Lazer

0
0
0
s2sdefault

A programação de lazer neste final de semana está repleta de atividades gratuitas para quem deseja se divertir com familiares e amigos em Salvador. O Parque da Cidade, no Itaigara, recebe a caminhada interativa sobre Implante Coclear de Salvador, das 7h às 13h, neste sábado (16). O evento marca a primeira caminhada dos deficientes auditivos da capital baiana, contemplando o meio ambiente.

No domingo (17), das 8h às 11h, o Gramadão do Parque terá aula de zumba. Para participar do evento, os interessados podem levar uma fralda geriátrica ou leite em pó. Os materiais serão entregues para o Abrigo São Miguel, instituição que atende cerca de 80 idosos no bairro da Boa Viagem. No mesmo dia, a entrada do Parque recebe, das 8h às 13h, a Feirinha de Adoção, para quem deseja adotar filhotes de cães e gatos. Desde 2015, a Feirinha possibilita que animaizinhos abandonados recebam um lar amigo. No entorno do local, a ONG Canto Vivo reunirá cerca de 200 pessoas para caminhar no domingo, a partir das 8h.

Pelourinho Dia e Noite - O Pelourinho Dia e Noite, iniciativa da Secretaria Municipal de Cultura e Turismo (Secult), segue com a sua missão de levar uma programação cultural de qualidade às ruas do Centro Histórico. No sábado (16), das 10h às 12h, na Igreja de Nossa Senhora do Carmo, a Orquestra de Câmara de Salvador (OCSal) faz ensaio de portas abertas gratuitos, sob a regência do maestro Ângelo Rafael.

No dia seguinte, o bairro volta a ser palco do Concerto aos Domingos. O evento ocorrerá às 11h no Largo do São Francisco. Esta edição conta a Sanbone Pagode Orquestra, sob a direção do M° Hugo Sanbone, que executará um repertório autoral, tendo como ponto de partida os padrões rítmicos do pagode baiano, utilizando técnicas contemporâneas de composição e também o conceito da criação espontânea do jazz, abrindo espaço para a improvisação musical.

Ruas de Lazer - O Ruas de Lazer, coordenado pela Secretaria Municipal de Trabalho, Esporte e Lazer (Semtel), leva gratuitamente equipamentos esportivos e desenvolve atividades planejadas por profissionais de educação física qualificados às comunidades de Salvador. Nos locais, são disponibilizados cama elástica, jogos de tabuleiro, futebol, vôlei, basquete para realização de gincanas e torneios.

A programação começa no sábado das 8h às 12h, na Rua da Glória, próximo à Academia Energia Bahia, no bairro da Saúde. O mesmo projeto acontece simultaneamente na Rua 25 de Maio, em Narandiba. No mesmo dia, das 14h às 17h, o Ruas de Lazer alcança moradores do Setor B, em Mussurunga. Já no domingo, das 8h às 12h, a iniciativa acontece em três localidades: Avenida Luís Viana Filho, em Itapuã; Rua Clóvis Almeida Maia, na Ribeira; e Rua Paz e Vida, no Jardim Santo Inácio.

0
0
0
s2sdefault
0
0
0
s2sdefault

O ambiente verde do Parque da Cidade, no Itaigara, ficou ainda mais especial com o clima natalino proporcionado pela Casa do Papai Noel. Com funcionamento durante todos os dias da semana, das 16h às 20h, a estrutura montada pela Prefeitura, por meio da Diretoria de Iluminação Pública da Secretaria Municipal de Ordem Pública (DIP/Semop), pode ser visitada gratuitamente até o próximo dia 25.

Com investimento de R$153 mil, a Casa possui 32 m² e a atração conta com 1,5 mil microlâmpadas em LED. “Procuramos um espaço com um aspecto mais popular e mais democrático. O Parque da Cidade faz com que muitas crianças tenham acesso às atrações natalinas, já que nem todos podem ir aos locais privados, como shopping centers”, disse o diretor de Iluminação, Junior Magalhães.

Em um lugar inédito, já que antes a estrutura era montada na Praça Municipal, o “bom velhinho” está em meio à natureza, acompanhado da ajudante ou, simplesmente, “noelete”, além de esculturas natalinas, escorregador, trenó e renas. Segundo Junior Magalhães, o intuito da Casa do Papai Noel é de ampliar a atuação nos bairros da capital baiana. “A Casa tem um conceito interativo, favorece a cidade e pretende estimular a imaginação e despertar os sonhos de muitas crianças”, completou.

Iluminação – Além da Casa do Papai Noel, Salvador também ganhou iluminação e decoração natalinas, espalhadas em diversos pontos da cidade. Dentre as novidades este ano está a iluminação em estilo mais clean (limpo), com tonalidades em branco, âmbar e dourado, e a presença em locais como a Praça da 3ª Etapa de Castelo Branco, em Castelo Branco; a Praça Nair Castelo Branco, em Periperi; e a Praça Irmã Dulce, no Largo de Roma.

Uma árvore iluminada, com 22m de altura, já pode ser apreciada por moradores e visitantes no Dique do Tororó. No total, foram instalados 5 mil cordões em LED, 100 projetores em LED, 500 peças para postes, 80 projetores em árvores, sete cenários interativos e mais dez árvores de seis metros de altura. O investimento foi de R$3,5 milhões.

0
0
0
s2sdefault
0
0
0
s2sdefault

Moradores da região do Dique do Cabrito ganharam um presente de Natal antecipado, com a inauguração de uma nova praça na região. O espaço de convivência, situado na Rua Oscar Duque de Almeida, foi entregue pelo prefeito ACM Neto na noite desta terça-feira (12), em solenidade que contou com a presença da população, de secretários e gestores municipais, além de lideranças comunitárias.

“Aqui não havia praça nem equipamentos de lazer, mas tínhamos famílias que ocupavam esse espaço. Não posso deixar de revelar minha emoção, pois o que nos interessa é oferecer a vocês a oportunidade de viver o bairro onde vocês moram. Que vocês tenham orgulho de bater no peito e dizer 'moramos aqui'”, ressaltou ACM Neto.

A Praça do Dique do Cabrito passou por uma profunda ação de urbanização, promovida pela Prefeitura, para dar lugar a um ambiente com diversos atrativos que deixam o local ainda mais belo e agradável. A ação foi realizada através de um acordo com a Companhia de Desenvolvimento Urbano do Estado da Bahia (Conder), responsável pela administração da área, localizada entre os bairros de Marechal Rondon e Alto do Cabrito. Sendo assim, foram feitas obras para melhoria do entorno do dique, que sofria com constantes alagamentos, degradação e ocupação irregular ao longo dos anos.

O motorista Reginaldo Barbosa, 42 anos, faz um comparativo da situação do espaço antes para o agora. “Aqui era abandonado e hoje está uma maravilha para a gente. Todo o fim de semana trago meu filho para cá. Antes não havia lazer, as crianças ficavam pelas ruas”, destacou ele, que agora costuma ir ao local todas as noites para correr e praticar atividades físicas.

A autônoma Izabel Teles, 55, comercializa comida e bebidas aos finais de semana em uma barraca montada na região. Ela acredita que a nova praça vai garantir não apenas o lazer da família, mas também o aumento nas vendas. “A comunidade carecia de um espaço assim. Antes era uma baderna, não tinha praça, as crianças não se divertiam”, frisou.

Durante a inauguração do espaço, o prefeito relembrou as ações que foram feitas na localidade em seu primeiro mandato, como obras de contenção de encostas, melhorias de iluminação, de infraestrutura, requalificação do campo de futebol e intervenções na área de habitação através do programa Morar Melhor.

Estrutura – Para construção da Praça do Dique do Cabrito, foram promovidas desapropriação de imóveis e indenização de moradores, que viviam praticamente dentro de uma área alagada. Construída sob a coordenação da Secretaria Municipal de Manutenção (Seman) e com equipamentos construídos pela Companhia de Desenvolvimento Urbano de Salvador (Desal), a praça possui 2.730 m² e contou com investimento de quase R$500 mil.

A área agora possui parque infantil, chamado de Mundo da Criança, com cercado para dar mais segurança aos pequenos. Os adultos vão poder aproveitar as academias de saúde e de ginástica, além dos jogos de mesa. A praça será a primeira da cidade a receber o Espaço Game, composto por mesas de pingue-pongue, de dama e xadrez e de jogo de botão.

Também foram implantados pergolados em eucalipto, anfiteatro para realização de pequenas atividades culturais, bancos modulares de concreto e deck de madeira para apreciação da vista do dique. Guarda-corpo, nivelamento do terreno e complementação da pista de cooper integram as melhorias.

Para substituir as barracas que funcionavam de forma precária nas imediações do Dique do Cabrito, foram construídos quatro quiosques para comércio de alimentos. As intervenções também englobam iluminação moderna em LED, implantação de passeios, rede de drenagem, e paisagismo que envolveu até mesmo transplantio de 20 palmeiras dos tipos imperial de veitchia.

O prefeito ACM Neto aproveitou para fazer um apelo para que a comunidade zele pelo espaço. “Vocês podem ir a qualquer bairro de Salvador, garanto que não vão encontrar uma praça mais bonita e mais completa do que esta. Ajudem-nos a cuidar de todo este patrimônio. A praça é de toda a comunidade”.

Neto também informou que a Prefeitura manterá diálogo com a Conder para que o órgão estadual possa, o quanto antes, promover a limpeza do dique, sobretudo a retirada das baronesas. “Caso a Conder não tenha condições de fazer o serviço e nos autorize, a Prefeitura vai fazer. Se nos autorizar, não vamos medir esforços para fazer a limpeza, que eu sei que é uma reivindicação dos moradores”, assegurou.

0
0
0
s2sdefault
0
0
0
s2sdefault

Os peixes e outros seres marinhos circulando à vista de todos, até mesmo nas menores poças d'água, a mata intocada e o habitante nativo reforçam o carimbo de paraíso que a Ilha dos Frades, em Salvador, adquiriu ao longo do tempo. Com aproximadamente oito quilômetros de extensão, a ilha é de acesso exclusivo a barcos particulares e escunas de turismo. O local atinge, entre os meses de novembro e março, o pico de até 5 mil turistas em apenas um fim de semana, entre visitantes nacionais e internacionais.

A maioria dos visitantes conhecem a localidade pelo esquema bate e volta, com permanência de seis a oito horas. Curiosamente, a ilha possui formato de uma estrela de 15 pontas, possuindo em praias em todas elas. Desde 1982 o lugar foi tombado como reserva ecológica, passando a integrar a Área de Proteção Ambiental (APA) da Baía de Todos os Santos.

Única opção para hospedagem, a Pousada Janaína é gerida por Conceição de Jesus, 60 anos. Nativa da ilha, ela é responsável pelos quilinhos a mais dos visitantes que desfrutam dos quitutes sempre baseados na cozinha regional nordestina, como raízes cozidas, refogados, moquecas e um cardápio especial de frutas.

"Estamos funcionando há 25 anos. Recebemos turistas do mundo inteiro e eles, sempre que podem, retornam trazendo amigos e familiares, porque realmente gostam da praia e do que oferecemos por aqui", diz Conceição. O estabelecimento tem apenas cinco suítes e diárias a partir de R$150 para o casal, com café da manhã incluso. O almoço sai a partir de R$ 20 por pessoa.

Roteiro – Dentre as opções de diversão na Ilha dos Frades consta a Igreja de Nossa Senhora de Guadalupe, construída possivelmente no século XVII e que dá nome à principal praia do lugar. Neste início de dezembro, a atração teve a confirmação da renovação do selo Bandeira Azul, com processo conduzido pela Secretaria Cidade Sustentável e Inovação (Secis), em parceria com entidades como a Fundação Baía Viva. Concedida pela Foundation for Environmental Education (FEE), a certificação premia a qualidade das principais praias em todo o mundo, seguindo critérios como segurança, qualidade da água, gestão e educação ambiental.

"Além da pequena pousada com restaurante, fruto de uma das ações do Baía Viva, há um local reservado para camping. Mas, em geral, a atividade de hotelaria ainda é bastante embrionária na Ponta de Nossa Senhora de Guadalupe. Entretanto, vinda do selo representou um aumento significativo do público visitante em toda a Ilha dos Frades", explica Isabela Suarez, presidente da Fundação Baía Viva, organização que atua na preservação do local.

O roteiro inclui ainda as praias do Loreto, da Viração, do Tobar e Tobazinho, entre outras. Além do banho, outras atividades constantes por lá são o mergulho e a vela. Para chegar até à Ilha dos Frades, o visitante tem duas opções. Uma delas é pegar uma das escunas que saem diariamente do Terminal Náutico da Bahia, no bairro do Comércio, com preços a partir de R$60 por pessoa. A outra opção é seguir até o município vizinho de Madre de Deus, na Região Metropolitana de Salvador, onde há lanchas que fazem o trajeto regular ou fretado.

História – De acordo com historiadores, a ilha ganhou a denominação "dos Frades" por conta de religiosos que se abrigaram na localidade após escaparem de um naufrágio. Contudo, acabaram sendo devorados por índios da etnia Tupinambá que residiam por lá. A ilha também foi entreposto de escravos para o Recôncavo Baiano. Uma das áreas da região funcionou como leprosário. Uma das grandes figuras históricas da Ilha dos Frades foi o Barão de Loreto (1836-1906), personagem política da época do Império.

Fundação Baía Viva – A Fundação Baía Viva é uma entidade formada por empresários unidos para realizar ações para tornar a região visitável. O objetivo é valorizar o desenvolvimento da Ilha dos Frades e do turismo náutico, além de fazer com que a Baía de Todos-os-Santos seja um lugar agradável à visitação. Mais informações podem ser obtidas pelo site da entidade.

0
0
0
s2sdefault
0
0
0
s2sdefault

Criadas para promover o convívio entre membros de uma comunidade, entreter com arte, esporte e lazer, além de servir como espaço de contemplação, as mais de 200 praças construídas ou reformadas pela Prefeitura desde 2013 são continuamente danificadas. Seja por mau uso ou ação premeditada, regularmente são registrados casos envolvendo quebra de materiais, pichações e até mesmo roubo de peças que, além de impactar negativamente a economia do município, interferem no dia a dia da população.

A ocorrência mais recente foi registrada na Praça do Imbuí, localizada na região boêmia do bairro, próxima aos bares, onde 11 equipamentos da academia de saúde foram recolhidos hoje (28) à fábrica da Companhia de Desenvolvimento Urbano de Salvador (Desal), na BR-324, para manutenção após apresentarem defeitos que impossibilitam seu uso apropriado ou vandalismo. Lá, eles serão avaliados por técnicos especializados, passarão por pintura e reconstrução, caso necessário, de modo que possam servir novamente à população no mais curto espaço de tempo possível. Esse tipo de ação depredatória gera um custo mensal de até R$ 30 mil aos cofres municipais.

Os equipamentos ficam na fábrica por cerca de 15 dias, recebendo manutenção preventiva e corretiva, até que possam ser devolvidos à população. "São peças, em sua maioria, feitas de metal, que, além de sofrerem desgaste pela presença do salitre, devido à proximidade com o mar, ainda passam por uso indevido, furto e depredação. É importante ressaltar, entretanto, que após as denúncias de outros casos, as ocorrências têm diminuído, mas ainda são frequentes", sinaliza Marcílio Bastos, presidente da Desal.

"Atualmente, Salvador possui dezenas de playgrounds a céu aberto, o que pode ser considerado uma vitória em vista de como a cidade estava há cerca de cinco anos. Mas, além da vigilância do poder público, cabe também à população o cuidado com o espaço público. Hoje, a população abraçou a ideia e passou, ela mesma, a solicitar a criação, ampliação ou reforma de praças. Os equipamentos são erguidos em locais que antes funcionavam lixões e depósitos de entulho. Hoje, famílias inteiras, jovens e crianças passeiam e convivem de forma pacífica nestes espaços públicos", acrescenta Bastos.

0
0
0
s2sdefault
0
0
0
s2sdefault

Intitulada de “Novembro Azulão”, a ação visa reunir amantes do forró para dançar muito pé-de-serra e falar sobre a importância da prevenção ao câncer de próstata. O aulão é promovido pelo Grupo Forropolitano e será aberto para crianças e adultos que já sabem ou que querem aprender a dançar o ritmo. Uma roda de bate-papo sobre a campanha social e um piquenique também farão parte das atividades do dia.

No domingo (12), das 9h às 12h, o Parque da Cidade receberá uma edição especial da Feira Verde, que se tornou referência na capital baiana por durante 18 anos, reunindo alimentos cultivados de maneira saudável e sem agrotóxicos. A exposição, que acontecerá no estacionamento do Parque, exibirá diversos produtos orgânicos, como legumes, verduras e frutas, além da oportunidade de degustação desses alimentos in natura ou transformados. Na ocasião, será feita uma homenagem em memória do médico naturista Dr. Fernando Hoisel, idealizador da feira.

Jornada de Dança – A nona edição da Jornada de Dança da Bahia acontecerá em diversos espaços culturais da cidade, entre eles o Teatro Gregório de Mattos (TGM), explorando o tema “Todo artista é um revolucionário”. O evento é realizado pela Escola Contemporânea de Dança, sob a direção da dançarina Fátima Suarez, e tem apoio da Prefeitura. No sábado (11), às 19h, acontecem os espetáculos “Sr. Will”, da Giro8 Cia. de Dança (GO), e “A Sagração da Primavera”, da Jorge Silva Cia. de Dança (BA).

A obra “Sr. Will” leva à cena seis bailarinos e uma máquina manipulada e manipuladora para discutir como as relações humanas se constroem e se modificam no contexto contemporâneo, alertando para a necessidade de dar voz ao desejo, sem limitações ou preconceitos. Já “A Sagração da Primavera”, clássico criado nos anos 1910, tem uma versão baiana que destaca a discussão sobre machismos e as responsabilidades de intervir nas emergências sociais.

No domingo, às 19h, o TGM recebe o INVenteEXperimente (INVEX), realização já tradicional da Jornada, com cenas coreográficas de jovens talentos identificados em audiências públicas, revelando novas faces da dança baiana. As atividades são gratuitas.

Hip Hop – O Espaço Cultural da Barroquinha, neste sábado (11), abre suas portas para comemoração do Dia Mundial do Hip Hop. Às 15h, acontece um bate-papo com mostras de vídeo e conversas sobre militância e empreendedorismo no Hip Hop. A partir das 18h, haverá pocket show e discotecagem com a presença de Mr. DKO, Visioonárias, RBF, Psicose Rap, Makkonen Tafari, Lado Gang, Okaris, Kadu, Biel Gomez, DJ Akani, DJ Rubi e DJ Tau. Toda programação é gratuita ao público.

Regata – Os primeiros barcos que competem na regata Transat Jacques Vabre devem chegar à Baía de Todos os Santos neste domingo (12). A competição conta com a participação de 37 barcos e 74 velejadores de oito países, incluindo uma dupla brasileira.

Admiradores do esporte poderão acompanhar toda a movimentação de chegada das embarcações na Vila da Regata, espaço que será montado e operado pela Prefeitura de Salvador, com abertura oficial nesta segunda-feira (12) e funcionamento até o próximo dia 24. O espaço - localizado no terminal marítimo, ao lado do Mercado Modelo -, será aberto ao público e terá, às 19h, show da Banda Mametto.

0
0
0
s2sdefault
0
0
0
s2sdefault

O projeto Viver Barra volta a animar os soteropolitanos e turistas nesta sexta-feira (3). A ação promete momentos especiais ao longo desses meses que virão, e, para começar a nova temporada, foi planejada uma programação com muito forró pé-de-serra e música instrumental. 

Por volta das 18h, o “Bahia Brass” traz seu repertório e toda musicalidade para o público. O quinteto de metais formado por Helder Passinho Jr., Lucas Felipe, Orlando Afanador, Michele Girardi e Jamberê Cerqueira tem como proposta difundir a sonoridade rica que possui esta formação, com a mescla sonora dos instrumentos da família dos metais.

A “Flor Serena” se apresenta em seguida, levando o forró que já tem público fiel na capital baiana e no interior. O show da noite será baseado no CD “15 anos de forró”, que comemora o tempo de estrada do grupo e os sucessos da banda. As apresentações acontecem no Deck do Forte de Santa Maria, na Barra.

Projeto Viver Barra
 - Ao todo, já foram realizadas 42 edições do projeto em duas temporadas (2015/2016 e 2016/2017). Foram 135 apresentações entre shows, teatro, minicircuitos de bicicletas e apresentações circenses, aquecendo a cena cultural de um dos cartões-postais mais emblemáticos da cidade.

0
0
0
s2sdefault
0
0
0
s2sdefault

O final de semana será de muita diversão e lazer para soteropolitanos e turistas que buscam programações gratuitas em Salvador. No Parque da Cidade Joventino Silva, ou simplesmente Parque da Cidade, no Itaigara, um dos destaques é o Pimp My Carroça, que desembarca em Salvador depois de passar por cidades como Manaus, Cuiabá, São Paulo e Brasília.

A proposta é reformar e instalar itens de segurança nas carroças utilizadas na coleta de resíduos sólidos, como buzinas, espelhos retrovisores e fitas refletivas. Os veículos ainda serão pintados por grafiteiros locais, com artes e frases de efeito. A transformação acontece nesse sábado (28), de 9h as 18h. Na última edição, em Recife, o projeto atendeu 33 catadores, com apoio de mais de 90 voluntários e 44 artistas grafiteiros.

O evento também oferece atividades culturais, além de atendimentos de saúde e bem-estar, para catadores e suas famílias. A programação ainda conta com DJs, oficina de circo e oficina de grafite.

Brechó e circo – Outra opção para o público é o Brechó Eco Solidário, que volta ao Parque da Cidade para mais uma edição. Tanto no sábado (28) quanto no domingo (29), os participantes poderão trocar mercadorias nos estandes, que ficarão localizados na Alameda dos Ipês, de 13h às 17h. A iniciativa busca estimular a economia solidária e o consumo consciente. Além das trocas, os participantes também terão uma série de atividades artísticas, culturais e de bem-estar.

Enquanto os adultos fazem as trocas, as crianças terão um espaço especial no Gramadão do Parque. O grupo LeCirco fará diversas apresentações ente 8h e 17h, no sábado (28) e no domingo (29). Palhaços, mágicos e diversas outras atrações animarão a criançada. Também haverá distribuição gratuita de doces e pipocas.

Corrida – Os fãs de exercícios podem aproveitar a corrida Outubro Rosa, que tem o objetivo de chamar a atenção para a prevenção ao câncer de mama. O evento acontece por toda área do Parque nesse domingo (29), com largada às 7h30 e término previsto às 9h.

Pelourinho Dia e Noite – O Pelourinho Dia e Noite, programa cultural promovido pela Secretaria Municipal de Cultura e Turismo (Secult), terá, neste sábado (28), o batuque da República do Tambores. O grupo percussivo circulará pelas ladeiras do Centro Histórico, entre o Largo do Pelourinho e Terreiro de Jesus, a partir das 17h30. Além disso, haverá o Popelô - Polo de Orquestras do Pelourinho, que traz a apresentação da Orquestra de Câmara de Salvador (OCSal), do maestro Ângelo Rafael, na Igreja de Nossa Senhora do Carmo, entre as 10h e 12h.

No domingo (29), a partir das 12h, a chef Elíbia Portela estará no Memorial do Convento do Carmo inaugurando o “Receitas Doces da Vovó”, quando será mostrado aos participantes o preparo do Quindim de Iaiá. A ação tem como objetivo resgatar e divulgar receitas antigas e tradicionais da Bahia. O evento também acolherá receitas apresentadas pelo público, criando, assim, um cardápio de doces tradicionais.

Maratona Clic – A “Maratona Clic - de Olho na Imagem e na História” será realizada neste sábado (28), das 10h às 14h. O evento reunirá jovens de 14 a 24 anos que percorrerão ruas do Centro Histórico para fotografar as paisagens por meio de celular. A atração terá início após uma breve aula sobre interculturalidades, com a professora Lucia Góes, que vai orientar os participantes na escolha do que fotografar.

Depois da aula, os grupos saem com o tema proposto pela professora, para explorar, subir e descer ladeiras do Pelourinho e do Carmo em busca da imagem que sintetize melhor tudo que aprenderam. Todos voltam ao Terreiro depois de uma hora, escolhem a melhor foto da equipe, a que vai participar do concurso, e concorrem a prêmios.

As fotos são projetadas no telão e postadas no hotsite da promoção, localizado no site do Pelourinho Dia e Noite. A votação da melhor foto acontece online durante uma hora. As três primeiras colocadas na Maratona Clic recebem prêmios em forma de vale-compras: a primeira colocada receberá R$ 400; a segunda colocada, R$ 300; e a terceira R$ 200.

 

 

0
0
0
s2sdefault
0
0
0
s2sdefault

Entre novembro deste ano e abril de 2018, 51 navios atracarão no porto de Salvador com a estimativa de trazer 151.560 passageiros, durante a temporada de cruzeiros. A Secretaria Municipal de Cultura e Turismo (Secult) estima que cerca de 85% dos passageiros que chegam nas embarcações descem para visitar a cidade e vão às compras. “Isso representa um volume em torno de 128 mil pessoas consumindo na cidade nos ramos de alimentação, vestuário, passeios turísticos, aquisição de artesanato, dentre outros”, explicou o gestor da pasta, Claudio Tinoco.

Uma pesquisa realizada pela Associação Brasileira de Cruzeiros Marítimos e acompanhada pela Secult avalia que os turistas terão gasto médio de R$ 485,00 nesta temporada, o que significa a movimentação de R$ 62,5 milhões em todo o período dos cruzeiros. Além do turismo, Tinoco destaca a arrecadação com a taxa pelo uso do Terminal Marítimo, que é de R$ 60 por pessoa. “Isso significa uma receita de R$ 7,7 milhões”, calcula. As estimativas apontam uma movimentação econômica de cerca de R$ 70 milhões em Salvador.

A primeira embarcação chega de Santa Cruz de Tenerife, Espanha, no dia 15 de novembro, com 4.363 passageiros. E a última, vinda de Santos, vai atracar no dia 10 de abril de 2018, com a mesma quantidade de passageiros. Estão previstos, ainda, navios chegando de Búzios, Maceió, Recife, Ilhéus, Rio de Janeiro, Fortaleza e Cabo Frio. “Há também os baianos que embarcam nos cruzeiros e que também consomem e movimentam o turismo soteropolitano. Não há um controle específico, mas nós verificamos esse meio de movimentação financeira”, acrescenta Tinoco. 

0
0
0
s2sdefault

Fale Conosco

O seu canal de comunicação com o nosso site. Caso tenha dúvidas, sugestões ou solicitações de serviços, por favor, mande mensagem que teremos prazer em respondê-la.

Enviando...