Releases

0
0
0
s2sdefault

Atendendo ao rol de ações de proteção da cidade contra o coronavírus, determinadas pela Prefeitura, a Empresa de Limpeza Urbana de Salvador (Limpurb) reforçou a limpeza das estações de transbordo de Mussurunga, Lapa, Acesso Norte, Pirajá e em locais de grande movimentação de pessoas. A higienização começa com os terminais fechados, às 2h, quando são realizadas lavagens com carro-pipa e muita água corrente e sabão. Ao longo do dia, 70 agentes, divididos em equipes, promovem mais ações que higienizam corrimãos, bancos, pilastras, elevadores e as escadas rolantes espalhadas pelos terminais.

A limpeza realizada na Estação da Lapa, na tarde desta quarta-feira (18), foi acompanhada pelo presidente da Limpurb, Marcus Passos. Segundo ele, a medida se soma a série de outras determinadas pelo prefeito ACM Neto para combater a doença na capital baiana. “Sabemos que passam milhares de pessoas pelas estações diariamente. Por isso, montamos uma operação especial para promover as ações de limpeza o dia inteiro”, destacou.

Para o aposentado Hélio Nascimento, 75 anos, que precisou deixar sua casa, na Avenida Vasco da Gama, e ir ao Centro da cidade comprar remédios, a higienização dos terminais é de fundamental importância para evitar a propagação do coronavírus. “Nesse momento de uma pandemia de um vírus que é transmitido pelo ar, é louvável que o poder público reforce cuidados com a limpeza. Sem dúvidas, é uma medida extremamente necessária”, disse o idoso, enquanto aguardava o coletivo de volta para casa.

Satisfação - Enquanto os agentes passavam álcool em gel nos corrimãos do piso térreo da Estação da Lapa, a estudante de psicologia Vivian de Santana, 21 anos, observava a ação. Segundo a jovem, as estações recebem um fluxo grande de pessoas, daí a importância de iniciativas como essa para evitar o contágio de quem circula e trabalha nos locais. “Temos ouvido repetidas vezes que a coisa mais importante é lavar e higienizar tudo. Então, essa ação tem sido realmente de extrema relevância”, pontuou.

0
0
0
s2sdefault
0
0
0
s2sdefault

O Abrigo Dom Pedro II, em Piatã, também adotou medidas de prevenção ao coronavírus, a fim de priorizar a saúde dos 59 idosos assistidos na unidade. As ações envolvem desde a suspensão, por tempo indeterminado, de grupos de visitas que realizam projetos artísticos e sociais no espaço até o reforço da higienização dos funcionários, quartos e instalações. Os idosos também têm participado de bate-papos com médicos e enfermeiras sobre a doença e receberam orientações de cuidados, como manter o hábito constante de lavar as mãos.

“A visita das famílias acontece normalmente. Ao chegarem aqui, os visitantes recebem máscara e álcool em gel para aplicar nas mãos. O contato com os idosos é feito em ambiente aberto. No entanto, percebemos que alguns familiares estão até evitando vir aqui durante esse período de pandemia para evitar a proliferação da doença nesse público que faz parte do grupo de risco”, relata a coordenadora do abrigo, Valéria Souza.

Até mesmo as atividades lúdicas que movimentam o dia a dia da instituição têm acontecido diferente da forma rotineira. “Não estamos colocando idosos tão próximos um do outro e estamos seguindo orientações das autoridades de saúde e da equipe médica do abrigo”, acrescenta Valéria. Os velhinhos também estão impossibilitados de sair na rua, exceto em casos excepcionais.

“Devemos ter confiança e paciência. Esperamos em Deus que tudo se resolva logo. Não há motivo para desespero”, disse Margarida Marques, 99 anos. Outro abrigado no local, Antônio Lázaro, 72 anos, aprovou as medidas de precaução. “Acho ótimo e é para o nosso bem. Temos que prevenir antes de acontecer. Qualquer coisa que eu precisar comprar na rua, posso pedir para algum funcionário daqui ir sem problemas”, declarou.

0
0
0
s2sdefault
0
0
0
s2sdefault

Acostumada a utilizar o sistema de transporte público do Elevador Lacerda diariamente, a estudante Nara Souza, 19 anos, estranhou o número de pessoas transportadas nas cabines durante a manhã desta quarta-feira (18). “Para mim, que costumo pegar lotação máxima, encontrar o Elevador com apenas quatro pessoas foi bastante estranho. Mas, além de ser mais confortável, é uma medida importante para reduzir as possibilidades de estarmos muito próximo de alguém contaminado”, avaliou.

As medidas de limitação de pessoas transportadas por cabine no Elevador Lacerda – que hoje é de 11 por cabine – começou a valer desde a última terça-feira (13). A regra vale também para o Plano Inclinado, na Liberdade. A norma de combate ao novo coronavírus visa reduzir a aglomeração de pessoas nos espaços públicos.

Um dos supervisores do Elevador Lacerda, Ailton Araújo, pontuou que, durante a manhã o fluxo de pessoas costuma ser bastante intenso no local, mas que, após os decretos estabelecidos pela Prefeitura, o número de transeuntes diminuiu. “Em algumas viagens nem está sendo preciso limitar a quantidade de passageiros, porque o número de pessoas na rua reduziu muito”, destacou

0
0
0
s2sdefault
0
0
0
s2sdefault

Para o enfrentamento da pandemia do Covid-19, a Prefeitura, através da Secretaria Municipal da Saúde, reforçou o estoque de equipamentos de proteção individual (EPIs) para o uso dos profissionais de saúde, como máscaras, álcool em gel e luvas. A medida preventiva visa garantir que os trabalhadores possam atuar na assistência aos pacientes sintomáticos dentro dos protocolos estabelecidos pelo Ministério da Saúde e com segurança.

“Recebemos nesta quarta-feira (18) um novo lote de cerca de 150 mil máscaras para reforçar os postos da rede e garantir que todos os profissionais que atuam no atendimento aos pacientes com sintomas respiratórios possam estar protegidos de uma possível transmissão. Também temos um estoque satisfatório de álcool em gel e luvas para atender a demanda da nossa rede assistencial”, afirmou Bruno Viriato, coordenador da Assistência Farmacêutica.

Para assegurar as boas práticas de atendimento em toda a rede municipal, os profissionais receberam treinamento específico para o acolhimento dos casos. De acordo com as recomendações do Ministério da Saúde, somente os trabalhadores que realizarem o atendimento direto dos pacientes com sintomas respiratórios devem fazer o uso das máscaras.

“A máscara cirúrgica deve ser utilizada para evitar a contaminação da boca e nariz do profissional por gotículas respiratórias, quando o mesmo atuar a uma distância inferior a um metro do paciente suspeito ou confirmado de infecção pelo novo coronavírus. É importante destacar que a recomendação dos órgãos reguladores é que a máscara não seja usada de forma indiscriminada, ou seja, não há necessidade de uso do equipamento por trabalhadores que não estiverem em contato direto com os pacientes que apresentam sintomas”, explicou Adielma Nizarala, médica infectologista.

Além do novo lote de máscaras cirúrgicas, estão previstos para os próximos dias o recebimento de uma carga de álcool em gel no almoxarifado da SMS.

0
0
0
s2sdefault
0
0
0
s2sdefault

Escolas, universidades, parques, academias e espaços culturais como teatros e cinemas foram alvos, nesta quarta-feira (18), da força-tarefa montada pela Prefeitura para monitorar o cumprimento das medidas de prevenção e controle do combate ao coronavírus em Salvador. Neste primeiro dia de operação, equipes da Secretaria Municipal de Desenvolvimento e Urbanismo (Sedur) percorreram a cidade para verificar se os estabelecimentos suspenderam o funcionamento, conforme prevê o decreto municipal nº 32.256/2020, publicado na última segunda (16) e que começa a vigorar hoje.

Pelo decreto, espaços que estão sendo vistoriados devem paralisar as atividades pelos próximos 15 dias, a partir de hoje, prazo que pode ser prorrogado. A força-tarefa conta com apoio da Guarda Civil Municipal (GCM), além da Vigilância Sanitária de Salvador (Visa). No final do dia, será divulgado um balanço desse início de fiscalização.

“A medida não é séria demais, como alguns dizem. Quanto vale uma vida? A maioria da população não é do grupo de risco, mas pode repassar para quem faz parte dele. Por isso, temos mandado equipes para as ruas com fiscalização ostensiva. Vamos monitorar diariamente os estabelecimentos para que ninguém abra as portas e cumpra o que foi determinado pelas nossas autoridades”, ressaltou o diretor de Fiscalização da Sedur, Átila Brandão Júnior.

“Fizemos notificação prévia nos últimos dois dias para que os estabelecimentos não abrissem a partir de hoje, quando o decreto começa a valer. Se a gente encontrar qualquer tipo de atividade nesses estabelecimentos, que devem estar fechados, interditaremos imediatamente. Caso haja reincidência, automaticamente faremos a cassação do Termo de Viabilidade de Localização (TVL) e do alvará de funcionamento”, acrescentou Átila.

Uma das irregularidades encontradas na manhã de hoje foi em uma universidade que precisou ser interditada porque, embora não estivesse em aula, gerava fila promovendo atendimento ao aluno. "Esse fluxo de agendamento estava provocando aglomeração, o que não podemos permitir. Unidades de ensino podem realizar atividades internas, desde que não envolva público externo e não gere aglomerações", explicou o diretor.

Saúde – Desde o final de janeiro, a Vigilância Sanitária de Salvador (Visa), órgão vinculado à Secretaria Municipal de Saúde (SMS), intensificou as fiscalizações no sentido de verificar se os estabelecimentos públicos estão cumprindo a Lei Estadual A legislação prevê o uso de equipamentos com álcool em gel nessas dependências. Nos últimos dois meses, cerca de 300 estabelecimentos foram visitados.

Além da verificação do uso de dispensadores de álcool em gel nos estabelecimentos, a Visa também vai verificar se os estabelecimentos estão cumprindo a determinação de fechamento feita pela Prefeitura, em apoio às ações da Sedur.

0
0
0
s2sdefault
0
0
0
s2sdefault

Como medida preventiva em função da pandemia Covid-19 e da preocupação com a disseminação do novo coronavírus, alguns serviços públicos de Salvador terão funcionamento alterado nos próximos dias. Por medida de segurança, a Arena Aquática, localizada na orla da Pituba, terá as aulas suspensas por 15 dias. O período de inatividade tem início nesta quarta-feira (18).

Os serviços sociais do Escritório Público, Minha Casa Minha Vida (MCMV) e Casa Legal, todos ofertados através da Secretaria de Infraestrutura e Obras Públicas (Seinfra), também serão suspensos até a gestão municipal reavaliar a situação de Salvador no enfrentamento do vírus. Se houver alguma urgência nos serviços destas estruturas, os casos poderão ser solucionados com atendimento prévio através do telefone (71) 3202-4600.

Do mesmo modo, o Hub Salvador, localizado no Comércio, também não terá funcionamento nos próximos dias. Todas as atividades de aglomeração junto ao público externo, como visitas técnicas, happy hour e talks estão cancelados até o fim deste mês de março.

Ainda seguindo a recomendação da Prefeitura, o atendimento presencial da Ouvidoria Geral do Município (OGM) está suspensa. Os cidadãos poderão resolver as demandas com comodidade e segurança através do telefone gratuito 156, utilizando a opção 8 do menu disponível, ou pelo site www. fala. salvador. ba. gov. br.

0
0
0
s2sdefault
0
0
0
s2sdefault

Como mais uma medida preventiva em virtude da pandemia do Covid-19, a Prefeitura irá diminuir o número de senhas distribuídas pelo Serviço Municipal de Intermediação de Mão de Obra (SIMM), nesta quarta-feira (18). A sede localizada na Rua Miguel Calmon, 506, no Comércio, disponibilizará apenas 50 senhas para atendimento ao público.

Os interessados deverão levar originais da Carteira de Trabalho (com o número do PIS, Pasep ou NIS), Carteira de Identidade, CPF, comprovante de residência e histórico escolar, para realização de cadastro de busca por vagas e de encaminhamento para entrevistas e seleções. As senhas são distribuídas por ordem de chegada, a partir das 6h30, e o horário de funcionamento será das 7h às 16h.

0
0
0
s2sdefault
0
0
0
s2sdefault

A Prefeitura, por meio da Secretária Municipal de Gestão (Semge), oficializou no Diário Oficial do Município (DOM) o processo seletivo simplificado para contratação de profissionais de saúde. Os profissionais serão contratados para desempenhar atividades pela Secretaria Municipal da Saúde (SMS), por tempo determinado, em Regime Especial de Direito Administrativo (REDA), no período de 90 dias. As 52 vagas são distribuídas para técnico em laboratório, técnico em enfermagem e enfermeiro, visando compor equipes estratégicas nas ações de vacinação contra o sarampo e outras atividades.

As inscrições começaram nesta terça (17) e ficam abertas até às 23h59 do domingo (22). O candidato deve acessar o endereço eletrônico www.selecaosmsredasarampo032020.salvador.ba.gov.br/, ler as instruções, preencher o formulário de inscrição completo e pagar o valor de inscrição que é de R$ 20 para as funções de técnico em laboratório e técnico em enfermagem, e de R$ 30 para a função de enfermeiro.

Os requisitos para se candidatar às funções de técnico em laboratório e técnico em enfermagem são curso de nível médio completo com formação técnica na área e registro no respectivo conselho de classe. Na função de enfermeiro é necessário nível superior completo em Enfermagem e registro no conselho de classe.

As vagas são divididas, sendo duas para a função de técnico em laboratório, 30 na função de técnico em enfermagem e 20 para enfermeiro, respeitando o percentual de 5% para candidatos com deficiência e 30% para candidatos negros. A seleção é constituída por avaliação de títulos, única etapa de caráter classificatório.

Os aprovados terão jornada de 40 horas semanais, remuneração que varia entre R$ 1.962,48 e R$ 3.924,98 e, a depender das situações, poderão receber adicional noturno e insalubridade.

0
0
0
s2sdefault
0
0
0
s2sdefault

A inspeção do transporte escolar, que visa garantir a segurança de crianças e adolescentes que fazem uso do serviço em Salvador, continua sendo realizada. O prazo segue até o dia 27 de março e, segundo a Secretaria Municipal de Mobilidade (Semob), mais de 900 veículos passarão pelo serviço de análise na sede da Coordenadoria de Táxi e Transportes Especiais (Cotae), no Vale dos Barris.

O atendimento é realizado de segunda a sexta-feira, das 7h30 às 11h30 e das 13h às 16h30. A vistoria tem o valor de R$ 84,93. Durante a fiscalização, são observados pontos como padronização obrigatória dos veículos (conforme artigo 136 do Código de Trânsito Brasileiro), higiene, estado de conservação, condições de tráfego, controlador de velocidade (tacógrafo) medido pelo Ibametro e regularidade dos equipamentos de segurança, além da câmera de ré.

Condutores que não se submeterem à fiscalização, prevista em lei, pagarão multa de R$ 42,30 e ficarão impedidos de exercer a atividade.

0
0
0
s2sdefault

Sub-categorias

Fale Conosco

O seu canal de comunicação com o nosso site. Caso tenha dúvidas, sugestões ou solicitações de serviços, por favor, mande mensagem que teremos prazer em respondê-la.

Enviando...