Releases

0
0
0
s2sdefault

A Secretaria Municipal da Educação (Smed), através da Diretoria de Infraestrutura (Dire), e a Companhia Elétrica da Bahia (Coelba) assinaram um Termo de Cooperação Técnica para a instalação de placas solares em três unidades de ensino da rede municipal. As unidades de ensino contempladas são os Centros Municipais de Educação Infantil (CMEIs) Angelina Rocha de Assis e Mário Altenfelder, ambos no Lobato, e Professor Antônio Pithon Pinto, em Fazenda Coutos. 

Ao todo, serão 198 painéis fotovoltaicos com capacidade total de converter a radiação do sol em 130 mil quilowatt-hora (kWh) de eletricidade por ano. A iniciativa resultará em uma economia anual de cerca de R$120 mil aos cofres públicos municipais.  

“Essa cooperação técnica é de grande importância, que vai além da redução de gastos. Estamos tratando de uma energia limpa e renovável. As fontes alternativas de energia são cada vez mais necessárias e estratégicas para o desenvolvimento sustentável e a preservação do meio ambiente. Por outro lado, há também o aspecto pedagógico que pode ser desenvolvido junto aos alunos da rede municipal, que vão desde o contato com essa tecnologia até a conscientização ambiental”, diz o secretário da Smed, Marcelo Oliveira. 

A ação não prevê investimento por parte da Smed – todo o processo será custeado pelo Programa de Eficiência Energética (PEE) da Coelba, regulado pela Agência Nacional de Energia Elétrica (Aneel). A empresa fará a doação dos painéis fotovoltaicos, instalação e manutenção por dois anos. Somados, os investimentos superam R$350 mil. 

“A Coelba, através do Programa de Eficiência Energética (PEE), tem atuado fortemente em ações que englobam, por exemplo, a produção de energia limpa, como a solar e a eólica, e também a substituição de equipamentos que reduzam o consumo, como é o caso da troca de lâmpadas convencionais por LED. Esse é um dos principais valores do grupo Neoenergia, baseados no compromisso com a sustentabilidade e a preservação do meio ambiente. O trabalho com a Smed encontra-se dentro desse contexto e faz parte dos planos da empresa de eficientização de prédios públicos”, afirma o engenheiro do Departamento de Eficiência Energética da empresa, Vitor Peixoto de Souza. 

Economia – O assessor de suporte da Dire, Marcelo Araújo de Oliveira, que acompanha a implementação do projeto, explica que a economia gerada pela captação de energia solar pode ser entre 50% a 90%. “Considerando que uma creche gasta em média R$4 mil por mês, a economia promovida pelo uso das placas pode chegar a R$ 3,6 mil por escola contemplada. Ao longo do ano, essas três unidades somarão economia superior a R$120 mil por ano”, afirma. 

As placas solares são instaladas nos telhados em locais onde possuem pouca ou nenhuma incidência de sombras, proporcionando assim maior eficiência. Os inversores, equipamentos que compõem o sistema fotovoltaico, localizam-se em ambientes ventilados, seguros e com acesso à internet.

0
0
0
s2sdefault
0
0
0
s2sdefault

Com o aumento significativo da procura por atendimentos nas UPAs e elevação da taxa de ocupação dos leitos de UTI, a Prefeitura e o Governo do Estado vão adotar medidas restritivas conjuntas para frear o avanço da pandemia do novo coronavírus. As ações envolvem o fechamento de todas as atividades comerciais consideradas não essenciais a partir das 18h desta sexta-feira (26) até 5h da próxima segunda (1º). 

Os detalhes foram apresentados nesta quinta (25) pelo prefeito Bruno Reis e pelo governador Rui Costa, em coletiva virtual à imprensa. O presidente da União dos Municípios da Bahia (UPB), Eures Ribeiro, também marcou presença na transmissão. Conforme o decreto que será publicado pelo governo estadual, no final de semana só estarão autorizados a funcionar estabelecimentos que prestam serviços relacionados à saúde pública (a exemplo de farmácias) e que comercializam alimentos (mercados e padarias).  

Bruno Reis destacou que a decisão de determinar o fechamento das atividades não essenciais é fruto de diálogo entre estado, município e segmentos comerciais. “Ontem (24), liguei para o governador após conversa com todos os prefeitos da Região Metropolitana. Tive essa iniciativa para mostrar a gravidade do momento que estamos enfrentando. Aqui em Salvador, os números de ocupação das UPAs, nas últimas 24h, superam o dobro do pico da primeira onda. Foram regulados 66 pacientes e há mais 67 aguardando vacância para serem transferidos”, afirmou.  

Funcionamento – A suspensão das atividades não essenciais ocorrerá de forma escalonada para facilitar o escoamento dos trabalhadores e evitar superlotação no transporte público. Sendo assim, o comércio de rua fechará uma hora mais cedo: às 17h. Às 18h, será a vez dos bares e restaurantes interromperem o funcionamento. Já os shoppings e centros comerciais deverão encerrar as operações às 20h. 

Além disso, nenhuma atividade coletiva de esporte poderá ser realizada. Neste final de semana, também estará proibida a comercialização de bebidas alcoólicas em qualquer estabelecimento da cidade, incluindo os mercados. As medidas serão monitoradas por policiais militares, civis, guardas municipais e agentes de fiscalização. 

Esforço – O prefeito e o governador esclareceram que a restrição faz parte de mais uma ação para tentar conter o avanço da Covid-19, diante do atual cenário epidemiológico na capital baiana e em toda a Bahia. Apesar dos esforços para ampliar a quantidade de vagas para tratamento de infectados com a doença, o sistema de saúde baiano, tanto rede pública quanto particular, tem sido pressionado em função do volume de pacientes que necessitam de internação em leitos hospitalares. 

No auge da primeira onda, comparou Bruno Reis, Salvador chegou a contabilizar 64 pacientes regulados ou a regular. “Também conversei com a classe empresarial, como representantes da Câmara de Dirigentes Lojistas (CDL), Federação do Comércio de Bens, Serviços e Turismo do Estado da Bahia (Fecomércio) e da Associação Brasileira de Bares e Restaurantes (Abrasel) para explicar a gravidade da pandemia na cidade e eles entenderam a necessidade de avançarmos nas medidas de isolamento social”, completou o prefeito de Salvador. 

O governador Rui Costa assegurou que, caso os números da Covid-19 continuem piorando, existe a possiblidade de o estado decretar a suspensão total do comércio (o chamado lockdown) ou ampliar ainda mais as medidas de isolamento social. “Isso vai depender do quadro de demanda nas UPAs e hospitais. É preciso conter a contaminação. Não tem como abrir leitos na mesma medida em que a quantidade de contaminados cresce”, enfatizou.  

Ele deu exemplo de potências mundiais como a Alemanha, que mesmo tendo o maior número de leitos de UTI proporcional à população, decretou o lockdown. 

Vacinação – O prefeito reforçou que a campanha de vacinação contra a Covid-19 não será afetada com a restrição das atividades não essenciais na cidade. A imunização foi retomada nesta quinta (25), após a chegada ontem (24) de quase 30 mil doses de Oxford, tendo como público-alvo idosos acima de 80 anos e profissionais de saúde.  

“Estamos na expectativa da chegada de mais doses. Temos protocolos assinados com Pfizer, Oxford e Sinovac. Com a decisão do Supremo Tribunal Federal (STF) e aprovação do projeto de lei que tramita no Senado, que permite que estados e municípios comprem vacinas, podemos adquirir mais doses e facilitar essa relação de aquisição”, destacou Bruno Reis.   

0
0
0
s2sdefault
0
0
0
s2sdefault

Em um mês de funcionamento, mais de 20 mil pessoas já fizeram download do aplicativo Fala Salvador Cidadão. Nesse período, a ferramenta possibilitou 12.747 agendamentos e 851 registros, incluindo sugestões, reclamações, elogios e pedidos de serviços, sendo as mais frequentes sobre iluminação pública (354), poda de árvores (61), coleta de lixo (35), tapa-buracos (31) e limpeza de bueiro (31).

Além desses cinco serviços, o usuário do Fala Salvador Cidadão pode solicitar também a retirada de cadáveres de animais de grande porte da via pública. A disponibilização de serviços foi planejada de acordo com as solicitações mais recorrentes nas Prefeituras-Bairro da cidade. É possível que, futuramente, outros serviços sejam acrescentados para suprir novas demandas.

“É um aplicativo que tem duas vertentes: os agendamentos para atendimento nas Prefeituras-Bairro e a parte de solicitação de serviços. Com relação à solicitação de agendamentos, a ferramenta é um sucesso e tem dado um retorno interessante. Consequentemente, essa utilização está começando a refletir na solicitação dos serviços”, conta a coordenadora de Atendimento e gestora do app, Flávia Ribeiro.

Ela ressalta que a maioria das pessoas ainda tem a necessidade de ligar ou fazer o contato presencial, mas que a adesão ao uso de ferramentas tecnológicas para resolver demandas do dia a dia está começando a crescer. “A gente vê essa adesão ao aplicativo como positiva, pois desafoga os demais canais, principalmente, nesse momento em que é necessário manter o distanciamento social. A tendência é que a utilização cresça e que o cidadão perceba a praticidade e eficácia que ela proporciona”.

Funcionamento – Utilizar o app Fala Salvador Cidadão é fácil e ele está disponível para o sistema Android e iOS (iPhone). Após o download, o usuário precisa apenas fazer o login, caso já tenha se cadastrado no site ou demais canais de atendimento. Quem ainda não tem cadastro, pode fazer o procedimento no próprio aplicativo. Depois disso, o acesso é liberado.

As demandas registradas pela população são encaminhadas imediatamente para os órgãos responsáveis. Uma das vantagens de obter o aplicativo é que as solicitações podem ser feitas através de fotos e do georreferenciamento, agregando mais informações para um atendimento mais ágil. A resolução das solicitações são monitoradas e cobradas pela Ouvidoria-Geral do Município (OGM).

Dados gerais – Do início de janeiro ao dia 23 de fevereiro, os canais de atendimento do Fala Salvador (incluindo o presencial, por telefone, portal e aplicativo) fizeram 171.406 registros, incluindo 110.362 solicitações de serviços, 52.211 pedidos de informação, 1.539 denúncias, 348 sugestões e 110 elogios.

Os três serviços mais solicitados foram relacionados à área da saúde: marcação de consultas e exames, confecção de Cartão do SUS e dispensação de medicamentos (12.073). Os outros serviços mais procurados foram a inclusão no Cadastro Único do Governo Federal para a obtenção de benefícios (10.871), a fiscalização de poluição sonora (7.736), solicitação de reparo da iluminação pública (6.423) e a pesquisa de emprego por meio do Serviço Municipal de Intermediação de Mão-de-Obra – Simm (6.031).

 

Para denúncias, pedidos, sugestões e elogios o cidadão pode acessar o Fala Salvador por um dos canais disponíveis. Além do aplicativo, é possível ter acesso por meio do telefone 156, site www. falasalvador. ba. gov. br , presencialmente nas Prefeituras-Bairro (neste período de pandemia, é necessário fazer agendamento prévio) ou pelo e-mail ouvidoria@ salvador. ba. gov. br . 

 

0
0
0
s2sdefault
0
0
0
s2sdefault

A Fundação Cidade Mãe (FCM) está com inscrições abertas até segunda-feira (1º) para dois cursos gratuitos de qualificação profissional com aulas ao vivo. Através de uma parceria com o Serviço Nacional de Aprendizagem Industrial (Senai), serão ofertadas as qualificações de auxiliar de assistente administrativo e auxiliar de recursos humanos. Ao todo serão 100 vagas disponibilizadas, sendo 50 vagas para cada curso.

As aulas vão ocorrer de forma on-line e para participar é preciso ter idade mínima de 16 anos. Para ambas as atividades as aulas serão ofertadas no período vespertino, das 13h às 17h, de segunda a sexta-feira. Os cursos possuem carga horária de 160 horas e a previsão é que as aulas tenham início no dia 8 de abril.

As inscrições também vão ocorrer de forma on-line, através do e-mail inscricaosenai2021 @gmail. com, até o dia 1° de março. É necessário enviar anexo, em formato PDF, a cópia do documento de identidade, CPF, comprovante de residência e comprovante de escolaridade a partir do 9° ano, emitido por escola pública. Além disso, é necessário informar email e telefone para contato. Para interessados com idade inferior a 18 anos é necessário apresentar, ainda, documento de identidade e CPF do responsável. 

 

0
0
0
s2sdefault
0
0
0
s2sdefault

A Prefeitura vai retomar a vacinação de idosos na faixa etária de 80 anos, em Salvador, nesta quinta-feira (25). A medida foi possível devido à chegada de um novo lote com 29.850 doses à capital baiana, nesta quarta-feira (24). Produzidos pela Oxford para prevenção contra o coronavírus, os imunizantes foram encaminhados para armazenamento no Complexo Municipal de Vigilância à Saúde, na Avenida Vasco da Gama.

A vacinação seguirá de forma escalonada. Nesta quinta (25), as doses serão aplicadas para pessoas a partir de 83 anos. Na sexta-feira (26) será a vez dos idosos com idade igual ou acima de 82 anos. Na segunda-feira (1º), serão beneficiados os cidadãos com 81 anos ou mais. Em seguida, na terça-feira (2), será a vez dos idosos a partir dos 80 anos.

Os idosos serão vacinados das 8h às 17h, nos drive-thrus do Parque de Exposições (Paralela), 5ª Centro de Saúde (Barris) e Atacadão Atakarejo de Fazenda Coutos. A imunização também acontecerá nas salas de vacina do 5º Centro, USF Resgate, USF Santa Luzia, USF Federação, USF Plataforma e USF Cajazeiras X.

Vacina Express – O serviço de imunização domiciliar também será retomado nesta quinta-feira (25) com 200 vagas, preferencialmente, para idosos acamados ou com dificuldade de locomoção. Só poderão fazer a solicitação do serviço domiciliar os idosos que estejam nas faixas etárias contempladas e nos dias determinados para cada idade, através do site: vacinaexpress. saude. salvador. ba. gov. br.

Trabalhadores da saúde – Nesta quinta-feira (25), os trabalhadores de saúde também continuarão sendo contemplados com a segunda dose, para completar o esquema vacinal. Os imunizantes estarão disponíveis das 8h às 17h, nos seguintes pontos: USF KM 17 (Itapuã), UBS Péricles Laranjeiras, UBS Castelo Branco, USF Colinas de Periperi, USF San Martin III, CSU Pernambués e no drive-thru do Centro de Convenções (Boca do Rio).

Balanço – Desde o início da campanha de vacinação contra a Covid-19 em Salvador, em 19 de janeiro, 117.358 pessoas receberam as primeiras doses, sendo que 86.693 foram trabalhadores de saúde e os demais, idosos com idades acima de 85 anos. Até o momento, mais de 21 mil pessoas receberam as doses de reforço.

0
0
0
s2sdefault
0
0
0
s2sdefault

Salvador já conta com mais uma estrutura em funcionamento para atender a pacientes infectados pelo novo coronavírus e demais síndromes gripais. O gripário de São Cristóvão foi entregue nesta quinta-feira (25) pelo prefeito Bruno Reis, que visitou as instalações ao lado da vice-prefeita e secretária de Governo (Segov), Ana Paula Matos, e do secretário municipal da Saúde (SMS), Leo Prates,

A estrutura fica localizada no anexo à Unidade de Pronto Atendimento (UPA) Parque São Cristóvão, na Rua Marcos Moreira Solder, e vai complementar a rede temporária de urgência e emergência da cidade.  

O novo gripário funcionará ininterruptamente em regime 24h, inclusive nos finais de semana e feriados. São 12 leitos, sendo dois de suporte avançado à vida, e vão atuar no local 75 profissionais entre médicos, enfermeiros, técnicos e auxiliares.

O prefeito afirmou que, nas ultimas 24h, Salvador viveu o momento mais crítico da pandemia. “Foram necessários regular 66 pacientes para os hospitais de campanha e ainda estão aguardando nas nossas UPAs mais 67 pessoas.  Nem no auge da primeira onda tivemos a quantidade tão grande de pessoas pacientes para serem regulados”.

Ele também acrescentou que o novo gripário de São Cristóvão ajudará a diminuir a pressão sobre as UPAs de Salvador. “Os pacientes serão atendidos aqui até que a gente possa viabilizar a vaga para atendimento definitivo dos hospitais de campanha”. 

Expansão – Com a entrega, a rede municipal de urgência e emergência passa para 412 leitos – um incremento de 23% do total de leitos existentes (335). Além do gripário em São Cristóvão, a Prefeitura mantém outras cinco unidades com o mesmo perfil assistencial, em um total de 77 leitos. As unidades funcionam nas UPAs dos Barris, Paripe, Pirajá/Santo Inácio e Pau Miúdo e, ainda, na Ilha de Bom Jesus dos Passos.

0
0
0
s2sdefault
0
0
0
s2sdefault

A partir das 7h desta quinta-feira (25), mais uma unidade dedicada exclusivamente aos pacientes com síndromes gripais estará disponível para acolhimento da população soteropolitana. A estrutura está localizada anexa à Unidade de Pronto Atendimento (UPA) Parque São Cristóvão, na Rua Marcos Moreira Solder, fim de linha do bairro. Esse é o sexto gripário que estará em funcionamento para complementar a rede temporária de urgência e emergência em Salvador.  

A estrutura funcionará ininterruptamente em regime 24h, inclusive nos finais de semana e feriados. São 12 leitos, sendo dois de suporte avançado à vida, e vão atuar no local 75 profissionais entre médicos, enfermeiros, técnicos e auxiliares.

Com a entrega, a rede municipal de urgência e emergência passa para 412 leitos – um incremento de 23% do total de leitos existentes (335). “O gripário de São Cristóvão chega para minimizar a pressão que a rede de urgência tem recebido nos últimos dias. A Prefeitura deflagrou uma ampliação significativa de leitos para os atendimentos de emergência, com o objetivo de assegurar a assistência de todos os soteropolitanos que precisarem de atendimento em decorrência da Covid-19”, destacou o secretário da SMS, Leo Prates.

Demais unidades – Além do gripário em São Cristóvão, a Prefeitura mantém outras cinco unidades com o mesmo perfil assistencial. Elas funcionam nas UPAs dos Barris, Paripe, Pirajá/Santo Inácio e Pau Miúdo e, ainda, na Ilha de Bom Jesus dos Passos.

0
0
0
s2sdefault
0
0
0
s2sdefault

A vacina é sinônimo de prevenção a longo prazo, não a cura para a Covid-19. Tanto é assim que a primeira a receber a dose do imunizante na Bahia, a enfermeira Maria Angélica de Carvalho Sobrinho, de 53 anos, está internada onde trabalha, no Instituto Couto Maia, com coronavírus. Ela tomou a primeira dose da CoronaVac, em 19 de janeiro, mas não chegou a receber a segunda dose, que deveria ter sido aplicada até 28 dias depois. 

Isso se dá porque tanto a doença como a vacina precisam de tempo para agir no corpo humano. Caso a pessoa, mesmo imunizada parcialmente, se descuide ou esteja bastante exposta a um ambiente com o coronavírus, pode adquirir a doença antes mesmo de tomar a segunda dose do medicamento que, em tese, garantirá seu sossego por meses e talvez anos – desde que mantenha as medidas de distanciamento social, higiene e demais recomendações sanitárias. 

De acordo com a infectologista da Secretaria Municipal de Saúde (SMS), Adielma Nizarala, vacinar não é igual a imunizar. “No caso das vacinas CoronaVac e da Oxford, que são as que estão sendo usadas, a imunização só é considerada após 15 a 20 dias da segunda dose utilizada. Ainda assim, a gente sabe que nenhuma das vacinas que estão no mercado nos traz 100% de possibilidade de não contrair o vírus. O que ela te garante 100% é não ter casos graves. Então, além de você poder pegar, você ainda é um portador para transmissão. Por isso, mesmo quando todas as pessoas estiverem vacinadas, antes que a gente alcance a chamada imunidade de rebanho, vamos precisar manter todas as medidas de precaução”, avisa. 

A imunidade coletiva depende de resposta imunológica individual e comunitária, que só virá após cumprimento da campanha, que ainda não tem previsão de término. Enquanto isso, é preciso manter o distanciamento social, evitar aglomerações, utilizar máscaras em público e higienizar as mãos constantemente, completa a médica. 

Efeitos colaterais – Sobre o temor de reações ao imunizante, Adielma Nizarala assegura que toda vacina, principalmente aquelas feitas por partículas virais, com vírus inativados ou atenuados, tendem a fazer uma repetição da resposta inflamatória. “Você pode ter quadros muito semelhantes ao que o vírus faria, só que não será a doença, será apenas uma resposta. Também não será possível transmitir a doença com esses efeitos colaterais porque, na verdade, você não tem um vírus, você tem uma partícula viral ou um vírus totalmente inativado. Então, aquele estado de febre, dor de cabeça, dor no corpo e mal estar que você sentir em até oito dias após ter tomado a vacina, isso é esperado. Não é nenhum problema de saúde”, tranquiliza.

0
0
0
s2sdefault
0
0
0
s2sdefault

Durante esta semana, 31 semáforos inteligentes começam a operar em uma das vias mais movimentadas de Salvador: a Avenida San Martin, entre o Retiro e o Largo do Tanque. A substituição dos equipamentos existentes pelos mais modernos já começou no trecho. Com essa expansão, a capital baiana vai passar a contar com mais de 180 semáforos desse tipo espalhados pelas principais vias da cidade. 

A tecnologia permite o reconhecimento da demanda de veículos em determinados locais, ajustando o tempo de abertura e fechamento ao tráfego no momento. Com isso, é possível alterar o tempo semafórico, sempre considerando o fluxo de automóveis. Esse monitoramento é feito pelo Núcleo de Operação Assistida (NOA) da Superintendência de Trânsito de Salvador (Transalvador). 

Os semáforos convencionais funcionam seguindo planilhas com horários pré-programados, sem um sistema que permita mudanças em tempo real. Portanto, os semáforos inteligentes estão mais conectados ao dinamismo do trânsito. 

O sistema leva em consideração também a ocorrência de um congestionamento ou movimentação atípica na região, projetando mudanças automáticas. Alguns desses equipamentos terão câmeras que servem unicamente para contabilizar o fluxo da via, ou seja, elas não estão sendo usadas como radares de velocidade.  

“A San Martin é uma avenida de fluxo intenso de veículos, onde registramos alguns pontos de retenção. Acreditamos que a implantação desses equipamentos propiciará a redução dos congestionamentos, já que os semáforos funcionarão de acordo com a demanda da via, em tempo real. Isso resultará numa diminuição do tempo de deslocamento”, explica o superintendente da Transalvador, Marcus Passos. 

Demais locais – Os semáforos inteligentes começaram a ser implantados em Salvador há cerca de três anos. Além da Avenida San Martin, esse tipo de equipamento é encontrado em trechos que vão desde a Praça João Mangabeira, nos Barris, até o supermercado Makro, na Ligação Iguatemi-Paralela (LIP). 

O sistema também está presente em grandes corredores de tráfego como as avenidas Garibaldi, Oceânica e Juracy Magalhães. Desde que foi implementada, a tecnologia tem possibilitado a melhoria da fluidez do trânsito em até 30%.

0
0
0
s2sdefault

Sub-categorias

Fale Conosco

O seu canal de comunicação com o nosso site. Caso tenha dúvidas, sugestões ou solicitações de serviços, por favor, mande mensagem que teremos prazer em respondê-la.

Enviando...