Releases

0
0
0
s2sdefault

O Palco do Rock se despede do Carnaval dos Carnavais em grande estilo. O espaço, montado nos Coqueirais de Piatã, chega ao seu último dia recheado de atrações para o público que curte a sonoridade das guitarras distorcidas, assim como das batidas frenéticas da bateria e dos graves dos baixos.

Nesta terça-feira (25), a partir das 17h, subirão ao palco atrações como Bruma, Eletric Poison, Horda, Inner Call, Martyrdom, Midorii Kido, Oversoul, Prof. Doidão e os Aloprados e Todo Meu Ódio.

Em sua 26ª edição, o espaço já se tornou um marco no Carnaval de Salvador, reunindo baianos e turistas que são apaixonados pelo rock and roll. Somente este ano, 38 bandas fazem parte da programação do local.

Este ano, Palco do Rock presta homenagem a André Matos, cantor, compositor, maestro, produtor e pianista brasileiro morto ano passado. André foi vocalista das bandas Viper, Angra e Shaman.

De acordo com Sandra de Cássia, organizadora do evento, o público é composto não só por baianos, mas por pessoas de diversos estados. “Com 26 anos de existência, o Palco do Rock já é um espaço definido e importante para o segmento. Recebemos aqui, por exemplo, pessoas de São Paulo, Rio de Janeiro e Belo Horizonte”, revelou.

0
0
0
s2sdefault
0
0
0
s2sdefault

Em mais uma noite de folia, a Guarda Civil Municipal (GCM) registrou 241 atendimento e nove ocorrências. Houve a apreensão de um simulacro de arma de fogo, quando uma patrulha do Grupamento de Operações Especiais passava na região do Campo Grande, sendo acionada pela vítima, que alegou ter tido seu celular roubado.

Ao alcançar o suspeito, a patrulha encontrou o simulacro de um revólver. O mesmo foi encaminhado à Central de Flagrantes da Polícia, juntamente com outro homem, que tentou evitar a condução do suspeito.

Em outra ocorrência, uma equipe da Corregedoria da Guarda passava pela região do Passeio Público quando ocorreu uma briga generalizada, ocasião em que um homem puxou uma faca da cintura. Ao perceber a presença dos agentes, ainda tentou esconder a faca antes de ser detido e encaminhado para a polícia.

As equipes da GCM já registraram a apreensão de 2.365 objetos perfurocortantes com potencial de arma branca neste Carnaval. Nas ações preventivas, o órgão já contabilizou a recuperação de 301 documentos, a identificação de 32.755 crianças e a distribuição de 6.522 materiais informativos.

 

 

0
0
0
s2sdefault
0
0
0
s2sdefault

Um condutor de trio elétrico foi flagrado por agentes que atuam na blitz da Lei Seca da Superintendência de Trânsito de Salvador (Transalvador) dirigindo sob efeito de álcool na madrugada desta terça-feira (25). Após perceberem que o trio circulava em velocidade incompatível com a via, no Vale dos Barris, os agentes abordaram o motorista. Ao passar pelo teste no etilômetro (bafômetro), foi constatado que ele estava com o nível de álcool no sangue acima do permitido.

Como a dosagem detectada foi de 0,27mg/L, não configurou crime de trânsito. Por isso, ele foi notificado e multado de acordo com o artigo 165 do Código de Trânsito Brasileiro (CTB). Dirigir sob efeito de álcool é uma infração gravíssima, o condutor está sujeito à perda de sete pontos na CNH e multa de R$ 2.934,70. O motorista infrator apresentou um condutor habilitado, que, após passar pelo teste de alcoolemia, foi liberado para levar o trio elétrico.

“Nossos agentes estão atentos a toda e qualquer atitude que possa colocar em risco o cidadão. Neste Carnaval, estão atuando diariamente, abordando condutores sejam de trios elétricos, veículos ou motos, profissionais ou não, com o intuito de reforçar a segurança viária”, afirma Fabrizzio Müller, superintendente da Transalvador.

 

0
0
0
s2sdefault
0
0
0
s2sdefault

Os foliões presentes no Parque Poliesportivo da Boca do Rio iniciaram a noite desta segunda-feira (24) com muito axé music, ao som da banda Os Mortalhas. Canções que marcaram o repertório carnavalesco das décadas de 1980 a 2000 e que lançaram o ritmo para todo o mundo, como "Faraó", "Eva", "Baianidade Nagô" e "Protesto do Olodum", fizeram parte da apresentação.

Da plateia, um público animado repetia as letras e arriscavam coreografias em um clima bem familiar. Muitos aproveitaram o ambiente de tranquilidade para levar crianças e idosos. Geovana Gomes, 29 anos, se divertiu à vontade com o filho Cláudio Ruan, 9. “Estou achando massa. Eu sou cantora e acho importante trazer ele para esse ambiente, onde possa curtir com segurança. Ele está adorando, pois ele ama dançar”.

Celidalva Brito, 70, também se balançou bastante toda fantasiada com um laço colorido na cabeça e na cintura. “Isso aqui está ótimo. Eu sou muito festeira e é muito bom poder contar com essas apresentações de bairro”.

Fábio Meireles, vocalista de Os Mortalhas, ficou surpreso com o que viu. “A gente vem de outros carnavais, a exemplo do Centro Histórico, e não imaginávamos contar com uma estrutura e com um clima desse. Além de o som ter tido uma boa qualidade, o que nós vimos hoje foi um Carnaval bem família, com pessoas acompanhadas de crianças e de idosos. Enfim, eu acho que o Carnaval nos Bairros de Salvador está precisando disso, de um lugar para trazer a família para brincar. Eu estou super feliz”.

Um bom público esteve no local no início dos shows, mas a noite ainda promete com as apresentações de Will Carvalho, Fernando Ferraz, Sarajane, Simples Assim e do pagode do grupo Raça Pura.

Programação - O último dia de Carnaval da Boca do Rio, nesta terça-feira (25), vai contar com o agito de Attooxxa, responsável pelo sucesso "Elas Gostam", Forró do Tico, Carlos Pitta, CBX Samba Club, Guettho é Guettho, Levi Barbosa e Nenho.

0
0
0
s2sdefault
0
0
0
s2sdefault

A noite desta segunda-feira (24) também foi animada nos bairros onde há atrações do Carnaval. Na Liberdade, diversas pessoas foram à Praça Nelson Mandela para assistir as apresentações de Viola de Doze, Larissa Luz, Patrulha do Samba, Afrocidade, Nêssa, Wilson Café e Banda Cactus.

Por volta das 19h, Larissa Luz subiu ao palco e fez o público dançar ao som de "Elegibô", "Faraó" e das autorais "Nanã", "Bonecas Pretas" e "Gira". “Eu sou muito fã dela. Ela é perfeita, multiartista. Tem uma voz marcante, é uma referência enorme”, disse a estudante Gabriela Araújo, 22 anos, que dançou e cantou muito durante a apresentação.

Para Gerusa Silva, 45, o palco da Liberdade é a melhor opção para curtir com a filha Eloá, de um ano. "Ao mesmo tempo em que eu curto o Carnaval, pois gosto muito, eu cuido da minha filha. Aqui é um ambiente tranquilo e próximo de casa. É a melhor opção".

O estilista Alexandre Brasil, 38, aproveitou cada momento da noite curtindo a variedade de ritmos, do pop ao pagode. "Os shows estão muito lindo, eu fiz questão de vir e vou ficar até o final".

Autora de canções que valorizam a mulher e a negritude, Larissa Luz já foi vocalista do Araketu e indicada ao Grammy Latino de 2016. Em 2018, interpretou Elza Soares. Depois da apresentação dela, o grupo Patrulha do Samba colocou o público para dançar ao som de sucessos da década de 1990, como "Rala no Pezinho" e "Swing de Rua".

Amanhã (25), no último dia de Carnaval, as Ganhadeiras de Itapuã, grupo que foi tema de desfile na Sapucaí ontem (23), sobe ao palco da Liberdade para uma apresentação que envolve dança e tradição. Além do grupo cultural (segunda atração), se apresentam Frutos Tropicais, Geraba, Sandro Coutto, Lú Costa, Buck Jones e Chaverinho do Arrocha. Os shows iniciam às 17h.

0
0
0
s2sdefault
0
0
0
s2sdefault

Na penúltima noite de folia, Daniela Mercury vira "Dama de Vermelho" e esbanja alegria e sensualidade pelo Circuito Dodô (Barra/Ondina). A cantora apostou em um look preto e vermelho esvoaçante para fazer a alegria dos fãs.

0
0
0
s2sdefault
0
0
0
s2sdefault

A animação vai tomar conta do Circuito Mestre Bimba, em Nordeste de Amaralina, nesta terça-feira (25), último dia de Carnaval. Com uma programação diversa, o público poderá curtir apresentações de blocos e agremiações pelas ruas do bairro. O percurso começa a partir da Rua Mestre Bimba e termina no final de linha da localidade – cerca de um quilômetro de extensão.

Atrações como Quabales, Mister Armengue, Arrastão Samba Amigo e blocos como Você Bebeu, Arrastão as Perversas, Corno Nordestinos, Elite e Nordeste 40 Graus farão o encerramento da folia com chave ouro, além dos blocos RB Exclusivo, Pagode Versado, Fest Tigre e Positive. A programação completa pode ser conferida no site carnaval. salvador. ba. gov.br.

Homenagem – O nome do circuito é uma homenagem ao criador da capoeira regional, Manoel dos Reis Machado, o mestre Bimba. Dizem os moradores que Mestre Bimba descia a ladeira do bairro com muita frequência para jogar capoeira no local que hoje se chama Praça dos Capoeiristas, situada em Amaralina.

Mestre Bimba foi também um educador, tirando a arte da marginalidade e formando diversos capoeiristas por meio de suas aulas, que eram também lições de vida.

0
0
0
s2sdefault
0
0
0
s2sdefault

Foi com a fantasia em homenagem à Santa Dulce dos Pobres que o recifense Severino Queiroga da Silva, 53 anos, venceu a 23ª edição do Concurso Nacional de Fantasia LGBT, na categoria Originalidade, recebendo um prêmio de R$4 mil. Em meio ao Carnaval dos Carnavais, o evento aconteceu na noite desta segunda-feira (24) na Praça Municipal, no Centro Histórico de Salvador, e contou com 15 participantes. Os candidatos também concorreram na categoria Luxo, cujo resultado ainda não foi divulgado.

A ocasião também contou com performances de atores transformistas e shows artísticos como da transexual paulistana Whilla White e das drags baianas Léo Vittar, Scher Marie, Sissy Zeta, Suzi d’ Costa e Scarleth Sangalo. O concurso foi promovido pelo Grupo Gay da Bahia (GGB), em parceria com a Quimbanda Dudu, e apoio da Prefeitura, através da Empresa Salvador Turismo (Saltur).

Severino, que já possui oito títulos no concurso, disse que a fantasia de Santa Dulce foi feita por ele mesmo e pesa cerca de 54 quilos, com quatro metros de altura e seis de largura. A criação durou cerca de dois meses. O destaque vai para os elementos recicláveis presentes no conjunto, a exemplo de garrafas, colheres de aniversário e sacos de farinha.

“Não é fácil concorrer nesse concurso. Os participantes não brincam em serviço. Todos chegam com fantasias incríveis. É uma oportunidade de celebrar a nossa arte e mostrar nosso trabalho. É um evento muito importante para todos nós. Que esse concurso nunca se acabe”, declarou o vencedor.

Ficaram com a segunda e a terceira colocação na categoria Originalidade Fábio Bezerra, de Petrolina, com a fantasia “Oxum, a Moça que Mora N'Água”, e Antônio Matos, da mesma cidade, com o tema “Dia de Branco - Um Brinde à Musicalidade de Geraldo Azevedo”.

Não faltaram brilho, cores, criatividade e muita história. Foram avaliados itens como beleza, elegância, simpatia, desenvoltura na passarela, pedraria, penas, postura, além de semelhança com a ideia original.

Tradição - Para o presidente do GGB, Marcelo Cerqueira, a realização deste evento mantém acesa a tradição e cultura LGBT. “Esse concurso é muito importante porque possibilita, sobretudo, a criatividade da população LGBT. É uma forma de fomentar a veia cultural, valorizando essa população que é tão criativa e cheia de talento”, afirmou.

Critérios - Os jurados levaram em conta a beleza, elegância, simpatia, desenvoltura na passarela, pedraria, penas, postura e, por fim, o valor gasto pelo candidato na produção da roupa, especialmente na categoria luxo, a mais esperada do evento.

Na categoria Originalidade, os critérios são a semelhança com a ideia original. Entretanto, é proibida a utilização de materiais preciosos, pedrarias caras, penas raras e lantejoulas, entre outros assessórios que possam dar conotação de Luxo. Além de dois novos critérios dentro da avaliação, que são apresentações que representem “protesto” e “irreverência” de situações da atualidade.

0
0
0
s2sdefault
0
0
0
s2sdefault

A campanha “Pare! Não à Importunação Sexual”, lançada pela Secretaria de Políticas para Mulheres, Infância e Juventude (SPMJ) para o Carnaval de Salvador, promoveu nesta segunda-feira (24) uma série de abordagens a foliões dos blocos que passaram no circuito Barra/Ondina. A ação, que consiste em dar orientações e fazer distribuição de materiais educativos, foi feita durante o desfile dos Filhos de Gandhy e Camaleão, que estavam entre os primeiros trios a sair no percurso.

A mobilização também vem promovendo abordagens no Circuito Osmar (Campo Grande) e em estações de transbordo, hotéis e camarotes. Além disso, a campanha está sendo exibida em nove outdoors espalhados pela cidade e em vídeo explicativo por meio do BusTV em mais de 180 linhas de ônibus. O material educativo está em três idiomas: português, inglês e espanhol.

Além da conscientização - A titular da SPMJ, Rogéria Santos, destacou que a ação vai além de apenas conscientizar foliões. “Precisamos entender que, quando falamos de importunação sexual, é que existe limite. E quando ele é desrespeitado, aquilo passa a constranger a outra pessoa e isso não é legal para ninguém. O que a gente tem feito na campanha do 'Pare!' é fazer com que se entenda isso”.

A secretária da pasta elogiou o comportamento dos foliões do Gandhy. “Eles estavam aqui cantando músicas respeitando as mulheres, pedindo paz. Então, em todos os blocos e trios, precisamos entender que o Carnaval é bom, é maravilhoso, e damos esse limite. Se falamos 'pare', é para parar. Passou disso, você está importunando. Queremos que seja um Carnaval de festa, de respeito, consciência e valorização aos direitos das mulheres”, completou Rogéria.

Estrutura - Além dessas ações, o Carnaval de Salvador possui este ano duas unidades do Centro Integrado de Atendimento à Mulher, Infância e Juventude (Ciami) para prestar apoio às mulheres vítimas de violência dentro dos circuitos. Os equipamentos, inaugurados na quinta-feira (20), dispõem de serviço qualificado com atendimento jurídico, psicológico e social.

Um deles está situado no Campo Grande, na Praça Dois de Julho, no Circuito Osmar (Campo Grande), e o outro na Avenida Adhemar de Barros, em frente à Drogaria São Paulo, para atender as foliãs do Circuito Dodô (Barra/Ondina).

Além do atendimento às mulheres, as unidades do Ciami prestam assistência às crianças, adolescentes e jovens que sofram violações de direitos durante a festa, fazendo encaminhamentos para os demais serviços da SPMJ, como os três Centros de Acolhimento, Aprendizagem e Convivência (CAACs). Estes centros estão distribuídos no Garcia, em Ondina e no Rio Vermelho, e possuem capacidade de receber até 460 crianças e adolescentes.

0
0
0
s2sdefault

Sub-categorias

Fale Conosco

O seu canal de comunicação com o nosso site. Caso tenha dúvidas, sugestões ou solicitações de serviços, por favor, mande mensagem que teremos prazer em respondê-la.

Enviando...