Lazer

0
0
0
s2sdefault

Pensando em uma programação divertida e gratuita para a garotada durante o final de semana? A opção pode estar no Campo Grande, no Centro de Salvador. No local, além iluminação natalina, que teve o prazo estendido por conta do sucesso de público, as crianças podem curtir brinquedos infláveis gratuitos na Praça Dois de Julho. A iniciativa da Diretoria de Iluminação Pública (DSIP), vinculada à Secretaria Municipal de Ordem Pública (Semop) e responsável pela decoração luminosa no local, se entende até o domingo (13), sempre das 16h às 20h.

Morador do Campo Grande há oito anos, o servidor público Zenilton Barbosa, 40 anos, foi um dos primeiros a chegar à praça. Encantada com a piscina de bolinhas, a filha Yolanda, de apenas 2 anos, logo correu em direção ao brinquedo. “Iniciativa excelente, principalmente para as famílias mais carentes que não têm a opção de pagar pela diversão. Eu gostei muito e no final de semana tenho certeza que vai lotar”, disse.

O colorido das seis opções dos brinquedos infláveis chamou atenção da pequena Giovana Machado, de 4 anos, que voltava do médico, ali mesmo na região do centro. A mãe e técnica de segurança do trabalho, Silvana Machado, 38 anos, não resistiu ao apelo da pequena e parou por meia hora para que ela brincasse no touro mecânico. “Simplesmente maravilhoso esse parque aqui. Passei rapidinho e vou voltar no domingo. A Praça do Campo Grande é um lugar para o povo e melhor ainda com parque para meninada”, destacou.

Estrutura completa - Quem fizer a escolha, terá o suporte para estacionamento. Para evitar transtornos, a Superintendência de Trânsito de Salvador (Transalvador) está ordenando o trânsito na região e disponibiliza mais 150 vagas Zona Azul, a depender do fluxo. Os preços são os mesmos: R$3 por 2h, R$6 por 6h, e R$9 por 12h. Os condutores poderão optar por pagar a qualquer guardador devidamente credenciado ao Sindicato dos Guardadores ou por meio de um dos seis aplicativos do Zona Azul Digital que podem ser

Com intuito de garantir a segurança, agentes da Guarda Civil Municipal (GCM) reforçam a atividade de proteção ao patrimônio público e prevenção à violência. A ação tem apoio da Polícia Militar da Bahia (PM-BA). A limpeza do local e dos sanitários químicos fica por conta dos agentes da Empresa de Limpeza Urbana de Salvador (Limpurb), que também trabalham na praça durante o final de semana.

Agentes da Secretaria Municipal de Promoção Social e Combate à Pobreza (Semps), com apoio do Conselho Tutelar, também estão presentes para fazer ações que envolvem abordagem social, combate ao trabalho infantil, assistência a crianças desacompanhadas ou em situação de risco. O ordenamento de ambulantes é feito por agentes de fiscalização da Semop.

0
0
0
s2sdefault
0
0
0
s2sdefault

O grupo de músicos profissionais formado por amigos, o Bago de Jazz, fará a festa para o público que estiver no deck do Forte Santa Maria para acompanhar o projeto Viver Barra, nesta sexta-feira (11), a partir das 18h. Quem completa a noite cantando o melhor da MPB é a jovem cantora baiana Alícia Castro, que faz show a partir das 19h45.

O Viver Barra é um projeto da Prefeitura, realizado através da Empresa Salvador Turismo (Saltur). O projeto será realizado também nas demais sextas-feiras do mês de janeiro com o objetivo de levar lazer e cultura durante o verão a um dos bairros mais queridos por soteropolitanos e turistas.

0
0
0
s2sdefault
0
0
0
s2sdefault

Para as crianças aproveitarem as férias escolares com muita diversão, Salvador dispõe de variadas opções de lazer: praças nos bairros, Parque da Cidade, praias e museus são alguns dos atrativos que podem tornar os dias dos pequenos mais animados. Alguns passeios são apenas de entretenimento e outros unem ludicidade com educação.

No Parque da Cidade Joventino Silva, no Itaigara, a população encontra um grande espaço de recreação ao ar livre. É um bom lugar para que o público infantil entre em contato com a natureza e possa brincar à vontade. As famílias costumam fazer piqueniques nos gramados, principalmente, nos fins de semana. As crianças podem se revezar entre o parque infantil, pista de skate, quadras de futevôlei e de futebol ou apreciar as artes plásticas, como a Sala de Estar de Bel Borba.

Outra atração permanente é o Cantinho da Leitura, na Praça Jacarandá, onde é possível deixar um livro e levar outro. Cinco minibibliotecas em formato de casinhas do projeto Livres Livros recebem a reposição de 150 exemplares semanalmente, inclusive de estórias infantis.

Além de toda essa programação permanente, a área recebe frequentemente atividades programadas, como roda de conversa, palestra, pinturas, campeonatos e apresentações. Com segurança durante 24 horas por dia, por meio da Guarda Civil Municipal (GCM), o Parque da Cidade funciona normalmente, de 5h às 22h, durante a semana, e de 5h às 19h, nos finais de semana.

Museus – No campo cultural, a cidade apresenta o sucesso da Casa do Carnaval, que conta a história da folia baiana através de maquetes, roupas e instrumentos disponibilizados por artistas que já participaram da festa. O espaço, situado no Centro Histórico, ao lado do Plano Inclinado Gonçalves, é indicado para todas as faixas etárias e as crianças podem aprender enquanto se divertem.

O acervo dispõe de fotos e documentos históricos e dois cinemas interativos, em que os visitantes podem aprender ritmos do Carnaval caracterizados e com a ajuda de monitores. A Casa do Carnaval está aberta a visitações de terça-feira a domingo, das 11h às 19h, com ingressos custando R$30 (inteira) e R$15 (meia).

Há ainda, a Casa do Rio Vermelho, imóvel onde o casal de escritores Jorge Amado e Zélia Gattai morou. Na famosa residência situada na Rua Alagoinhas, 33, os visitantes conhecem um pouco da rotina dos antigos donos através de peças de vestuário, manuscritos, obras de arte e vídeos interativos espalhados nos diversos ambientes do imóvel. A Casa do Rio Vermelho abre de terça a domingo, das 10h às 17h. Os ingressos custam R$ 20 (inteira) e R$ 10 (meia).

Na Barra, dois museus à beira-mar também encantam os cidadãos: os espaços Pierre Verger da Fotografia Baiana, no Forte Santa Maria e Carybé de Artes, no Forte São Diogo, que trazem obras significativas desses artistas. Os equipamentos ficam abertos de quarta a segunda, das 11h às 19h. Os ingressos custam R$ 20 e R$ 10 e dão direito a visitar os dois museus da Barra.

A Casa do Rio Vermelho e os Espaços Carybé de Artes e Pierre Verger têm entrada gratuita às quartas-feiras. De quarta a sábado, o Espaço Carybé de Artes terá entrada gratuita, a partir das 18h, para a apresentação da Orquestra Sinfônica da Bahia, com entrada sujeita à lotação.

Praças – A Praça Dois de Julho, no Campo Grande, tem sido um dos destaques de lazer ao ar livre com a iluminação especial natalina, implantada no local pela Prefeitura e que reuniu, no mês de dezembro, cerca de 600 mil pessoas. O grande sucesso motivou a administração municipal a estender a iluminação até o fim de janeiro. Dentre as principais atrações está o túnel luminoso com som sincronizado – o repertório variado reúne desde hits internacionais até sucessos da axé-music. Além disso, desta quinta-feira (10) até domingo (13), as crianças terão acesso gratuito a brinquedos infláveis, das 16h às 20h.

Além do Campo Grande, a população também pode aproveitar os cerca de 400 espaços de convivência e lazer construídos ou requalificados pela Prefeitura, desde 2013, em 163 bairros da cidade. A nova configuração desses equipamentos públicos dá o ar de um verdadeiro playground, além de garantir aos cidadãos a diversão dos filhos sem grandes custos e, claro, estimular o contato com outras crianças.

As áreas recreativas são adaptadas com rampas, piso tátil e brinquedos com acessibilidade, contribuindo para a inclusão das crianças com deficiências em parques infantis. Nos espaços, os pequenos contam com novidades como a Casa de Tarzan, o Parque dos Dinossauros e o Espaço Games.

Praias – Salvador conta com mais de 50 quilômetros de praias para a alegria da criançada que, em geral, adora o banho de mar e as brincadeiras na faixa de areia. Os pais e responsáveis precisam apenas ficar atentos aos riscos de afogamento e de perder os pequenos. Além disso, trechos de orla requalificados, a exemplos do Rio Vermelho, São Tomé de Paripe, Ribeira e Itapuã, possuem atrativos como quadras e parque infantil.

 

Para evitar incidentes nas praias, o Município intensifica a atuação dos salva-vidas no verão com a distribuição de um efetivo de 281 agentes em 31 postos fixos e 20 móveis no trecho entre o Jardim de Alah e Ipitanga, e as ilhas pertencentes ao Município. Além disso, a Coordenadoria de Salvamento Marítimo (Salvamar) promove a campanha de identificação de crianças nas praias com utilização de pulseirinhas e, ainda, distribui panfletos informativos com dicas para um banho de mar seguro.

0
0
0
s2sdefault
0
0
0
s2sdefault

Música erudita ao ar livre, concertos sinfônicos de graça; para qualquer um. Essa é a ideia do projeto "Verão da Osba", promovido pela Orquestra Sinfônica da Bahia (Osba), com apoio da Prefeitura, por meio da Secretaria Municipal de Cultura e Turismo (Secult). O evento acontece entre hoje (9) e sábado (12), no mirante do Forte São Diogo, no Porto da Barra. O público poderá conferir apresentações de grupos de câmara e concertos sinfônicos, sempre a partir das 18h. A entrada é gratuita, mas está sujeita à lotação do espaço.

Nesta quarta (09) e quinta (10), os grupos de câmara Bahia Cordas, Quadro Solar e Quarteto Novo se apresentam às 18h. Em seguida, às 19h30, é a vez do Quinteto de Metais da OSBA. Já na sexta (11) e sábado (12), a formação completa da OSBA apresenta um repertório de serenatas, sob a regência do maestro Carlos Prazeres. No concerto das 18h, a orquestra apresenta serenatas compostas por A. Nepomuceno, E. Elgar e A. Dvorák, enquanto na das 20h, será executada uma serenata de J. Brahms. As senhas serão distribuídas uma hora antes do início dos espetáculos.

Novos públicos - O secretário municipal de Cultura e Turismo, Claudio Tinoco, ressalta a realização do projeto após a restauração completa do Forte São Diogo, realizada pela Prefeitura. "Esta edição traz algo diferenciado porque está sendo realizado em um equipamento que foi restaurado pela Prefeitura e implantado um equipamento cultural em um espaço de arte, num dos pontos mais cobiçados de Salvador, que é o Porto da Barra".

O líder da pasta acredita que o projeto "Verão da Osba" é uma oportunidade de formar novos públicos para esse tipo de música. "Além das pessoas que já são afeitas a esse estilo, tem um público que não tem acesso a esse tipo de música. Ano passado foi um sucesso, e eu tenho certeza que este ano também será", completou o secretário.

0
0
0
s2sdefault
0
0
0
s2sdefault

Além da iluminação natalina, instalada pela Prefeitura e que foi sucesso em dezembro último, quando reuniu cerca de 600 mil pessoas, o Campo Grande também contará com outra atração esta semana. Em vez da Vila de Natal e da Casa do Papai Noel, as crianças poderão curtir brinquedos infláveis gratuitos na Praça Dois de Julho, de quinta-feira a domingo (10 a 13), das 16h às 20h.

A ação é organizada pela Diretoria de Iluminação Pública (DSIP), vinculada à Secretaria Municipal de Ordem Pública (Semop) e responsável pela decoração luminosa no local. “Já que a iluminação natalina tem atraído um grande número de pessoas ao Campo Grande, principalmente nesse período de recesso escolar e de muitos turistas na cidade, a ideia é transformar o local em uma colônia de férias”, afirmou o diretor da DSIP/Semop, Júnior Magalhães.

Para dar mais conforto a quem visitar o local, a Superintendência de Trânsito de Salvador (Transalvador) vai ordenar o trânsito na região e disponibilizar mais 150 vagas Zona Azul, a depender da demanda, para evitar congestionamentos. Os preços estarão mantidos: R$3 por 2h, R$6 por 6h, e R$9 por 12h. Os condutores poderão optar por pagar a qualquer guardador devidamente credenciado ao Sindicato dos Guardadores ou por meio de um dos seis aplicativos do Zona Azul Digital.

Além disso, agentes da Guarda Civil Municipal (GCM) vão reforçar a atividade de proteção ao patrimônio público e prevenção à violência, com apoio da Polícia Militar da Bahia (PM-BA). A Empresa de Limpeza Urbana de Salvador (Limpurb) vai disponibilizar sanitários químicos, além de promover as ações de limpeza.

Agentes da Secretaria Municipal de Promoção Social e Combate à Pobreza (Semps) estarão presentes para fazer ações que envolvem abordagem social, combate ao trabalho infantil, assistência a crianças desacompanhadas ou em situação de risco, com apoio do Conselho Tutelar. O ordenamento de ambulantes será feita por agentes de fiscalização da Semop.

Demais locais – Nos demais pontos de Salvador, a iluminação de Natal montada pela Prefeitura começou a ser desmontada na segunda-feira (7). Técnicos da DSIP/Semop iniciam a retirada dos equipamentos no Farol da Barra, Dique do Tororó e Elevador Lacerda. A previsão é que operação seja finalizada no dia 31 de janeiro.

Além dos pontos turísticos, recursos luminosos estão sendo retirados dos bairros como Narandiba (Rotatória do Juliano Moreira), Imbuí (canteiro central), Pituba (Praça Ana Lúcia Magalhães), Paripe (Praça João Martins), Fazenda Grande III (rotatória principal), Pirajá (Praça do Panteão), Roma (Praça Irmã Dulce), Largo do Tanque e Praça de São Marcos (rotatória após o Hospital São Rafael).

Durante o mês de dezembro, a iluminação natalina na cidade reuniu quase um milhão de visitantes. No total, foram mais de 4 milhões de microlâmpadas em LED, com investimento de R$4,5 milhões e decoração com itens inovadores, como a projeção mapeada no Dique do Tororó e Farol da Barra e túnel luminoso com som sincronizado, no Campo Grande.

0
0
0
s2sdefault
0
0
0
s2sdefault

No dia 21 de abril deste ano, o navio Siena vai deixar o Terminal de Passageiros do Porto de Salvador, no Comércio, rumo a Maceió, encerrando assim a temporada de cruzeiros na capital baiana. Nestes próximos quatro meses, a cidade vai receber 31 navios de cruzeiros, que vão trazer 100.464 mil visitantes temporários que usarão a via marítima para chegar à capital baiana.

Até o dia 30 de janeiro, nove embarcações aportam no Comércio, oriundas de cidades como Rio de Janeiro, Búzios (RJ) e Recife (PE). Os principais destinos destes turistas após deixarem Salvador, neste primeiro mês de 2019, são Rio de Janeiro, Búzios, Ilhéus e Ilhabela (SP). Já no mês de fevereiro, seis embarcações atracam no porto da capital baiana. Em março está prevista a passagem de 11 navios e, no quatro e último mês da temporada de Verão, passageiros de cinco cruzeiros desembarcam na cidade.

Receptivo – Para melhor receber os turistas que chegam à capital baiana, dois profissionais bilíngues da Secretaria Municipal de Cultura e Turismo (Secult), posicionados em um estande, dão as boas-vindas. Os guias tiram dúvidas e orientam os visitantes sobre opções rápidas de turismo. Isso porque os navios geralmente param na capital baiana no início da manhã e seguem no final da tarde do mesmo dia.

O assessor técnico da Diretoria de Turismo da Secult, Ricardo Nobre, ressalta que, no balcão de receptivo, os turistas recebem cartilhas com mapas contendo informações de acesso ao Centro Histórico. “Sugerimos o turismo por ali mesmo. Eles geralmente almoçam por perto e fazem os passeios andando. Temos profissionais que falam inglês, espanhol e francês e orientam como chegar ao Centro Histórico de maneira rápida e segura”, explica Nobre.

Atrativos – Situado na Cidade Baixa e próximo de muitos pontos turísticos, o Porto de Salvador favorece a rápidos passeios que podem ser realizados a pé. Bem próximo está o Mercado Modelo, com opções variadas de artesanato e petiscos da culinária baiana. Exatamente em frente está localizado o Elevador Lacerda, que liga as cidades Baixa e Alta.

Na parte alta da cidade, além da bela visão da Baía de Todos-os-Santos, os visitantes têm acesso aos prédios como a Câmara de Vereadores de Salvador, a Prefeitura e o Palácio Rio Branco, construções antigas que contam um pouco da história da primeira capital do Brasil. As ruas do Centro Histórico ficam a alguns metros. Conhecido pela riqueza histórica e cultural, o Pelourinho é um dos lugares mais visitados por turistas que chegam pelo Porto à capital baiana. No local está a Casa do Carnaval que conta a história da folia baiana, através de maquetes, roupas e instrumentos disponibilizados por artistas que já participaram da festa. Além disso o acervo possui fotos e documentos históricos e dois cinemas interativos, em que os visitantes podem aprender um pouco mais sobre ritmos do Carnaval.

É também nas ruas do Centro Histórico que os turistas podem se divertir com o projeto Pelourinho Dia e Noite, que movimenta a região até o final de fevereiro. A programação engloba espetáculos teatrais, as rodas do Viradão do Samba, concertos das orquestras do Popelô, grupos de percussão formados por jovens do Pelourinho, apresentações de capoeira e shows na Cruz do Paschoal. Todas as atividades são abertas ao público e gratuitas.

Navios – No dia 28 passado, o Cruzeiro Costa Fabulosa foi o último a atracar no porto de Salvador em 2018, trazendo 3.780 turistas do Rio de Janeiro, encerrando a temporada de cruzeiros. Entre outubro deste ano e abril de 2019, exatos 49 navios passarão pela capital baiana, transportando 165.039 turistas.

Esta temporada apresenta um aumento de 8% no fluxo de visitantes temporários, em relação à temporada anterior. Os números crescentes são frutos semeados a partir dos investimentos sociais e estruturais realizados pela gestão municipal nos últimos cinco anos, por meio de ações, projetos da Secult.

 

0
0
0
s2sdefault
0
0
0
s2sdefault

O Pelourinho Dia e Noite foi um sucesso durante o mês de dezembro. As atrações que agitaram a vida do Centro Histórico de Salvador voltam a partir desta sexta-feira (04) e prosseguem até o final de fevereiro.

Na programação, o espetáculo de teatro musical de rua Circuito Jorge Amado, as rodas do Viradão do Samba, os concertos das orquestras do Popelô nas igrejas e no Cruzeiro do São Francisco, os grupos de percussão formados por jovens do Pelourinho, apresentações especiais de capoeira e shows intimistas na Cruz do Paschoal. Todas as atividades são abertas ao público e gratuitas.

O projeto é coordenado pela Secretaria Municipal de Cultura e Turismo (Secult), por meio da Diretoria de Gestão do Centro Histórico. São mais de 500 profissionais nas ações realizadas. A expectativa de público durante os três meses de projeto é de 40 mil pessoas.

Programação:

Popelô – As apresentações do Popelô serão realizadas na Catedral Basílica, em igrejas do Centro Histórico e no Cruzeiro do São Francisco, em forma de concertos, além de também promover ensaios abertos, ambos semanais. Sob a coordenação do maestro Ângelo Rafael, participam das ações a Orquestra de Câmara de Salvador (OCSal); sob regência do próprio Ângelo Rafael, a Sanbone Pagode Orquestra, do maestro Hugo Sanbone; e a Orquestra São Salvador, do maestro Fred Dantas. As ações acontecerão sempre aos sábados, a partir das 17h.

Circuito Jorge Amado – O espetáculo de teatro musical de rua “Circuito Jorge Amado” volta a transformar as ruas do Pelourinho, o Cruzeiro do São Francisco e o Terreiro de Jesus em palcos onde os personagens mais notáveis de Jorge Amado ganham vida, criam cenas e fazem a plateia se emocionar. Tudo isso em meio a um verdadeiro carnaval promovido pelo cortejo de amigos que arrastam pelas ruas o caixão de Quincas Berro D’Água.

Com direção de Edvard Passos, o “Circuito Jorge Amado” tem consultoria artística de Eliana Pedroso, trilha sonora de Gerônimo Santana, direção musical de Luciano Bahia, grande elenco de atores baianos e participação da Cia de Dança do projeto Axé. A saída do espetáculo, com o “Velório de Quincas Berro D’Água”, será realizado no Largo do Pelourinho, às sextas, às 19h. A chegada é no “Cabaré da Zazá”, montado na Cantina da Lua.

Capoeira Sou Eu – A ação vai ocupar as ruas do Pelourinho, promover rodas de capoeira, prestigiando esse segmento atuante no Centro Histórico, ao mesmo tempo oferecendo novos parâmetros de produção. A ação acontecerá em dias ainda a serem definidos.

República dos Tambores – Esta é uma ação de caráter artístico e social, e volta a marcar presença com o circuito itinerante de grupos de percussão, tocando no Largo do Pelourinho, no Cruzeiro do São Francisco, no Terreiro de Jesus e nas ruas e ladeiras do Centro Histórico. Esta edição vai contar com o Projeto Axé, além dos grupos Tambores e Cores, Swing do Pelô e Meninos da Rocinha do Pelô. A República dos Tambores passa pelas ruas do Pelô com o Projeto Axé, sempre às quintas-feiras, às 17h; e sextas-feiras, com os Meninos da Rocinha, também às 17h. Aos sábados e domingos, acontecem as apresentações de Tambores e Cores e Swing do Pelô, respectivamente, a partir de 12h30.

Viradão do Samba – As rodas de samba deste projeto irão promover em três pontos diferentes – Praça da Sé, Rua das Laranjeiras e Largo do Pelourinho –, encontros onde o samba é o rei absoluto. O viradão acontece sempre às terças, às 20h. Os grupos Jota Zô, Samba de Verdade e Bambeia garantem a festa.

0
0
0
s2sdefault
0
0
0
s2sdefault

O Viver Barra volta com tudo nesta sexta-feira (21), no Deck de Santa Maria. A partir das 18h, o público que estiver no local vai poder contar com os shows do cantor Fred Menendez e de Lucas Trindade.

Fred Menendez é músico, guitarrista, compositor e bandolinista baiano. Ele levará para o show o melhor da música instrumental com um grupo formado por cinco músicos. Quem acompanhar o show poderá ouvir um repertório bastante eclético, composto de pérolas do cancioneiro popular brasileiro, além de hits internacionais, rock, pop, clássicos e músicas autorais.

O jovem músico baiano Lucas Trindade é cantor, compositor, produtor e instrumentista e promete ferver a Barra em seu show, que encerra a edição desta semana do Viver Barra.

0
0
0
s2sdefault
0
0
0
s2sdefault

O Viver Barra volta com tudo nesta sexta-feira (14), no Deck de Santa Maria, movimentando a cena cultural num dos locais mais emblemáticos da cidade. A partir das 18h, o público que estiver no local vai poder contar com os shows da banda Janela Brasileira e da cantora Luma Sobral.

O grupo Janela Brasileira abre a noite. A banda é reconhecida pelas releituras refinadas e inovadoras de grandes compositores e intérpretes brasileiros. Com mais de 20 anos com música instrumental de qualidade, que integra o erudito e o popular, o grupo é formado por Andréa Bandeira na flauta e flautim, Pedro Souza no bandolim, Daniel Santana no violão, e Pedro Nascimento na bateria e percussão.

Quem completa a noite é a jovem cantora, Luma Sobral, que com apenas 12 anos e tendo passado pelo The Voice Kids promete um show encantador. A talentosa soteropolitana, além de grande intérprete, é bailarina e instrumentista, e canta desde os seis anos.

0
0
0
s2sdefault

Fale Conosco

O seu canal de comunicação com o nosso site. Caso tenha dúvidas, sugestões ou solicitações de serviços, por favor, mande mensagem que teremos prazer em respondê-la.

Enviando...