaliação será aplicada em 2019, nos meses de março e outubro. A aplicação das provas no 5º ano permite saber como os alunos estão fechando os anos iniciais do Ensino Fundamental. No 9º ano, é possível ter uma noção de como os alunos estão saindo do Fundamental para ingressar no Ensino Médio. Além disso, a avaliação serve como um preparo para a Prova Brasil, que será realizada no segundo semestre do próximo ano.

Progresso – As ações da Prefeitura, por meio da Secretaria Municipal de Educação (Smed), têm refletido no constante crescimento do Índice de Desenvolvimento da Educação Básica (Ideb). A rede municipal superou a meta do Ideb de 2021 estabelecida pelo MEC para o Ensino Fundamental, nos anos iniciais (do 1º ao 5º ano), saltando de 4.7 em 2015 para 5.3 em 2017. A nota é superior aos 5.1 previstos para 2021. Se for comparado aos anos de 2011 e 2013, quando o resultado era de 4.0 em ambos, houve um aumento de 32,5%.

Nos anos finais (8º e 9º ano), Salvador foi a capital que mais cresceu, saltando da posição de número 24 para 18 no ranking das capitais. Ou seja, a cidade subiu seis posições, com um crescimento de 3.4 (em 2015) para 3.9 em 2017. Com isso, Salvador foi também a capital do país que mais avançou nos anos finais do ensino fundamental.

0
0
0
s2sdefault
0
0
0
s2sdefault

Os próximos dias devem ser de temperaturas mais amenas e chuvas ocasionais, marcas da Primavera. De acordo com a Defesa Civil de Salvador (Codesal), nesta quarta-feira (28) há a possibilidade de ocorrer chuva fraca a qualquer hora do dia. No entanto sem risco para alagamentos. A recomendação é que os soteropolitanos fiquem alertas e entrem em contato com o órgão, que estará em plantão 24 horas, atendendo às demandas da população por meio do telefone gratuito 199.

Segundo os especialistas do Centro de Monitoramento e Alerta (Cemadec), o fenômeno atmosférico provocado pela circulação da Alta Subtropical do Atlântico Sul (ASAS) continua intensificando o transporte de umidade do oceano em direção ao continente, favorecendo o aumento da nebulosidade. Nesta sexta-feira (30), a previsão é que o clima volte a esquentar e os cidadãos possam desfrutar de passeios ao ar livre. Ainda assim, poderão ocorrer chuvas fracas e isoladas a qualquer hora do dia.

Apenas nesta terça-feira (27), até às 17h, a Codesal recebeu 31 solicitações de cidadãos. Foram registrados um alagamento de área, sete ameaças de desabamento, oito ameaças de deslizamento, quatro árvores ameaçando cair, uma avaliação de imóvel alagado, um desabamento parcial, seis deslizamentos de terra, além de três infiltrações. Os bairros que registraram maior volume de chuvas em 24 horas foram a Palestina (37,8 mm), Nova Esperança (31,7 mm), Alto do Coqueirinho (27,2 mm), Nova Brasília (26,8 mm) e Mirante de Periperi (26,4 mm).

0
0
0
s2sdefault
0
0
0
s2sdefault

Os avanços da capital baiana relacionados à elaboração de estratégias para garantir a segurança no trânsito estarão num documentário que a Organização Pan-Americana da Saúde (Opas), entidade ligada à Organização das Nações Unidas (ONU), está produzindo. Representantes da entidade internacional estão em Salvador gravando entrevistas e imagens.

Na manhã desta terça-feira (26), diversos representantes de órgãos e entidades que compõem o Programa Vida no Trânsito (PVT) se reuniram para trocar experiências e falar com os jornalistas da Opas. Eles aproveitaram a oportunidade para discutir as estratégias para humanizar os dados de acidente no trânsito e mudar comportamentos de condutores e pedestres.

Além de representantes da Superintendência de Trânsito de Salvador (Transalvador) e da Opas, estavam presentes no encontro integrantes das Secretarias Municipal e Estadual de Saúde, da Universidade Federal da Bahia (UFBa), do Departamento Estadual de Trânsito (Detran), da Associação Brasileira de Medicina de Tráfego (Abramet) e do Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (Samu).

O PVT é coordenado pelo Ministério da Saúde e foi implantado em 2013 na capital baiana. O Programa envolve a articulação com diversos setores sociais como saúde, medicina do trânsito e educação para trânsito e transportes terrestres. Entre os anos de 2018 a 2020, a coordenação estratégica do PVT na capital baiana está a cargo da Transalvador.

“Os resultados de Salvador nos animam. É um lugar que não somente conseguiu superar os problemas como insistiu nas ações para promover um trânsito mais seguro. O trabalho que é feito pelo grupo do PVT aqui na cidade é um exemplo”, afirma Victor Pavarino, consultor de segurança viária da Opas/OMS.

Desde o início da atual gestão, a Transalvador tem adotado estratégias para reduzir o número de acidentes com vítimas na cidade. Entre os anos de 2012 a 2017, o órgão conseguiu reduzir em 51% o número de acidentes com vítimas fatais na capital baiana, superando, com três anos de antecedência, a meta estabelecida pela ONU para a década 2010 – 2020 de reduzir em 50% o número de mortes no trânsito. Houve uma redução de 239 acidentes com mortes em 2012 para 116 em 2017. A autarquia visa zerar esses acidentes fatais. Por isso, investe em diversas ações voltadas a esse objetivo.

“Esse reconhecimento internacional nos anima a trabalhar ainda mais para contribuir por um trânsito mais seguro. Queremos deixar um legado para os soteropolitanos e expandir nossas práticas para outras cidades do mundo”, afirma Fabrizzio Müller, superintendente da Transalvador.

Ações para um trânsito seguro – Entre as estratégias que promovem um trânsito mais seguro estão o fortalecimento dos setores de engenharia e projeto do órgão e o desenvolvimento de ações para readequação viária e melhoria na sinalização, por exemplo. Vale citar o exemplo da intervenção na Av. Suburbana que, após as melhorias, reduziu o número de acidentes fatais de 17, em 2015, para dois, até o momento, neste ano.

Em requalificações como a da Barra e do Rio Vermelho, locais que atraem turistas de diversas partes do mundo, foram adotados o conceito traffic calming, um conjunto de medidas para a redução do tráfego motorizado com o objetivo de democratizar o espaço público. Nesses bairros, as velocidades máximas permitidas variam de 30km/h a 40km/h. Há mais espaços para ciclistas e pedestres. Intervenções com essa proposta estão sendo idealizados para outras áreas da cidade.

Também foi repensado o desenho de vias, a exemplo da região do Iguatemi e do Jardim dos Namorados. Nessas obras, foram criados espaços não somente para carros, mas para pedestres e ciclistas. Graças ao esforço municipal, a malha viária da cidade já alcança 225 km de ciclovias, ciclofaixas e ciclorrotas. Desse número, 149,24 km foram implantados pela Prefeitura de Salvador, desde 2013.

Aliado a isso estão fiscalizações mais efetivas, especialmente com a blitz de Lei Seca, que passaram a acontecer diariamente. Houve um reforço em ações educativas como a realização de projetos como Condutores do Futuro, quando agentes da Transalvador vão para escolas trocar experiências com estudantes. Realizamos também a Operação Volta às Aulas pensando em reduzir os impactos causados no trânsito em função do retorno das aulas escolares. Acreditamos que a mudança efetiva de comportamento no trânsito se dá por meio da conscientização de condutores e pedestres.

0
0
0
s2sdefault
0
0
0
s2sdefault

Garantir às pessoas que vivem em situação de rua o acesso aos serviços do Sistema Único de Saúde. Esse é o objetivo da Feira de Saúde Cuidados na Rua, que acontece nesta quarta-feira (28), a partir das 14h, no bairro das Sete Portas.

Durante a mobilização, serão oferecidas consultas médicas, atendimentos odontológicos, acompanhamento psicológico, testes rápidos para detecção de infecções sexualmente transmissíveis, além de vacinação, aferição da pressão arterial e glicemia, distribuição de medicamentos e palestras educativas.

Os participantes também terão acesso a materiais de higiene pessoal, cestas básicas e a tomar banho num veículo adaptado exclusivamente para o projeto. O local foi escolhido pela concentração de indivíduos em situação de rua.

“É preciso vencer o preconceito e disseminar na sociedade que saúde é um direito de todos. Entre os profissionais, há a necessidade da prestação do atendimento humanizado e com dignidade. É uma luta por direitos que tem como meta abrir o caminho para a inclusão dessas pessoas”, destacou o secretário municipal da Saúde, Luiz Galvão.

Um estudo capitaneado pelo Projeto Axé em parceria com a Universidade federal da Bahia (UFBa), Movimento Nacional da População Rua e Defensoria Pública da Bahia, em 2017, estimou que mais de 17 mil pessoas vivem em situação de rua em Salvador. Os dados apontaram que 58,2% se declararam negros/pretos, 34,6% pardos, 5,5% brancos, 0,8% amarelos e 1% indígenas.

0
0
0
s2sdefault
0
0
0
s2sdefault

Quatro dias após a Superintendência de Trânsito de Salvador (Transalvador) realizar alterações de tráfego no Engenho Velho de Brotas, moradores e motoristas que circulam na região começam a se adaptar à nova rotina. A Rua Brígida do Vale, que era mão dupla, passou a ter sentido único em direção ao centro do bairro, até a intersecção com a Rua Pedro Machado. Além disso, na Brígida do Vale também não é mais permitido estacionar na via. As mudanças são permanentes e foram tomadas para promover mais mobilidade aos condutores que trafegam pela localidade.

Atualmente, quem está no Engenho Velho e segue rumo ao Dique do Tororó deve acessar a Rua Pedro Machado. A opção é de entrar na Rua Antônio Costa, à direta, ou seguir pela rua Chile da Capelinha, para então descer a Ladeira da União.

Já aqueles que estão no Dique e desejam acessar o Engenho Velho devem entrar na Rua Reis Príncipe e seguir pela rua Brígida do Vale. A Rua Almirante Alves Câmara continua com sentido duplo entre as ruas Manoel Faustino e Maria Felipa, entretanto, com sentido único num pequeno trecho antes da intersecção com a Rua Manoel Faustino.

Faixas comunicando sobre as mudanças de tráfego foram instaladas por toda a região afetada pelas mudanças desde o início do mês. A sinalização local também passou por melhorias. Durante os primeiros dias de mudança, agentes de trânsito estarão no local para orientar os condutores.

Aprovação – O técnico em telecomunicações José Almeida, 58 anos, que é morador do Engenho Velho há quatro décadas, disse que os congestionamentos na região costumam ocorrer principalmente em horários de pico. Ele afirmou que a intervenção viária realizada pela Prefeitura era necessária para promover fluidez no trânsito.

De acordo com o taxista Daurílio Marques Filho, 62 anos, os engarrafamentos na área se tornaram rotina principalmente porque motoristas costumavam usar os lados da via para estacionamento. “Por conta dessa prática, era comum formação de filas. Só passava um carro por vez”, conta.

A Transalvador tem realizado com frequência alterações de sentido de tráfego na capital baiana, a fim de possibilitar mais qualidade de vida aos soteropolitanos. A transformação de vias de sentido duplo em único, por exemplo, é capaz de destravar a circulação de veículos, sobretudo em ruas estreitas.

0
0
0
s2sdefault
0
0
0
s2sdefault

Moradores de Tubarão ganharam, nesta terça-feira (27), uma Unidade de Saúde da Família (USF) novinha em folha, inaugurada pelo prefeito ACM Neto, na companhia do secretário municipal da Saúde (SMS), Luiz Galvão, equipe do posto, imprensa e população. Com 592 m², a unidade dispõe de nove consultórios, sendo seis de atendimento médico, três odontológicos e salas de vacina, curativo, coleta de exames laboratoriais e dispensação de medicamentos. Para ser construída, a USF Tubarão recebeu investimento de R$ 1,4 milhão e tem capacidade para atender 545 pessoas por dia.

“Esse posto significa muito para os moradores. Sabemos o que era isso aqui no passado e estamos felizes em realizar mais esse sonho, que vai atender a 12 mil pessoas da região com três equipes de Saúde da Família e mais três de Saúde Bucal. Com isso, está sendo ampliada a assistência básica no Subúrbio e o nosso desafio será de chegar a 90% da cobertura até o fim de 2020”, salientou o prefeito ACM Neto. A unidade, localizada na Rua Eduardo Dotto, também atenderá aos programas de hipertensão, diabetes, pré-natal, planejamento familiar, crescimento e desenvolvimento infantil, tuberculose e hanseníase.

A líder comunitária Valdízia Freitas, de 59 anos e há 15 deles como moradora da comunidade de Tubarão II, não parava de contemplar a nova unidade. “Esse posto representa um sonho que virou realidade. Isso aqui, antes, era uma área de desova”, afirmou. Vizinho de Valdízia, o assistente social Francisco Pereira, de 60 anos e morador de Tubarão II há uma década, afirmou que a USF vai permitir que as pessoas tenham atendimento mais próximo de casa. “A população cresceu bastante e a saúde era uma prioridade aqui. Antes, tínhamos que ir à UPA de Paripe ou o posto perto da linha férrea (USF Doutor Sérgio Arouca). Agora veio essa melhoria, muito bom mesmo”, pontuou.

Ampliação – Com intuito de aperfeiçoar ainda mais a prestação dos serviços de saúde na região do Subúrbio, a Prefeitura está construindo mais duas unidades: a USF Vila da Fraternidade e a Teotônio Vilela. Ambas deverão ser entregues em 2019.

“Esta é a quinta unidade nova entregue pela Prefeitura na região, o que vem resultado em uma verdadeira revolução na área da saúde por aqui. Em 2012, a localidade tinha apenas 26 equipes de Saúde da Família e 33% de cobertura da atenção básica. Vamos fechar o ano de 2018 com 70 equipes e 75,1% dessa cobertura. Em 2019, será alcançada 81% da cobertura da atenção básica, demonstrando a preocupação da gestão com as áreas mais carentes da cidade”, relatou o secretário Luiz Galvão.

Projetos de requalificação foram desenvolvidos em 25 unidades de saúde da região. Aliada à reforma, foram construídas quatro novas USFs nos bairros de Fazenda Coutos, Rio Sena, Colinas de Periperi e Plataforma.

Novidade e melhorias – Além da entrega da USF Tubarão, os moradores receberam mais uma boa notícia, anunciada pelo prefeito ACM Neto: a construção do conjunto habitacional na localidade, há anos reivindicada pelos moradores. Com projeto acompanhado pela Fundação Mário Leal Ferreira (FMLF), já estão acertados os recursos pela Caixa Econômica e a empresa que fará a construção do empreendimento. Já autorizada, a obra está prevista para ser iniciada logo no começo de 2019.

Na ocasião, o prefeito também lembrou que, nas visitas realizadas ao bairro de Tubarão em 2013, viu a desesperança dos moradores com a falta de compromisso dos políticos com o local. Uma área pobre, que tinha muitas demandas e que foram sendo atendidas pela Prefeitura gradativamente nos últimos cinco anos. Dentre elas estão a nova orla do bairro, novas iluminação e pavimentação, construção de creche e pré-escola e, agora, a unidade de saúde.

0
0
0
s2sdefault
0
0
0
s2sdefault

Ambulantes interessados em trabalhar na Festa de Santa Bárbara, celebrada no dia 4 de dezembro, devem realizar credenciamento junto à Secretaria Municipal de Ordem Pública (Semop), por meio do site do órgão, nesta terça-feira (27) e quarta (28). São ofertadas 275 vagas, todas destinadas exclusivamente aos vendedores já licenciados anualmente no Pelourinho. 

Após efetivar inscrição, o procedimento seguinte é validar o pagamento do Documento de Arrecadação Municipal (DAM) na sede da Semop, na Avenida Cardeal Dom Avelar Brandão Vilela, nº 2562, Mata Escura, ou no posto da secretaria localizado na sede da Diretoria de Ações de Proteção e Defesa do Consumidor (Codecon), na Rua Chile, nº 3, Centro.  

A celebração religiosa em homenagem à Santa Bárbara (Iansã no Candomblé) abre o ciclo de festas de largo na capital baiana. O festejo tem início na Igreja de Nossa Senhora dos Pretos (Pelourinho), seguida de uma procissão realizada pelos fiéis, que, vestidos de branco e vermelho, rumam pelas ruas do Centro Antigo de Salvador.  

A multidão, animada, canta e dança até a Rua José Joaquim Seabra, na Baixa dos Sapateiros, com saudação no Quartel do Corpo de Bombeiros, corporação que tem a santa como padroeira. 

Cronograma - Cada festa popular tem um cronograma próprio para o pedido da licença. A próxima a ter o credenciamento disponibilizado pela Prefeitura será a da Conceição da Praia, cujas solicitações poderão ser feitas nos dias 2 e 3 de dezembro. O período de licenciamento para a Festa de Santa Luzia será dia 11 de dezembro, e Boa Viagem, dias 19 e 20 de dezembro.  

Os valores da licença variam entre R$25,06 para tabuleiros e R$451,13 para food trucks acima de 10m de comprimento. Do total das vagas disponíveis para ambulantes em cada festa, 5% serão destinadas para pessoas com deficiência, os quais serão isentos do pagamento do preço público. 

No ano passado, foram disponibilizadas 275 vagas para a Festa de Santa Bárbara, 234 para Conceição e 145 para a de Boa Viagem. As atividades mais licenciadas foram para isopor e barracas tradicionais. 

Normas - Os caminhões de coleta de recicláveis deverão ser vinculados às cooperativas cadastradas na Secretaria da Cidade Sustentável e Inovação (Secis). E em todas as festas populares fica proibido o trabalho infantil e adolescente, além da venda de bebidas alcoólicas para menores de 18 anos, sob pena de cassação imediata, sem prejuízo às sanções legais. 

Lembrando ainda que não será permitida a comercialização de produtos em carros de mão, fogareiros, churrasqueiras, espetos, nem bebidas pré-preparadas artesanalmente. Também é proibido o uso de embalagens reaproveitadas, de louças, alumínio ou de vidro, devendo ser descartáveis. Todo material irregular poderá ser apreendido pelas equipes de fiscalização. 

Quem descumprir as normas poderá ter os produtos e equipamentos apreendidos e imediata cassação da licença. Os bens apreendidos serão encaminhados para o Setor de Guarda de Bens Apreendidos (Segub), situado na Av. San Martin, na sede da Guarda Civil Municipal (CGM). Para recuperar o material, o permissionário deverá comparecer à Segub depois do encerramento da referida festa, munido de documento de identidade, auto ou lacre de apreensão, mediante pagamento das multas e despesas cabíveis.

 

0
0
0
s2sdefault
0
0
0
s2sdefault

"Para conseguir cantar e interpretar, além da capacidade técnica, não deve haver outra possibilidade de ofício em sua vida que não seja essa". É essa orientação que a atriz baiana Laila Garin oferece para os atores que desejam participar do mundo dos musicais, como os alunos do laboratório interativo que ela veio ministrar no Teatro Gregório de Matos, na Praça Castro Alves, na tarde desta segunda-feira (26).

O evento integra a programação da Fábrica de Musicais, iniciativa da Fundação Gregório de Mattos (FGM) com o objetivo de promover o intercâmbio artístico entre profissionais locais com de outras regiões do país para fomentar a estética dos espetáculos desse gênero. O projeto se encerra com o espetáculo Sonho de Uma Noite de Verão, peça baseada na adaptação de Adriana Falcão da peça de William Shakespeare, que será lançado em março de 2019.

Artistas que participaram do processo podem ser convidados a participar da montagem. "O mínimo que se espera deles (artistas participantes) é que seja uma pessoa musical. Que estejam interessados em aprender, participar, não somente pensar em participar da montagem final depois, até porque não dá 'pra' todo mundo", brinca a atriz, que está em cartaz nos cinemas com o filme Chacrinha: O Velho Guerreiro, que conta a história de José Abelardo Barbosa, um dos maiores apresentadores da história da televisão brasileira.

Para Laila, a promoção de programas como a Fábrica de Musicais é essencial para a manutenção da arte brasileira. "Ótima iniciativa. Tem que abrir 'pra' ter mais formação desses artistas. Graças a Deus teve isso aqui, no momento que estamos vivendo". A atriz adorou a escolha da obra: "achei lindo. Trazer pro Carnaval é maravilhoso. João Falcão fará isso com maestria, com certeza", conclui.

O ator Patric Gouveia, de 24 anos, estava ansioso para participar do laboratório. Laila Garin é uma referência para ele. "É uma oportunidade incrível, temos que aprender, sempre. Pretendo sair com mais habilidade no diálogo do texto com a música. Como interpretar cantando", explicou. Patric tem planos de viajar para São Paulo em 2019, mas pode adiar. "Pretendo ir, mas, caso seja chamado pra participar da montagem final, será um convite muito bem-vindo", conta, aos risos.

Fábrica de Musicais - Cursos de 8 a 10 horas de duração que têm por objetivo aprofundar um pouco mais as informações técnicas relativas aos temas escolhidos. Para este momento, as turmas serão reduzidas para melhor aproveitamento. Será preciso fazer uma inscrição e ser aprovado para participar da turma.

Nesse momento da Fábrica de Musicais, um novo passo é dado, pois os convidados trabalham os universos criados por Shakespeare através das orientações do próprio João Falcão, diretor da montagem. Ao término desta etapa, que vai atingir diretamente 330 profissionais das artes de Salvador, serão escolhidos 25 nomes que vão integrar a ficha técnica do espetáculo Sonho de Uma Noite de Verão.

Programação:

27 a 30/11 - 15h às 19h - Preparação e Interpretação Vocal, com Angelo Rafael e Carlos Eduardo Santos - 2 turmas para 40 pessoas cada.

04 a 07/12 - 15 às 19h - Corpo e Coreografia, com Roberto Montenegro - 2 turmas para 40 pessoas cada.

0
0
0
s2sdefault
0
0
0
s2sdefault

“A praça é toda sua. Cuide bem dela”. O slogan do projeto “Desal vai à Escola” fortaleceu o sentimento de pertencimento dos 117 alunos do 1º ao 5º ano, da Escola Municipal Batista de São Caetano, na tarde desta segunda-feira (26). De forma lúdica e interativa, o presidente da Companhia de Desenvolvimento Urbano de Salvador (Desal), Marcílio Bastos, apresentou slides e promoveu dinâmicas com premiações para incentivar a garotada sobre a importância dos cuidados e preservação das praças.

As atividades também foram realizadas para os 121 estudantes do turno matutino. Após os ensinamentos teóricos, os estudantes visitaram a Praça ACM, que fica bem próxima à escola, e aprenderam na prática como zelar pelo bem público.

Quando o assunto é cidadania, David Emanuel Gomes, 12 anos, mostrou que é um expert. Ao visualizar a imagem de uma praça pichada, exibida durante a palestra, o aluno do 5º ano disparou enfático. “Não, vandalismo não pode. Temos é que limpar, levar um saquinho para recolher as necessidades do nosso animal de estimação e preservar o local que brincamos”. Morador da Rua Direta da Goméia, em São Caetano, o pequeno conta que brinca na Praça ACM em todos os finais de semana. “Minha tia mora lá. Adoro correr, jogar bola, tem uma miniquadra para as crianças menores que curto muito”, comentou.

Conscientização – A Praça ACM é a segunda maior da capital baiana. Com 7 mil m², o espaço conta com duas quadras poliesportivas, uma mini quadra para crianças, pista de skate, anfiteatro, espaço de jogos, academia de saúde, acessibilidade, paisagismo, pergolado, iluminação, comunicação visual e dog park (espaço reservado para animais de estimação). Ao exibir imagens do local, o presidente da Desal fez questão de dizer que o espaço pertence à comunidade.

“Temos tido um esforço grande para combater a depredação do patrimônio público. Entendemos que precisamos educar na base, para mais adiante colhermos os frutos. Hoje aqui plantamos uma sementinha. Essas crianças com certeza levam para casa os ensinamentos e se tornam multiplicadores”, ressaltou.

Para Ivana Santana, integrante do Núcleo de Projetos Pedagógicos da Desal, as ações nas escolas são essenciais. “Quando entramos em uma instituição de ensino, começamos a montar uma força-tarefa para a preservação do patrimônio público”, salientou.

Na opinião da diretora da instituição, Dayse Rocha, o trabalho da Desal nas escolas reforça o projeto pedagógico desenvolvido diariamente. “Ensinamos e conscientizamos sobre a importância de cuidar e preservar os espaços públicos. Quando recebemos a Desal aqui, fortalecemos o que é dito todo dia”, afirma. Segundo ela, leitura de textos, exibição de filmes e repercussão de notícias relacionadas à preservação dos espaços públicos integram as dinâmicas para o aprendizado da cidadania.

Portas abertas – Além das palestras educativas nas escolas, o projeto da Desal contempla visitação à fábrica, localizada em Porto Seco Pirajá. Bastos destaca que a autarquia é a única no Brasil que projeta e fabrica os próprios equipamentos que são implantados nas praças. “Abrimos as portas para mostrar a maneira como trabalhamos”, explica. Na próxima sexta-feira (30), estudantes da Escola Municipal Assistencial Nossa Senhora de Guadalupe visitarão as instalações.

Balanço – Salvador tem cerca de 400 praças, espalhadas em 163 bairros. A maior delas é a Lord Cochrane, que fica na Avenida Garibaldi. Além dela e da ACM, em São Caetano, se destacam pelo tamanho e movimentação de pessoas as praças do Dendezeiros (Ribeira), Benjoim (Caminho das Árvores), Largo do Tanque, Rotatória de São Marcos (São Marcos) e da Bíblia (Avenida Ogunjá). Até o final deste ano, outras 40 praças serão inauguradas após construção ou requalificação.

 

 

0
0
0
s2sdefault

Sub-categorias

Fale Conosco

O seu canal de comunicação com o nosso site. Caso tenha dúvidas, sugestões ou solicitações de serviços, por favor, mande mensagem que teremos prazer em respondê-la.

Enviando...