Carnaval

0
0
0
s2sdefault

Ao som de clássicas marchinhas de Carnaval como "Balancê" e "Mamãe eu quero", a banda da Guarda Civil Municipal de Salvador levou muita alegria para as crianças e adolescentes que passam a folia na Casa de Acolhimento montado na Escola Teixeira de Freitas, em Nazaré. No local ficam os filhos de ambulantes e catadores de material reciclável que não têm outra maneira para garantir a segurança dos filhos durante a festa.

"Criança, para mim, é uma paixão antiga, então poder trazer para essas crianças que estão aqui, desde quinta-feira, uma banda de respeito, linda e maravilhosa como a banda da Guarda Municipal, é motivo de realização", disse a secretária Municipal de Políticas para Mulheres, Infância e Juventude (SPMJ), Rogéria Santos. A pasta é responsável pelo espaço.

O objetivo da disponibilização das Casas de Acolhimento, disse a secretária, é coibir de fato toda violência contra a criança e o adolescente durante o Carnaval, seja a exploração sexual ou o trabalho infantil. "Se estivessem nos circuitos, estariam sujeitas a esses riscos", salientou. Nas Casa de Acolhimento atuam 18 educadores sociais e equipes com assistentes sociais, psicólogos e pedagogos.

Programação - O bailinho de Carnaval com a banda da GCM ocorre em todas as quatro Casas de Acolhimento. As apresentações já foram realizadas na Escola Municipal Casa da Amizade, no Jardim Apipema, e na Casa de Acolhimento Provisório de Amaralina. Na terça-feira (5), o encerramento será no Colégio Estadual Senhor do Bonfim, nos Barris.

Diariamente, as crianças se dividem entre as oficinas de adereços carnavalescos e diversas outras atividades, como futebol, dança das cadeiras, cinema, totó, passeio de triciclo, karaokê, desenho, cavalinho e basquetebol.

Cada Casa de Acolhimento tem capacidade para 100 crianças e adolescentes por dia. Elas podem ser levadas pelos pais, mediante apresentação de documentação; pelo Conselho Tutelar; ou via abordagens sociais da Secretaria Municipal de Promoção Social e Combate à Pobreza (Semps).

Os espaços também dispõem de dormitórios para a hora do sono e de seis refeições entre lanches, almoço, jantar e ceia. O acolhimento ocorre por 24 horas e a maioria das crianças, filhas de vendedores ambulantes e crianças em situação de vulnerabilidade durante a festa, chegaram aos espaços levadas pelos próprios pais ou responsáveis

0
0
0
s2sdefault
0
0
0
s2sdefault

Três mil atendimentos já foram realizados nos módulos assistenciais montados pela Prefeitura nos circuitos da folia, até a manhã desta segunda-feira (04). Somente ontem (03) foram contabilizados 903 casos, uma redução de 8,9% em comparação ao mesmo dia do ano passado.

Intoxicação alcoólica, dores e cefaléia são as principais causas de atendimento, sendo os postos do Circuito Dodô aqueles que mais receberam demandas. O sexo feminino e jovens de 20 a 29 anos são predominantes quanto ao gênero e faixa etária.

O destaque do domingo ficou por conta da redução significativa de ocorrências relacionadas a agressões, como confirma o secretário municipal de Saúde, Luiz Galvão. “Fechamos mais um dia de resolutividade em nossos postos de saúde. A redução de 14% de cirurgias faciais, de 46% de agressões por arma branca e de 8% de casos de alcoolemia é mais um indicativo de que a grande maioria dos foliões está curtindo mesmo o carnaval de forma tranquila”, comemorou.

Do total dos 3.000 mil atendimentos, 16% foi de assistência a turistas, o que corresponde a 478 pessoas. Em relação aos cinco dias de carnaval de 2018, houve aumento de 25,8% de viajantes atendidos.

Quanto às transferências, 3% do total de pacientes foram removidos para as unidades de retaguarda como HGE (33), UPA Vale dos Barris (17) e UPA Brotas 11), principalmente. Os principais motivos foram avaliação especializada (50), radiológica 13) e tomográfica (10).

Serviço – Os postos do circuito Barra/Ondina (Sabino Silva, Ademar de Barros, Morro do Gato, Farol da Barra e Shopping Barra), do circuito Campo Grande (Piedade, Montanha, TCA e Politeama) e do circuito Batatinha (Terreiro de Jesus) mantém o funcionamento ininterrupto até esta quarta-feira.

0
0
0
s2sdefault
0
0
0
s2sdefault

O Carnaval chega ao quinto dia e os turistas não param de chegar à capital baiana para aproveitar a maior festa de rua planeta. Nesta segunda-feira (4), quase 10 mil turistas desembarcam por mar para brincar em Salvador. Às 12h, o navio MSC Fantasia atracou no Porto de Salvador trazendo 3.952 pessoas. Já a embarcação Seaview, uma das maiores dessa temporada de cruzeiros, tem previsão de aportar na Baía de Todos-os-Santos a partir das 19h, transportando mais 5.210 turistas.

Ao som do refrão do clássico da Axé Music "We are Carnaval, os turistas do MSC Fantasia pisaram em solo baiano. O nanotrio Café Elétrico fez as honras da casa. Mais adiante, prepostos da Secretaria Municipal de Cultura e Turismo (Secult) prestavam toda a assistência e distribuíam informações para os visitantes e foliões.

Para quem desejava saber mais sobre a programação de Carnaval e ainda obter dicas de turismo, funcionários poliglotas da Secult ofertavam guias e manuais com mapas e orientações turísticas. Os turistas foram recepcionados em um estande de informações montado na parte interna do Terminal Náutico, distribuindo materiais de entretenimento e cultura na capital baiana.

De acordo com assessor técnico da Diretoria de Turismo da Secult, Ricardo Nobre, o turismo náutico de Salvador vive um momento muito bom. “Tem sido uma temporada ótima, com um número expressivo de visitantes. Esse público que aporta durante o Carnaval geralmente vem para curtir a festa e explorar os pontos turísticos da nossa cidade. Nosso receptivo, muito bem preparado, passa todas as dicas para a diversão”, salientou.

Verão - Somando com os desembarques do período carnavalesco, Salvador terá recebido 80.206 mil visitantes pelo mar ao longo do Cerão, número que alcançará 165.039 mil pessoas até o fim da alta estação, no dia 21 de abril. A movimentação de turistas na capital baiana tem batido recordes em vários índices relacionados ao segmento A ocupação hoteleira, por exemplo, chegou a 96,3% em média, um resultado considerado excepcional.

O trade turístico comemora o percentual de ocupação nos hotéis da capital. Os maiores índices foram registrados nos estabelecimentos localizados nos circuitos do Carnaval, como Barra, Ondina, Campo Grande e Vitória, onde muitos hotéis têm 100% dos leitos preenchidos até a Quarta-feira de Cinzas.

0
0
0
s2sdefault
0
0
0
s2sdefault

Dona dos sucessos "La raba" e "Que meu ex se lasque", a batida "eletrobalance" de Lincoln e Duas Medidas é uma das grandes atrações do Carnaval nos Bairros, que segue com toda empolgação. O grupo tem show em Periperi, nesta segunda-feira (4).

"Espero encontrar muita alegria, gente disposta a ser feliz, clima de família e boa vizinhança. Não é a primeira vez que tocamos em Periperi. Sempre somos recebidos com carinho e isso é gratificante demais. Sempre chegamos com vontade de dar o nosso melhor", afirmou Lincoln.

Para Lincoln, a realização do Carnaval nos Bairros pela Prefeitura é uma forma de democratização da folia. "Acho que o Carnaval é uma festa plural, que tem espaço para tudo e para todos. É lindo de ver que em cada canto da cidade tem uma festa abrilhantando este grande evento", comentou.

Os fãs de Lincoln e Duas Medidas podem esperar por um repertório recheado de sucessos da carreira do artista, como Paredão das Amigas e canções da atualidade. "Os grandes sucessos são tocados do nosso jeitinho, na batida eletrobalance. Além de muita música autoral, que está na boca da galera", disse.

Outras localidades - Hoje também tem Carnaval em Cajazeiras, Liberdade, Plataforma, Boca do Rio, Itapuã e Pau da Lima, além do Palco do Rock montado em Piatã. Confira a programação completa em www. curtacarnaval. com. br.

0
0
0
s2sdefault
0
0
0
s2sdefault

Um dos trios independentes que mais atraíram público e corações neste Carnaval foi puxado pelas estrelas baianas Carla Cristina, Ana Mametto e Vânia Abreu. Com apoio da Prefeitura, que visa valorizar os artistas locais, o projeto Trio Mulher, como foi batizado, desfilou ontem (03) no Circuito Osmar (Campo Grande) e tem tudo para voltar na folia do ano que vem.

A cantora Carla Cristina disse que o projeto surgiu a partir de um bate papo sobre a importância da união dos artistas da Bahia. “Quando Jonga Cunha - um dos principais nomes do Axé Music - fez o convite a nós três, topamos imediatamente”, contou a artista, conhecida em todo o Brasil pela banda As Meninas, onde ficou de 1997 até 2002.

“Essa é uma grande sacada da Prefeitura. Espero que a cada ano mais artistas baianos sejam valorizados, principalmente aqueles que fizeram história e marcaram gerações”, acrescentou Carla, defendendo o patrocínio para que os artistas desfilem sem cordas.

Mistura - No repertório do trio, grandes clássicos da Axé Music e a MPB na voz doce de Vânia Abreu. Outra atração do trio, Ana Mametto elogiou essa mistura. "Nosso objetivo é proporcionar diversão para as famílias, pois a rua precisa disso", afirmou a artista indicada ao prêmio Braskem de Teatro em 2018, na categoria atriz revelação pela atuação no espetáculo “De um tudo”.

A artista ressaltou a importância da presença feminina no comando dos trios. “Estamos conseguindo espaço e precisamos aproveitar os holofotes para poder nos afirmar ainda mais. E temos que fazer isso de uma forma doce, com leveza, sem agressividade, tirar um pouco desse negócio do homem estar acima da mulher. Temos muito tabu para quebrar”.

Tríade - A terceira baiana do trio é a cantora Vânia Abreu, com 8 discos gravados, produziu também o CD do sambista Riachão, "Mundão de ouro", indicado ao Prêmio da Música Brasileira 2013. Recentemente, inaugurou sua carreira como escritora com a publicação de um livro infantojuvenil.

0
0
0
s2sdefault
0
0
0
s2sdefault

Desde a última quarta-feira (27), quando teve início à Operação Carnaval 2019, a Transalvador já autuou 210 condutores flagrados por dirigir sob efeito do álcool. Somente na noite deste domingo (03), 49 condutores foram autuados por este motivo pelos agentes de trânsito que participavam da operação. Entre quarta-feira e domingo, 1.986 condutores foram abordados pela equipe de Lei Seca, que tem realizado blitzes diárias para inibir o consumo de bebida alcoólica pelos foliões.

“Todos sabem que a combinação de álcool e direção é um dos grandes causadores de acidentes de trânsito. Infelizmente alguns condutores ainda insistem em cometer este tipo de infração, pondo em risco não apenas a própria vida, mas também a vida de outras pessoas que tenham buscado outras formas mais responsáveis e suras de voltar para suas casas”, afirmou Fabrizzio Muller, superintendente da Transalvador.

Somente ontem (03), foram abordados 355 condutores, e 42 habilitações foram recolhidas. Nos cinco dias de operação, já foram emitidos 397 autos de infração, além de 183 CNHs recolhidas e 80 veículos foram removidos ao pátio da autarquia. Os agentes também flagraram dois crimes de trânsito, quando o condutor apresenta nível igual do maior que 0,34mg/L, e é encaminhado a um posto policial para que sejam adotadas as providências legais.

Comparativo – Os números apresentados pela blitz em 2019, apesar de expressivos, ainda podem ser considerados melhores quando comparados ao mesmo período no Carnaval de 2018. Entre a quarta-feira que antecede o Carnaval até o domingo, quinto dia de operação, 1.738 condutores foram abordados e 394 autos de infração foram emitidos – destes, 233 foram para condutores que dirigiam após o consumo de álcool. Além disso, 223 CNHs foram recolhidas e 96 veículos removidos ao pátio.

“Este é nosso objetivo, ver estes números reduzir a cada ano, enquanto a população não somente cria o hábito de não beber quando for dirigir, mas também a consciência de que esta combinação pode causas acidentes graves e colocar em risco a própria vida e de outras pessoas no trânsito”, concluiu Muller.

 

0
0
0
s2sdefault
0
0
0
s2sdefault

Quem curte os temas musicais que fizeram a história do Carnaval de Salvador pode conferir os Irmãos Macedo, no trio elétrico Armandinho, Dodô & Osmar, durante o projeto Pôr do Sol, na Praça Castro Alves. A apresentação acontece nesta segunda-feira (4), a partir das 18h.

No trio, Armandinho, Betinho, Aroldo e André Macêdo resgatarão clássicos carnavalescos. “A Praça Castro Alves é palco de grandes momentos de encontros de trios, onde tem uma história muito bacana. A nossa sonoridade vai trazer para a galera muitas lembranças e grandes projeções para o futuro. Vamos tocar a nossa história. Não é a toa que o mundo escolheu Salvador. Vamos nessa que vai ser muito bacana”, garante André, lembrando o tema da folia em 2019.

Defensor do Carnaval sem cordas, o artista aplaude a iniciativa de democratizar o acesso do público aos diversos artistas. “O trio elétrico nasceu sem cordas. Cordas só dos instrumentos. Essa tradição a gente mantém até hoje. Fico muito feliz e contente por outros trios aderirem esse movimento. Isso é muito bacana, porque o Carnaval de Salvador é feito para o povo. Então, para que corda? A pipoca está com a corda toda. Vamos nessa”, convida.

O repertório dos filhos de Osmar Macedo, um dos criadores do trio elétrico, reúne músicas imortalizadas, como “Pombo Correio”, “Vida Boa”, “Chão da Praça”, “Frevo do Trio Elétrico”, “Viva Dodô & Osmar”, “Zanzibar” e “Chame Gente”.

Também tem música nova na folia deste ano, “Carnaval na Babilônia”, de Aroldo Macedo e Maria Vasco. A canção, com sonoridade marcante dos Irmãos Macedo, traz a história de um rei que baixa uma medida provisória em que todos os seus súditos são liberados para sonhar.

*Programação* – Os shows do Projeto Pôr do Sol começaram no domingo (3), com Baby do Brasil e uma apresentação conjunta de Larissa Luz, Luedji Luna e Xenia França. Nesta terça-feira (5), além de Moraes Moreira, também se apresentam Márcia Short, Elaine Fernandes e Katia Guimma.

0
0
0
s2sdefault
0
0
0
s2sdefault

O Carnaval de Salvador consolidou espaços para os amantes da música eletrônica. Desde a abertura, na quinta-feira (28), até esta terça (5), o Farol da Barra, ponto de partida do Circuito Dodô, conta, por mais um ano, com uma Torre Eletrônica, iniciativa da prefeitura para os foliões que quiserem dar uma esticadinha na festa.

A música eletrônica vem ganhando espaço no Carnaval a cada ano e alcançando um público ainda maior, além da comunidade LGBTQ+, primeiros seguidores do estilo no Carnaval. Além da Torre Eletrônica, o Circuito Dodô tem ainda o Beco das Cores, com apresentação de DJs e um público diversificado.

Segundo o dirigente da Saltur, Isaac Edington, a ideia da Torre Eletrônica veio da vontade do folião que frequenta a Barra de ficar um tempo maior curtindo a rua. "Quando o último trio sai do Farol, nós acionamos a música eletrônica para animar a galera que está por ali. O incrível é que depois de dois anos com o projeto, conseguimos perceber que conquistamos também um público específico, que vai pro local só para aproveitar aquele som. Então, além de manter o público da Barra, que já estava ali, conquistamos uma outra turma".

A programação, que inclui DJs renomados como Bhaskar, Rafael Diefendaler, Rafa Mattei, Liu, Danne, Ralk, Sevenn, Alex Scazuzo, Sunroi e AJ Perez, começa sempre após a saída do último trio no Farol da Barra. Na madrugada de hoje (04), o som ficou por conta dos DJs Alexandre Schnitman e Selva.

Hits - Estreante da Torre Eletrônica, o DJ Alexandre Schnitman, com quase quatro anos de carreira, que inclui residência em casas noturnas de São Paulo, promete animar os foliões com muito house music. Perguntado sobre a interação com o público durante a folia e dos pedidos de músicas, o DJ respondeu que a maior parte dos foliões pede remixes de músicas nacionais, e mais os hits do Carnaval. "Sempre rolam os hits do momento que o folião conhece e sabe cantar”.

Em 2019, Schnitman lançou seu primeiro remix autoral com a produção da música Adrenalizou, de Vitor Kley. Há pouco mais de um mês lançou, em parceria com o DJ goiano Jorge Pyerre, uma nova produção. "Esse é o meu terceiro Carnaval como DJ. Serão 11 apresentações até esta terça-feira (5). Estou muito empolgado pra tocar na Torre Eletrônica, tendo como cenário o Farol da Barra, que é o coração do Carnaval de Salvador", comentou..

Influências - Envolver diversas influências sonoras, transmitindo energia e conectando o público a momentos que ficam na memória. Essa é a mensagem do duo Selva, que encerrou a madrugada de hoje de Carnaval. Formado pelos DJs Pe Lu e Brian Cohen, também produtores musicais, apresentaram uma performance que vai além de um DJ set. O duo explorou o som com guitarra, bateria e outros elementos.

“Nosso maior legado é saber que nossa música pode fazer parte da vida das pessoas e ser de alguma forma importante para elas", contou Pe Lu. A dupla tem mais de um milhão de ouvintes mensais no Spotfy. Os foliões vão curtir house music com influências pop, sons vocalizados e melódicos, o que rende à Selva shows em todo país e parcerias de peso.

Beco das Cores - Os amantes da música eletrônica podem ainda curtir a programação do Beco das Cores até esta terça-feira (5), sempre das 19h às 23h, no intervalo dos trios. Entre as atrações estão DJs George Ferreira, Rafa Gouveia, Santz, Kairo San. O Beco das Cores fica na Rua Dias D'Ávila, Barra, transversal do Circuito Dodô (Barra-Ondina). A programação completa com os horários do seu DJ favorito está em www. carnaval. salvador. ba. gov. br.

0
0
0
s2sdefault
0
0
0
s2sdefault

A Secretaria Municipal de Desenvolvimento e Urbanismo (Sedur) já apreendeu 11.540 bebidas comercializadas de forma irregular no Carnaval de Salvador. Somente em uma operação realizada ontem (03), 4.316 latas de cerveja foram apreendidas em um estacionamento no Garcia. O local foi autuado por desvio de atividade, por funcionar como depósito irregular.

A Sedur apreendeu ainda, também ontem, 686 garrafas de cerveja e 240 garrafas de água de marcas diferentes dos patrocinadores da festa. A apreensão foi feita no perímetro de restrição comercial durante os dias do Carnaval. Na sexta-feira (01), a secretaria já havia apreendido um total de 5.908 unidades de bebidas em um depósito clandestino Rua Afonso Celso, na Barra.

Operação - Desde o início oficial do Carnaval, a Sedur já realizou 1454 vistorias, entre elas 132 em camarotes, 242 em balcões, 32 em depósitos ou bares, 36 em trios e 201 em publicidades. Já foram emitidas 200 notificações, sendo 41 para camarotes e 29 para peças publicitárias.

Dois camarotes foram interditados. O Rotas e Festas foi interditado e desmontado por não apresentar as normas de segurança exigidas e o Bar e Restaurante Boulevard por atuar como camarote sem licença. Já o Maré Alta foi embargado por não apresentar o Auto de Vistoria do Corpo de Bombeiros (AVCB), requisito para a concessão da licença de funcionamento.

Segurança - A Guarda Civil Municipal (GCM) realizou 211 atendimentos em quatro dias de Carnaval, com 14 ocorrências registradas. Já foram retirados dos circuitos um total de 973 objetos com potencial de arma branca, representando uma queda de 15,8% em relação ao mesmo período de folia do ano anterior (1.156).

Na noite de ontem (03), foram apreendidos 142 objetos perfurantes, cortantes e contundentes, apresentando uma redução de 67,8% em comparação com o mesmo dia de 2018 (441). Durante todo Carnaval já foram distribuídos 27.557 folders contendo dicas de segurança. Foram identificadas 19.389 crianças, o que representou uma redução de 1,8% em relação ao mesmo período do ano anterior (19.745).

Além disso, foram catalogados um total de 55 documentos perdidos, redução em cerca de 68,7% em relação ao mesmo período do ano anterior (176).

Acolhimento – As casas de acolhimento provisório, instaladas pela Secretaria Municipal de Políticas para Infância, Mulher e Juventude (SPMJ) próximas aos circuitos do Carnaval, receberam no quarto dia da festa 396 crianças. As unidades estão situadas na Escola Municipal Casa da Amizade, em Ondina; Colégio Estadual Teixeira de Freitas, em Nazaré; Escola Municipal Osvaldo Cruz, em Amaralina; e Escola Estadual Senhor do Bonfim, nos Barris.

Abordagem social - O domingo de Carnaval foi de muito trabalho para as equipes de trabalho da Secretaria Municipal de Promoção Social e Combate à Pobreza (Semps), com a realização de 1.836 ações de abordagem, atendimentos e encaminhamentos de crianças e adolescentes em situação de risco e vulnerabilidade social, ao longo dos principais circuitos da folia. Em comparação com o dia anterior, houve acréscimo de 565 atendimentos.

O número de crianças e adolescentes em situações de risco e vulnerabilidade social atendidos através dos 90 Conselheiros Tutelares que estão trabalhando durante o Carnaval 2019 diminuiu consideravelmente, passando de 234 no sábado (02), para 42 ontem (03)

Reparos – Ontem (03), a Secretaria de Manutenção (Seman) registrou seis ocorrências. As equipes de plantão revisaram os passeios em pedra portuguesa ao longo dos circuitos, coletando as pedras soltas e tapando os buracos com massa. Em vistoria dos circuitos, uma placa de publicidade que estava caída foi recolhida.

Por solicitação da Codesal, foi retirado um piquete que estava provocando acidentes nas imediações da rua Dias D’Avila X Av. Almirante Marques de Leão - Barra, área de acesso ao Circuito Dodô. Foram feitas ainda: limpeza de 413 caixas de sarjeta, desobstrução de 180 metros lineares de rede de drenagem, além de 12 ações de poda de árvores.

Transporte – Ontem (3), foram transportadas 703.235 pessoas no sistema convencional de ônibus da cidade. Já nos veículos do sistema complementar, foram 56.787 pessoas. Cerca de 108.330 passageiros utilizaram o serviço da linha gratuita Lapa-Calabar, que está circulando desde as 10h de quinta-feira (28). No total, 30.496 pessoas foram transportadas via táxis e outras 14.003 por mototáxis.

O Elevador Lacerda, que está operando gratuitamente desde as 6h de quinta-feira (28), transportou ontem 41.091 pessoas. Já no Plano Inclinado Liberdade / Calçada contabilizou 5.999 pessoas. O Expresso Carnaval transportou 10.076 passageiros nas linhas em operação.

Fiscalização - Os fiscais da Secretaria Municipal de Ordem Pública (Semop) apreenderam 1.278 itens irregulares no quarto dia de Carnaval, sendo 1.265 no Circuito Dodô (Barra/Ondina) e 13 no Batatinha (Pelourinho).

Iluminação - A Diretoria de Iluminação registrou 43 ocorrências, entre troca de refletores, substituição de lâmpada ou poste. Dezenove casos foram na Barra e outros 24 no Centro. Não foi registrado ato de vandalismo.

Salvamar – A Coordenadoria de Salvamento Marítimo de Salvador (Salvamar) registrou ontem 17 ocorrências de pré-afogamentos, sendo nove na Barra e oito em Ondina (15 durante o dia e dois, à noite). Doze pulseiras de identificação foram distribuídas a crianças nas praias da Barra e Ondina. Desde quando o Carnaval começou (28), o salva-vidas já realizaram 49 resgates.

Ouvidoria – Nos quatro dias de Carnaval, a Ouvidoria Geral do Município (OGM) registrou 5.961 demandas, sendo 98,5% referente às equipes de rua e 1,5% do Call Center. Do total, 4.779 foram sobre Informações/Orientações (80,2%), Elogios somaram 729 (16,7%), seguido de Sugestões, com 94 (2,2%). Foram contabilizadas ainda 82 Solicitações de Serviço (1,9%), 43 Reclamações (1%) e três Denúncias (0,1%).

Defesa do consumidor - A Codecon realizou diversas ações nos circuitos oficiais, além dos bairros onde há carnaval, como Boca do Rio, Periperi, Paripe, Liberdade e Cajazeiras, com base na Lei Federal 8.078/90 e legislação municipal. Foram feitas 80 vistorias, que resultou em 78 notificações e dois autos de infração.

0
0
0
s2sdefault

Fale Conosco

O seu canal de comunicação com o nosso site. Caso tenha dúvidas, sugestões ou solicitações de serviços, por favor, mande mensagem que teremos prazer em respondê-la.

Enviando...