Carnaval

0
0
0
s2sdefault

Após serem interditadas por órgãos fiscalizadores da Prefeitura, as arquibancadas do circuito Osmar (Campo Grande) foram abertas, depois dos reparos necessários, neste domingo (11) e com casa cheia. Desde sábado (10) estão sendo disponibilizados ingressos através do site www.safeticket.com.br e nos pontos de venda da Ticketmix, Balcões de Ingressos, South Co., Pida e Acesso Mix, para quem deseja acompanhar a festa de forma mais confortável até terça-feira. São mais de 13 mil lugares durante todo o período da folia e o valor cobrado é de R$ 65, podendo ser adquiridos até três ingressos por CPF. Ainda há ingressos disponíveis.

Localizada na Praça Dois de Julho, no Campo Grande, as arquibancadas abrem a partir das 10h para acolher foliões de variadas idades e muitas famílias de vários bairros da capital baiana, do interior do estado e demais lugares do mundo. Esses foliões optam pelas arquibancadas para aproveitar o Carnaval de forma mais tranquilo e sem muito empurra-empurra, além do menor custo.

Para Vera Viana, moradora do bairro de Itapuã, de 55 anos, as arquibancadas são espaços mais seguros. “Não tem empurra-empurra, violência. É um ambiente familiar. Por que deixar de curtir o Carnaval em um lugar tranquilo? Esse é o meu quarto ano consecutivo apreciando a folia nas arquibancadas do Campo Grande, declarou.

0
0
0
s2sdefault
0
0
0
s2sdefault

“Não tô nem aí, tô a fim de olhar...” É na vibe do sucesso “Popa da Bunda” que a banda Àttooxxá vai comandar a Praça Castro Alves nesta segunda-feira (12), no segundo dia do projeto Pôr do Sol. A apresentação é gratuita e acontece a partir das 18h, em um dos pontos mais emblemáticos da história do Carnaval de Salvador, palco do famoso encontro de trios ocorrido até a década de 1990.

Estreante no Carnaval, a banda já participou do Furdunço deste ano e comemora os louros do sucesso estrondoso, prometendo fazer um show pra lá de especial para o público. “Viramos banda há um ano e meio e foi o período que mais avançamos”, relata o DJ e produtor musical Rafa Dias, fundador do grupo.

No primeiro dia do Pôr do Sol, Baby do Brasil e Pepeu Gomes, e Moraes Moreira e Davi Moraes, tornam o domingo (11) de folia prá lá de especial. O encerramento fica por conta de Armandinho, na terça-feira (13), também às 18h.

0
0
0
s2sdefault
0
0
0
s2sdefault

Conhecido pelo seu talento, dança e suingue marcante, o cantor Tony Salles vai agitar os foliões numa pipoca contagiante e envolvente da banda Parangolé nesta segunda-feira (12), penúltimo dia oficial de Carnaval. A atração está marcada para começar às 15h30 no Circuito Dodô (Barra/Ondina). O grupo aposta na música "Bumbum Carente" para concorrer à música da folia deste ano.

“Não vejo a hora de subir no trio elétrico e entrar na avenida. Estamos muito felizes com tudo que vem acontecendo. Fizemos um grande Verão e nosso Carnaval promete! Não tem como ser diferente. A energia de passar pelas pessoas, de ver uma verdadeira multidão acompanhando o trio é indescritível”, disse o vocalista.

Além do Parangolé, a programação do Circuito Dodô terá apresentações de Bell Marques, Filhos e Filhas de Gandhy, Harmonia do Samba, Durval Lelys, Baby do Brasil, Banda Afro Show, Daniela Mercury, Jammil, entre outros artistas.

0
0
0
s2sdefault
0
0
0
s2sdefault

Durante todo o Carnaval, técnicos da Secretaria Municipal de Promoção Social e Combate à Pobreza (Semps) identificaram mais de 1,4 mil situações de vulnerabilidade e risco social. Nas abordagens, a equipe formada por assistentes sociais, psicólogos, pedagogos, educadores sociais, coordenadores e pessoal de apoio realizaram, até este domingo (11), 381 cadastros de crianças e adolescentes identificados em situação de trabalho de risco e vulnerabilidade social.

Destes, 375 desses foram cadastrados por estarem em situação de trabalho. As equipes realizaram os encaminhamentos para os Centros de Convivência (82), retorno para o lar (152), para o Conselho Tutelar (103), para Cras e Creas (137). As equipes manterão as atividades da campanha "Criança não é Mão de Obra" durante todo o Carnaval.

O Conselho Tutelar de Salvador está atuando 24 horas por dia em ações preventivas, de sensibilização e articuladas com a rede de proteção, visando enfrentar as violações de direitos e práticas contra direitos de crianças e adolescentes. Presentes em cinco postos – Integrado, Centro, Barra, Ondina e Imeja – 90 profissionais se desdobram para que a folia momesca seja de garantia desses direitos.

Dois panoramas se repetem de forma alarmante: presença e exposição de menores na primeira infância (0 a 5 anos) e trabalho infantil ou crianças acompanhando adultos nos locais de vendas por ambulantes ou comércios. Para a conselheira Ana Dalva Pereira “é grande a resistência de grande parte de comerciantes acompanhados com filhos ou menores de 18 anos em permitir que estes sejam acolhidos nos Centros de Convivência”.

Para o conselheiro Antônio Marcos Santos, “causa espanto que crianças com menos de um ano em colo de “responsáveis” estejam expostas a riscos tão graves, com adultos ingerindo bebidas alcoólicas, no meio da multidão, com som em altos decibéis para sua faixa em etária, rechaçando com agressividade a abordagem dos Conselheiros Tutelares que visa proteger o infante da exposição.”

Acolhimento - Os quatro Centros de Convivência, localizados nos bairros de Nazaré, Ondina, Barris e Rio Vermelho, dispõem de toda a infraestrutura e quadro técnico necessário e qualificado para receber os filhos dos ambulantes que trabalham neste Carnaval. Todos os profissionais contratados receberam treinamentos e estão aptos para agir em quaisquer situações.

As equipes trabalham 24 por dia para atender prontamente todas as necessidades dos menores que estão sob a responsabilidade da Secretaria Municipal de Política para Mulheres, Infância e Juventude (SPMJ). Neste momento, há 329 crianças e adolescentes acolhidos, sendo 164 meninos e 165 meninas.

0
0
0
s2sdefault
0
0
0
s2sdefault

Mais de 1,2 milhão de camisinhas já foram distribuídas nos circuitos da folia, em Salvador, desde o início do Carnaval. Além das equipes de saúde nas vias de acesso aos circuitos, os preservativos estão disponíveis nos 10 módulos assistenciais, durante todo o dia. A campanha de incentivo ao sexo seguro visa conscientizar os foliões para a prevenção de doenças sexualmente transmissíveis, principalmente nesse período, quando o amor impera.

Vale ressaltar que relação desprotegida é uma das principais vias de infecção por sífilis, doença mais detectada nos postos do Fique Sabendo, onde realiza-se, ainda, testes rápidos para diagnóstico de HIV e Hepatites B e C. Somente no sábado (10), houve 44 casos de sorologia positiva de sífilis, a maioria em usuários do sexo masculino, o que reforça a necessidade do uso do preservativo em todas as relações sexuais.

As testagens poderão ser feitas até terça-feira (13), nos dois postos do Fique Sabendo instalados no Multicentro Carlos Gomes e na Rua Dias D'Ávila, próximo ao Farol da Barra, funcionando de 9h às 21h e das 12h às 22h, respectivamente. Nesses locais também há disponibilização de camisinhas, tanto masculinas quanto femininas.

0
0
0
s2sdefault
0
0
0
s2sdefault

O Carnaval de Salvador não é uma festa baiana, é do mundo, atrai pessoas de todo os lugares para vários dias de diversão quase ininterrupta. Neste ano, a capital recebe 770 mil turistas para os festejos. Desse total, 400 mil do interior da Bahia, 300 mil de outras partes do país e 70 mil estrangeiros. Sob o tema Salvador Meu Carnaval, a proposta em 2018 é que todo mundo seja contemplado pelos shows e atrações, mas o que traz tanta gente pra cá? Conheça alguns motivos enumerados pelos próprios foliões.

Riqueza cultural

Salvador foi a primeira capital do país, tem muita história para contar e uma grande riqueza cultural. Isso é o que tem atraído alguns foliões para cá, como Pablo Albonnoz, de Buenos Aires. “Uma amiga já tinha vindo e me indicou. Cheguei a pesquisar antes, vi que o tinha o do Rio de Janeiro, mas aqui me chamou mais atenção. Queria ver a gente, a cultura, cheguei até antes para ir a festa de Iemanjá”, conta.

Organização e segurança

Mesmo com as ruas lotadas, a organização e segurança tornam o ambiente ideal para qualquer público. A baiana Daniela Del Rei veio com o marido, Luciano, e a filha, Clara. “A gente vem todo ano para a Pipoca mesmo. Não conseguimos ir para outro lugar. Uma vez chegamos a ir para o litoral norte, mas não deixamos de vir curtir pelo menos um dia. A organização e a segurança estão muito boas”, relata. Afinal, não é todo lugar onde duas milhões de pessoas saem às ruas sem que haja registro de incidentes graves.

Criança tem espaço

Os pequenos também tem lugar garantido na folia, e os pais não deixam de trazê-los para curtir os festejos. “Minha filha sempre pede pra vir e como tem os espaços para criança. Ela já foi para o Algodão Doce com Carla Perez e quer ver As Muquiranas. O local tá ótimo, muito bom para ela brincar”, explica a soteropolitana Edleuza Gomes, que trouxe a filha, Maria Fernanda, 8 anos.

Solteiro ou comprometido

Seja pra ficar no cantinho ou no meio da pipoca, o importante é o respeito, um requisito que o casal André Trindade e Sumaia Reis, da cidade de Aracaju, acreditam que está sendo cumprido. "A gente sabe que qualquer festa pode ser uma festa de casal, não temos esse problema, mas sempre falaram que Salvador era um perigo Tivemos uma surpresa e estamos adorando passar o Carnaval”, exaltam.

Caldeirão para a mistura

Carnaval não tem idade e é uma festa que vem se tornando ainda mais democrática em Salvado. O baiano Gildésio Anjos, 62, veio com a esposa Fátima, 64, e disse que é um frequentador assíduo da folia. O que mais o agrada é a diversidade. “Todo ano a gente vem. Adoramos essa mistura. O Carnaval em Salvador tem festas para todos os gostos e necessidades. O Brasil precisa aprender isso”, afirma.

Bloco, camarote e pipoca

A variedade de estilos de festa é outro motivo forte que faz os foliões escolherem Salvador como destino para o Carnaval. Inclusive a opção de curtir a festa em bloco, na pipoca ou no camarote. Ou fazer tudo isso. “É meu segundo Carnaval em Salvador. Desde a primeira vez que eu vim, não quero ir pra outro lugar. Esse ano vamos para tudo, pipoca, camarote. Isso é a melhor parte do Carnaval aqui”, enfatiza a turista de Aracaju Thiara Barros, que veio com os amigos.

0
0
0
s2sdefault
0
0
0
s2sdefault

Amanhã (12) é o penúltimo dia oficial de folia em Salvador e para manter o embalo, o desfile dos trios elétricos no circuito Osmar (Centro) terá início logo cedo, a partir das 10h. Serão quase dez atrações sem cordas para o folião pipoca, apoiadas pela Prefeitura, apenas nesse trecho da folia de Momo. A intenção é democratizar ainda mais a festa para o povo, seguindo a tendência dos anos anteriores.

Depois de atrair uma multidão no Pipoco, na terça-feira passada (6), o cantor Léo Santana desfila novamente sem cordas no circuito. No repertório, canções como “Santinha”, “Várias Novinhas”, “Bumbum no Paredão”, “Maravilhosa é Ela”, “Incendeia” e “Hipnotizou”, gravada com o cantor Xanddy (Harmonia do Samba).

Uma das atrações, o sertanejo Daniel Vieira desfilará mais uma vez sem cordas na folia soteropolitana. Ele traz na bagagem o novo sucesso "Porta Aberta", em parceria com o cantor Léo Santana. Logo em seguida quem invade o circuito Osmar é a banda La Fúria com a “Pipoca do Ôe”, fazendo a galera descer até o chão

A banda Duas Medidas também entrará no circuito com toda a irreverência. No repertório, os novos sucessos “Câmera Lenta”, com participação de Márcio Victor (Psirico); “Rabetão no Paredão”, em parceria com Bruno Magnata (La Fúria); e a faixa em parceria com Tony Salles (Parangolé), “Crazy Loka”, que já estão na boca da galera.

Mas não para por aí. A Pipoca do Kannário, do cantor Igor Kannário, será uma das atrações mais aguardadas da segunda-feira. Chamada de "Empoderamento do Pagode", esta edição do projeto para o folião pipoca conta com dois convidados especiais: os cantores Chiclete (ex-Guettho é Guettho) e Edy City. Em parceria com a dupla baiana ex-participante da atração global SuperStar, Lucas e Orelha, Kannário vai agitar a galera com a música "Novinha Pode Pah" – aposta do artista para o Carnaval.

Logo após, o cantor Denny Denan vem com o hit "Dançadeira" para agitar a multidão e preparar a galera para receber a cantora Sarajane, ícone do Carnaval. Sarajane, que tem mais de 30 anos de história na folia, ficou marcada pelo sucesso "A Roda", uma das canções carnavalescas mais marcantes das últimas décadas. Depois ainda haverá atrações como Léo Santana, Luis Leal e convidados, além de Hiaguinho.

Atrações com cordas - Ainda há diversas opções para curtir os desfiles no Circuito Osmar nesta segunda-feira. Logo cedo, às 11h, a banda percussiva Didá, que está antecipando a comemoração pelos seus 25 anos de existência que serão celebrados em dezembro, desfila pedindo respeito às mulheres. Ainda se apresentação ao longo do dia a Banda da Saudade, Celebração na Palma da Mão e convidados; Psirico, com o bloco As Muquiranas; Banda Fantoches; Grupo 100 Censura; o afro Ilê Aiyê; Blocão da Liberdade; Mundo Negro; Ijexá da Bahia; Four Days e Com Todo Gás.

0
0
0
s2sdefault
0
0
0
s2sdefault


Em balanço apresentado pela Secretaria de Mobilidade (Semob), responsável pela fiscalização do serviço de táxi na capital baiana, até agora foram registradas apenas 11 denuncias de recusas por taxistas para transportar passageiros e uma única situação de cobrança de corrida sem a utilização do taxímetro - que é um item obrigatório e verificado anualmente pelo Instituto Baiano de Metrologia e Qualidade (Ibametro). Ainda de acordo com o balanço, os 10.523 táxis ofertados para atender o folião já transportaram durante a folia aproximadamente 31,6 pessoas.

Caso o cidadão precise denunciar algum motorista de táxi que não esteja cumprindo com os procedimentos regulamentados, cobrando valores fora do estabelecido pelo taxímetro ou, até mesmo, se recusando a transportar algum usuário, é possível entrar em contato com a secretaria através do telefone Fala Salvador (156) e do WhatsApp (71) 99977-5135. Podem ser feitos através deste último contato reclamações e sugestões e ainda obter informações sobre os serviços de transporte disponibilizados durante a folia.

Para facilitar a locomoção dos cidadãos e o acesso a este serviço de transporte, a Semob disponibilizou mais 15 pontos especiais de táxi para embarque e desembarque durante os dias de folia com funcionamento 24 horas. Algumas das paradas especiais foram instaladas no Vale do Canela, Politeama de Cima, Rua do Tijolo, Avenida da França, Rua Gabriel Soares, Terminal da Barroquinha, Estação da Lapa e Avenida Anita Garibaldi.

0
0
0
s2sdefault
0
0
0
s2sdefault

Vale tudo para acompanhar o Carnaval dos Bairros. De fantasia à purpurina, do cartaz em homenagem ao ídolo à prática daquela coreografia ensaiada durante todo o ano. E o melhor de tudo isso é ter todas essas possibilidades logo ali, pertinho de casa. Ao todo, sete palcos foram montados pela Prefeitura de Salvador em diferentes bairros da cidade, com 51 apresentações, para levar diversão àqueles que não querem se deslocar para os circuitos oficiais.

Nesta segunda-feira (12), Plataforma recebe ninguém menos que a sensualíssima Márcia Castro, que, com canções que passeiam entre o eletrônico e o suingue baiano, promete colocar todo mundo para dançar, a partir das 22h. Na terça, último dia de Carnaval, ela volta ao palco do Carnaval dos Bairros, mas dessa vez em Pau da Lima, também às 22h.

"Pretendo fazer uma apresentação bem alegre, colorida, para cima, no clima da diversidade. Vamos atuar dentro desta linguagem com batidas eletrônicas, com canções de "Treta", meu álbum lançado em 2017, que tem esse espírito de dança, espírito baiano, mas também trago um pouco de outras bandas e cantores”, antecipou a cantora baiana.

"Desce", "Frevo pecadinho", "Ela é pan" e "Selva branca" são algumas das canções que não podem faltar no Carnaval da Márcia. Ela também costuma cantar músicas de Edson Gomes, a quem admira muito, Carlinhos Brown, Timbalada e o que há de mais atual do funk, como "Vai malandra", lançada recentemente por Anitta em parceria com MC Zaac, Maejor Ft, Tropkillaz e Yuri Martins.

“Acho importantíssima a proposta do Carnaval nos Bairros. A tendência é descentralizar. É importante atender às pessoas que não querem se deslocar, que querem curtir no seu perímetro, e é uma oportunidade de levar algo diferente para aqueles que ainda não conhecem o meu trabalho. A diversidade do Carnaval é necessária para não criar uma festa de um ritmo só”, opinou.

Programação – Ainda nesta segunda-feira, a programação de Plataforma conta com as apresentações Band’Aiyê, abrindo o show às 19h, Eletricaz, Chav do Arrocha e Banda os Turunas, que encerra à noite à 1h30. Em Cajazeiras, os shows começam às 14h, com a atração infantil Mangueirinhas, continua às 19h com João de Barro e segue com a Banda Balada Mix, La Furia, Deny e Cantafro.

Em Periperi, o agito da segunda fica por conta de Magary Lord, que abre as apresentações às 19h, seguido por Mosiah, Diego Moraes, Dan Miranda e Banda Miskuta. Já o bairro de Itapuã terá Cultura Popular, às 19h, Vigílio, Três na Folia, Val Macambira e Márcia Freire à 1h30.

Em Pau da Lima, o shows de segunda começam às 16h com as Unicórnias, seguido por Forró do Tico, Mauro Digorest, Ellaine Fernandes, Banda Demoró e Irmanada. Na Liberdade, Fabrício Pancadinha abre o penúltimo dia de Carnaval, às 19h30, seguido por Gereba, Crlos Pitta, Aro 7 e Robson Ribeiro, que encerra a noite, por volta de 1h30. Já Boca do Rio, contará com Filhos de Jorge, às 19h, seguido por Diamba, Pedro Pondé, Gerônimo e Márcio Mello, à 1h30.

0
0
0
s2sdefault

Fale Conosco

O seu canal de comunicação com o nosso site. Caso tenha dúvidas, sugestões ou solicitações de serviços, por favor, mande mensagem que teremos prazer em respondê-la.

Enviando...