Releases

0
0
0
s2sdefault

 

Donos de cães e gatos da capital baiana podem proteger os animais de estimação contra raiva, a partir desta sexta-feira (4), por meio do sistema drive-thru. A estratégia pioneira no país começou no dia 28 de agosto e acontece nos próximos três fins de semana em Salvador, sempre às sextas, sábados e domingos, das 9h às 16h, na Arena Fonte Nova e na Praça do Sol, no bairro de Periperi. 

Somente na primeira semana de funcionamento da imunização por meio desse modelo, cerca de 5 mil animais foram vacinados nos dois pontos implantados pela Prefeitura. “Escolhemos abrir essa modalidade aos fins de semana para facilitar o acesso das pessoas que por algum motivo tenham dificuldade de levar os animais durante os dias úteis. Tivemos uma boa adesão na primeira semana da estratégia e nossa expectativa é registrar um movimento ainda mais intenso nos próximos dias”, afirmou Danielle Dantas, chefe do Setor de Raiva e veterinária do Centro de Controle Zoonoses (CCZ). 

Para evitar a disseminação da Covid-19, o uso da máscara pelos donos que levarem os bichos para imunização será obrigatória. Os animais também deverão ser transportados com coleira e guia, ou em caixas apropriadas para evitar fugas e acidentes. O ideal é que além do condutor, um acompanhante seja levado no veículo para conter o animal no momento da aplicação da dose. 

“Definimos algumas orientações específicas para evitar incidentes durante a estratégia. Cães de grande porte, por exemplo, deverão ser vacinados fora dos automóveis para segurança do vacinador e do dono do animal. Também orientamos que os responsáveis pelos pets mantenham as janelas dos veículos fechadas para evitar possíveis fugas indesejadas”, completou a veterinária. 

Além dos drives, a ação acontece de segunda a sexta-feira, das 8h às 14h, em mais de 92 postos de saúde espalhados pela cidade. Neste período de campanha, os agentes de combate às endemias percorrerão as ruas dos bairros do município com a aplicação da vacina em pontos volantes de segunda a sexta-feira. Devem ser imunizados animais a partir dos três meses de idade, exceto os que estiverem doentes. O último caso de raiva humana em Salvador foi registrado em 2004.

 

0
0
0
s2sdefault
0
0
0
s2sdefault

A Empresa de Limpeza Urbana de Salvador (Limpurb) coleta, em média, 3 mil toneladas de resíduos domiciliares por dia. Para recolher esse volume, é necessário fazer aproximadamente 375 viagens. Com esta quantidade de resíduos, é comum encontrar materiais perfurocortantes, que colocam em risco a execução do trabalho dos profissionais de limpeza. 

Os objetos perfurocortantes mais comuns encontrados no lixo gerado em ambientes residenciais são vidros quebrados, lâminas de barbear e pregos. Materiais deste tipo devem ser descartados em recipientes com paredes rígidas e resistentes a rupturas, a exemplo de papelão, garrafa pet, ou até em caixa de leite. 

O descarte correto previne acidentes e ajuda na segurança e proteção dos profissionais de limpeza urbana. Além disso, eles são treinados e utilizam EPI’s para evitar acidentes, como luvas e botas com palmilha de aramida resistentes às perfurações. 

Assim como a proteção dos agentes de limpeza, há um trabalho de conscientização da comunidade, onde são realizadas visitas a bairros que possuem históricos de acidentes com agentes de limpeza. Nessas áreas são disponibilizadas informações, através do contato do agente de educação ambiental, em visita porta a porta, sobre formas práticas e seguras para descartar esses resíduos. 

“Não é apenas abordada a forma de descartar corretamente resíduos perfurocortantes, mas também a melhor forma e horário de descarte de todo tipo de resíduo, então isso fazia com que o lixo fosse descartado de forma irregular e gerassem pontos com acúmulo de resíduos sólidos. No ano passado, foram feitas cerca de 1.580 ações do tipo”, destaca Sâmara Moreira, engenheira sanitarista, ambiental e coordenadora de educação comunitária da Limpurb. 

Esse trabalho de conscientização está temporariamente suspenso, por conta da pandemia do coronavírus. Assim como as palestras em escolas municipais, estaduais, privadas e em ONG's. A Limpurb passou a utilizar as redes sociais como ferramenta para continuar fornecendo as orientações para a população sobre esse tema.

 

 

0
0
0
s2sdefault
0
0
0
s2sdefault

 

A Secretaria Municipal de Desenvolvimento e Urbanismo (Sedur) iniciou, nesta quinta-feira (3), as fiscalizações dos clubes sociais, cujo funcionamento foi retomado no dia 1° deste mês, por determinação do prefeito ACM Neto. Neste primeiro dia foram vistoriados dois clubes sociais, para verificar e fiscalizar se os estabelecimentos estavam cumprido as determinações de segurança sanitária, como a higienização e limpeza de ambientes e plataforma e a disponibilização de álcool em gel. Os estabelecimentos vistoriados estavam cumprindo os protocolos. 

“Desde o começo da pandemia estamos com as fiscalizações diárias em todas as áreas da cidade, em três turnos. Ou seja, manhã, tarde e noite. Com a reabertura dos clubes, vamos continuar com o nosso foco, principalmente para averiguar se todos estão seguindo os protocolos.”, afirmou o diretor de Fiscalização da Sedur, Átila Brandão Junior. 

Regras - Os clubes sociais só podem abrir para a realização de práticas esportivas, individuais ou em dupla, com exceção daquelas que exijam contato físico. Aulas também estão liberadas, desde que em áreas abertas, com limite de dez alunos, duração máxima de 50 minutos e respeitando o distanciamento social de 1,5 m. 

A realização de qualquer tipo de evento está proibida nesses espaços, que devem redobrar a atenção com a higiene e limpeza de ambientes e plataformas de contato. Além disso, a temperatura dos colaboradores, prestadores de serviço e frequentadores precisa ser aferida e aqueles com 37,5° ou mais devem ser direcionados para o acompanhamento adequado de saúde. Totens de álcool em gel 70% para devem ser disponibilizados no acesso aos clubes e nos locais de grande movimento. Fica proibido o uso de bebedouros em áreas comuns e cada frequentador deve levar utensílios como copos, garrafas, toalhas e óculos de natação, sem compartilhá-los. 

A prática de esportes de alto rendimento está permitida, desde que sejam obedecidas as medidas de distanciamento mínimo de 1,5 m entre todas as pessoas envolvidas, quando usando máscaras, e de 2 metros, quando não estiverem utilizando o item de segurança, sendo essa última situação exclusiva para atividades aquáticas. 

No caso do uso da piscina, deve ser mantido um distanciamento mínimo de 2 metros entre os alunos na água e em todos os momentos em que estiverem sem máscara. Além disso, cada raia só pode ser utilizada por um aluno, e a higienização de balizas, escadas, corrimões e bordas precisa ser feita constantemente. 

“Os clubes estão liberado parcialmente. Ou seja, apenas para prática de atividades físicas, seguindo os protocolos e regras. Infelizmente esse não é o momento de ‘curtir’ a parte social do clube ou a piscina. A partir deste momento, vamos intensificar mais ainda as fiscalizações para a segurança de toda a população, basta todos seguirem as orientações, para que a coletividade ganhe e que a gente consiga vencer essa doença.”, destaca o diretor de Fiscalização da Sedur.

 

0
0
0
s2sdefault
0
0
0
s2sdefault

A Avenida ACM ganhou mais uma estrutura para garantir a fluidez de tráfego, com a entrega de um elevado na região do Cidadela.  O equipamento foi inaugurado pelo prefeito ACM Neto nesta quinta-feira (3) e passa a receber veículos provenientes do Itaigara ao Shopping da Bahia. A construção integra o complexo viário Félix Mendonça e é o sexto equipamento entregue pela Prefeitura na primeira etapa do BRT. 

Na prática, já a partir de hoje, os veículos que vierem do Parque da Cidade podem passar por cima da nova estrutura, não havendo mais necessidade de seguir nas marginais da Faculdade Universo e Lar Shopping. Sustentado por 72 vigas pré-moldadas, o elevado tem 2.080 m³ de concreto e 250 toneladas de aço. O investimento foi de R$ 16,2 milhões. 

“Estamos fazendo mais uma entrega importante dentro dessa que é a maior obra viária em execução na nossa capital. A Avenida ACM é uma das mais demandadas da cidade não apenas por quem mora na região, mas pelas milhares de pessoas de bairros distantes que trabalham aqui. Esse elevado já vai melhorar muito o fluxo de veículos, permitindo que a população ganhe mais qualidade de vida com menos tempo no trânsito”, afirmou ACM Neto. 

O prefeito lembrou que o cronograma de conclusão de todo o sistema viário da primeira etapa do BRT está previsto para o final do ano. Com as obras em ritmo acelerado, consequentemente alguns trechos da Avenida ACM têm sido temporariamente comprometidos com congestionamentos. “Peço desculpas e mais paciência aos trabalhadores, moradores da região e a todas as pessoas que passam aqui em função de algumas retenções. Esses transtornos são passageiros até que tudo fique pronto, mas os ganhos serão definitivos”, disse o chefe do Executivo municipal.

Elevados entregues - O novo elevado na região do Cidadela se soma a outro já inaugurado no mesmo local, em março passado, cujo sentido de tráfego é o oposto (Shopping da Bahia para o Itaigara). Além disso, mais quatro estruturas do tipo já foram implantadas na Avenida ACM.   

Em agosto, foi entregue o elevado no sentido Avenida Tancredo Neves, entre o Sam’s Club e a Praça Newton Rique. Em abril, foi a vez do elevado entre a Baviera e o Sam’s Club, com 560 metros de comprimento no sentido Parque da Cidade. Por fim, outros dois viadutos foram inaugurados em dezembro de 2019 nas imediações do Parque da Cidade, beneficiando motoristas que trafegavam na direção do Itaigara/Lucaia e vice-versa.   

O sétimo e último elevado da primeira etapa do BRT está em construção. O equipamento terá mão dupla e será específico para a circulação dos ônibus articulados do BRT, tendo extensão da Praça Newton Rique até as proximidades da estação do metrô da rodoviária. 

Características – O projeto total do trecho um do BRT compreende uma extensão de 2,9 km, ligando o Loteamento Cidade Jardim (Parque da Cidade) à região do Shopping da Bahia (Estação de Integração BRT/Metrô). O investimento é de R$ 213 milhões, com recursos oriundos de financiamento junto à Caixa Econômica Federal. Os outros dois trechos - o que vai ligar a Estação da Lapa à região do Parque da Cidade e daí se prolonga até a Pituba - já estão com obras em andamento.  

A implantação do novo modal vai possibilitar a criação de linhas exclusivas para o transporte público, automóveis e bicicletas em corredores de tráfego próprios e segregados que vão reduzir o tempo do soteropolitano no trânsito e melhorar a mobilidade em regiões críticas. As obras são coordenadas pela Secretaria Municipal de Mobilidade (Semob) e executadas pela Secretaria Municipal de Infraestrutura e Obras Públicas (Seinfra). 

"É uma obra importantíssima que vai melhorar a mobilidade da cidade e resolver de vez os alagamentos na Avenida ACM em períodos de chuva. Só para dar um exemplo, o usuário do transporte individual vai sair da Avenida Garibaldi até o Shopping da Bahia sem enfrentar nenhuma sinaleira quando tudo estiver pronto. Fora que haverá a qualificação do serviço de transporte público, pois o BRT trará ônibus com capacidade maior e com ar-condicionado", destacou o titular da Semob, Fábio Mota.

 

 

 

0
0
0
s2sdefault
0
0
0
s2sdefault

Durante a operação Bloqueio Legal, na manhã desta quinta-feira (3), em Pernambués, uma equipe da Guarda Civil Municipal, lotada no Grupamento de Operações Especiais (GOE), foi informada por uma pessoa que seu carro havia sido roubado. De imediato, as equipes seguiram em busca do veículo, que possui GPS, e conseguiram localizá-lo na região do Alto da Boa Vista.

Com a chegada das equipes, os assaltantes abandonaram o veículo. Os guardas recuperaram parte dos pertences da vítima, que trabalha para uma transportadora e, no momento do assalto, fazia entregas.

O veículo foi encaminhado para a Delegacia de Furtos e Roubos de Veículos para registro do crime e adoção das medidas cabíveis.

0
0
0
s2sdefault
0
0
0
s2sdefault

A comunidade do Cabula VI foi beneficiada com o programa Iluminando Nosso Bairro. A localidade ganhou novas luminárias em LED, modernizando todo o sistema de iluminação pública. Ao todo, foram 746 pontos espalhados por 49 logradouros, com o investimento de quase R$1 milhão. O benefício à comunidade foi entregue na noite de ontem (02), em ato simbólito comandado pelo prefeito ACM Neto.

O programa, executado pela Diretoria de Iluminação Pública (Dsip) da Prefeitura, tem o intuito de garantir mais segurança e conforto à população de todos os cantos da cidade. Vale lembrar que a medida também gera economia para os cofres públicos, já que as lâmpadas em LED chegam a ser 50% mais vantajosas em termos de consumo do que as normais.

“O programa abraça uma localidade e muda a iluminação toda, não apenas de uma rua ou outra. Nessa noite aqui no Cabula VI, estamos entregando oficialmente toda a ação do programa. Conseguimos modernizar toda iluminação aqui, contemplando 100% do bairro”, afirmou ACM Neto.

Ele ressaltou que, até final deste ano, 80% das vias de Salvador terão a iluminação em LED. “Hoje, a gente olha Salvador e vê a grandiosidade da iluminação branca em LED. Nossa cidade está bem mais iluminada. Temos muitas entregas para fazer até o final do ano. A Dsip não parou hora nenhuma na pandemia”, destacou o prefeito.

Balanço - Lançado em março de 2019, o Iluminando Nosso Bairro tem levado às localidades, principalmente aquelas com baixo Índice de Desenvolvimento Humano (IDH), a modernização do sistema de iluminação, proporcionando mais qualidade técnica, maior durabilidade e eficiência nos equipamentos instalados, como ressaltou o diretor da Dsip, Júnior Magalhães.

"No ano passado, o programa contemplou 893 logradouros com o total de 5.925 pontos em LED em localidades como Bairro da Paz, Calabar, Liberdade, Pernambués, São Caetano, Valéria e Nova Constituinte. Até o final do primeiro semestre deste ano, já executamos a modernização em 822 logradouros, com a substituição de 8.106 pontos em diversas localidades. Outros 43 bairros estão em fase de implantação", afirmou Júnior Magalhães.

0
0
0
s2sdefault
0
0
0
s2sdefault

Para garantir e preservar os direitos de crianças e adolescentes durante a pandemia, as ações de fiscalização realizadas pelo Conselho Municipal dos Direitos da Criança e do Adolescente do Município de Salvador (CMDCA) nas instituições vinculadas foram intensificadas. A ideia é identificar as necessidades e possíveis ajustes para que os serviços não sejam fechados neste momento importante de assistência e enfrentamento à Covid-19. 

O CMDCA é vinculado à Secretaria Municipal de Políticas para Mulheres, Infância e Juventude (SPMJ), e tem como objetivo formular e fiscalizar as políticas públicas voltadas para atendimento à criança e ao adolescente em Salvador. O conselho é composto por 14 membros, sete da sociedade civil e sete do Executivo municipal. No total, 381 instituições funcionam com registro válido emitido pelo órgão. 

Os serviços de acolhimento institucional, apoio socioeducativo, programa de aprendizagem, suporte contra a exploração sexual e assistência oferecidos pelas instituições registradas contemplam, atualmente, 4.634 crianças e adolescentes. Há ainda a atuação dos 90 conselheiros tutelares distribuídos por Salvador. 

Entre as atribuições do órgão estão o registro e monitoramento de instituições não governamentais que ofertam serviços direcionados a crianças e adolescentes, no que se refere indicadores de qualidade fundamentados nas disposições do Estatuto da Criança e do Adolescente (ECA); o planejamento e execução de Conferências Municipais dos Direitos de Crianças e Adolescente; e execução do processo de escolha, capacitação e fiscalização dos conselheiros tutelares.

Também é de responsabilidade do órgão contribuir e acompanhar a elaboração do Orçamento Público da Criança e do Adolescente (OCA) e do Plano Plurianual (PPA) e analisar propostas de projetos sociais para financiamento oriundo de fontes externas e/ou do Fundo Municipal da Criança e do Adolescente, entre outras ações.

A presidente do CMDCA, Tatyana Paixão, ressaltou a importância do trabalho realizado pelo órgão. “É de extrema relevância e responsabilidade o trabalho que desenvolvemos, para garantir o melhor às crianças e adolescentes de Salvador. Não podemos falhar, porque pode valer uma vida”, afirmou.

 

 

 

 

 

0
0
0
s2sdefault
0
0
0
s2sdefault

O tráfego de veículos na Ladeira da Montanha, no Centro, foi liberado parcialmente desde a madrugada desta quarta-feira (2). A Superintendência de Trânsito de Salvador (Transalvador) retirou os prismas que estavam bloqueando a via, após a limpeza e remoção dos escombros de um casarão que caiu sobre a pista, em meados do mês passado.

Portanto, os motoristas já contam com uma faixa para trafegar na Montanha, que faz ligação do Comércio à Rua Carlos Gomes. Os ônibus também voltaram a circular normalmente pelo local.

Segundo informações da Defesa Civil de Salvador (Codesal), uma faixa da ladeira segue isolada com proteção, devido à continuidade das obras de requalificação dos arcos da Montanha e na Misericórdia.

Desabamento - O desabamento de parte do casarão situado na Ladeira do Pau da Bandeira ocorreu no dia 18 de agosto e os escombros caíram sobre a Ladeira da Montanha.

A ocorrência não causou vítimas, mas, após vistoria realizada pela Codesal, foi constada a possibilidade de ocorrerem outros desabamentos. Após ser notificado, o proprietário providenciou a demolição do imóvel.

"A Prefeitura fez o acompanhamento e a fiscalização de todo o serviço de demolição do casarão até a retirada dos entulhos para que tudo fosse feito com plena segurança", afirmou o diretor geral da Codesal, Sosthenes Macêdo.

0
0
0
s2sdefault
0
0
0
s2sdefault

Após cinco meses de fluxo intenso no número de atendimentos, o Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (Samu) registrou, no mês de agosto, a maior queda de chamadas desde o início da pandemia. Nos três primeiros meses, a contar de março, o aumento de pacientes foi bastante significativo. Em março, foram registrados 11.375 mil atendimentos, em abril o número elevou para 14.047 mil e em maio subiu para 16.166 mil.

A partir de junho, os índices começaram a cair, totalizando 13.048 mil. Em julho, seguiu decrescendo, alcançando 11.021 mil. E em agosto, teve uma redução ainda maior, fechando o mês com 8.511 mil atendimentos. De acordo com o coordenador de Urgência e Emergência de Salvador, o médico Ivan Paiva, antes da pandemia a média de era de 8 mil.

“Com a chegada a doença, logo nos primeiros meses, tivemos um grande crescimento e chegamos a quase o dobro, com 16 mil atendimentos em apenas um mês. Além disso, nossa central 192 registrou um crescimento expressivo no número de chamados para tirar dúvidas e solicitar informações”, afirma.

"Mesmo com a queda em agosto, o número ainda foi acima do que a gente atendia antes da pandemia, mas dentro de uma variação normal. A gente tem feito ainda muitas transferências das UPAS para os leitos de UTI e enfermaria para tratamento da Covid-19, uma atribuição que não era nossa e passou a ser durante a pandemia. Esse é um fator que deve ser levado em consideração quando falamos em aumento do nosso número de pacientes atendidos", acrescenta Paiva.

Mais atribuições - Durante a pandemia, o Samu também montou uma equipe para implantação do Serviço de Verificação de Óbito (SVO), atribuição que não pertencia ao serviço. De acordo com o coordenador, esses profissionais atuam nos domicílios para constatar os casos de mortes em casa.

"Na Bahia, não tinha o SVO e algumas pessoas estavam morrendo em casa e ficando por dias lá com a suspeita de Covid-10. Essa equipe às vezes amanhece o dia trabalhando. Já chegamos a atender 20 casos de óbitos por noite. Hoje, estamos com uma média de 5 ou 6 e muitos desses não são pacientes de coronavírus", explica.

Paiva destaca ainda que muitos pacientes atendidos apresentam sintomas da Covid, como insuficiência respiratória, por exemplo. No entanto, ressalta que a maioria dos atendimentos realizados pelo Samu estão relacionados com outras demandas. "Temos várias outras doenças e um número expressivo de acidentes no trânsito, principalmente com motos".

 

0
0
0
s2sdefault

Sub-categorias

Fale Conosco

O seu canal de comunicação com o nosso site. Caso tenha dúvidas, sugestões ou solicitações de serviços, por favor, mande mensagem que teremos prazer em respondê-la.

Enviando...