Releases

0
0
0
s2sdefault

Ampliação de calçadas, serviço de paisagismo e nova iluminação em LED. Essas foram algumas das intervenções do projeto de requalificação do Corredor da Vitória. Com o objetivo de melhorar a mobilidade urbana na região, dando mais conforto a pedestres e ciclistas, a obra foi entregue pelo vice-prefeito Bruno Reis neste sábado (8). A inauguração contou também com a presença do secretário de Infraestrutura e Obras Públicas (Seinfra), Luciano Sandes.

Com investimento de R$ 3,31 milhões, a obra foi viabilizada com recursos da iniciativa privada, conforme explicou o vice-prefeito. “Assim como no Jardim Brasil, a requalificação do Corredor da Vitória foi toda custeada pelos moradores da Mansão Wildberger. Para construir um píer, o condomínio precisaria passar por uma área da Prefeitura, que autorizou a intervenção após conseguir R$ 5 milhões em contrapartidas para a cidade, financiando esses dois projetos, que foram escolhidos pelos próprios condôminos. Portanto, nessas obras não há um real sequer de recursos públicos”, asseverou.

De acordo com Bruno Reis, as parcerias com a iniciativa privada possibilitam ampliar os investimentos nas áreas mais carentes de Salvador. “Só no período em que eu fiquei na Seinfra, conseguimos mais de R$ 30 milhões de doações para fazer melhorias na cidade. São ações como essas que permitem que a gente trabalhe cada vez mais nas áreas mais pobres da capital, que sempre foram priorizadas na nossa gestão. Temos orgulho de chegar até aqui, após sete anos e meio, e poder afirmar que 76% dos recursos da Prefeitura são aplicados nessas localidades”, assinalou.

Intervenções - A requalificação do Corredor da Vitória contemplou um trecho de 1,2 quilômetro da Avenida Sete de Setembro. Além da ampliação de calçadas e serviço de paisagismo, a obra envolveu a implantação de iluminação em LED na via, que ganhou passagens em nível nas entradas das ruas.

O passeio existente do lado direito, no sentido do Campo Grande para a Barra, foi estendido e recebeu uma faixa compartilhada no mesmo nível da pista, permitindo que as pessoas pedalem ou caminhem com mais facilidade pela localidade. A calçada do lado oposto recebeu melhorias na pavimentação.

Elaborado pela Fundação Mário Leal Ferreira (FMLF), o projeto de requalificação seguiu uma tendência mundial de valorização dos pedestres na mobilidade urbana.

0
0
0
s2sdefault
0
0
0
s2sdefault

Junto com Pernambués, Santa Cruz e Pirajá, bairro recebe primeiro dia de ações de proteção à vida

Tiveram início neste sábado (08) as medidas restritivas regionalizadas nos bairros de Mata Escura, Pirajá, Santa Cruz e Pernambués - os dois últimos já haviam passado pelas ações mais duras e retornaram à lista, que inclui ainda Nordeste de Amaralina neste momento, em função do aumento de casos da Covid-19. 

Nesses locais, além do fechamento do comércio formal e informal, a Prefeitura iniciou a realização de testes rápidos para o novo coronavírus, medição de temperatura, higienização das ruas, distribuição de cestas básicas a ambulantes e feirantes, entrega de máscaras, combate ao mosquito Aedes Aegypti e o projeto Cras Itinerante.

Em Mata Escura, na Escola Municipal Maximiniano da Encarnação, as equipes da Secretaria Municipal de Saúde (SMS) distribuíram 150 fichas para realização de testes rápidos nesta manhã. Além disso, foram entregues mais de 100 máscaras pelas equipes de abordagem da Secretaria de Promoção Social e Combate à Pobreza (Sempre).

Rodrigo Coutinho, de 33 anos,disse que as medidas restritivas são importantes para deter o avanço da doença no bairro e conscientizar as pessoas. "É muito bom para todos nós que somos moradores do bairro, diante dessa pandemia. Todos temos que tomar os cuidados possíveis contando com esse suporte da Prefeitura". 

Mata Escura apresentou 168 casos de Covid-19 ocorridos em 30 dias dias e 25 em dias, contabilizados até anteontem (06). Daí a preocupação de Luiz dos Santos, de 45 anos. "Precisamos conter o avanço dessa doença aqui, que está crescendo. Essa iniciativa está sendo ótima. Saber que meu bairro está com essas medidas é muito bom para ver se muda esse quadro".

Antônio Oliveira, de 70 anos, destacou a importância do uso e da distribuição de máscaras. "Sempre uso minha máscara e acho importante que todos usem, para proteger a nossa saúde. Essa ação aqui vai conscientizar muitas pessoas que estavam achando que tudo estava normal", afirmou.

Limpeza - A Limpurb também começou a atuar nos quatro novos bairros com restrições com equipes de desinfecção nas vias neste sábado (08). Cada localidade conta com uma equipe com 20 profissionais realizando a pulverização com equipamentos costais e utilizando o hipoclorito de sódio. Apenas na manhã de hoje, foram higienizadas em média sete ruas por bairro, incluindo as principais, transversais e finais de linha.

Assistência Social – A Sempre começou por Pirajá a realizar atendimentos socioassistenciais através do Cras Itinerante, ofertando orientações e encaminhamentos para atendimentos presenciais. No bairro, os serviços são ofertados na Escola Municipal Professora Alexandrina Santos Pita. 

Em Mata Escura, o Cras Itinerante será na Escola Municipal Maximiniano da Encarnação, mesmo onde começou hoje a testagem rápida para Covid-19. Em Pernambués, na Escola Hildate Bahia. Em bairro de Santa Cruz, na Escola Municipal Vale das Pedrinhas.  

Comércio - Vale lembrar que comércio formal e informal deve permanecer pelos sete dias em que durarem as medidas regionalizadas e ações de proteção à vida nos bairros selecionados, com exceção de supermercados, farmácias, agências bancárias, lotéricas, estabelecimentos que fazem delivery, cartórios, repartições públicas, clínicas veterinárias, serviços de imagem e radiologia, atendimento de tratamento contínuo (oncologia, hemoterapia, hemodiálise) e laboratórios de análise clínica.

 

0
0
0
s2sdefault
0
0
0
s2sdefault

Frota de ônibus será ampliada para reabertura de atividades na segunda (10)

 

Em coletiva virtual realizada neste sábado (08), o prefeito ACM Neto confirmou o início da fase dois de retomada das atividades econômicas para esta segunda-feira (10), mediante o cumprimento dos protocolos já divulgados para cada setor. Conforme edição extra do Diário Oficial do Município (DOM) que será publicada neste final de semana, poderão reabrir academias de ginástica e similares; barbearias, salões de beleza e similares; centros culturais, bibliotecas, museus e galerias de arte; lanchonetes, bares e restaurantes. 

"Estamos iniciando a fase dois com folga em todos os critérios estabelecidos conjuntamente entre Prefeitura e governo do Estado. A taxa de ocupação de leitos de UTI (para pacientes com a Covid-19) registrou ontem 59%, bem abaixo do máximo de 70% exigidos. Além disso, completamos ontem seis dias com a taxa abaixo dos 70%, quando seriam necessários apenas cinco, e nem estamos contando hoje e nem amanhã", disse o prefeito.  

Ele informou que, para atender ao novo momento de retomada, a frota de ônibus circulando na cidade será reforçada a partir de segunda. Estarão nas ruas 80% do total de ônibus, o que corresponde a 1.770 veículos, uma ampliação de 10% em relação à fase um da reabertura econômica.  

ACM Neto anunciou ainda a ampliação da fase um da reabertura, que teve início no dia 24 de julho e que contemplou shoppings, centros comerciais, lojas de rua acima de 200 metros quadrados, templos religiosos e eventos em sistema drive-in. Nessa segunda etapa da fase um, as praças de alimentação dos shoppings poderão reabrir, também a partir de segunda (10), com 50% da ocupação (antes, estavam autorizadas a funcionar apenas no modelo delivery ou retirada no balcão). Foi ampliada ainda para quatro funcionários a cada 100m² a realização de obras em imóveis habitados.

O prefeito lembrou que essas etapas em cada fase da retomada visam garantir a segurança e a saúde das pessoas, tanto trabalhadores quanto consumidores. Um dos exemplos é que, na fase dois, salões de beleza e barbearias só poderão reabrir com 30% da capacidade, estando proibidos serviços de barba, maquiagem ou qualquer outro que envolva a retirada da máscara por parte do cliente. Em uma nova etapa, após avaliação técnica dos impactos da fase dois no sistema de saúde, isso poderá ser alterado  

Números - Os números apresentados pelo prefeito na coletiva demonstram o enfraquecimento da doença na capital, graças às medidas adotadas pelo município em conjunto com o Estado. Essas medidas vão desde a suspensão de atividades à adoção de protocolos para a retomada de setores de forma segura, além da ampliação do número de leitos de UTI para pacientes com Covid-19. 

No dia 14 de maio, Salvador concentrava 70% dos casos da Bahia e 71% dos óbitos do estado. Atualmente, esses números caíram, respectivamente, para 33% e 55%. Ontem (07), a cidade chegou a 61.403 casos de Covid-19 confirmados e 2.096 óbitos.

A curva de novos casos manteve a tendência de desaceleração, mesmo com a retomada de atividades econômicas, religiosas e culturais. Entre os dias 24 de julho, quando teve início a fase um da reabertura, e 1° de agosto, houve um recuo de 41% quando a comparação é feita na média móvel dos casos dos últimos sete dias com a mesma medida há 14 dias anteriores. 

O mesmo comportamento é observado na curva de óbitos, que segue em queda constante desde a 26ª semana epidemiológica. Na primeira semana de reabertura, o recuo foi de 41%, utilizando o mesmo critério de comparação (da média móvel). 

A redução das taxas de crescimento de novos casos e óbitos evidenciam um baixo risco na evolução da Covid-19. Além disso, o fator que mede a capacidade de uma pessoa com o novo coronavírus contaminar outra na cidade, chamado de RT, alcançou, mesmo com a retomada de atividades, o índice de 0,3, o mais baixo já registrado. 

"Todo esse conjunto de indicadores aponta para um cenário favorável de avanço para fase dois, com um ambiente de plena segurança, o que buscamos desde o princípio, afastando qualquer risco de descontrole da pandemia na capital e de termos que retroceder. Outro dado importante é que o tempo de espera de pacientes com a Covid-19 aguardando regulação das Unidades de Pronto Atendimento (UPAs) para hospitais cai a cada dia, graças à eficiência de um trabalho da Prefeitura com o governo do Estado", ressaltou ACM Neto.  

Ele destacou que os leitos de UTI adulto exclusivos Covid-19 não tiveram ocupação maior em função da retomada de atividades na fase um. Ocorreu justamente o oposto, com queda intensa na taxa de ocupação. No dia 30 de julho, foi de 68%; em 31 do mesmo mês, de 70%; em 4 de agosto, 68%; um dia depois, de 67%; no dia 6, de 60%; e ontem (07), de 59%. 

Praias e escolas - Durante a coletiva, ACM Neto reforçou que a reabertura das praias e escolas, áreas que não estão incluídos no faseamento acordado com o governo do Estado, dependerá de uma avaliação dos impactos da fase dois, o que só será mensurado 15 dias depois de segunda-feira (10). "Se tudo ocorrer bem, se a doença seguir controlada e com percentuais em queda, poderemos apresentar protocolos para a retomada do ano letivo e das praias", frisou. 

Entenda o faseamento - Segundo o protocolo elaborado pela Prefeitura e governo do Estado, a liberação das atividades econômicas, culturais e religiosas na cidade se dará em fases que estão ligadas ao percentual de ocupação dos leitos de UTI exclusivos para tratar pacientes com a Covid-19 na cidade.

Para que Salvador entrasse na fase um, que começou no último dia 24, a taxa de ocupação dos leitos precisava estar em no máximo 75%, permanecendo assim por cinco dias. Nessa fase, foram reabertos para atendimento presencial shoppings centers e centros comerciais, lojas de rua acima de 200 metros quadrados, templos religiosos e eventos no sistema drive-in, todos com protocolos específicos de funcionamento. 

Para o começo da fase dois, foi antes necessário um ciclo de intervalo de 14 dias em relação à fase um. Além disso, foi preciso que, durante cinco dias, a taxa de ocupação dos leitos permanecesse em no máximo 70%, o que se concretizou na última quinta-feira (06). 

Para ingressar na fase três, a regra é a mesma, só que a taxa de ocupação de leitos exclusivos para tratar pacientes com a Covid-19 deve ser de no máximo 60%. Nesse terceiro momento, poderão reabrir parques de diversões e parques temáticos; teatros, cinemas e demais casas de espetáculos; clubes sociais, recreativos e esportivos; centros de eventos e convenções. 

 

 

 

 

 

 

0
0
0
s2sdefault
0
0
0
s2sdefault

Começam neste sábado (08) as medidas restritivas regionalizadas e ações de proteção à vida nos bairros de Santa Cruz, Pernambués, Pirajá e Mata Escura. As duas primeiras localidades já haviam entrado na lista das restrições mais duras, e retornam pelo alto número de casos de Covid-19 detectados. Além disso, as ações no bairro do Nordeste de Amaralina, que venceriam ontem (6), foram prorrogadas por mais uma semana.

Nesses locais, os pontos de comércio formal e informal devem permanecer fechados. Está permitido apenas o funcionamento de atividades essenciais, a exemplos de supermercados, padarias, delicatessens, farmácias, açougues, estabelecimentos que utilizam o sistema de delivery (sem retirada no local) e serviços de saúde. A iniciativa visa diminuir a circulação de pessoas nas ruas, evitando aglomerações e, assim, o risco de transmissão da Covid-19.

São promovidas também ações de proteção à vida, que envolvem distribuição de cestas básicas para trabalhadores informais e entidades sociais que atuam na região e de máscaras de proteção para a comunidade. A estratégia engloba, ainda, testes rápidos para detecção do coronavírus, medição de temperatura, higienização de ruas, ações de combate ao mosquito Aedes aegypti e assistência social através do Cras Itinerante.

Balanço – Desde o início das medidas restritivas regionalizadas, no dia 11 de maio, 146.064 vistorias já foram feitas pela força-tarefa coordenada pela Secretaria Municipal de Desenvolvimento e Urbanismo (Sedur) e 3.238 estabelecimentos foram interditados nos locais com ações de isolamento mais rígidas.

A Empresa de Limpeza Urbana do Salvador (Limpurb) tem atuado com 85 agentes nesses bairros, com pulverizadores costais, quatro caminhões-pipas com pulverizador e um trator pulverizador. A limpeza é feita com solução de hipoclorito de sódio diluído em água. De maio a julho, foram realizadas 4.014 intervenções, atendendo em média 387 ruas, em 41 bairros que passaram por medidas restritivas no município.

Testes - Só nesta primeira semana de agosto, a Secretaria Municipal de Saúde (SMS) fez 7.516 testes, entre os quais 2.326 deram positivo. Os testes foram feitos em bairros como Águas Claras, Cajazeira VII, Cajazeira VIII, Cajazeira X, Fazenda Grande I, II, III e IV e Nordeste de Amaralina.

Em atenção às necessidades dos moradores e comerciantes locais, a Secretaria Municipal de Proteção Social e Combate à Pobreza (Sempre) tem distribuído cestas básicas e levado ações itinerantes dos Cras, Abordagem Social e Cadastro Único. Ao todo, 41 bairros foram assistidos com 5.805 atendimentos no serviço itinerante do Cras e 1.292 encaminhamentos foram feitos até o dia último dia 30. Foram feitas ainda 61.887 abordagens sociais e 94.421 cestas básicas foram distribuídas. 

 

0
0
0
s2sdefault
0
0
0
s2sdefault

Para facilitar e auxiliar nas demandas cotidianas durante o período de pandemia, a Diretoria de Iluminação Pública de Salvador (Dsip), vinculada à Secretaria de Ordem Pública (Semop), lançou, em março deste ano, um canal de atendimento exclusivo para a população realizar solicitações no setor. Desde que foi criado, mais de mil atendimentos foram realizados. 

O novo serviço foi criado para evitar espera e agilizar os atendimentos. Com esse propósito, o aplicativo WhatsApp se tornou o novo aliado do órgão. Dessa forma, o cidadão pode fazer solicitações a respeito de poste dando choque, caído ou com risco de queda. Além disso, também é possível abrir solicitações em relação a fios soltos no poste e apagões. 

“O WhatsApp da iluminação pública é uma ferramenta onde recebemos demandas emergenciais. Ou seja, é mais um canal que serve para auxiliar a população nas solicitações mais urgentes, principalmente agora na pandemia, onde o 156 está sobrecarregado”, explica o diretor da Dsip, Júnior Magalhães. 

Quem pretende fazer a solicitação, deve encaminhar mensagem para o número (71) 98549-8728 e relatar qual a situação. O prazo para resolução do problema é de até 48 horas. “A iluminação pública é um serviço essencial, então não podemos parar”, afirma o diretor. 

Já para as demais solicitações, como manutenção de postes públicos, troca de lâmpadas e luminárias acesas durante o dia ou piscando, devem continuar sendo registradas através dos canais oficiais da Prefeitura, seja pelo Fala Salvador 156 ou por meio do portal http:// falasalvador. ba. gov. br/ portal/portal.

 

0
0
0
s2sdefault
0
0
0
s2sdefault

 

A Secretaria de Trabalho, Esportes e Lazer (Semtel) realiza, neste sábado (08), às 15h, a primeira edição do Festival de Ginástica Rítmica Online, através do canal Prof Neidejane no YouTube. A iniciativa é do pólo da Escola Municipal Senhor do Bonfim, localizada no bairro de Plataforma, e que é responsável pela iniciação esportiva na ginástica de 150 meninas de baixa renda. 

O festival foi inspirado no Campeonato de Ginástica Rítmica Online (CampeOnline) de Federação Baiana de Ginástica, realizado no mês passado, e que foi direcionado atletas de alto rendimento. Vão participar do festival, ao vivo, 50 alunas da unidade escolar, com idade até 18 anos, além de ex-alunas que fazem parte da história do projeto de Ginástica Rítmica na Escola da Semtel. 

Outras alunas do pólo de iniciação também terão participação de forma remota com apresentações gravadas, que serão exibidas durante os intervalos do evento. Para a professora, árbitra e idealizadora do projeto, Neidejane Rios, o festival será um recurso para fortalecer o elo das atletas com o esporte mesmo com os desafios impostos pela pandemia. 

As alunas possuem diferentes níveis de habilidade, sendo que algumas tiveram a iniciação interrompida logo no início com pandemia. Atualmente, os treinamentos ocorrem de forma online, às terças, quintas e sextas-feiras. Como eixo principal do festival é o fortalecimento da relação das atletas com o esporte, não haverá avaliação técnica ou atribuição de notas. 

“Neste momento tão difícil que estamos vivendo, percebemos pais e mães atuantes tirando o tapete da sala, levantando a cama ou afastando os móveis para que as filhas possam treinar. O festival tomou uma proporção tão grande que resolvemos abrir até para as ex-alunas, de modo que todas possam mostrar o que dá para fazer em casa. Estamos mobilizando os familiares que estão próximos a participar, e os que estão distantes a interagir através do chat para que elas possam mostrar o que conheceram e o que aprenderam com o esporte”, disse a professora.

 

 

 

 

0
0
0
s2sdefault
0
0
0
s2sdefault

Foi divulgado na edição desta sexta-feira (07) no Diário Oficial do Município (DOM) o resultado provisório do processo seletivo que vai contratar 100 agentes comunitários de saúde, através do Regime Especial de Direito Administrativo (Reda). A lista está disponível nos endereços eletrônicos www. dom. salvador. ba. gov. br e www. gestaopublica. salvador. ba. gov. br. O certame contou com 8.620 inscritos. Desses, 1.503 foram classificados. 

Os aprovados serão contratados para desempenhar atividades pela Secretaria Municipal da Saúde (SMS) e terão jornada de 40 horas semanais com remuneração R$ 1.305,62. A depender das situações, poderão receber adicional noturno e insalubridade.  

Vale lembrar que, dentre as 100 vagas, a Prefeitura reserva o percentual de 5% para candidatos com deficiência e 30% para negros, conforme legislação municipal vigente. A seleção é constituída por avaliação de títulos, única etapa de caráter classificatório. 

 

 

0
0
0
s2sdefault
0
0
0
s2sdefault

Os moradores das nas ilhas de Maré, Bom Jesus dos Passos e Paramana já podem contar com mais um importante equipamento para assistência às pessoas com sintomas gripais. Isso porque passa a funcionar nesta sexta-feira (07), a partir das 19h, o quinto gripário inaugurado pala Prefeitura, através da Secretaria Municipal da Saúde (SMS). O equipamento é destinado ao atendimento exclusivo das síndromes gripais (H1N1, Covid-19 e outros vírus), dessa vez na localidade da Ilha de Bom Jesus dos Passos.

Outros equipamentos semelhantes já foram entregues pela gestão municipal e estão funcionando em anexo às UPAs dos Barris, Paripe, Pirajá/Santo Inácio e Valéria. Com a implantação dos seis gripários – uma nova unidade também será entregue ainda esse mês no Pau Miúdo –, a rede de urgência soteropolitana passa de 355 para 424 leitos, um incremento de 21% da expansão assistencial de emergência em toda cidade.

Além do gripário, a SMS ampliou a equipe de profissionais que atuam nas unidades básicas localizadas nas ilhas, através da inclusão de médico ginecologista e pediatra; fisioterapeuta; terapeuta ocupacional; nutricionista; e psicólogo, sendo que, nos feriados e finais de semana, das 19h da sexta-feira até as 07h horas de segunda, os serviços prestam atendimento aos casos que urgência que porventura ocorram na região das ilhas.

“Estamos atentos à circulação do vírus na região das ilhas e implementamos estratégias de assistência para assegurar que a população dessas localidades possa ser acolhida de maneira resoluta e com acesso facilitado. Todo esse esforço deflagrado pela Prefeitura tem o intuito de garantir que todos os moradores da capital, das regiões mais centrais até as mais periféricas, tenham oportunidade de acesso qualificado à saúde e o resultado disso é que salvamos vidas por conta dessas ações”, destacou Leo Prates, titular da SMS.

Estrutura – Com investimento de cerca de R$4 milhões, o Gripário da Ilha de Bom Jesus contará com cinco leitos, sendo quatro de observação e outro de UTI equipado com respirador e toda estrutura necessária para estabilização de pacientes com quadro clínico mais graves. No total, 92 profissionais, entre 14 médicos plantonistas emergencistas, três enfermeiros, dois fisioterapeutas, 36 técnicos de enfermagem, sete técnicos de radiologia e quatro de laboratório atuarão de forma ininterrupta, em regime 24 horas, durante os sete dias da semana.

Serão garantidos aos pacientes os serviços de apoio diagnóstico e terapêutico com realização de exames de raios-x, laboratoriais e eletrocardiograma (ECG). Uma ambulancha do Samu 192 servirá de retaguarda para a transferência ágil de pacientes que necessitarem de acolhimento hospitalar.

0
0
0
s2sdefault
0
0
0
s2sdefault

Após duas semanas da fase um de reabertura, percentual segue em queda

A taxa de ocupação de leitos de UTI exclusivos para tratar pacientes infectados com Covid-19 voltou a registrar queda em Salvador. O índice nesta sexta-feira (07) foi de 59%, sendo, portanto, o menor já registrado desde que o percentual é calculado, no início de maio. O número é um dos indicadores que comprovam o acerto do conjunto de ações da Prefeitura para enfrentar a crise sanitária, resultando no enfraquecimento da doença da capital, mesmo com a retomada de atividades que estavam suspensas por conta da pandemia.

Este é o quarto dia consecutivo que Salvador registra queda na ocupação dos leitos de UTI. Na terça (04), o índice foi de 68%; na quarta (5), alcançou 67%; e ontem (06), ficou na casa dos 60% - dia em que sacramentou as condições técnicas para a ativação da fase dois do plano de reabertura das atividades econômicas, prevista para acontecer na próxima segunda (10). Com isso, poderão reabrir academias de ginásticas e similares; barbearias e salões de beleza; centros culturais bibliotecas, museus e galerias de arte; lanchonetes, bares e restaurantes.

Avaliação - Já se passaram 15 dias desde o início da primeira fase do plano de reativação das atividades. Esse é o intervalo de tempo mínimo que técnicos e cientistas consideram necessário para medir o impacto da reabertura de setores econômicos na área de saúde.  A fase um possibilitou, no último dia 24, a reabertura e atendimento presencial dos shoppings centers e centros comerciais, lojas de rua acima de 200 metros, além de templos religiosos e a realização de eventos em sistema drive-in.

“Temos acompanhando os números. Até o presente momento, não estamos sentindo impacto no sistema de saúde. Isso mostra que os comerciantes estão seguindo os protocolos determinados pela Prefeitura”, destacou o secretário municipal da Saúde, Leo Prates.

Fruto de um trabalho conjunto entre a Prefeitura e o governo do Estado, o plano de retomada das atividades econômicas, religiosas e culturais na capital baiana possui três fases e tem como base regras gerais e específicas, com normas voltadas à mitigação da transmissão e do contágio do novo coronavírus na cidade.

0
0
0
s2sdefault

Sub-categorias

Fale Conosco

O seu canal de comunicação com o nosso site. Caso tenha dúvidas, sugestões ou solicitações de serviços, por favor, mande mensagem que teremos prazer em respondê-la.

Enviando...