Releases

0
0
0
s2sdefault
 

A seleção brasileira entra em campo nesta terça-feira (18), às 21h30, contra a Venezuela pela segunda rodada da fase de grupos da Copa América 2019. Para garantir o ordenamento do tráfego e a facilidade de acesso à Arena Fonte Nova, a Prefeitura de Salvador preparou uma estrutura especial de trânsito e transporte para a região.

A partir das 17h, as avenidas Av. Joana Angélica (entre a Rua do Carro e a Rua Santa Clara - Desterro), Ladeira da Fonte das Pedras, Av. Presidente Costa e Silva, Rua Professora Anfrísia Santiago e Rua Prof. Hugo Baltazar da Silveira (Ladeira da Telebahia - Jardim Baiano) serão interditadas para o tráfego pela Superintendência de Trânsito de Salvador (Transalvador). Somente veículos autorizados terão acesso a esses locais após a interdição.

O trânsito na Avenida Vasco da Gama, no trecho do Dique do Tororó, sentido Bonocô, será completamente bloqueado para o tráfego a partir das 19h, duas horas e meia antes do início do jogo. Todas as vias serão liberadas tão logo as condições de segurança permitirem.

É importante ressaltar que a população deve estar atenta às interdições, que terão início próximo ao horário de pico na cidade. “Como as interdições irão ocorrer muito próximas ao de maior movimento na cidade, é importante que as pessoas que precisam passar por estes locais se antecipem para evitar os bloqueios, especialmente os moradores da região”, alertou o superintendente Fabrizzio Muller.

Barra – Em dias de jogos da seleção brasileira na Copa América 2019, o tráfego de veículos na região da Barra passará por alterações em razão do evento Arena Brahma Nº 1, que acontecerá na região do Farol. As modificações terão início 4h antes da partida, e o tráfego será liberado 1h após o apito final. Nesta terça-feira, a interdição terá início às 17h30, e o tráfego será normalizado por volta de 0h30.

Serão interditados o Largo do Farol da Barra, Av. Oceânica (entre o Largo do Farol da Barra e a Rua Marquês de Caravelas) e Av. Almirante Marques de Leão (entre o Largo do Farol da Barra e a Rua Dias d’Ávila). Os veículos que habitualmente trafegam pelo trecho interditado terão como opção de tráfego, sentido Ondina - Barra, a Rua Marquês de Caravelas, Av. Almirante Marques de Leão, Rua Dias d’Ávila e Rua Afonso Celso. Já no sentido Ladeira da Barra - Ondina, o condutor poderá acessar a Av. Sete de Setembro, Rua Afonso Celso, Rua Miguel Burnier, Largo do Chame - Chame e Av. Centenário.

Transporte – A Secretaria Municipal de Mobilidade (Semob) irá prolongar o atendimento de 15 linhas do sistema até 1h30 da madrugada de quarta-feira (19). Além disso, serão disponibilizados 11 veículos da frota reguladora para as Estações da Lapa, Pirajá, Mussurunga e Acesso Norte. Esses ônibus estarão à disposição da fiscalização a partir das 20h até 1h30. Vale ressaltar, que todas as linhas de ônibus estarão operando normalmente.

Confira as linhas que terão atendimento prolongado:

CÓDIGO LINHA

0216 - Ribeira x Lapa

1604 - Base Naval/Escola de Menores X Lapa

1627 - Alto de Santa Terezinha X Lapa

1606 - Paripe/Baixa dos Sapateiros/Barra x Barroquinha

1225 - Sussuarana x Lapa

1334 - Sete de Abril Lapa

1302 - Vila 2 de Julho/Barra/Trobogy x Lapa

1003 - Aeroporto x Lapa

1333 - Est. Pirajá/Faz. Grande 1 e 2 x Boca da Mata

1343 - Est. Pirajá/Faz Grande 3/2 R1

1366 - Est. Pirajá x Castelo Branco

1041 - Mussurunga 1 x Est. Mussurunga

1042 - Mussurunga 2 (setor L/J) x Est. Mussurunga

1078 - Est. Mussurunga x Stella Maris

1123 - Terminal Acesso Norte/Saboeiro x Est. Imbuí

Expresso Copa América – Além do sistema convencional, já começaram as vendas dos bilhetes para o Expresso Copa América, no Salvador Norte Shopping (Piso L3 – Expansão) e Salvador Shopping (em frente à loja TIM situada no piso L1).

Instituído pela Semob, o serviço de transporte com linhas exclusivas para a Arena Fonte Nova, único estádio do Nordeste a participar do evento, funcionará no mesmo formato da Copa do Mundo de 2014 e do Carnaval de Salvador. Cada bilhete custa R$ 25, sendo R$5 do cartão e R$ 10 de cada trecho, com taxa de estacionamento nos shoppings já inclusa.

O serviço começa quatro horas antes dos jogos e encerra em até duas horas após o fim da partida. As linhas sairão do Salvador Shopping e Salvador Norte Shopping direto para a Arena Fonte Nova. O ponto de embarque e desembarque para as duas linhas estará localizado embaixo do viaduto de Nazaré. A expectativa é transportar 15 mil pessoas durante a competição.

Táxi – Quem optar por ir ao estádio de táxi vai poder contar com os pontos fixos no aeroporto, rodoviária e porto de Salvador e, também, os exclusivos no entorno da Arena, que estão situados no Jardim Baiano (Parte Baixa da Ladeira), na Ladeira dos Galés (ao Longo da Ladeira), Jardim Baiano, em frente ao restaurante A Porteira ( ao longo do Dique) e na Av. Joana Angélica (ao longo do muro do Convento do Desterro). O torcedor que preferir poderá utilizar o aplicativo Táxi Mobi, exclusivo para taxistas de Salvador, que está disponível gratuitamente para celulares do sistema android e IOS.

Mototáxis - Outra opção é utilizar o serviço de mototáxi. São mais de 1,2 mil mototaxistas regulamentados disponíveis nos pontos do Jardim Baiano (parte baixa da ladeira) e Av. Joana Angélica (em frente ao Supermercado Bom Preço).

Mudança de itinerários – Além disso, haverá alterações de itinerário de algumas linhas, devido a interdição da Alça de ligação da Avenida Bonocô, Avenida Presidente Costa e Silva (Dique) e da Ladeira da Fonte das Pedras.

As linhas que circulam por essas vias terão seus itinerários modificados 3 horas antes do início do jogo e retornado o itinerário normal 2 horas após o final do jogo.

As linhas que tem origem na Avenida Mario Leal Ferreira (Bonocô) com destino a Estação da Lapa, via Dique terão como alternativa a Avenida Mario Leal Ferreira (Bonocô), Avenida General Graça Lessa (Vale do Ogunjá), Avenida Vasco da Gama, Rotula do Barris, Estação da Lapa e daí segue seu itinerário normal.

Linhas com origem no Comercio /Túnel Américo Simas, com destino a Estação da Lapa via Dique a alternativa é seguir pelo Túnel Américo Simas, Avenida Presidente Castelo Branco (Avenida Vale de Nazaré), Avenida Mario Leal Ferreira (Bonocô), Avenida General Graça Lessa (Vale do Ogunjá), Avenida Vasco da Gama, Rotula do Barris, Estação da Lapa e daí segue.

Linhas com origem Largo da Sete Portas com destino a Estação da Lapa via Dique deverão seguir pelo Largo da Sete Portas, Avenida Preseidente Castelo Branco (Vale de Nazaré), Mario Leal Ferreira (Bonocô), Avenida General Graça Lessa, (Vale do Ongunjá) , Avenida Vasco da Gama, Rotula do Barris e Estação da Lapa segundo seu trajeto.

As linhas com origem do Bairro de Brotas com destino a Estação da Lapa, seguirão pela Rua Frederico Costa retornando pela parte alta da Ladeira dos Galés e seguindo para a Frederico Costa, Boa Vista de Brotas, Laurindo Regis, Aloisio de Carvalho passando Avenida General Graça Lessa, (Vale do Ongunjá), Avenida Vasco da Gama, Rotula do Barris e Estação da Lapa segundo seu trajeto.

Já as linhas com origem Baixa do Sapateiro com destino a Ladeira da Fonte das Pedras poderão seguir pela Baixa dos Sapateiros, Ladeira da Santana, Travessa Professor Antônio Borja, passando pela |Rua Santa Clara do |Desterro, Avenida Joana Angélica, Avenida Castelo Presidente Castelo Branco retornando pela Avenida Castelo Branco e daí segue o trajeto.

 
 
 
0
0
0
s2sdefault
0
0
0
s2sdefault

“Ubuntu”, a filosofia africana que fala sobre união e compartilhamento, nomeia a revista digital produzida pelos alunos do 2º ao 9º ano da Escolab Boca do Rio, que resgata saberes e contribuições dos povos africanos e indígenas. O lançamento do material aconteceu na manhã desta segunda-feira (17), no auditório da instituição, localizada na Rua Abelardo Andrade de Carvalho, 72, e contou com a presença dos alunos, professores, pais e responsáveis. O link de acesso ao arquivo PDF da revista está disponível nas redes sociais da instituição, no facebook (Escolab Boca do Rio) e instagram (@escolabbocadorio).

A abertura do evento contou com a presença do coletivo Pé Descalço e do grupo Boiada Multicor, através de apresentações multiculturais como poesias, dança folclórica, como o bumba meu boi, e ritmos musicais como samba-reggae, xote e baião, levando ludicidade e cultura aos presentes.

Para um dos organizadores da revista, o coordenador pedagógico e vice-diretor da instituição, Ari Xavier, a revista é uma forma de se comunicar com outras escolas e com a sociedade. "Resgatar essa ancestralidade que nos constitui, mas que nem sempre temos o conhecimento suficiente para compreender, é muito importante. Precisamos entender o que nos trouxe até aqui e o que nos constitui enquanto povo e sociedade. A revista é um registro. Nosso intuito é compartilhar para além dos nossos muros. Que esse conteúdo seja acessado por todas as escolas e cidadãos. Estamos jogando esse trabalho para o mundo", declara.

Enquanto enxugava as lágrimas após a apresentação do seu filho Haniel de Jesus do 8° ano, a dona de casa Rita Maria de Jesus, 46 anos, falou da importância do trabalho realizado pela escola. "Ver o meu filho desenvolvendo seus conhecimentos é muito gratificante. Aqui ele pode integrar os estudos com a arte e a tecnologia e isso é muito importante para a educação dos alunos. O trabalho realizado pela Escolab contribui demais para a formação desses alunos que são o nosso futuro", afirma.

"Ter uma revista que eu pude participar da criação é muito legal. Eu posso mostrar a várias pessoas um pouco do que aprendo em sala. Me sinto muito feliz em poder me ver nesse trabalho", conta Haniel. "Os alunos produzirem uma revista que trata de nossas heranças é muito necessário. É a chance de formarmos cidadãos conscientes. E é justamente nisso que a instituição investe", afirma a dona de casa Jéssica Conceição, 37, mãe de Joseane Conceição, aluna do 6° ano.

Essa revista, mais do que inaugurar um instrumento científico de socialização de saberes e de conhecimento, também institucionaliza e formaliza esse lugar de fala dentro da instituição, jogando isso para o mundo", reforça o diretor da Escolab, Miguel Dourado.

O projeto – A culminância deste produto final, a revista, é fruto do projeto pedagógico realizado desde o início do ano letivo, que tem como tema “A leitura do mundo e a leitura da palavra, pela superação da hierarquia dos saberes”, com foco na leitura e escrita a partir do reconhecimento, estudo e valorização do legado filosófico, científico e artístico proveniente das heranças africanas e indígenas.

0
0
0
s2sdefault
0
0
0
s2sdefault

Para impulsionar ainda mais uma das principais vocações econômicas da cidade – o turismo – a capital baiana ganha um investimento de R$800 mil para a continuidade das realizações de promoção turística e de captação de eventos nacionais e internacionais, inclusive para o Centro de Convenções de Salvador. O convênio estabelecido entre Prefeitura e a Associação Brasileira da Indústria de Hotéis (ABIH-BA) e a Salvador Destination para as iniciativas foi assinado nesta segunda-feira (17), pelo prefeito ACM Neto e representantes das entidades, em cerimônia realizada no Palácio Thomé de Souza.

De acordo com o prefeito, a renovação da parceria tem o objetivo de continuar aumentando o número de eventos, principalmente do turismo de negócios, em Salvador. As atividades variam entre FAM shows e capacitações para agentes e operadores de viagens, nos principais polos emissores. Além disso, estão previstas rodadas de negócios, captações, participações em feiras e press trips, dentre outras iniciativas. Iniciadas em 2016, as parcerias já apresentam bons resultados: durante todo o ano de 2018, por exemplo, a capital baiana recebeu mais de 9 milhões de turistas, considerando a alta e baixa estações.

“É claro que o grande salto para isso tudo vai ser a entrega da obra do Centro de Convenções, que vai dar outra perspectiva ao turismo da cidade. No entanto, não podemos ficar de braços cruzados. Por isso, estão sendo assinados esses convênios, permitindo que estas instituições possam se mobilizar, rodar o Brasil e o exterior, para trazer grandes eventos para a cidade”, destacou ACM Neto.

Cenário e números – O secretário de Cultura e Turismo (Secult), Cláudio Tinoco, lembrou que as primeiras ações promovidas em parceria com o setor privado tiveram como intuito alavancar o cenário que Salvador apresentava em 2016, de um destino turístico requalificado e que poderia se tornar novamente um grande atrativo, antes mesmo da definição da ampliação do aeroporto e da construção do Centro de Convenções. “Fazer essa ação com a iniciativa privada é fundamental, não apenas pela competência das entidades em trabalhar com diversas frentes, mas pela necessidade também de trabalhar com a hotelaria, no intuito de fortalecer esse setor tão importante como o turismo”, pontuou.

Para o presidente da ABIH-BA, Glicério Lemos, esse é um trabalho considerado magnífico, justamente para mostrar como está a capital baiana com a requalificação urbana. “A ABIH está desenvolvendo road shows e FAM shows com agentes de viagens e operadores em todo o país, capacitações, hospitalities e rodadas de negócios, para que eles conheçam ‘in loco’ a cidade, dando o reposicionamento e a confiança que o vendedor precisa. Em 2015, fechamos a taxa de ocupação em 48%. Já em 2018, a taxa foi de 63% - um crescimento de mais de 22%”, afirmou Lemos.

Por sua vez, o presidente da Salvador Destination, Roberto Duran, afirmou que a entidade identificou 2,6 mil entidades que fazem congressos no Brasil, sendo que 600 desses eventos têm possibilidade de vir ou voltar para Salvador. “A Prefeitura tem sido fundamental para complementar essas ações que vem sendo feitas há três anos. Desde o ano passado, as iniciativas também têm sido voltadas a eventos de grande porte, com a construção do Centro de Convenções. Esperamos que a gestão continue a ter sensibilidade com este segmento econômico, que é de maior importância para a cidade e que, muitas vezes, os políticos não enxergam essa importância para a geração de emprego e renda”, apontou.

0
0
0
s2sdefault
0
0
0
s2sdefault

Quaresmeiras, ipês, pau-brasil e pau-ferro. Essas foram as espécies das 45 árvores da Mata Atlântica plantadas neste fim de semana, ao longo do canteiro central do Imbuí, por cerca de 30 moradores do bairro. A ação faz parte da Operação Plantio Chuva realizada pela Secretaria Municipal de Sustentabilidade, Inovação e Resiliência (Secis), que já plantou na cidade desde abril mais de mil árvores.

Para Tânia Fachinette, moradora do Imbuí há 12 anos, esse tipo de ação é necessária para se viver em um ambiente mais saudável. "O homem usufrui da natureza, mas não sabe repor o que ela nos oferece. Precisamos plantar para que as futuras gerações sejam pessoas mais saudáveis e conscientes".

Segundo o secretário da Secis, André Fraga, o engajamento do cidadão no processo de tonar a cidade mais verde é fundamental. "Quanto mais envolvido o cidadão estiver com as ações que transformam para melhor a sua rua ou o bairro onde mora, mais a cidade e quem vive nela ganham. No caso do plantio de árvores é assim. Plantamos para aumentar a cobertura vegetal nos centros urbanos e deixá-la com mais sombras e menos poluição, além de mais bonita", completa. A Operação Plantio Chuva vai até o mês de julho, com a perspectiva de, segundo a Secis, plantar cerca de 2,5 mil árvores em mais de 60 áreas da cidade.

0
0
0
s2sdefault
0
0
0
s2sdefault

Os preparativos para as festas juninas envolvem a busca por produtos frescos e baratos da época. Alimentos como milho, laranja, amendoim e aipim decoram as mesas e são utilizados na produção de pratos tradicionais, a exemplo de canjica e bolos diversos. Para atender à demanda, os mercados municipais de Salvador vão manter o funcionamento durante toda a semana, com horário diferenciado apenas aos domingos e feriados.

No Centro de Abastecimento Itapuã (Nacs), os preços dos produtos típicos variam entre R$ 5 e R$ 15. Chama atenção o valor do licor, que está entre R$ 12 e R$ 15 o litro, preços abaixo dos que são praticados em outros locais. O litro de amendoim custa, em média, R$ 5. E, na compra de três litros, o cliente só paga R$ 10; a dúzia da laranja custa R$ 5; o quilo do aipim, R$ 6, e da carimã entre R$ 5 e R$ 6; já a unidade do coco varia entre R$ 2 e R$ 5, enquanto a do milho custa R$ 1.

Recém-inaugurado, o Mercado Municipal do Jardim Cruzeiro também tem preços bastante atrativos. A unidade do milho custa R$ 0,70; o coco custa R$ 2, o aipim está saindo por R$ 2 o quilo, o amendoim, por R$ 5 o quilo e o licor de 1 litro por R$ 20, com sabores variados como jenipapo, tamarindo, passas, cupuaçu, cajá e maracujá.

Funcionamento – Situado na Avenida Dorival Caymmi, ao lado da agência do INSS, o Nacs Itapuã funciona de segunda a sábado, das 6h às 18h, e domingos e feriados, das 7h às 14h. O local dispõe de cerca de 300 permissionários e possui estacionamento com 100 vagas.

Já o Mercado do Jardim Cruzeiro, está localizado na Rua Rezende Costa, próximo à antiga feirinha do bairro que foi transferida para o novo espaço. O horário de funcionamento é de segunda a sábado, das 7h às 18h, e domingos e feriados, das 7h às 14h.

Outros mercados municipais que também comercializam produtos juninos, a exemplo da unidade de Periperi, localizado na Rua Ambrósio Calmon; da Liberdade, na Rua Gonçalo Coelho; Dois de Julho, no largo homônimo; Cajazeiras, na Rua Juscelino Kubitschek, próximo à sede do 4º Subgrupamento do Corpo de Bombeiros e Itapuã, na Rua Genebaldo Figueiredo, atrás da 12ª Delegacia de Polícia do bairro.

O horário de funcionamento do Mercado de Periperi é de segunda a sábado, das 6h às 18h, e domingos e feriados, das 6h às 12h. O Mercado da Liberdade funciona de segunda a sábado, das 7h às 17h e não abre aos domingos e feriados. Os Mercado Dois de Julho e Cajazeiras funcionam de segunda a sábado, das 7h às 18h, e domingos e feriados, das 7h às 14h. Já o Mercado de Itapuã, fecha um pouco mais tarde, o funcionamento vai de segunda a sábado, das 6h às 20h, e domingos e feriados, das 9h às 14h.

0
0
0
s2sdefault
0
0
0
s2sdefault

Salvador registrou 68.828 empregos formais criados de 2017 até abril deste ano. Os dados são do Cadastro Geral de Empregados e Desempregados (Caged). O setor de Serviços liderou a criação de trabalhos com carteira assinada, com aproximadamente 52.984 vagas geradas, seguido pelo segmento de Comércio, que somou 9.830 postos.

O segmento de Serviços Industriais de Utilidade Pública contabilizou 2.548, à frente da área de Administração Pública (1.695), Indústria de Transformação (1.308), Construção Civil (341), Extrativismo Mineral (68) e Agropecuária, Extrativismo Vegetal, Caça e Pesca (54).

O titular da Secretaria Municipal de Desenvolvimento e Urbanismo (Sedur), Sérgio Guanabara, comemorou o resultado e ressaltou que os números positivos estão, muito em parte, associados aos investimentos e ações aplicadas pela Prefeitura para impulsionar a economia da cidade nos últimos anos. Entre as iniciativas, destaca-se o macroprograma Salvador 360.

“O Salvador 360 foi criado em 2017 com o objetivo de gerar emprego e trazer desenvolvimento econômico e social para a cidade. Nesses dois anos, as ações do programa vêm cumprindo sua função e já apresentam resultados exitosos que têm transformado a realidade da capital baiana”, afirmou Guanabara.

0
0
0
s2sdefault
0
0
0
s2sdefault

O tempo ajudou e a educadora Eliana Alves, 50 anos, não teve dificuldade em chegar ao colégio designado para realizar as provas do concurso público municipal. Além dela, o certame reuniu quase 100 mil candidatos neste domingo (16), todos em busca do sonho de se tornar funcionário público e ter uma carreira estabilizada. “Sempre quis ser professora. Hoje exerço a profissão, mas não tenho a segurança da manutenção de meu emprego por conta da instabilidade em que o país se encontra. Então, tenho muita fé nesta prova, que acredito ter realizado bem”, afirmou Eliana.  

O prefeito ACM Neto disse que a realização do concurso público é mais uma demonstração da eficiência administrativa da atual gestão. “Enquanto os Estados e Prefeituras de todo o país estão demitindo e congelando vagas, nós, em Salvador, remamos contra a maré, oferecendo mais oportunidades de emprego”, afirmou. 

O processo seletivo, organizado pela Fundação Getúlio Vargas (FGV), sob a coordenação da Secretaria Municipal de Gestão (Semge), aconteceu em dois turnos e horários. A coordenação do concurso esteve disponível desde ‪as 7h, na Faculdade Área I – ‪Avenida Luiz Viana, Imbuí, para esclarecer as dúvidas da imprensa. O índice de abstenção foi maior durante a manhã: 12,6% de faltantes, contra 9,99% no período da tarde. 

Mobilidade – Para garantir que os candidatos conseguissem chegar a tempo no local das provas, a Prefeitura montou um esquema de trânsito e transporte, com atenção especial aos principais corredores de tráfego, evitando congestionamentos. Além disso, houve acompanhamento do trânsito em tempo real, através do Núcleo de Operação Assistida (NOA), por meio de câmeras de monitoramento. 

A Secretaria Municipal de Mobilidade (Semob) reforçou as 30 linhas que circulam nos principais corredores da cidade para atender à demanda dos candidatos. Todas as linhas do sistema de transporte de Salvador operaram normalmente. 

Para quem está concorrendo à vaga de professor e de outros cargos de nível superior, o exame foi realizado das 8h ‪às 13h, com questões objetivas e discursivas. Para os cargos de nível médio ou técnico, as provas com questões de múltipla escolha ocorreram em dois horários: 8h ‪às 12h e ‪15h30 ‪às 19h, dependendo do cargo escolhido.  

Concurso – O certame para a Prefeitura de Salvador foi dividido em três editais. O primeiro deles, para professor, com 150 vagas imediatas. O segundo edital é para os cargos de Guarda Civil Municipal, Agente de Trânsito, Agente de Fiscalização, Fiscal de Serviços Municipais e Agente de Salvamento Aquático (salva-vidas). 

Por fim, o terceiro edital é destinado para médico, assistente social, psicólogo, engenheiro civil, engenheiro eletricista, engenheiro/arquiteto e – pela primeira vez na administração municipal, os cargos de gestor público, médico perito, médico do trabalho, técnico de enfermagem do trabalho e técnico em segurança do trabalho. Os novos postos vão representar um investimento de R$ 23,3 milhões para reforçar as áreas estratégicas e prioritárias da Prefeitura.

 

0
0
0
s2sdefault
0
0
0
s2sdefault

Os encontros, brincadeiras, atividades físicas e até aquele costumeiro “baba” em Santa Cruz ganharam um espaço adequado, totalmente construído pela Prefeitura em um local vizinho a outro importante atrativo de lazer de Salvador: o Parque da Cidade. Com bastante festa, a entrega oficial da praça da Rua Nova República foi feita neste sábado (15), pelo prefeito ACM Neto, acompanhado do vice-prefeito e secretário de Infraestrutura e Obras Públicas (Seinfra), Bruno Reis, demais autoridades e moradores. 

A importância da área de convivência e lazer para a comunidade foi destacada pelo prefeito, que ainda fez questão de salientar que a construção e recuperação de praças é um dos principais compromissos da gestão. “Se formos para a orla do Rio Vermelho ou qualquer espaço público em outros bairros, o padrão de qualidade é o mesmo. Não tem essa de fazer obras diferentes em bairros ricos e populares. Apenas um pedido a vocês: que ajudem a Prefeitura a conservar este espaço e que curtam esta área de lazer”, afirmou ACM Neto. 

O gestor ainda relembrou outras ações municipais que estão sendo feitas na região, a exemplo da requalificação do canal do Vale das Pedrinhas, com obras a serem concluídas em três meses, e a implantação do BRT (Bus Rapid Transit), que atenderá também à população da localidade. “Eu garanto que 90% dos moradores da região não têm carro e dependem do transporte público. Quando a Prefeitura pediu o licenciamento ambiental para as obras do BRT, o governo estadual negou. Recorremos à Justiça e o governo foi obrigado a dar a licença. Agora, o governo, por sua vez, prometeu esta praça e não cumpriu. E a Prefeitura fez a praça e a quadra”, relatou o prefeito. 

Estrutura – Com 1.304 m² de área construída, a praça tem espaço infantil com vários brinquedos, academias de saúde e musculação, bancos modulares com tecnologia antivandalismo, espaço de jogos, pergolado e rampa de acessibilidade. O local recebeu nova pavimentação e teve a quadra poliesportiva totalmente recuperada. 

Para maior conforto e segurança dos moradores, a Companhia de Desenvolvimento Urbano de Salvador (Desal) também projetou para o local aspectos relacionados ao paisagismo, comunicação visual e implantou iluminação em LED. Desde janeiro, a Prefeitura já entregou 39 praças construídas ou reformadas, ultrapassando 400 unidades em toda a gestão.

0
0
0
s2sdefault
0
0
0
s2sdefault

Os 39 mil servidores ativos, aposentados e pensionistas da Prefeitura de Salvador terão 100% dos salários antecipados para a próxima quarta-feira (19), véspera do feriadão que compreende as comemorações de Corpos Christi (20) e São João (23). O anúncio foi feito pelo prefeito ACM Neto em suas redes sociais.

A medida, que já foi adotada pela gestão municipal em outros anos, tem como objetivo incrementar a economia local para uma das mais tradicionais festas da Bahia. O pagamento estava previsto, inicialmente, para acontecer no dia 28, último dia útil deste mês.

0
0
0
s2sdefault

Sub-categorias

Fale Conosco

O seu canal de comunicação com o nosso site. Caso tenha dúvidas, sugestões ou solicitações de serviços, por favor, mande mensagem que teremos prazer em respondê-la.

Enviando...