Pautas

0
0
0
s2sdefault

A Prefeitura inaugura nesta quinta-feira, às 9h, a Praça da Juventude, localizada na Avenida Artêmio Castro Valente, em Canabrava (logo após as bilheterias do Barradão). O espaço de esporte e lazer conta com campo de futebol, pista de skate, ginásio poliesportivo, anfiteatro, área multiuso, quadra de areia e pista de corrida. Trata-se de uma das mais completas praças que Salvador já viu e a entrega faz parte das comemorações pelo aniversário de 469 anos da primeira capital do Brasil. O investimento é de R$2,4 milhões.

Para que os espaços e equipamentos esportivos sejam bem aproveitados, a Secretaria Municipal de Trabalho, Esporte e Lazer (Semtel) vai promover atividades de iniciação ao esporte, como futsal, basquete, handebol, vôlei e ginástica rítmica. A execução das modalidades esportivas pode ocorrer por meio de articulação com associações e ligas desportivas. Além disso, a Semtel planeja contar como apoio da comunidade local e de outros órgãos da Prefeitura para desenvolver ações culturais no espaço do anfiteatro.

As atividades esportivas serão realizadas dentro do projeto de Iniciação Esportiva Salvador (IESSA), que já atende diversas pessoas nos Barris, Itapuã, Boca do Rio, Calabar e Valéria. Serão disponibilizadas 300 vagas para as atividades da Praça da Juventude para crianças e adolescentes que estejam matriculados em uma instituição de ensino pública ou privada.

0
0
0
s2sdefault
0
0
0
s2sdefault

Salvador ganhará mais uma unidade de atendimento às mulheres que enfrentam situação de violência. Nesta quarta-feira (4), às 17h30, o prefeito ACM Neto e a titular da Secretaria de Políticas para Mulheres, Infância e Juventude (SPMJ), Taissa Gama, inauguram o Centro de Atendimento à Mulher Soteropolitana Irmã Dulce (CAMSID), localizado na Rua Lélis Piedade, na Ribeira. A unidade será mais um espaço de acolhimento, orientação, encaminhamento jurídico, atendimento psicológico e social à população feminina. A iniciativa faz parte das ações do programa Mulher 360 e das comemorações ao aniversário de 469 anos da capital baiana.

O imóvel possui 450 m² de área construída e conta com recepção, quatro salas de atendimento, quatro sanitários, três quartos, brinquedoteca, biblioteca, sala para grupo terapêutico, sala de TV, copa, cozinha, área de serviço, administrativo, dois almoxarifados, salão para oficinas, espaço para ginástica, parque infantil e horta. Serão ofertados no espaço serviços vinculados às atividades de Centro de Referência Loreta Valadares, que têm como objetivo atender à mulher em situação de violência doméstica, familiar e de gênero, sem discriminação, com trabalho orientado sob o princípio da escuta qualificada, além de acolhimento provisório de curta duração, de até 15 dias.

Trata-se de um espaço não sigiloso que vai acolher mulheres vítimas de violência doméstica e familiar, como também aquelas egressas do tráfico de pessoas que não estejam em risco iminente de morte, acompanhadas ou não de filhos de 0 a 12 anos. O abrigo provisório deve garantir a integridade física e emocional dessas mulheres, bem como realizar diagnóstico da situação em que elas se encontram, a fim de encaminhamentos futuros.

A capacidade de atendimento é para 200 mulheres por mês para os atendimentos do centro e 36 pessoas no acolhimento provisório de curta duração. Além disso, o Centro Irmã Dulce vai oferecer, a exemplo do Loreta Valadares, atendimento multidisciplinar com equipe de 25 profissionais envolvidos, entre psicólogas, assistentes sociais, psicopedagoga, advogada, recepcionista, supervisoras, coordenadora, serviços gerais, motorista, plantonistas, copeira e guardas civis.

0
0
0
s2sdefault
0
0
0
s2sdefault

Dando continuidade às ações comemorativas pelo aniversário de 469 anos de Salvador, a Prefeitura autoriza nesta quarta-feira (04), a partir das 18h, o início das obras de requalificação da Ponta de Humaitá e da Colina Sagrada, com projetos elaborados pela Fundação Mario Leal Ferreira. A solenidade de assinatura das ordens de serviço pelo prefeito ACM Neto acontece na Rua Boa Viagem, s/n, em Monte Serrat (Ponta de Humaitá).

As obras em Humaitá têm previsão de 90 dias, sob a responsabilidade da Superintendência de Conservação e Obras Públicas (Sucop). O investimento é de R$ 618.278,78 e as intervenções envolvem recuperação e pavimentação de toda a área, melhoria do estacionamento, construção de nova quadra esportiva em substituição da atual, recomposição do gramado e dos passeios. Também estão previstas a remoção de uma edificação construída para dar apoio ao cais (o módulo de bilhetagem), por estar em desacordo com o paisagismo local, e melhorias da área de contemplação do pôr do sol.

Vale lembrar que a área é tombada pelo Iphan e possui extrema beleza natural. Por isso, o projeto de requalificação precisou ser, ao mesmo tempo, simples e também cuidadoso com o grande impacto a partir da valorização do patrimônio histórico e geografia do local. As obras irão envolver uma área de 12 mil metros quadrados. Na área mais próxima ao Parque Regional de Manutenção da 6ª Região Militar, localizada na Rua Rio São Francisco, estão previstas a recuperação da quadra, implantação de sanitários e áreas destinadas a uma roda de capoeira e de contemplação.

O projeto prevê também recuperação de pisos do entorno da Igreja de Monte Serrat, instalação de rampas para cadeirantes, colocação de guarda-corpo ao longo da balaustrada e instalação de mobiliário urbano. O píer instalado na área não está incluído no projeto porque implicaria na inclusão de aspectos náuticos e manifestações da Marinha, fugindo ao escopo inicial da intervenção urbanística.

Bonfim - Já as obras no entorno da Colina Sagrada – que incluem a Praça do Largo do Bonfim e do Largo da Baixa do Bonfim – deverão ser concluídas dentro de 12 meses. O objetivo é potencializar o caráter simbólico da Basílica de Nosso Senhor do Bonfim, estimulando o turismo religioso dentro do projeto da Prefeitura de implantação do Caminho da Fé, que começa no Memorial Irmã Dulce. O investimento será de R$11,5 milhões.

A Praça do Largo da basílica terá os limites ampliados, de maneira que esta seja uma continuidade das escadarias do templo religioso, unificando todo o conjunto arquitetônico. Para alcançar este objetivo, serão suprimidas algumas ruas lindeiras à praça, cuja pavimentação será executada em mosaico de pedra portuguesa branca, com grafismos marcados no piso.

O sistema viário será redesenhado, suprimindo as vias que passam em frente à entrada da escadaria principal da basílica e à Casa do Juiz da Devoção, na esquina com a ladeira dos romeiros. Será criada uma edificação, integrada ao conjunto de casas do entorno, denominado Abrigo de Velas (velário), eliminando assim o risco de incêndio no templo.

Por sua vez, o Largo da Baixa do Bonfim (Praça Euzébio de Matos) será redesenhado, alinhado com os arcos da Ladeira do Bonfim, reativando os vãos para funções comerciais e de serviços. No centro da Euzébio de Matos, será disposto um pequeno palco para realizações de eventos de menor porte pela comunidade. Com o deslocamento da praça, alinha-se ao longo da via um grande estacionamento público para atender à demanda das vagas excluídas no Largo do Bonfim, além da criação de baias para ônibus e vagas para vans e motocicletas. A ligação entre as partes alta e baixa da Colina Sagrada será feita através de rampas e escadarias, com acessibilidade universal.

0
0
0
s2sdefault
0
0
0
s2sdefault

A Prefeitura inaugura nesta quarta-feira (04), às 10h, o primeiro Hospital Municipal de Salvador, localizado na Via Coletora B, final de linha da Boca da Mata, região de Cajazeiras. Funcionando 24 horas por dia, ele estará integrado à rede de urgência e emergência, servindo principalmente de retaguarda para os casos mais complexos das Unidades de Pronto-Atendimento (UPAs) e do SAMU de Salvador.

Durante 25 dias, o hospital vai funcionar em fase de observação, com a urgência e emergência atendendo a casos distribuídos pelo SAMU e pela Central Municipal de Regulação. A partir do dia 30 de abril, quando o equipamento estará 100% em funcionamento, a demanda para atendimento de urgência e emergência será aberta por classificação de risco. Os atendimentos ambulatoriais e apoio a diagnóstico regulado começam a operar no dia 9 de abril.

O hospital, que conta até com heliponto e base descentralizada do SAMU, terá ênfase em atendimentos de urgência, com capacidade para 500 casos de emergência por dia. Mas também terá um ambulatório de egressos da unidade hospitalar para suporte ao atendimento. Serão 210 leitos – 30 de UTI (adulto e criança), 150 de clínica médica e cirúrgica e 30 de pediatria. A emergência terá ênfase em traumatologia, ortopedia e urgências clínicas. Haverá, ainda, atenção domiciliar, com capacidade para 180 atendimentos por mês para pacientes que receberam alta.

0
0
0
s2sdefault
0
0
0
s2sdefault

A Prefeitura inaugura nesta terça-feira (03), às 17h30, o trecho requalificado do entorno do Farol de Itapuã, em uma área que abrange 21,5 mil metros quadrados, no trecho entre as casas da Marinha e a curva da residência que pertenceu ao poeta Vinícius de Moraes. A solenidade, com a presença do prefeito ACM Neto, acontece ao lado do farol. A iniciativa é parte do programa Salvador 360, eixo Investe. 

O projeto foi elaborado pela Fundação Mário Leal Ferreira (FMLF), em conjunto com a comunidade e com a participação da Superintendência do Patrimônio da União (SPU), por se tratar de uma área de Marinha. As melhorias envolveram a preservação da área de praia, com implantação de equipamentos e espaços de contemplação, deixando o local livre para circulação de pessoas. A praça existente passou por serviços de alvenaria de pedra no entorno da área da praia. Foi implantado piso intertravado com tela em concreto armado. E erguidos também quiosques de serviços, nos mesmos moldes das estruturas existentes em outros trechos de orla, num total de seis. 

Também foram instalados parque infantil, Academia de Saúde, área para capoeira, ciclovia e uma quadra esportiva, além de um estacionamento para 44 veículos. Um pequeno muro foi construído para demarcar a área da praia e a pavimentada, e que poderá ser utilizado como banco. Também foram implantados sanitários, módulo de apoio para salva-vidas e paraciclo para pessoas com deficiência. 

Também foi executado projeto paisagístico, com plantio de mudas e sistema automatizado de irrigação da grama. Agora são 129 árvores, sendo 65 algodoeiros de praia e 64 aroeiras, todas com porte a partir de 2,5 metros, além de 38 coqueiros e 2 mil ficus de praia e mais arranjos ornamentais que compõem o paisagismo do local.

0
0
0
s2sdefault
0
0
0
s2sdefault

O Bike Salvador, projeto de compartilhamento de bicicletas, inaugura seu novo sistema nesta terça-feira (03). O lançamento acontece em uma das novas estações, localizada no Porto da Barra, às 10h, com a presença do prefeito ACM Neto, do presidente da Saltur, Isaac Edington, do CEO da Tembici, Tomás Martins, e representantes do Itau. Nesse primeiro momento, 10 estações localizadas em pontos estratégicos da cidade já começam a operar, com 90 bicicletas disponíveis para os usuários.

A implantação total contempla 50 estações e 400 bicicletas. A iniciativa é patrocinada pelo Itaú Unibanco e tem apoio da Saltur, através do Movimento Salvador Vai de Bike (MSVB), com operação da Tembici. A capital baiana é mais uma cidade brasileira a receber a nova tecnologia. As cidades de Recife, São Paulo, Rio de Janeiro e Porto Alegre já operam com o novo sistema.

Uma das novidades do novo sistema são as diversas formas de acesso ao projeto: os planos podem ser adquiridos pelo site Bike Itaú, aplicativo ou ponto físico de atendimento. Além disso, as bicicletas poderão ser retiradas para empréstimo nas estações via aplicativo Bike Itaú (disponível nos sistemas Android e iOS), cartão do usuário ou por meio do Salvador Card. Para este último, basta vinculá-lo ao seu perfil de usuário pelo site ou aplicativo do sistema e o cartão se torna uma chave para a retirada da bike na estação.

 

0
0
0
s2sdefault
0
0
0
s2sdefault

Salvador vai ganhar, nesta quarta-feira (4), o primeiro Hospital Municipal, dentro das comemorações pelo aniversário da cidade. Funcionando 24 horas por dia no bairro de Boca da Mata, na região de Cajazeiras, ele estará integrado à rede de urgência e emergência, servindo principalmente de retaguarda para os casos mais complexos das Unidades de Pronto-Atendimento (UPAs) e do SAMU de Salvador. 

Durante 25 dias, o hospital vai funcionar em fase de observação, com a urgência e emergência atendendo a casos distribuídos pelo SAMU e pela Central Municipal de Regulação. A partir do dia 30 de abril, quando o equipamento estará 100% em funcionamento, a demanda para atendimento de urgência e emergência será aberta por classificação de risco. Os atendimentos ambulatoriais e apoio a diagnóstico regulado começam a operar no dia 9 de abril.  

"Muitos diziam que a Prefeitura não seria capaz de construir esse hospital, que tem tudo o que há de mais moderno que a rede pública pode oferecer. Pois a gente conseguiu. Salvador esperou 469 anos por um investimento como este da Prefeitura. Agora, a cidade vai ganhar esse presente de aniversário", afirmou o prefeito. "Vejam que estamos dando um salto evolutivo muito grande quando o assunto é saúde pública. Claro que sabemos que existe muito a se fazer, mas avançamos bastante", acrescentou.  

O hospital, que conta até com heliponto e base descentralizada do SAMU, terá ênfase em atendimentos de urgência, com capacidade para 500 casos de emergência por dia, mas também terá um ambulatório de egressos da unidade hospitalar para suporte ao atendimento. Serão 210 leitos – 30 de UTI (adulto e criança), 150 de clínica médica e cirúrgica e 30 de pediatria. A emergência terá ênfase em traumatologia, ortopedia e urgências clínicas. Haverá, ainda, atenção domiciliar, com capacidade para 180 atendimentos por mês para pacientes que receberam alta.  

"Vamos entregar um hospital com equipamentos modernos e que vai suprir uma demanda antiga de uma região importante da cidade, embora esteja aberto para toda Salvador. E que será gerido por uma entidade que é reconhecidamente preparada para oferecer o melhor atendimento", afirmou o secretário José Antônio Rodrigues Alves, acrescentando que a unidade de saúde funcionará 24 horas por dia com 800 funcionários. "Aqui, além da urgência e emergência, o hospital está preparado para fazer, mensalmente, oito mil atendimentos ambulatoriais, seis mil exames de média e alta complexidade e 100 mil exames laboratoriais".  

Serviços - O ambulatório de egressos da unidade hospitalar terá consultórios de cardiologia, cirurgia geral, neurologia, cirurgia pediátrica, pediatria, generalista e ortopedia e traumatologia. Haverá ainda serviço social, pré-consulta de enfermagem e agência de transfusão sanguínea. A lista de serviços engloba exames laboratoriais, ressonância magnética, radiologia digital, ultrassonografia, endoscopia, colonoscopia, tomografia, eletroneuromiografia, eletroencefalografia, ecocardiografia, eletrocardiografia, teste de esforço, Holter e MAPA.  

A concepção arquitetônica do hospital foi planejada por acomodações de hotelaria em espaços de dois leitos. A programação assistencial será complementada por um Hospital Dia com um Centro de Vídeo-Endoscopias (com três salas de exames e oito poltronas de repouso) e uma Unidade de Atenção Domiciliar. Futuramente será associado ao Hospital Dia um bloco auxiliar que terá duas salas de cirurgia ambulatorial, 12 leitos de internação, consultório de enfermagem e de anestesiologia. O objetivo é fazer o pré e pós-atendimento de pacientes cirúrgicos, além de mais 60 leitos de internamento e 20 leitos de UTI, totalizando 300 leitos e um centro de ensino e pesquisa.

0
0
0
s2sdefault
0
0
0
s2sdefault

A primeira capital do país começa o mês de abril ganhando uma estrutura construída pela Prefeitura, dentro das comemorações pelo aniversário de Salvador: o Hub Digital, instalado no Terminal Marítimo, no Comércio. A solenidade de inauguração, com a presença do prefeito ACM Neto, acontece nesta segunda, às 14h30. 

O Hub Digital, que faz parte do programa Salvador 360, no eixo Cidade Inteligente, contribuirá para que a capital dê um salto na área de soluções tecnológicas inovadoras com um único foco: a melhoria da qualidade de vida dos cidadãos.  

Com capacidade para até 110 startups, o espaço colaborativo vai receber e orientar empresas que atuam no desenvolvimento de tecnologias digitais – ferramentas mais conhecidas e utilizadas pelas pessoas por meio da internet ou dos aplicativos de celular, dos serviços on-line e sistemas de informação – que nos últimos anos têm buscado facilitar a vida das pessoas. A estimativa é de que a taxa de ocupação do hub chegue a 100% até o início de 2019, com um rodízio de 30 startups por ano.

As empresas deverão desenvolver projetos que envolvam os setores financeiro, jurídico, social e de serviços, dentre outros. A previsão é de que sejam gerados 1,5 mil empregos diretos e indiretos, além de atrair talentos, empreendedores e profissionais qualificados que não tinham oportunidades de trabalho na capital baiana e acabavam migrando para outras cidades. Responsável pela concepção e implantação do projeto, desde a estruturação do modelo de operação, identificação e disponibilização do espaço para o Hub, a Prefeitura deverá investir, em cinco anos, R$5,2 milhões no Hub.

0
0
0
s2sdefault
0
0
0
s2sdefault

A Prefeitura preparou uma grande festa para celebrar os 469 anos de Salvador, comemorados nesta quinta-feira, dia 29 de março, com direito a bolo. Além disso, o prefeito ACM Neto vai dar início às obras de implantação dos corredores exclusivos do BRT, uma das principais intervenções na mobilidade e no transporte público da cidade. A solenidade começa às 9h, no canteiro central da Avenida Antonio Carlos Magalhães, na região próxima ao Parque da Cidade. A imprensa poderá estacionar no próprio parque, local de onde ônibus irão levar os jornalistas até a área do evento. 

O primeiro trecho dos corredores do BRT vai ligar a região do Parque da Cidade à estação de integração do metrô na área da rodoviária e Shopping da Bahia. O Consórcio BRT Salvador já deu início aos preparativos para o início das obras, com colocação de tapumes. Na solenidade desta quinta, a Prefeitura vai detalhar as primeiras intervenções no trânsito e explicar passo a passo o andamento das obras nesta primeira etapa, fruto de um investimento de R$ 212.781.070,50, oriundos de financiamento junto à Caixa Econômica Federal. Cerca de 700 empregos diretos serão gerados.

Com o novo modal, a cidade vai dar mais um grande salto na área de mobilidade. Isso porque a obra vai possibilitar a criação de linhas exclusivas, em corredores de tráfego próprios e segregado das demais vias, que vão reduzir o tempo do soteropolitano no trânsito e melhorar a mobilidade em regiões críticas. O sistema será integrado ao metrô. Este primeiro trecho terá 2,9km de extensão. O BRT terá capacidade de beneficiar 31 mil pessoas por hora, em horários de pico. Os veículos utilizados pelo sistema serão do tipo ônibus articulados com capacidade para 170 passageiros, portas largas e comprimento máximo de 23 metros, operando a uma velocidade comercial de 25 a 40 km/h. Os tempos de percurso serão significativamente reduzidos se comparados aos atuais níveis de operação.

As intervenções ainda envolvem a construção de três viadutos, sendo um no sentido Parque da Cidade/Lucaia, outro na direção Parque da Cidade/Iguatemi e mais um no Iguatemi, perto do viaduto Raul Seixas. No Cidadela e na região do Hiper, serão erguidos elevados paralelos para a implantação das estações em cada um desses locais.

 

0
0
0
s2sdefault

Fale Conosco

O seu canal de comunicação com o nosso site. Caso tenha dúvidas, sugestões ou solicitações de serviços, por favor, mande mensagem que teremos prazer em respondê-la.

Enviando...