Releases

0
0
0
s2sdefault

Através de uma parceria entre o poder público, pessoas, e empresas, o programa Verde Perto, desenvolvido pela Secretaria da Cidade Sustentável e Inovação (Secis), estimula a prática da adoção de espaços públicos para a população. Desde o lançamento, em 2013, o programa Verde Perto já possibilitou a realização de 63 adoções, sendo 20 praças, 34 canteiros, sete áreas verdes e dois mobiliários urbanos. Atualmente, estão em vigor a adoção de 28 espaços públicos.

A Praça Santa Luzia, no Uruguai, a Praça Ana Lucia Magalhães, na Pituba, e a Praça 2 de Julho, no Campo Grande, são alguns dos locais cuidados por pessoas e/ou empresas. A intenção é mostrar que, através de uma parceria entre diversos setores da sociedade, é possível cuidar dos espaços públicos. O objetivo é de revitalizar espaços e equipamentos públicos, além de ampliar a cobertura vegetal na cidade, o que melhora o microclima e contribui para uma cidade mais sustentável.

“Quem adota, quer cuidar da melhor maneira possível. A Prefeitura criou o Verde Perto justamente para trazer de volta o sentimento de pertencimento do cidadão por Salvador, assim como reaproximá-lo dos espaços públicos da cidade”, explica o titular da Secis, André Fraga. 

Doações – Normalmente, os adotantes procuram o programa com interesse em adotar alguma área específica. Feitos os trâmites burocráticos, que incluem verificação do domínio da área, análise dos dados do adotante e publicação no Diário Oficial do Município, é dado seguimento ao processo de adoção. 

No entanto, através do Verde Perto, também é possível realizar a doação de equipamentos para serem inseridos nos espaços públicos. Um exemplo desta iniciativa é a parceria estabelecida com a marca de roupas Soul Dila, em maio de 2017, que colaborou na instalação de um totem “Vem me Regar”, implantado no canteiro central da Rua Professor Sabino Silva, no Jardim Apipema. A estrutura de madeira possui regadores de água para incentivar os moradores a preservar as áreas verdes.

Em outubro, a Praça Ana Lúcia Magalhães recebeu a doação de quatro pufes e uma mesa com almofada estofada em tapeçaria de lona. A iniciativa veio de uma pessoa física que quis contribuir com o local doando os equipamentos. 

Procedimento – Podem adotar os espaços públicos os cidadãos comprometidos com a conservação e utilização das áreas públicas e instituições privadas. Através do número de telefone (71) 3611-3803, o interessado pode buscar informações sobre as áreas disponíveis para adoção.

O interessado deve manifestar interesse em adotar o local protocolando uma proposta junto à Secis. A carta proposta será analisada pela secretaria que, em caso do interessado estar habilitado para a execução da proposta, entrará em contato para firmar um termo de adoção.

0
0
0
s2sdefault
0
0
0
s2sdefault

Mesmo com o tempo instável, as praias de Salvador ainda atraem muitos banhistas. Nesta época, principalmente nos dias de muita chuva, o banho de mar é desaconselhado devido ao aumento do risco de contrair doenças como leptospirose e de pele, além do perigo de afogamento. Com os fortes ventos, o mar fica agitado e a situação dificulta os resgates. As ocorrências mais frequentes são registradas nas praias de Jaguaribe e Piatã.

As bandeiras vermelhas colocadas nas praias são o indicativo de perigo. O titular da Coordenadoria de Salvamento Marítimo de Salvador (Salvamar), João Luiz Moraes, recomenda que, ao chegar à praia, o cidadão consulte o salva-vidas. “O profissional sabe exatamente onde estão os pontos nos quais podem ocorrer afogamentos. São anos de experiência – aqui na Salvamar, o mais novo tem 10 anos no cargo”, explica Moraes, que já está há 37 anos na profissão.

Desde janeiro, a Salvamar efetuou 510 resgates de afogamento, sem qualquer morte. A maior parte das vítimas está entre os 19 e 23 anos de idade. O descuido e a imprudência são as principais causas dos incidentes.

Existem 32 postos fixos da Salvamar distribuídos do Jardim de Alah até Ipitanga, cada um deles com dois salva-vidas. Funcionam diariamente das 9h às 17h. Além destes, quatro postos móveis percorrem a região com supervisores para auxiliar os trabalhos e atendimentos.

Dicas de segurança nas praias:

Crianças – É preciso ficar sempre atento aos movimentos das crianças, principalmente em praias muito cheias. Se uma criança desaparecer, peça ajuda imediatamente. Geralmente as crianças seguem para o lado oposto ao sol e aos ventos.

Nadar acompanhado – Quando a pessoa for nadar, o ideal é que vá acompanhada. Desta forma, se algo acontecer, essa companhia é quem vai pedir ajuda imediata.

Dificuldades dentro da água – Em caso de dificuldades dentro da água não hesite em pedir socorro. Faça movimentos com os braços para chamar a atenção das pessoas e/ou socorristas.

Saltos e mergulhos – Jamais faça saltos na água e evite mergulhar de cabeça, principalmente em locais sem salva-vidas e que não são destinados a essa prática.

Instruções dos salva-vidas - O salva-vidas é a pessoa que tem por missão zelar pela segurança dos banhistas. Ele é quem melhor conhece os riscos do local, é quem sabe onde estão as correntes, valas, buracos e bancos de areia. Por isso não deixe de seguir as orientações do profissional.

Ingestão de bebidas alcoólicas – Não entre no mar e nem nade sob o efeito de bebida alcoólica. O álcool causa a diminuição dos seus reflexos e você perde a noção do perigo.

Não se banhar antes de passadas 3 horas das refeições - A digestão de alimentos leva cerca de 3 horas para ocorrer. Durante esse tempo o sangue do corpo flui para os órgãos responsáveis pela digestão, criando certa sonolência. Se a pessoa nesse período resolver entrar no mar, então haverá uma rápida chamada de sangue para as regiões periféricas do corpo a fim de compensar o desequilíbrio de temperatura, causando uma congestão.

Nadar em paralelo à praia - Sempre nadar em paralelo a praia para facilitar a visualização, e para não perder a noção de distância da mesma.

0
0
0
s2sdefault
0
0
0
s2sdefault

A menos de um mês para o encerramento do recadastramento biométrico em Salvador, as quatro unidades da Prefeitura-Bairro que ainda realizam o procedimento na cidade já atenderam 18.374 pessoas. A nova etapa do procedimento, que teve início no dia 5 de março, tem seu encerramento programado para o dia 9 de maio. Nas Prefeituras-Bairro, o recadastramento biométrico é realizado no horário normal de atendimento, das 8h às 17h.

Antes de ir às unidades da Prefeitura-Bairro Subúrbio/Ilhas, Cajazeiras, Pau da Lima e Barra/Pituba, o cidadão que ainda não regularizou sua situação junto à Justiça Eleitoral, deve fazer o agendamento no site do Tribunal Regional Eleitoral (TRE-BA). A agenda é aberta sempre às sextas-feiras, a partir do meio-dia.

Após agendar atendimento, o cidadão deve comparecer ao local, dia e horário indicados pelo sistema, munidos de documento de identificação original com foto e comprovante de residência emitido em até três meses. Os eleitores que sofreram alteração do estado civil, como recém-casados ou divorciados, devem levar também documento comprobatório da nova situação. Além disso, jovens a partir de 18 anos e que vão confeccionar seu primeiro título eleitoral devem apresentar, ainda, a comprovação de que estão em dia com o alistamento militar.

0
0
0
s2sdefault
0
0
0
s2sdefault

Dentro das comemorações pelo aniversário de 469 anos de fundação, Salvador ganha um grande presente através de parceria entre a Prefeitura e a Schin: um show gratuito da cantora Ivete Sangalo, que marcará o retorno profissional após licença-maternidade. A ação acontecerá a partir das 17h30 no próximo dia 29 – exatamente um mês após o aniversário da cidade e em pleno feriadão do Dia do Trabalhador – no Circuito Orlando Tapajós. Isso mesmo: a artista vai se apresentar em um trio elétrico, no trecho entre o Clube Espanhol e o Farol da Barra.

Os detalhes da ação, intitulada “Um presente para Salvador”, foram apresentados em uma coletiva realizada nesta sexta-feira (13), no Palácio Thomé de Souza, no Centro. Estiveram presentes na ocasião o prefeito ACM Neto; o secretário de Cultura e Turismo (Secult), Cláudio Tinoco; o presidente da Empresa Salvador Turismo (Saltur), Isaac Edington; e representantes da Heineken, proprietária da marca Schin.

A festa será totalmente custeada pela marca Schin. A Prefeitura deverá oferecer os serviços essenciais como ordenamento do trânsito e transporte, limpeza e segurança, por meio da Guarda Municipal e com apoio da Polícia Militar. O prefeito agradeceu à cervejaria pelo apoio e ressaltou que a iniciativa já estava sendo negociada há algum tempo com a artista e a empresa para dar esse grande presente à cidade, em um dos cartões-postais mais belos da capital baiana.

“A gente fica muito feliz porque o último show de Ivete antes da licença-maternidade foi no Festival da Virada, e o retorno dela também será aqui em Salvador. Não poderia ter nada mais simbólico para a cantora do que fazer um show aqui, gratuito e em cima do trio elétrico. É uma oportunidade para as pessoas matarem um pouco as saudades que tiveram dela no Carnaval, e também para que os visitantes possam aproveitar a cidade no feriadão”, afirmou ACM Neto.

Para o diretor regional de Vendas da Heineken, Maurício Cafezeiro, o show une o presente para a cidade e uma homenagem a Ivete Sangalo, que é embaixadora da marca Shin há mais de uma década. “Temos uma grande honra em fazer essa festa acontecer”, pontuou.

Através da assessoria, a cantora manifestou a imensa felicidade em retornar às atividades justamente na capital baiana. “Em breve estarei de volta de uma forma muito grandiosa para mim, por tudo que Salvador representa na minha vida. Eu estava com muita saudade do Carnaval, por não ter feito neste ano. Poder estar em um trio elétrico nas ruas não é um presente só para a cidade, é um presente pra mim, literalmente”, relatou Ivete Sangalo.

 

0
0
0
s2sdefault
0
0
0
s2sdefault

Mãe de quatro crianças, a doméstica Lívia Moreno, de 33 anos, mal acreditava na casa completamente reformada. "Estou desempregada e não ia ter condições de fazer isso aqui. Estou muito feliz e só tenho a agradecer à Prefeitura por essa iniciativa", afirmou. 

Lívia e mais 181 famílias da comunidade de Vila Verde, em Mussurunga, foram contempladas com o Morar Melhor, coordenado pela Secretaria Municipal de Infraestrutura e Obras Públicas (Seinfra). A cerimônia de entrega das casas reformadas foi realizada nesta quinta-feira (12), na Rua Raul Seixas, e contou com as presenças do prefeito ACM Neto e do titular da Seinfra, Almir Melo, além de gestores municipais, demais autoridades e população. 

“A casa é um ambiente onde a família constrói a própria história e onde as pessoas fortalecem as relações. O povo pobre passa décadas sonhando em melhorar a própria casa e não têm dinheiro para isso. A partir disso foi idealizado o Morar Melhor, programa que vem sendo copiado em outras cidades do país. O depoimento dos moradores é o que mais emociona, ao relatarem que está sendo realizado um sonho”, afirmou ACM Neto. 

É a primeira vez que a localidade é beneficiada com o programa, que tem o objetivo de realizar intervenções em residências que estejam em situações precárias. A intenção é requalificar e recuperar componentes estéticos da habitação, de forma que possibilite mais conforto e segurança aos moradores. 

Irmão de Lívia, o conferente Juracir Moreno revelou a felicidade dos moradores da região com essa intervenção. "Muitos não acreditaram nesta ação. No entanto, 15 dias depois do término do cadastro, o pessoal chegou para iniciar as obras aqui. Foi tudo muito rápido e, com certeza, uma boa iniciativa para todos", completou. 

Mais novidades – Além do Morar Melhor, a região também terá outras ações a serem realizadas pela administração municipal. Uma delas é a quadra de esportes, prevista para ser inaugurada em breve. Serão implantados uma Unidade de Saúde da Família (USF) e uma creche-escola em tempo integral, assim como foi autorizada pelo prefeito a construção de uma praça completa na Vila Verde, a pedido da comunidade. 

Balanço e funcionamento – Até o fim de 2020, 40 mil residências devem ser reformadas pela administração municipal, com ação coordenada pela Seinfra. Só neste ano, as obras da segunda etapa do Morar Melhor foram autorizadas em nove bairros, beneficiando centenas de famílias em Alto de Coutos, Castelo Branco, Ribeira, Sete de Abril, Boa Vista de São Caetano, Cosme de Farias, Fazenda Coutos III, Arenoso e Itinga.

Com limite de até R$5 mil para cada casa, as intervenções promovidas pelo Morar Melhor são escolhidas pelos próprios moradores. São elas: pintura e reboco, novo telhado, implantação de louças sanitárias (pia e vaso) ou esquadrias (portas e janelas). 

Entre os critérios para a escolha das regiões beneficiadas estão locais com maior número de domicílios com alvenaria sem revestimento; que possuem moradores abaixo da linha de pobreza (renda per capta inferior a R$ 85/mês) e que tenham predominância de mulheres chefes de família. Imóveis em situação de risco cadastrados pela Defesa Civil de Salvador (Codesal), alugados ou de famílias que apresentem renda superior a três salários mínimos não são contemplados.

 

0
0
0
s2sdefault
0
0
0
s2sdefault

A Via Regional foi alvo da Operação Sucata, realizada pela Secretaria Municipal de Ordem Pública (Semop) na manhã desta quinta-feira (12). Dez sucatas de automóveis foram retiradas das proximidades do Estádio Manoel Barradas e a ação contou com o apoio de 20 agentes e dois caminhões munck.

A operação visa cuidar da estética da cidade e, também, garantir mais segurança para a população. “Esse tipo de ação também é realizada para evitar que larvas do mosquito Aedes aegypti se acumulem devido às chuvas. Além disso, ajuda a reduzir os engarrafamentos, já que muitas dessas sucatas são abandonadas em vias públicas”, explica o agente da Semop, Belchior Sadoc.

Os veículos abandonados foram recolhidos e encaminhados para o setor de Guarda de Bens (Segub), sediado na Avenida San Martin. Os proprietários podem fazer a retirada na Segub mediante apresentação de documento com foto, além dos documentos do veículo. O prazo para reivindicar é de 60 dias, com pagamento de multa no valor entre R$ 700 e R$ 1 mil. Caso contrário, o veículo será leiloado.

Balanço – De janeiro a abril deste ano, foram registradas 291 notificações aos proprietários dos veículos abandonados, sendo que 183 sucatas de veículos foram removidas das vias públicas. Por meio do telefone do Fala Salvador 156, foram denunciadas 103 sucatas de veículos. Em 2018, a Semop também realizou a Operação Sucata nas localidades de Sussuarana, Mussurunga, Avenida Afrânio Peixoto (Suburbana), Santa Mônica e Vasco da Gama.

0
0
0
s2sdefault
0
0
0
s2sdefault

A Secretaria Municipal de Reparação (Semur) realiza neste mês nova edição do projeto Cine Itinerante Diversidade Étnico-Racial em Salvador. A iniciativa leva a instituições públicas e privadas, principalmente as premiadas com o Selo da Diversidade Étnico-Racial, uma formação acerca da identificação de comportamentos discriminatórios nas relações cotidianas e no mercado de trabalho.

A primeira empresa alcançada com o projeto neste primeiro semestre é a Kordsa, que opera no ramo de manufatura têxtil e é líder mundial na produção de tecidos dipados, fios de nylon e poliéster de alta tenacidade. O Cine Itinerante vai capacitar, até o próximo dia 19, mais de 400 colaboradores da organização.

A Kordsa dispôs de equipamentos audiovisuais para a realização da atividade. Uma equipe da Semur fica responsável por exibir filmes, vídeos e documentários, além de informar experiências e dados sobre o racismo no mercado de trabalho. A ideia é promover um debate de cada situação apresentada, dialogando com os participantes sobre os mais diversos conceitos referentes à equidade racial e às desigualdades nos ambientes corporativos.

Funcionamento - Com duração de aproximadamente uma hora e meia, as sessões ocorrem nos turnos da manhã e tarde e abarcam colaboradores de todos os níveis e cargos de trabalho. Além de atingir as organizações certificadas pelo Selo Diversidade Étnico-Racial, a formação também está disponível a qualquer empresa que deseje receber o projeto, sem custos.

As abordagens envolvem, de forma criativa e dinâmica, questões como oportunidade e ideologia racial. Só em 2017, o Cine Itinerante capacitou 1,2 mil pessoas. Os interessados podem entrar em contato com a Semur através do telefone (71) 3202-2604 ou 2607.

 

0
0
0
s2sdefault
0
0
0
s2sdefault

A Transalvador multou dois veículos utilizados por sindicatos e entidades ligadas a movimentos de esquerda que fazem uma manifestação na região do Shopping da Bahia. Uma topic e um mini trio foram multados em R$ 5.869,40 cada, de acordo com o artigo 253 do Código de Trânsito Brasileiro (CTB). Por essa norma, usar veículo para, deliberadamente, interromper, restringir ou perturbar a circulação na via é infração de natureza gravíssima, penalizada com multa agravada em 20 vezes, alcançando esse valor.

Para evitar que os motoristas trafegassem pela região da manifestação no Shopping da Bahia, a Transalvador, de forma estratégica, montou barreiras de trânsito no final da Avenida Mario Leal Ferreira (Bonoco), pouco antes do acesso à Rótula do Abacaxi, e também na Avenida ACM, na área do Hiperposto. Agentes do órgão também atuam nesses pontos e na frente do shopping, monitorando a situação. Quando acabar a manifestação, as barreiras serão desmontadas.

0
0
0
s2sdefault
0
0
0
s2sdefault

Somente nos primeiros três meses deste ano, a Empresa de Limpeza Urbana de Salvador (Limpurb) já repôs pouco mais de 330 lixeiras que foram roubadas, quebradas, queimadas ou deterioradas. Em todo o ano de 2017, esse número chegou a, aproximadamente, 2 mil peças. A estimativa é de que a Prefeitura gaste, por ano, R$180 mil para repor lixeiras que foram alvo de vandalismo.

Mensalmente, são repostos, em média, 70 equipamentos do tipo por conta desse crime, provocando uma despesa desnecessária de R$ 15 mil a cada 30 dias. Os casos de destruição ocorrem em toda a cidade, mas com maior incidência na Orla e em seguida no Centro.

O lixo espalhado nas ruas, em consequência dos equipamentos danificados, podem ocasionar sérios problemas para a cidade nesse período de chuvas, que compreende, principalmente, os meses de abril, maio e junho. A sujeira é arrastada para os córregos, causa o entupimento de bueiros e bocas de lobo, provocando alagamentos. 

O presidente da Limpurb, Kaio Moraes ressalta que a limpeza da cidade precisa ser encarada como uma responsabilidade compartilhada, e recomenda aos cidadãos evitar jogar o lixo no chão. “A gestão pública tem se dedicado para oferecer um serviço de qualidade e o cidadão também precisa ser atuante. De forma geral, as pessoas sempre esperam que haja uma lixeira no local no momento que elas precisam utilizar. Nós as disponibilizamos, mas sofremos muito com o vandalismo. Caso o cidadão não encontre a lixeira ao seu lado, deve-se guardar o resíduo pois, com certeza, logo à frente vai achar uma caixa coletora para descartar”, afirma. 

Contêineres – Há alguns anos, os contêineres foram utilizados de maneira irregular pela população, que depositava lixo a qualquer hora do dia, provocando o acúmulo em determinados pontos da cidade. Hoje, esse tipo de equipamento é instalado apenas em locais onde a coleta não ocorre de porta em porta, principalmente pela dificuldade de acesso. Em geral, os moradores devem depositar os resíduos domiciliares em suas portas nos dias e horários de coleta para que os compactadores façam o recolhimento. 

Atualmente há mais de 1.700 contêineres espalhados pela cidade, principalmente próximos a ruas estreitas demais, pontes, escadas e ladeiras muito íngremes, dentre outros. Os equipamentos têm capacidades que variam entre 1m³ e 30m³.

0
0
0
s2sdefault

Sub-categorias

Fale Conosco

O seu canal de comunicação com o nosso site. Caso tenha dúvidas, sugestões ou solicitações de serviços, por favor, mande mensagem que teremos prazer em respondê-la.

Enviando...