Releases

0
0
0
s2sdefault

A Prefeitura de Salvador finalizou, na tarde da quarta-feira (15), uma série de encontros intitulada Ciranda Formativa, voltada para discutir políticas públicas para a primeira infância. Os seis encontros ocorreram no Centro de Formação de Professores Emília Ferreiro, no bairro Costa Azul, e foram promovidos pelo Núcleo Especial de Apoio à Primeira Infância (Neapi) da Secretaria Municipal de Governo (Segov), em colaboração com diversos órgãos municipais, além da parceria com a Urban95, uma iniciativa focada na inclusão da perspectiva de bebês e crianças no planejamento urbano.

O projeto Ciranda Formativa ocorreu ao longo dos meses de abril e maio, com a participação de 70 técnicos municipais e abrangendo reuniões que proporcionaram conteúdos teóricos, reflexões e relatos de experiências. O objetivo foi avaliar o contexto de Salvador e pensar em aplicações práticas cotidianas, abordando temas como a importância dos espaços públicos e verdes para o desenvolvimento infantil e o direito à cidade e o protagonismo das crianças.

A coordenadora do Neapi, Simone Café, pontuou a importância dos avanços alcançados com os encontros. “Fizemos uma longa caminhada falando de políticas públicas, de espaços públicos, de natureza, de qualidade e serviços de atendimento para a primeira infância. Hoje, estamos fechando esse ciclo. Nós queremos construir coletivamente um produto com essas pessoas que participaram dessa formação”, explicou.

Simone esclareceu que, após os encontros, a meta é criar um material colaborativo que destaque o que a capital baiana oferece para a primeira infância. “Posteriormente, queremos mostrar para a cidade o que Salvador oferece para esse público. Todo mundo deve cuidar das crianças. Um ponto muito importante que discutimos foi sobre os projetos urbanísticos, que precisam ser pensados para o público infantil, já que as ruas também são das crianças, além da questão do contato com a natureza”, acrescentou a coordenadora.

Presente no encerramento, Maristela Souza, coordenadora do Programa de Educação Ambiental e Climática da Secretaria Municipal de Sustentabilidade, Inovação e Resiliência (Secis), ressaltou a importância da Ciranda Formativa para a integração das ações municipais. “Ela foi muito importante agora nesse período em que a gente começa a construir as ações voltadas para a primeira infância”, contou.

Para Nilma Oliveira da Silva, técnica da Primeira Infância da Secretaria de Políticas para as Mulheres, Infância e Juventude (SPMJ), a Ciranda Formativa marca um passo significativo na construção de políticas públicas integradas e eficazes para a primeira infância na cidade. "Quando a gente participou dos primeiros encontros para falar sobre a ideia da ciranda, eu já imaginei que seria um trabalho de sucesso. A equipe que está aqui é muito comprometida. Vimos aqui a importância do trabalho e pudemos compartilhar o trabalho de cada secretaria a respeito da primeira infância, além de mostrar como a Prefeitura já trabalha”, assinalou.

Reportagem: Mateus Soares/Secom PMS

0
0
0
s2sdefault
0
0
0
s2sdefault

Neste dia 16 de maio, Salvador homenageia aqueles que são essenciais por manter as ruas limpas e organizadas: os garis. Este ano, a Prefeitura, por meio da Limpurb, traz o tema "Cores da Cidade: Artistas da Limpeza Urbana", ressaltando não apenas o trabalho árduo desses profissionais, mas também a contribuição como verdadeiros artistas.

Atuando como gari há cinco anos, Gabriel Nascimento Sampaio, de 28 anos, é um desses exemplos. Cedo, ele encontrou na dança uma forma de expressão. "Desde novo, sempre gostei de dançar", declarou. Ele, porém, teve que interromper a carreira artística.

"Entrei quando garoto em um grupo de balé chamado Os Marrentos, onde dançávamos jazz e várias outros estilos. Porém, tive que parar por um tempo devido ao nascimento dos meus dois filhos. Tive que escolher entre continuar dançando ou sustentar minha família. Cheguei a participar de uma competição de dança, conquistando o primeiro lugar logo na minha estreia", lembrou.

"Isso chamou a atenção para o nosso grupo, e fizemos várias apresentações, inclusive na Câmara dos Vereadores, assim como em outros municípios. Hoje, não danço profissionalmente, mas ainda pratico em casa. Quanto ao futuro, não posso afirmar se voltarei a dançar profissionalmente", acrescentou.

Sobre o Dia do Gari, Sampaio afirmou enxergar a data com a "extrema importância" que ela tem. "É um reconhecimento pelo nosso trabalho. Sem nós, garis, a cidade seria um caos. Então é fundamental lembrar dessa data, pois a organização e limpeza da cidade são méritos nossos também. É uma homenagem e um estímulo para continuarmos contribuindo para o bem-estar da nossa cidade", completou o jovem.

Inspiração materna – Assim como Gabriel, Carla de Souza Silva, de 37 anos, também compartilha a jornada como gari e artista. Além de zelar a capital há nove anos, ela já se envolveu com artesanato, capoeira e outras formas de arte. "Quando pequena, vivi no lixão e aos sete anos fui para o projeto Criança Canabrava, que acolhia crianças que trabalhavam no lixão. Permaneci lá até os 18 anos, onde tive meu primeiro contato com arte", relembrou.

"No projeto, também aprendi a consertar aparelhos eletrônicos, como televisões e micro-ondas. Realizei apresentações de capoeira em locais emblemáticos como a Praça Castro Alves, o Teatro Castro Alves e o Pelourinho, além de outras performances artísticas em grupo. Atualmente, pratico menos essas atividades além das minhas responsabilidades como gari, devido a um dedo quebrado que exige cuidados extras para evitar lesões", lamentou Carla, que, apesar disso, continuou se descobrindo. "Eu me achei como gari", afirmou, cuja inspiração veio da mãe.

"Independentemente de qualquer coisa, eu vou ser sempre gari. Minha mãe era gari, então um dia eu coloquei na cabeça que queria ser também. Agradeço muito pela oportunidade que tenho de atuar como gari e estamos aqui para qualquer coisa", completou Carla.

Reconhecimento do trabalho – O presidente da Limpurb, Carlos Augusto Gomes, mencionou o papel fundamental desses profissionais para a cidade. "Para mim é sinônimo de orgulho integrar o time da limpeza urbana e saber que posso contar com profissionais extremamente competentes, dedicados e que fazem o melhor todos os dias para manter a cidade limpa", contou.

"Quem olhar com atenção, vai ver que por toda Salvador sempre há um gari ou margarida, trabalhando na chuva ou no sol, com um sorriso no rosto, com muita garra e determinação. Agradeço a cada um dos nossos heróis e heroínas que merecem ser respeitados e valorizados por toda a sociedade, não apenas neste 16 de maio, mas diariamente”, concluiu o gestor.

Reportagem: Mateus Soares/Secom PMS

0
0
0
s2sdefault
0
0
0
s2sdefault

Os diversos espaços culturais da Prefeitura de Salvador participam, até o próximo domingo (19), da 22ª Semana Nacional de Museus. Neste período, uma programação especial aguarda o público nas unidades geridas pela Secretaria Municipal de Cultura e Turismo (Secult): Cidade da Música da Bahia (Comércio), Casa do Carnaval da Bahia (Praça da Sé), Casa do Rio Vermelho – Jorge Amado e Zélia Gattai (Rio Vermelho), Memorial Dois de Julho (Lapinha), Espaço Carybé das Artes e Pierre Verger da Fotografia (ambos na Barra).

A Semana Nacional de Museus é uma iniciativa coordenada pelo Ibram - Instituto Brasileiro de Museus -, celebrada anualmente em homenagem ao Dia Nacional dos Museus, que acontece todo dia 18 de maio. Esta é a 22ª edição do evento, que acontece de 13 a 19 deste mês, em museus, instituições de memória e espaços culturais de todo o país.

"O grande objetivo dessa iniciativa cultural é promover e valorizar estes espaços e ensejar a possibilidade de a população conhecê-los, permitindo que tanto o público local como visitantes saibam da existência desses espaços, podendo contemplá-los da melhor forma possível, desfrutando da programação especial devidamente preparada para essas datas, como oficinas, atividades de dança, artes visuais, música, visitas a jardins. A intenção é apresentar ao público este acervo tão importante que, a seu modo, conta um pouco da história da nossa cidade e de nosso estado", explica a coordenadora de Equipamentos Culturais da Secult, Renata Camarotti.

Os espaços funcionam das 10h às 18h. Os valores dos ingressos custam R$20 a inteira, e R$10 a meia-entrada – este benefício é estendido a residentes em Salvador, com a devida comprovação de endereço.

Programação:

Casa do Rio Vermelho

Até dia 30 - Exposição Temporária: Em celebração ao Dia do Trabalhador, esta mostra temporária destaca o escritor como um profissional das artes, das escrita e das letras. A exposição terá como base e inspiração a narrativa de vida profissional do casal Jorge Amado e Zélia Gattai, que juntos compartilharam não somente o amor, afeto por sapos, mas também a profissão de reorganizar as palavras e letras para sensibilizar e cativar seus leitores.

Dias 16 e 17, às 15h30 – Visitas Mediadas: A atividade desvenda alguns dos segredos e curiosidades da Casa do Rio Vermelho, através de um passeio onde memória e cultura se unem para trazer a história do imóvel e dos ilustres moradores: o casal de escritores Jorge Amado e Zélia Gattai.

Dia 18, às 10h30 - Oficina de Mosaicos: Com foco no ensino da educação artística, a atividade é uma verdadeira celebração de cores e formas, onde cada participante transformará simples pedacinhos de EVA em obras de arte únicas.

Dias 18 e 19, às 10h e 18h – Desenhos na Varanda: As crianças vão participar da pintura de desenhos encantadores da Casa do Rio Vermelho e seus proprietários, acervo e livros que foram criados por alunos da Escola de Belas Artes da Ufba, sob orientação do professor Luiz Mário.

Dia 19, às 10h30 – Passeio no Jardim: Passeio pelo bosque de mais de 1.500 m², onde estão diversas espécies da flora e fauna brasileira e é possível conhecer um pouco mais a respeito das plantas desse espaço e também dos Orixás, seus habitantes encantados. A edição também celebra os artistas plásticos presentes no acervo, além de realização de pesquisa/catalogação das plantas do jardim.

Fortes Carybé das Artes e Pierre Verger

Até dia 17/6 – Exposição Guardiões da Baía: A mostra presente na Galeria Fragmentos traz fotos surpreendentes da Colônia de Pescadores Z1, apresentando os pescadores como figuras fundamentais na economia marítima e no patrimônio da Baía de Todos-os-Santos, portadores de conhecimentos tradicionais e guardiões do espaço marinho e costeiro, preservando a cultura e história desta atividade essencial.

Dia 18, às 14h e 16h – Artista por um dia – Fotografia: A dinâmica é entender o que é a fotografia e os conceitos básicos, para assim usar as lentes (olhos e celulares) para capturar diferentes pontos de vistas e perspectivas do mundo urbano ao redor.

Dia 19, às 14h e 16h – Artista por um dia – Origami: A dinâmica da oficina é usar a concentração e a habilidade manual para aprender a arte da dobradura japonesa. A ação funcionará como um curso introdutório sobre esse tipo de artes manuais, na qual o público aprenderá o básico para criar diferentes esculturas de papel.

Cidade da Música da Bahia

Dias 16 e 17, às 11h, 12h, 13h, 14h, 15h, 16h e 17h – Oficina de Percussão: O público poderá aprender técnicas básicas de um dos instrumentos mais importantes utilizados no cenário musical baiano.

Dia 18, às 15h – Batalha de dublagem: Ícones LGBT+: Com base nas batalhas de Drags Queens da cultura Ballroom e outras manifestações da comunidade LGBT+, essa atividade convida o público para uma investigação do ato de dublar e criar novas interpretações e performances para músicas icônicas do verão baiano. Nesta edição serão homenageadas as memórias de ícones da comunidade LGBT+ e os ensinamentos sobre a igualdade e respeito.

Dias 18 e 19, às 11h e 14h – Pílulas Musicais: O público é convidado a descobrir mais sobre o universo musical da Bahia. Através de pílulas musicais de 20 min a 30 min, os mediadores convidam os presentes a aprender sobre os artistas, estilos musicais e movimentos culturais do estado.

Dia 19, às 15h – Música Viva: O Música Viva deste mês será inspirado no processo de educação e pesquisa musical. Nesta ação, artistas são convidados para apresentarem ao público como uma obra musical nasce, quais suas fontes de inspiração e, principalmente, como a música pode ser uma ferramenta de transformação.

Memorial 2 de Julho

Dia 18, às 15h – Jogo da Memória: O público vai aprofundar os conhecimentos sobre os eventos e personalidades que desempenharam papéis cruciais na Independência da Bahia, em envolventes e educativos jogos. A experiência envolve quebra-cabeças e jogos da memória, onde todos sempre se divertem e aprendem um pouco mais sobre a história da Bahia.

Dia 19, às 15h – Você no 2 de Julho: A oficina de confecção de cartaz remete à festa de comemoração da Independência da Bahia, realizada no dia 2 de Julho, evento profundamente enraizado na cultura popular. Durante o cortejo, os participantes têm a oportunidade de expressar opiniões sobre questões sociais, e se manifestar de forma crítica através de cartazes, adicionando uma camada adicional de comunicação visual à já rica decoração do desfile e das fachadas.

Casa do Carnaval da Bahia

Dia 18, às 15h - Oficina de Mosaico de Lantejoulas: A oficina de mosaico é um espaço enriquecedor que estimula a criatividade e o desenvolvimento pessoal. Ao explorar a arte dos mosaicos com lantejoulas, o público mergulhará em uma jornada de imaginação, concentração e autoestima.

Dias 16 e 17, às 16h, e dias 18 e 19, às 11h e 14h – Bloco da Mediação: A visita guiada temática acontece como um bloco de carnaval, com todos juntos, fantasiados e na mesma vibração para conhecer um pouco mais sobre a folia de Momo na Bahia.

Dia 19, às 15h - Carnaokê Especial: A atividade permite aos participantes cantar as músicas que embalaram os carnavais passados. Nesta edição, o foco estará nas cantoras da axé music e do carnaval soteropolitano. A ação também vai celebrar o Dia do Artista Visual os diferentes artistas do acervo da CCB.



0
0
0
s2sdefault
0
0
0
s2sdefault

O prefeito de Salvador, Bruno Reis, anunciou nesta quinta-feira (16), durante a abertura do II Congresso Brasileiro de Direito e Sustentabilidade, que encaminhará na próxima semana para a Câmara Municipal um novo conjunto de propostas para leis ambientais, de forma a fortalecer ainda mais as políticas de sustentabilidade já adotadas na capital baiana nos últimos anos.

“Uma Lei de Mudanças Climáticas, uma Lei de Agroecologia, e uma lei para a gente implantar a compra pela Prefeitura de produtos frutos da economia circular”, afirmou o prefeito. Durante o seu discurso no evento, o chefe do Executivo soteropolitano citou uma série de ações de sustentabilidade adotadas pelo Município nos últimos anos, o que tornou a capital baiana uma referência nacional e internacional no tema.

O evento é realizado pela Associação Comercial da Bahia (ACB) de Sustentabilidade e pelo Instituto Brasileiro de Direito e Sustentabilidade (Ibrades). Coordenado pela advogada e vice-presidente de Sustentabilidade da ACB, Isabela Suarez, presidente da Fundação Baía Viva, e pelo advogado, professor doutor e presidente do Ibrades, Georges Humbert, o congresso reúne autoridades e nomes de destaque nacional.

Entre as iniciativas municipais, estão a preservação de mais de 26 milhões de quilômetros quadrados de Mata Atlântica, o plantio de mais de 100 mil árvores na última década, o IPTU Verde, o IPTU Amarelo, o programa Salvador Solar, a remissão de dívidas e isenção de impostos para cooperativas de catadores, o Viveiro de Restinga em Praia do Flamengo, o uso de energia solar e reutilização de água em escolas da rede municipal, o eletroterminal e ônibus elétricos do BRT, além da criação de parques como o da Pedra de Xangô.

A cidade ainda vai ganhar novos espaços, como o Parque Socioambiental de Canabrava, os parques do Vale da Mata Escura e Ipitanga I, o Parque Marinho da Cidade Baixa e o Centro de Interpretação da Mata Atlântica, conforme destacou Bruno Reis.

“São diversos projetos que fizeram Salvador se tornar referência no Brasil e no mundo. Quando assumi a Prefeitura, o primeiro documento que assinei foi o compromisso com o Acordo de Paris, para reduzir a emissão dos gases de efeito estufa. Naquela ocasião, pedi aos outros 416 prefeitos da Bahia que também se comprometessem. De lá para cá, realizamos três inventários e, ano a ano, estamos reduzindo as emissões. Estamos caminhando para cumprir a meta com a qual nos comprometemos”, disse Bruno Reis.

O prefeito apontou a importância de debater a sustentabilidade, em um cenário de aumento das tragédias ambientais causadas pelas mudanças climáticas. “Sem sombra de dúvidas, é urgente a discussão de temas que possam garantir que as cidades sejam mais sustentáveis e resilientes. Estamos vendo cada vez mais o impacto das mudanças climáticas. Os exemplos estão próximos e em diversos lugares do mundo. Invernos mais intensos e altas temperaturas no verão. Estamos vendo as catástrofes que estão ocorrendo”, afirmou.

O chefe do Palácio Thomé de Souza celebrou a realização do congresso na capital baiana. “É uma honra recepcionar em Salvador um congresso como esse, que vai discutir temas como o desenvolvimento econômico e social com sustentabilidade. O grande segredo é equilibrar, permitindo que a cidade possa se desenvolver, mas assegurando também que ela seja sustentável. Espero que, a partir dos debates que vão acontecer aqui, contribuições sejam dadas ao Congresso e ao poder público e que a legislação seja aperfeiçoada”, pontuou.

Congresso – Em sua segunda edição, o Congresso Brasileiro de Direito e Sustentabilidade tem o objetivo de produzir discussões para colaborar com a defesa e o aprimoramento da Política Nacional do Meio Ambiente.

No evento, serão debatidos desafios legais e soluções para o desenvolvimento sustentável em dez painéis e quatro conferências principais, com a participação de representantes dos Três Poderes, comunidade científica, setor empresarial, produtores rurais, advogados, integrantes do Ministério Público e representantes da sociedade civil.

Reportagem: Vitor Villar e Rodrigo Aguiar / Secom PMS

 

0
0
0
s2sdefault
0
0
0
s2sdefault

A Secretaria de Política para Mulheres, Infância e Juventude de Salvador (SPMJ) levou aos jovens aprendizes do Centro de Integração Empresa-Escola (CIEE) uma capacitação que trata sobre a violência sexual contra crianças e adolescentes. O encontro aconteceu na manhã da quarta-feira (15), no auditório da Faculdade Unime Anhanghuera, localizado no Shopping Paralela.

Cerca de 200 adolescentes participaram da palestra onde puderam aprender e tirar dúvidas sobre o tema. A ação faz parte do Maio Laranja, campanha de combate ao abuso e à exploração sexual voltada às crianças e adolescentes. No turno vespertino a formação foi direcionada aos conviventes do Espaço de Cidadania CIEE, que funciona no bairro de Nazaré.

O estudante Pedro Lucas Cajazeiras, de 18 anos, falou sobre os impactos positivos que as orientações podem trazer para o adolescente, principalmente na identificação de possíveis abusos e violências. “É uma palestra que com certeza irá nos edificar, pois muitos jovens sofrem com esse tipo de situação, mas acabam achando que não serão ouvidos. É importante identificar e relatar aos pais ou amigos qualquer situação abusiva”, disse.

O jovem comentou ainda sobre a influência que os adolescentes podem exercer no combate à violência sexual, sobretudo com o auxílio das ferramentas digitais. “Nós jovens podemos também usar a nossa fala para divulgar e conscientizar as pessoas sobre a importância desse assunto e replicar o que aprendemos aqui através das redes sociais, isso também é muito importante”, finalizou.

Durante a palestra, a psicóloga da Diretoria de Infância e Juventude da SPMJ, Maria Auxiliadora Alves, abordou pontos que ensinam os jovens a conhecerem o próprio corpo e a se protegerem de situações de abuso e exploração sexual. “Precisamos dialogar com eles, pois acabam sendo as principais vítimas quando falamos em estupro de vulnerável. Colocar uma sementinha e transformar cada um deles em multiplicador é uma forma de disseminar o conhecimento e gerar um combate mais efetivo contra as violências”, destacou.

Reportagem: Letícia Silva/Secom PMS

0
0
0
s2sdefault
0
0
0
s2sdefault

Para quem está internado, todo e qualquer gesto de atenção ganha um sentido e dimensão especial e impacta diretamente no bem-estar e, muitas vezes, na recuperação. Por isso, a visita da equipe de nutrição foi tão aguardada na tarde da quarta-feira (15) pelos pacientes do Hospital Municipal de Salvador (HMS), em Boca da Mata. A equipe trouxe, no carrinho da nutrição, hambúrguer, pizza, cachorro-quente, misto, bolo de pote e bolo, alimentos que ajudaram a fortalecer a autoestima de cada pessoa que recebeu a refeição diferenciada.

A ação faz parte do Dia do Desejo, criado pela coordenação de nutrição do HMS para possibilitar aos pacientes da unidade uma refeição diferente – aguçando os sentidos e a memória afetiva – e também possibilitando um momento de alegria, pois a entrega é marcada por muita vibração, música, fantasia e carinho. “Os pacientes ficam na expectativa da visita da fada para transformar o desejo deles em realidade. Cleidiane, que é a nossa copeira, vai às enfermarias vestida de fada, com a varinha mágica, e toda a equipe também usa algum adereço e entra no clima para levar alegria. O retorno que nós temos deles é sempre muito positivo”, explica a coordenadora de Nutrição do HMS, Sandra Tavares.

Primeiro paciente contemplado com o Dia do Desejo nesta quarta, o trabalhador autônomo Rui Sena, de 59 anos, foi surpreendido com o som de “Macetando”, da cantora Ivete Sangalo, na caixinha de música que ajuda a alegrar as visitas, e com a vibração das nutricionistas e copeira ao entregar uma opção que ele tanto sonhava.

“Já tinha muito tempo que eu não comia uma pizza, por causa das restrições da dieta e a minha filha não deixava quando eu estava em casa. Para mim, é muito gratificante! É um projeto que está de parabéns. Por sinal, eu já estive em outros hospitais e nem se compara em relação ao atendimento e à limpeza daqui do HMS. Os funcionários são muito bem-educados e se sensibilizam com a gente. Portanto, eu só tenho a agradecer”, relata.

O dia também teve um significado único para a dona de casa Sônia Alice Moraes, de 60 anos, que penteou os cabelos e se maquiou exclusivamente para a ocasião e elogiou muito o a iniciativa. “No geral, o lanche daqui já é bom. Sempre tem frutas variadas, tem suco da fruta fresco, mas é melhor ainda diferenciar e uma vez na vida comer uma coisa diferente para matar a saudade. Eu amei. Estou tendo o prazer de saborear novamente um cachorro-quente e relembrar momentos felizes da minha vida. Não sei nem como agradecer”, contou.

Para o comerciante Antônio José Branco, de 63 anos, que já está internado há três meses, o Dia do Desejo é um dia diferente. “A gente tem alegria e motivação, um dia que quebra um pouco essa rotina hospitalar e desperta sentimentos por vezes esquecidos”.

Esta é a segunda edição que Branco participa. Na primeira, ele teve a oportunidade de saborear um brigadeiro e nessa quarta, um misto, opção que mais chamou a atenção dele na lista dos desejos. “Eu já perdi até as contas de quando foi a última vez que comi um”, disse.

Responsável pelos momentos mágicos da entrega, a fada Cleidiane Bispo define o projeto como maravilhoso. “É encantador ver o sorriso no rosto dos pacientes e alegria que ele transmite a partir da realização do desejo durante as visitas. Mostra o compromisso que temos com cada paciente aqui do hospital”.

A secretária da saúde e vice-prefeita de Salvador, Ana Paula Matos, frisa que iniciativas como essa somam para um SUS cada vez mais humanizado e acolhedor. “É uma iniciativa que traz inúmeros benefícios para os pacientes, suas famílias, bem como para toda a equipe de profissionais. Muitas vezes, simples gestos e ações são os que fazem a diferença no dia a dia em meio à rotina de tratamentos, arrancam sorrisos, renovam as energias e transformam os ânimos”, avalia.

Início – Sandra Tavares explica que o Dia do Desejo surgiu em abril de 2021, no contexto da pandemia, junto com um sentimento muito forte de se aproximar mais dos pacientes, de acolher e de devolver a eles a esperança. Pouco depois do Dia do Desejo, voltado para a alimentação, o HMS também adotou mais duas ações com o propósito de humanizar o internamento e proporcionar momentos de conforto e de alegria para os pacientes: a visita de Mick à unidade, um Pet terapeuta da raça Golden Retriever, e o projeto Passeios que Curam, que possibilita ao paciente um passeio ao terraço do prédio para contemplar a vista e tomar um ar.

As ações foram inspiradas na proposta Tree Wishes (Três Desejos) apresentada pela médica canadense Deborah Cook em um congresso sobre medicina intensiva realizado de forma virtual durante a pandemia e apreciada pelo médico do HMS e idealizador do projeto na unidade, José Teles.

Funcionamento – O Dia do Desejo é realizado uma vez por mês no HMS. Primeiro, a nutrição faz um levantamento e seleciona os pacientes que podem participar do momento, priorizando os de longa permanência na unidade e aqueles que estão recebendo cuidados paliativos por possuírem alguma doença que ameaça a continuidade da vida. Dois dias antes do Dia do Desejo, o nutricionista conversa com o paciente para que ele escolha uma opção do menu. Figuram na lista das escolhas o hambúrguer e a pizza, mas também são frequentes cachorro-quente, milk shake, smoothie e pudim.

O lanche diferenciado começa a ser entregue às 15h30 em complemento ao lanche programado para a dieta dos pacientes. “Adaptamos o desejo às receitas, respeitando a consistência para não expor o paciente ao risco. Então, se o paciente está em uma dieta pastosa, por exemplo, a gente vai oferecer opções que tenham essa característica, que vai desde o pudim, respeitando a receita natural da preparação, até um sorvete, um picolé ou um milk shake. Além disso, todos os alimentos são preparados no hospital. A gente tenta oferecer ao paciente o alimento mais natural possível para ajudar na recuperação dele”, explica Sandra.

Como integrante à proposta, surgiu também o Bolo do Aniversariante, a confecção de um minibolo para o paciente que estiver fazendo aniversário no Dia do Desejo. Durante a entrega, a equipe bate os parabéns para o aniversariante, que frequentemente se emociona e se sente valorizado pelo gesto.

“A alimentação tem esse papel de levar muita alegria. Se a comida está saborosa, você consegue despertar memórias afetivas na pessoa. Então a gente já teve reações muito marcantes de pacientes que tinham uma restrição maior de alimentação e quando tiveram a oportunidade de realizar um desejo ficaram maravilhados: ‘Meu Deus, há seis meses que eu não comia isso’. São reações que nos deixam muito felizes”, conclui Sandra.

Reportagem: Priscila Machado/Secom PMS

0
0
0
s2sdefault
0
0
0
s2sdefault

A Prefeitura inaugurou na noite de quarta-feira (15) a Praça Bruno e Dom, situada na Rua Professor Antônio Augusto Machado, na região da Praia do Flamengo. A área pública foi transformada e agora é um local agradável para que as famílias possam aproveitar as áreas de lazer. O prefeito Bruno Reis participou da entrega do equipamento à população ao lado do presidente da Companhia de Desenvolvimento Urbano de Salvador (Desal), Virgílio Daltro, e outros gestores municipais.

O espaço homenageia Bruno Pereira, indigenista brasileiro, e Dom Phillips, jornalista britânico, que se dedicavam a relatar crimes ambientais quando foram mortos em junho de 2022. Dom Philips era voluntário no ensino de inglês para jovens no bairro de Marechal Rondon, em Salvador.

O prefeito destacou que já fez entregas importantes na região, a exemplo de entrega de trecho de orla, inauguração da Casa So+ma, entrega do Iluminando Nosso Bairro e da pista olímpica. “Temos diversas outras obras que vão me permitir voltar aqui mais vezes para estar ao lado dos moradores. No passado teve um período que essa região da cidade quis pertencer a Lauro de Freitas, porque a Prefeitura não se fazia presente, mas mudamos essa realidade. Imprimimos aqui uma série de intervenções que retratam o que estou falando e com o tempo o bairro se acostumou com a série de iniciativas que viemos trabalhando”, detalhou.

Bruno Reis ainda disse que o investimento municipal nas praças e áreas públicas tem mudado a forma do cidadão se relacionar com a cidade. “Quando a gente inaugura uma praça como esta, há diversas sensações que ela pode proporcionar. Vira um espaço de encontro para a comunidade interagir, trocar experiências, cuidar da saúde, jogar um dominó e até trazer os animais para aproveitar. Além de tudo isso, tem algo que a gente não vê, mas acontece, que é elevar a nossa autoestima”, finalizou.

O município construiu, reconstruiu ou requalificou mais de 500 praças desde o início da atual gestão municipal. na praça Bruno e Dom, a Prefeitura realizou investimento de R$884 mil. A área de mais de 3,3 mil metros quadrados ganhou em seu projeto de requalificação conjuntos de mesas para jogos e mesas infantis, academia de saúde, cachorródromo e, ainda, um espaço game com mesas de ping pong e futmesa.

Moradora do entorno, Vânia Ferzo ficou muito satisfeita com a mudança promovida pela construção da praça.“Eu moro aqui há 23 anos. Esse espaço sempre foi muito necessitado dessa requalificação que teve e agora está do outro mundo. Está um espaço lindo e eu tenho certeza que aqui vão acontecer grandes eventos para a comunidade porque está um espaço lindo”, concluiu.

A Diretoria de Iluminação Pública (DSIP) também realizou um projeto luminoso para o espaço com o investimento de R$192 mil. Além de realizar toda a obra de infraestrutura elétrica do local, foram instaladas ainda 40 luminárias em LED e 20 postes de fibra.

Reportagem: Joice Pinho/ Secom

 

0
0
0
s2sdefault
0
0
0
s2sdefault

O Serviço Municipal de Intermediação de Mão de Obra (Simm) oferece 220 vagas de emprego em Salvador para esta quinta-feira (16). Os candidatos deverão acessar o site www.salvadordigital.salvador.ba.gov.br para agendar o atendimento, a partir das 17h30.

Em caso de deficiência visual, os candidatos devem entrar em contato pelo número (71) 3202-2005 para fazer o agendamento. O atendimento está sendo realizado de forma híbrida, ou seja, de forma presencial e remota, via WhatsApp – a escolha é no momento do agendamento.

No caso das vagas que exigem experiência, o tempo de serviço deve ser comprovado em carteira de trabalho.

VAGAS:

Lavador de roupa comercial
Requisitos: Ensino médio completo, seis meses de experiência.
Salário: A combinar + benefícios
Vagas: 3

Passador de roupa (vaga exclusiva para o Programa Simm Mulher)
Requisitos: Ensino médio completo, seis meses de experiência.
Salário: A combinar + benefícios
Vagas: 3

Calandrista
Requisitos: Ensino médio completo, seis meses de experiência.
Salário: A combinar + benefícios
Vagas: 3

Auxiliar de limpeza pesada
Requisitos: Ensino médio completo, seis meses de experiência, requisitos imprescindíveis: ter disponibilidade para pegar peso e para trabalhar em fechamento de loja.
Salário: R$1.460,00 + benefícios
Vagas: 1

Pedreiro
Requisitos: Ensino fundamental incompleto, seis meses de experiência.
Salário: R$2.327,68 + benefícios
Vagas: 20

Auxiliar de logística (vaga de estágio do Programa Simm Mulher)
Requisitos: Ensino superior incompleto em Logística (tecnólogo a partir do 2º semestre, noturno), sem experiência, conhecimento intermediário de pacote Office.
Salário: Bolsa a combinar + benefícios
Vagas: 1

Estoquista
Requisitos: Ensino médio completo, seis meses de experiência, conhecimento intermediário de pacote Office.
Salário: Bolsa a combinar + benefícios
Vagas: 1

Auxiliar financeiro
Requisitos: Ensino superior completo em Administração ou Ciências Contábeis, seis meses de experiência, conhecimento intermediário de pacote Office.
Salário: Bolsa a combinar + benefícios
Vagas: 1

Varredor de rua (vaga de Jovem Aprendiz)
Requisitos: Ensino médio completo, sem experiência, requisitos imprescindíveis: ter disponibilidade para trabalhar pela manhã e Conforme a Lei do Aprendizado faixa etária 18 a 22 anos.
Salário: A combinar + benefícios
Vagas: 5

Operador de telemarketing ativo (vaga de estágio)
Requisitos: Ensino superior cursando Administração ou áreas afins, sem experiência, disponibilidade para estagiar em Lauro de Freitas.
Salário: A combinar + benefícios
Vagas: 8

Repositor de mercadorias
Requisitos: Ensino médio completo, seis meses de experiência, requisitos imprescindíveis: ter disponibilidade de horário, para pegar peso e vaga zoneada para a Pituba e bairros próximos.
Salário: R$1.436,00 + benefícios
Vagas: 5

Motorista de caminhão
Requisitos: Ensino fundamental completo, seis meses de experiência, CNH D, experiência com caminhão trucado ou limpa fossa.
Salário: R$1.981,00 + benefícios
Vagas: 1

Auxiliar de cozinha
Requisitos: Ensino médio completo, seis meses de experiência.
Salário: A combinar + benefícios
Vagas: 1

Garçom
Requisitos: Ensino médio completo, seis meses de experiência, disponibilidade para trabalhar tarde/noite.
Salário: R$1.412,00 + benefícios
Vagas: 1

Gerente de loja
Requisitos: Ensino médio completo, seis meses de experiência.
Salário: R$1.800,00 + benefícios
Vagas: 1

Atendente de balcão de autopeças
Requisitos: Ensino médio completo, seis meses de experiência, conhecimento em vendas de auto peças será um diferencial.
Salário: R$1.520,00 + benefícios
Vagas: 1

Assistente de departamento pessoal (vaga exclusiva para o Programa Simm Mulher)
Requisitos: Ensino médio completo, seis meses de experiência.
Salário: A combinar + benefícios
Vagas: 1

Sondador
Requisitos: Ensino médio completo, seis meses de experiência.
Salário: R$2.300,00 + benefícios
Vagas: 1

Tradutor e intérprete de Libras
Requisitos: Ensino médio completo, sem experiência, certificação e formação para o exercício legal da profissão, conforme estabelecido pela Lei 10.436/2002, Decreto 5.626/2005 e Lei 12.319/2010 e habilidade para lidar com crianças
Salário: R$1.851,90 + benefícios.
Vagas: 120

Instalador de película em veículos
Requisitos: Ensino fundamental completo, seis meses de experiência.
Salário: A combinar + benefícios
Vagas: 1

Técnico em balanças
Requisitos: Ensino médio completo, seis meses de experiência, CNH B, curso de Eletrônica, Automação, Mecatrônica ou Eletromecânica.
Salário: A combinar + benefícios
Vagas: 1

Auxiliar de expedição (vaga exclusiva para pessoas com deficiência)
Requisitos: Ensino médio completo, seis meses de experiência
Salário: R$1.517,00 + benefícios
Vagas: 3

Repositor de mercadorias (vaga exclusiva para pessoas com deficiência)
Requisitos: Ensino fundamental completo, sem experiência.
Salário: A combinar + benefícios
Vagas: 13

Operador de telemarketing ativo (vaga exclusiva para pessoas com deficiência)
Requisitos: Ensino médio completo, sem experiência, imprescindível ter boa dicção e conhecimento em Informática.
Salário: R$1.412,00 + benefícios
Vagas: 5

Empacotador (vaga exclusiva para pessoas com deficiência)
Requisitos: Ensino fundamental completo, sem experiência
Salário: A combinar + benefícios
Vagas: 13

Auxiliar de limpeza (vaga exclusiva para pessoas com deficiência)
Requisitos: Ensino fundamental completo, seis meses de experiência, requisitos imprescindíveis: ter disponibilidade de horário e para trabalhar em Camaçari.
Salário: R$ 1.412,00 + benefícios
Vagas: 2

Empacotador (vaga exclusiva para pessoas com deficiência)
Requisitos: Ensino médio incompleto, sem experiência.
Salário: R$1.412,00 + benefícios
Vagas: 4

0
0
0
s2sdefault
0
0
0
s2sdefault

A Prefeitura de Salvador, através da Secretaria Municipal de Inovação e Tecnologia (Semit), segue com inscrições abertas para o curso gratuito Maker No-Code Starter até esta quinta-feira (16). São oferecidas 25 vagas e os interessados devem acessar o link https://acesse.dev/makeracademyhubssa.

Com carga horária de 20h, as aulas acontecerão presencialmente entre os dias 20 e 24 de maio, sempre das 8h às 12h, no Hub Salvador, na Avenida da França, no Comércio. A capacitação é fruto de uma parceria com a Softwell Solutions, e vai proporcionar o aprendizado de desenvolvimento de sistema Web e Apps utilizando ferramentas no-code. Todo o material necessário será disponibilizado ao participante no dia do treinamento.

Encantado com a nova capacitação e disposto a agregar o conteúdo aprendido no curso nas aplicações cotidianas, o administrador de empresas Lucas Alves, de 35 anos, é um dos cerca de mil soteropolitanos que já participaram da formação de desenvolvedores Maker No-Code Starter. A capacitação é oferecida pela Prefeitura de Salvador, através da Secretaria Municipal de Inovação e Tecnologia (Semit).

Atualmente cursando mestrado em Economia Aplicada na Universidade Federal da Bahia (Ufba), Alves descobriu a oportunidade de participar do curso e, mesmo com pouca vivência com o universo no-code, decidiu aprender mais sobre o tema. "Foi algo relativamente novo. Gostei muito do curso, dos professores de muito bom nível e das modelagens práticas aplicadas ao mercado de trabalho. Espero ter acesso ao módulo avançado para aprender ainda mais e gerar autonomia no desenvolvimento de softwares personalizados. Meu objetivo é conciliar o que aprendi no curso com o mercado de trabalho e desenvolver soluções personalizadas para clientes de pequeno e médio porte, contribuindo no negócio e gerar impacto positivo nos seus resultados".

A atividade é fruto de uma parceria com a Softwell Solutions, e busca proporcionar o aprendizado de desenvolvimento de sistemas Web e Apps utilizando ferramentas No-Code. Até o momento, já foram mais de mil inscritos com 350 certificados emitidos no curso. A capacitação é gratuita e todo o material necessário será disponibilizado para o participante no dia do treinamento.

Nova tecnologia – A tecnologia No-Code utiliza um ambiente de desenvolvimento virtual para permitir que colaboradores das mais diversas áreas, com interesse no tema, consigam criar aplicativos ou automatizar fluxos de trabalho enquanto cumprem padrões e políticas de segurança de TI. Não há necessidade de utilização de códigos de programação – as soluções são encontradas através de plataformas já existentes.

0
0
0
s2sdefault

Sub-categorias

Fale Conosco

O seu canal de comunicação com o nosso site. Caso tenha dúvidas, sugestões ou solicitações de serviços, por favor, mande mensagem que teremos prazer em respondê-la.

Enviando...