Educação

0
0
0
s2sdefault

A Banda Marcial Masp Show, da Escola Municipal Alexandrina Santos Pita, localizada no bairro de Pirajá, será a única representante da Bahia a participar da final do Campeonato Nacional de Bandas e Fanfarras. A 24ª edição da competição será realizada nos dias 9 e 10 de dezembro, na Praça Matriz, no Centro da cidade de Aracaju (SE).

A banda, composta por 48 alunos, participa há seis anos do campeonato baiano, mas com a conquista do vice-campeonato em 2016, classificou-se para disputar a final do Campeonato Nacional de 2017. Para o evento, a Marcial Masp Show preparou um repertório composto por um pot-pourri de canções da Música Popular Brasileira (MPB), além de uma peça erudita.

O evento conta com a participação de cerca de 40 delegações de todo o país, divididas nas categorias infantil, infanto-juvenil, juvenil e sênior. A apresentação da Banda Marcial Masp Show está prevista para o domingo (10), a partir das 10h.

O maestro regente da banda, Emerson Brito, classifica a participação no campeonato como uma grande vitória. “Pra mim é uma realização, pois o sonho de todo regente é alcançar esse tipo de competição. Vai ser uma honra representar a Bahia, Salvador e, principalmente, o bairro de Pirajá, que abraça o nosso projeto”. No dia do embarque, 8 de dezembro, a banda promoverá uma festa na praça General Labatut, a partir das 20h, com queima de fogos, para se despedir da comunidade e reverenciar os estudantes.

0
0
0
s2sdefault
0
0
0
s2sdefault

O clima de insegurança causado pela infraestrutura precária, constantes alagamentos e ameaças de desabamento de um imóvel em pré-moldado ficaram totalmente no passado de alunos, professores e funcionários da Escola Municipal Bela Vista do Lobato, no Alto do Cabrito, que receberam com bastante festa a estrutura totalmente reconstruída pela Prefeitura e entregue nesta sexta-feira (1º). A cerimônia contou com as presenças do prefeito ACM Neto, acompanhado do vice Bruno Reis, dos secretários Bruno Barral (Educação) e João Roma (Gabinete), demais autoridades e moradores da região.

As comemorações incluíram apresentação da Fanfarra da Escola Municipal Helena Magalhães e coral formado por alunos do 2º ano do Ensino Fundamental I, que fizeram letra em homenagem à escola sob o ritmo da canção “Despacito”. “É muita emoção reinaugurar essa escola tão sonhada pela comunidade. Foram anos de luta passando por inúmeros problemas. Os pais nem pensavam em colocar os filhos aqui para estudar, pois a unidade não oferecia segurança. Hoje, já estamos sendo procurados pela comunidade para o ano letivo de 2018. A escola está realmente linda e agradeço a todos por isso”, salientou a diretora da instituição, Edimália Lima.

O prefeito ressaltou que este é um dia histórico para a Escola Municipal da Bela Vista do Lobato, que ganhou uma estrutura semelhante a de instituições privadas da cidade. Além disso, fez questão de salientar que serão entregues mais 15 escolas até fevereiro e que o ano letivo de 2018 será bem melhor para os estudantes. “Além do aumento do número de vagas, os alunos também receberão dois fardamentos, kit escolar e estamos lutando para melhorar a qualidade da merenda e, assim, contribuir para a melhoria da saúde às crianças”, afirmou ACM Neto.

Nova escola – A nova estrutura substitui o imóvel em pré-moldado, construído em 1993 e que já estava bastante desgastado pelo tempo, trazendo riscos a alunos, professores e funcionários. Após as obras, a unidade passa a contar com 13 salas de aula, depósito, cozinha, sala de leitura, sala de professores, diretoria, espaço para arquivo, vestiário, despensa, sala de freezer, secretaria e sanitários, inclusive para pessoas com deficiência, dentre outros ambientes. O investimento foi de cerca de R$2 milhões, em uma área de 780 m².

Atualmente com 347 alunos, a Escola Municipal Bela Vista do Lobato terá capacidade para atender, em 2018, até 600 estudantes da Pré-Escola (4 e 5 anos) e do Ensino Fundamental I (do 1º ao 5º ano). A unidade contempla também o Programa Acelera, que visa a regularizar a distorção idade-série.​ A escola segue o alto padrão de qualidade adotado nas demais estruturas entregues pela Prefeitura nos últimos quatro anos. Durante o período de obras, o corpo escolar foi relocado para um imóvel alugado e adaptado para a atividade.

Balanço – Ao seguir o princípio de colocar a educação como uma das prioridades dos investimentos em Salvador, a Prefeitura tem realizado o maior processo de  requalificação da rede física municipal de ensino. De 2013 até o momento, já foram entregues construídas e/ou reformadas 168 escolas e creches na cidade. A proposta é entregar ainda mais 15 unidades - uma por semana - até o início do ano letivo de 2018.

0
0
0
s2sdefault
0
0
0
s2sdefault

Caneta e papel na mão. Aos poucos, a estória que pertencia apenas à Talita Brito, de 15 anos, ganha asas para pairar sobre o apreço de tantos outros leitores. Talita foi apenas um dos 15 alunos da Rede Municipal a receber o Prêmio Jorge Amado de Literatura, na tarde desta quarta-feira (23). O evento de premiação, realizado no auditório do Mundo Plaza, contou com a presença do prefeito ACM Neto, do secretário Municipal de Educação, Bruno Barral, da neta do escritor Jorge Amado, Maria João Amado, da presidente do conselho diretor do Plano Municipal do Livro (PMLLB), Lourdes de Fátima, além de alunos e professores da rede.

O evento foi criado com o objetivo de valorizar a história e a literatura da Bahia, por meio da referência a Jorge Amado, e de incentivar crianças, jovens e adolescentes de escola pública a se tornarem escritores. “Hoje podemos dizer que Salvador conseguiu organizar um prêmio literário para incentivar os alunos. Queremos para as nossas escolas esse tipo de ambiente, onde as crianças possam, inclusive, fazer despertar uma vocação. Quem sabe, assim, a gente não ajuda a formar uma nova geração de futuros Jorges e Zélias?”, questionou o prefeito.

Durante o evento, o secretário Bruno Barral lembrou que a educação e o incentivo à leitura são elementos fundamentais para o desenvolvimento de qualquer cidadão. “Vocês, meninos e meninas, estão de parabéns! Esse é um momento de glória que deve ficar registrado em suas cabeças para que vocês se esforcem para melhorar a cada dia”, complementou.

A premiação ocorre em cinco categorias: poesia, conto, romance, HQ e videoclipe. Os ganhadores de cada categoria receberam prêmios de R$ 4 mil (para os primeiros colocados), R$ 3 mil (para as segundas posições) e R$ 2 mil (para o terceiro lugar), valores sujeitos à tributação de impostos. Além disso, o professor orientador indicado na ficha do aluno premiado recebeu um tablet.

Com a classificação, a vencedora em primeiro lugar da categoria romance, Talita Brito, já sonha em investir na carreira de escritora. Em um mês, a adolescente organizou e finalizou um romance de 139 páginas, escrito em dez meses, intitulado Consequências Inesperadas, que narra a estória de um alemão e uma russa que se apaixonam no início da Segunda Guerra Mundial. Emocionada por receber a premiação das mãos do prefeito, a estudante avaliou o prêmio como uma grande oportunidade: “Esse evento fez com que eu me lançasse no mundo da literatura e, com certeza, vai incentivar vários outros alunos também”.

O evento também premiou dois adolescentes que cumprem medidas socioeducativas e que sonham com a mudança de vida, após esta conquista. Eles ficaram em segundo e terceiro lugar, respectivamente, na categoria HQ. J.J.S. e P.T.A.S que escreveram 'Um Recomeço de Vida' e 'A Escolha de um Guerreiro' se emocionaram com a escolha.

Para a neta de Jorge Amado, o prêmio pode servir também como instrumento de transformação social. "Poder reconhecer o talento desses alunos nos dá alegria. Ver essas crianças produzindo, e produzindo textos com qualidade, nos deixa muito felizes. Eu li as produções da edição passada e me emocionei muito porque os trabalhos têm, realmente, qualidade. O meu avô era um contador de estória, falava com o coração, e ele procurou dar voz ao povo da Bahia. E eu vejo que essas crianças já são contadoras de estórias e podem crescer cada vez mais na cultura e na vida”, ressaltou Maria João.

Categorias e vencedores:

POESIA - A primeira colocada foi Rafaela Ferreira Neves, da Escola Municipal Ilha de Maré, com a obra “Uma Nação Corpo e Alma”. Em segundo lugar, ficou Sophia Ferreira Barbosa dos Santos, da Escola Municipal Santa Ângela Das Mercês, com a produção de “Bahia Terra de Alegria”. Marcos Vinícius Santos de Almeida, da Escola Municipal Dr. Orlando Imbassahy, ficou em terceiro lugar, com o “Tributo a Jorge Amado”. Os alunos foram orientados pelos professores Josevaldo Santiago, Adriana Ávila Santos e Cíntia Maria Araújo, respectivamente.

CONTO - A aluna Raniele de Jesus Ribeiro,da Escola Municipal Beatriz de Farias, foi a vencedora desta categoria, com a criação de “As Aventuras de Glória e Bioncê”, sob orientação do professor Laedson Carlos Moreira da Silva. Na segunda colocação ficou Maria Clara Barbosa dos Santos, da Escola Municipal Nossa Senhora de Nazaré, com o conto “A Bela Moça dos Olhos Lindos”. Ela foi orientada pela professora Maria Lúcia dos Santos Moreira. Já a aluna Raianne Andrade de Souza, da Escola Municipal Assistência Social São José, conquistou o terceiro lugar, com a obra “A Menina com Poderes Mágicos”, sob orientação da professora Daniela Maria Souto de Assis.

ROMANCE -“Consequências Inesperadas” é o título da obra literária de Talita do Espírito Santo Brito, aluna da Escola Municipal Professor Manoel Almeida Da Cruz, que ficou em primeiro lugar nesta categoria. Geovanna Santos Correia, da Escola Municipal Brigadeiro Eduardo Gomes, conquistou o segundo lugar com a criação “A Colheita”. A aluna foi orientada pela professora Eliane Souza da Silva Neves. Na terceira colocação, ficou a aluna Leila Maria Barreto Silva, da Escola Municipal Pirajá da Silva, com a obra “Jimim”, Para Você, sob orientação do professor João Paulo Bispo.

HQ - Na categoria História em Quadrinhos (HQ), os vencedores foram: Leandro Vinicius Argolo Lima Filho, da Escola Municipal de Plataforma, com O Poder Além do Planeta Terra, em primeiro lugar. Os alunos J.J.S., autor de Um Recomeço de Vida, e P.T.A.S., com a obra A Escolha de um Guerreiro, ficaram em segundo e terceiro lugares, respectivamente. Eles são alunos da Escola Municipal Yves de Roussan e foram orientados pelo professor Bruno Fabrício D’almeida da Silva.

VIDEOCLIPE - O primeiro lugar ficou com o aluno Wenderson Sacramento Silva, da Escola Municipal Antonio Carlos Peixoto Magalhães, com a obra Outro Dia, sob orientação da professora Claudia Santos. O segundo colocado foi Samuel Silva Santos, da Escola Municipal Teodoro Sampaio, com a obra Romeu e Julieta em Terras Baianas, orientado pela professora Ana Claudia Napomuceno Sacramento. E em terceiro lugar, Narciso Guimell Carvalho Lima dos Santos, Escola Municipal Professor Manoel Almeida da Cruz, com o videoclipe Todo Mundo Pode Aprender, orientado pela professora Emília Urpia.

0
0
0
s2sdefault
0
0
0
s2sdefault

A Escola Municipal Fazenda Grande II Ministro Carlos Santana (localizada na Via Local C, s/nº, Fazenda Grande II, após o Atacadão) realiza, nesta quinta-feira (23), mais uma edição da Feira Literária Fazenda Grande II (Flifag). O evento, que possui uma grade recheada de atividades educativas e culturais, contará com apresentação da Banda Eva, a partir das 15h30.

Nesta segunda edição, a Flifag tem o tema "Alma não tem cor: viva a diversidade cultural". O objetivo da iniciativa, segundo a diretora da escola, Cássia Ferreira, é desenvolver nos alunos o gosto pela leitura e escrita. “Temos 687 alunos matriculados, do  Ensino Fundamental a Educação de Jovens e Adultos (EJA), que estudam aqui pela manhã, tarde e noite. Todos  foram mobilizados para participar da Feira. Eles vão declamar poemas, ler poesias, encenar peças teatrais, cantar, dançar”, explica a gestora.

Na ocasião, o vocalista da Banda Eva, Felipe Pezzoni, levará um repertório especial para animar os participantes, entregará um certificado ao melhor poeta da escola Fazenda Grande II e participará do lançamento do jornal escolar Turma Acelera.

 

0
0
0
s2sdefault
0
0
0
s2sdefault

Quando começou a atuar como professora na Escola Municipal do Beiru, há 12 anos, a hoje diretora Alexa Pereira passou a ver a unidade de ensino, que a acolheu com carinho, sofrer cada vez mais com a degradação da estrutura em pré-moldado. O cenário, antes da demolição realizada pela Prefeitura em julho do ano passado, era de placas soltas, infiltrações e demais problemas que causavam insegurança para a comunidade escolar.

O sonho de um novo imóvel foi concretizado nesta quarta-feira (22), com a entrega da unidade de ensino completamente reconstruída em cerimônia que contou com as presenças do prefeito ACM Neto, do vice Bruno Reis, do secretário Bruno Barral (Educação), demais gestores municipais, autoridades e população.

“O início deste sonho foi com o projeto Ouvindo Nosso Bairro, no qual a comunidade pediu a reforma da escola. Aprendi a admirar e respeitar este local e só tenho a agradecer o empenho de todos para que os alunos continuassem a estudar no período da reconstrução da unidade. Hoje, dá-se início a uma nova Escola Municipal do Beiru”, pontuou Alexa, empolgada.

O prefeito ACM Neto salientou que, hoje, a população passa a contar com uma unidade de ensino bonita, confortável e com qualidade, em nível semelhante à da rede privada e que vai dar mais estímulo aos alunos para estudar. Foi salientado também que a Prefeitura vai continuar a inaugurar uma unidade de ensino por semana até o início do ano letivo de 2018 – estão previstas mais 15 unidades até fevereiro.

“É um ano letivo que começará como deve: com novas escolas, fardas, kit escolar e merenda ainda melhor. Além disso, haverá um número maior de matrículas, devido à ampliação da rede municipal de ensino com novas escolas”, completou.

Estrutura – A unidade de ensino atende a 678 alunos da comunidade, da Pré-escola (até cinco anos), do Ensino Fundamental I (do 1º ao 5º ano), dos projetos Se Liga e Acelera, além do Educação de Jovens e Adultos (EJA). Para executar a reconstrução total do espaço, que possui 798 m² de área construída, foram investidos R$2,3 milhões, com recursos próprios do Município.

Agora, a escola dispõe de dez salas de aula, área de alimentação com cozinha, depósito de merenda, refeitório, área de serviço e vestiário de funcionários com sanitários. O projeto do novo equipamento educacional também inclui acessibilidade e dependências administrativas como secretaria, diretoria, sala de professores e de reunião.

0
0
0
s2sdefault
0
0
0
s2sdefault

Neste mês de novembro, o Caminhos da Leitura aborda justamente o tema da Consciência Negra em uma série de atividades que acontecem a partir desta segunda-feira (20) até o próximo dia 30. Promovido pela Prefeitura por meio da Fundação Gregório de Mattos (FGM), o projeto social, educativo e cultural visa incentivar o hábito e o prazer da leitura, com circulação de livros, exposições, contação de histórias, encontros com escritores, oficinas de produção de bonecos e apresentação de Contos Cantados em escolas, bibliotecas e praças.

Na abertura da programação, será promovida a exposição itinerante Caderno do Saber: Consciência de Uma Etnia, às 9h, na Escola Municipal Abrigos do Povo, na Liberdade. Na quarta-feira (22), acontece mais uma edição do sarau literário Leiturinha Cantada, que fará apresentações dentro do contexto Consciência Negra, às 15h, na Praça da Madragoa, na Ribeira.

No dia seguinte (23), às 19h, é a vez da realização da Conversa com o Autor. Nesta edição, as convidadas são a atriz, museóloga e escritora Cassia Valle, autora do livro “CALU: uma menina cheia de história”; e Joana Flores, doutora em Museologia e autora do livro “Mulheres Negras e Museus de Salvador”, que vão bater um papo com os alunos, professores e funcionários do Colégio Pirajá, na Liberdade.

O sarau Leiturinha Cantada volta para mais duas edições, com abordagem ao tema Consciência Negra. A primeira acontece na Escola Municipal Irmã Dulce, no Largo de Roma, para alunos, professores e funcionários da instituição, às 15h. No dia 30, o evento acontece no Plano Inclinado Liberdade/Calçada, às 15h, com a presença do presidente da FGM, Fernando Guerreiro.

A realização das atividades contou com a participação das organizações sociais e lideranças dos bairros selecionados. Além do incentivo à prática da leitura, o Caminhos da Leitura tem o intuito de estimular a implantação de um projeto de leitura permanente nos bairros, com ponto fixo de distribuição de livros em parceria com o projeto Livres Livros e a Bibliocicleta - uma biblioteca itinerante em cima de uma bike.

0
0
0
s2sdefault
0
0
0
s2sdefault

O sorriso e a satisfação em se tornarem pequenos multiplicadores de boas práticas no trânsito em Salvador. Este foi o clima dos quatro estudantes premiados na 5ª edição do Concurso de Desenhos Infantis Sobre Educação no Trânsito, promovido pela Prefeitura através da Superintendência de Trânsito de Salvador (Transalvador). A cerimônia foi realizada na terça-feira (14), no Auditório do Sest/Senat, na Pituba, e contou com a presença de representantes do Projeto Axé, Faculdade Unijorge, Colégio Militar da Bahia (CPM), Seguradora Porto Seguro e da Secretaria Municipal de Educação (Smed). Também participaram do evento a escritora Cleiti Uzêda; Jocenildes Zacarias, da Universidade Estadual da Bahia (Uneb); e o educador físico e recreador infantil Tio Paulinho.

Os premiados nesta edição do concurso foram Elton Oliveira Santos da Escola Municipal Olga Figueiredo de Azevedo, que garantiu a primeira colocação; a estudante Alice Novaes Feitosa Ribeiro, da Escola Marissol, que ficou na segunda posição do ranking; Ana Clara Macedo Serra, do Colégio da Polícia Militar Dendezeiros, que conquistou o terceiro lugar; e Mariana Souza Santos, da Escola Municipal Olga Figueiredo, que alcançou o quatro lugar na competição. Ao todo, foram mais de 1.800 participantes envolvidos na iniciativa .

Os vencedores ganharam um tablet como forma de incentivo ao desenvolvimento educacional. Os prêmios foram disponibilizados através da Seguradora Porto Seguro, parceira da Transalvador há dez anos e que auxilia o órgão em ações que sejam voltadas à redução de acidentes no trânsito. O concurso tem por objetivo incentivar a reflexão, a criatividade e a produção de trabalhos voltados para a Educação no Trânsito entre o público infantil das redes pública e privada de ensino do município. As inscrições para esta edição ocorreram entre os meses de agosto a outubro.

Segundo a gerente de Educação para o Trânsito da Transalvador, Miriam Bastos, uma comissão julgadora selecionou as melhores produções, levando em consideração a técnica, expressividade, originalidade, criatividade e adesão ao tema. Os desenhos vencedores retratam, de forma criativa e original, comportamentos adequados do cidadão no trânsito.

“A importância maior é o engajamento das crianças no trânsito. Além de serem os condutores do futuro, podem levar para dentro de casa o que aprendem. Eles podem até cobrar dos pais certas atitudes, como parar para que alguém atravesse na faixa de pedestres ou respeitar o sinal vermelho. O aprendizado de maneira lúdica facilita o entendimento e a formação das crianças”, disse o superintendente da Transalvador, Fabrizzio Muller.

 

 

 

0
0
0
s2sdefault
0
0
0
s2sdefault

A Prefeitura preparou uma operação especial de transporte para os estudantes que vão fazer a prova do Exame Nacional do Ensino Médio (Enem), neste domingo (12). A Secretaria Municipal de Mobilidade (Semob) vai reforçar 93 linhas, (lista abaixo) que serão operadas com 560 veículos. As outras linhas mantêm o funcionamento normal na cidade.

Essas linhas atendem aos principais corredores da orla, miolo e subúrbio. As provas começam às 12h30 (13h30 horário de Brasília) e a operação especial de transporte vai acontecer das 7h às 15h.

Além destes ônibus extras, a Semob terá o reforço de nove veículos reguladores nas Estações Acesso Norte, Pirajá e Mussurunga. Esses veículos ficarão à disposição atender o retorno dos candidatos para casa, entre as 14h e 20h.

 

CÓDIGO

LINHA

1507

Pirajá / RN – Lapa

1515

Conjunto Pirajá I – Ribeira

1540

Conjunto Pirajá I – Estação Pirajá

1342

Est. Pirajá – Bonfim

1511

Conj. Pirajá I – Eng. V. Federação

0303

Boa V. São Caetano – Nazaré

1526

Vista Alegre – Lapa

1533

Fazenda Coutos – Lapa

1604

Base Naval / S. Thomé / Esc. de Menores - Lapa

1606

Paripe – Barroquinha

1608

Paripe – Ribeira

1634

Alto de Coutos – Pituba

1638

Fazenda Coutos – Ribeira

1651

Base Naval – S. Thomé –Lapa

1662

Base Naval – Ribeira

0216

Ribeira – Lapa

0201

Ribeira /Bonfim - Campo Grande

0316

Faz. Grande do Retiro – Lapa

0337

São Caetano – Lapa

0221

Ribeira-Barbalho/Faz. Garcia

0218

Ribeira – Pituba

0219

Ribeira – Rodoviária

0237

Ribeira - Rio Sena / A. Sta. Terezinha

1607

Paripe – Barra

1614

Mirante de Periperi – Itaigara

1628

Rio Sena – Lapa

1633

Mirante de Periperi – Ondina

1653

Paripe – Aeroporto

0334

São Caetano – Barra

0403

Caixa D’água – Lapa

0301

Alto do Peru – Terminal Acesso Norte

0354

Capelinha – Terminal Acesso Norte

1301

Estação Pirajá – Brotas

1304

Castelo Branco – Lapa

1345

Castelo Branco - Bx. dos Sapateiros

1211

Tancredo Neves – Barra

1327

Est. Pirajá - Bx. dos Sapateiros

1340

Est. Pirajá - Barra 1

1341

Est. Pirajá - Barra 2

1347

Est. Pirajá – Pituba

1349

Canabrava - Est. Pirajá R1

1413

Boca da Mata - Lapa / Barra

1388

Estação Pirajá – Barra 3

1215

Engomadeira – Lapa

1102

Cabula VI – Lapa

1225

Sussuarana – Lapa ( Vasco)

1116

Terminal Acesso Norte - Saboeiro

1141

Cabula VI - Ribeira R1

1142

Cabula VI - Ribeira R2

1137

Pernambués – Barra

1319

Pau da Lima-Lapa/Barra

1310

Estação Pirajá – CAB

1403

Cajazeira 11 – Ribeira

1207

Tancredo Neves – Pituba

1389

N. Brasília/Jd. N. Esperança - Est. Pirajá

1334

Sete de Abril – Lapa

1130

Cabula VI – Ondina

1107

Terminal Acesso Norte – Tancredo Neves

1108

Terminal Acesso Norte – N. Sra Resgate

1146

Terminal Acesso Norte – Arenoso

1233

N. Sussuarana/Sussuarana – Terminal Acesso Norte

1025

Estação Mussurunga – Barro Duro

1328

Est. Pirajá / Est. Mussu –Aeroporto

0805

Pituba – Lapa

0902

Boca do Rio – Lapa

0914

Vale dos Rios / Stiep R3

1052

Est. Mussurunga – Barra 2

0503

Brotas – Lapa

0519

Brotas - Faz. Grande do Retiro

0704

Federação – Nazaré

0708

Nordeste – Lapa

0715

Santa Cruz – Lapa

0728

Nordeste – Ribeira

0915

Vale dos Rios / Stiep R4

0102

Barbalho-Iguatemi

0410

Sieiro – Aeroporto

0807

Pituba-França

1051

Est. Mussurunga – Barra 1

1055

Estação Mussurunga- Ribeira/S.Joaquim

1031

Praia  do Flamengo – Estação Mussurunga R1

1034

Parq. São Cristóvão – Barroquinha

1053

Estação Mussurunga – Barra 3

0420

Pau Miúdo – Lapa

1062

Estação Mussurunga – Hosp.Central/Cabula

0342

Rodoviária – Circular A

0344

Rodoviária – Circular B

0417

IAPI – Lapa

0131

Lapa – Patamares R1

0132

Lapa - Patamares R2

0713

Santa Cruz - Calçada / Bonfim

0931

Rio das Pedras – Campo Grande R1

0932

Rio das Pedras – Campo Grande R2

1302

VL. 2 de Julho/Trobogy - Lapa

0
0
0
s2sdefault
0
0
0
s2sdefault

Usar o lúdico para envolver os alunos nas atividades e aumentar o desempenho escolar foi o que instigou a professora Edcleide Nascimento, da Escola Municipal Senador Antônio Carlos Magalhães, situada no Ogunjá, a criar um recurso didático voltado para gamificação – uso dos recursos de jogos para ensino/aprendizado. Como resultado do próprio empenho, o projeto "Aventura no Universo da Matemática" foi contemplado na Semana Nacional de Ciência e Tecnologia, concurso promovido anualmente pelo Ministério de Ciência, Tecnologia, Inovações e Comunicações do Governo Federal.

O projeto inscrito pela pedagoga – que faz mestrado em Tecnologia pela Universidade Estadual da Bahia (Uneb), consiste em um jogo de tabuleiro extenso inteiramente voltado para o ensino da Matemática. À medida em que as provas do jogo vão sendo efetuadas pelos alunos, que se dividem em até cinco grupos representados por personagens como Super Mário e Luigi – famosos no universo dos videogames – vão sendo trabalhados conteúdos como operações e equações matemáticas, frações, formas geométricas, estimativas, cálculos e raciocínio lógico.

O produto foi desenvolvido para trabalhar com crianças do 4º e 5º ano, que já possuem desenvoltura na leitura e interpretação de texto e podem aproveitar o recurso em sua totalidade. “Não queria simplesmente participar de uma feira de Ciências e Tecnologia somente com artefatos tecnológicos, mas trazer uma possibilidade até para os professores de um recurso novo e inovador para trabalhar com os conteúdos de sala de aula. É um recurso acessível e que o professor pode fazer. Ele tem como adaptar o jogo para qualquer conteúdo, seja com conteúdos de matemática, cênicas ou geografia, por exemplo” explicou.

Em todo o país, 836 instituições de ensino inscreveram 9.755 projetos para avaliação nesta edição da Semana Nacional de Ciência e Tecnologia. Deste total de projetos submetidos à avaliação, apenas no estado da Bahia foram 234 iniciativas cadastradas. Na capital soteropolitana, apenas o projeto da Escola Municipal Senador Antônio Carlos Magalhães foi contemplado.

“Os meninos saem do lugar comum da sala de aula, de um espaço fechado, para estar em um lugar de inventividade maior. Eles ficam muito mais livres para brincar e aprender. Se eu fosse dar uma aula falando de tudo aquilo que eu quero trabalhar com esse jogo, numa estrutura tradicional, talvez o envolvimento não fosse tão grande. O ganho é trazer coisas novas e estar inserindo a criança nesse universo da tecnologia na escola pública. É uma ampliação de possibilidades didáticas”, reforçou a professora.

Em processo de aprimoramento, o material deve começar a ser utilizado em sala de aula até o fim deste mês. A proposta é que este recurso seja levado para outras unidades escolares da Rede Municipal de Ensino e apresentado a gestores e professores, para que ele possa ser adaptado ao perfil dos estudantes de cada unidade, replicado por outros educadores e usado como instrumento educacional com os alunos.

Concurso – A Semana Nacional de Ciência e Tecnologia (SNCT) foi estabelecida pelo Decreto de 9 de Junho de 2004 e é realizada sempre no mês de outubro. A SNCT tem o objetivo de aproximar a Ciência e Tecnologia da população, promovendo eventos que congregam centenas de instituições a fim de realizarem atividades de divulgação científica em todo o País. A ideia é criar uma linguagem acessível à população, por meios inovadores que estimulem a curiosidade e motivem a população a discutir as implicações sociais da ciência, além de aprofundarem seus conhecimentos sobre o tema.

0
0
0
s2sdefault

Fale Conosco

O seu canal de comunicação com o nosso site. Caso tenha dúvidas, sugestões ou solicitações de serviços, por favor, mande mensagem que teremos prazer em respondê-la.

Enviando...