Releases

0
0
0
s2sdefault

Mais de 80% dos atendimentos realizados nos módulos assistenciais de saúde do Carnaval entre a noite de ontem (24) e a madrugada de hoje (25) foram de causas clínicas (dores, tonturas e intoxicação alcoólica), segundo balanço divulgado hoje (25) pela Prefeitura. No total, 4.541 ocorrências foram registradas nos circuitos, com predominância de casos na Barra/Ondina.

O módulo Farol da Barra liderou em número de admissões (916), seguido dos da Ademar de Barros (778) e Sabino Silva (586). O Circuito Batatinha, onde a Prefeitura colocou uma programação diversificada em espaços temáticos, como o Palco Multicultural e o Terreiro do Samba, continua registrando o menor percentual de atendimento, correspondendo a 3% do geral.

Houve manutenção da taxa de transferências em 3%, o que corresponde a 128 pacientes que necessitaram de atendimento em unidades de retaguarda, principalmente as da rede pública, como Hospital Geral do Estado (HGE), UPA Brotas e UPA Vale dos Barris.

Fiscalização - As equipes da Secretaria de Desenvolvimento e Urbanismo (Sedur) vistoriaram 33 trios, 27 camarotes e oito marquises, entre as diversas estruturas inspecionadas na segunda-feira (24), penúltimo dia do Carnaval. A operação especial segue até a madrugada da Quarta-feira de Cinzas.

A ação visa checar o cumprimento das normas previstas no ato de licenciamento da atividades. Não houve registro de maiores irregularidades. O órgão também fiscalizou 45 estabelecimentos em relação à atividade comercial, gerando um auto de infração apenas.

O órgão ainda notificou um edifício em relação à manutenção do elevador e manteve as apreensões de armas brancas (duas facas foram encontradas na segunda) e de produtos comercializados ou distribuídos em respeito à legislação que normaliza o patrocínio oficial da folia baiana. Só de bebidas, foram 3.156 unidades apreendidas somente na segunda-feira.

Já a Secretaria de Ordem Pública (Semop) apreendeu, no penúltimo dia de folia, 955 de cerveja nas operações de restrição de marca nos circuitos Dodô e Osmar. Os responsáveis pelos materiais apreendidos só poderão reaver os produtos de quinta-feira (27), na sede da Semop, na Avenida San Martin, mediante pagamento de uma taxa de liberação. No total, foram 1.609 materiais apreendidos (727 no Circuito Dodô e 882 no Osmar), incluindo itens irregulares e de risco.

Armas brancas - Além das duas facas apreendidas pela Sedur, a Semop também recolheu, somente na segunda-feira, 400 armas brancas diversas (espetos, facas, garrafas de vidro). A Guarda Civil Municipal (GCM), por sua vez, já acumulou em todos os dias oficiais da festa a apreensão de 2.365 objetos perfurocortantes, com potencial de arma branca nos dois circuitos. As apreensões resultaram na redução em 40% dos atendimentos por agressões físicas por armas brancas nas unidades de saúde que atendem aos foliões.

Identificação de crianças - Entre as ações preventivas de segurança foi realizada a identificação de 32.755 crianças com pulseirinhas reunindo dados dos responsáveis, facilitando encontrá-los caso os menores venham a se perder na folia.

Transporte - De acordo com Secretaria Municipal de Mobilidade (Semob), 693.070 pessoas foram transportadas pela folia no sistema convencional de ônibus. Já nos veículos do sistema complementar foram transportados cerca de 47.520 passageiros. A linha gratuita Lapa-Calabar, que permite o acesso ao Circuito Dodô, conduziu na quarta noite de operação 129.151 pessoas.

Ontem (24), 19 taxistas foram autuados em casos de recusa de passageiros ou cobrança abusiva. O Elevador Lacerda, que está operando gratuitamente desde as 6h de quinta-feira (20), transportou, na segunda-feira, 35.294 pessoas.

Conexão na folia - Pelo menos 1,7 milhão de foliões usaram, somente na segunda-feira de Carnaval (24), a rede de wi-fi gratuita (Conecta Salvador) disponibilizada pela Prefeitura nos circuitos da folia soteropolitana. Segundo a Companhia Municipal de Governança Eletrônica (Cogel), foram 481.778 envios de fotos em alta resolução e mais de um milhão de acessos às redes sociais, dentre as quais o WhatsApp, com quase 760 mil de acessos.

Ouvidoria - Os foliões também estão ajudando a Prefeitura na apuração da qualidade dos serviços presados. Até a segunda-feira, foram registradas 6.304 demandas, sendo 98,6% referente às equipes de rua e 14% pelo call center (156). Do total de registros, 3.506 foram informações/orientações, 2.087 foram elogios, 341 sugestões, 308 solicitações de serviço e 62 reclamações. Dentre as queixas, estão a cobrança abusiva por taxistas e falta de atrações no Circuito Batatinha (Pelourinho).

0
0
0
s2sdefault
0
0
0
s2sdefault

Quem gosta de estilos musicais variados além da axé-music no Carnaval de Salvador ainda pode conferir a diversidade de atrações que movimentam os espaços instalados pela Prefeitura no Circuito Batatinha (Centro Histórico), neste último dia oficial de folia (25). Na Praça Castro Alves, local do lendário encontro de trios entre as décadas de 1970 e 1990, o palco do Pôr do Sol, que já recebeu nomes como Moraes Moreira, Baby do Brasil e Paulinho Boca, apresenta hoje a banda Armandinho, Dodô e Osmar. 

Com mais de 70 atrações, os espaços viraram um caldeirão de ritmos durante a folia de Momo. "Três das quatro ações da Prefeitura voltadas para o Centro Histórico no Carnaval já se tornaram referência e o mais novo produto veio diversificar ainda mais a nossa folia. O Terreiro do Samba, o Palco Multicultural, os quatro dias do Projeto Pôr do Sol e o Origens dão ainda mais significado ao que o Carnaval de Salvador se destina ser, uma festa democrática e plural", declarou o presidente da Empresa Salvador Turismo (Saltur), Isaac Edington. 

Na Praça das Artes, no Pelourinho, o Palco Multicultural terá nesta terça-feira a Banda de Kara no Reggae, Kainna Tawa, Makonnen Tafari, RBF Rapaziada da Baixa Fria, Kamaphew e Aspiral do Reggae, Flora Matos e DJ Tau. Já o Terreiro do Samba, na Praça da Cruz Caída, quem manda é o ritmo brasileiro mais genuíno. A despedida terá Natália Magno, Samba de Mará, Samba 1000 graus, Davi Dias e Samba de Roda Urbano. 

A novidade este ano foi a criação do Palco Origens, montado no Espaço Cultural da Barroquinha desde a sexta feira (21) e que reuniu nomes da batida eletrônica até o rap baiano, com o objetivo de celebrar a música negra independente. Para fechar com chave de ouro a programação, terá DJ Belle, DJ Bruxa Braba, Império Ragga, Daganja, Paulillo e Bailão da Cbx e DJ Cerqueira. 

Com carreira iniciada há um ano e dois meses, o cantor e rapper DJ Cerqueira, de 27 anos, promete fazer os foliões dançarem ao som de “Lendária” e “Grandeza”. “Vão estar no palco artistas da mesma cena musical. Por isso, me sinto acolhido pelo Origens. Já convoquei todo mundo pelas redes sociais. Espero a presença do amigos, fãs e novos seguidores”, disse o novato.

0
0
0
s2sdefault
0
0
0
s2sdefault

O Carnaval no Palco Origens chega ao fim nesta terça-feira (25) reunindo sete atrações. A estrutura, que fica localizada no Espaço Cultural da Barroquinha, no Centro, receberá artistas independentes a partir das 15h. Farão parte da programação os DJs Belle, Bruxa Braba e Cerqueira, além do Império Ragga, Daganja, Paulilo e Bailão da CBX.

Com uma playlist que se mistura entre o funk, o pagodão, o arrocha e outros ritmos, o DJ Paulilo, conhecido por levar o “primeiro paredão 120% LGBTQI+" para espaços públicos de Salvador, apresentará toda sua ousadia e resistência ao palco. “Vai ser uma verdadeira festa. Eu busco levar representatividade. Nós negros, gays, mulheres existimos e sabemos como nos divertir, como nos relacionar e nos unir. Vai ser uma verdadeira festa do amor e respeito”, afirma.

Conceito - O palco Origens, um cenário musical alternativo e da diversidade dentro do Carnaval, foi criado como uma forma de aproveitar este período, que é tão importante para a cena cultural da capital baiana, como uma plataforma de visibilidade para os artistas negros e alternativos.

O espaço contou com atrações que possuem vertentes musicais ligadas ao rap, reggae, R&B, funk, pagode eletrônico e outros ritmos, a exemplo da cantora Larissa Luz, que apresentou sucessos de sua carreira e releituras de faixas conhecidas nacionalmente e internacionalmente.

O local também já recebeu um duelo de rimas e improvisos musicais que deram voz a temas relevantes como o empoderamento feminino e respeito.

0
0
0
s2sdefault
0
0
0
s2sdefault

Uma das grandes novidades do Carnaval dos Carnavais, o Espaço Mix, localizado no Largo da Mariquita, no Rio Vermelho, encerra as atividades nesta terça-feira (25), pela manha, com Casinha de Brinquedo e Show da Lore, de Lore Improta, animando a programação infantil. A artista levará grandes sucessos para criançada, como a mais nova canção em parceria com Patati e Patatá, “Passa Passa”, além de “Aula de Dancinha” e “Pipoca”. 

A partir das 16h, a mistura de ritmos tomará conta desse espaço tão multicultural. Subirão ao palco a Orquestra Sérgio Benutti, Tabuleiro Musiquim, Madina, Nêssa, Pedro Pondé e O Quadro. “Vou fazer um show autoral como sempre faço, com uma mistura de composições minhas com canções já conhecidas pela galera. Vão ter dançarinos, vai ter DJ, vai ser bafo! Estou muito ansiosa”, declara Nêssa. 

Nos últimos anos a Prefeitura tem intensificado o incentivo à participação das orquestras populares e temáticas na folia carnavalesca. No Rio Vermelho, por exemplo, é o segundo ano consecutivo que os grupos ganham protagonismo nesta programação especial. 

Consagrando o local como um dos mais ecléticos da folia baiana desde o início do funcionamento, na sexta-feira (21), grande nomes já passaram pelo Espaço Mix. Dentre eles estão a Orquestra Fred Dantas, Rumpilezz, Mr. Armeng, Marcio Mello, Diamba, Alexandre Leão, Orquestra Zeca Freitas, Quabales, Bailinho de Quinta, Larissa Luz, Marcia Castro, Orquestra Sanbone, DJ Telefunksoul, Hiran e Maglore.

0
0
0
s2sdefault
0
0
0
s2sdefault

Mais de 2,5 mil profissionais de imprensa estão fazendo a cobertura do Carnaval de Salvador. As imagens e informações sobre a folia baiana estão sendo transmitidas, em tempo real, para o mundo inteiro pela internet e através de emissoras de TV e rádio, além dos veículos de comunicação impressa. Os sites que fazem a cobertura em tempo real são os mais presentes.

Para atender os profissionais, a Prefeitura, como acontece tradicionalmente, montou uma sala de imprensa em pleno Circuito Osmar, com computadores, rede wi-fi e sala para entrevistas coletivas. Este ano, o equipamento homenageia o jornalista baiano José Raimundo, da Rede Bahia/Globo. Os profissionais de imprensa também podem utilizar a rede de wi-fi gratuita (Conecta Salvador) disponibilizada para os foliões e trabalhadores nos circuitos.

Integrante da equipe do portal de notícias UOL, o jornalista paulista Aurélio Nunes foi um dos que utilizaram a estrutura disponibilizada nesta segunda-feira (24). Ele fez a cobertura da passagem da Mudança do Garcia e redigiu a matéria especial na Sala de Imprensa, enviando a informação, minutos depois, para a publicação pelo veículo. "É importante contar com uma estrutura dessa, num local equipado e seguro para fazer a cobertura, principalmente nos dias de hoje em que as notícias exigem uma instantaneidade ainda maior", disse.

Rádios - Já para os profissionais que atuam nas emissoras de rádio contam com praticáveis climatizados e com área para entrevistas com artistas e autoridades. Até ontem (24), 22 emissoras usaram o espaço para transmitir a folia, ao vivo, para mais de 350 municípios baianos. "Ano após ano, esses praticáveis ficam melhor adaptados para o nosso trabalho, facilitando a qualidade da transmissão", declarou o locutor Sandro Almeida, da rádio Recôncavo FM, do município de Santo Antônio de Jesus. Ele já faz a cobertura do Carnaval há 12 anos.

"Ter uma boa estrutura é essencial para a nossa cobertura, ao vivo, que também é feita pelo portal e aplicativo da emissora", afirmou o locutor Tony Santos, da Pombal FM, de Ribeira do Pombal, município situado no semiárido baiano. "A cobertura do Carnaval da capital é a certeza de alta audiência nos municípios onde não há folia", completou. Desde 2002, ele trabalha na transmissão da folia.

Agência - Com balanços e demais informações divulgadas em tempo real, a Secretaria de Comunicação (Secom) da Prefeitura montou uma equipe de 50 profissionais, entre jornalistas, fotógrafos, cinegrafistas, além de profissionais especializados no envio de dados, especialmente para dar suporte às equipes dos diversos veículos que estão atuando na folia. O material da Secom pode ser acessado pelo site agenciadenoticias. salvador. ba. gov. br.

0
0
0
s2sdefault
0
0
0
s2sdefault

A Diretoria Animal de Promoção à Saúde e Proteção Animal (Dipa), órgão vinculado à Secretaria Municipal da Saúde (SMS), segue atendendo as solicitações da população mesmo nos dias oficiais de Carnaval. No último fim de semana (22 e 23), foram seis chamadas de casos de maus tratos, agressividade de animais, recolhimento e bichos em propriedade privada, além de óbito em via pública.

Desse total, duas ocorrências aconteceram nos circuitos Dodô (Barra/Ondina) e Osmar (Centro). As equipes foram solicitadas para fiscalizar espaços onde animais estariam atacando os foliões, que foram atendidos nos módulos assistenciais. As outras atividades foram realizadas nos bairros de Boca do Rio e Pernambués, além da Avenida Luís Viana Filho (Paralela) e Via Regional, nas proximidades do Estádio Manoel Barradas.

As ações têm apoio da Limpurb e Transalvador e evitam chances de graves transtornos à população como acidentes de trânsito e danos ao patrimônio público, bem como à saúde dos próprios bichos. Após a captura, os animais encaminhados para uma área adequada onde recebem alimentação e outros cuidados como vacinas e exames. Se, em 15 dias, um tutor não aparecer, o animal será encaminhado para adoção.

As solicitações podem ser feitas por qualquer cidadão através do Fala Salvador, no telefone 156. O serviço de recolhimento de animais ocorre em regime de plantão 24h.

0
0
0
s2sdefault
0
0
0
s2sdefault

Conhecida pela bandeira em defesa do meio ambiente, a dupla de irmãos Juan e Ravena, que já inovou com o Trio Solar (com som e iluminação sustentáveis), lança na folia de Momo deste ano outra novidade: o Trio Contêiner. O veículo, criado pelos próprios irmãos, em parceria com a empresa Termoverde, foi feito com contêineres marítimos. A dupla se apresenta hoje (24), a partir das 15h, no Circuito Dodô (Barra/Ondina), com apoio da Prefeitura, por meio da Empresa Salvador Turismo (Saltur) e Secretaria Municipal de Sustentabilidade, Inovação e Resiliência (Secis).

O trio, no estilo “pranchão” (mais baixo e perto do público), foi feito a partir da reutilização de um contêiner marítimo de 12 metros. Parte da energia para alimentar o som e a iluminação é captada através de painéis fotovoltaicos e armazenada em baterias estacionárias, diminuindo a utilização de geradores poluentes. A cabine foi projeta para filtrar os resíduos de fumaça.

Além disso, conta com camarins e banheiros para artistas e convidados, e pode ser também ser transformado em um palco fixo de rápida montagem, já que não está preso, mas apenas acoplado ao veículo utilizado como transporte. O trio tem 810 kg e 20 toneladas. Além de fazer o reaproveitamento da água da chuva, a estrutura contém lixeiras de coleta seletiva e caixas de som de madeiras reflorestadas.

“Ele (o trio) utiliza o mesmo conceito de transporte de contêineres, seguindo uma das diretrizes da Organização das Nações Unidas (ONU) de consumo e produção responsáveis. Dessa forma, vamos fazer mais um Carnaval alegre, festejando com o público nas ruas, e também ambientalmente e socialmente responsável. Temos que aproveitar a maior festa do mundo para mandar um recado para o mundo sobre sustentabilidade”, afirma Juan, que é arquiteto por formação e idealizador do projeto.

“O nosso trabalho vem apresentando novas proposta sobre preservação do meio ambiente de forma prática, e não apenas no discurso, pois há anos estamos contribuindo com nossas músicas, capas de CD, ações nas redes sociais, equilibrando os três pilares do desenvolvimento sustentável no projeto: o Econômico, Social e Ambiental”, lembra Ravena, formada em publicidade e criadora do conceito do trio contêiner.

Repertório - Outra novidade é o repertório, que, além de misturar do reggae ao ragga eletrônico, passando pelo forró, MPB e axé, vai homenagear vendedores ambulantes com a música “Geladinho” e abordar temas como igualdades de gênero e redução das desigualdades com a nova música de trabalho “Borboletas”.

0
0
0
s2sdefault
0
0
0
s2sdefault

A folia em Salvador está chegando ao fim, mas ainda dá tempo de aproveitar as diversas atrações que se apresentam nesta terça-feira (25), último dia oficial de festa, nas localidades contempladas com o Carnaval nos Bairros. A programação tem início a partir das 17h e, somente ontem (24), reuniu mais de 480 mil pessoas nos espaços, de acordo com a Secretaria de Articulação Comunitária e Prefeituras-Bairro.

Um dos destaques é o grupo Ganhadeiras de Itapuã que, depois do desfile na Sapucaí, no domingo (23), e da apresentação no bairro onde surgiram, ontem (24), voltam a encantar o público no palco da Liberdade. Também se apresentam no local Frutos Tropicais, Gereba, Sandro Coutto, Lu Costa, Buck Jones e Chaveirinho do Arrocha.

Em Periperi, a atração mais esperada é o cantor Igor Kannário, que voltou a puxar “a maior pipoca do mundo” na segunda-feira, no Circuito Osmar (Centro). Também haverá shows de FitDance, Vitinho, Bigg Samba e Resenha, Isaque Gomes, Afrocidade e Thierry.

Em Plataforma, a diversidade de ritmos envolve o molejo do Motumbá, o pagodão de Hiago Danadinho, a salsa de Jorge Zárath, o forró de Seu Maxixe, o romantismo do Amor Voraz, o reggae do Adão Negro e o axé de Zé Paulo. Já na Boca do Rio, o Àttooxxá abre a programação, que terá ainda Forró do Tico, Carlos Pitta, CBX Samba Clube, Ghetto é Ghetto, Levi Barbosa e Nenho.

A encantada Itapuã será animada por grandes nomes como Targino Gondim, Márcia Castro e Magary Lord, além de Kimimo do Forró, Nenho, Filomena Elétrica e Vitor Kelsh. Em Pau da Lima, tem FitDance, Samba Comunidade, Gang do Samba, Vitinho, Rebeca Tarque, Balada Mix e ZZ Paparazzi.

m Cajazeiras, Danniel Vieira e Duas Medidas são algumas das atrações da programação, que engloba também Moacir Lobo, Cia do Pagode, Pegadeira, Elaine Brasil e O Karrasco. Confira a programação completa no site curtacarnaval. com. br .

 

 

0
0
0
s2sdefault
0
0
0
s2sdefault

A Praça Castro Alves, um dos espaços mais representativos do Carnaval de Salvador, recebe, nesta terça-feira (25), mais uma edição do projeto Pôr do Som, com show de Armandinho, Dodô e Osmar. O show acontece a partir das 17h e promete reunir fãs de todas as gerações de Armandinho, Betinho, Aroldo e André, os Irmãos Macêdo, herdeiros de um dos criadores do trio elétrico, Osmar.

No repertório não vão faltar hits consagrados que marcaram toda uma época, como “Chame Gente”, “Chão da Praça” e “Pombo Correio”. Este ano, a apresentação será ainda mais especial, já que o trio elétrico está completando 70 anos.

“A música trieletrizada é a matriz de todos os estilos que tocamos. Isso tudo começou na década de 1970, com Dodô e Osmar, e nós aperfeiçoamos. Para esse show, nós buscamos trieletrizar músicas dos Beatles, Rolling Stones e outros”, explicou Aroldo.

O artista revelou a emoção de tocar na Castro Alves este ano. “A Castro Alves foi palco de grandes momentos no passado e toda vez que voltamos a tocar nesse lugar tão emblemático estamos escrevendo mais um capítulo dessa história de 70 anos do trio”, finalizou.

0
0
0
s2sdefault

Sub-categorias

Fale Conosco

O seu canal de comunicação com o nosso site. Caso tenha dúvidas, sugestões ou solicitações de serviços, por favor, mande mensagem que teremos prazer em respondê-la.

Enviando...