Releases

0
0
0
s2sdefault

As unidades do Restaurante Popular Cuidar em Salvador, administrados pela Secretaria Municipal de Promoção Social, Combate à Pobreza, Esporte e Lazer (Sempre), localizados em Pau da Lima e São Tomé de Paripe, reabrem a parte interna para o público nesta quinta-feira (13), a partir das 11h. Serão distribuídas 1 mil refeições diariamente, no total, de segunda a sexta-feira. Também serão retomados os cursos profissionalizantes na unidade em Pau da Lima.

A medida foi tomada devido ao fato de Salvador estar na fase amarela de forma parcial, com ampliação das atividades econômicas na cidade. No entanto, os cuidados de segurança sanitária devido à Covid-19 continuam em vigor. Portanto, na abertura do restaurante haverá medição de temperatura e higienização das mãos. Além disso, será mantido o distanciamento entre os assistidos para a espera.

Já na área interna, a atenção será redobrada ao distanciamento na fila e nas mesas. Ou seja, alguns assentos serão interditados a fim de aumentar o espaçamento entre as pessoas, assim como a colocação de compartimentos isolados nas mesas para diminuir o risco de transmissão.

 

 

 

0
0
0
s2sdefault
0
0
0
s2sdefault

Em comemoração ao mês do trabalhador, celebrado em maio, a Secretaria Municipal de Cultura e Turismo (Secult) inicia mais uma edição do Programa Capacita Salvador. A iniciativa é uma ação da Prodetur, que visa oferecer aos cidadãos a oportunidade de se capacitarem, oferecendo serviços de qualidade a baianos e turistas. A primeira turma iniciou nesta segunda-feira (10) o curso de camareira, com aulas na sede da ONG A Mulherada, no Centro Histórico.

Nesta primeira rodada serão abertas 50 turmas no total, com aproximadamente 1.250 vagas, para ocupações de camareira, mensageiro, commis, cozinheiro e garçom, nas competências hospitalidade e manipulação de alimentos, além das habilidades de leitura, escrita, cálculos matemáticos, regras de etiqueta, primeiros socorros, cuidados de pessoas e postura profissional, e trabalho em equipe. As capacitações ocorrerão em parceria com as Prefeituras-Bairro do Centro/Brotas, Cajazeiras, Liberdade, Itapuã e Subúrbio/Ilhas, onde os interessados também poderão obter mais informações.

Para o secretário da Secult, Fábio Mota, essa possibilidade do programa de fazer com que as pessoas atendam melhor os turistas e soteropolitanos com essa qualificação, ajuda a melhorar o índice de satisfação com relação ao atendimento da nossa capital. “É muito importante porque qualifica o destino turístico Salvador”.

O especialista em Certificação e Capacitação da Prodetur, Wagner Fernandes, afirma que, com o Capacita Salvador, é possível gerar mais oportunidades no turismo, com renda para a cidade, que se converte em benefícios para a educação e qualidade de vida e, assim, promovendo mais trabalho. “Isso só acontece quando os serviços são melhores e diferenciados, atraem mais turistas, mais oportunidades e só conseguimos isso com gente qualificada, melhorando os serviços”.

Inscrição — Para se inscrever, é necessário ter o primeiro grau de escolaridade completo. Para o curso de Manipulador de Alimentos, é necessário trabalhar com serviços de alimentos ou bebidas, e no caso do curso de Hospitalidade, atuar em locais turísticos do município.

Para as demais capacitações, não precisa ter conhecimento prévio da ocupação. As inscrições podem ser feitas na Prefeitura-Bairro do Centro/Brotas através do telefone (71) 3202-6550 / 6233. Na Prefeitura-Bairro Subúrbio / Ilhas, o contato é o (71)3202-6700, e de Cajazeiras, no número (71) 3202-6292. Em Itapuã, basta ligar no telefone (71) 3202-6600, e na Liberdade / São Caetano basta ligar para o (71)3202-6950.

Ainda neste mês de maio, estão previstas as turmas de Hospitalidade para Operacionais, Manipulador de Alimentos, Commis (ajudante de garçom) e Leitura Escrita. Até agosto, outras dez turmas serão abertas para a região da Prefeitura-Bairro Centro e outras 40 para as demais subprefeituras, que ofertarão as capacitações. Todos os participantes com bom aproveitamento farão parte de um banco de dados que será disponibilizado para os hotéis, bares e restaurantes. 

Objetivo – O programa Capacita Salvador foi lançado em dezembro de 2020, com aula inaugural que reuniu representantes e profissionais do trade turístico para a apresentação das atividades que acontecerão no curso, que visa promover melhoria e qualificação dos serviços prestados pelo setor na capital baiana. A iniciativa deve beneficiar mais de sete mil trabalhadores formais e informais do turismo soteropolitano.

 

 

 

 

0
0
0
s2sdefault
0
0
0
s2sdefault

Por trás de cada pessoa em situação de rua há um motivo diferente para a condição de vulnerabilidade em que se encontra. Um desses motivos pode ser a falta de dinheiro para retornar para a sua cidade e estado de origem. Para ajudar essas pessoas, a Secretaria Municipal de Promoção Social, Combate à Pobreza, Esporte e Lazer (Sempre) disponibiliza o auxílio viagem, uma modalidade de provisão de caráter temporário, de modo a garantir ao cidadão e às famílias condições dignas de retorno aos seus lares.

Esse ano, 15 auxílios viagem já foram concedidos, com um montante investido de quase R$8 mil. No ano passado foram concedidos 31 auxílios do tipo, resultando em um investimento de R$9,2 mil. O acesso ao auxílio se dá por meio dos serviços e atendimentos prestados pela Sempre, a exemplo da abordagem social, do atendimento nos Centros POP e no Núcleo de Ações Articuladas para População em Situação de Rua (Nuar).

Benefício social – Uma das pessoas beneficiadas pelo auxílio viagem esse ano foi Reginaldo Marco Lorenzetti, de 46 anos, acolhido no mês de fevereiro na Unidade de Acolhimento Institucional (UAI) Aspec Pituaçu. Ele contou que é paulista e que vem à Bahia desde a adolescência, para trabalhar de forma sazonal em colheitas de cacau, em Ilhéus. De lá, veio a Salvador de carona após não conseguir arcar com a passagem para a cidade de origem.

A partir dos atendimentos psicossociais realizados na UAI de Pituaçu, Reginaldo conseguiu regularizar alguns documentos civis, como CPF e Carteira de Trabalho Digital, e foi incluído em programas socioassistenciais, além de ter recebido o auxílio viagem, que possibilitou a ida dele para Brasília, onde tinha uma previsão de oportunidade de emprego.

“O auxílio viagem é mais um benefício social prestado pela Sempre para aquelas pessoas ou famílias oriundas do interior ou de outros estados, que vêm aqui em busca de uma nova oportunidade e que, no entanto, ficam frustradas. Pensando nisso, através desse auxílio, a Prefeitura disponibiliza passagem em dinheiro ou em bilhete para que possam retornar à origem do seu seio familiar, evitando assim que fiquem em situação de rua”, afirma Kiki Bispo, titular da Sempre.

 

0
0
0
s2sdefault
0
0
0
s2sdefault

 

A integração da Prefeitura com os cidadãos de Salvador é o objetivo central da Secretaria Municipal de Inovação e Tecnologia (Semit). O principal pilar das ações é o Plano Diretor de Tecnologias da Cidade Inteligente (PDTCI), iniciativa lançada em 2020 e que transforma a cidade na primeira capital brasileira com um plano diretor de tecnologia. 

“Desenvolvemos os sistemas da Semit para ampliar ao máximo a digitalização dos serviços oferecidos pela Prefeitura ao cidadão. Hoje, por exemplo, já é possível o agendamento digital para atendimento com hora marcada pelo Sistema de Intermediação de Mão de Obra (Simm). Da mesma forma, com a marcação digital da vistoria de mototáxi, transporte escolar e van de turismo”, ilustrou.

No rol de serviços digitais municipais estão ainda o cadastro eletrônico de ambulantes para ter acesso a cestas básicas distribuídas pelo Município e ao Auxílio Emergencial do governo federal; a celebração de contratos virtuais através de assinatura eletrônica para a contratação de profissionais da Atenção Primária à Saúde por meio do Regime Especial de Direito Administrativo (Reda); o pagamento do Documento de Arrecadação Municipal (DAM) para emissão do Termo de Viabilidade de Localização (TVL) e outras taxas, dentre outras ferramentas.

Samuel Araújo explica que a forma de acesso aos serviços digitais da Prefeitura foi facilitada com o estabelecimento do CPF como login único do cidadão, medida homologada pelo governo federal.

Plano – O secretário detalha ainda que o PDCTI, iniciativa da Cogel e da Secretaria Municipal de Gestão (Semge), definirá as linhas da política pública de tecnologia para a capital baiana pelos próximos 30 anos. “Fizemos o diagnóstico das áreas que demandam inovação tecnológica prioritária, agendamos oficinas de capacitação com os órgãos municipais e só falta a licitação para implantarmos o plano”, explica.

Entre as linhas de ação do PDTCI mencionadas pelo secretário, destacam-se a implantação da infovia municipal, que estabelecerá a rede de conectividade da cidade com a Prefeitura, através de sensores inteligentes de trânsito, iluminação e saneamento. Ainda estão previstos o armazenamento em nuvem dos dados produzidos pelos sistemas municipais; e o observatório da cidadania para intensificar a participação dos soteropolitanos na fiscalização dos serviços e na tomada de decisões junto com o poder público da cidade.

"Também vamos aumentar a quantidade de pontos de wi-fi gratuito. Mas, neste caso, por razões de segurança, para evitarmos aglomerações, só com o fim da pandemia", concluiu Araújo.  

 

0
0
0
s2sdefault
0
0
0
s2sdefault

Atenta à baixa procura pela vacinação contra a Covid-19 das pessoas com diabetes, hipertensão e doença falciforme, a Secretaria Municipal da Saúde (SMS) alerta a esses públicos para que compareçam aos postos e garantam a imunização em um dos equipamentos disponibilizados pelo município. Dos 136 mil indivíduos cadastrados, somente 38 mil compareceram aos pontos de vacinação para receber a vacina.

Para facilitar o atendimento, os portadores de doenças crônicas atendidos nos serviços estaduais de saúde em Salvador já estão cadastrados para vacinação Covid-19. O público foi incluído automaticamente no cadastro após o envio da lista dos pacientes atendidos nas unidades estaduais, a exemplo do Centro de Diabetes e Endocrinologia da Bahia (Cedeba) e do Centro Estadual Especializado em Diagnóstico, Assistência e Pesquisa (Cedap).

Além disto, a SMS disponibiliza o nome dos cidadãos habilitados no site www.saude.salvador.ba.gov.br/servicos/servicos-online/vacinacao-grupos-prioritarios . Caso o nome esteja na lista, a pessoa pode procurar diretamente um dos pontos de imunização, das 8h às 16h, destinados para as pessoas com alguma dessas doenças. No momento da vacinação, as pessoas com comorbidades de 35 anos ou mais deverão apresentar documento oficial de identificação com foto.

No caso das pessoas com doença falciforme, no ponto de vacinação, deve ser apresentado também um dos seguintes comprovantes: cópia de um relatório médico com o número da Classificação Estatística Internacional de Doenças (CID D57) para falciforme com qualquer data de emissão; ou cópia do exame de diagnóstico para a doença (Eletroforese de Hemoglobina); ou, ainda, cópia da carteira de identificação dos serviços especializados que atendem a doença em Salvador.

Preocupado com a baixa procura desses públicos, o titular da SMS, Leo Prates, faz um apelo. “Criamos novas e pioneiras estratégias de imunização que visam facilitar a vacinação de pessoas com essas comorbidades, pensando nas dificuldades que enfrentam. Então, pedimos a fundamental colaboração dessas pessoas para que compareçam com urgência a um dos postos e garantam suas vacinas”, alerta.

Locais – Os pontos de vacinação drive-thru estão situados no Shopping da Bahia; Vila Militar – Dendezeiros; Fundação Bahiana para o Desenvolvimento das Ciências (FBDC) – Unidade Cabula, Universidade Católica do Salvador – Campus Pituaçu, Universidade Federal da Bahia – Campus Ondina, Centro de Convenções de Salvador – Boca do Rio e Arena Fonte Nova – Nazaré.

Os pontos fixos são a USF Curralinho, USF Santa Luzia, USF Federação, USF Fernando Filgueiras – Cabula VI, USF Cajazeiras X, USF Itapuã, USF Teotônio Vilela II, Universidade Católica do Salvador – Campus Pituaçu e USF Vale do Matatu.

 

0
0
0
s2sdefault
0
0
0
s2sdefault

Para valorizar e homenagear o trabalho dos profissionais de limpeza urbana é comemorado, em 16 de maio, o Dia do Gari. É uma das profissões mais importantes e, ao mesmo tempo, uma das mais desvalorizadas pela sociedade. Mas a família Dias enfrenta o preconceito com a cabeça erguida e sorriso no rosto.

A história começou pela matriarca, Maria Angélica Dias, de 72 anos. Antes do emprego formal com a função de varredora, ela trabalhou por mais de 15 anos no lixão na região de Canabrava. Aposentada desde 2014, dona Maria, mãe de 11 filhos, perdeu o marido quando tinha 49 anos de idade e teve que batalhar para sustentar a família.

Nessa época, além de atuar no lixão, ela teve que virar lavadeira. “Todos os meus filhos eram pequenos. Deixava os menores em casa e os mais velhos iam me ajudar. Chorava demais de noite, pois não tinha o que dar para eles comerem. Depois de um tempo, consegui entrar na empresa e trabalhar nas ruas. Graças a Deus as coisas melhoraram”, contou.

A filha de dona Maria, Dejanira Dias, 50 anos, trabalha profissionalmente há mais de duas décadas como agente de limpeza. Também esteve com a mãe no lixão e conseguiu migrar para o trabalho nas ruas. “Na época estava privatizando (o serviço), então todos que trabalhavam no local passaram por um processo de entrevista e conseguiram entrar na empresa, mas a maioria ainda tinha medo do que poderia acontecer. A nossa realidade mudou completamente. Tudo o que temos hoje é graças a esse trabalho”, explicou.

Dinailton Dias, 24 anos, trabalha há dois anos na mesma profissão da família e se inspira na história de vida da avó e da mãe. “Não foi fácil entrar na empresa. Assim que saí do ensino médio, tive muita dificuldade de encontrar emprego, sofri muito preconceito por conta do meu cabelo, mas hoje estou aqui, batalhando e fazendo um bom trabalho. É esse exemplo que tenho dentro de casa, de uma família batalhadora”, afirmou.

Origem – O termo surgiu em homenagem ao francês Aleixo Gary, que ficou conhecido por ser o fundador da primeira empresa de coleta de lixo nas ruas do Rio de Janeiro, em 1876. No entanto, a categoria só foi instituída em 16 de maio de 1962, data que ficou conhecida como o Dia do Gari.

Agentes – A Empresa de Limpeza Urbana de Salvador (Limpurb) possui mais de 2,6 mil trabalhadores que atuam realizando diversos serviços como coleta, varrição, lavagem e operação de roçadeiras na capital baiana.

 

0
0
0
s2sdefault
0
0
0
s2sdefault

Salvador amplia, nesta quarta-feira (12), os grupos habilitados para vacinação contra Covid-19. Serão incluídos na estratégia as pessoas com comorbidades, agentes das forças de segurança e salvamento, trabalhadores da limpeza urbana e professores do ensino superior com idade igual ou superior a 35 anos.

Os trabalhadores da saúde que atuam em policlínicas, consultórios e clínicas/ambulatórios especializados com Cadastro Nacional de Estabelecimentos de Saúde (Cnes) ativo também terão o acesso às doses retomado a partir de amanhã. Os locais para imunização dos públicos ainda serão divulgados.

Para ter acesso ao imunizante, os cidadãos terão que conferir se o nome já consta na lista contida no site da Secretaria Municipal da Saúde (SMS), no site http://www.saude.salvador.ba.gov.br/servicos/servicos-online/vacinacaoprofissionais/. No momento da vacinação, as pessoas também deverão apresentar os documentos exigidos para validação do grupo.

Documentos exigidos no momento da vacinação

- Pessoas com comorbidades com 35 anos ou mais: Os indivíduos devem estar com o nome cadastrado no site da SMS e, no ato da vacina, apresentar documento oficial de identificação com foto. No caso das pessoas com anemia falciforme, também é necessário levar um dos seguintes documentos: cópia de relatório médico com CID para a doença, emitido em qualquer data; ou cópia do exame de diagnóstico para a doença (eletroforese de hemoglobina); ou cópia da carteira de identificação dos serviços especializados que atendem a doença em Salvador.

- Agentes das forças de segurança e salvamento e trabalhadores da limpeza urbana, todos com 35 anos ou mais: Estes profissionais devem estar em pleno exercício das atividades, lotados em Salvador, com nome cadastrado no site da SMS e ter idade igual ou superior a 35 anos. No ato da vacina deverão apresentar documento oficial de identificação com foto e cópia impressa do último contracheque.

- Trabalhador do ensino superior das redes privada e pública com 35 anos ou mais: Os profissionais devem estar em pleno exercício das atividades, lotados na capital baiana e com o nome cadastrado no site da SMS. No ato da vacina deverá apresentar documento oficial de identificação com foto e cópia impressa do último contracheque ou do contrato de trabalho pessoa jurídica.

- Trabalhador da saúde lotado em policlínicas, consultórios e clínicas/ambulatórios especializados com Cnes ativo: deve estar com o nome no site da SMS e apresentar o último contracheque e um documento oficial com foto.

 

0
0
0
s2sdefault
0
0
0
s2sdefault

Os cuidadores de idosos autônomos que atuam na capital baiana já podem realizar o cadastro para habilitação na vacinação contra Covid-19. Para garantir segurança e evitar fraudes, a Prefeitura desenvolveu a plataforma digital cadastrovacina.saude.salvador.ba.gov.br , onde os trabalhadores poderão efetuar o cadastro.

Para estar habilitado para campanha de imunização, o cuidador autônomo terá que anexar pelo menos um dos documentos de comprovação da atividade: a cópia da última nota fiscal emitida, comprovante atualizado de pagamento do ISS, declaração do imposto de renda, comprovante do e-Social ou carteira de trabalho assinada com a descrição da função de cuidador.

A documentação será avaliada por uma equipe da Secretaria Municipal da Saúde (SMS). Caso os documentos anexados estejam em conformidade, o nome do profissional será incorporado no site da pasta e poderá ser consultado no endereço www.saude.salvador.ba.gov.br .

 

0
0
0
s2sdefault
0
0
0
s2sdefault

Acontece nesta quarta-feira (12) o Colóquio do Plano Nacional de Redução de Mortes e Lesões no Trânsito (Pnatrans). O evento, que integra as atividades da campanha Maio Amarelo, será realizado das 9 às 12h, em ambiente virtual. Organizado pela Transalvador, em parceria com o Comitê do Programa Vida no Trânsito (CVT) da capital baiana, o colóquio terá como facilitador o capitão Jorge Lopes, do Batalhão de Polícia Rodoviária Estadual (BPRV).

Além dos organizadores, participam do evento gestores, técnicos e especialistas das secretarias municipal e estadual da Saúde, de Mobilidade de Salvador (Semob), e de Segurança Pública do Estado da Bahia (SSP), além da Polícia Rodoviária Federal (PRV) e do BPRV, do Departamento Estadual de Trânsito da Bahia (Detran), Instituto Médico Legal Nina Rodrigues (IMLNR), Associação Brasileira de Medicina de Tráfego da Bahia (Abramet) e da Universidade Federal da Bahia (Ufba).

Motociclistas – De acordo com a gerente de Educação para o Trânsito da Transalvador, Mirian Bastos, também coordenadora do CVT, o objetivo do colóquio é entender e discutir como aplicar a política de segurança viária prescrita pelo Pnatrans no âmbito municipal.

“Trata-se de um evento de cunho científico, que articula diversas organizações vinculadas à política de segurança no trânsito para analisar as evidências técnicas sobre mortes e lesões no tráfego de Salvador. A intenção é ajustarmos a ação pública local com as determinações e metas do plano”, explicou Mirian.

“O objetivo do colóquio também é compreender as prescrições do Pnatrans a partir de quatros eixos: levantamento de dados e monitoramento do trânsito, no qual o CVT e a SMS atuam preferencialmente; fiscalização, que ocorre por ação humana e tecnológica, com destaque para a função das blitzen; educação para o trânsito; e mobilidade e desenho urbano”, complementou a gerente da Transalvador.

Ela informou ainda que uma das prioridades atuais das ações para a segurança no trânsito de Salvador é a redução de acidentes de motociclistas. “Estamos confiantes no trabalho de evitar acidentes com moto, inclusive porque temos avanços expressivos na política de segurança viária de Salvador. A capital baiana apresentou a menor taxa de residentes da cidade mortos no trânsito de todas as capitais no país, de acordo com os dados do DataSUS referentes a 2019”, conclui Mirian Bastos.

 

 

 

 

 

 

 

0
0
0
s2sdefault

Sub-categorias

Fale Conosco

O seu canal de comunicação com o nosso site. Caso tenha dúvidas, sugestões ou solicitações de serviços, por favor, mande mensagem que teremos prazer em respondê-la.

Enviando...