Releases

0
0
0
s2sdefault

Cerca de 500 pessoas foram beneficiadas com a feira de saúde promovida pela Prefeitura, através da Secretaria Municipal de Saúde (SMS), na Praça da Revolução, em Periperi, nesta quinta-feira (7). A ação ocorreu durante todo o dia como parte da programação especial dedicada ao Novembro Negro.

Dentre os serviços oferecidos ao público estão emissão de segunda via e impressão do nome social no cartão do SUS, teste rápido para a detecção de doenças sexualmente transmissíveis, teste de glicemia, aferição de pressão arterial, orientação nutricional, atendimento com médico clínico e saúde bucal.

Além destes serviços, o público também teve acesso à atualização cadastral do Bolsa Família, Minha Casa Minha Vida, orientação com a Defesa Civil (Codesal), informações sobre os direitos dos idosos e outros. Houve ainda apresentações artísticas e culturais, a exemplo de um coral que cantou paródias de samba e arrocha, no intuito de atrair a atenção para o combate à dengue, prevenção e cuidado com o câncer de próstata, além da importância da vacinação contra o sarampo.

Para a corretora de imóveis Isabel Santana, 53 anos, a feira trouxe a possibilidade de resolver diversas pendências com agilidade, além do conforto de não precisar se deslocar do bairro. “Essa iniciativa é ótima facilita muito porque encontramos aqui serviços que não temos acesso tão facilmente no dia a dia. Eu fiz consulta com clínico, a segunda via do meu cartão do SUS que estava estragado e ainda aferi a pressão”, afirmou.

Subcoordenadora de ações estratégicas da Diretoria de Atenção da Saúde municipal, Nadjara Mahim destacou que a ação se faz extremamente necessária já que quase 83% da população de Salvador é negra. O município já realiza ações voltadas à saúde da população rotineiramente, mas, em novembro, a Secretaria Municipal de Saúde (SMS) intensifica as ações para tornar mais acessível os cuidados da população negra com a saúde e fortalecer as politicas públicas voltadas ao público. “Se não combatermos o racismo institucional teremos práticas que vão inviabilizar o sucesso da assistência”, reforçou.

A Prefeitura está preparando uma ação semelhante à de hoje na próxima quinta-feira (14), no Abaeté. Até o fim do mês todas as unidades de saúde estarão desenvolvendo atividades voltadas à temática. Já nos dias 21 e 22 haverá um seminário na Universidade Católica do Salvador, na Federação, que abordará o tema “Por uma Salvador livre da discriminação e racismo na saúde”.  

 

 

0
0
0
s2sdefault
0
0
0
s2sdefault

A Escola Municipal Nova do Bairro da Paz teve uma noite de quarta-feira (6) diferente: um desfile para toda comunidade escolar com camisas trabalhadas em diversas técnicas (batique, tie dye, serigrafia, stencil, positivo/negativo, entre outras), com o objetivo de promover o entretenimento através do empreendedorismo. O trabalho foi desenvolvido com os alunos da Educação de Jovens e Adultos (EJA - TAP 5), sob a orientação do professor de artes visuais Alessandro Moreira, ao longo da terceira unidade.

A atividade buscou focar na arte, dialogando com o contexto social vigente, permitindo que o pensamento e o conhecimento ampliem o aprendizado com significado e organização estética visual. Moreira contou que cada aluno fez a própria camiseta, estimulando em todos o processo criativo. “Todos se viram motivados a alcançar resultados significativos, agregando valores às peças”, pontuou.

No total, cerca de 150 alunos da EJA participaram da atividade e, na passarela, 29 estudantes desfilaram as peças por eles produzidas. De acordo com o professor, uma das preocupações centrais no processo de construção foi mostrar a fusão entre o folclórico e a arte urbana predominante na comunidade. “Foi possível sentir a essência do folclore regional misturada às técnicas modernas e que permitiu, pela proposta, o direito de falar por meio das potencialidades”.

Após o evento, cada aluno ficou com a própria peça e todos se mostraram animados diante da possibilidade de empreender através de produções em pequena escala, como forma de obter retorno financeiro. “Eles foram orientados a se inscrever em feiras, participar de eventos e foram encorajados, através de rodas de conversas e trocas de experiências, a voarem cada vez mais alto”, finalizou o docente.

0
0
0
s2sdefault
0
0
0
s2sdefault

Com o tema “O Centro Pulsa - a vida em movimentos”, a terceira edição em Salvador da Virada Sustentável – o maior festival de cultura, mobilização e educação para a sustentabilidade da América Latina – acontece de sexta-feira (8) a domingo (10). Com apoio da Prefeitura, o evento vai ocupar cerca de 50 espaços de Salvador com mais 300 atividades, retomando o processo histórico, criativo e sociocultural de fundação da primeira capital do Brasil.

Dentre as atividades está o Disco Xepa, com coleta de alimentos descartados na Feira de São Joaquim, mas em condições normais de consumo. O montante será utilizado para o preparo de 100 refeições que serão servidas aos moradores do Centro Antigo, dentro da Casa do Benin, no Pelourinho, nesta sexta, às 12h.

Também na sexta (8), ocorre o lançamento da Plataforma Redes Vivas, primeira plataforma online de atendimento psicológico supervisionada, exclusivamente, por profissionais negros e LGBTQI+ e destinada, majoritariamente, a negros e LGBTQI+. O evento terá a participação da jornalista, empreendedora e curadora de conteúdo Monique Evelle, no Espaço Cultural da Barroquinha, às 17h. No sábado (9), também às 17h, Monique Evelle volta ao Espaço da Barroquinha para lançar o livro “Empreendedorismo feminino: Olhar estratégico sem romantismo”.

No domingo (10), das 10h30 às 12h, o Parque da Cidade vai receber uma roda de conversa sobre Turismo e Mobilidade Urbana com as participações do presidente da Empresa Salvador Turismo (Saltur), Isaac Edington; do secretário municipal de Sustentabilidade, Inovação e Resiliência (Secis), André Fraga; do superintendente de Trânsito de Salvador (Transalvador), Fabrizzio Mueller; e do gerente de Políticas Públicas da Uber, Silas Cardoso. Em seguida, será realizado um bike tour até a Avenida Magalhães Neto, no Costa Azul.

O parque também será palco dos shows de Vitor Kelsh e Saulo, além de uma edição especial da Feira da Cidade; oficinas de circo com malabares, acrobacias, tecido e bambolê. A programação é completada com a Virada Educação, com palestras e oficinas sobre sustentabilidade e tecnologia, direcionada a estudantes e professores da rede pública.

Às 16h tem a roda de conversa “Como o Amor ao Mar Uniu as Pessoas e Estado”, com a participação de representantes do Grupo de Voluntários Guardiões do Litoral, na sede da Secis, no Comércio.

Reciclagem – Durante os três dias, serão realizadas ações específicas de descarte de resíduos sólidos, com pontos de coleta seletiva de recicláveis, eletrônicos e rejeitos distribuídos nos principais centros pulsantes – uma parceria com a LEVE Consultoria Ambiental. A ação incluirá arrecadação de eletrônicos em bom estado para doação a instituições filantrópicas de Salvador, enquanto os descartados recicláveis serão encaminhados às cooperativas de reciclagem da cidade.

Também serão espalhadas casinhas de madeira reciclada pelos principais espaços do Festival, que funcionarão como pontos de troca, doação e retirada de livros novos, usados ou restaurados.

Conexões – A gestora da Virada Cultural, Alice Barreto, ressalta que a programação conecta o Centro às periferias, e as periferias ao todo da cidade. “É um convite a pensarmos, criarmos e produzirmos, juntos, uma série de iniciativas e projetos inspiradores para Salvador. É também um convite a deslocar o olhar e dar visibilidade àquilo que pulsa e às outras tantas possibilidades de narrativas, onde as pessoas tenham espaço para ser o que quiserem, com arte, liberdade, respeito e diversidade”, enfatiza.

Origem – A Virada Sustentável foi criada em 2011, em São Paulo. De lá pra cá, reuniu um público de mais de 7,7 milhões de pessoas em 25 edições, passando por sete estados e nove cidades, como Rio de Janeiro, Manaus e Porto Alegre – além de Salvador, nos anos de 2016 e 2018.

Na capital baiana, o evento é uma correalização do Instituto Virada Sustentável e Rede AMO de Comunicações Socioculturais, e realização da DaCultura Projetos e Soluções e Secretaria Especial da Cultura do Ministério da Cidadania, com patrocínio de entes públicos e privados.

0
0
0
s2sdefault
0
0
0
s2sdefault

Os condutores que seguem para Pirajá, Campinas de Pirajá e Marechal Rondon ganharam uma nova opção de acesso a esses bairros. Construída para dar mais fluidez ao trânsito na região, a via marginal na BR-324 foi inaugurada pelo vice-prefeito Bruno Reis nesta quinta-feira (7). A obra teve investimento de R$ 10 milhões e foi realizada pela construtora Andrade Mendonça, por meio de uma parceria público-privada (PPP).

As intervenções contemplaram serviços de pavimentação, contenção, drenagem, paisagismo e nova iluminação, ao longo dos 1.700 metros de extensão da pista. “A obra vai resolver um grave problema de mobilidade na nossa cidade, principalmente nos horários de pico. Com essa via marginal, os veículos que vão acessar os bairros de Pirajá, Campinas de Pirajá e Marechal Rondon terão praticamente uma via exclusiva, desobstruindo a BR-324”, avaliou Bruno Reis.

O vice-prefeito, que também é secretário de Infraestrutura e Obras Públicas, destacou a importância de estabelecer parcerias para promover melhorias na capital baiana. “Em breve, vamos anunciar 15 obras em parceria com a iniciativa privada, em diversas áreas da cidade. Hoje, não há uma grande intervenção ou empreendimento que se instale em Salvador sem que nós peçamos uma contrapartida para a nossa capital. Dessa forma, vamos conseguir requalificar a Praça da Revolução, em Periperi, construir um mercado, em São Caetano, e abrir novas vias”, assinalou.

Na solenidade de inauguração, o presidente da construtora Andrade Mendonça, Toninho Andrade, ressaltou o trabalho da atual gestão e disse que a capital baiana passa por um momento de transformação. “A cidade está cada dia melhor. E essas parcerias são muito boas porque a Prefeitura faz a parte dela. E a iniciativa privada vai junto. O crescimento proporcionado é positivo para todos, gerando empregos, renda e trazendo progresso para Salvador”, pontuou o empresário.

0
0
0
s2sdefault
0
0
0
s2sdefault

Salvador deve receber quase 500 mil turistas durante o Festival Virada Salvador 2020, que acontecerá entre os dias 28 de dezembro e 1° de janeiro, na orla da Boca do Rio. O número representa acréscimo de cerca de 10% em relação aos visitantes que estiveram na capital baiana no mesmo período do ano passado. Deste montante, 238.195 pessoas são provenientes do interior da Bahia, 181.164 de outros estados brasileiros e 47.633 de diversos países.

Os dados são da Secretaria Municipal de Cultura e Turismo (Secult) e foram baseados na projeção de 92% da taxa de ocupação hoteleira durante os cinco dias de festival. O quantitativo representa acréscimo de 9,5% em comparação ao ano anterior, quando foi registrada uma taxa de ocupação de aproximadamente 84%.

Especificamente para o dia da virada (31), a Secult estima uma taxa média de ocupação de 96%, com variação positiva de aproximadamente 2,5% na comparação com o último dia do ano de 2018, quando foi contabilizada uma taxa média de ocupação de 93,68%.

Já a estimativa do gasto médio de cada turista é de R$ 872,05 ao longo dos cinco dias de festa, aplicados em alimentação (35%), transporte na cidade (28%), compras (18%), hospedagem (14%), espetáculos em geral (5%), guias e excursões (2%). Isso representará uma movimentação de R$ 407.2 milhões na economia de Salvador, sem contar a receita gerada pelos soteropolitanos.

Avaliação do trade - “Esperamos que aconteça o que já aconteceu nos últimos seis anos: percentual de ocupação próximo aos 100%. Já estamos com boa ocupação e acreditamos que teremos uma ótima temporada”, comemora o presidente da Federação Baiana de Hospedagem e Alimentação (FeBHA), Sílvio Pessoa.

“A Prefeitura, como sempre, lança o Réveillon com bastante antecedência para que os turistas se programem e consigam comprar passagens aéreas com preços mais acessíveis para poder vir para o Festival, que é um dos maiores do Brasil. O evento é gratuito e acontecerá em um local belíssimo, de fácil acesso e com excelentes atrações”, acrescenta.

Réveillon – Lançado ontem (6) em São Paulo, o Festival Virada Salvador terá mais de 70 horas de música e estimativa de público de dois milhões de pessoas nos cinco dias de evento que acontecerão ao lado do novo Centro de Convenções, que está sendo construído na Boca do Rio.

Entre os nomes já confirmados estão Iza, Claudia Leitte, Vintage Culture, Bell, Matheus & Kauan, Saia Rodada, Durval, Paralamas, Anitta, Luan Santana, Simone e Simaria, La Furia, Igor Kannário, Harmonia, Alok, Gusttavo Lima, Wesley Safadão, Psirico, Lincoln & Duas Medidas, Denis DJ, Léo Santana, Ivete (que mais uma vez fará a contagem regressiva), Jorge e & Mateus, Xand Avião, Saulo e Daniela Mercury.

O festival ainda terá ainda show com o uso de drones, roda-gigante, tirolesa, vila gastronômica e feira criativa com produtos típicos da Bahia. A grade detalhada das atrações será divulgada em breve pela Empresa Salvador Turismo (Saltur).

0
0
0
s2sdefault
0
0
0
s2sdefault

Os estudantes que forem participar do segundo dia de prova do Exame Nacional do Ensino Médio (Enem), neste domingo (10), vão contar novamente coma operação  especial de transporte montado pela Prefeitura para facilitar a mobilidade e garantir a tranquilidade dos participantes. A operação vai acontecer das 8h às 18h.

A Secretaria Municipal de Mobilidade (Semob) vai reforçar a frota de 79 linhas, que vão operar com 490 veículos, o que representa um acréscimo de 55% em relação aos domingos normais. As outras linhas mantêm o funcionamento normal na cidade.

Os ônibus atendem aos principais corredores das regiões da Orla, Miolo e Subúrbio. Além destes ônibus extras, a Semob terá o reforço de nove veículos reguladores nas estações Acesso Norte, Pirajá e Mussurunga. Esses veículos ficarão à disposição da fiscalização para apoio dos candidatos na saída das provas, entre as 16h e 23h.

É importante lembrar que os portões das instituições onde serão realizadas as provas abrem às 12h e fecham às 13h (horário de Brasília). Aos domingos, os usuários do transporte público contam com o benefício do Domingo é Meia, válido apenas para integração ônibus-ônibus.

 

0
0
0
s2sdefault
0
0
0
s2sdefault

 A quarta edição do #vemprocentro levará ao bairro do Comércio uma “Noite Caliente” com shows gratuitos de Beto Barbosa, Mambolada e Jorge Zarath, em uma homenagem especial à lambada.  Durante a tarde ainda haverá apresentação da banda Samba do Pretinho. Os shows são gratuitos e acontecem no sábado (09), a partir das 14h, na Praça da Inglaterra. 

“A ideia da ‘Noite Caliente’ vem com o objetivo de trazer de volta sucessos da lambada conhecidos dos soteropolitanos. Além dos shows, temos uma programação bem especial para as crianças, ações de sustentabilidade, economia criativa, lazer e garantia de diversão para todos”, destaca o presidente da Empresa Salvador Turismo (Saltur), Isaac Edington. 

Além disso, a Feira Criativa volta a aportar no local, das 10h ás 22h, com uma programação especial para toda a família, também no sábado, e aberta a toda população e turistas. A Praça da Inglaterra recebe também jogos de tabuleiro e Circuito de Minibike, das 10h às 16h. 

A criançada poderá ainda garantir a diversão com a apresentação do “Gran Circus”, às 14h. Com números de malabarismo, palhaço, monociclismo, aéreos e equilibrismo, o espetáculo, voltado principalmente para o público infantil, é uma grande brincadeira no qual desfilam personagens do imaginário popular circense, realizado pelo Coletivo Baiano de Circo. 

O programa #vemprocentro é promovido pela Prefeitura de Salvador, com o intuito de implementar ações de infraestrutura e lazer com o intuito de movimentar o centro da cidade. A programação cultural é organizada pela Saltur.

0
0
0
s2sdefault
0
0
0
s2sdefault


Desde o início da semana, as manchas de óleo que atingem o litoral do Nordeste deram trégua na costa soteropolitana. Atuando dia e noite em regime especial nas praias de Salvador, a Empresa de Limpeza Urbana (Limpurb) registrou uma diminuição no recolhimento do resíduo desde segunda-feira (4), quando foram recolhidas 3,2 toneladas. Esse número vem reduzindo gradativamente, sendo registrado 1,2 tonelada ontem (5) e 840 quilos nesta quarta-feira (6), totalizando um pouco mais de 5,2 toneladas nos últimos três dias.

 

Ao todo, já foram recolhidas 127,8 toneladas de óleo das praias de Salvador. A capital baiana não registrava a chegada de novas manchas desde o dia 18 de outubro, mas o óleo reapareceu no último dia 1º, na praia de Stella Maris, quando foi retirada uma tonelada e 260 quilos do resíduo.

 

Com a diminuição das manchas, a Limpurb trabalha no pente-fino dos fragmentos que ficam na areia, com uso de pá, peneiras manuais, trator com cessadeira e jato de pressão que mistura água e areia, uma solução caseira encontrada para a limpeza das pedras. Os agentes trabalham 24h no monitoramento das praias, de São Tomé de Paripe até Ipitanga, observando a possível chegada do material e, quando registram o óleo, as equipes são acionadas imediatamente para fazer o recolhimento. Não houve registro de presença do óleo nas praias do Subúrbio e Ilhas de Salvador.

 

“Ao todo, 400 homens fazem parte da força-tarefa montada pela Prefeitura para que possamos dar uma resposta imediata à situação e impedir que as manchas fiquem nas praias ou retornem ao mar. Nossas equipes estão trabalhando incansavelmente para vencer essa batalha, são verdadeiros heróis numa luta diária para deixar a nossa costa limpa e minimizar os impactos ao meio ambiente”, ressaltou Marcus Passos, presidente da Limpurb.

 

Locais atingidos – Em Salvador, todas as praias atingidas foram as de Ipitanga, Praia do Flamengo, Stella Maris, Itapuã, Piatã, Patamares, Jaguaribe, Pituaçu, Corsário, Boca do Rio, Jardim de Alah, Jardim dos Namorados, Pituba, Amaralina, Ondina, Rio Vermelho e Farol da Barra. Do início do aparecimento até o momento, as mais atingidas foram Ipitanga, Stella Maris, Praia do Flamengo, Pituaçu, Corsário, Pituba e Rio Vermelho.

 

Destino do material - A Limpurb definiu procedimentos para a retirada das manchas de óleo a partir de um protocolo orientado pelo Instituto Brasileiro do Meio Ambiente e dos Recursos Naturais Renováveis (Ibama). As regras estão sendo seguidas pela equipe operacional desde quando apareceram as primeiras pelotas de petróleo na capital baiana.

 

Todo material recolhido pela Limpurb é pesado e depois encaminhado para um depósito temporário na sede do órgão e disposto dentro de um contêiner forrado internamente por manta de PVC, acomodado em área coberta e afastado de pessoas e animais, até que os órgãos ambientais responsáveis decidam pelo destino final do material.

 

“O trabalho da Limpurb continua até que todas as previsões da chegada de mais material sejam descartadas pelas autoridades competentes e até que as nossas praias estejam 100% limpas”, frisou Marcus Passos.

0
0
0
s2sdefault
0
0
0
s2sdefault


A Praça Colombo, no Rio Vermelho, é a mais nova área verde que poderá ser adotada através do programa Verde Perto, promovido pela Prefeitura por meio da Secretaria de Sustentabilidade, Inovação e Resiliência (Secis). O edital foi publicado no Diário Oficial do Município (DOM) desta quarta-feira (6) e os interessados, pessoas físicas ou jurídicas, podem se inscrever até o dia 20 de dezembro. 

O programa foi implantado em 2013 com o objetivo de ampliar a cobertura vegetal na cidade, revitalizar espaços públicos e adaptar corredores ecológicos urbanos. Somente em 2019, o Verde Perto já possibilitou 35 adoções, sendo dez praças, 19 canteiros e seis áreas verdes em locais como Itapuã, Pituba e Barra. 

Com o objetivo revitalizar espaços e equipamentos, seis doações de equipamentos foram instaladas no Parque da Cidade, Campo Grande, Dique do Tororó, Praça Ana Lúcia Magalhães e Stella Maris. “A ideia é trazer a sociedade mais perto possível das ações com a Prefeitura. Dessa forma, todos podem cuidar dos espaços da cidade”, explica o diretor da Secis Uelber Reis, que é presidente da Comissão de Análise do Programa Verde Perto.

A empresa ou pessoa física que tiver a intenção de adotar determinada área pode entrar em contato através de uma carta, informando o interesse por determinado local. Logo, o indivíduo tem o direito de colocar placas com tamanho padrão informando que “adotou este local”. O contrato tem duração de um ano, podendo ser prorrogado por anos seguintes desde que sejam cumpridas as normas do edital.

0
0
0
s2sdefault

Sub-categorias

Fale Conosco

O seu canal de comunicação com o nosso site. Caso tenha dúvidas, sugestões ou solicitações de serviços, por favor, mande mensagem que teremos prazer em respondê-la.

Enviando...