Educação

0
0
0
s2sdefault

Em clima de felicidade, entre alunos e funcionários, o prefeito ACM Neto assinou a ordem de serviço para demolição e construção do novo Centro Municipal de Educação Infantil (CMEI) Yolanda Pires, no bairro Fazenda Grande do Retiro, na manhã desta segunda-feira (26). Com a construção desse, que é o terceiro de 16 centros de educação a serem reconstruídos em Salvador, as crianças que são atendidas na unidade vão contar com um ambiente mais confortável, com mais salas e sem os atuais problemas oferecidos pela estrutura precária. A assinatura da ordem de serviço ocorreu no CMEI e foi seguida pela demolição de parte do equipamento.

O prefeito ACM Neto ressaltou a alegria em poder começar a semana com a assinatura de mais uma ordem de serviço para demolição e construção imediata do CMEI. “Quando eu cheguei à Prefeitura havia cerca de 50 escolas em pré-moldado. As professoras e diretoras se queixavam do calor e risco que elas ofereciam para os alunos. Aqui nós iremos construir uma escola com o mesmo padrão de uma unidade particular. Com o novo espaço, o professor vai ficar mais feliz, mais estimulado, a criança também vai ficar mais desejosa de ir para escola e o pai dará mais valor à educação”, afirmou Neto.

Diretora da unidade, Cláudia Regina Oliveira, de 40 anos, conta que além do calor insuportável que a estrutura em pré-moldado oferecia, em período de chuva, o local ficava molhado e as estruturas metálicas também davam choque, por conta da fiação exposta. “Essa construção é um sonho. Nem temos como mensurar a alegria que estamos sentindo. Agora vamos receber um centro novinho com mais vagas para a comunidade”, disse.

O CMEI, que atualmente atende a 126 crianças do grupo 1 ao 5, em tempo integral, terá a capacidade de atendimento ampliada para mais cem alunos. Enquanto o local passa por reforma, as crianças estão sendo atendidas no Complexo Educacional do Retiro, local que conta com toda a estrutura para o processo lúdico de aprendizagem, incluindo cantina e parque infantil. O local conta com 360 crianças dos três CMEIs que já começaram a ser demolidos.

O CMEI Yolanda Pires é a terceira de 16 unidades escolares que serão demolidas e reconstruídas pela Prefeitura, por meio de recursos municipais e do Fundo Nacional de Desenvolvimento da Educação (FNDE). Será uma escola demolida por semana para dar lugar à nova estrutura. Para as 16 escolas, serão empenhados R$ 96 milhões. Apenas no CMEI Yolanda Pires, serão R$ 3.336.450,36. Com esse investimento, o prefeito espera ampliar a assistência à educação infantil e permitir aos pais que possam trabalhar, enquanto deixam os seus filhos nas creches.

Estrutura – Com 1.171,13 metros quadrados de área, a nova estrutura terá 28 espaços para instalação de coordenação, secretaria, diretoria, sala dos professores, depósito de material didático, brinquedoteca, atividades diversas, parque infantil, solário, refeitório, cozinha, triagem de alimentos, depósito de merenda, lavanderia, depósito de material de limpeza, sanitários para alunos, professores, funcionários e pessoas com deficiência, plataforma elevatória para duas pessoas e guarita.

0
0
0
s2sdefault
0
0
0
s2sdefault

Aluno do 5º ano A da Escola Municipal Vila Vicentina, Luís Henrique Santos, de 11 anos, segurava um cartaz com a frase: “Respeito é bom e todo mundo gosta”. Ele foi um dos cerca de 350 estudantes, de dez escolas municipais do bairro da Liberdade, que estiveram reunidos, na manhã desta sexta-feira (23), com um único objetivo: celebrar o Mês da Consciência Negra e conscientizar a população sobre a importância do combate ao racismo.

Puxada pelo som dos tambores do Bloco Muzenza, saindo do Plano Inclinado, a “II Caminhada das Escolas Municipais do Polo Liberdade” seguiu até o Largo da Soledade, homenageando nomes que marcaram a história de luta da classe negra, como Nelson Mandela, Pelé, Daiane dos Santos, as judocas Rafaela Silva e Ketleyn Quadros, João do Pulo, os cantores Dorival Caymmi e Edson Gomes e o bloco afro Ilê Aiyê.

Pela primeira vez na caminhada, Luís Henrique demostrou esperança. “Que essa caminhada una as pessoas e faça com que elas entendam que todos nós somos seres humanos e merecemos respeito, e que parem com essas atitudes de preconceito e discriminação”, afirmou.

“A sociedade precisa compreender que é necessário o fortalecimento dos nossos elos, vínculos e da nossa cultura. Trazer essa ação para as ruas é de grande importância para chamar atenção para o combate ao racismo. Viemos lembrar que somos todos iguais e merecemos respeito”, afirma a gerente regional de educação, Jussara Rosa.

Além de professores, gestores, funcionários e agentes da educação, a caminhada também atraiu a população, que foi animada ainda pela Fanfarra da Escola Municipal Helena Magalhães. “O combate ao racismo não pode deixar de ser falado nunca, pois as pessoas precisam se educar e se conscientizar de que ninguém nasce preconceituoso, são ensinadas a serem. Precisamos falar disso cada vez mais para que nossas crianças, que são o nosso futuro não sejam racistas e possamos construir uma sociedade mais igualitária”, declara Aurelina Maria, de 59 anos, dona de casa e moradora do bairro da Liberdade.

A iniciativa teve o apoio da 37ª Companhia Independente da Polícia Militar, Conselho tutelar IV, Centro de Referência de Assistência Social (CRAS), Prefeitura Bairro da Liberdade/São Caetano, Guarda Municipal, Transalvador e do Conselho Municipal das Comunidades Negras (CMCN), vinculado à Secretaria Municipal da Reparação (Semur).

0
0
0
s2sdefault
0
0
0
s2sdefault

Em missão nos Estados Unidos, o prefeito ACM Neto visitou, nesta terça-feira (13), a Perry Street Preparatory Public Charter School, uma das escolas públicas de destaque em Washington. Acompanhado de secretários municipais, o gestor afirmou que a intenção foi conhecer o sistema de ensino público da capital norte-americana, que é referência para todo o continente, através do modelo adotado pela escola.

“A instituição tem um modelo diferente de gestão, que traz a parceria da sociedade para fazer uma educação pública de ainda mais qualidade. Então, a gente veio aqui conhecer boas práticas para serem aplicadas em nossa cidade”, afirmou o prefeito. A Perry Street Prep atende a alunos a partir dos 3 anos e a maioria dos estudantes é de negros ou afrodescendentes.

Ele ainda lembrou que uma das principais ações na área da Educação foi lançada recentemente pela Prefeitura: o programa Pé na Escola. “Com o programa, pretende-se criar, já no próximo ano, 11 mil vagas da Educação Infantil para as crianças da cidade. Ou seja, quando não der para matricular na escola pública, serão adquiridas vagas em parceria com a sociedade. O que importa é a criança na escola estudando e aprendendo”, completou ACM Neto.

Missão – Desde a sexta-feira passada (9), a comitiva municipal está nos Estados Unidos para apresentar a situação de Salvador após seis anos de gestão e tentar atrair investimentos, a fim de promover novos negócios e aquecer a economia local, gerando emprego e renda. A agenda já contemplou uma apresentação para investidores e diplomatas, em encontro na Câmara de Comércio Brasil Estados-Unidos, e uma reunião com diretores do Banco Mundial (Bird) para tratar do contrato de financiamento de US$125 milhões, destinados ao programa Salvador Social. Estão previstos para acontecer, ainda hoje, novo encontro com a diretoria do BID e um jantar na Embaixada do Brasil nos EUA.

0
0
0
s2sdefault
0
0
0
s2sdefault

Os mais de 400 alunos da Escolab do bairro de Coutos poderão desenvolver habilidades como a capacidade de resolver problemas, criatividade, colaboração e a comunicação de forma lúdica, através das ferramentas do “Mini Maker Lab” - método de aprendizagem da área de robótica -, que foram entregues à instituição na manhã desta quarta-feira (31).

Através da parceria da Secretaria Municipal de Educação (Smed) com a Secretaria da Cidade Sustentável e Inovação (Secis), essa foi a segunda Escolab a receber os kits - a primeira foi a unidade da Boca do Rio. Os kits de robótica são formados pelo Box, uma caixa de circuito; o Craf, bloco de monitor; e o Cold Table, tabuleiro com peças, que ajudarão os alunos a desenvolverem atividades tecnológicas.

A iniciativa apresenta alternativas de aprendizado que integram as novas tecnologias ao universo infantil. "O mundo é digital e essas crianças precisam começar a estudar e entender como tudo isso funciona. Vimos essa oportunidade de inserção através do 'Mini Maker Lab', que possibilitará o conhecimento de forma inovadora e prazerosa”, afirma o titular da Secretaria da Cidade Sustentável e Inovação (Secis), André Fraga.

“Colocar essas crianças em contato com esses produtos vai ajudá-las a desenvolverem a competência necessária para, futuramente, estarem no mercado de trabalho. Estamos preparando-as para o futuro”, afirma um dos idealizadores do projeto, Peterson Lobato.

Aluna do 5º ano da Escola Municipal Alto de Coutos, Geisa Silva, de 11 anos, que futuramente pretende atuar na área de robótica, conta a própria experiência na Escolab. “Aqui aprendemos muitas coisas boas e sempre fazemos as atividades de uma forma legal. Gosto muito de estar aqui e cada dia que passa eu aprendo mais”, declara.

“Nosso objetivo é proporcionar aos alunos vivências inovadoras através do contato com a tecnologia, mas de modo que essa inovação seja útil para a vida dessas crianças. Nosso espaço está cumprindo a proposta de desenvolver nessas crianças competências que, no futuro, serão muito importante para elas”, diretora da Escolab, Alba Menezes.

0
0
0
s2sdefault
0
0
0
s2sdefault

Os estudantes que pretendem se preparar para o Exame Nacional de Ensino Médio (Enem) em 2019 ganharam uma boa notícia nesta quinta-feira (1º): a Prefeitura vai dobrar para 800 o número de vagas gratuitas em cursos preparatórios para o exame, por meio do projeto IngreSSAr. Além disso, a iniciativa também será ampliada para quem está cursando o último ano do ensino médio. O anúncio foi feito pelo prefeito ACM Neto, ao lado dos secretários municipais de Políticas para Mulheres, Infância e Juventude (SPMJ), Cristina Argiles, e da Educação (Smed), Bruno Barral, durante realização de aulão pré-Enem no auditório do Subúrbio 360, em Coutos.

“A Prefeitura teve esse ideia de ajudar os jovens mais necessitados a terem um reforço na sua preparação para o Enem, por saber que uma boa nota pode significar o ingresso em uma universidade pública. Isso vai facilitar para esse jovem concluir o ensino universitário e realizar o sonho de ter um diploma do ensino superior. O IngreSSAr, inclusive, foi realizado de forma muito ampla para todos os jovens da cidade, não é necessária vinculação com a rede municipal, que só possui o Ensino Fundamental. É um reconhecimento de que a juventude, acima de tudo, precisa de políticas afirmativas para a educação. Ao oferecer e facilitar o acesso ao ensino superior para jovens mais pobres, estamos cumprindo o papel com o futuro da cidade”, destacou o prefeito.

O aulão foi ministrado por professores dos cursos preparatórios Os Aprovados e Pré-Enem, credenciados pela Prefeitura para o IngreSSAr. Desde julho último, cerca de 400 estudantes em Salvador participam gratuitamente de aulas de preparação para o Enem, através do IngreSSAr. O projeto, promovido pela Prefeitura por meio da SPMJ, é voltado para estudantes de baixa renda. As provas do exame acontecem nos próximos dias 4 e 11.

Ao falar com os alunos presentes no evento, o prefeito relembrou o esforço feito para ingressar no curso de Direito da Universidade Federal da Bahia (UFBa), no fim da década de 1990, e salientou a importância da dedicação aos estudos para alcançarem o objetivo de ingressar no ensino superior. “Agradeço às equipes dos cursos preparatórios por ajudarem nesse trabalho e desejo toda a sorte aos estudantes. Acreditem, confiem que tudo o que fizeram até aqui foi para o próprio bem e que serão recompensados com a realização dos seus sonhos. É a educação que vai fazer a diferença na vida de vocês”, desejou.

Inclusão social e educacional – Promovido pela Prefeitura por meio da SPMJ, o IngreSSAr faz parte das ações de planejamento estratégico da administração municipal. Inédita no município, a medida tem como intuito ampliar o acesso de jovens de 15 a 29 anos da capital baiana em ações afirmativas que assegurem seus direitos de cidadania e fortaleçam sua capacidade de inclusão, garantindo-lhes mais oportunidades no acesso à educação superior.

O perfil dos beneficiados são estudantes residentes em Salvador, pertencentes à rede pública de ensino ou bolsistas integrais da rede particular, integrantes do programa Bolsa Família e com bom desempenho no ensino médio. Foram estabelecidos 5% do total de vagas ofertadas para pessoas com deficiência, 30% para negros e 5% para jovens da Fundação Cidade-Mãe (FCM).

A iniciativa contou com duas fases: seleção dos alunos e credenciamento de instituições para realização das aulas. Nesta primeira edição, em 2018, cerca de 500 inscrições foram realizadas através do site da SPMJ ou presencialmente na sede da pasta, no Centro, mas apenas 356 candidatos foram classificados no critério de seleção. De acordo com a pasta, a procura pela edição 2019 já começou: são registradas, em média, 20 ligações por dia sobre o IngreSSAr.

Aulas – As instituições credenciadas foram os cursos preparatórios Os Aprovados e Pré-Enem, ambos localizados na Avenida ACM. Nesses ambientes, os alunos tiveram acesso à preparação para as áreas de conhecimento de Linguagens, Códigos, Ciências Humanas, Ciências da Natureza e Matemática, exigidas no Enem e trabalhadas durante cinco horas de aula diária. Os alunos ainda puderam aderir a uma carga horária opcional de monitoria. Normalmente, este tipo de preparação custa R$3 mil por estudante, em média.

0
0
0
s2sdefault
0
0
0
s2sdefault

A Escola Municipal Bosque das Bromélias, em parceria com a Fundação Gregório de Mattos (FGM), vai ganhar um novo espaço a ser disponibilizado para toda a comunidade escolar: a Sala de Leitura Yeda Pessoa de Castro. O equipamento cultural será entregue nesta quinta-feira (1º), às 10h, no Residencial Bosque das Bromélias, na Estrada Cia/Aeroporto.

A iniciativa faz parte do programa Caminhos da Leitura, desenvolvido pela FGM e que abre salas de leitura em diversas escolas municipais. A finalidade é de incentivar, cada vez mais, o hábito da leitura nos soteropolitanos. O nome do espaço foi escolhido pelos membros da unidade de ensino, e faz referência à professora que foi precursora na área de educação na região do CIA.

“Eu acredito que o incentivo à leitura é capaz de despertar o senso crítico das pessoas. A Sala de Leitura colabora não só no processo de formação do conhecimento, como também na socialização das crianças e jovens de nossa cidade. Com isso, contribuímos para a construção de um futuro com jovens e adultos mais responsáveis e conscientes”, afirma o presidente da FGM, Fernando Guerreiro.

O titular da Secretaria Municipal da Educação (Smed), Bruno Barral, salienta que a Sala de Leitura Yeda Pessoa de Castro beneficia toda a comunidade da região, além de aproximar a relação dos soteropolitanos com a leitura. “A criação de espaços como esse é muito importante. Destaco também a força da parceria da Smed com a FGM, que vem colocando em prática diversos projetos de educação e cultura na nossa cidade”, complementa.

0
0
0
s2sdefault
0
0
0
s2sdefault

A Prefeitura, através da Secretaria Municipal da Educação (Smed), divulgou nesta terça-feira (30), no Diário Oficial, o resultado do Prêmio Jorge Amado de Literatura. Quinze alunos da Rede Municipal foram premiados, três em cada categoria: poesia, conto, romance, história em quadrinhos e videoclipe. A data, o horário e local da cerimônia de premiação serão divulgados em breve.

O secretário municipal de Educação, Bruno Barral, destaca a importância do prêmio, criado pela gestão do prefeito ACM Neto para incentivar a leitura e a escrita. “É uma iniciativa inspiradora que, além de revelar novos talentos, impulsiona a criatividade e o interesse pela leitura. Proporciona novos conhecimentos aos nossos alunos. E é uma emoção muito grande ter contato com esses escritores e essas obras, que trazem o olhar dos nossos alunos sobre os mais diversos temas. Parabéns a todos que participaram e um agradecimento especial aos professores e aos membros das comissões organizadora e julgadora, que trabalharam com tanto carinho nesse projeto”, diz Barral.

Fruto de uma parceria da Smed com o Plano Municipal do Livro, da Leitura e da Biblioteca (PMLLB) de Salvador, o concurso é direcionado aos alunos matriculados no Ensino Fundamental I e II e Educação de Jovens e Adultos (EJA) na Rede Municipal de Ensino. Os prêmios, neste ano, são de R$ 4 mil para os primeiros colocados; R$ 3 mil para os segundos lugares; e R$ 2 mil para a terceira colocação, sendo que os valores estão sujeitos à tributação de impostos.

Confira os vencedores:

Categoria - Poesia

1º Lugar
Título da obra: Saber Amar
Aluna: Maria Eduarda Correia Silveira
Escola Municipal Desportiva Santa Rita
Profª Orientadora: Auxiliadora Maria Guimarães Oliveira
GRE Centro

2º Lugar
Título Da Obra: Fogo Cruzado
Aluna: Laura Airla Jesus Paulo De Souza
Escola Municipal Dra. Maria Do Carmo Vilaça
Profª Orientadora: Josiane Machado Dos Santos
GRE Cajazeiras

3º Lugar
Título da obra: Salvador De Encantos
Aluna: Ingrid Vitória Santos Ferreira
Escola Municipal Professor Ricardo Pereira
Profª Orientadora: Kátia Maria Ferreira Melo
GRE Cajazeiras

Categoria - Conto

1º Lugar
Título Da Obra: O Pote Da Joaquina
Aluna: Lara Rafaele Reis Santos
Escola Municipal Beatriz De Farias
Profº Orientador: Laedson Carlos Moreira Da Silva
GRE Cajazeiras

2º Lugar
Título Da Obra: A girafa e o esquilo
Aluna: Ana Cláudia Cerqueira De Jesus Santos
Escola Municipal Assistência Social São José
Profª Orientadora: Daniela Maria Souto De Assis
GRE São Caetano

3º Lugar
Título Da Obra: A Ilha do Medo
Aluno: Rafael Carioca Da Silva
Escola Municipal Manoel Henrique da Silva Barradas
Profª Orientadora: Gilmara Freitas Costa
GRE Subúrbio I

Categoria - Romance

1º Lugar
Título Da Obra: Amanhã, Não Demore a Chegar
Aluno: Luiz Elias Dos Santos Barreto Neto
Escola Municipal Pirajá Da Silva
Profº Orientador: João Bispo
GRE Liberdade - Cidade Baixa

2º Lugar
Título Da Obra: Cara ou Coroa
Aluna: Giovanna Valéria Neves Vieira
Escola Municipal Brigadeiro Eduardo Gomes
Profª Orientadora: Eliane Souza Da Silva Neves
GRE - Itapuã

3º Lugar
Título Da Obra: Cicatrizes Que Libertam
Aluna: Geovanna Santos Correia
Escola Municipal Brigadeiro Eduardo Gomes
Profª Orientadora: Eliane Souza Da Silva Neves
GRE - Itapuã

Categoria - História Em Quadrinhos

1º Lugar
Título Da Obra: O Recomeço
Aluno: Matheus Lucas Santana Das Neves
Escola Municipal Brigadeiro Eduardo Gomes
Profª Orientadora: Eliane Souza Da Silva Neves
GRE - Itapuã

2º Lugar
Título Da Obra: O Poder Além Do Planeta Terra: A Revelação (Nº 2)
Aluno: Leandro Vinícius Argolo Lima Filho
Escola Municipal De Itacaranha Manoel Faustino
Profª Orientadora: Gisélia Evangelista De Sousa
GRE - Subúrbio I

3º Lugar
Título Da Obra: A Confusão Da Hq
Aluno: Ueslei Dos Santos Osman
Escola Municipal Professor Manoel De Almeida Cruz
Profª Orientadora: Viviane Oliveira
GRE - Cajazeiras

Categoria - Vídeo Clipe

1º Lugar
Título Da Obra: I Need (Eu Preciso)
Aluna: Lorena Borges Lima Conceição
Escola Municipal Professor Manoel De Almeida Cruz
Profª Orientadora: Emília Urpia
GRE - Cajazeiras

2º Lugar
Título Da Obra: Não É Não!
Aluno: Arielle Santos Da Silva
Escola Municipal Professor Manoel De Almeida Cruz
Profª Orientadora: Viviane Oliveira
GRE - Cajazeiras

3º Lugar
Título Da Obra: “ Queria Brincar De Mudar Meu Destino”, Gilvã Mendes
Aluno: Stephany Araújo De Sant’ana Conceição
Escola Municipal Teodoro Sampaio
Profª Orientadora: Carla Chirlene B. De Almeida
GRE - Orla

0
0
0
s2sdefault
0
0
0
s2sdefault

Desde julho último, cerca de 300 estudantes em Salvador participam gratuitamente de aulas de preparação para o Exame Nacional do Ensino Médio (Enem), através do IngreSSAr. O projeto, promovido pela Prefeitura por meio da Secretaria Municipal de Políticas para as Mulheres, Infância e Juventude (SPMJ), é voltado para estudantes de baixa renda. Na reta final de estudos, os alunos revelam ansiedade para as provas, que acontecem nos próximos dias 4 e 11.

As áreas de conhecimento de Linguagens, Códigos, Ciências Humanas, Ciências da Natureza e Matemática, exigidas no Enem, são trabalhadas durante as cinco horas de aula diária. Os alunos ainda podem aderir a uma carga horária opcional de monitoria.

Na instituição Pré-Enem, uma das conveniadas pela Prefeitura para o IngreSSAr, a estudante Iasmin Araújo, de 24 anos, revela a ansiedade com a prova e a possibilidade de concretização dos próprios sonhos. “Minhas expectativas são as melhores. Apesar de ansiosa, estou muito confiante, pois os professores conseguiram dar bastante assunto e fizeram com que nos sentíssemos preparados para essa prova. Tenho certeza que conseguirei alcançar meus objetivos acadêmicos e profissionais”, conta a candidata a uma vaga no curso de Pedagogia.

O colega Francisco Manaia, de 22 anos, conta que, durante as provas, usará uma técnica aprendida durante o curso: o de olhar primeiro o comando da questão, em seguida ir para os textos e, aí sim, responder as questões. “Para mim, que fiquei tanto tempo sem estudar, esse curso tem sido muito importante. É uma verdadeira revisão de tudo que eu vi na escola. Eu estou gostando muito”, afirma o estudante, que concluiu o Ensino Médio há quatro anos e pretende ingressar no curso de Administração.

“O programa tem sido fundamental no resgate da autoestima e na motivação pessoal e profissional dos alunos que, através das aulas, conseguem vislumbrar as portas do conhecimento e do futuro. É com muito orgulho que a SPMJ compartilha essa conquista com a certeza que, em breve, se tornarão grandes profissionais”, declara a diretora de Infância e Juventude da SPMJ, Gabriela Macedo.

Nesta quinta-feira (1º), será promovido um "aulão" de revisão no Subúrbio 360, localizado no bairro de Coutos. Estarão presentes todos os alunos contemplados junto aos cursinhos credenciados para que possam fazer bonito no dia da prova.

Projeto – O IngreSSAr promove o acesso gratuito de alunos de baixa renda, e que concluíram o Ensino Médio, a cursos preparatórios para o Enem conveniados – atualmente são o Pré-Enem e Os Aprovados, ambos localizados na Avenida ACM. Por meio do programa, os estudantes contam com uma preparação que custa, em média, R$ 3 mil para os demais alunos.

Para ter acesso ao curso preparatório por meio da ação da Prefeitura os alunos cumpriram alguns critérios, como ser egresso de escola pública ou ter tido bolsa integral em escola da rede particular, ser integrante de famílias cadastradas no Programa Bolsa Família e morar em Salvador. A SPMJ destinou 5% do total de vagas ofertadas para pessoas com deficiência, 30% para negros e 5% para jovens da Fundação Cidade-Mãe (FCM).

0
0
0
s2sdefault
0
0
0
s2sdefault

Antes lixão, hoje educação. Esse foi o lema da inauguração do Centro Municipal de Educação Infantil (CMEI) Vale das Pedrinhas, ocorrido nesta sexta-feira (26), na Rua do Gás. Com muita festa, a primeira unidade de ensino do tipo no bairro, construído pela administração municipal, foi entregue pelo prefeito ACM Neto, acompanhado do vice, Bruno Reis, do secretário municipal da Educação (Smed), Bruno Barral, e da diretora da instituição, Andréa Fraga, além de demais autoridades e população.

O prefeito lembrou que o CMEI foi uma solicitação dos próprios moradores, desde a primeira visita realizada no bairro como gestor da cidade, em 2013. “Aqui havia um lixão horrível e a rua era tomada pelas águas das chuvas. A comunidade pedia muito uma creche e pré-escola. Para realizar esse sonho, a Prefeitura não mediu esforços para a construção dessa estrutura. Já no próximo ano, serão ofertadas vagas para crianças de 2 a 5 anos, sendo que os alunos de 2 e 3 anos vão estudar em tempo integral, com direito a cinco refeições por dia. É uma transformação para a localidade”, afirmou ACM Neto.

O novo CMEI Vale das Pedrinhas vai possibilitar que mães, como Sílvia Oliveira, de 34 anos, possam trabalhar tendo onde deixar a filha Rayla, de 3 anos, com segurança. “Quando ela nasceu, tive que deixar o emprego para cuidar dela. Nesse período em casa, ela já aprendeu a falar, foi desfraldada, conhece as cores e até algumas palavras em inglês. Essa creche é muito importante pra comunidade e para mim pois, como moro aqui perto, ficarei mais tranquila para deixar ela aqui quando voltar a trabalhar. Inclusive, Rayla pede muito pra frequentar uma creche”, afirmou.

Estrutura – Com 1,4 mil m² de área construída, o CMEI Vale das Pedrinhas vai atender a 300 crianças dos Grupos II, III, IV e V, a partir do próximo ano letivo. O equipamento possui oito salas de aula, sala multiuso, sala de descanso, solário, elevador e uma brinquedoteca. O centro é totalmente climatizado e monitorado por câmeras. A unidade também terá atuação fixa do Projeto Defesa Civil nas Escolas (PDCE).

Além dos espaços voltados para as crianças, a infraestrutura inclui sala de professores, diretoria, secretaria, cozinha, banheiros, banheiros para pessoas com deficiência, refeitório, lavanderia e depósito. O investimento para a construção do CMEI foi de quase R$4 milhões. Para a realização da obra, a Prefeitura também fez investimentos no entorno, como contenção da encosta, implantação de escadaria e de drenagem, para evitar alagamentos.

Balanço – Nos últimos cinco anos, Salvador saltou de 18 mil para 44 mil vagas na Educação Infantil. Mais 11 mil vagas deverão ser contratadas pelo município na rede privada de ensino, por meio do programa Pé na Escola, lançado na semana passada.

Melhorias e apelo – Além do CMEI, Vale das Pedrinhas e entorno também foram alvos de outras melhorias promovidas pela Prefeitura, como o Multicentro de Saúde, requalificação asfáltica, recuperação de campos e quadras, Morar Melhor e, em breve, a urbanização do canal do bairro. Para esta última ação, inclusive, o prefeito aproveitou para fazer um apelo. “Estamos apenas no aguardo de uma licença do Inema (Instituto do Meio Ambiente e Recursos Hídricos) para a realização dessa obra. Pedimos a sensibilidade do governo estadual nesse sentido para que possamos, nos próximos dias, dar a ordem de serviço para essa intervenção”, completou ACM Neto.

0
0
0
s2sdefault

Fale Conosco

O seu canal de comunicação com o nosso site. Caso tenha dúvidas, sugestões ou solicitações de serviços, por favor, mande mensagem que teremos prazer em respondê-la.

Enviando...