Releases

0
0
0
s2sdefault

A Prefeitura promove o Dia D de combate ao Aedes em toda Salvador nesta sexta-feira (30), das 8h às 14h. A estratégia acontece em todo o país e faz parte das ações do projeto “O perigo é para todos. O combate também. Faça sua parte. Com ações simples podemos combater o mosquito”. O objetivo é mobilizar a população no enfrentamento dos focos do inseto que transmite a dengue, a chinkungunya e o zika vírus.

Durante a ação, mais de 1.500 mil agentes de combate às endemias realizarão trabalho de contingência como inspeções em escolas, unidades de saúde, estações do metrô Acesso Norte e Brotas, hospitais públicos e privados, praças, terreiros de candomblés e terrenos que apresentam maior vulnerabilidade para infestação do mosquito. Os profissionais de saúde também prestarão orientações em pontos turísticos da capital, além de palestras educativas em diversas instituições de ensino no município.

O encerramento da semana de mobilização acontecerá na Escola Municipal Dalva Matos, na Rua Aterro do Joanes, s/n, comunidade Prainha do Lobato, às 9h, no bairro do Lobato. O local foi escolhido devido ao estado de risco constatado no último Levantamento Rápido do Índice de Infestação por Aedes aegypti (LIRAa) na região do Subúrbio Ferroviário.

Na ocasião, os alunos da instituição e população local poderão assistir gratuitamente a apresentação teatral “Entrevista com o mosquito”, que abordará de forma dinâmica a prevenção e controle do vetor. Na mesma comunidade, haverá uma exposição de estandes e um abraço coletivo em volta Praça Dalva Matos.

Arboviroses – Apesar da redução do indicador, Salvador permanece em estado de alerta para ocorrência de uma epidemia de dengue, zika vírus e chikungunya. De janeiro a outubro, a capital baiana registrou 1.310 casos prováveis de dengue, sendo 41 confirmados. Foram notificados ainda, 82 casos de chikungunya e 75 de zika, com confirmação de 11 e 18 casos, respectivamente.

0
0
0
s2sdefault
0
0
0
s2sdefault

Difundir e ampliar a informação sobre sustentabilidade na sociedade, utilizando arte e atividades lúdicas como principais ferramentas para inspirar cidadãos a enxergarem e desenvolverem ideias, estratégias e atitudes ecologicamente corretas, economicamente viáveis, socialmente justas e culturalmente diversas. Essa é a proposta da Virada Sustentável Salvador, que segue até domingo (2) com atividades gratuitas, como palestras, feiras, oficinas de arte, música, teatro, entre outras, distribuídas em diversos pontos da capital baiana.

Nesta quinta-feira (29), o Espaço Cultural da Barroquinha foi palco da solenidade de abertura do evento, onde gestores de entidades públicas e privadas se reuniram para apresentar à plateia um painel com temas sobre “Inovação e Sustentabilidade”. Estiveram presentes a líder da área de Reciclagem & Plataforma Wecycle da Braskem, Fabiana Quiroga; o coordenador de Arteducação do Projeto Axé, Marcos Cândido Carvalho; além do titular da Secretaria Cidade Sustentável e Inovação (Secis), André Fraga; e do coordenador do Escritório de Projetos do PNUD em Salvador, Frederico Lacerda.

Fraga destacou os projetos que a Secis tem executado para fomentar o desenvolvimento sustentável em Salvador. Dentre eles está o lançamento de editais de inovação para startups desenvolverem soluções nas áreas de mobilidade, educação, saneamento e resíduos. “A Prefeitura tem buscado soluções sustentáveis, mas sempre tentando fazer isso em conjunto. Sozinhos não vamos conseguir resolver os grandes problemas da cidade. Esse é o grande legado da Virada, essa conexão com o setor público, sociedade civil e iniciativa privada, todo mundo junto pensando em como trazer melhorias”, disse o titular da Secis.

Com o conceito de que sustentabilidade e inovação podem acelerar a transformação de uma economia circular, quando se reaproveita resíduos num novo processo produtivo, Fabiana Quiroga ressaltou como a Braskem, como uma indústria petroquímica, tem se posicionado sobre o tema. “Nossas ações vão da criação de novos produtos como também nos resíduos que hoje estão, infelizmente, sendo dispostos de forma inadequada e que acabam nos mares”.

Ela destacou o portfólio de produtos sustentáveis que a empresa dispõe, como produção do polietileno verde, de resina proveniente da reciclagem de sacarias e big bags usados e de materiais reaproveitados de Pontos de Entrega Voluntária (PEVs). A companhia também faz um trabalho com cooperativas de catadores a fim de dar qualidade e rendimento aos trabalhadores.

Interação – “Qualquer processo que se pense sustentável deve contar com interação de forças, que é a sociedade civil, poder público e empresa privada”. É isso que acredita o coordenador de Arteducação do Projeto Axé, Marcos Cândido Carvalho, um dos palestrantes da abertura da Virada Sustentável Salvador.

Cândido explanou que o Projeto Axé, através parcerias, produz uma linha de produtos sustentáveis com reutilização de fardamentos de empresas como, por exemplo, mochilas confeccionadas a partir dos uniformes descartados. O novo acessório é entregue a estudantes de escolas públicas de Camaçari. Em números, contou ele, 10 mil crianças são beneficiadas anualmente, e 60 mil mochilas já foram feitas em seis anos de projeto.

“Traz efeito direto ao meio ambiente, já que mais de 150 mil fardas seriam incineradas, provocando poluição. O Projeto Axé também realiza ação de formação continuada a jovens e adolescentes, na área de artes visuais, e de mulheres, na área de criação e de desenvolvimento de produtos sustentáveis", acrescentou.

Festival – A Virada Sustentável Salvador é o maior festival de mobilização, cultura e educação para sustentabilidade da América Latina. Até domingo, os soteropolitanos terão acesso gratuito a mais de 150 atividades, em mais de 35 espaços, da Cidade Alta à Cidade Baixa.

Nesta sexta (30), a partir das 8h30, haverá Sarau Cultural Comunidade Empreende, no Parque da Cidade. O local ainda receberá exposições fotográficas, apresentações de fanfarra, de dança e música, entre outras atividades. A programação completa está no site da Virada Sustentável. O evento é de realização do movimento Salvador Meu Amor, tem patrocínio da Braskem e apoio da Prefeitura, através da Secis. A programação completa pode ser vista no site do evento.

0
0
0
s2sdefault
0
0
0
s2sdefault

Treze escolas em Salvador já foram notificadas dentro da Operação Volta às Aulas, promovida pela Secretaria Municipal de Ordem Pública (Semop), por meio da Diretoria de Ações de Proteção e Defesa do Consumidor (Codecon). Desde a terça-feira última (27), 14 estabelecimentos foram vistoriados em bairros como Pituba, Caminho das Árvores, Itaigara, Costa Azul, Pituaçu, Patamares, Paralela, Imbuí e Cabula. A intenção é coibir possíveis abusos praticados pelos estabelecimentos de ensino e violações aos direitos dos consumidores tendo em vista o início do ano letivo.

Durante a operação, que prossegue até esta sexta-feira (30), é solicitada a planilha de custos para aferir eventuais reajustes da mensalidade e a lista de material escolar de todas as séries para o ano letivo de 2019. Caso a instituição não apresente os documentos no ato, é dado um prazo de até 30 dias para ser entregue na sede da Codecon, localizada na Rua Chile, 3, Centro.

O diretor da Codecon, Alexandre Lopes, explica como deve funcionar os reajustes nas mensalidades. “A instituição pode acrescentar ao valor da mensalidade os custos correspondentes a gastos previstos para aprimorar o projeto didático-pedagógico, ou para cobrir custos com reformas e aumentos salariais previstos em lei. Porém, todos esses valores deverão estar expressamente comprovados mediante apresentação de planilha de custo, frisando que o reajuste da mensalidade será admitido apenas anualmente, e o consumidor deverá ter acesso a essa planilha, caso deseje”.

Lopes ainda alerta para as possíveis solicitações indevidas na lista dos materiais. “Na lista deve conter apenas itens de uso individual do aluno, o que for necessário para desenvolver o objeto do contrato de prestação de serviços firmados entre o responsável e a instituição de ensino. Não pode ser exigido material de uso administrativo como papel ofício, papel higiênico e material de limpeza”, completa.

"Esta ação tem como objetivo dar mais segurança aos pais nessa época do ano, quando é feita a escolha da escola dos filhos e a compra do material escolar. A Codecon estará presente para assegurar que os direitos dos consumidores estejam sendo respeitados", afirma o secretário da Semop, Marcus Passos.

0
0
0
s2sdefault
0
0
0
s2sdefault

O novo boletim epidemiológico divulgado nesta terça-feira (27), pelo Ministério da Saúde, apontou uma redução de 13% no número de óbitos por Aids em Salvador em quatro anos. Em dezembro de 2012, a taxa de mortalidade pela doença era de 9 por 100 mil habitantes residentes na cidade. Já em 2017, a taxa caiu para 7,8 óbitos, uma queda de 13% no período. A diminuição no número de mortes e melhoria da qualidade de vida do portador de HIV na capital baiana é atribuída à ampliação do acesso aos testes rápidos gratuitos, fato que facilita o diagnóstico da doença e possibilita o início precoce do tratamento na rede SUS.

“Conseguimos praticamente quadruplicar nossa rede de postos estruturados para testagem do HIV de 33, em 2012, para quase 120 postos de saúde espalhados por toda cidade com a oferta do exame atualmente. O fácil acesso ao diagnóstico garante um melhor resultado do tratamento e, consequentemente, aumenta a qualidade de sobrevida do portador”, explicou a coordenadora do Programa de Controle de DST/Aids do município, Helena Lima.

Balanço - Nos últimos sete anos, foram registrados cerca de 4,8 mil novos casos de HIV em Salvador. Desse total, mais de 3,2 mil portadores são do sexo masculino e pouco mais de 1,5 mil são mulheres. Os soropositivos têm acesso ao tratamento integral em três Serviços de Assistência Especializada: Liberdade, São Francisco (Nazaré) e Marymar Novaes (Dendezeiros). Nessas unidades, os pacientes são acompanhados por equipes multidisciplinares formadas por médicos infectologistas, psicólogos, enfermeiros especializados e assistentes sociais, além de receber de forma gratuita todos os medicamentos necessários para o tratamento.

No próximo 1º de dezembro, será lembrado os 30 anos do Dia Mundial de Luta contra a Aids. Durante todo o mês, a Secretaria Municipal da Saúde (SMS) promoverá ações de incentivo ao diagnóstico e prevenção da doença que acomete mais de 718 mil pessoas em todo país.

0
0
0
s2sdefault
0
0
0
s2sdefault

Um dos importantes espaços de lazer e de prática de esporte da cidade, o Dique do Tororó acaba de ganhar novas luminárias, mais modernas e eficientes. A Prefeitura, por meio da Diretoria de Iluminação Pública (Dsip), vinculada à Secretaria Municipal de Ordem Pública (Semop), substituiu 277 lâmpadas metálicas para a tecnologia LED, entre elas viárias e decorativas, que juntas aliam a estética do ambiente à eficiência energética. 

Também foram substituídos os projetores responsáveis pelo destaque dos píeres e orixás para a tecnologia LED, antes de vapor metálico, dando um maior e melhor destaque a esses equipamentos e monumentos. 

Além do Dique, também foi feita a modernização do parque luminoso do seu entorno, a fim de melhorar a iluminação das vias de acesso da região. Em alguns trechos, foi feito o rebaixamento dos circuitos elétricos responsáveis pela energização das luminárias, que estavam aéreos, impactando diretamente na estética do novo cenário. Todo o projeto teve investimento de R$ 800 mil e foi definido a partir de estudos fotométricos. 

“Como um dos principais pontos turísticos da cidade, onde milhares de pessoas frequentam para passear ou praticar atividade física, o Dique do Tororó está sendo contemplado com luminárias das mais modernas do Brasil. E assim como no Dique, a Prefeitura está modernizando a iluminação de diversos bairros da cidade, melhorando com isso a qualidade do serviço e reduzindo os custos de manutenção e consumo”, destaca o diretor de Iluminação Pública, Júnior Magalhães. 

Balanço - Do início de 2013 a 1º de agosto desse ano, mais de 15,5 mil novos pontos de iluminação foram implantados na capital baiana e outros 51,5 mil foram modernizados. Salvador conta hoje com 8,7 mil novos pontos de LED. Para essas melhorias foram investidos pouco mais de R$ 93 milhões.

0
0
0
s2sdefault
0
0
0
s2sdefault

Do Centro Histórico ao Subúrbio, de Itapuã a Cajazeiras, da Cidade Baixa ao Parque da Cidade, a Virada Sustentável irá, de fato, ocupar Salvador. E o parque funcionará como um grande centro aglutinador durante todo o fim de semana (dias 01 e 02), quando irá reunir mais de 30 atividades, com uma programação inteiramente gratuita e para toda a família.

“O Parque da Cidade é um dos principais parceiros da Virada. É um ótimo espaço, bastante arborizado, com reserva de Mata Atlântica e restinga, e tem uma localização central. Então, irá abrigar diversas ações, para todos os públicos, e isso graças à parceria com a Prefeitura de Salvador, que nos cedeu toda estrutura e viabilizou o espaço”, pontuou o condutor do Salvador Meu Amor e coordenador da Virada Sustentável Salvador 2018, Maurício Galvão.

“É muito importante essa conexão entre Poder Público, iniciativa privada e a sociedade civil organizada; todo mundo, de alguma forma, pensando num movimento pela sustentabilidade e conectado com o movimento global, que são os Objetivos de Desenvolvimento Sustentável da ONU. Então, tudo isso mobiliza a sociedade para Salvador avançar nessa agenda e a nossa expectativa é a melhor possível”, endossou o secretário municipal de Cidade Sustentável e Inovação (Secis), André Fraga, que irá participar de uma roda de conversa sobre hortas urbanas e lançar o Guia para Implantação e Gestão de Hortas Escolares e Urbanas, em eventos no próprio parque.

Música, saúde, meio ambiente - O Anfiteatro Dorival Caymmi irá receber os principais shows da Virada, reunindo seis atrações: Larrisa Luz, Pedro Pondé, ÀTTØØXXÁ, Tássia Reis, OQuadro e Zuhri. Aproveitando a área verde do parque, será montado um Espaço Zen Natturalis com atividades de meditação e yoga, aulas de biodança e Tai Chi Chuan, doação de Reiki, oficina de tambor reciclado, roda de conversa sobre alimentação ayurvédica e Círculo Feminino de Cura – Sagrado Feminino. Também haverá uma roda de capoeira com Mestre Balão (CTE – Capoeiragem), em homenagem a Mestre Moa do Katendê.

Apostando na promoção do desenvolvimento sustentável por meio da educação ambiental, será montada uma instalação interativa de Meliponicultura - atividade de criação de abelhas sem ferrão -, trabalhando conceitos de biodiversidade, conhecimento tradicional, empreendedorismo e sustentabilidade. A proposta é apresentar o rico universo das abelhas que, para além da produção de mel, são “prestadoras de serviço ambiental” com a polinização, contribuindo para a manutenção dos ecossistemas naturais e agrícolas e, consequentemente, na produção de alimentos – estima-se que 1/3 da alimentação humana dependa, direta ou indiretamente, da polinização por abelhas.

A programação do Laboratório Vivente das Abelhas – Doce SSA inclui oficinas de Meliponicultura com degustação do mel extraído diretamente das colmeias, experiências “ecogastronômicas”, palestras, exposição e teatro de fantoches. “O Projeto Doce SSA busca o viés da sustentabilidade além do ambiente, enxergando o propósito cidadão da arquitetura para todos”, afirmou o idealizador do projeto, George Almeida.

O projeto itinerante Arte Consemente irá aportar por lá com sua “carretinha” itinerante, trazendo apresentações artísticas, espetáculos infantis, contação de estórias, jogos e brincadeiras, e um brechó do desapego. Para a criançada, o espaço Livres Livros irá receber o projeto Infância Livre, com oficinas de Bonecas Abayomi e brinquedos sustentáveis, musicalização infantil com instrumentos reciclados, oficina performática de bolhas de sabão gigantes, dança materna com bebês, roda de conversa sobre nascimento e uma vivência brincante com o Grupo Infância Currupiu.

Opções não irão faltar na Feira da Sé, com arte, gastronomia, moda e artesanato; e no Festival Unifacs de Sustentabilidade, Cultura e Arte (FUSCA), com empreendedores de economia criativa e uma programação que inclui atividades esportivas, exposições, rodas de conversa, atendimento em fisioterapia, apresentações artísticas e de Acroyoga. Também será montada uma tenda, da Fundação Verde Herbert Daniel, com distribuição de mudas e bate-papo sobre hortas urbanas.

O parque ainda irá receber uma ação de ativação da Braskem sobre economia circular, reciclagem e o correto descarte de resíduos, com uma grande máquina onde crianças e adultos são içados para pegar, entre dezenas de bolas, aquelas que representam o plástico, o papel, o metal, o vidro e materiais não recicláveis, com o objetivo de colocá-las no lixo correto em um tempo pré-determinado. “A Braskem apoia a Virada Sustentável desde o primeiro ano. Acreditamos na força do projeto em reunir conteúdo e ações pela cidade, abertas para a população. A Braskem está globalmente comprometida em trabalhar ações que desenvolvam a economia circular e queremos incentivar o olhar do cidadão para pequenas atitudes do dia a dia que podem impactar muito positivamente o desenvolvimento sustentável da cidade", ressaltou a gerente de Marketing Institucional da Braskem, Ana Laura Sivieri.

Já na sexta-feira (30), o auditório do Parque Social será sede do Sarau Comunidade Empreende, com apresentações de balé, capoeira e kickboxing, música, fanfarra e declamação de poesias com integrantes do Programa Comunidade Empreende, do Nordeste de Amaralina. No dia anterior, neste mesmo auditório, acontece o evento de encerramento do 1º Ciclo do Projeto Agente Multiplicador de Educação Ambiental, com apresentação musical e um bate-papo sobre “Salvador Sustentável, a Cidade que Queremos”, com a Secretaria da Cidade Sustentável e Inovação (Secis).

Programação:

- Dia 29: encerramento do 1º Ciclo do Projeto Agente Multiplicador de Educação Ambiental, das 9h às 12h e das 14h às 17h.

- Dia 30: Sarau Comunidade Empreende, das 9h às 12h.

- Dia 1º: shows de Pedro Pondé, Tássia Reis e Zuhri + Feira da Sé, FUSCA, Espaço Zen, Roda de Capoeira em homenagem a Mestre Moa do Katendê, Infância Livre, Arte Consemente, Laboratório Vivente das Abelhas – Doce SSA, distribuição de mudas, palestras, oficinas, atividades esportivas e recreativas. Das 9h às 17h.

- Dia 02: shows de Larissa Luz, ÀTTØØXXÁ e OQuadro + Feira da Sé, FUSCA, Espaço Zen, Roda de Capoeira em homenagem a Mestre Moa do Katendê, Infância Livre, Arte Consemente, Laboratório Vivente das Abelhas – Doce SSA, distribuição de mudas, palestras, oficinas, atividades esportivas e recreativas, das 9h às 17h.

0
0
0
s2sdefault
0
0
0
s2sdefault

O Conselho Municipal dos Direitos da Criança e do Adolescente (CMDCA) de Salvador, órgão vinculado à Secretaria Municipal de Políticas para Mulheres, Infância e Juventude (SPMJ), completa 28 anos na quinta-feira (29). Na próxima sexta-feira (30), a partir das 15h, a rede de proteção aos direitos da criança e adolescente celebrará o aniversário da entidade na Fundação César Montes (Fundacem), na Ladeira do Hospital Geral do Estado (HGE), na Avenida Vasco da Gama.

Promovida pelo CMDCA em conjunto com a Fundacem e com o apoio da SPMJ, a programação da atividade comemorativa conta com a Mesa de Abertura, coordenada pelo presidente do CMDCA de Salvador, Renildo Barbosa, entrega de certificados e palestra de Luciano Betiate, escritor, conferencista, coordenador de seminários sobre Direitos Humanos e temas relacionados à infância e juventude.

Presidente do conselho pela segunda oportunidade, Renildo Barbosa ressalta a necessidade do engajamento de toda a sociedade para a garantia dos direitos das crianças e adolescentes da capital baiana. “Já avançamos ao longo desses quase 30 anos, mas o caminho ainda é muito longo. Continuaremos trabalhando para melhorar o diálogo com a nossa rede de proteção, investir na formação dos nossos conselheiros tutelares, além de apoiar as instituições que pretendem desenvolver projetos sociais, voltados para o nosso público. Tudo isso passa, principalmente, pela conscientização e participação da sociedade civil organizada nesse processo”, afirmou.

Para a secretária municipal de Políticas para Mulheres, Infância e Juventude, Cristina Argiles, as dificuldades enfrentadas pelos que cuidam dos direitos das crianças são contínuas e fazem com que os profissionais tenham que ter criatividade para driblar os entraves. “São 28 anos de luta para a garantia dos direitos das crianças e dos adolescentes. As adversidades são naturais. Por isso, há a necessidade de se reinventar, inovar e reciclar os conselheiros com capacitações. Estamos muito felizes em contribuir de alguma forma com a sociedade”, disse.

Histórico - O conselho foi criado através da Lei nº 4231, de 29 de novembro de 1990, na gestão do então prefeito Fernando José, com as missões de propor ações e de fiscalizar as políticas públicas para a área na capital baiana. É atribuição do CMDCA manter o registro das entidades que atuam com crianças e adolescentes em Salvador, bem como de seus programas e projetos, zelando para que as ações sejam realizadas de acordo com o Estatuto da Criança e do Adolescente (ECA).

Com o tempo, alguns conselhos municipais tornaram-se articuladores políticos dos recursos sociais – públicos e privados – de algumas áreas e tiveram forte influência na definição de políticas públicas, principalmente no âmbito municipal.

Os Conselhos Municipais dos Direitos da Criança e Adolescente, precursores desse movimento “conselhista”, compõem o sistema de garantia de direitos da criança e adolescente estabelecido em vasta legislação nacional encabeçada pela Constituição de 1988, pelo Estatuto da Criança e Adolescente (1990) e pela criação do Conselho Nacional dos Direitos da Criança e do Adolescente – CONANDA – (Lei nº 8.242/91).

0
0
0
s2sdefault
0
0
0
s2sdefault

A Prefeitura publicou, no Diário Oficial do Município (DOM) desta quarta-feira (28), o resumo do Acordo de Cooperação Técnica assinado, na última segunda-feira (26), entre a Secretaria da Cidade Sustentável e Inovação (Secis) e a Associação Baiana de Startups (ABAS). O objeto do convênio estabelece o desenvolvimento, hospedagem e articulação na manutenção de uma plataforma de interação do ecossistema de inovação de Salvador, com o intuito de mapear as iniciativas de pesquisa, desenvolvimento e inovação da cidade.

De acordo com o documento, a nova ferramenta permitirá a interação entre startups, aceleradoras, hubs, coworkings, investidores, centros acadêmicos, poder público e demais atores do ambiente de inovação do município, dando visibilidade às características e atividades das instituições envolvidas, promovendo conexões para negócios e cooperações e permitindo a integração de uma agenda de eventos da cidade relacionados ao tema.

“Aos poucos, estamos avançando na pauta de inovação em Salvador. Parcerias como essa, com a Associação Baiana de Startups, ajudam muito para que, tecnicamente, as ferramentas que servirão para integrar os agentes do ecossistema de inovação local sejam desenvolvidas e utilizadas. Isso é bom para o empreendedor, para o investidor e para a cidade”, destaca André Fraga, titular da Secis.

0
0
0
s2sdefault
0
0
0
s2sdefault

Qual o segredo para uma receita perfeita? Na Bahia, a união dos saberes africanos, indígenas e portugueses deu origem a pratos divinos, passados de geração em geração, como a moqueca, o acarajé, o caruru, o vatapá e o bobó. Alimentos como esses são responsáveis pelo resultado do recente levantamento realizado pela Secretaria Municipal de Cultura e Turismo (Secult), que aponta a gastronomia como um dos cinco motivos de busca e preferência por Salvador para o turismo.

Este ano, a pesquisa que norteia as estratégias de atração para a capital baiana foi realizada nos meses de janeiro, maio e setembro. O primeiro motivo de preferência pela cidade apontado pelos visitantes foi a característica sol e praia, seguida por história e cultura, esportes náuticos, cidade da música e, por fim, gastronomia. Essas opções foram as respostas para o seguinte questionamento: o que te levou a procurar ou ter referência de Salvador?

Para o titular da Secult, Cláudio Tinoco, a citação da gastronomia como um dos atrativos reflete uma característica peculiar da cidade, que é a existência da comida típica. “Os destinos se constituem no mundo exatamente porque têm essa qualidade da comida típica. Aqui nós temos o acarajé e o dendê na base das comidas de origem africana. Essa é uma característica que coloca Salvador em vantagem em relação às demais cidades e os turistas ajudam a propagar essa característica local”, diz.

O presidente da Associação Brasileira de Bares e Restaurantes (Abrasel) Seção Bahia, Luiz Henrique do Amaral, lembra que o turismo de experiência é uma das tendências mundiais e tem a gastronomia como uma das principais atividades. “Temos muito a ofertar nesse quesito. A comida baiana carrega um aspecto cultural muito forte. Tem uma identidade que predomina e sobressai e que você vai encontrar no acarajé e no dendê, por exemplo”, afirma. Segundo ele, no verão desse ano, espera-se um faturamento 10% maior nos bares e restaurantes da cidade que o do verão do ano passado.

Cozinha Raiz – Para estimular o desenvolvimento da culinária local, a Secult lançou recentemente o Desafio Cozinha Raiz e o Selo Gastronômico. Integrante do Salvador 360, eixo Cidade Criativa, o Desafio Cozinha Raiz é uma série exibida pela internet, por meio da qual chefs renomados da culinária de raiz soteropolitana convidam influenciadores digitais com pouco ou nenhum jeito na cozinha para preparar pratos famosos.

A websérie já registrou mais de 1,7 milhão de visualizações. Ao todo, são quatro desafios. O primeiro teve a presença do cantor Márcio Victor (Psirico) e do influenciador Gominho, além do chef Beto Pimentel, do restaurante Paraíso Tropical. O segundo contou com a participação da influenciadora Ju de Paulla, a cantora Ju Moraes e a chef Tereza Paim, do Casa de Tereza.

O quarto terceiro foi feito pelo chef Lucius Gaudenzi, do restaurante Du Chef, e Aline Ramos, junto com o cantor Lincoln Sena, à influenciadora Foquinha. O quarto e último ocorrerá no Restaurante da Preta, na Ilha dos Frades, e os participantes serão Fabio Duarte, Scheila Carvalho e Sheila Mello.

Selo – Na mesma linha, a Secult está certificando com um selo gastronômico estabelecimentos de qualidade que oferecem pratos típicos, mas com o toque criativo dos chefs. Os restaurantes podem se inscrever, enviando mensagem para o e-mail O endereço de e-mail address está sendo protegido de spambots. Você precisa ativar o JavaScript enabled para vê-lo..

É preciso informar o prato participante e enviar foto. Além disso, devem ser acrescentadas todas as informações referentes ao estabelecimento e endereço nas redes sociais. Quem recebe o selo, além de contar com uma certificação, tem o estabelecimento divulgado no portal Cozinha Raiz e nas redes sociais do destino Salvador.

0
0
0
s2sdefault

Sub-categorias

Fale Conosco

O seu canal de comunicação com o nosso site. Caso tenha dúvidas, sugestões ou solicitações de serviços, por favor, mande mensagem que teremos prazer em respondê-la.

Enviando...