Releases

0
0
0
s2sdefault

Como forma de contribuir para a preservação ambiental e incentivar a sustentabilidade nas residências e construções, projetos como o IPTU Verde e IPTU Amarelo oferecem descontos na hora de pagar o imposto predial. Ou seja, são uma ótima opção para conciliar sustentabilidade e economia tributária. 

Criado em 2015, o IPTU Verde concede desconto de até 10% no tributo a proprietários de imóveis a cada atitude sustentável realizada em casas ou prédios. O uso de economizadores de água, descargas de vasos sanitários de comando duplo e fontes alternativas de energia são algumas das 70 práticas necessárias para pontuar no programa. Ao atingir o mínimo de  50 pontos, o consumidor entra para a categoria bronze, tendo desconto de 5%. Quem fizer 70 pontos recebe 7%. E para atingir a categoria ouro, que dá 10% de abatimento, é necessário fazer 100 pontos. 

Desde o lançamento do IPTU Verde, a Secretaria Municipal de Sustentabilidade, Inovação e Resiliência (Secis) registrou 27 solicitações para adesão ao programa. Dessas edificações, seis já foram certificadas e sete estão em processo de avaliação. Outros 14 empreendimentos receberam a Outorga Verde, que se dá durante o licenciamento de novos empreendimentos – uma vez concluídas as obras, também serão contemplados com o desconto no tributo.

As práticas sustentáveis realizadas no Condomínio Civil Towers renderam ao empreendimento mais de 70 pontos, concedendo desconto de 7% no tributo após a adoção de medidas que contribuem para a preservação ambiental.

Conforme o arquiteto James Lima, da Civil Construtor - responsável pela construção do Civil Towers - o empreendimento passou por modernizações para adaptar soluções e conseguir se adequar a proposta do programa. “Além do benefício econômico ao utilizar tecnologias sustentáveis nas construções, é importante que se pense na melhoria da qualidade de vida e na consciência de preservação do meio ambiente”, destacou.

Solar - Criado em 2018, o IPTU Amarelo é uma certificação sustentável que oferece descontos para proprietários de residências e condomínios de casas que implantarem o sistema de geração de energia solar fotovoltaica, conforme a quantidade de eletricidade limpa gerada e de algumas exigências analisadas por instituições como Coelba e Secis.

Funciona assim: a energia produzida pelo sistema deve corresponder a um percentual mínimo consumido pelo imóvel, que é enquadrado em uma das três categorias: Ouro, Prata ou Bronze. Para participar da categoria Ouro, é necessário que a geração de energia seja correspondente a no mínimo 90% do que é consumido. O desconto, neste caso, será de 10% no valor do IPTU.

Desde o início do programa, a Secis registrou 19 adesões. Dessas solicitações, 11 empreendimentos foram certificados na categoria Ouro. Outras sete na categoria Prata, que fornece 7% de desconto, e um empreendimento na Bronze, cujo percentual é de 5%.

Há quase dois anos, o engenheiro civil Luís Carlos Faria implantou o sistema de energia fotovoltaica em sua residência. Ele contou que, no final do ano passado, após conhecer o programa IPTU Amarelo, realizou o cadastro e foi agraciado com o selo ouro.

“Já iniciei o ano recebendo o novo carnê do IPTU constando uma redução de 10% em relação ao que paguei ano passado. Esse é um excelente incentivo para que o consumidor possa se interessar em utilizar esse tipo de sistema e consequentemente contribuir com o meio ambiente”, pontuou.

 

0
0
0
s2sdefault
0
0
0
s2sdefault

A festa da Lavagem do Bonfim contará com a apresentação de 49 entidades, incluindo grupos musicais, blocos e agremiações que desfilam, nesta quinta-feira (16), na tradicional festa de rua da cidade. Responsáveis por levar a trilha sonora da caminhada profana, eles iniciam a festa após o cortejo das baianas, nas imediações da Igreja de Nossa Senhora da Conceição da Praia. As bandas e manifestações culturais, devidamente inscritas e cadastradas na Empresa Salvador Turismo (Saltur), alegram fiéis e turistas que participam da festa, que este ano tem o tema "Senhor do Bonfim, 275 anos de devoção, veneração e proteção".

Participando do cortejo pelo 6º ano, a Banda Marana é sempre uma das primeiras a desfilar. Animados com mais uma presença confirmada na festa, os cinco integrantes do grupo montaram um repertório especial que inclui clássicos da Música Popular Brasileira (MPB), uma versão instrumental do Hino no Senhor do Bonfim e canções autorais, com destaque para a música "Doce Dulce", de autoria do compositor e cantor da banda, Chico Gomes. “Para nós, um ano especial. Além de saudar o Senhor do Bonfim, vamos homenagear a Santa Dulce que tem nos aberto muitas portas”, diz Gomes.

Na lista de canções estão músicas de nomes como Alceu Valença, A Cor do Som, Djavan, Moraes Moreira e Olodum. “Nós adoramos fazer essa festa que tem algo tão forte que mistura o religioso e o profano. Já estamos a todo vapor, ansiosos para quinta-feira”, disse o cantor. Para ele, o grupo que traz o nome Marana, que significa mistura de raízes, não poderia ficar de fora de uma festa com tanta diversidade como a Lavagem do Bonfim. Além de Gomes, no vocal e guitarra, o grupo é formado por Fabrício Cyem (baixo), Rafael Palmeira (bateria), João Mistro e Anderson Guedes (percussão).

Entre os grupos que desfilam está também o Keepwalking Bonfim, que há dez anos participa da lavagem. Formado por 150 amigos e parentes, eles seguem por todo percurso animados pelo som da banda de fanfarra, Charanga da Dadá. Antes da caminhada musical, se reúnem para uma feijoada realizada na casa do organizador da festa, Ricardo Garcez. “É uma farra boa danada. Começamos com oito pessoas, hoje já somos 150, todos conhecidos. Um grupo bom e animado que já participa junto da festa há uma década”, afirma.

Normas - A Prefeitura lembra que os participantes do desfile só poderão ter acesso aos locais de concentração e de partida do cortejo, entre a Avenida Contorno até a Praça Tupinambás, mediante a autorização da Saltur. Conforme descrito no edital, somente será permitida a participação de veículo tipo Kombi com aparelhagem de som. O nível máximo permitido de emissão sonora admitido no percurso é de 100 decibéis. A medição é feita a distância de cinco metros de onde se encontra a fonte emissora do som. A Saltur afirma que será permitido no máximo dois veículos por participantes. Fica estritamente proibida a participação de trios e mini trios e carros com som tipo “paredão”.

É proibida ainda a utilização de cordas e de carroças com tração animal. Não poderá haver alteração do carro inscrito no dia do desfile. A armação dos participantes será realizada por ordem de chegada. A Saltur adverte que os inscritos deverão iniciar o desfile até as 15h. Após esse horário, entrará a equipe de limpeza e, em seguida, as barreiras serão liberadas. Depois do término do evento, os carros inscritos não poderão permanecer em nenhum lugar do circuito, ficando sujeito a reboque e multa. Assim como não subirá a Colina Sagrada, voltando à Praça Irmã Dulce no Largo de Roma.

 

0
0
0
s2sdefault
0
0
0
s2sdefault

Moradores das zonas de restrição do Carnaval que perderam o prazo de cadastramento para receber as credenciais em casa poderão, a partir desta quarta-feira (15), se cadastrar no posto de atendimento montado pela Superintendência de Trânsito de Salvador (Transalvador) e pela Secretaria de Mobilidade (Semob) no Shopping Barra. O balcão ficará localizado no piso L1 Oeste, na Praça de Alimentação, até o dia 21 de fevereiro, e funcionará de acordo com os horários do centro de compras. 

Haverá atendimento também na sede da Transalvador, nos Barris, de segunda a sexta-feira, das 9h às 16h, exceto feriados. Na autarquia municipal, o atendimento acontecerá até o dia 25 de fevereiro.

No cadastramento presencial, a credencial é entregue na hora. É necessário ter em mãos os documentos de identidade do morador e do veículo que será cadastrado. É preciso informar o IPTU juntamente ao CPF ou CNPJ do proprietário do imóvel. Cada residência terá direito a até dois veículos cadastrados.

A partir deste ano, o adesivo virá com dados impressos da placa do veículo e terá ainda um chip eletrônico de identificação, que trará informações sobre o veículo, imóvel ao qual pertence e a respectiva zona de restrição. Quem não possuir o adesivo ou tentar acessar uma zona diferente da sua ou, ainda, se estiver utilizando a credencial num veículo com placa diferente da cadastrada, será autuado pela fiscalização eletrônica caso circule durante o período de ativação dessas áreas de restrição.

“Nosso objetivo é melhorar a mobilidade dos moradores destes locais, diminuindo o transtorno causado pela grande quantidade de veículos nestas regiões, além de coibir o uso irregular destas credenciais por pessoas não autorizadas”, frisou o superintendente da Transalvador, Fabrizzio Müller.

Além do credenciamento de morador, no balcão do Shopping Barra será possível obter outras informações sobre trânsito, como acessos às zonas de restrição, bloqueios e horários, e também informações do sistema de transporte público, como linhas expressas para a festa, táxis e linhas de ônibus convencionais.

Credencial de morador – Moradores das Zonas de Restrição do Carnaval que já tenham feito o cadastramento antecipado para receber as credenciais em casa começarão a receber os adesivos a partir desta quarta-feira (15). Quem desejar, poderá consultar o status da entrega num dos postos de atendimento ou no site www. mobilidadenocarnaval. salvador. ba. gov. br. Caso o adesivo não seja entregue até o dia 9 de fevereiro, o morador deverá se dirigir ao balcão do Shopping Barra ou à Transalvador.

Trânsito Livre – Já a partir do dia 19, será instalado um balcão no Salvador Shopping. Este posto será exclusivo para retirada das credenciais de Trânsito Livre. Os veículos que forem prestar serviço durante a festa deverão fazer a solicitação até o dia 17 de fevereiro no site mobilidadenocarnaval. salvador. ba. gov. br. Caso o pedido seja deferido, a credencial poderá ser retirada no posto de atendimento do Salvador Shopping até o dia 20 de fevereiro.

 

0
0
0
s2sdefault
0
0
0
s2sdefault

Duas passarelas localizadas na Avenida Mário Leal Ferreira (Bonocô), nas imediações da Casa Eloy e da Escola da Bíblia, estão sendo recuperadas pela Prefeitura devido ao desgaste provocado pela ação do tempo. Desde o último desde o dia 8, as equipes da Companhia de Desenvolvimento Urbano de Salvador (Desal) fazem a troca ou reparo em pisos, remoção de pichações, retirada de oxidação e troca das estruturas metálicas e pinturas, além da limpeza e higienização, dentre outros itens.

A maioria das ações é concentrada no horário entre 23h e 5h do dia seguinte, para evitar problemas de mobilidade aos usuários. O prazo para conclusão das intervenções é de 120 dias e o investimento municipal é de R$2,4 milhões.

Outros dois equipamentos localizados na Avenida Vasco da Gama também passarão por recuperação completa: são as passarelas nas imediações da antiga Perini e do Baratão. Elas farão parte do projeto do BRT, que já está em licitação.

Os materiais como pisos de concreto, produtos metálicos e de pintura que são aplicados na manutenção das estruturas são produzidos na própria fábrica da Desal, na BR-324. Ao todo, Salvador possui 40 passarelas instaladas nas principais vias da cidade, sendo 12 delas de responsabilidade da CCR Metrô Bahia e as outras 28 da gestão municipal.

 

0
0
0
s2sdefault
0
0
0
s2sdefault

A Prefeitura, por meio do Serviço Municipal de Intermediação de Mão de Obra (Simm), abre 126 novas vagas nesta quarta-feira (15) para o programa Qualifica Salvador. A iniciativa tem ajudado diversos soteropolitanos no ingresso ao mercado de trabalho, através de cursos gratuitos de qualificação profissional.

Nesta edição, serão oferecidas capacitações para Pintor de Obras Imobiliárias, Conferente, Costureiro de Máquina Reta Overloque, Encanador Industrial, Camareiro em Meios de Hospedagem e, também, para Limpeza e Higiene Hospitalar. Além das vagas oferecidas, outras 112 farão parte do cadastro reserva.

Os interessados em participar das aulas devem ir pessoalmente à sede do Simm, na Rua Miguel Calmon, 506, no Edifício Ouro Preto, no bairro do Comércio. No local, é necessário apresentar original e cópia da carteira de identidade, CPF, carteira de trabalho, comprovante de residência, histórico escolar, comprovante da instituição de ensino que esteja estudando ou certificado de conclusão de curso.

A coordenadora do Simm, Mayra Oliveira, ressalta que o Qualifica Salvador têm atraído bastante o interesse do público. “O atendimento do SIMM recebe diariamente em torno de 400 a 600 pessoas normalmente. Em dias de oferecimento de curso, este número aumenta, podendo chegar a 800 pessoas”, revela.

Programa – O Qualifica Salvador foi lançado em novembro de 2019, através da iniciativa da Prefeitura por meio da Secretaria Municipal de Trabalho, Esporte e Lazer (Semtel), pasta ao qual o Simm é vinculado. “Devido à baixa qualificação profissional dos trabalhadores soteropolitanos, resolvemos montar este programa, incluindo vagas também para pessoas com deficiência (PCD)”, diz Mayra Oliveira.

O objetivo é qualificar quase 2,5 mil trabalhadores através de 55 cursos. Desde que o programa entrou em vigor, foram oferecidas 20 capacitações diversas e já estão em sala de aula 455 trabalhadores. A iniciativa é realizada em parceria com os serviços nacionais de Aprendizagem Industrial (Senai) e Comercial (Senac), especializados na área de cursos e referência em qualificação profissional. 

 

0
0
0
s2sdefault
0
0
0
s2sdefault

A alta estação 2019/2020 em Salvador deve atrair cerca de 3,6 milhões de turistas e visitantes, de acordo com a estimativa da Secretaria Municipal de Cultura e Turismo (Secult). Para auxiliar as pessoas que vêm de diversos lugares do país e do mundo para conhecer ou voltar a apreciar a história e as belezas da primeira capital do Brasil, a Guarda Civil Municipal possui o Grupamento de Apoio ao Turista (GAT), com atuação reforçada em um dos locais mais visitados na cidade: o Centro Histórico.

Além da proteção ao patrimônio, o GAT também realiza o monitoramento da área. Com efetivo composto por 61 agentes, o grupamento possui base fixa na Rua Gregório de Matos, no Pelourinho, e oferta orientações sobre os mais variados temas, a exemplo de como encontrar uma agência de turismo, bancos, delegacia, terminal marítimo, correio, ponto de ônibus ou informações sobre como andar em segurança e os principais atrativos turísticos do Centro Histórico.

Conforme o supervisor do GAT, Tiago Machado, todo o efetivo é bilíngue, o que diferencia na prestação de atendimento aos estrangeiros. “Os profissionais são qualificados de forma contínua participando de cursos específicos como inglês instrumental e legislação aplicada ao turismo, além dos conhecimentos gerais relacionados à atuação de guardas civis”, explica. Em eventos específicos que ocorrem durante o verão, como as festas de largo, o GAT intensifica as ações dando suporte com efetivo maior, colocando à disposição dos turistas a base móvel.

Sensação de segurança – Com a chegada do navio de cruzeiro MSC Seaview no Porto de Salvador na manhã desta terça-feira (14), o fluxo de visitantes na região do Centro estava mais intenso. A advogada Marcela Freitas, 34 anos, veio do Rio de Janeiro e aproveitou para conhecer o Pelourinho e buscar um local para almoçar. Ela avaliou positivamente a presença dos guardas municipais na região. “Além de nos auxiliar com informações, a presença deles nos dá sensação de segurança não só no quesito violência, mas por saber que podemos contar com pessoas qualificadas para ajudar”, disse.

Para diminuir a vulnerabilidade dos excursionistas, Machado alerta para que os turistas solicitem informações apenas a profissionais devidamente identificados e transitem apenas por ruas principais e evite carregar muitos objetos de valor. “São dicas importantes que diminuem a vulnerabilidade quando estiverem no momento de lazer e, consequentemente, diminui também o número de ocorrências”, frisou.

 

0
0
0
s2sdefault
0
0
0
s2sdefault

Equipamento vai movimentar R$500 milhões por ano na cidade em 50 setores da economia

O novo Centro de Convenções de Salvador, localizado na orla da Boca do Rio, vai influenciar na movimentação da cifra de R$ 500 milhões anuais nos mais de 50 setores da economia ligados ao turismo. A GL Events, empresa francesa que irá administrar o equipamento construído pela Prefeitura pelos próximos 25 anos, estima que 100 novos empregos sejam gerados diretamente, mas esse número pode chegar a pelo menos, dois mil temporários a depender do evento.

"Não temos dúvidas de que os resultados na economia da cidade serão os melhores possíveis. Todos estão otimistas, desde os donos de hotéis, bares e restaurantes até o taxista, o comerciante informal. A instalação do Centro de Convenções na cidade traz toda uma atenção ao setor de negócios e movimenta muito além do próprio entorno", afirmou o titular da Secretaria Municipal de Cultura e Turismo (Secult), Claudio Tinoco.

"Além disso, já temos mais de 30 eventos sendo prospectados para o novo Centro de Convenções nos primeiros anos. Em breve, Salvador poderá retomar o patamar que já alcançou no turismo de negócios e eventos, quando chegou a ocupar a terceira posição no país neste segmento", acrescentou o secretário.

Trade - O trade turístico de Salvador já espera o surgimento de novos negócios e empregos. O presidente da Federação Baiana de Hospedagem e Alimentação (Febha), Silvio Pessoa, sonha com os impactos na economia da cidade com os novos eventos e congressos que irão acontecer no Centro de Convenções e equilibrar as contas no período de baixa estação.

Ele lembrou que o setor perdeu R$1,6 bilhão apenas em diárias desde que o antigo centro de convenções, gerido pelo governo do Estado e que sofreu desabamento parcial em 2016, parou de funcionar. A quantia não inclui os prejuízos amargados por outros 50 setores da economia relacionados ao turismo (a estimativa de perda total é de R$2 bilhões). “Portanto, esse novo equipamento é um sonho do trade que se realiza. Felizmente, o prefeito ACM Neto ouviu as nossas reivindicações, porque do Estado nós estávamos órfãos, afirmou Sílvio Pessoa”.

Luciano Lopes, presidente da seccional baiana da Associação Brasileira da Indústria de Hotéis (ABIH-BA), estima que, com o funcionamento do novo Centro de Convenções, a taxa de ocupação nos hotéis cresça em torno de 10% nos dois primeiros anos de funcionamento e de 21 a 22% nos dois anos seguintes. Segundo a ABIH, 25 hotéis fecharam nos últimos cinco anos, inclusive dois empreendimentos de grande porte, com as perdas da cidade no turismo de negócios e eventos. O Bahia Othon Palace, que tinha 284 apartamentos e contava com cerca de 200 funcionários, foi um deles.

“O novo Centro de Convenções é um equipamento muito importante porque restabelece o turismo de negócios para Salvador, que é um segmento importante e vinha reduzindo a cada ano. Para uma cidade é fundamental, sobretudo para uma cidade de sol e praia como Salvador, que acaba tendo uma sazonalidade muito grande no turismo. Portanto, o segmento de negócios vem justamente para ampliar a taxa de ocupação e melhorar a média e baixa estação”, afirmou Luciano Lopes, informando que a capital conta atualmente com 410 hotéis e 40 mil leitos.

Inauguração - O novo Centro de Convenções Salvador Antonio Carlos Magalhães, nome oficial do equipamento, terá duas datas de inauguração: uma no próximo dia 23, organizada pela GL Events com apoio da Prefeitura, apenas para convidados, e outra logo em seguida, no dia 26, a cargo do Executivo municipal.

A Prefeitura investiu R$130 milhões na construção do equipamento, que possui mais de 34 mil m² de área construída em um terreno de pouco mais de 103 mil m², com capacidade para até 14 mil pessoas simultaneamente em congressos e convenções e até 20 mil pessoas em shows na área externa. Além disso, mais de R$25 milhões serão investidos pela empresa concessionária, entre pagamento de outorga, equipamentos e instalações.

 

0
0
0
s2sdefault
0
0
0
s2sdefault

Conhecido como o coração de Salvador até meados do século XX, o Comércio tem sido, nos últimos anos, uma das áreas da cidade com potencial para se tornar o bairro do futuro. Será? Com o tema “Comércio, o bairro do futuro?”, o Laje Talks desta terça-feira (14) abre espaço para um bate-papo interessante sobre esse importante bairro de Salvador. O encontro será às 18h, no terraço da sede da Secretaria Municipal de Sustentabilidade, Inovação e Resiliência (Secis), na Rua da Grécia, 43, Comércio. As inscrições são gratuitas e podem ser feitas através do link bit. ly/ LajeTalks3.

Dentre os convidados desta edição o arquiteto e especialista em conservação e restauração de monumentos e conjuntos históricos, Francisco Senna. Professor adjunto aposentado da Faculdade Arquitetura da Ufba, Senna é membro da Academia de Letras da Bahia, foi pró-reitor de extensão da Ufba e presidente da Fundação Gregório de Matos (FGM).

Outro convidado que estará na laje da Secis é o diretor da Fera Investimentos, Paulo Marques, que foi o project manager da revitalização do Fera Palace Hotel, edificação de 1934 reaberta como hotel boutique. Ele é engenheiro civil formado pela Ufba e com MBA pela Fundação Getúlio Vargas. Atualmente lidera o masterplan imobiliário do grupo, que propõe reocupar diversos prédios com coworkings, residenciais, lojas e centro gastronômico no bairro mais antigo e culturalmente rico da capital baiana, seguindo exemplos mundiais bem sucedidos como o Puerto Madero, em Buenos Aires, e o Meat Packing District, em Nova York.

Para falar da experiência e dos desafios de empreender por tantos anos no Comércio o tradicional restaurante Colon, um dos mais antigos do bairro, foi chamada a soteropolitana Mara Orge. O Colon é fruto de um grande esforço do visionário imigrante espanhol José Maria Orge, em 1914, na capital baiana.

Também com presença confirmada no bate-papo: Iuri Barreto, autor do Guia do Soteropobretano, página com mais de 120 mil seguidores nas redes sociais. Iuri é formado em Direito pela Ufba e Gerente de Comunicação da Grou Turismo.

Para completar a roda, estará presente Gustavo Menezes, diretor de Parceria Público Privada da Prefeitura de Salvador. Administrador com especialização em Finanças e Project Finance, Menezes atuou tanto na iniciativa privada como no setor público, tendo liderado projetos como as concessões e PPPs da Rodovia Bahia Norte, VLT do Rio, Hub Salvador e Centro de Convenções de Salvador. A mediação ficará a cargo do titular da Secis, André Fraga.

Espaço – Com a proposta de conversar sobre temas de interesse público associados à sustentabilidade e que dialoguem com a cidade, o Laje Talks reuniu, nas duas primeiras edições, cerca de 150 pessoas. Os encontros acontecem no terraço da Secis, um espaço alternativo com 300m² e capacidade para cerca de 80 pessoas, no bairro do Comércio, em eventos em formatos menos convencionais.

Longe de ar-condicionados, mas perto de hortaliças, placas solares e de um criatório de abelhas sem ferrão, o local faz parte de um projeto arquitetônico e paisagístico voltado para a sustentabilidade, que envolve, entre outras iniciativas, a gestão sustentável das águas, eficiência e energias renováveis. Integram também as iniciativas a coleta seletiva, o incentivo à mobilidade ativa e a não utilização de descartáveis.

0
0
0
s2sdefault
0
0
0
s2sdefault

Uma arte de rua surgida nos Estados Unidos no final do século XX vai movimentar a região do Subúrbio Ferroviário a partir do sábado (18). É o Festival Hip Hop nas Quebradas do Subúrbio, apoiado pela Prefeitura por meio do edital Arte Todo Dia – Ano V, da Fundação Gregório de Mattos (FGM). O projeto terá como ponto de partida a Edição Verão Paripe, na Praça de São Tomé de Paripe, às 14h, com oficinas e shows de diversos mestres de cerimônias (MC’s).

A grande atração do festival fica por conta da Batalha de Rimas, que terá eliminatórias e até mesmo embates exclusivamente femininos. A premiação no valor de R$1 mil para o grande vencedor será no dia 27 de março, quando acontece a final na Praça São Braz, em Plataforma. Para participar da batalha basta fazer uma inscrição prévia no perfil do Instagram @ vempraruarapper e confirmar no dia do evento.

O produtor da iniciativa, Fabrício Cumming, ressalta a importância do apoio municipal ao evento. “Sem o aporte financeiro da FGM, o projeto não existiria. Você fazer cinco edições em cinco praças diferentes, com a montagem de um ringue para que as batalhas aconteçam, seria só vontade sem o edital, tem toda uma estrutura que o financiamento traz” afirma.

Próximas edições – A próxima atividade do Festival Hip Hop nas Quebradas do Subúrbio acontece no dia 25, com a Edição Das Minas, na Praça João Martins, em Paripe. Em seguida, no dia 8 de fevereiro, será realizada a Edição Skate Valéria, na Pista de Skate do Centro de Artes e Esportes Unificados de Valéria. No dia 13 de março, é a vez da Praça da Revolução receber a Edição Revolution Periperi. Por fim, no dia 27 de março acontece a grande final na Edição Champion Plataforma, na Praça São Braz. As atividades acontecem sempre às 14h.

0
0
0
s2sdefault

Sub-categorias

Fale Conosco

O seu canal de comunicação com o nosso site. Caso tenha dúvidas, sugestões ou solicitações de serviços, por favor, mande mensagem que teremos prazer em respondê-la.

Enviando...