0
0
0
s2sdefault

A Escola Municipal Abrigo Filhos do Povo foi reinaugurada nesta sexta-feira (23) após ser totalmente reformada pela Prefeitura de Salvador. A unidade de ensino, que completa 106 anos no próximo dia 3 de março, passou por obras de ampliação que resultaram numa estrutura mais moderna e acolhedora para os mais de 700 alunos e toda a comunidade escolar. A escola é ponto tradicional e prédio histórico do bairro da Liberdade.

Essa é a 5ª escola entregue pelo prefeito Bruno Reis nesta semana, em cinco dias de ano letivo. Ele esteve na reabertura ao lado do secretário da Educação (Smed), Thiago Dantas, e destacou o ritmo da pasta: “É uma escola por dia que nós estamos entregando. Vocês nos acompanham e têm visto que, em todos os bairros da cidade, a Prefeitura está demolindo escolas antigas, que não possuem mais o padrão de qualidade que nós desejamos para Salvador, e estamos construindo novas escolas nos seus locais”, disse.

“Aqui na Liberdade, na Abrigo Filhos do Povo, não podíamos fazer isso. Este é um casarão histórico, de uma escola que tem 106 anos de existência. Aqui, tínhamos que conciliar tradição com modernidade. Restauramos o casarão, preservando a sua característica histórica, até porque ele é um patrimônio arquitetônico de nossa cidade. Porém, ao mesmo tempo, tivemos a capacidade de climatizar todas as salas de aula, de implantar um auditório - o que era um sonho antigo dessa comunidade - e construímos uma quadra poliesportiva coberta para as crianças”, acrescentou Bruno Reis.

Com investimentos da ordem de R$2 milhões, a escola passou de 13 para 15 salas de aula, todas climatizadas, além de salas multiuso e para Atendimento Educacional Especializado (AEE). Também foram implantados auditório, parque infantil e quadra poliesportiva coberta com vestiários. O prédio também recebeu nova pintura, melhorias nas instalações elétricas e hidráulicas, além da troca de pisos, telhado, revestimentos e esquadrias. São 1,7 mil metros quadrados de área construída, com capacidade para receber mais de 700 alunos do Ensino Infantil, do Ensino Fundamental I e da Educação de Jovens e Adultos (EJA).

Thiago Dantas destacou toda a preocupação da Smed em preservar a história da Abrigo Filhos do Povo: “Fizemos aqui um projeto de fato espetacular, no qual respeitamos todas as características históricas do prédio, mas sem deixar de entregar tudo o que consta no novo alto padrão educacional da Prefeitura de Salvador. Aqui, temos salas climatizadas, internet sem fio, quadra coberta, equipamentos de projeção de vídeo, enfim, tudo o que é preciso para que os alunos tenham a melhor experiência de ensino possível, para que sejam felizes enquanto aprendem”, disse.

Aprovada - A dona de casa Iolanda Pereira de Jesus, de 43 anos, levou a sua filha Ilana Pereira Menezes, de 11 anos, para conhecer a nova estrutura da escola, onde a jovem estuda há três anos. A mãe estava surpresa. “Estou vendo que eles botaram climatização de ar, né? As salas antes não tinham ventilação direito, então que bom. Para mim, está 100%, estou muito satisfeita com essa reforma aqui, vai ajudar no aprendizado dela”, contou.

Já Ilana, que estuda pela tarde mas gosta de ir cedo para a escola para ficar conversando com as colegas, adorou a novidade. “Eu achei boa? Agora está maravilhosa, vai dar mais vontade ainda de estudar. Eu gosto de ficar aqui na escola para conversar com o pessoal. Eu gostei muito das salas, porque agora tem mais ventilação, antes estava muito calor e agora tem ar condicionado”, afirmou a jovem.

Márcia Martinez é diretora da unidade há 12 anos e contou que, antes da reforma, a escola estava com sérios problemas de infiltração, o que acabava atrapalhando o ano letivo dos alunos nos períodos de chuva. “Essa obra veio trazer um outro brilho, um outro olhar para a nossa comunidade escolar. A gente está muito feliz com esse carinho. No dia 3 de março vamos completar 106 anos de existência, 106 anos em que abraçamos o povo da Liberdade com muito carinho, trazendo a educação com todo o esforço, com toda dedicação”, disse.

História – A instituição foi criada em 1918 como Abrigo Filhos do Povo, tendo como principal idealizador o mascate Raymundo Frexeiras, com apoio de Ladislao Victor das Virgens, Fortunato Ferreira da Fonseca e José Fructuoso dos Santos. A proposta era atender às crianças e adolescentes pobres, filhos de proletários, de lavradores que viviam no distrito de Santo Antônio, atual bairro da Liberdade.

Nos primeiros anos, a instituição contou com a ajuda e administração de pessoas influentes. Dentre elas estão o jornalista Ernesto Simões Filho, o político e jurista Ruy Barbosa, o médico e político José Aguiar Costa Pinto, o pai de Irmã Dulce, Augusto Lopes Pontes – que cedeu o terreno para a construção da escola -, e posteriormente a própria Irmã Dulce.

Reportagem: Thiago Souza e Vitor Villar / Secom PMS

0
0
0
s2sdefault

Fale Conosco

O seu canal de comunicação com o nosso site. Caso tenha dúvidas, sugestões ou solicitações de serviços, por favor, mande mensagem que teremos prazer em respondê-la.

Enviando...